Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Dicas: O que fazer na Chapada Diamantina


Posts Recomendados

  • Admin

[info]Tópico para compartilhar dicas sobre a Chapada Diamantina

 

Participe!

Deixe aqui aquela dica de passeio que você adorou, aquele bar nota 10 que conheceu, daquele restaurante bom e barato ou daquele outro que serve um prato especial que você adorou. Vale também a dica daquela balada inesquecível que você foi na Chapada Diamantina.

 

Regras do Tópico

Neste tópico não serão aceitas perguntas, apenas dicas sobre a Chapada Diamantina. Perguntas devem ser postadas nos Tópicos de Perguntas e Respostas. Todas as perguntas postadas aqui serão deletadas pelo editor deste fórum.[/info]

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 20
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Admin

1 - Passar pelo menos uma noite no Vale do Capão. Ficar hospedado em algum camping ou pousada no meio do Vale e passar pelo menos uma hora olhando o céu estrelado. Não há céu igual no Brasil.

 

2 - Comer pelo menos um dia no Burritos & Taquitos Santa Fé que é um dos melhores restaurantes Tex-Mex do país. O dono é um autêntico Ticano que foi morar em Lençóis e a comida é muito saborosa. As pimentas são plantadas no próprio restaurante e os preços são acessíveis.

 

 

3 - Fazer a trilha da Cachoeira da Fumaça por cima que é uma das mais belas trilhas do país. Começar bem cedo pra aproveitar o dia todo sem pressa, pois no meio do caminho é possível fotografar todo o Vale do Capão e o Morrão de angulos privilegiados. Tomar muito cuidado com a travessia dos córregos da trilha, principalmente o último que forma a cachoeira, pois quando chove é comum a formação de pequenas barreiras que represam a água no percurso do córrego e quando uma arrebenta é formada o que chamam de tromba d'Agua. A água desce violenta e vai carregando tudo pelo caminho. Alguns guias costumam levar turistas até a queda seguindo o córrego e a altura é de quase 400m. Algumas pessoas já morreram lá por este motivo, então fique atento.

 

4 - Visite a Pratinha, mas antes pergunte no albergue ou pousada ou para as agências, mesmo que você não use os serviços delas se a água está azul, pois quando chove muito ou há muita seca a água se torna barrenta e faz perder o encanto do passeio. Se água estiver azul você vai ver um dos maiores milagres da natureza. No meio do Árido Sertão Baiano se forma um lagoa enorme de águas azuis que mais parece uma piscina olímpica ou o mar de uma praia caribenha. É um dos lugares mais belos da Chapada.

 

 

5 - Se você não é enjoado para comer, quer economizar e experimentar a culinária do Sertão Baiano a pedida é o Bode Grill em Lençóis. Pratos como Carne de Bode, Godó de Banana e Cortado de Palma fazem parte do cardápio e são uma delícia.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

1 - Escalar o Pico das Almas (o terceiro mais alto do Nordeste)

2 - Fazer a travessia do Vale do Pati dormindo na casa dos nativos

3 - Conhecer a Cachoeira do Buracão em Ibicoara

4 - Tirar uma bela foto do Vale do Cachoeirão por cima

5 - Se sentir em "Viagem ao Centro da Terra" na Torrinha

6 - Ver o raio de luz no Poço Encantado

7 - Nadar no Poço Azul

8 - Fazer flutuação na gruta da Pratinha

9 - Caminhar por Igatu

10 - Curtir as baladinhas em Lençois

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

1 – Imprimir os mapas abaixo e não depender de guias para a maioria dos passeios.

2 – Alugar um carro com outros viajantes em Lençóis e não depender das agências para transporte, “além de aproveitar melhor seu tempo e dinheiro”.

3 - Se sentir em "Viagem ao Centro da Terra" na Torrinha (2).

4 – Ver o pôr do Sol do alto do Pai Inácio. (Necessário chegar ao estacionamento até 16:30h).

5 - Conhecer a Cachoeira dos Mosquitos.

6 – Saborear as cachaças e licores da cachaçaria Fazendinha e Tal em Lençóis.

7 - Conhecer a Cachoeira da Fumaça por cima (segunda mais alta do Brasil).

8 - Fazer a travessia do Vale do Pati dormindo na casa dos nativos (2).

9 – Subir o Morro do Castelo e atravessar a caverna em seu topo para ver o Vale do Rio Lapinha.

10 - Conhecer o Cachoeirão por cima e se deslumbrar com a vista.

11 - Conhecer o garimpo subterrâneo Brejo/Verruga em Igatu.

12 – Nadar no Poço Azul em Nova Redenção (2).

13 - Conhecer a Cachoeira do Buracão em Ibicoara (2).

 

Mapas:[mostrar-esconder][align=center]Alguns mapas que faziam parte do conteúdo desta mensagem foram retirados do ar por solicitação dos autores da obra

 

Mapa simplificado de Lençóis

photo-127.jpg?et=MKBisHjn%2BmlmZ3BOBLQnEw&nmid=171819809

 

Mapa simplificado do entorno de Lençóis

photo-124.jpg?et=AG2tB9YJwRgCApgG%2CyHFXw&nmid=171819809

 

Mapa simplificado Lençóis / Rio Mucugezinho

photo-125.jpg?et=q8P8TmQH4zbWX5V8LY2dIA&nmid=171819809

 

Mapa simplificado Lençóis / Morro do Pai Inácio

photo-126.jpg?et=rQ2jA5R9PlzFykDqyVV3gA&nmid=171819809

 

Mapa simplificado Lençóis / Iraquara

photo-68.jpg?et=OIPeXmyGeAAPnRir%2BzMa4Q&nmid=170057131

 

Mapa simplificado - Palmeiras / Cachoeira da Fumaça

photo-51.jpg?et=bygv60uuWU6zjuS7WSbcZw&nmid=174333107

 

Mapa simplificado - Andaraí / Marimbus

Andarai-Marimbus.gif?et=uscyuDzzs4XvX0aNLh2Svg&nmid=173452723

 

Mapa simplificado - Andaraí / Igatu

Andarai-Igatu.gif?et=bFfGU1XmlvwJgd9lF8B%2BIQ&nmid=173452723

 

Mapa simplificado - Andaraí / Poço Azul e Poço Encantado

Andarai-Poco-Encantado.gif?et=fVTCiWK8yrIzlQmwMUQ%2B2A&nmid=173452723

 

Mapa simplificado - Andaraí / Mucugê

Andarai-Mucuge.gif?et=u4XAciRL6A35eiQVgbC%2BmQ&nmid=173452723

 

Mapa simplificado - Mucugê / Projeto Sempre Viva

Mucuge-Parque-Sempre-Viva.gif?et=JT%2B%2CB1qoBKKLOpaDqnde2w&nmid=173617479

 

Mapa simplificado - Mucugê / Cachoeiras

Mucuge-Cardoso.gif?et=w0IARvmaj0Ua3XXKSIqMsg&nmid=173617479

 

Mapa simplificado - Mucugê / Cachoeiras 2

Mucuge-Siberia.gif?et=7qPtkN0mnxGxj9b%2BzVpkNw&nmid=173617479

 

Mapa simplificado - Mucugê / Mirante

Mucuge-Mirante.gif?et=QfOQa%2CNtiD%2B8ix9%2BDh7Abw&nmid=173617479

Mapa da trilha pra Cachoeira da Fumaça a partir do Vale do Capão

photo-52.jpg?et=oAe9jWaVr0h8OhveMWke4w&nmid=174333107[/align][li=INFORMAÇÕES DO MAPA]Ponto 1: Início da trilha ao lado da torre de telecomunicação, uma placa do Ibama dá algumas informações sobre a trilha e o Parque. Segue-se 300 metros por uma rua até a sede da Associação de Condutores de Visitantes do Vale do Capão (ACV-VC) onde é necessário registrar a hora em que o visitante está começando a trilha, aqui os visitantes são informados sobre as condições da trilha e da cachoeira no dia.

Seguindo começa um campo aberto de mais 300 metros que vai dar no início da subida da Serra da Larguinha.

 

Ponto 2: Tempo de caminhada: 20 minutos. Subida dividida em três patamares bastante íngremes com um desnível total de 330 metros, esta é a parte mais árdua da trilha. Os trechos mais íngremes foram calçados para permitir a subida de animais até os campos e seus pastos naturais. Belo visual do Morrão e a planície da Campina. Observem os primeiros pés de Candombá, uma planta de caule grosso e fibroso usada tradicionalmente para acender o fogão a lenha, indicando uma altitude superior a 1200 metros. Presença de cristais de quartzo no chão (Si O2). Esta trilha foi originalmente traçada pelos garimpeiros que alcançavam por aí os rios Palmital e Capivara.

 

Ponto 3: Tempo de caminhada : 45 minutos. Alcança-se o nível dos Gerais num primeiro muro de pedras seguido por um trecho arenoso com belo visual sobre o Vale do Capão e a Serra do Rio Preto. Em seguida a trilha orienta-se para o leste onde encontra o curral.

 

Ponto 4: Tempo de caminhada : 1 hora. O curral é rodeado por um campo rupestre extremamente rico e frágil, cuidado com suas pisadas, não colha plantas! Várias espécies de bromélias “Ortophitum burle marxii” (em homenagem ao genial naturalista brasileiro), cactos, orquídeas e uma variedade de flores silvestres caracterizam um campo de grande diversidade biológica (até 30.000 sementes por m2). Arvoredos de folhas graúdas, Pau de mocó e o Samambaiaçu “Alsophila armata” completam o visual dos tempos primordiais de um milhão de anos.

 

Pontos 5, 6 e 7: Platô a perder de vista, os "Gerais" se estendem por três quilômetros, com zonas de brejo e travessia de vários córregos, afluentes do rio da Fumaça. Como em toda a Chapada aqui também as Sempre Vivas estão por todo lado e as Amarílis com tonalidades laranja se fazem presente. Observem umas pequenas plantas vermelhas e peludinhas que fabricam visgo quando mexidas, são carnívoras “Drosera”. O Beija-flor de Gravata Vermelha “Augastes lumachellus”, endêmico da Chapada Diamantina frequenta esta área. Perto da cachoeira, é fácil avistar algum Mocó “Kerodon rupestres” pequeno roedor cinza de bundinha marrom.

 

Ponto 8: Tempo de caminhada : 2 horas. Chegando ao rio de bela cor de caramelo, dá para sentir as gotinhas da cachoeira que voltam para cima, trazidas pelo vento; fenômeno que deu origem ao nome "Fumaça". Muito cuidado ao se debruçar sobre o abismo de 380 metros. A floresta do fundo do cânion é remanescente de Mata Atlântica, com numerosas palmeiras de Palmito Juçara, “Euterpe edulis”.[/li][/mostrar-esconder]

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

1 – Alugar um carro com outros viajantes em Lençóis e não depender das agências para transporte, “além de aproveitar melhor seu tempo e dinheiro”. (2)

2 - Se sentir em "Viagem ao Centro da Terra" na Torrinha (3).

3 – Ver o pôr do Sol do alto do Pai Inácio. (Necessário chegar ao estacionamento até 16:30h). (2)

4 - Conhecer a Cachoeira dos Mosquitos. (2)

5 – Saborear as cachaças, caipirinha, licores da cachaçaria Fazendinha e Tal em Lençóis.(2)

6 - Saborear o prato Furdunço na Fazendinha e Tal e o PF no Beco´s

7 - Conhecer a Cachoeira da Fumaça por cima (a mais alta do Brasil).(2)

8 - Fazer a travessia do Vale do Pati dormindo na casa dos nativos (3).

9 – Subir o Morro do Castelo e atravessar a caverna em seu topo para ver o Vale do Rio Lapinha.(2) e tomar aquela agua geladinha da bica dentro da caverna

10 - Conhecer o Cachoeirão por cima e se deslumbrar com a vista.(2)

11 - Conhecer o garimpo subterrâneo Brejo/Verruga em Igatu. (2)

12 – Nadar no Poço Azul em Nova Redenção (3).

13 - Conhecer a Cachoeira do Buracão em Ibicoara (3).

14 - Tomar uma cerveja ao som da Banda Africania (Lençois)

15 - Conhecer Igatu e jantar no restaurante Agua Boa

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

Acho que já falaram de tudo, mas deixo as minhas:

 

1- Fazer a Fumaça por cima de onde se tem uma das visões mais espetaculares do Brasil!!

2- Fazer a trilha até a Cachoeira do Sossego, onde dá pra ir se banhando até chegar na queda d'água.

3- Fazer flutuação na Pratinha e depois curtir o "piscinão" de águas inacreditáveis.

4- "Escutar" e "ver" o silêncio e escuro absoluto no fundo da Torrinha.

5- Experimentar pelo menos cinco sabores diferentes por dia na cachaçaria Fazendinha e Tal.

6- Ir no Poço Encantado e se perder em pensamentos procurando onde está a água no poço.

7- Ver um pôr-do-sol no Morro do Pai Inácio.

8 e 9- Ir ao Buracão e fazer o trekking pelo Vale do Pati que é o que me fez falta de não ter feito na minha estada por lá...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...
  • Membros de Honra

1- fugir do fluxo e fazer a fumaça por baixo, e aí sim conhecer uma vista extasiante

2- tomar um resfresco geladissimo e comer um pastel de palmito de jaca na fumaça por cima depois de 3 dias de muito sobe e desce

3- dormir na casa de seu Eduardo, a maior figura do Vale do Paty

4- sentir o astral diferente do Capão

5- ficar horas e horas olhando os Gerais do Vieira e imaginando como era aquilo milhares de anos atras

6- conhecer a Pratinha, um verdadeiro milagre da natureza

7- conhecer uma das mais belas e intocadas cachoeiras da chapada, a das Andorinhas (ou Mixila)

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 11 meses depois...
  • Membros

1- Conhecer a Cachoeira da Fumaça por cima. (não dá pra ir na chapada e não conhecer)

2- Pegar a vista de boa parte da Chapada, especialmente do Morrão, do alto do Pai Inácio. (fique para o por do sol também)

3- Ficar maravilhado com a vista do alto do Cachoeirão. (de preferência em épocas de chuva)

4- Perder o fôlego ao ver a Cachoeira da Fumacinha em Ibicoara. (é bom saber nadar)

5- Descobrir onde fica a Cachoeira da Mixila. (se não é trilheiro, vá com guia) (é bom saber nadar)

6- Anadar, andar e contemplar os Gerais do Machombongo. (não tem nos mapas)

7- Subir o Pico das Almas e conhecer o outro lado da Chapada.

8- Conhecer as casinhas de pedra, típicas da Vila de Igatu.

9- Fazer a trilha mais bela de toda a Chapada, que é a da Cachoeira do 21. (a beleza esta diretamente relacionada a dificuldade)

10- Contemplar o por do sol no Mirante do Capa Bode. (só pra quem conhece)

11- Sobreviver a uma tromba d´agua.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

 

1- Fazer a travessia do Vale do Pati dormindo na casa dos nativos (4).

 

2- Curtir a festa de São João em Mucugê (tradicional) ou em Utinga (mais agitada com palco e bandas de forró)

 

3- Curtir o carnaval em Rio de Contas, Palmeiras ou Lapão (são os melhores!)

 

4- Visitar a Gruta dos Brejões em Morro do Chapéu

 

5- Conhecer a Cachoeira do Mixila (ou das Andorinhas)

 

 

 

Especificamente no Vale do Capão:

 

1- Comer pastel de palmito de jaca no Bomba

 

2- Banho no Poço das Cobras (seguir direto acima da Conceição dos Gatos)

 

3- Contemplar a lua cheia na Serra do Candombá

 

4- Conhecer a Cachoeira das Fadas (cuidado com o limo, em caso de queda, será fatal!)

 

5- Participar de uma roda de capoeira de angola (mesmo sem saber jogar, sente-se na roda e faça de conta que você é a encarnação de Besouro!)

 

6- Massagem Ayurvedica com “fadas” ou “doendes” locais

 

7- Comer Pizza Integral no Forno de Pedras – (Rest.de Thomas e Linalda)

 

8- Trekking para o Poço do Gavião (melhor dormir por lá, o amanhecer é lindo!!!)

 

9- Trekking para Águas Claras (melhor dormir por lá, a trilha é longa e voltar no mesmo dia, além de cansativo, não dá pra curtir tudo)

 

10 – Trekking para o Rio Preto pela Ponte Velha.

 

11- Fazer uma consulta médica no Posto de Saúde do Capão, pelo SUS, com Dr. Áureo Augusto (a diagnose é feita por Iridologia: conhecer através da Irís)

 

12 - Participar do ritual de purificação em sauna de pedras aquecidas na fogueira (Lendas do Capão)

 

13- Tomar cerveja bem gelada no Bar de Medinho (Bar Flamboyant), ouvindo algum “maluco beleza” tocar Raul!!!

 

14- Ficar de barraca no Camping de Seu Dai (Camping Beira Rio – 75 3344- 1057): mesmo com grana, tempo ou preferência por ficar em pousadas, estar no Camping de Seu Dai lhe renderá boas risadas, bons amigos e muitos “causos”.

 

15 – Experimentar os licores na Licoteria do Palito

 

16 – Descer o Riachinho até chegar no Poço (Não faça isso com o rio cheio, pelo amor de Deus!)

 

17- Tomar banho na Cachoeira dos Patos (cuidado: é uma propriedade particular e o dono, de vez em quando, dá uns tiros de espingarda pra afastar os intrusos! Brincadeirinha... )

 

18- (…) Continua

 

PS: os itens 12 e 13 não são necessariamente nessa ordem (risos!)

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 meses depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...