Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

heitor171

Motos trail de média cilindrada: Tenere 250 ou XRE 300?

Posts Recomendados

Olá galera!

Sou novo aki, e pelo que pesquisei não deparei com nenhum tópico a respeito dessa nova geração de trail's.

Sempre tive vontade de planejar viajens de moto, e agora quero colocar em prática, e para tal já é certo que pretendo adquirir uma dessas duas.

Para tanto, gostaria de saber a opinião da galera sobre essas duas rivais, será de grande importância para mim, como problemas frequentes, media de consumo, etc.

 

A princípio, tudo leva a crer que uma moto com uma autonomia maior (tanque de 16 L), e uma melhor iluminação ( dois faróis de 55W) é o ponto de partida para se levar em conta, como é o caso da Tenere 250. Porém, levando em conta a aceitação de mercado, preço de manutenção, pouco mais de potência (visto que por ter apenas 50cc a mais, obtém-se mais potencia e pouca diferença de consumo) e ja vir com um suporte para bauletos, como é o caso da XRE 300, deixa essa disputa mais acirrada.

 

No caso é melhor desconsiderar a XRE com ABS por não ter "muita" disparidades de preços......não vem ao caso neste tópico.

 

No mais agradeço a galera ai!!...abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde Heitor!

Tens que considerar conforto, pois tu tens intensão de viajar, portanto conforto é algo a ser considerado! Custo dos acessorios e tudo mais que sera investido! aceitação de mercado é complicado de analisar porque varia muito! Compre uma moto para usar e somente quando for vender pense em vender, no mais analise tudo antes de comprar, mas não encrenque se vai ser bom para vender, pois tem que ser otima para usar!

Forte abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Duas boas motos, não saberia qual escolher, realmente a autonomia é um ítem que pesa bastante pra mim.....

 

O que eu faria era dar uma lida nos problemas que ambas vêem enfrentando, a XRE300 está com histórico nas bombas de combustível e de vazar óleo pela tampa do cabeçote.

 

A Ténéré250 está com problema na bengala dianteira (com direito a um recall "meio branco") e de estourar os dutos de óleo do radiador, o que já ocasionou problemas sérios em 2 motores.......

 

No mais, depois que resolverem esses problemas ambas motos estariam na minha lista, se fosse o caso de comprar uma trail.....

 

Esperaria sair uma Flex......

 

Grande abraço e espero que as informações sejam úteis.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, essa questão de se tirar como base o histórico de defeitos, realmente é muito válida!!!

Vou fazer uma pesqeuisa quanto a isso em algumas possíveis fontes confiáveis, e na oportunidade posto aki o que chegar em conclusão!!

 

Aquele abraço chinaf, seu post foi de grande valia!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Até hoje a XRE não teve solução definitiva quanto ao vazamento de óleo e assentamento excessivo das válvulas. China, não sei se você tem visitado o [email protected], o Allem já teve problema na XRE dele, 2012!

 

Segundo os fóruns, a T250 já não apresenta mais problemas na suspa e mangueiras.

 

Posso afirmar categoricamente que a XRE nunca (desde que o substituam) terá um motor tão resistente quando 250cc da Té.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PQP isso que é moto! Vou morrer fã dessa motoca. Não me arrependo de ter vendidos as duas que tive, mas se pudesse, deixava um de lembrança comigo, hehehe.

 

Mas vem cá, a fumaça tem tom azulado?

 

Se for, prepare-se pra ser um ou alguns dos itens relacionados abaixo:

 

- Anéis de seguimento;

- Cilindro (lembrando que esse cilindro não serve pra ser retificado);

- Retentor e/ou guia de válvulas, bom como elas também.

 

Ficaria muito grato se você dispuser minuciosamente os dados desse reparo, gostaria de saber quais itens foram trocados e quais os valores. Ainda sim, certamente irão medir a ovalização desse cilindro, compartilhe-a, por favor.

 

Se tiver foto do motor aberto, seria mais que perfeito, hehehe.

 

::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PQP isso que é moto! Vou morrer fã dessa motoca. Não me arrependo de ter vendidos as duas que tive, mas se pudesse, deixava um de lembrança comigo, hehehe.

 

Mas vem cá, a fumaça tem tom azulado?

 

Se for, prepare-se pra ser um ou alguns dos itens relacionados abaixo:

 

- Anéis de seguimento;

- Cilindro (lembrando que esse cilindro não serve pra ser retificado);

- Retentor e/ou guia de válvulas, bom como elas também.

 

Ficaria muito grato se você dispuser minuciosamente os dados desse reparo, gostaria de saber quais itens foram trocados e quais os valores. Ainda sim, certamente irão medir a ovalização desse cilindro, compartilhe-a, por favor.

 

Se tiver foto do motor aberto, seria mais que perfeito, hehehe.

 

::otemo::

 

Chinaf

 

:arrow: Tambem quero acompanhar passo a passo, não esquece da gente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu ja tive a tnr 250, mesmo aparecendo tantos problemas em varias motos na epoca, (agosto 2011 a janeiro 2012), a minha nao apresentou problemas. Mas a minha experiencia com a moto foi muito ruim, suspencao dianteira pessima, varias vezes dava final de curso, cambio durissimo, e os freios sem comentarios, horriveis e o banco mais duro impossivel. Sem contar a falta de torque. Comprei a moto para uma grande viagem, fui ate o Atacama no Chile, e voltei pra casa.

 

Agora comprei uma XRE 300 2011 usada com 3600 km, fiz a revisao dos 4000km, troquei todos filtros, regulagem de valvulas e o vedante do cabeçote, lembro q o mecanico me contou q a algum tempo eles receberam uma comunicacao interna para conferir valvulas com 4000 e usar silicone na troca do vedante.

 

Fiz uma viagem em condicoes extremas, atravessei a TransAmazoanica, a BR 319 e BR163, foram 3600 km de terra e mais uns 2500 de asfalto, so troquei o oleo em Humait AM.

 

A moto nao apresentou nenhuma alteracao, o vedante esta perfeito, nenhum vazamento, cambio, suspencao e banco sao otimos. Na terra fiz 27 km/l, no asfalto andando sempre no limite, pois estava carregando muito peso a media caiu para 21/22 km/l.

 

E a difrenca de torque é absurda, afinal sao 30% a mais de força, nao é necessario ficar negociando ultrapassagem. Quando fui pro Atacama sofri demais, naquelas retas enormes, onde nao conseguia ultrapassar os caminhoes.

 

Claro a tnr é boa, tem uma autonomia invejavel ate para grandes motos, tem uma bolha q ajuda bastante e boa estabilidade. Mas fico com a XRE.

 

Esta é a minha visao pessoal, pode ser diferente para vc.

 

Ficarei com a XRE, tenho outros projetos de viagens, e provavelmente meu filho vai com ela.

 

Em breve voltarei para a marca Yamaha, mas com uma moto de maior cc.

 

Abraços,

 

Robson

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...