Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

SergioSobreira

Comprar pacote para Europa pela CVC: Vale a pena?

Posts Recomendados

Olá amigos,

 

Acabei de me registrar no fórum e antes de fazer esta pergunta pesquisei e não encontrei nada parecido.

É o seguinte...comprei um pacote circuitos europeu para Paris-Londres 6 noites com a CVC e gostaria de saber se alguém já comprou este pacote. Quando da compra do pacote não é informado o hotel pois para o pacote circuitos o hotel só é informado uma semana antes. Entretanto desde já eles avisam que os hotéis são um pouco afastados pois como vou contar com serviço de guia o tempo todo os ônibus vão me buscar no hotel e na região central os ônibus não podem parar devido às ruas estreitas. Apesar de serem um pouco afastados parece que estes hotéis são próximos de linhas de metrô. Como já disse, gostaria de saber se alguém já fez este pacote e como são estes hotéis oferecidos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha,

 

você não encontrou nada parecido porque por aqui é heresia falar em pacotes já que eles amarram e tiram a independência da viagem, além de apresentarem roteiros corridos como esse seu de seis noites para Paris e Londres, quando seis noites são recomendadas para cada uma delas.

 

Vamos ao seu problema, o mais correto seria já vender o pacote com o hotel definido, afinal como o cliente vai saber se o que está pagando realmente corresponde ao valor do hotel em que ficará? E se você pagar $100 e te colocam num hotel de $50? Com uma semana só de antecedência, não vai ter muito o que fazer e você vai ter que engolir o que eles oferecem. Eu acho que você deve procurar seus direitos e exigir que se informe adequadamente onde se dará a hospedagem, essa condição imposta por eles está bem abusiva.

 

Eles não te falaram nem uma lista de possibilidades? Se houver essa lista, a dica é procurar as resenhas do hotel no Trip Adivisor e ver como se são bem avaliados.

 

Com relação à localização do hotel, o que vejo como problema é ter que fazer os passeios de ônibus. Se estivessem por conta própria, era só pegar o metrô e chegar rapidamente às atrações. Tendo que ir de ônibus, esperar todo mundo embarcar, pegar o trânsito que será intenso, pode contar um bom par de horas a menos para aproveitar a cidade.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Faço minhas as palavras do colega paulorco.

 

Os sites de compras coletivas e as agências de viagens, além de 'engessar' o turista nas trilhas deles, ainda fazem que estes visitem estabelecimentos comerciais que pagam a tradicional "propina" para os agentes ou mesmo guias turísticos. Aí o viajante acaba comprando em um local que pratica preços acima do que poderiam encontrar em outros lugares. E o mais importante, quando você compra nestes sites, acaba sendo condicionado a comprar DOIS quartos de hotéis (quando precisaria só de um), pois a compra é sempre condicionada à uma dupla ou até quadrupla compra.

 

Vou mais a fundo quanto às agências e principalmente sites de compras coletivas

 

Num passado não tão remoto, aquela tão sonhada viagem, que garantiria momentos inesquecíveis em lugares paradisíacos era privilégio de poucos. Na atualidade, com a ascensão da classe C, os brasileiros estão viajando mais de avião, para visitar seus parentes, passear, conhecer novos lugares, voando para perto e também para bem longe.

 

Segundo dados da Iata (International Air Transport Association), 2012 encerrou com aproximadamente 191 milhões de passageiros transportados (doméstico e internacional), um aumento de 6,48% em relação ao ano anterior, ou seja, 11,6 milhões a mais de passageiros, sendo previsto que 2013 finalize com 215,6 milhões de passageiros transportados. Esse é o segundo maior crescimento do setor aéreo mundial entre as economias emergentes, ficando atrás apenas da Índia. Com a expansão da demanda, a busca aos melhores preços fica cada vez mais acirrada. E é aí que entram as agências e agenciadores de viagens, que ‘caçam’ o turista com promoções cada vez mais atraentes.

 

Mas é exatamente aí que mora o perigo, pois um aparente barato pode se transformar em um grande barraco, já que atrás de um preço que se apresenta como baixo, costumeiramente, chega até a carteira do comprador com cifras mais altas que o trivial, levando turbulência àquele período tão esperado, quando buscamos usufruir, ao máximo, das merecidas e almejadas férias.

 

A segredo é esperar as promoções

 

Qualquer pessoa conectada ao mundo virtual e antenada nas novidades da atualidade tem acesso aos valores praticados pelas companhias aéreas e, principalmente, pelos sites de compras coletivas, que oferecem oportunidades que se apresentam como únicas, ofertas milagrosas e promoções relâmpagos que muitas vezes anunciam viagens pela metade do preço, às vezes até bem menos que a metade. Quando o anúncio tem procedência das próprias companhias aéreas, é o momento certo de aproveitar, pois muitas delas fazem grandes promoções como estratégia de marketing, porém, estas, duram apenas algumas horas, às vezes minutos. Para aproveitar essa mamata não existe segredo. É definir a data de sua viagem ou fim de semana livre e estar com o cartão de crédito sempre preparado para 'bater o martelo', ou seja, muito mais fácil do que se imagina.

 

E ao contrário do que muitos pensam, isso você faz por conta própria e não precisa de nenhum intermediador ou agenciador de viagens, basta apenas ficar atento às promoções diárias, divulgadas por inúmeros blogs de viagens que hoje em dia fazem esse serviço completo de busca, gratuitamente. São centenas de destinos que oferecem muita diversão por preços muito aquém do que o anunciado. As companhias aéreas se apresentam em constante disputa por consumidores e diante dessa emergente concorrência, as promoções passam a ser ótimas opções para seduzir o viajante que, muitas vezes, nem planejava viajar.

 

Em períodos de férias e nos trechos em que a busca é maior, raramente acontecem quedas significantes de preços como, por exemplo, viajar para Orlando, na Flórida/EUA, no período das férias escolares, em junho. Com a garantia de voos praticamente sempre lotados, não há grandes motivos para as companhias lançarem promoções. Os bons preços surgem, costumeiramente, para destinos pouco procurados e fora de temporada. Não que nesse período não exista público, mas nestas datas as aeronaves não chegam a lotar e melhor ocupar os lugares com preços promocionais do que ver o avião subir com lugares vazios. Nesse caso, baixar o preço é uma maneira de conquistar mais consumidores. Por isso, muitas vezes acontecem promoções com preços de até R$ 1,00 para a volta, sendo obrigatória a compra de ambos os trechos com a mesma companhia aérea. A empresa sai ganhando e o turista também.

 

Estratégia dos sites

 

A grande enganação, ao contrário do que muitos imaginam, está diariamente estampada nos sites de compras coletivas, que mascaram o preço final com taxas e valores adicionados, considerados abusivos. Ao acessar uma destas páginas, o caçador de preços baixos em potencial, iludido com a tão sonhada viagem, acaba sendo ‘fisgado’ com o numeral fixado na cabeceira da promoção, que sempre cai como uma luva no bolso do consumidor. Tentado a efetuar a compra, sequer atenção dá às entrelinhas do anúncio e, muito menos, ao regulamento do pacote, que sempre fica escondido nas páginas internas. Quase sempre, o valor apresentado refere-se a uma viagem simples de 2 a 4 dias, para um destino que seria necessário uma semana, dez dias, no mínimo.

 

Dando prosseguimento ao exemplo, citado acima, ninguém viaja para Orlando, normalmente para conhecer os famosos parques temáticos da Disney, e fica apenas 4 dias. Só neste ponto você já vai ter que acrescentar dias no pacote e, automaticamente, dobrar o valor visto na página inicial. Como exemplo, neste pacote, por trás do valor anunciado existe uma taxa bem salgada, que varia de 180 a 250 dólares (cerca de 600 reais), referente às taxas aeroportuárias e dos honorários da empresa. Além disso, o comprador tem que aceitar a compra ‘casada’, ou seja, tem que comprar dois pacotes, no mínimo, para validar a oferta, pois não vendem apenas uma passagem. Sendo assim, ambos os compradores pagam a hospedagem, enquanto que apenas um deveria pagar, pois praticamente todos os hotéis mantém reservas duplas (double). É aí que o site 'estripa' o consumidor, pois na elaboração do pacote eles pagam apenas uma hospedagem (para duas pessoas) e depois cobram o 'valor cheio' dos dois compradores. Quando o pacote é quádruplo, o valor da hospedagem é cobrado quatro vezes e a facada é ainda maior.

 

Sendo assim, uma viagem (voo + hotel), oferecida por R$ 2.000 (reais) nos sites de compras coletivas, somadas à taxa escondida e os dias adicionais que você vai precisar, chega fácil a R$ 4.000, ou seja, R$ 8.000 para duas pessoas. Com esse mesmo valor daria para as duas pessoas viajarem, tranquilo, e pelo dobro ou triplo do tempo de estadia inicialmente oferecida. E se o viajante for mais esperto e aproveitar as tradicionais promoções, o mesmo valor dá para 4 pessoas viajarem. Sendo assim, conclui-se que para usar sites de compras coletivas é preciso muito mais que prudência e atenção ou verá sua viagem, que se apresentava como econômica, transformar-se em uma grande ilusão.

 

www.facebook.com/luizcarlosizzo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Luka,

 

bem bacana essa sua explicação. Vou acrescentar apenas mais um ponto a ela: o falso desconto. Esses sites costumam oferecer hotéis com 50% de desconto, por exemplo: diária de R$600,00 por R$300. Porém se olhar no site do hotel ou no booking.com, descobre-se que o preço normal do hotel é na verdade R$250, menor ainda que o valor "com desconto". Eles falam que o valor normal é bem maior para simular um desconto, a famosa "metade do dobro".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia!

 

É a primeira vez que estou postando neste fórum!

 

Em Setembro de 2012 fui pela primeira vez a Europa, fui a Paris e também a Itália, comprei a estadia em Paris, um pacote da Itália, transfer em Paris e as passagens aéreas pela CVC.

 

Não me arrependi, realmente se você for independentemente sai mais barato, mas por exemplo, paguei parcelado em 10x, pois não tinha o dinheiro em cash, mas sabia que eu teria o mais pra frente, e a segurança que eles proporcionam quando se está fora do seu país pela primeira vez, também vale a pena.

 

O pacote da Itália gostei muito, pois tem suas vantagens também, como um guia exclusivo, que explica tudo, alem de guias específicos em cada cidade que se vai, todos falando português ou espanhol. Alem de viajar com brasileiros facilitando a comunicação e a convivência foi muito agradável. Conheci lugares que sozinho não teria ido.

 

Este Ano já estou me programando pra voltar na França, Itália e ir a Portugal (se Deus quiser) desta vez por minha conta.

 

O que quero dizer é que como você já comprou o pacote, relaxa, aproveita e toma como aprendizado.

 

Só acho que neste pacote o tempo é curto, se eu fosse você daria um jeito de aumentar a estadia e aproveitava um pouco fora da excursão.

 

Boa Sorte e aproveita o máximo que puder.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É pior que ir ao zoológico. No zoo são os animais que ficam presos. Na excursão, o animal é o cliente, que fica preso dentro dos horários programados, tem que comer na hora e local planejados no tour, tudo seguindo as ordens do adestrador, ops....do guia, que deve manter o bando coeso e calmo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...