Ir para conteúdo

Alguém tem dicas para viajar com pouca grana e nunca voltar?


Posts Recomendados

  • Membros

agora meu ponto de vista, não sei da sua vida nem nada, mas com 17 anos e toda essa revolta faço 3 perguntas, tu já trabalhou? tu já consegue se manter sozinho sem a ajuda dos pais mesmo sem sair de casa? digo no quesito pagar suas próprias contas, e dar um pouco de grana para sua família para "pagar" sua comida, gastos com água luz internet telefone etc... bom, acho que tu deveria refletir sobre isso e ver se vale a pena sair de casa assim sem rumo, ou apenas guardar uma grana e mochilar de vez em quando, e ocupar mais a cabeça antes de ter essas ideias malucas "que muitas pessoas tem" porem pouquíssimas conseguem realmente viver assim como sonham, e quando conseguem também notam que não era tudo aquilo que se esperava... bom não me leve a mal só acho que tu deveria refletir mais antes de falar " tenho 17 anos e quero viajar pra nunca mais voltar" o mundo da voltas guri tomara que tu ache o rumo certo!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 21
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

A dica que te dou é: aprenda a trabalhar como garçom; com este ofício é fácil de se conseguir trabalho principalmente em cidades litorâneas. Nas altas temporadas os quiosques e restaurantes sempre necessitam dessa mão-de-obra extra. Sendo um bom proficional se consegue trabalho mesmo nas baixas temporadas, efetivo ou temporário (free lancer).

Faça um curso de garçom antes de partir, para ser capaz de cumprir a tarefa, e fazer jus ao pagamento.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Sem tiração de sarro, o mais próximo que imagino seja você se tornar... hippie! Sem rotulação.

Pra viajar, você necessariamente alimentará o "mundo capitalista". Paga-se por deslocamento, abrigo, comida, inevitavelmente.

Você pode notar que em grandes centros, ou em eventos nas cidades menores, sempre existem aqueles artesãos "que mais parecem hippies". Pois é, eles são andarilhos, sobrevivem e viajam com o que conseguem da produção própria. Não é nada fácil, mas é uma possível resposta aos teus anseios.

 

http://viagens.ig.com.br/destinos/lugares-no-mundo-para-viver-como-hippie/

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

O capitalismo e os padrões sociais errôneos aos quais você se refere estão infestados em todo o mundo. Alguns lugares de forma crítica, outros de forma amena. Então, a primeira dica que posso dar é: não espere encontrar um mundo ideal fora do seu mundo atual. Será apenas um mundo diferente, em maior ou menor grau de satisfação com seus sonhos.

A segunda dica: Planeje antes de fazer alguma coisa. Caso contrário, você será um perdido no mundo que só incomodará aos outros.

Terceira dica: pare de ler dicas de fóruns e busque a resposta dentro de si.

 

O mundo que queremos viver não está no país ao lado, está em nós e no modo como o encaramos.

Também quero fugir dessas coisas que te agoniam, mas, infelizmente, há um longo trabalho pela frente para que isso seja possível. Tão longo que é provável que eu não esteja mais vivo para ver sua resolução. Uma pena, mas a vida segue...

 

Boa sorte!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Também quero dar meu nobre pitaco: pra sair sem nunca mais voltar tem que ser muito macho (ou macha, pra não discriminar as meninas). Meios pra se manter, só mesmo trabalhando. Alguns trabalhos de "maluco": garçom, artesão, operador de geringonças da construção civil (a vida anda me apontando a direção desse último). E se quiser dar uma passada em casa no Natal, já sabe. As tias vão sempre perguntar por que você não para com essa loucura e não vai estudar pra concurso público. Os irmãos vão sempre olhar de cima porque, afinal, eles se esforçaram e hoje saem pra trabalhar às oito com o nó da gravata perfeitamente ajustado. É uma escolha que, como toda escolha, tem suas consequências. Mas na boa, com o caos da pós-modernidade, louco mesmo é o cara que leva a sério essas convenções sociais e essas necessidades morais e materiais ultraestressantes. Ando gostando daquela famigerada frase: 'Toque o foda-se e seja feliz'.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

O que você quer é apenas participar do mundo capitalista em outro lugar, é o que entendo do seu post.

 

Saber trabalhar de barman e garçom ajuda. Saber fazer cachimbo de durepox também..kkkkk

 

E avalie se tu tem disposição para passar fome, frio, sede, solidão, perigos, dormir na rua, etc.

 

Avalie também se você tem cara de pau e lábia suficientes para viver de favores o resto da sua vida

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

É possível viver assim, pelo mundo, sem se fixar em qualquer lugar. Eu mesmo sempre quiz, desde a minha adolescência. Mas nunca me arrisquei. Pois o que eu pretendia era comprar um terreno, construir um grande galpão e alugar para alguma empresa. Desse modo eu teria uma renda monetária fixa todos os meses, enquanto o imóvel estivesse locado. Deixaria a administração por conta de Imobiliária, que deposiraria o dinheiro em minha conta bancária. Onde quer que eu estivesse poderia sacar o dinheiro em Banco ou Caixa Eletrônico.

Um galpão pode ser alugado por R$ 5.000,00 à R$ 10.000,00 dependendo da localidade. Se for próximo de rodovia, na saída da cidade, ou em pólo industrial, o valor do aluguel/locação de galpão pode alcançar um patamar superior aos valores citados.

 

À quem quer "cair no mundo", eu aconselho ter uma experiência de alguns meses nesse sentido de "se jogar" por aí, afim de saciar este desejo e curiosidade. Mas recomento que volte ao lar, depois de um tempo, que retome os estudos e trabalhe. Economise seu salário, compre um terreno, construa um galpão (e não casa de moradia) conforme a condição permite e, após terminado, alugue. Então, deste feito, poderá se aposentar e sair pelo mundo afora... gozar a vida.

Antes, porém, construa o seu futuro com sabedoria, enquanto é jovem. Depois, anos mais tarde, passe o resto dos seus anos de vida usufruindo do fruto do seu trabalho, com uma renda memsal garantida.

 

Se lançar na "vida loka" estilo hyppie é bom como uma experiência passageira, mas nunca como uma definição perpétua de um tipo de vida. Pois não tem seguro social, e nenhuma garantia para a velhice.

 

*Aprender inglês e espanhol é necessário e imprescindível à quem quer literalmente viajar pelo mundo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...