Ir para conteúdo

Bolívia - Chile - Perú / Março 2013: 21 dias com R$ 3000,00


Posts Recomendados

  • Membros

Primeiro gostaria de agradecer a todos que me ajudaram, sejam diretamente: emantello, Gabriella%20Talamo, Dri.Rutka, Sorrent, e a aqueles que postaram seus relatos, na melhor experiência da minha vida!

Meu mochilão teve início em 02/02 e a volta estava marcada para 23/02. Isto mesmo! Seriam 21 dias para percorrer 3 países e muitas atividades agendadas com meu noivo e minha prima.

 

Com isso, logo de cara, já quero deixar algumas dicas bobas mas MUITO valiosas...

 

1. Não tente abraçar o mundo! Pegue leve no seu roteiro, deixando pelo menos um dia para o belo descanso a cada 10 dias de trip... você realmente vai precisar!

 

2. Esteja preparado financeiramente, emocionalmente e outros mentes para os imprevistos que com certeza vão acontecer! Isto não é uma praga, se fosse vc poderia se benzer, acender velas... pra se livrar, mas é um fato! E estes imprevistos não ser apenas pq o FDP resolveu fechar a fronteira, mas tb por condições climáticas (vcs vão entender melhor no decorrer do meu relato ::otemo:: )

 

3. Cuidado com suas companhias de viagem! Seu melhor amigo que curtiu o carnaval em Salvador pode ser seu maior inimigo nos andes e vice versa!

 

4. Esteja MUITO preparado para passar horas e mais horas sacolejando dentro dos ônibus... principalmente se seu roteiro incluir transportes terrestres entre os países. Lembra da dica acima? Então jamais convide alguém que reclama de ficar mais de 30 min. em transportes. Pq essa pessoa pode argumentar o seguinte: Ah é férias! Não vou estressar. Mas ele vai sim! Uhauauh

 

Bem... acho que já assustei vocês bastante! Uhauuha

 

Mas às vezes nos preocupamos tanto em ter o dinheiro, fazer o roteiro, fechar as datas que nos esquecemos de detalhes tão importantes que podem acabar com uma viagem.

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 28
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Meu roteiro foi o seguinte:

 

São Paulo x Assunção

Assunção x Sta. Cruz de La Sierra

Sta. Cruz x Sucre

Sucre x Uyuni

Uyuni x SPA

SPA x Arequipa

Arequipa x Cusco

Cusco x Puno

Puno x Copacabana

Copacabana x La Paz

La Paz x Sta. Cruz

Sta. Cruz x São Paulo

 

Compramos as passagens com antecedência pela TAM e pagamos R$ 470,00 ida e volta e levamos R$ 3.000,00.

 

O dinheiro foi trocado por dólar e levamos US$ 400,00 em espécie e o restante no cartão Cash Passport Mastercard.... Foi muito bom ter levado o cartão, pois foi super bem aceito e quando não sempre tinha um caixa eletrônico que sacava! Ao contrário, minha prima levou o Visa Travel Money e teve vários problemas pra achar o caixa eletrônico. Mas é bom ficar esperto: qdo eu chegar na parte de Cusco vocês ficarão sabendo.

 

02/02

 

Saímos do aeroporto de São Paulo para uma conexão em Assunção (Paraguai), infelizmente a TAM alterou nossa conexão que seria de algumas horas para o dia seguinte! O que me deixou puta já que eu agora teria que tirar um dia do meu apertado roteiro e perder um dia no paragua! Bom chegando lá fui me informar no guichê da companhia e fui informada de que eles dariam hospedagem e alimentação na faixa.... Aí comecei a ver tudo com outros olhos uhuauah

Não fiz muita coisa na cidade pois o calor estava demais (42°C no termômetro) e pelas voltas que demos perto do hotel a cidade não é barata não. Ficamos no hotel Excelcior, que é muito bom e tem um restaurante ótimo! Só achei meio sacanagem qdo pedimos um prato e depois de comer disseram que o escolhido não fazia parte do disponibilizado gratuitamente, acho que eles deveriam avisar isso antes! Dormimos confortavelmente sob o ar condicionado congelante.

 

03/02 - Sta. Cruz de La Sierra

 

Por volta do meio dia finalmente chegamos na Bolívia! Eu não via a hora de ter a sensação de que a viagem realmente iria começar. Descemos no Viru Viru e pegamos um táxi até famoso Bimodal (14 bol). Quando lá chegamos eu tive a sensação estar na Ásia, pois tudo era uma grande confusão... pessoas, carros, animais, cholas, sem contar a gritaria das pessoas tentando vendera suas passagens! Fui até o guiché da Trans Copacabana MEM e eles não fazem mais o trajeto para sucre, na mopar o ônibus era muito simples.... rodamos e acabamos comprando na Expresso Santa Cruz (170 bol), principalmente pq o ônibus estava cheio e conseguimos comprar 03 assentos na fila panorâmica... que sorte! Essa foi a maior merda que fizemos! Meu ônibus sairia as 17h, e eu já estava meio apertada para usar o banheiro e qdo entrei descobri que não tinha e que dentro do busão fazia um calor do inferno. Como assim? Uma viagem de mais de 17h sem bano? O ônibus parava muito e sem a menor necessidade. Mas eu estava com toda a janela panorâmica, nada podia tirar minha ansiedade de ver a bela Bolívia. Doce engano! Teve uma coisa que me deixou com muita raiva: depois de umas três horas de viagem, o ônibus parou em uma cidadezinha e pegou uns 10 turistas, só que não tinha mais lugar. Aí eles disseram para os próprios bolivianos levantarem para dar lugar aos gringitos. Porra, como é que os “pobre” coitados iriam encarar mais 15h de viagem em pé! Mas assim eles foram. Não me conformo até agora como eles podem se desvalorizar tanto e achar que turistas tem mais valor. Claro que não estou dizendo que turistas devam ir em pé, mas então não vendam mais passagens do que a capacidade de assentos.

 

Quando eu lia que a viagem de Sta Cruz à Sucre era perigosa, juro que achava que era papo, que devia ser tensa mas nada de mais. NÃO façam este trajeto! Se Sucre fizer parte de seu roteiro vá de avião ou desça em La Paz! Qdo a estrada realmente começou, depois de Samaitapa, eu pensei que ia morrer à qualquer momento.... imaginem uma estrada de terra e pedras, que tem espaço para passar apenas um carro e que na verdade tem duas pistas cheia de caminhões e ônibus, com várias pedras desmoronando dos andes, algumas do tamanho de um carro, cheia de curvas que o ônibus pra conseguir passar a faz de lado e iluminada apenas pelo farol do ônibus! Tá ruim? Agora multiplica por 10! É muito f***, insana, coisa de louco e por aí vai! Foi aí que eu entendi o porque ninguém quis comprar os assentos da primeira fila. Uma vez eu lí em algum relato que nesta viagem vc deve tomar um remédio pra dormir e esperar... ou vc vai acordar no céu ou será um sobrevivente. Sério mesmo, essa estrada é muito perigosa e você com certeza não vai querer passar por isso. Depois disso toda vez que tinha que entrar em um ônibus perguntava se a estrada era tão perigosa quanto!

 

Fiquei assistindo o show de horror até umas 5 da manhã, quando finalmente consegui dormir de tanta exaustão. As 6:30 despertei com uma gritaria, uns meninos que estavam em pé tinham enchido a cara e estavam tentando roubar uma boliviana. Não sei se foi verdade, pq essa mulher era muito chata. Mas deixaram os caras no meio do nada, devem estar chegando em sucre agora! Uhauha... Depois não dormi mais e me deparei com uma paisagem indescritível, que lugar maravilhoso. Juro que cheguei a pensar que tinha morrido e aquilo era o paraíso. Finalmente uma estrada asfaltada, com um rio à esquerda e uma montanha magenta à direita, lugar incrível.

Se você quiser um risco de morte de 99% e fizer esta viagem de ônibus, não recomendo nada a Expresso Sta Cruz (exceto pelo excepcional motorista), os ônibus da El

 

Dourado e da São Miguel são ótimos, com semi cama e cama, ar condicionado e o mesmo preço.

 

Dica importante!

Sempre pegue táxi rádio ou táxi seguro. Encontramos facilmente em Sta. Cruz inclusive dentro do aeroporto!

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

04/02 Sucre

 

No final daquela estrada começamos a subir e muito para chegar em sucre. Era tão alto que passamos dentro das nuvens, e quando chegamos na entrada da cidade, elas estavam mais baixas que nós. Chegando no terminal compramos uma passagem direto para Uyuni (60 bol) pois não queríamos fazer nada em Potosí (o ônibus acaba passando por toda a cidade e você não vai se arrepender de não ficar por lá). Pegamos um táxi e fomos para o Casa Verde B&B, que recomendo totalmente... o quarto é super confortável, ótimas instalações, piscina, cozinha equipada e muito bem localizado! Não lembro o preço mas é o que está no site.

 

A cidade é uma gracinha e lembra ouro preto com seu estilo colonial, não é muito barata, mas ainda assim a comida é melhor e mais barata que em Uyuni. A praça central é linda e tem muitos pontos turísticos.

 

05/02

 

Acordamos cedo, tomamos café e fomos pro terminal com destino à Uyuni. A viagem foi super agradável, passando por paisagens lindas. Chegamos na cidade por volta das 18h e começamos a procurar um hotel. Acabamos nos hospedando no hostel avenida, com instalações simples, banheiro coletivo limpo, e por apenas 20 bol. Saímos para fechar o salar para o outro dia, e o que é legal é que as agências ficam abertas até tarde esperando o último ônibus cheio de turistas que chega as 22h. O preço estava praticamente igual em todas as agências variando entre 5 e 10 bol. Tem umas que prometem hostel e hotel privativo no salar mas é furada! Conhecemos uns brasileiros que foram nesse conto e se ferreram. Fechamos na Andes Salt Expedition (que fica na mesma rua do hotel avenida), e tudo o que prometeram foi cumprido. Pagamos 700 bol ou US$ 100,00 por pessoa + 150 bol pela entrada do parque nacional da laguna colorada + 50 bol do transfer de Uyuni para SPA com direito a desayuno + almuerzo + té da tarde + sena tudo da maior qualidade feita pela esposa do nosso maravilhoso guia Jonas. Se a agência prometer à você as entradas não confiem pois elas só são vendidas diretamente na laguna e tinha umas 4 pessoas desesperadas dizendo ao guardinha que a agência havia vendido o pacote com as entradas e que não tinham mais plata.

 

06/02 - Finalmente SALAR

 

Acordamos cedinho e ansiosos para o salar. Meu Deus, era verdade. Eu estava lá! Em nosso carro estávamos meu noivo, minha prima, um casal de cariocas super gente fina e uma belga que já esta viajando a 03 anos e com higiene duvidosa e eu. Passamos por um povoadozinho para comprinhas e o almoço com carne de lhama... só soube que era de lhama depois que a belga disse em alto e bom som! Mas a carne é gostosa, e na hora da fome vai de tudo.

 

Passamos pelo famoso cemitério de trens finalmente chegamos ao salar, que estava com 30 cm de água! A viagem realmente era real... eu estava no salar, molhando os pés na planície alagada e vendo o espetacular espelho d´água. Não dá para descrever o quão lindo é aquele lugar. Qdo decidi fazer a viagem em fevereiro sabia que seria época de chuvas e que não poderíamos ir a muitos lugares do salar devido o nível das águas, mas valeu a época escolhida. De dia não fazia frio, a temperatura estava agradável e a vista maravilhosa durante os três dias de trip, fiquei imaginado se tivesse ido na temporada do inverno seco mas ver toda aquela região fenomenal encoberta por neve. Não valeria tanto!

 

Fomos para o nosso albergue simples mas confortável e com direito a quarto triplo e uma janta gostosa.

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

07/02 - Salar 2º dia

 

Fomos em direção as lagunas e paramos para almoçar em frente a laguna hedionda. Que lugar f***, não tenho palavras para descrever a beleza e as cores que vimos naquele lugar, tudo isso com uma montanha com picos nevados atrás. Nunca vou esquecer aquele almoço nos pés da laguna. Fomos à Cañapa, arvore de pedra, parque das rocas e laguna colorada, que também é linda (mas a Hedionda é mais ).

 

Estávamos em um grupo muito legal, adoramos os cariocas e a viagem com eles foi maravilhosa, quando chegamos no hostel compramos umas cervejas para comemorar e nos despedir, afinal seria nossa última noite juntos. Ficamos alegrinhos pq realmente a altitude te deixa bêbado mais rápido e com menos álcool. O alguergue da segunda noite foi um pouco mais simples mas a companhia estava tão agradável que nem nos importamos. Em relação as hospedagens não são luxuosas mas também não são tão ruins quanto descritas em alguns relatos. Nesta época não é necessário levar saco de dormir pq os cobertores que lá estão são suficientes até para os mais friorentos como eu. O que vale é levar um lençol para se cobrir e não ficar em contato tão íntimo com as roupas de cama que não se sabe quando viram água.

 

08/02 - Salar: últimos momentos e gostinho de ficar lá pra sempre!

 

Acordamos às 4:30 da manhã e às 5:20 saímos em direção aos gêisers bolivianos, pelo caminho vimos mais picos nevados meio longe e ficávamos sacando fotos feito loucos. Jonas, nosso motorista ficava rindo e nós sem intender, mas logo soubemos! Quanto mais nosso carro subia em direção ao gêisers mais os picos ficavam mais próximos... até que pegamos uma estrada toda coberta de neve e de repente... começou a nevar! Cara, nevando em pleno verão, que sorte e que espetáculo. Quando chegamos nas panela gigantes tudo ao redor era neve e lindo. Confesso que não achei nada de mais nos gêisers, preferi a paisagem das águas termais. Passamos pela laguna verde, que não tem mais essa cor, mas infelizmente o tempo estava fechado e não pudemos ver o Licancabur muito nítido.

 

Chegamos na fronteira com o Chile umas 10:30, destino final de nós três pois os cariocas e a belga voltariam à Uyuni. Tiramos mais umas fotos, fizemos guerra de neve e as 12h Jonas nos disse que teria que voltar e nos deixaria ali com outros turistas pois o carro que sairia do chile e nos buscaria na fronteira estava atrasado e se ele não fosse embora nossos amigos perderiam o horário de seus ônibus em Uyuni com destino a La Pa. Como tinha vários turistas esperando e o lugar era lindo nos despedimos de nossos amigos. A informação era de que o carro chegaria em 1h. Fizemos amizade com outros brasileiros (é... os brasileiros reclamam de falta de dinheiro mas viagem pra caramba) que estavam no final de viagem e trocamos várias dicas. Bom, passou uma hora, duas, três e nada do carro chegar. Já estávamos ficando com fome quando o sol começou a derreter toda a neve que nos cercava e o tempo começou a mudar completamente, em duas horas tudo ficou muito frio e ventava pra caramba. Nessa hora alguns turistas que ainda estavam com seus motoristas entraram nos carros e nós e alguns outros turistas ficamos sem abrigo no alto dos -17°C, com fome e sem saber qual o real horário que a merda do transfer chegaria.

 

Nessa hora bateu o desespero ::dãã2::ãã2::'> , o frio era insuportável ::Cold:: , ninguém sabia de nada, nem os mal humorados guardas da imigração que só sabiam repetir: “mais uma hora”. Ficamos nessa situação por mais de 5h. Sabe quando você abre o freezer da sua casa e sai aquela fumacinha? Então, era nesse esquema só que pior. Foi aí que eu comecei a congelar literalmente, fiquei com tanto frio e com tanto medo de ficar ali e sem ter como voltar para lugar nenhum, foi aí que o guarda da imigração virou pra mim e disse pra eu entrar no posto da imigração (que era pequeno, mas quente) e começou a tentar contato com o pessoal do chile argumentado com eles a situação que estávamos passando, dizendo que tinha mulheres e brasileiros ::sos:: .

 

Nessa hora nos sentimos superiores aos demais gringitos ::lol4:: ! Ele nos disse que já tinham liberado a fronteira. Como assim? Haviam fechado a fronteira? Demorou mais uma hora e o carro finalmente chegou. Ufa!

 

Aí foi mais um perrengue! Um casal que chegou do Atacama pra entrar no Salar demorou pra cara..o pra sair do carro e como se não bastasse, estavam lindos e folgados preenchendo seus papéis de imigração sentadinhos no conforto e no quentinho do carro, enquanto que várias pessoas congelavam do lado de fora! Eu, que já estava puta da vida, comecei a reclamar MUITO alto... disse um monte de coisas do tipo: se estas merdas demorarem mais um pouco pra sair do carro eu arranco eles de lá, vou grudar nestes FDP de merda, e por aí vai!

 

Resumindo, quando as antas resolveram sair do carro ouço: Bem, pega minhas malas! Put´s, os folgados eram brasileiros! Eu não estava nem um pouco preocupada se eles tinham ouvido eu reclamar, mas indignada de como algumas pessoas não tem respeito por seus compatriotas! Eles sabiam de toda a situação que passamos naquela fronteira pq toda hora o motorista do carro pedia para que eles fossem mais rápidos. Enfim, conseguimos entrar no carro e sair daquela tortura.

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

SPA

 

O motorista que nos levou até o atacama nos disse que estava chovendo muito em San Pedro. Como assim? O atacama não é o deserto mais seco do mundo? Que não chove nunca? Rimos e pensamos que o cara estava tirando um sarro da cara dos brazucas! Para passar na fronteira e entrar no chile tenha MUITA paciência! O país chato a região um caos. Ficamos na fila umas 3h e na chuva. Sim! Na chuva... estava chovendo realmente. Com a entrada autorizada e embaixo de muita chuva, voltamos para o carro que nos deixou no centro. E mais um perrengue à vista! Estávamos os três com malas de rodinhas, pois achamos mochilão muito pesado e não é uma mochila nas costas que faz o espírito de aventura não é mesmo? Até em tão não tivemos nenhum problema com as malas, só que as ruas de SPA é de terra e por causa das chuvas estavam pura lama.... tentamos levar as malas até nosso hotel de escolha mas lá chegando descobrimos que não tinha água caliente e tudo o que queríamos era um merecido banho! A cidade inteira estava sem eletricidade devido as chuvas que obrigou a cidade desligar os geradores de energia solar... então teríamos que ter sorte para encontrar um lugar com gerador próprio e tentar um banho digno.

 

Fomos então para o Corvasth. Um puta hotel legal (20.000 pesos por pessoa em quarto triplo), mas vale a pena ficar nos quartos compartilhados também pois eu ví a estrutura dos quatros e dos banheiros e é muito boa!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...