Ir para conteúdo
Carol Montoaneli

Pico dos Marins - Cinco desconhecidos + batizado = História pra contar pro resto da vida!!!

Posts Recomendados

Essa com certeza é a história mais louca que tenho pra contar, mas eu espero de coração que não seja a única!

Eu tinha feito um relato aqui no site dos mochileiros sobre uma viagem que fiz para São Luís nas minhas férias. Comentei que tinha me tornado uma "ludovicense de coração" porque tinha me apaixonado pela região.

Recebi um comentário do Verner Bezerra que se divertiu com o relato. Em especial sobre a história de uma gatinha que achei no lixo e não sabia o que fazer com ela... bom... consegui um abrigo! ufa! rsrs

Mas o fato é que numa troca de 3 mensagens ele comentou que estava vindo pra São Paulo Subir o Pico dos Marins "ta afim?"

Nem pensei ... "Bora!"

 

Papo vai, papo vem. "Conheci" A Theruco via face tb. Ela começou a me dar umas dicas sobre algumas coisas necessárias para levar pra viagem. Até esse pedaço da conversa eu não sabia pra que servia um isolante térmico. Juro que fiquei surpresa com a decisão deles de manter o convite que me fizeram. ::lol4::

Já no começo da conversa ela me passou algumas orientações "Tetê! Guenta aí um cadinho! Vou jogar no Google pico dos Marins só pra saber pra onde estou indo!"

E mesmo assim.... mantiveram o convite firme e forte! ::lol4::

 

Falei pra todo mundo que tava indo viajar com uns amigos. Poxa!!! Não deixa de ser, né?!

Manhêeeeeeeeeeeeee!!!! Eu te amo, tá?! hauahuahauhauahauhauhauahauhauhauahauhaua

 

Combinamos de nos encontrar no metrô Butantã dia 21 (sexta-feira) as 19h. Descobri naquele momento que ninguém se conhecia pessoalmente! Agora facilitou, né?! hahahaha

Conheci a Theruco, O Edu dos Sertões (nosso guia e anjo da guarda) chegou em seguida e mais uns 10 minutinhos... o Juliano. O Jú não tem face. Não sabíamos se ele era loiro, moreno, alto, baixo.... foi na cega mesmo! kkkkk

Colocamos as mochilas no carro e fomos para o aeroporto Viracopos buscar o Verner que tava chegando de São Luis.

Achei rapidinho por causa da mochila! hauhauahauhauhauahuah

Bom... tudo certinho.... rumo a Marins!

 

Cara! Atravessamos todas as cidades existentes em São Paulo. Foi tanta cidade que nem lembro mais! hahaha

O Verner chegou a colocar um mapa no relato dele. Eu não tenho paciência pra essas coisas, então segue o link pra quem precisar...rsrsrsrs

 

pico-dos-marins-sp-setembro-2012-t74163.html

 

Inclusive... o relato dele está como destaque!!! Vale muuuuuuuuuuito a pena ler!!!!! rsrs

 

Chegamos em Piquete, na Base do Miltão por volta das 3h. Arrumamos a barraca e formos dormir!

 

20121004131140.jpg

 

Levantamos por volta das 8h. Eu tava elétrica e nem fazia muita idéia do que me esperava.

Deixamos algumas coisas no carro. Ali eu estava entendendo o verdadeiro peso do "desnecessário". Qualquer 100gramas, iria ter um peso muito maior acompanhado pelo arrependimento! hauhauah

Minha mochila tava pesando aproximadamente 11 quilos. Tava sempre nessa média. A mochila mais pesada era do Edu pq tava levando também a barraca. 17 quilos no total.

Cada um levou uma média de 4 litros de água, comida liofilizada, maças, barrinhas a perder de vista e frutas cristalizadas.

Tudo prontinho!!! Rumo ao Pico!!!!!!!

 

20121004131419.JPG

 

Da esq > dir - Verner, Theruco, Edu, Juliano e Eu!

 

20121004132040.jpg

 

Quando eu ja estava mortinha de tanto andar, descobri que ainda estávamos começando a trilha! ::ahhhh::

 

20121004132204.jpg

 

Eu não vou falar que sou uma completa sedentária, costumo caminhar de vez em quando e tudo mais. Mas na real? Cara!!!! nunca pensei que pudesse existir isso na vida! hahaha

Nós fizemos um percurso de quase oito horas. Eu já vi alguns relatos aqui no site mochileiros do pessoal falando "Ah! começa a dar uma caminhadinha no bairro pra ir acostumando que tá beleza!"

Tudo MENTIRAAAAAAA! hauhauahauhauhauahuahauhauahauhauha

Nós fomos pra acampar, então... estávamos levando muito peso. E outra... pra quem não tem nenhuma familiaridade, logo começa a sentir câimbras, dores musculares entre outras coisas.

Eu tive o tal do mal de montanha. Senti um pouco de enjoo, senti um pouco de mal estar junto com tontura, senti até falta de ar. Eu nunca tive nada desses trecos. Aprender a controlar a respiração era uma coisa fora da minha realidade!

Bom... se eu puder dar um conselho pra quem tá afim de ir pra lá, mas nunca se enfiou nessas doideiras é: preparação física! rsrs

Não tô falando pra entrar na academia e tal. Talvez uma bike, corrida... algo mais simples. Mas ir na cara e n a coragem como eu fiz sem ter noção de nada! Putz!!! acho meio loucura! ::mmm:

 

Fizemos várias paradas pra descansar, comer, beber água, tirar fotos ou simplesmente olhar e admirar!!! O lugar é incrível e vale cada passo!!!

 

20121004132921.jpg

 

20121004133048.jpg

 

20121004133106.jpg

 

Eu um determinado ponto subimos o raio de uma rampa de pedra. Cara! naquela ali eu quase tive um treco! Consegui... firme e forte!!! Colocando os bofes pra fora e pensando "Meu Deus!!! Será que eu vou aguentar de verdade???"

Quando cheguei no final da rampa.... quem eu encontro lá bem bom? O famoso Bubby! ::lol3::

 

20121004133943.jpg

 

Eu não tava acreditando... Já tinha visto alguns relatos aqui do pessoal falando que o cachorro sobe o pico e tal, mas eu só passei a acreditar DE VERDADE MESMO... quando vi o cachorro la em cima!

Putz! aí eu me senti uma molenga! ::lol4::

 

20121004134100.jpg

 

Esse é o Sheik. Amigo inseparável do Buddy. Ele é mais carente. Adora um cafuné! rsrsrs

Bom... depois desse mico... resolvi tentar recuperar minha dignidade, né?! Peguei a mochila e voltei pra trilha! ::mmm:

 

20121004134301.JPG

 

Chegou num ponto que eu pensei que não tivesse mais fim toda aquela caminhada. Linda! Cenário lindo! Tudo muito agradável até porque eu estava na companhia dos meus amigos de infância, né?! kkk

Mas o cansaço tava começando a me pegar. O corpo já não tava mais respondendo, a neblina atrapalhava a visão e eu não conseguia enxergar o final do Pico. Fora que tem uns trechos com mato e se você der bobeira, acaba se perdendo do grupo.... vira e mexe eu tinha que dar uns gritos lá pra saber pra que lado eu tinha que me virar.

 

20121004134751.jpg

 

20121004134936.jpg

 

Passamos pelo tal córrego que todo mundo fala que tá contaminado e que existe também uma plaquinha explicando isso.

Bom... tinha chovido muito no dia anterior, estávamos com algumas garrafas vazias , resolvemos encher, colocar clorin e usar a água para higiene ou talvez até mesmo alguma coisa coisa. sei lá.

O fato é que chegamos a ferver a água depois e a Theruco bebeu. Ela não passou mal e tá aí! vivinha da silva pra contar a experiência! ::lol4::

 

Falaram aqui sobre as remarcações que estavam erradas,. Posso estar falando bobagem, mas a sensação que me deu é que existem vários caminhos pra chegar lá no pico , algumas mais fáceis , outras mais difíceis. Acho que teve só um ponto que foi perto do córrego que tivemos que voltar pq não achávamos saída. E fomos com o Edu que conhecia bem a região. Eu não faria nunca na vida aquele caminho sem guia.

Na volta chegamos a encontrar dois franceses que estavam apenas com GPS. Ah Tah! que eu faço isso! hauhauahuahauhauhauh

 

Bom... não sei para meus amigos queridos, mas pra mim.... o que mais me cansou foi o fato de não conseguir enxergar o final do pico.

A neblina toda hora atrapalhava, daí o pessoal pra me animar falava : Olha lá Carolzinha!!! o Pico tá ali!" Daí a neblina passava e eu via que tinha mais uma pancada de pedras enormes atrás de tudo aquilo!

Eu nunca via o final. Comecei a ficar irritada! O cansaço tava devorando meu corpo e o medo começando a pegar minha mente!

O pessoal até começou a brincar pra tentar me ajudar "Tem pico! Não tem pico! Tem pico! Não tem pico! Cansada dessa vida injusta! vida bandida!!!"

A gente acabou fazendo essa brincadeira comparando com a cena do filme "O auto da compadecida!" "Fico rico, fico pobre!" hahauhauahauh

 

No meio de todo esse mato, tem umas partes mais fofas. Eu não prestei atenção e pisei errado. Não consegui segurar o peso da mochila, torci o pé e cai. Nessa hora eu comecei a chorar.

Me dei conta que foi uma torção leve e eu tava muito cansada. Eu só pensava em largar tudo. Mas como eu ia fazer isso lá no meio do caminho??? Não dava pra virar pro pessoal e falar "Valeu gente! obrigada pelo convite! adorei conhecer vocês e beijos!" Dificil, né?!

A Tetê me ajudou me acalmando ::Ksimno:: e voltamos a caminhar.

 

Cara!!! ali acho qe a minha ficha tinha caído! Pela primeira vez eu tava tentando administrar todo aquele cansaço, junto com a bagunça de sentimentos e os 11 quilos da mochila!!! ui!!!

 

20121004140307.jpg

 

Pra ser sincera eu nem sei quem tirou essa foto, mas é nítido, não é?! desse ponto em diante eu não tirei mais nenhuma foto. Eu só tava preocupada em chegar lá em cima viva! hahahaha

O Edu tava carregando 17 quilos e pegou a minha mochila com mais 11 quilos e subiu.

Eu não entendi como alguém que eu nunca tinha visto na vida... tá! ok!!! estávamos subindo um pico algumas horas... mas como alguém que não tem intimidade comigo, não é meu amigo, não faz parte do meu convívio tava fazendo aquilo por mim!

Uma hora eu ia chegar no pico. talvez a noite, mas eu não tinha como ficar ali sozinha... então uma hora eu tinha que subir.... mas eu não tava entendendo como alguém podia me ajudar daquela forma.

Tudo muito distante da minha realidade... da minha rotina!!!

Enfim.... acho que pela primeira vez eu entendi pra que servem as nossas mãos... pra estender quando alguém realmente precisar!

 

Ele continuou subindo e parava pra me olhar... ver em que ponto eu estava, e me orientava "vai por ali, segue aqui!" e assim subimos.

O Juliano, o Verner e a Theruco ficaram um pouco pra trás pq tem um pedaço cabuloso pra subir. Não precisa de equipamento, mas precisa de atenção redobrada.

Nesse momento eu olhava pra baixo e não via o chão, olhava pra cima e não via o final do pico. Eu não tô aqui pra discutir religião, nem se alguém acredita ou não em alguma força superior que "comanda" tudo isso aqui, o fato é que eu acredito em Deus e pedi muita ajuda. Pedi tranquilidade pra terminar de subir pq tava sentindo o medo me pegando!

Nunca senti nada parecido! E olha que sou mestra em me enfiar em ciladas! ::sos::

 

Quando finalmente chegamos no pico, o Edu colocou nossas mochilas onde arrumaríamos a barraca e me pediu pra colocar um casaco pq tava ventando muito. Ele voltou pra buscar o pessoal que tava apanhando lá tb.

Cara!!! posso falar??? eu acho que tô escrevendo esse relato aqui faz pelo menos duas horas e posso garantir que se levasse mais 10 dias não conseguiria explicar direito o que senti.

Eu fiquei meio perdida andando de um lado pro outro tentando entender o que eu tava fazendo lá em cima.

Na real eu tava tentando entender como era possível ver as nuvens abaixo da gente!

Eu tinha uma única certeza... a de que sozinho não somos nada nessa vida e não chegaremos a lugar algum!

Pra chegar lá em cima você não precisa apresentar sua carteira, seu diploma, tão pouco preencher ficha com o perfil pra ver se preenche os pré-requisitos! rsrsrsrs

 

Quando o susto começou a passar, sentei numa pedra e desembestei a chorar! Falo mesmo!!! todo mundo viu!!!! hauhauahuahauhauahauh

Eu não sei pq chorei.... eu acho que juntou um pouco o susto com a alegria, com a emoção de ver tudo aquilo!!! sei lá!

Talvez gratidão!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu só agradecia a Deus por conseguir chegar lá em cima, por ter colocado pessoas tão bacanas no meu caminho!!! Por tudo !!!!

 

20121004142321.JPG

 

20121004141928.jpg

 

20121004141944.jpg

 

Olha só meu anjo da guarda!!! rsrsrs

Nessa hora eu tava agradecendo a ele pela ajuda! Acho que nada nesse mundo vai pagar tudo o que senti naquele momento!!!

 

A noite começou a cair, e começamos a montar a barraca!

 

20121004142534.JPG

 

20121004142644.jpg

 

Fizemos nossa comida de astronauta. Bem honesta! hahahaha

Dai começou a rodada de truco! Essa hora eu falei que ia ficar auxiliando com a lanterninha... quando o pessoal viu , eu já tava dormindo feito um anjinho! hahahahahaha

Depois eles me acordaram e fomos ver as estrelas. Nunca vi tanta estrela na vida!!!!! Na real eu nem sabia que existia tanta estrela !!! hauhauahauha

Passamos o maior frio! ::Cold:: Mas a gente não tava nem ligando! hahahahah

 

20121004142944.jpg

 

20121004142959.jpg

Foto: Verner Bezerra

 

20121004143210.jpg

Foto: Verner Bezerra

 

20121004201809.JPG

 

Eu nem sei que horas fomos dormir... Acho que era pra lá de meia noite. Só sei que quando deu 5h da matina... um começou a acordar o outro pra ver o Sol nascendo!

UM ESPETÁCULO A PARTE!!!!!

 

20121004143422.JPG

 

20121004143659.JPG

Foto: Edu dos Sertões

 

20121004144433.JPG

 

20121004144701.JPG

 

Em seguida fomos tomar café! Afinal... saco vazio não pára em pé! hauhauahauhauahauh

 

20121004144857.jpg

 

Depois começou a seção fotos! hahahahah

 

20121004145004.JPG

 

20121004145126.JPG

 

20121004145221.JPG

Foto: Verner Vezerra

 

20121004150221.JPG

 

20121004145322.JPG

 

20121004145418.JPG

 

Devidamente batizada!!!! hahahahaahahahahaha ::lol4::

 

Hora de levantar acampamento e voltar pra casa, né?! Então Simbora meu povo!!!!

 

20121004145823.JPG

 

20121004145941.jpg

 

20121004145925.JPG

 

20121004150507.JPG

 

20121004150651.jpg

 

Olha eu aí dando mais um pouquinho de trabalho pra descer! hahaha

Aquela história de que pra descer todo santo ajuda é uma tremenda mentira! nesse caso foi o Edu com a corda lá em cima e o Juliano fazendo pézinho em baixo. Meu Deus!!!! como amo esses meninos!!!!

Ah claro!!!! e o Verner esperando pacientemente !!! ahauahauhauhauahauhauha

 

Fizemos mais algumas pausas para descansar e comer.

Mas na volta eu tava bem mais tranquila pq tinha a certeza que não ia morrer! hahahahaha

 

Eu tava procurando a tal rampa lá onde eu tinha encontrado os cachorros. Eu sabia que ainda teria um bom pedaço de caminhada, mas lembrava que era um pouco menos pesada.

Uma hora o pessoal começou a falar que tínhamos feito outro caminho então ela já tinha ficado pra trás. Do nada..... eles pararam e olharam pra mim

Eu: "o que foi?"

Eles: " a rampa"

Eu: " PQP!!! Tem rampa, não tem rampa!" ::putz::

Nossa! Todo mundo caiu na gargalhada! Mas no final fiquei orgulhosa de mim mesma! Desci sem chorar! ::mmm:

 

Na ida levamos quase 8 horas e na volta levamos quase 6 horas. É claro que tem gente que consegue fazer bate e volta. Eu acho que não teria muita graça pq não dá pra curtir o pico do jeito que ele merece, né?! Passamos uma noite lá e mesmo assim eu acho que foi pouco tempo! rsrs

O importante é que chegamos todos bem! O Verner teve problema no tornozelo. Ele machucou de verdade!, mas conseguiu terminar a trilha numa boa.

 

Bom... chegamos na base do Miltão. Querendo banho, arrumar nossas mochilas , comer... estávamos faminto.... e descansar um pouquinho! rsrsrs

 

20121004152510.JPG

 

Ahhhhhhh!!! Super recomendo um protetor solar bacana, viu?! ::lol4::

 

Fizemos nossa refeição de astronauta com a comida liofilizada. Pra mim... tava tudo ótimo! hauhauhaauhahuahauha

 

20121004153013.JPG

 

20121004152029.JPG

 

A preguiça bateu e fiquei doidinha por um cochilo! Só que dessa vez eu tive que passar a bola para os "meninos!" haha

 

20121004152230.JPG

 

Hora da despedida com muitas brincadeiras e com o gostinho de quero mais!

 

20121004152413.jpg

 

 

Acho que terei muita história pra contar! Sempre lembrarei com muito carinho de cada momento! Lembrarei pra sempre do peso da mochila e de como foi importante a ajuda que recebi.

Acho que levarei para sempre cada sensação de gratidão cada vez que uma mão me foi estendida!!!!

Não me canso de olhar as fotos e os vídeos. Cada vez que vejo as muralhas de pedras ou a neblina me dá frio na barriga, mas tenho saudades e uma imensa vontade de voltar.... claro!!! que devidamente equipada, acompanhada e fisicamente preparada! rsrsrs

 

Espero que este relato ajude algumas pessoas e encorajem outras! o Lugar é mágico! Literalmente um pedacinho do céu!

O Edu falou pra gente que a gente não escolhe a montanha e sim a montanha que escolhe a gente!

No final de tudo isso posso dizer que serei eternamente grata pelo convite! rs

 

E seguem também dois links de vídeos do Sol Nascendo.

Só pra tentar mostrar o que a foto não vai conseguir mostrar....rsrs

 

 

 

 

 

beijos a todos!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

 

 

 

Ah!!!!! Tem gente que vai me perguntar sobre as despesas... rsrsrsrs

Lembrando que estávamos em 5 pessoas.

 

Comida liofilizada - R$125,62

Gasolina + pedágio - R$340,00

Camping + estacionamento - R$60,00

Mercado - R$64,00

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

que bom que gostou do relato!!!!!

 

Olha..... conselho de amiga.....VÁ PARA MARINS!!!!! hahahahaha

Aquele lugar é incrível!!!! Se tiver uma oportunidade, não deixe passar! rsrsrs

 

beijos!!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parabéns pela conquista!!! Não é qualquer um que encara um perrengue desse... Marins (e toda a Mantqueira) tá no caderninho faz tempo...

O relato ficou muito bom também, emocionante e bem humorado.

Pelo visto gostou da aventura, mais uma picada pelo mosquitinho da montanha... ::otemo::

Até a próxima. :mrgreen:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Otávio.... nem te conto!!! Esse bichinho da montanha me pegou e acho que nunca mais vai me largar mesmo! rsrsrs

 

Fico feliz que tenha gotado do relato!

Confesso que tô olhando com carinho o próximo roteiro! rsrsrsrs

 

beijos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Otaviooooooooooooo!!!

Sabe o que acabei de perceber??? Vc fez o relato que salvei nos favoritos. Em Santa Catarina. Nossa!!! Pirei!!!!!

Ainda indiquei pro Juliano (que tava comigo em Marins) o seu relato!!!! Incrível!!!!!!!!!

 

beijos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ae carola!!! Foi sensacional fazer essa trip junto com você!

Minha companheira pra todas as horas, ficou até o final comigo lá atras .. eu andando com muita dificuldade (e bem chateado hasuah) por causa da torção que sofri na volta.

 

Ficou bem melhor que o meu humilde relato! ::tchann::

Parabéns! Merece mil pontinhos de reputação! ::kiss::

Eu só dei 30, pq nao tenho mais ;( shausha

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vernezinhozinhozinho meu queridooooooooo amigo de infância!!!!

Tamo aí pra isso! Amigo a gente não abandona nunca. No momento em que mais precisei vc estava lá do meu ladinho dando força. Na hora do seu perrengue foi a minha vez de retribuir, né?!

 

Queridoooooooooooo!!! São tão grata pelo seu convite!!!! Se é verdade o que o Dú falou pra gente, acho que Marins me escolheu através de vc! rsrsrs

Quando será a próxima??? rsrsrs

 

Beijocas enormeeeees!!!!!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Espero que venham muitas outras carolzinhainhainha hausahus!

Agora que ja ta devidamente vacinada, acho que ja ta pronta pra uma mais hardcore, não?! ashausahush

A próxima pode ser a chapada diamantina, das mesas, serra fina.. a que nos escolher primeiro! hasuahsau

Só sossego quando subir o everest! shaushusa

 

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então bora pro Everest Rapá!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

E quanto aos gêneros sou bem eclética! Hardcore, punk rock, samba lelê! huahauhuahauhauhauhauhauahuahuah

O que importa é subir o pico!!!!!!!

 

Chapada das Mesas.... aiiiiiiiiii fiquei na vontade da outra vez que estive no Maranhão, hein?!

Dessa vez rola Tiquira? kkkkkkkkk

 

simbora!!!!!!!

 

beijocas!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Poxa, Carol. Fino de mais seu relato. PARABÉNS.

Gosto de mais de estar na montanha. Contemplo toda beleza do lugar que estou. Mas o que tenho pra mim é que por mais que o lugar seja fantástico, a viagem só é completa com a presença dos amigos (mesmo que se conheçam a 10 anos ou a 10 minutos). Pra mim são as pessoas que fazem valer a pena a viagem, e quando é completado por um lugar sensacional igual o marins, não há nada melhor. Nítido o espirito de grupo de vcs.

Marins já tá na minha lista pro ano que vem, rs.

Vlw pelo relato. Show de bola...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Samuca!!!!

Ai!!! que bom que você gostou do relato!!!

 

Aquele lugar é demais! Mas vc falou tudo agora. A trip só tá completa com a companhia! Na boa..... Ali eu tava com os amigos de infância de verdade!!!!!! hahahahahaha

Imagina!? Todo o perrengue que eu passei com um mala do meu lado! Nossa!!!! aí eu ia voltar mega desidratada de tanto chorar.... ia do começo ao fim! hahahahahahah

 

Vai sim! Tô muito feliz por ter conhecido Marins e acredito que ninguém pode morrer sem passar lá! rsrs

 

Antes de ir, dá uma checada na previsão do tempo. Parece que tem um período de chuva. Daí não recomendo pq é mega perigoso...rsrs

Nós olhamos com antecedência e a previsão tava apontando chuva. Fomos, mas com o plano B caso chovesse realmente.

Mas graças a Deus deu tudo certo e a única água que caiu foi quando abri o berreiro! hauhauhauahauhauha

 

beijos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ai, Carol!

Adorei, me emocionei, ri do seu relato! Lembrei dos meus chororôs, do meu medo de não conseguir,

do peso da mochila e também da bagagem imensa que a gente carrega pela vida!

Parabéns pela conquista!

Muitos abraços, boa sorte em todas as próximas e... Espero que calhe de ir junto! Hahaha!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Bi!!!!!!

Ai que delicia!!!!! Nossa! eu ri sozinha montando esse relato e escolhendo as fotos!!!

Vc passou por isso tb? Pensei que o povo fosse falar: "meu!!! que chorona!!!" hahahahahahaha

 

Ah! vou fazer o que? na próxima eu terei que me preparar mais pra não chorar tanto, né?! hahaha

 

Fico muuuuito feliz que tenha gostado!

Tomara que calhe, hein?! Será massa!!!! rsrsrsrsrs

 

beijocas!!!!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Otaviooooooooooooo!!!

Sabe o que acabei de perceber??? Vc fez o relato que salvei nos favoritos. Em Santa Catarina. Nossa!!! Pirei!!!!!

Ainda indiquei pro Juliano (que tava comigo em Marins) o seu relato!!!! Incrível!!!!!!!!!

 

beijos

Legal que gostou, o relato quem fez foi o Getúlio, parceiro de caminhadas. A Serra Geral de SC é uma benção de Deus mesmo, o lugar mais incrível que já conheci.

Um roteiro legal pra vocês seria o Pico Paraná, não fica tão longe de SP e é uma montanha magnífica, com camping na base (e possibilidade de camping nas montanhas também) e várias caminhadas legais, desde os picos mais próximos do Dilson (acamp. base) como Itapiroca, Caratuva, o próprio PP, travessias extensas e montanhas mais afastadas, como Ciririca, Agudos, etc...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Otavio!!!!

 

Pensei que fosse seu. Que confusão, hein?! haha

Mas fiquei morrendo de vontade!!!!!

 

Pico Paraná eu nunca ouvi falar. Aliás...até mês passado não sabia direito nem o que era Pico! ::lol4::

 

Vou dar uma pesquisada. Pra mim... ficou com gostinho de quero mais!rsrs

Obrigada pelas dicas!

 

beijos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Carol!

 

 

[...] o relato quem fez foi o Getúlio, parceiro de caminhadas. [...]

 

 

Falando em mim... Ói eu aqui... :mrgreen:

 

Belo relato menina! Gostei muito. Sem dúvida uma trip emocionante, com direito a todos os ingredientes necessários a uma "iniciação": perrengue, frio, medo, cansaço, incerteza, Amigos (isso mesmo, com "A" maiúsculo), superação, emoção, estrelas... e por aí vai...

 

Vou fazer uma crítica, construtiva, mas necessária - a todos os 5 participantes e a quem mais ler este tópico. ::toma::

 

Não me levem a mal, mas onde já se viu montar uma trip dessas entre desconhecidos, especialmente levando uma (?) pessoa sem qualquer experiência anterior numa caminhada desse porte??? Pode parecer exagero (você agora sabe que não é, certo?!) mas este tipo de situação pode facilmente levar uma pessoa despreparada a situações extremas de stress psicológico e físico, podendo causar acidentes sérios, que num ambiente como aquele pode ser fatal - isso além de colocar os outros membros do grupo, ainda que experientes, em risco.

 

Vocês tiveram sorte (você mais ainda, pois topou com um grupo bacana e que foi bem compreensivo - veja adiante outros comentários), não saiu nada errado, mas não se pode contar com a sorte nessas situações. Não vou ficar também imaginando ou citando o que poderia ter acontecido de ruim, já foi, passou. Planejamento + conhecimento prévio de pessoas e lugares é que podem proporcionar alguma segurança (note que eu disse "podem" e "alguma"). Já vi muitos grupos se formarem para trips por aqui e depois relatarem seus sucessos. Aqui nunca soube, mas já li em outros sites de viagens e trekking relatos de pessoas que simplesmente foram abandonadas na trilha pelos "companheiros" por terem apresentando alguma dificuldade no percurso. Eu mesmo já me enfiei em alguns perrengues que marcamos aqui pelo Fórum com pessoas que não conhecia ou conhecia muito pouco - com a diferença de que eu (e os outros envolvidos) sabíamos no que estávamos nos metendo. Tenham CUIDADO neste sentido, se informem bem ANTES. O CUIDADO nunca é demais. Que fique o ALERTA. É um Fórum aberto a quem quiser ler e é minha obrigação, como cidadão, forista e montanhista advertir. Não gostaria de ver alguém, quem quer que seja, algum dia, sem a devida cautela (ou noção de perigo, como queiram) ter problemas ou se acidentar por causa de uma situação semelhante por ter lido ou se espelhado em algum tópico aqui do Mochileiros.com ou ainda de qualquer outro sítio.

 

 

 

Essa com certeza é a história mais louca que tenho pra contar, mas eu espero de coração que não seja a única!

[...]

 

Cara!!! ali acho qe a minha ficha tinha caído! Pela primeira vez eu tava tentando administrar todo aquele cansaço, junto com a bagunça de sentimentos e os 11 quilos da mochila!!! ui!!!

 

[...]

 

O Edu tava carregando 17 quilos e pegou a minha mochila com mais 11 quilos e subiu.

Eu não entendi como alguém que eu nunca tinha visto na vida... tá! ok!!! estávamos subindo um pico algumas horas... mas como alguém que não tem intimidade comigo, não é meu amigo, não faz parte do meu convívio tava fazendo aquilo por mim!

Uma hora eu ia chegar no pico. talvez a noite, mas eu não tinha como ficar ali sozinha... então uma hora eu tinha que subir.... mas eu não tava entendendo como alguém podia me ajudar daquela forma.

Tudo muito distante da minha realidade... da minha rotina!!!

Enfim.... acho que pela primeira vez eu entendi pra que servem as nossas mãos... pra estender quando alguém realmente precisar!

 

Ele continuou subindo e parava pra me olhar... ver em que ponto eu estava, e me orientava "vai por ali, segue aqui!" e assim subimos.

 

[...]

 

Eu tinha uma única certeza... a de que sozinho não somos nada nessa vida e não chegaremos a lugar algum!

Pra chegar lá em cima você não precisa apresentar sua carteira, seu diploma, tão pouco preencher ficha com o perfil pra ver se preenche os pré-requisitos! rsrsrsrs

 

Quando o susto começou a passar, sentei numa pedra e desembestei a chorar! Falo mesmo!!! todo mundo viu!!!! hauhauahuahauhauahauh

Eu não sei pq chorei.... eu acho que juntou um pouco o susto com a alegria, com a emoção de ver tudo aquilo!!! sei lá!

Talvez gratidão!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu só agradecia a Deus por conseguir chegar lá em cima, por ter colocado pessoas tão bacanas no meu caminho!!! Por tudo !!!!

 

[...]

 

Acho que terei muita história pra contar! Sempre lembrarei com muito carinho de cada momento! Lembrarei pra sempre do peso da mochila e de como foi importante a ajuda que recebi.

Acho que levarei para sempre cada sensação de gratidão cada vez que uma mão me foi estendida!!!!

 

[...]

 

 

Fiz questão de citar estes trechos, não a toa. Estas passagens são um retrato do que é um montanhista. Não conheço o cidadão (Edu) mas pela descrição não pode ser outra coisa. Montanhismo, além do óbvio - subir montanhas, ascender cumes, escalar, enfim, é apoiar os companheiros nas mais diversas situações, tanto as boas quanto as ruins, e especialmente nestas manter a cabeça no lugar, o braço forte e a mão amiga, seja para carregar a mochila, seja para injetar ânimo, compartilhar a água escassa, carregar os feridos... etc. É o que separa uma amizade comum daquela amizade (diria mais, irmandade) que se forja nas montanhas. Montanhismo é muito mais do que o pico, do que atingir o cume, é o processo, é a subida (e a descida) com todos que saíram.

 

 

 

[...]

 

Não me canso de olhar as fotos e os vídeos. Cada vez que vejo as muralhas de pedras ou a neblina me dá frio na barriga, mas tenho saudades e uma imensa vontade de voltar.... claro!!! que devidamente equipada, acompanhada e fisicamente preparada! rsrsrs

 

 

O maior equipamento você adquiriu nesta trip, não tenha dúvida. A experiência vivida supera tudo, especialmente os equipamentos.

E o "vírus" já te infectou. Sinto te informar, mas não há cura! ::lol4::::otemo::

 

Grande abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gvogetta, concordo com seu alerta e assino embaixo. Muito bom que as pessoas tenham em mente que o montanhismo nao seja somente montar um grupo (ainda mais com desconhecidos) e seguir. Tampouco que chegar ao cume seja o único objetivo, ignorando todo o percurso e todos os seus degraus.

 

De certa forma, considero sim uma atitude irresponsável as pessoas se juntarem sem se conhecer se seguir numa trip sem uma certa experiência. Mas veja, no nosso caso tivemos duas pessoas com conhecimento pleno do local, sendo uma delas inclusive bombeiro militar, na qual tivemos o prazer de desfrutar da sua experiência. Inclusive, ele foi um anjo e, apesar de ser sua sétima subida, desfrutou como se fosse a primeira! (Na verdade, poderia ser a milesima, nunca seria a mesma coisa hauah).

Quando eu convidei Carol, imaginei que ela tivesse experiência, mas quando ela disse que nao tinha, apesar de nao conhecer, fiz questão de firmar compromisso com ela desde o inicio de que estaríamos junto dela. Alias, se acontecesse dela desistir, tenho certeza que todos voltariam.

 

Quando fiz o convite, sabia que nao era algo impossível sequer ora um iniciante. A prova é que a Carol resistiu bravamente.

Ela superou muitos dos seus limites. Ou melhor. Talvez tenha alcançado os que pensu que jamais alcançaria.

 

Tambem foi minha primeira experiência em montanhismo desse nível. Tive a preocupação de conhecer o Pico dos Marins, saber seus problemas, e compartilhar com todos do grupo. Sempre nos alertávamos sobre os possíveis perrengues. Portanto, nao foi algo tao irresponsável quanto pareceu uahauhau.

Tudo foi plenamente conversado antes da viagem. Tanto que nao tivemos surpresas (a nao ser pela bela paisagem)

 

Aproveitamos muito o caminho ate o cume. Eu por exemplo nao parava de fotografar! Fiz das tripas coração pra tirar uma câmera enorme no meio do caminho sempre que via algo surpreendente. E acredite: tudo era surpreendente!

 

A Carol, antes de qualquer coisa, merece os parabéns pela superação.

Seu alerta é bastante pertinente, entendi completamente sua intencao e por isso assino embaixo. Inclusive levarei algumas de suas passagens escritas aqui pras próximas aventuras, amigo. Mas gostaria respeitosamente de deixar registrado que a irresponsabilidade acima dita nao é exatamente como disseste. Por isso, os apontamentos.

 

Grande abraço a voce e obrigado por ter agregado sua experiência!

Carolzinhainhainhainhainha, saudade!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou copiar aqui um aviso do AltaMontanha:

"Atenção: O portal AltaMontanha (e agora o mochileiros.com :mrgreen: ) alertam que as atividades de montanhismo são adrenantes e viciam logo ao seu primeiro uso. Os perigos existem , principalmente quando os limites não são respeitados, porém é uma atividade muito segura se praticada com moderação, consciência e respeito a natureza."

::otemo::::otemo::::otemo::::otemo::::otemo::::otemo::::otemo::::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

[...]

 

A Carol, antes de qualquer coisa, merece os parabéns pela superação.

Seu alerta é bastante pertinente, entendi completamente sua intencao e por isso assino embaixo. Inclusive levarei algumas de suas passagens escritas aqui pras próximas aventuras, amigo. Mas gostaria respeitosamente de deixar registrado que a irresponsabilidade acima dita nao é exatamente como disseste. Por isso, os apontamentos.

 

[...]

 

 

 

Olá Verner e Carol!

 

 

Sem dúvida a Carol merece os parabéns! Aliás até me esqueci (agora que percebi) de parabenizá-la pelo feito. :oops:

 

Eu não falei nada sobre irresponsabilidade, ao menos diretamente, só fiz o alerta, vocês entenderam o real sentido das minhas observações e outros que lerem o relato certamente entenderão também. Esse é o espírito da coisa.

 

Bacana que você tenha esclarecido algumas das circunstâncias nesse seu último post (compromisso de apoio, troca de informações prévia, etc.). Da forma como foi postado originalmente pela Carol no relato dá uma maior impressão de que alguns cuidados teriam sido relegados. E só para esclarecer, o fato de existir no grupo uma ou mais pessoas experientes, habilitadas e conhecedoras da trilha ou do terreno minimiza mas não afasta o risco de um sinistro.

 

Abraço e boas trips a vocês! Não deixem de compartilhar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×