Ir para conteúdo

Travessia do Pq Est da Serra do Tabuleiro (SC) - abr-mai/13


Posts Recomendados

  • Membros

Olá!

 

Acabei de entrar no grupo e estou procurando caminhadas aqui em SC. Achei esse relato e a conversa sobre voltar a fazer essa travessia... Algum de vocês se animaria a ir agora no primeiro semestre? Talvez na Páscoa ou em um dos feriados dos jogos da Copa. Não tenho muita experiência com trekking e queria alguém que fosse mais confiante para guiar.

 

Muito obrigada!

 

Paula.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 ano depois...
  • Membros

Olá Pessoal,

 

No início de novembro estou querendo subir a serra pelo lado do Sítio do Gilson e ficar acampado em algum ponto lá em cima durante três noites. Gostaria de saber se alguém recomenda algum ponto mais abrigado lá nas áreas de campo ou próximo aos campos. Estou indo pra fazer uma amostragem de fauna associada aos campos de altitude.

 

Abração!

 

Leandro

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Leandro, eu fiz a trilha em julho com o grupo de montanhismo que eu participo e estamos terminando o relato, que é em grupo e esta demorando pra sair. Me manda um email, que eu retorno com os dados que obtivenos. Apesar de ter sido no inverno deu para observar bastante coisa e conhecer bem. [email protected]

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Leandro, no alto da serra você caminha só por campo aberto, sem atravessar trecho de mata onde possa acampar de forma mais abrigada. Abrigo você conseguirá em algum vale do caminho ou nas proximidades. As matas próximas são ciliares e quase sempre em declive, realmente não consigo lembrar de algum ponto mais adequado para acampamento nelas.

 

Vamos aguardar o relato do Renato pois ele foi recentemente e por ser da área de biologia deve mostrar uma visão diferente da minha.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...
  • Membros

Refiz essa trilha em JUL/2015, baseando-se nesse mesmo tracklog do relato do saudoso Rafael Santiago.

 

Aqui está o meu relato:

 

travessia-serra-do-tabuleiro-sc-jul-2015-sao-bonifacio-sc-caldas-da-imperatriz-sc-equipe-romoaldo-t121902.html

 

Acessem também:

 

http://equiperomoaldo.blogspot.com/

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 meses depois...
  • 2 anos depois...
  • Membros de Honra

Salve Camarada!!!

Então, fomos lá e fizemos! Eu e o Cover. Agora nos dias 28, 29 e 30/julho. Fizemos a travessia no mesmo sentido, saindo de São Bonifácio (casa do Sr. Gilson). Como deixamos o carro ali, onde iniciamos a caminhada, foram 33,75 Km percorridos até o Café do Tabuleiro, em Santo Amaro da Imperatriz, onde demos por concluída a Travessia, com 2 pernoites em acampamento.

Achei tranquilo fazer em 3 dias, mesmo com meu físico não estando lá essas coisas e nosso ritmo não foi forte, além do que começamos a caminhar relativamente tarde todos os dias. Iniciamos a travessia por volta das 10h30 no primeiro dia e concluímos 17h20 no Café do Tabuleiro, no último dia. No segundo e terceiro dias iniciamos a caminhada, após o desmonte do acampamento por volta das 9h30, sendo que antes das 18h00 já estávamos com o acampamento montado.

O início da trilha, cerca de 6 km até os primeiros campo altos estão sinalizados - iniciativa do ICMBio: Projeto Oiapoque-Chuí, trilha de longo curso que irá interconectar diversas unidades de conservação estaduais e federais em uma grande trilha de longo curso nacional.

Os trechos de transposição de mata estavam relativamente fáceis, lembro apenas de 2 pequenos trechos de mata mais densa com bambuzal mais fechado em toda a travessia. Pelo que o Sr. Gilson nos falou, tem sido frequente grupos realizarem a travessia. Como pegamos tempo bom, com visual todos os dias, dava para navegar tranquilamente até mesmo sem GPS, pois a trilha estava relativamente evidente, confundindo-se em alguns trechos dadas as bifurcações e trajetos paralelos ou subidas em morros fora do eixo principal de caminhada do percurso até o Pico do Tabuleiro. Com neblina, o que é comum na região na primavera e verão, contudo, GPS é fundamental ali para não se perder.

Felizmente quase não encontramos lixo no percurso. Segui basicamente a sua tracklog, junto com outras duas que levei de reserva e andamos quase todo o tempo em cima dela, mesmo sem precisar usar muito o GPS, pois navegamos bem no visual.

Ficou a vontade de fazer a travessia no sentido transversal (Queçaba x Vargem do Braço) e também explorar os outros dois maciços, ao oeste e a leste, que aparentemente reservam paisagens e altitudes similares. Já entraram para os planos, dia desses cumprimos.

Logo que tiver um tempo farei um relato mais completo e postarei aqui no Mochileiros, com as fotos.

Forte abraço!

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

Grande Getúlio, meu mestre e amigo!

Que bom ter notícias suas trilhando por aí! E que bom que esse meu relato continua inspirando os amigos e tantos outros a (re)fazerem essa linda travessia. Muito obrigado pela atualização das informações e aguardamos o seu sempre bem-vindo e bem escrito relato. Muito feliz em saber que de alguma maneira eu estava lá com vocês, nem que seja só através de um tracklog... rs.

Grande abraço e boas trilhas!

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...