Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Veneza - O que ver e quantos dias ficar


Posts Recomendados

  • Colaboradores

low_venezia_evidence.jpg.ddae4b99e381b411f44fb82c373e82a7.jpg

Alguns anos atrás, fiz para uma aluna minha, um guia do que ver e fazer na Itália. Não era necessariamente um relato, mas um breve manual de sobrevivência.

(risos)

Recentemente, resolvi abrir aquele arquivo e inserir o conteúdo em meu blog, o http://www.turistando.in. Aqui vou tentar mesclar este guia com um relato da lembrança de minha viagem.

Quem quiser ver detalhadamente o roteiro, com preços de entrada e fotos e outros roteiros pela Italia, pode seguir em meu blog (http://www.turistando.in/roteiros/europa/pontos-turisticos-na-italia/) e là me fazer perguntas.

Aqui tentarei montar um relato.

 

Bom, antes de mais nada, Veneza é uma ilha da região do Veneto, no nordeste italiano, ligada pela Ponte da Liberdade (Ponte della Libertà).

Por ser uma cidade cara, muita gente decide ficar na cidade de Mestre (ou Marghera) e chegar até a ilha de trem (a estação de Veneza se chama Santa Lucia) ou de ônibus (pelo terminal no Piazzale Roma)

E' uma ótima solução, que pode trazer alguns problemas (você ficará limitado ao horário dos ônibus ou trens) e pode sofrer um grande prejuízo de tempo e dinheiro caso vá em época de greve (sciopero em italiano. Algo muito comum por lá.)

Aliás, o problema de greve também atinge quem decide ficar na ilha de Giudeca, onde hà alguns hostels. Nao sei se existe um meio de transporte mais barato, mas quem decide ficar em Giudeca, fica limitado a usar todos os dias o tragheto (18€ por dia - ver preços atualizados no meu blog)!)

 

Para quem decidir ficar na ilha, aconselho procurar algum hotel em Cannaregio. Além de ser um bairro lindo e cheio de història, é o bairro mais pròximo da estacao de trem e te farà sofrer menos para carregar a mala (dê preferência à mochilas!)

 

598daf16705d1_mapa1.jpg.a4fafdec8671b80a06160f6d271478f1.jpg

 

Quem ainda nao viu Veneza, aconselho fortemente abrir um mapa (melhor ainda o Gmaps no modo Earth) e ver como ela é constituída, pois é uma ilha dividida entre o Canal Grande e vários pequenos canais. Existem várias pontes que ligam os pequenos canais e algumas imensas (e famosas) pontes que ligam blocos da ilha separados pelo Canal Grande.

 

Como meios de transportes, podemos contar com barcos (vaporettos ou traghetos) que circulam pelo Canal Grande ou pelas gôndolas. No entanto, para o turista, tudo isso é caríssimo!

 

O modo mais econômico e mais interessante, claro, é caminhar.

A cidade não é feita para pessoas cadeirantes (que deverão obrigatoriamente circular pela cidade nos vaporettos). E por ter diversas pontes, se tua ideia é economizar, esqueça a mala! Mochila, como sempre, é o ideal.

 

Para quem deseja dar um pulinho nas ilhotas próximas à Veneza, como Murano, Burano e Torcello, precisarà comprar um passe diàrio (aquele de 18 euros). Você deve validà-lo assim que entrar no primeiro traghetto e guardà-lo com você.

Ele não vale por 24 hs, mas por um dia inteiro, das 00h01 atè 23h59. Por isso, não vale muito a pena comprà-lo a tarde ou no fim do dia.

  • Gostei! 1
Link para o post

  • Respostas 41
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Alguns anos atrás, fiz para uma aluna minha, um guia do que ver e fazer na Itália. Não era necessariamente um relato, mas um breve manual de sobrevivência. (risos) Recentemente, resolvi abrir aquele

Os bairros (sestiere) di Veneza   CANNAREGIO Cannaregio é o primeiro sestiere para quem chega a Veneza de ônibus (pelo Piazzale Roma) ou de trem (pela estação terminal de Santa Lucia); É também

Cannaregio   Nao sei se comentei aqui no Mochileiros, mas é normal (e interessante) se perder nas ruas labirínticas de Veneza. Mesmo com mapa e um bom senso de direção, você terá a ideia de estar lo

Posted Images

  • Colaboradores

Os bairros (sestiere) di Veneza

 

CANNAREGIO ::otemo::

Cannaregio é o primeiro sestiere para quem chega a Veneza de ônibus (pelo Piazzale Roma) ou de trem (pela estação terminal de Santa Lucia); É também o sestiere mais próximo para quem quer dar um pulo em Murano ou Burano (esta última, minha favorita entre as duas). E' um bairro antigo, com o ghetto judaico, o campo dos mouros e muitas igrejas (a principal e mais importante é a Madona dell'Ortoo, com várias obras do mestre Tintoretto).

E' possível encontrar hotéis a preços interessantes!

 

SANTA CROCE e SAN POLO

Esses dois "sestieri" acabam sendo passagem obrigatória para todo turista, pois é o caminho mais fácil para ir até a Piazza San Marco (passando, claro pela Ponte de Rialto). Nele se encontra a Escola de San Rocco, com obras importantes de Tiziano e Tintoretto.

 

DORSODURO (e a ilha de Giudeca)

Nem todos passam por aqui, apenas quem se perde feio, quem fica mais de um dia na ilha ou quem tem como objetivo conhecer o Galeria dell'Accademia delle belle Arte. De importante, além da Accademia, tem a Scuola Grande dei Carmini (com um conjunto de pinturas de Tiepolo), a Coleção Peggy Guggenheim e a Basílica de Santa Maria della Salute, localizada na Punta della Dogana (Ponta da Alfândega).

 

SAN MARCO (e a ilha de San Giorgio Maggiore) ::otemo::

E' o destino final de todo turista, pois abriga a imensa Piazza di San Marco com o campanile e a basílica homônima e permite uma linda visão da Ilha de San Giorgio (com as gondolas encapadas em azul). Para acrescentar, é neste sestiere que encontramos a Ponte dos Suspiros e o Palazzo Ducale.

 

Nos próximos posts, falarei sobre cada um dos bairros.

  • Gostei! 1
Link para o post
  • Colaboradores

Cannaregio

 

Nao sei se comentei aqui no Mochileiros, mas é normal (e interessante) se perder nas ruas labirínticas de Veneza. Mesmo com mapa e um bom senso de direção, você terá a ideia de estar longe, quando, na verdade, você estava andando em círculos.

 

De todos os bairros de Veneza, este foi o que mais gostei. E' um pedaço tranquilo e ao mesmo tempo cheio de coisas bacanas para se ver e fazer. Vou listar abaixo alguma das opçoes:

 

598daf1677929_mapa2.jpg.0535d641a5b6f3b58b63d65747e68d65.jpg

 

Legenda no mapa: 1: Ponte delle Guglie; 2: ponte dei Tre Archi; 3: Ghetto; 4: Campo dei Mori; 5: Chiesa Madonna dell’Orto; 6: Fondamenta dell’Abbazia; 7: Rio del Trapolin in fondamenta Moro; 8: Rio e campo Madallena; 9: Ponte Chiodo sul rio San Felice; 10: Fondamente Nuove; 11: Scuola San Marco e Campo santi Giovanni e Paolo (Zanipolo); 12: Santa Maria dei Miracoli; 13: Corte del Milion

 

 

No blog escrevi com detalhe cada local, inserindo os preços que encontrei na internet.

 

* O Sestiere de Cannaregio: http://www.turistando.in/venezia-cannaregio/

 

 

De importante, temos:

 

Pontes: Ponte delle Guglie; Ponte dei Tre Archi;

Igrejas: Chiesa Madonna dell’Orto;

"bairros": Ghetto Judaico; Campo dei Mori;

Museus ou locais com obras de arte: Scuola San Marco e Campo santi Giovanni e Paolo (Zanipolo)

  • Gostei! 1
Link para o post
  • 2 semanas depois...
  • 3 semanas depois...
  • 2 meses depois...
  • Membros

A primeira fotografia já é de dar vontade de pegar uma mochila, encher com qualquer e entrar no primeiro avião pra lá...

Tenho acompanhado seus relatos e tem tido grande importância, tanto para empolgar como para auxiliar o planejamento!

Parabéns e obrigado por compartilhar conosco as experiências na Itália! :-D

Link para o post
  • Colaboradores
A primeira fotografia já é de dar vontade de pegar uma mochila, encher com qualquer e entrar no primeiro avião pra lá...

Tenho acompanhado seus relatos e tem tido grande importância, tanto para empolgar como para auxiliar o planejamento!

Parabéns e obrigado por compartilhar conosco as experiências na Itália! :-D

 

Valeu mais uma vez, Fred!

Espero que eu tenha te ajudado e que eu continue ajudando!

;)

Link para o post
  • Membros

Estive agora em maio em venezia e fiquei em venezia mestre contrariando a todos e adorei, já que foi dica dos italianos para me hospedar em mestre.

 

Fiquei no hotel tritone quase em frente a estação de venezia mestre.

 

Meu quarto no tritone adorei tudo lá, principalmente os jornais, croissants e café no lobby do hotel.

 

9kbgk4.jpg

 

Sai di venezia ilha um dia mais de meia noite, tinha comprado bilhetes de 1,50 euro e peguei um trem de viagem que o pessoal vai dormindo, achei bem fácil o transporte e não peguei nenhum sciopero. E tinha ônibus tb, mas preferi os trens. Ia sempre cedo e voltava só a noite.

 

Pelo nível de conforto que tive no hotel tritone em mestre valeu muito a pena, encontrei com vários brasileiros hospedados em venezia ilha e todos reclamavam do baixo nível dos hotéis, e que eram tratados como lixo nem banho podiam tomar direito.

 

Ao contrário do que tive em venezia mestre chuveiro di prima, e acomodações novíssimas, o hotel acho que foi reformado e tem um brasileiro de salvador lá super gente fina.

 

Venezia ilha depois das 22:00 não vi muita graça, galera bêbada e drogada fiquei feliz em não ter ficado naqueles hotéis caríssimos e nem por isso tão bons. Vi o hotel danieli que é tão aclamado e não achei tudo isso pelo preço que custa acho que é só para estrelas de hollywood mesmo.

 

Neste dia que sai mais de meia noite foi só por curiosidade mesmo, e por que assisti a um concerto de violinos que terminou mais de 22:00 horas, mas no geral este é o horário de puxar o carro de venezia ilha.

 

Tinha lido que venezia mestre era perigosa não vi nada disso, muito tranquila nem ciganos eu vi por lá. As cidades que me deixaram inseguro na itália foi milão ou milano e bologna, apesar de não ter acontecido nada me senti tenso nelas e não curti.

 

Pelo hotel que peguei em venezia mestre com café da manhã e pelas acomodações acho que 2 diárias por R$ 500 não foi caro comparando com venezia ilha um hotel do mesmo nível muquifo não tem como.

 

Agora venezia é apaixonante fiquei horas e horas sentado ali no grande canal, e entrei no cárcere do casa nova, a água não tem cheiro nenhum era o que mais temia já que tinha gente que falava que cheirava esgoto. rs

 

E nem os asiáticos estragaram o meu passeio, eu aprendi a cansa-los rapidamente deixando venezia só para mim. Foi incrível esta sensação ela foi se abrindo para mim com os seus labirintos, peguei uma chuvinha gostosa lá, que foi boa para limpar a última horda de invasores. rs

 

Notei muitas pichações também uma pena uma cidade tão linda sofrendo com o vandalismo.

 

E os venezianos de verdade estão abandonando-a infelizmente e muitos restaurantes já são dominados pelos chineses.

 

Até um casamento eu vi:

 

1ie8f5.jpg

 

 

Esta imagem trouxe no meu coração e mente realmente venezia é apaixonante, mas conheci alguns italianos que não gostam por que a acham turística demais, mas esta vista ahhh é inesquecível já valeu minha viagem.

 

jry5qh.jpg

 

Não foi a toa que Ernest Hemingway, se apaixonou por venezia assim como eu também.

 

2 dias acho que dá para ver o que é mais legal, itinerário secreto do palácio dos doges, concerto na igreja, e visitar a ilha de torcello e burano. Murano muito comercial só querem vender.

 

É isso aí.

Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...