Ir para conteúdo

Visconde de Mauá e Região


Visitante deojb@ig.com.br

Posts Recomendados

RJvisconde2.jpg

Cachoeira do Escorrega

Fonte: http://www.viscondedemaua.com.br

 

 

OI VANESSA . A DISTANCIA DE SÃO PAULO , É + OU - 350KM . PRIMEIRO VC CHEGA EM VISCONDE DE MAUÁ , PASSA POR MARINGÁ ATÉ CHEGAR EM MAROMBA.

O LUGAR É MUITO BONITO , VALE APENA IR.TEM INÚMERAS CACHOEIRAS , A PRICIPAL É A DO ESCORREGA.

TEM ALGUNS CAMPINGS EM TORNO DE $10,00 A DIÁRIA OU POUSADA QUE É BEM MAIS CARO.

 

TAMBÉM TOU PENANDO EM IR PRA LÁ. SÓ DEPENDO DE ARRUMAR MAIS 3 PESSOAS PRA RACHAR A GASOLINA.

Link para o comentário
  • 3 semanas depois...
  • Membros

ACamping tem um monte por lá.

A maior dica que posso te dar é que não vá esperando muito da vila não. O barato de maromba são as trilhas e cachoeiras que saem de lá. A vila de verdade não passa de uma rua que passa na frente de uma igreja e todos se reunem ali.

P.S.: Se for descer no escorrega, cuidado com o caixote que a caxoera te da no final!

 

 

Abraços:

Rameno

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • 2 meses depois...

Postado pelo usuário Jorge Soto

em 11/05/2005 10:52:18

Mensagem:

Alguem sabe se ha busao de Resende (RJ) p/ Maromba (RJ), assim como horario e onde pega??

Grato desde ja..

 

 

Replies:

 

 

 

------------------------------------------------------------------------------------

Postado pelo usuário rodrigoschemes

em 11/05/2005 12:14:46

Mensagem:

 

Fala Jorge.. blz?

 

Quando fui tb procurei bus e achei essa empresa que vai direto pra Visconde.. mas não sei se vale a pena($$).

 

Dá uma olhada lá..

http://www.viscondedemauaturismo.com/onibus.htm#onibus

 

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------

Postado pelo usuário lunuf

em 12/05/2005 00:51:28

Mensagem:

tem sim...eu só naum sei horários.mas vc pode pegar o bus na rodoviaria mesmo de resende e a passagem custa em torno de 5 reias.

 

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

Postado pelo usuário Agsts

em 12/05/2005 02:07:15

Mensagem:

E aí Jorjao.

 

Faça como eu fiz qdo fui p/ Maromba, fazendo as 3 travessias.

 

Lá no centro de Vila de Maromba tinha um onibus q ia até a Rodoviaria do Shopping Center Grall (em Resende).

 

 

Era a unica opção q tinha.

 

 

Augusto

 

 

 

---------------------------------------------------------------------------------

Postado pelo usuário Jorge Soto

em 12/05/2005 10:19:24

Mensagem:

Pois e, eu to ligado disso..eu batia cartao lá a uns 5 anos atras e tinha um busao local q saia cedo da rodô p/ Maromba..Porem, numa outra ocasiao o mesmo nao foi ate Maromba e parou em Mauá?!Alguem tem infos atualizadas??

 

 

 

 

----------------------------------------------------------------------------------

Postado pelo usuário lunuf

em 12/05/2005 12:22:23

Mensagem:

ele para em maromba sim, peguei ele no ano passado.

qdo eu fui peguei do horario das 4 e pouca da tarde.

 

 

 

 

----------------------------------------------------------------------------------

Postado pelo usuário Th4t1

em 19/05/2005 18:08:40

Mensagem:

Ae Galera Mochileira,

 

Estou com uma pag na web e o topico deste mes é Mauá. Tem algumas informaçoes sobre o local, fotos etc... Quem quiser passar pra dar uma olhada é : http://thati021.multiply.com

 

espero que ajude!

Vlw

T.

Link para o comentário
  • 2 meses depois...
  • Membros de Honra

Aproveitando o feriado de São Caetano minha namorada Roberta e eu fomos visitar Visconde de Mauá afim de explorar um pouco mais seus inúmeros atrativos naturais, entre cachoeiras, trilhas e montanhas.

 

Quinta Feira - 28/07/2005

Partimos de Sampa na quinta feira logo cedo as 7:30. São ao todo uns 280km sendo 15 desses percorrido por uma estrada de terra muito ruim que parte de Penedo e atravessa a Serra da Pedra Selada em direção à Mauá. Mas a paisagem não deixa de ser bela, com vários mirantes naturais além disso uma maravilhosa vista do imponente Agulhas Negras.

 

Decidimos ficar no Vale das Cruzes que fica perto de Maringá, após nos acomodarmos já fomos almoçar em Maringa que conta com várias opções com especialidade na Truta assada e picanha na pedra.

 

Sem perder tempo aproveitamos o tempo bom e seguimos para Maromba, que fora dos feriados é uma vila bem sossegada, aproveitamos para tirar algumas fotos e registrar esse raro momento. Em seguida continuamos a estrada principal até bifurcar em placas indicando a Cachoeira do Véu da Noiva à esquerda, onde através de uma trilha curta chega-se a uma queda d'agua bem pequena mas excelente pra se banhar.

 

Voltamos a bifurcação e pegamos a direita que vai em direção aos famosos pontos turísticos de Maromba que são o Escorrega e o Poção. No escorrega por se tratar de uma quinta feira também estava incrivelmente vazio, pudemos curtir a paisagem tranquilamente. Notamos que tinha um grupo que descia da trilha que vem do Agulhas Negras e acaba no escorrega. Nesse momento, através de um casal que acabávamos de conhecer após uma carona, entramos nessa mesma trilha que tem uma placa de Propriedade Particular em direção a uma cachoeira que fica mais escondida.. é a Cachoeira dos Macacos, que fica em uma picada de trilha a direita logo após o aviso de "Abelhas Africanas" que fora colocado no local pra espantar quem entra por lá.

 

Após algumas fotos, já tinha escurecido bastante e decidimos voltar pois no outro dia pretendíamos ir à Pedra Selada.

 

Sexta Feira - 29/07/2005

Depois de um café da manhã reforçado, partimos para a Pedra Selada com um sol de rachar e o céu sem uma núvem, o que nos deixou empolgados pois sabíamos que a vista seria limpa e longa.

 

Para chegar na Pedra Selada deve-se ir sentindo o bairro Campo Alegre que o acesso se dá a partir da vila de Mauá. O caminho segue por estrada de terra bem batida por uns 14km, a paisagem é bela, vai passando por campos de altitude, fazendas e muitas araucárias. Na altura dos 10km chega-se ao vilarejo de Campo Alegre e um pouco mais pra frente seguindo a estradinha principal chega-se na Fazenda Pedra Selada onde existe uma placa indicativa. Abra a porteira e vá para o estacionamento onde é cobrado uma taxa de R$5,00 por veículo e mais R$1,00 por visitante.

 

A Pedra Selada é o ponto mais alto da região de Visconde de Mauá com seus 1.755m. Tem a forma de uma sela de cavalo daí vem o seu nome. Sobre a trilha, ela tem 2.500m de subida muito íngrema mas com boa sinalização, inclusive marcação de distância. A trilha é bem aberta e sinalizada, não é necessário guia, pelo percurso ainda se encontra bancos para uma eventual parada e também várias quedas d'água no caminho e em mais ou menos 2 horas chega-se ao topo.

 

No topo a vista é de 360 graus, belas paisagens como a outra ponta da Sela, as cidades de Resende, Itatiaia e até Volta Redonda, mais para o Sul é possível enxergar até a Serra da Bocaina e não muito distante o Agulhas Negras e as Prateleiras. Também se avista as vilas de Visconde de Mauá e toda a formação da Serra Negra. O Rio Preto e suas corredeiras também estão presente na paisagem. Assinamos e deixamos mensagem no livro de cume que por lá existe, obra do Grupo de Montanhistas do Agulhas Negras, tudo lindo e perfeito a não ser pela "farofa" que um grupinho de 4 pessoas faziam que estavam mais preocupados em ecoar seus gritos do que somente admirar a paisagem.

 

Descemos da pedra e na trilha de volta tivemos problemas com abelhas, que parecem ser abundantes na trilha, várias vezes senti o cheiro de mel no caminho. Após alguma picadas e banhos na cachoeira terminamos a trilha.

 

Voltamos para o albergue onde estávamos hospedados e fomos informados por uma trilha que partia do Vale das Cruzes que passava por uma antiga portaria do Parque Nacional de Itatiaia e ia em direção de algumas cachoeiras. Decidimos conhecer o local, subimos a estrada do Vale até o final onde realmente existe uma porteira do PNI com avisos de que era proibida a entrada, mas ignoramos e continuamos mais um pouco onde cruzamos um rio e embrenhamos mata fechada que parecia que havia tempos que ninguém passava por lá, infelizmente já era tarde e decidimos voltar para o Albergue e quem sabe outro dia explorar melhor essa trilha.

 

Sábado - 30/07/2005

Era nosso último dia pra curtir, o sol tava forte e decidimos conhecer mais algumas cachoeiras da região. Primeiramente Poção da Maromba que logo ao parar o carro vi que tinha um ônibus de excursão e sabia que a coisa não estaria boa lá embaixo e não estava mesmo, eram diversas roupas espalhadas pelas pedras, até um ser estranho mergulhado no poção com uma canga de praia em volta de seu corpo e equipamento de mergulho, a distância dava pra confundir com o monstro do Lago Ness. Tiramos uma foto e rapidamente fomos para cachoeiras mais distantes da muvuca.

 

Fomos em direção ao Vale Santa Clara, não paramos na Cachoeira Santa clara pois já conhecíamos de outrora, fomos direto para a Toca da Raposa onde através de uma trilha curta chega-se a uma bela e tranquila queda d'agua com um bom poço para mergulho.

 

Depois fui para a Cachoeira do Santuário que fica na estrada Santa Clara 600m de subida íngreme pra frente da Toca da Raposa. Para o meu azar, eles cobram R$4 por pessoa, não tinha um puto no bolso então voltei, fica para a próxima visita, assim como as várias outras cachoeiras do Vale Alcantilado e Vale do Pavão, enfim, Visconde de Mauá oferece ainda inúmeras opções de descanso e curtição longe de toda a farofa que tomou conta dos principais atrativos de Maromba.

Link para o comentário
  • Silnei changed the title to Visconde de Mauá e Região

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...