Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Diego Muralha

DÚVIDAS VIAGEM DE CARRO: BRASIL / URUGUAY / ARGENTINA / CHILE.

Posts Recomendados

Olá a todos. Esta é a primeira vez que escrevo um tópico no fórum. Espero que possam me ajudar.

 

Vou fazer uma viagem de carro cruzando o Brasil, Uruguai, Argentina e Chile pela 1ª vez e gostaria de tirar algumas dúvidas e pedir alguns conselhos aos membros mais experientes. Vou fazer o possível para resumir, mas tenho muitas perguntas.

 

Bom, vou começar descrevendo meu plano, dividindo-o em 3 etapas e depois listo as perguntas.

 

1ª ETAPA (Ida):

 

Moro em Belém do Pará e quero fazer esta viagem dirigindo (um pouco longe, eu sei!). É importante dizer que de qualquer maneira já ia trocar meu carro, mesmo que não viajasse. Então como não me interessa percorrer a estrada até o sul do Brasil, por já conhecê-la e por ser muito extensa, vou fazer o seguinte:

 

Vou vender meu carro aqui em Belém, depois vou de avião até Porto Alegre, onde vou comprar um novo. Daí vou dirigindo de lá até Colonia del Sacramento (Uruguai), passando por Chuí-RS, todo o litoral uruguaio pela rodovia 9 e Montevideo. Tomo o Buquebus (balsa) para Buenos Aires e lá fico por uns 10 dias até seguir viagem novamente.

 

2ª ETAPA:

 

Quero percorrer uma parte da Argentina e do Chile através do seguinte trajeto:

 

Buenos Aires  Cordoba  Mendoza  Santiago  Valpaiso  Viña del Mar  Isla Negra  Cartagena  San Fernando  Chillan  Salto del Laja  Temuco  Villarrica  Pucón  Valdivia  Osorno  Villa La Angostura  Bariloche  El Bolsón  San Martin de Los Andes  Junín de Los Andes  Neuquén  Bahia Balnca  Buenos Aires.

 

Ao chegar em B.A. fico lá por mais uma semana até começar o trajeto de volta.

 

3ª ETAPA (Volta):

 

Vou voltar novamente pelo Buquebus, porém dessa vez, no Uruguai, vou pegar um caminho um pouco mais reto, que seria pela rodovia 5. Daí vou conhecer algumas cidades do Rio Grande do Sul, como Bento Gonçalvez, Gramado, etc. E vou até Foz do Iguaçú/Puerto Iguazu. Então, em fim, sigo um “retão” até Belém.

 

DÚVIDAS:

 

1ª ETAPA:

 

- Documentação:

 

1. Li em vários sites que é necessário ter o seguro Carta Verde. OK. Já sei. Mas é necessário a tal PID (Permissão Internacional para Dirigir)? Lembrando que os países estrangeiros são Uruguai, Argentina e Chile.

 

2. Também sei que se você vai com um carro que está no nome de outra pessoa, você precisará de uma autorização da mesma certificada em cartório. OK também. Mas e se esta pessoa estiver com você na viagem, porém só não seja ela que esteja dirigindo e sim você?

 

3. Só pra confirmar, ouvi uma história duvidosa sobre ter que levar um Nada Consta. Verdade?

 

- Acessórios do veículo:

 

4. Li em vários sites pessoas falando sobre a obrigatoriedade dos 2 triângulos e do kit de primeiros socorros. OK, mas vi pessoas comentando sobre alguns outros itens e não ficou claro para mim se são obrigatórios, ou se eram no passado, mas não são mais. Por exemplo, o tal cabo de aço para guincho, é ou não é necessário? Também li sobre dois sacos plásticos grandes, para o caso de alguém falecer na estrada embrulhar o corpo (sinistro...). São ou não necessários também? E por último, parece que no Chile eles obrigam os motoristas a terem correntes para os pneus. No verão isso também é necessário?

 

- Buquebus:

 

5. É possível comprar passagem para o buquebus no momento em que se chega no porto, ou é melhor comprar antes? Me refiro à questão de ter ou não vaga disponível na hora, já que vou viajar no final de dezembro e será alta temporada. Vocês me aconselham a comprar antes pela internet?

 

6. Também li em algum lugar que, na Argentina (se não estou enganado), os faróis de neblina têm que ser amarelos, é verdade? Houve até um cara que disse que abriu seu farol e colocou aqueles papeis transparentes amarelos dentro!! (E funcionou!).

 

7. Ouvi dizer que é proibido levar alimentos não perecíveis de um país para outro, pelo menos de avião. Isso vale pra se for de carro também? Como funciona o esquema de vistoria no buquebus? É muito rígido? Abrem as malas? Dá pra esconder uns alfajores no meio das roupas!? (rsrs brincadeira!). O mesmo pergunto em relação à fronteira do Uruguai com o Brasil.

 

- Veículo em si:

 

8. Quero comprar um Novo Uno Way 1.0 para fazer esta viagem. Alguém já viajou dirigindo por essas estradas, inclusive pelas grandes subidas nas cordilheiras, com um carro 1.0? Isso me preocupa um pouco. Serão 3 pessoas no carro e bagagem para 30 dias. Pensei inclusive em comprar a mesma versão porém 1.4 só por causa dessa viagem. O problema são os R$2.500,00 a mais. O que vocês me aconselham? O 1.0 agüenta!?

 

9. Outra coisa: vi vários fóruns onde pessoas diziam que os carros brasileiros apresentavam problemas em função das gasolinas argentina e chilena serem diferentes da brasileira. Li em algum lugar depois um cara falando que há uma regulagem que se pode fazer no motor para evitar o problema. Alguém tem informações mais claras a respeito? Para pessoas que entendem a respeito, o carro que quero comprar é passível deste problema??

 

2ª ETAPA:

 

10. O que vocês acham do meu roteiro? Acrescentariam ou retirariam algum lugar? Aos experientes no referido trajeto, vocês fariam nesta ordem ou na ordem inversa? Tenham em vista que a viagem será em janeiro, ou seja, no verão.

 

11. Alguém tem algum relato sobre assalto, violência, ou qualquer tipo de perigo nestas estradas que eu deva ser alertado?

 

3ª ETAPA:

 

12. Como disse, vou voltar pelo Uruguai através da rodovia 5. É tranquilo entrar de volta no Brasil por Rivera/Santana do Livramento? Alguma sugestão melhor?

 

13. Que cidades vocês me sugerem conhecer no RS, leste do PR e leste de SP?

 

14. Quanto vocês acham que eu vou gastar de gasolina nos trajetos ETAPA 2 e ETAPA 3?

 

Desculpem-me por escrever tanto! Só agora me dei conta! Estou muito entusiasmado com a viagem!

Agradeceria se me respondessem enumerando as respostas de acordo com as perguntas, pois como escrevi tanto vai ser fácil de se perder! :D Espero que possam me ajudar.

 

Desde já obrigado pela atenção e paciência (para ler tudo isso!).

 

Abraços,

 

Diego.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Diego

 

Vou tentar responder algumas questões.

- Documentação:

 

1. Li em vários sites que é necessário ter o seguro Carta Verde. OK. Já sei. Mas é necessário a tal PID (Permissão Internacional para Dirigir)? Lembrando que os países estrangeiros são Uruguai, Argentina e Chile.

A PID não é obrigatória, a nossa CNH é valida

 

2. Também sei que se você vai com um carro que está no nome de outra pessoa, você precisará de uma autorização da mesma certificada em cartório. OK também. Mas e se esta pessoa estiver com você na viagem, porém só não seja ela que esteja dirigindo e sim você?

Se o proprietário do carro estiver junto não há necessidade da autorização, mesmo que não esteja dirigindo

 

3. Só pra confirmar, ouvi uma história duvidosa sobre ter que levar um Nada Consta. Verdade?

Desconheço, me pareçe lenda. Nunca levei isto

 

- Acessórios do veículo:

 

4. Li em vários sites pessoas falando sobre a obrigatoriedade dos 2 triângulos e do kit de primeiros socorros. OK, mas vi pessoas comentando sobre alguns outros itens e não ficou claro para mim se são obrigatórios, ou se eram no passado, mas não são mais. Por exemplo, o tal cabo de aço para guincho, é ou não é necessário? Também li sobre dois sacos plásticos grandes, para o caso de alguém falecer na estrada embrulhar o corpo (sinistro...). São ou não necessários também? E por último, parece que no Chile eles obrigam os motoristas a terem correntes para os pneus. No verão isso também é necessário?

Obrigatórios são os 2 triângulos, kit primeiros socorros, cabo para reboque. Sobre os sacos plásticos é lenda, não existe esta exigência. As correntes são obrigatórias somente no inverno, no verão elas não tem utilidade- Buquebus:

 

5. É possível comprar passagem para o buquebus no momento em que se chega no porto, ou é melhor comprar antes? Me refiro à questão de ter ou não vaga disponível na hora, já que vou viajar no final de dezembro e será alta temporada. Vocês me aconselham a comprar antes pela internet?

Sim, é possível vc comprar na hora e eu sempre fiz assim. O que pode ocorrer é vc ter que entrar em uma lista de espera, fato que já aconteceu comigo mas mesmo assim consegui embarcar o veículo sem problema.

 

6. Também li em algum lugar que, na Argentina (se não estou enganado), os faróis de neblina têm que ser amarelos, é verdade? Houve até um cara que disse que abriu seu farol e colocou aqueles papeis transparentes amarelos dentro!! (E funcionou!).

Esta "exigência" é normalmente para aqueles faróis de neblina que são adpatados aos veículos. Se for original e com lente transparente incolor não precisa.

 

7. Ouvi dizer que é proibido levar alimentos não perecíveis de um país para outro, pelo menos de avião. Isso vale pra se for de carro também? Como funciona o esquema de vistoria no buquebus? É muito rígido? Abrem as malas? Dá pra esconder uns alfajores no meio das roupas!? (rsrs brincadeira!). O mesmo pergunto em relação à fronteira do Uruguai com o Brasil.

Não são permitidos frutas, produtos de origem animal e vegetal e derivados do leite, mas eu nunca fui fiscalizado no Buquebus. A fiscalização é mais rigida nas fronteiras com o Chile, lá sim seu veículo e malas são vistoriados. Produtos industrializados como os alfajores, bolachas, bebidas, não tem problema .

 

- Veículo em si:

 

8. Quero comprar um Novo Uno Way 1.0 para fazer esta viagem. Alguém já viajou dirigindo por essas estradas, inclusive pelas grandes subidas nas cordilheiras, com um carro 1.0? Isso me preocupa um pouco. Serão 3 pessoas no carro e bagagem para 30 dias. Pensei inclusive em comprar a mesma versão porém 1.4 só por causa dessa viagem. O problema são os R$2.500,00 a mais. O que vocês me aconselham? O 1.0 agüenta!?

Vai sofrer um pouco, mas aguenta sim é só respeitar os limites do carro

 

9. Outra coisa: vi vários fóruns onde pessoas diziam que os carros brasileiros apresentavam problemas em função das gasolinas argentina e chilena serem diferentes da brasileira. Li em algum lugar depois um cara falando que há uma regulagem que se pode fazer no motor para evitar o problema. Alguém tem informações mais claras a respeito? Para pessoas que entendem a respeito, o carro que quero comprar é passível deste problema??

 

2ª ETAPA:

 

10. O que vocês acham do meu roteiro? Acrescentariam ou retirariam algum lugar? Aos experientes no referido trajeto, vocês fariam nesta ordem ou na ordem inversa? Tenham em vista que a viagem será em janeiro, ou seja, no verão.

 

11. Alguém tem algum relato sobre assalto, violência, ou qualquer tipo de perigo nestas estradas que eu deva ser alertado?

Nunca vi relatos sobre violência ou perigos maiores nas estradas. TAlvez o maior perigo seja topar com algum policial argentino corrupto que tentará extorquir algum $$$

 

3ª ETAPA:

 

12. Como disse, vou voltar pelo Uruguai através da rodovia 5. É tranquilo entrar de volta no Brasil por Rivera/Santana do Livramento? Alguma sugestão melhor?

Sim, é tranquilo e Rivera tem os amiores free-shops do Uruguay.

 

13. Que cidades vocês me sugerem conhecer no RS, leste do PR e leste de SP?

 

14. Quanto vocês acham que eu vou gastar de gasolina nos trajetos ETAPA 2 e ETAPA 3?

Na Argentina vc pode simular o custo pelo site http://www.ruta0.com

 

O Consulado Argentino de Porto Alegre fornece uma lista dos documentos/acessórios obrigatórios nas viagens de carro àquele país que deixo a seguir para sua informação. Para o Uruguay e Chile a exigência são as mesmas do Brasil. Lembre-se de sempre trafegar com os faróis baixos acesos.20111206133927.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Beier,

 

Muito obrigado mesmo pela paciência em ler tudo isso, e pela ajuda também, claro!

 

Quem souber responder as outras, sintam-se a vontade, por favor.

 

Sobre a pergunta 9, li em tópicos daqui mesmo do Mochileiros.com algumas pessoas dizendo que para resolver o problema bastaria apenas retirar o filtro de ar do carro. Outro não diziam retirar, mas sim fazer alguma regulagem, um tal ponto na injeção... Sei lá. O tópico é:

 

carros-problemas-com-altitude-t23817.html

 

Beier, inclusive vi que você foi um que deu dicas mas específicas sobre o assunto. Algum conselho mais claro para um pobre leigo?

 

Outra perguntinha a quem souber, como faço com a questão do dinheiro? Troco em Porto Algre? Em Buenos Aires conheço lugares bem em conta para trocar, mas e no Uruguay? Vou precisar de grana para abastecer nas estradas uruguaias. O que fazer?

 

E pra acabar, essa vai pra quem saca da parte de eletricidade de automóveis: Vou comprar um carro sem som, apenas com "Predisposição para Rádio", e já comprei o som que vou colocar nele. Pelo que vi no manual, a instalação me pareceu muito simples. A pergunta é: Eu mesmo posso instalar o som, só ligando os cabos e pronto, ou existe algum macete por aí que, por eu não conhecê-lo, posso danificar o equipamento de alguma forma? O som é o SONY CDX GT35U. O carro é o Novo Uno Way.

 

Abraços e obrigado novamente!

 

Diego

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Beier,

 

Muito obrigado mesmo pela paciência em ler tudo isso, e pela ajuda também, claro!

 

Quem souber responder as outras, sintam-se a vontade, por favor.

 

Sobre a pergunta 9, li em tópicos daqui mesmo do Mochileiros.com algumas pessoas dizendo que para resolver o problema bastaria apenas retirar o filtro de ar do carro. Outro não diziam retirar, mas sim fazer alguma regulagem, um tal ponto na injeção... Sei lá. O tópico é:

 

carros-problemas-com-altitude-t23817.html

 

Beier, inclusive vi que você foi um que deu dicas mas específicas sobre o assunto. Algum conselho mais claro para um pobre leigo?

 

Outra perguntinha a quem souber, como faço com a questão do dinheiro? Troco em Porto Algre? Em Buenos Aires conheço lugares bem em conta para trocar, mas e no Uruguay? Vou precisar de grana para abastecer nas estradas uruguaias. O que fazer?

 

E pra acabar, essa vai pra quem saca da parte de eletricidade de automóveis: Vou comprar um carro sem som, apenas com "Predisposição para Rádio", e já comprei o som que vou colocar nele. Pelo que vi no manual, a instalação me pareceu muito simples. A pergunta é: Eu mesmo posso instalar o som, só ligando os cabos e pronto, ou existe algum macete por aí que, por eu não conhecê-lo, posso danificar o equipamento de alguma forma? O som é o SONY CDX GT35U. O carro é o Novo Uno Way.

 

Abraços e obrigado novamente!

 

Diego

 

 

Diego,

 

Pelo seu roteiro a parte dos Andes que vc irá cruzar não é tão alto assim que seja necessário alguma modificação. O ponto mais alto será no Paso Cristo Redentor, entre Mendoza e Santiago, e lá vc não sentirá muita perda de potência. Vá tranquilo.

A coisa é mais critica nos pasos mais ao norte como o Sico e Jama que são aqueles utilizados para quem vai ao Atacama.

 

Quanto a grana eu sempre levei dólares e fui trocando aos poucos, a medida que necessário. No Chui existem casas de câmbio onde vc poderá trocar algum dinheiro. Se vc pretende somente curzar o Uruguay sem maiores paradas troque somente o necessário para pedágios e alguma despesa com comida, pois a gasolina no Uruguay é um pouco mais cara que no Brasil. Enchendo o tanque no lado brasileiro da fronteira que vc conseguirá chegar até Colonia sem necessidade de novo abastecimento, vindo a faze-lo novamente em Buenos Aires onde o custo combustível é mais vantajoso.

 

Se vc já possui o rádio peça para própria concessionária fazer a instalção.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro viajante, recentemente ABRIL de 2010, realizei viajem semelhante, e aí vão algumas dicas:

 

Os carros de hoje são modernos e se adaptam automaticamente às condições do combustível, ou seja, não terás problemas com a questão do motor, mesmo em um carro novo.

O combustível URUGUAIO, ARGENTINO e CHILENO não possuí álcool, ou seja, é mais puro, rende mais, o motor ficará mais limpo;

 

Quando realizei referida viagem utilizava um FIAT IDEA 1.4, a média com combustível nacional girava entre 12 e 14 Km/l, já com o combustível desses países girava

em torno de 14 e 16Km/l, haverá também um sensível aumento de potência, meu carro 1.4 parecia 1.6, mas lembre-se de colocar combustível sempre nas especificações

acima de 95 OCTANAS, que é a especificação local, diferentemente aqui do BRASIL que é COMUM e ADITIVADA.

 

Em relação aos valores em espécie, realizei esta viagem apenas com notas de REAL $ pois em todas as cidades, das maiores até as menores, existiam casas de câmbio que realizavam a troca a preços justos, contudo, lembre-se de levar os cartões de crédito VISA e MASTER se possuíres, tendo em vista que em uma viagem desta magnitude é cheia de imprevistos e poderás chegar em uma cidade pela noite ou ao entardecer e não encontrar casas de câmbio abertas.

 

A questão do SEGURO CARTA VERDE, na cidade do CHUI RS, procure chegar na cidade ainda de dia, explico, pois o melhor local para adquirir o referido seguro é a ASSOCIAÇÃO COMERCIAL de CHUI, isto pois esta associação ajuda a fomentar o turismo entre os países, dessa forma, o preço do seguro sai quase de graça, quando da minha viagem cheguei na cidade fora do horário de expediente, e tive que pagar cerca de R$ 150,00 por 20 dias de seguro a um corretor local, achei caro..

 

Em relação ao custo do combustível, em ordem o mais caro é o URUGUAY, hoje o litro da GASOLINA gira em torno de R$ 3.30 ~ 40, na ARGENTINA R$ 2.15 ~ 20, no CHILE R$ 2.40 ~ 50, cuidado para não abastecer um tal de GASOIL que na verdade é um tipo de mistura específica para alguns motores da região, lembre-se GASOLINA/NAFTA acima de 95 OCTANAS.

 

Em relação aos equipamentos e estradas aqui vão algumas considerações: NO URUGUAY ande com faróis acesos de dia e noite, procure ficar na velocidade da via, preste atenção, existem vias que de 100 KM passam para 40 KM sem aviso, e é justamente nestes pontos que a fiscalização procura ficar, as multas no URUGUAY são caras e em U$, fique atento. NA ARGENTINA atenção à velocidade da via, passei por duas vezes em fiscalizações com radares escondidos na emboscada, cuidado com os equipamentos tenha DOIS TRIÂNGULOS, KIT DE PRIMEIROS SOCORROS, CAMBÃO, em relação aos sacos pretos ou mortalhas acho que são tipo uma LENDA URBANA, ninguém cobrou, contudo fique atento aos POLICIAIS ARGENTINOS eles são corruptos, queriam aplicar uma multa de 1.200 Pesos sem motivo justo, cerca de 600 R$, o mesmo me chamou em um canto e pediu 300 R$ para liberar o carro e seguir viagem. NO CHILE não tive problemas, as estradas são ótimas, cuidado com as curvas nas proximidades do TÚNEL CRISTO REDENTOR, são sinuosas e úmidas, ande sem pressa.

 

Em relação aos faróis, além do URUGUAY, procure andar sempre com os mesmos acesos nos demais países, nunca se sabe, na estrada em viagem é sempre bom.

 

Em relação à altitude, o carro perde sim um pouco de potência, mas é normal, não terás problemas, o UNO é um carro VALENTE.

 

Em relação a neve e a época em que farás a viagem, cuidado! Dependendo das condições do tempo e neve a passagem pelo TÚNEL CRISTO REDENTOR é fechada, daí ficarás impossibilitado de seguir viagem, procures viajar fora da época do inverno.

 

Pretendo repetir esta viagem ainda em 2012, se lembrar de algo mais te aviso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Outra dica.

Caro viajante, na época de minha viagem o BUQUEBUS tinha um preço meio salgado, dessa forma optei por seguir de SACRAMENTO até FRAY BENTO pela rodovia mesmo, nesta cidade existe uma ponte que liga o URUGUAY e a ARGENTINA.

 

Já na ARGENTINA de última hora incluí a cidade de ROSÁRIO na minha viagem, não me arrependo, é uma cidade linda, tem monumentos fantásticos, acho que vale mais a pena conhecer do que BUENOS AIRES, e ainda tive a experiência de rodar por estradas marginais ao rio PARANÁ, uma maravilha.

 

Não passei por CÓRDOBA, não conheço, contudo, MENDOZA é fantástica vais querer ficar mais de um dia por lá.

 

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Beier,

 

Eu vi que você escreveu sobre a não obrigatoriedade do PID para países como Uruguai, Argentina e Chile.

 

"1. Li em vários sites que é necessário ter o seguro Carta Verde. OK. Já sei. Mas é necessário a tal PID (Permissão Internacional para Dirigir)? Lembrando que os países estrangeiros são Uruguai, Argentina e Chile.

A PID não é obrigatória, a nossa CNH é valida"

 

É isso mesmo? Eu vi em muitos lugares que existe a necessidade de se ter a PID para dirigir no Chile. Por isso eu na dúvida se faço ou não.

Pretendo ir para o Chile de carro no começo do ano que vem.

 

Muito obrigada!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Koslinsky,

 

Não há necessidade da PID, fiz várias viagens por Uruguai, Argentina e Chile e sempre que me foi solicitado apresentei a nossa CNH e nunca tive qualquer problema. Agora se vc está insegura a PID custa baratinho. :wink:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...