Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
arlisbr

GNV na Argentina, Paraguay e Chile

Posts Recomendados

Oi, Pessoal

 

Estou viajando de Curitiba para Paraguay, Argentina e Chile nos próximos dias. Vamos em cinco pessoas em uma Quantum a GNV e gasolina.

Vamos entrar por Ciudad del Este, no Paraguay, e sair por Encarnacion, entrando na Argentina por Posadas. Dali vamos até Curuzu Cuatiá, provincia de Corrientes, e depois Buenos Aires. De lá vamos a Bahia Blanca, e depois Bariloche, e entramos no Chile até a Ilha de Chiloé.

 

Não tenho notícias de GNV no Paraguay e Chile. Alguém sabe algo?

 

Na Argentina consegui ótimas informações no site www.ruta0.com sobre roteiros, postos de GNV (GNC lá).

Soube que a pressão máxima é 210 BAR. A nossa é 220 BAR. O que não traz problemas.

Mas além da necessidade de instalar uma válvula diferente (a da Argentina é maior), me disseram que preciso de alguma 'Cédula de Mersosul' para abastecer, e que precisaria obtê-la aqui no Brasil. Alguém sabe algo sobre isto? Será a mesma fornecida nas inspeções daqui com selo do IMETRO?

Alguém já abasteceu com gás natural em viagens por lá? Estradas e cidades? Alguma dificuldade?

E sobre a tal válvula, alguém já instalou por lá?

 

Os outros itens creio que já tenho todos: Seguro Carta Verde, triangulos, cambão (vou comprar no Paraguay), etc.

 

Obrigado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Prezado Arlisbr,

 

No Paraguai não sei. No Chile eu não vi e parece que somente em Santiago do Chile mas só para taxis. Na Argentina como você falou tem que trocar o "pico de carga" cujo diâmetro e diferente do nosso.

 

Assim que entrei na Argentina, na cidade de Santo Inácio, antes de Pousadas, nas oficinas eles trocariam para você.

 

Entretanto, como a gasolina na Argentina é muito superior a nossa (octagem e pura) e a gasolina é mais barata, o carro ficou bem mais econômico, optei por não fazer a mudança e fiz uma viagem maravilhosa em termos de potência e economia.

 

Com relação ao seu trajeto no Paraguai os guardas são muito mais ladrões e se eu fosse você iria somente pela Argentina ( uma fronteria menos).

 

No mais, se quizer maiores informações pode até me enviar um E. mail [email protected].

 

Boa viagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi ramalholc

 

Obrigado pela dica.

Vou ficar na casa de amigos paraguayos em Ciudad del Este e perto de Encarnacion.

Na Argentina vou calcular quando chegar. Me disseram que o metro de GNV está entre R$0,35 e 0,50. Meu carro (Quantum 2.0 carburada) faz em torno de 14Km por metro. Eu faria 1.000 Km com 70 metros cúbicos, ao custo de R$25 a 35,00

Na gasolina, me disseram que está entre R$1,20 a 1,50. Meu carro faz cerca de 10Km por litro. Eu faria 1.000 Km com cerca de 100 litros, ao custo de R$120 a 150.

 

Apesar de a gasolina não ter as 'misturanças' que a nossa tem, em 2000 com este mesmo carro viajando até Bahia Blanca, observei que o rendimento caiu de 10Km por litro para cerca de 9 km/lt com a gasolina argentina. Depois vi que as velas estavam super sujas com muita fuligem preta. Um mecânico lá me disse para trocar as velas, de frias para quentes. Como eu já estava retornando não fiz. No site da 4 Rodas falam para misturar 5 lt. de alcool com mais de 93% para cada 20lt de gasolina. Como vou rodar bastante, talvez faça algumas experiencias (coitado do meu carro :-(

 

Hoje encontrei aqui em Curitiba um 'pico' para trocar, na Gas Flex. É só aquela última peça de metal onde encaixam o bico da bomba do posto. Paguei R$40.

Um dos responsáveis é argentino, e me disse que não devo ter problemas, mostrando o selo do IMETRO. Que há um acordo do Mercosul para abastecerem carros brasileiros, mas que alguns postos podem não estar informados e às vezes podem complicar.

 

Bem, valeu! Dou notícias depois ou durante a viagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Argentina tem a maior rede de postos de GNC do mundo superando imclusive o Brasil que é o segundo

No Chile voce tambem encontrará Gas com mais dificuldade mas encontrara

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi, Iole e Junior

 

Estou em Buenos Aires agora. Saí de Curitiba até Foz e em Ciudad del Este desci até Encarnacion e fui até Coronel Bogado. O interior do Paraguay é muito bonito, com paisagens muito verdes, plantações de girassol na região de Fram, etc. Bem diferente da impressão de Ciudad del Este com toda a agitação e bagunça. O povo do interior foi especialmente amável e hospitaleiro.

 

De lá entramos por Posadas, e só fomos encontrar o gás natural (GNC) em Chajari. Trocamos o "pico" mas a surpresa ao tentar abastecer:

"Não podemos mais abastecer carros brasileiros. Nenhum carro que não tenha o selo da vistoria do equipamento emitido por ENARGAS." Disseram que isto acontece já a dois verões. Tentamos outros postos e a resposta foi a mesma. Na estrada consegui abastecer em apenas um posto porque na pressa creio que o frentista não prestou atenção.

 

Se tiver tempo vou tentar conversar no escritorio de ENARGAS e ter mais informações.

 

Fora isto, e um calor de 40 graus, a viagem está sendo ótima. Buenos Aires é uma cidade muito interessante, bonita, aconchegante, muitas construções antigas, museus, e cheias de história.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi, Pessoal

 

A todos os que estiverem interessados em usar o gás natural no Mercosul, este arquivo explica o que fazer ANTES de sair do Brasil.

 

http://www.mercosur.int/msweb/SM/Normas/Resoluciones/PT/2006/GMC_2006_RES-002_PT_Gas%20Natural.pdf

 

Basicamente a empresa que faz a inspeção anual precisa emitir um selo azul padronizado para todos os países do Mercosul. Leia o arquivo que tem todas as explicações.

 

Um abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi, Pessoal

 

Outro detalhe que aconteceu na Argentina: descobri que as empresas maiores (Petrobras - sic - , YPF, Esso, etc.) são as mais rigorosas em não abastecer carros sem o adesivo da ENARGAS (eles nem sabem do adesivo Mercosul citado naquele documento). Mas as empresas menores Sol, Aspro, e outras pequenas são mais flexíveis.

 

Chegando no Brasil, em Porto Alegre, fui a um posto de GNV perguntar por uma oficina onde pudesse trocar o 'pico' e colocar o do Brasil de novo.

Surpresa. O frentista me respondeu: "Não precisa. Aqui temos um adaptador para abastecer carros argentinos... precisamos receber o turismo". Disse também que não exigem adesivo nenhum.

 

Por outro lado, depois de passar 400km pelo Paraguay, 4 mil km pela Argentina, 1,5 mil no Chile, e uns 300km no Uruguay uma coisa chamou a atenção: nós temos as estradas mais esburacadas e os mais caros pedágios!

 

Um abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado arlisbr

 

em breve farei viagem muita parecida, porém em sentido inverso (horário), mas provavelmente eu dirija até Matchu Picchu.

 

Suas informações são muito importantes.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

OUTRA DÙVIDA

 

http://www.mercosur.int/msweb/portal%20intermediario/turismo_pag/PT/dirigir.html

 

neste site do Mercosul indicado por arlisbr tem a seguinte informação:

 

DOCUMENTOS para circulaçao de Veículos Particulares em outros países:

• Documento de indentidade válido para circular no Mercosul;

 

• Licença para dirigir;

 

• Documento que o qualifica como turista emitido pela autoridade migratória;

 

• Título ou outro documento oficial que comprove a propriedade do veículo;

 

• Comprovante de seguro vigente (certificado da apolice de seguro de responsabilidade civil por danos casados a pessoas e objetos nao transportados no veiculo, a favor do proprietario ou condutor do veiculo, com cobertura nos Estados Parte em que circule).

 

Algum de vocês tiveram problema com a documentação no Mercosul?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
OUTRA DÙVIDA

 

http://www.mercosur.int/msweb/portal%20intermediario/turismo_pag/PT/dirigir.html

 

neste site do Mercosul indicado por arlisbr tem a seguinte informação:

 

DOCUMENTOS para circulaçao de Veículos Particulares em outros países:

• Documento de indentidade válido para circular no Mercosul;

 

• Licença para dirigir;

 

• Documento que o qualifica como turista emitido pela autoridade migratória;

 

• Título ou outro documento oficial que comprove a propriedade do veículo;

 

• Comprovante de seguro vigente (certificado da apolice de seguro de responsabilidade civil por danos casados a pessoas e objetos nao transportados no veiculo, a favor do proprietario ou condutor do veiculo, com cobertura nos Estados Parte em que circule).

 

Algum de vocês tiveram problema com a documentação no Mercosul?

 

Carlitos

 

Os documentos que vc irá necessitar para transitar pelo Mercosul são:

 

- Carteira de habilitação

- Carteira de Identidade ou passaporte

- Documentos original do veículo em nome do condutor. Caso o documento esteja em nome de terceiros será necessário uma autorização do proprietário que deverá ser visada nos consulados do países que pretende visitar e, no caso da Argentina, visada na Ministério das Relações Exteriores, em Brasilia.

- Seguro carta-verde.

 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×