Ir para conteúdo

Mochileira pelo Peru, Bolívia e Chile em 22 dias!!


Posts Recomendados

  • Colaboradores

Bom galera, como todos sabem antes de qualquer trip buscamos ajuda e dicas aqui no mochileiros... comigo não poderia ser diferente. Depois de ter vivido essa “aventura”, espero ajudar vcs, principalmente as mulheres que ainda tem medo de encarar uma trip sozinha.

Decidir fazer essa viagem e confesso que o que me encorajou foi esse maravilhoso site e a ajuda do Leo RJ, (valeu meu querido). A primeira coisa que fiz foi pensar nos dias que tinha disponível para essa viagem e depois comprar as passagens. Decidi ir por Lima e retornar tbm por la, já que sendo assim sai mais barato. Pesquisei nos sites os preços da parte aérea e resolvi tbm ir em uma agencia de turismo para verificar se sairía o mesmo preço ou mais barato que comprando pela internet. Para minha surpresa ficou mais barato pela agência. As passagens foram: BH- São Paulo e São Paulo- Lima. Comprei tbm o trecho (apenas ida) de Lima- Cusco pela Taca (79 dólares com taxas) e o retorno Lima- São Paulo e São Paulo- BH. Feito as reservas da parte aérea, a agência ainda dividiu tudo em 5x no cartão. Ficou bacana.

Passagens compradas, o que faltava era só passar para uma pequena agenda todas as anotações que fui colhendo em 2 meses mais ou menos. Várias opções de hotéis, planilhas de pessoas que havia feito uma trip parecida, enfim, com tudo anotado já sabia que sairia no dia 15 de setembro com a cara e a coragem para um mochilão sozinha com meu eu..rsrs

Como sempre entrava aqui no site e deixava perguntas e tirava dúvidas, uma garota do Rio me escreveu dizendo da tua vontade de fazer a viagem mas que não tinha companhia e não queria ir só. Falei das datas da minha viagem e ela topou ir junto. Mandei os números dos vôos e ela conseguiu comprar tudo. Faltando uma semana para o começo da trip ela (querida Cibele), disse que outra garota do Rio animou e que íamos em três (a Vanessa entrou na história, rs). Bom, finalmente chegou o dia tão esperado... mochila de 50 litros da trilhas e rumos com:

Um conjunto underwarm da Solo

Uma calça de fleece

Dois casacos impermeáveis

Uma bota timberland Chochorua

Blusas de malha e duas sintéticas

Um short e uma bermuda

Uma pápete e um chinelo.

Meias térmicas

Duas calças de tecido

Biquine, gorro, luva, cachicol, repelente, filtro solar, remedinhos, enfim o básico do básico, pois quanto maior o peso, maior ia ser a dor nas costas..rsrsrs outra coisa que foi muito importante foi comprar uma bolsa de transportar mochila da Equinox e uma mochila menor para as aventuras de um ou dois dias.

Meu vôo saía bem cedo e cheguei em São Paulo umas 07:30 da manhã. As garotas do Rio já estavam a minha espera. Fomos correndo embarcar, o vôo para Lima saía as 08:20. tudo tranqüilo, as garotas bacanas e chegamos em Lima por volta de meio dia (diferença de 2 horas no fuso).

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 180
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Colaboradores

1º dia Lima

 

Chegamos em Lima e tava muito frio, um tempo meio cinza... pegamos um taxi (15 dólares) para um hotel que um amigo indicou o House Sucre em Mira Flores. O hotel é bacaninha e ficamos em quarto triplo por duas noites e pagamos 80 dólares pelos dois dias que dá mais ou menos 13 dólares a diária.

Depois de acomodar as bagagens fomos andando para o Lacomar, um shopping que tem uma vista bem maneira do pacífico. Rodamos pelo bairro, fomos no mercado índio e a noite fomos no Circuito Mágico Del Águas. Tava muito frio e estávamos todas muito cançadas, retornamos para o hotel umas 21:30.

2º dia Lima

 

O café da manhã foi o melhor de toda a trip, tinha até frutas... rsrs resolvemos conhecer o Huaca Pucllana, um sitio arqueológico no meio da capital peruana... confeço que não achei nada de mais. Depois fomos para o centro histórico de Lima... lá sim, vale a pena... a Plaza Del Armas, o palácio do governo... a noite queria muito conhecer o bairro Baranco, onde a noitada é bem agitada... fomos jantar em um bom restaurante e comi um risoto de frutos do mar mui rico!!!

3º dia, Lima- Cusco

 

Saímos do hotel as 04:00 da manhã rumo ao aeroporto. O vôo saia as 05:50, o bom que chegamos em Cusco bem no começo da manhã. Uma dica importante: em Lima comprei na farmácia um remédio que chama Soroychi Pills, que foi de grande ajuda para agüentar a altitude em Cusco. Tbm por indicação de um amigo fiquei no Marlon’s House bem perto da Plaza Del Armas, o pessoal do hostel é bem hospitaleiro e tentam te ajudar no que for preciso. Cusco é bem charmosa, com muitos turistas, restaurantes e agencias de viagem... passamos o dia rodando, tirando fotos e resolvemos comprar o pacate para Ollantaytambo para o dia seguinte. A noite com mais alguns brasileiros fomos a um pub tomar o famoso pisco sour.

4º dia Ollantaytambo e Águas Calientes

 

No dia seguinte bem cedo, deixamos a mochila grande no hostel (isso sem custo nenhum, eles deixam vc guardar sua mochila tranquilamente) e apenas com a menor, uma muda de roupa, bastante comida, água, repelente, fomos fazer o passeio que iria nos deixar em Ollantaytambo para pegarmos o trem para Águas calientes. O bus passa por lugares lindos como Písac, e outros que não lembro o nome. Para ter acesso a esses lugares se compra um boleto turístico, nessa hora agradeci por ter levado a carteirinha de estudante... rsrsrs essa meia entrada me salvou... o bus fez uma parada em um bom restaurante e depois continuamos rumo a Ollantaytambo, que seria nosso destino final...

Chegamos lá por volta das 15:00 da tarde, o lugar realmente é fabuloso...umas escadarias com uma vista linda... o bus continuou o trajeto e as três aventureiras (eu, Cibele e Vanessa) ficamos na cidade e compramos o tiket do trem para Águas calientes... o trem Backpacker (ida e volta 62 dólares)partiria apenas as 20:30, então fomos sentar em um bar e tomar uma cusquenã quente.. rsrsrs nessa altura, havíamos conhecido o David, um gaucho que tbm tava fazendo essa trip sozinho, e se juntou a nós... pegamos o trem e fomos para Águas. Chegamos por volta das 22:30 e ficamos em um albergue da juventude. Hotéis não faltam por lá, tem de todos os gostos e preços... mas cuidado, eles costumam ficar dias e dias com a mesma roupa de cama, e não trocam quando chegam novos hóspedes... o Albergue nesse caso, são limpos e organizados... deitamos cedo porque o melhor da trip ainda tava por vir..rrsrsrs ::hahaha::

20091110123028.jpg

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

5º dia Machu Pichu

 

Acordamos as 04:00 da manhã, tava frio então resolvi colocar um short por baixo da calça um casaco e organizei a mochila menor com as coisas para comer e bastante água (legal já levar de Cusco esses lachinhos, pois em Machu Picho são muito caros). Eu não tinha o ingresso para entrar no parque mas me informaram que o local para se comprar abriria as 05:00. bom, resolvido o problema, dois de nós foi para a fila do ônibus e eu e a Ci, fomos comprar nossas entradas para Machu Pichu. Mais uma vez agradeci por ter lembrado da bendita carteirinha de estudante.

A fila para o ônibus já tava gigante, todos queriam ter a senha para Wayna rsrsrss mas deu sem problema... chegamos umas 05:50 no parque e deu até para escolher o horário da subida. Preferi subir as 10:00 e aproveitar o parque ainda vazio, quer dizer, não tão lotado de turistas...

Depois de maravilhar com o lugar, tirar milhões de fotos (com a máquina da Cibele, pois a minha deu pau logo no início da trip), resolvi juntamente com o David e a Cibele (a Vanessa nem quis saber dessa aventura) subir no Huchuypicchu, aquele morro menor... foi muito bacana a subida, a vista é incrível... vale muito a pena. Chegamos no topo e encontramos mais 4 brasileiros... tava tudo dominado...

Depois de descer já bem pregados, resolvemos partir para a aventura maior.. hahahaha Waynapicchu, aquele morro gigante que aparece em todas as fotos da cidade inca. Achei que ia morrer... a subida é pauleira principalmente depois de já ter subido em um morro... demorei um século para chegar no topo... mas valeu todo o sofrimento... pode ter certeza... as pernas nem obedecia mais o comando...rsrsrs

Fui a ultima a deixar Wayna... eles tem esse controle na entrada... a chuva tinha começado... retornamos para Águas Calientes. Nessa altura do campeonato, mau andava... preferi pegar outra pousada mais próxima e não andar muito. Tomei aquele banho... e fui comer uma bela pizza. ::dãã2::ãã2::'>

20091109222405.jpg

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

6º dia Cusco

 

Acordamos cedo e fomos para a estação pegar o trem para Ollantaytambo que saia as 09:00. chegamos lá e já negociamos com um taxi para retornarmos a Cusco. Como estávamos em três (o David já tinha ido pra outro rumo) o taxi fica bem em conta, coisa de uns 10 soles por pessoa, com a vantagem de ser com emoção... os caras correm demais ::lol4:: ... se vc suportar essa volta, o resto é fichinha..rsrsrs

Chegamos em Cusco na hora do almoço, eu tava um caco... fomos no terminal comprar passagem para Copacabana... queria sair de Cusco nessa mesma noite.No terminal as pessoas faltam te laçar... querem te vender de todo o jeito, é a hora de tentar reduzir ao máximo o preço( a passagem saiu por 40 soles). Depois de tanto pechinchar fui comer um sanduíche e retornei ao hotel e fui dar uma descansada. A noite fomos jantar na Plaza Del armas.

Cusco estava um gelo... ainda estava chovendo... comecei a sentir uns calafrios, uma dor no corpo, mas enfim, depois de subir tanto morro não poderia ser diferente. Fomos a um mercado de artesanato na Av. El Sol... vale muito a pena... achei as coisas lá bem baratas, até mais que Lima. Com tudo organizado fomos para o terminal e pegamos o bus as 22:30. Durante a noite percebi que o mal estar estava piorando... porém não tinha muito o que fazer. ::essa::

 

* agora vai começar a parte mais maluca que me aconteceu.. rsrsrsrs é uma lição que todos tem que aprender... aguardem..

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

7º dia Copacabana – La Paz

 

A viagem tava foda... só o mato mexer que o bus parava pra pegar gente... os calafrios continuava... o bus parou logo cedo e pediu que quem fosse para Copa teria que descer e entrar em uma espécie de perua (olha que estou sendo muito simpática)... passamos pela imigração trocamos alguns dólares (erro enorme, falaram que em Copa a cotação era pior... MENTIRA, mais um golpe...) e chegamos em Copa...

A cidade é bem maneira... procuramos uma agência para negociar preço para a Isla Del Sol... deixamos nossas pesadas mochilas com eles e saímos para tomar um café...

Nesse momento percebi que não daria conta de colocar nada no estômago... o enjôo era certo... a uma hora da tarde sairia o barco para a ilha... todos já estava dentro... o barco já estava atrasado para a partida... foi quando percebi que meu estado tava piorando... decidi não ir para ilha e sim para La Paz... lá seria mais fácil conseguir uma assistência saúde... mais que depressa desci do barco e as garotas do Rio foram muito solidárias e não quiseram me deixar só.. (vcs são ótimas)... tentamos na mesma hora pegar o bus para La Paz, mas o ônibus turístico já havia partido, só nos restou o bus local... que é uma tragédia... mas diante de tudo, era a melhor opção...

Atravessamos o logo Titicaca... show e fomos para La Paz... ficamos no hotel Sagárnaga, 50 bolivianos para cada, em quarto triplo com banheiro e tv, o hotel tinha internet free restaurante e lavanderia... bem perto do mercado das bruxas... nesse momento não agüentava nem andar... as meninas foram ligar para a assistência e mais que depressa eles entraram em contato comigo no apto. Ofereceram uma consulta no próprio hotel, achei melhor, já que tava mal andando... as garotas saíram para comer algo, isso já era por volta das 19:30... fiquei no quarto a espera da minha assistência... quando chegarm, vi que eram para-médicos... tipo nosso SAMU aqui do Brasil... fizeram algumas perguntas, me examinaram e mais que depressa disseram que eu tinha que ir para um hospital... eles mesmos entraram em contato com a assistência e obtiveram as devidas informações de cobertura e me levaram para uma clínica particular de nome 6 de Agosto. Fui removida de maca e ambulância... outro show a parte... (meio desnecessário, mas enfim..)... chegando lá uma médica questionou que a clínica não tinha esse tipo de convênio e que era particular... os para-médicos explicou que minha assistência funcionava por reembolso... daí foi permitido minha entrada...

Me levaram para um apartamento bem equipado... me colocaram no soro (as enfermeiras não usavam luvas), e retiraram sangue para um exame...nesse instante as minhas companheiras Cibele e Vanessa chegaram na clínica... foi quando a médica entrou no quarto para dar o veredito...

“ já temos seu diagnóstico, vc está com apendicite aguda e precisa operar em caráter de urgência, o cirurgião e o anestesista já estão a caminho..” nessa hora foi como receber um balde de água muito fria em minha cabeça.... minha trip só tava começando... eu não estava bem mas não era pra tanto... e agora...

Pensei por alguns momentos e decidi não operar e pedi que retirassem o soro porque gostaria de retornar ao hotel (foi muita emoção para um dia só)... começou um terrorismo... sua apendicite pode supurar e vc morrer em 48 horas (que loucura!!!)... não queriam permitir minha saída da clínica... tentaram me persuadir de todas as formas... me fizeram assinar um termo de responsabilidade... falaram até que eu tinha que pagar a conta da clínica... depois de horas de terrorismo... isso já era umas 02:00 da madrugada, eu sem ser medicada, com febre e dores consegui sair daquele lugar... nem taxi quiseram chamar... uma loucura... enfim retornei para o hotel com minhas amigas... ::essa::

 

 

 

20091110111541.jpg

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

8º dia La Paz

 

Acordei ainda meio lerda com tanta informação... rsrs mas com muita febre... as garotas desesperadas, já querendo olhar vôo de La Paz para o Brasil... tentei ficar calma... e pensar no que podia ser feito... foi quando elas resolveram ir numa farmácia e relataram para atendente o que estava acontecendo comigo... a atendente indicou um antibiótico para ser tomado por 3 dias e soro de duas em duas horas... resolvi tentar, afinal o que me restava??? Foi quando o Lê apareceu na Viagem rsrsrs (um moço de SP que entrou em contato comigo via mochileiros e que taria fazendo a mesma trip)... bom sem muita escolha fui dar uma volta na cidade com o pessoal... uma dica bacana: tem uma rua em La Paz que chama Calle Eloy Salmon que tem um comércio muito grande em eletrônicos... tudo muito mais barato que aqui no Brasil, vale a pena...

A noite fomos jantar... percebi que meu apetite estava voltando, mas não quis arriscar e fiquei na sopinha...rsrs

 

9º dia La Paz

 

Acordei já bem melhor, sem febre e com apetite... que felicidade... foi quando conversando com alguns bolivianos do hotel recebi a seguinte informação... na Bolívia eles costumam aplicar esse golpe em estrangeiros... tentam diagnosticar qualquer coisa em apendicite para tirarem dinheiro dos seguros de saúde, que pagam muito muita grana... pensando bem, isso tinha lógica... fiquei em quarto particular, e iria ser operada de madrugada em caráter de urgência, logo ganhariam muito dindim as custas do meu apêndice... brincadeira hein!!!! Confesso que fiquei revoltada com tamanha loucura... isso é muito sério!!! Sei que várias pessoas no meu lugar acabaria acreditando naquela médica... bom, mas como estava melhor decidi continuar minha trip... o mesmo não aconteceu com minhas queridas amigas Cibele e Vanessa que depois de tanta confusão jogaram a toalha e pediram pra sair..rsrsrs resolveram antecipar a volta ao Brasil... e compraram a passagem para retornaram a Lima para o dia seguinte... aproveitamos a noite e fomos conhecer a baladinha do hostel Loki, onde o Lê estava ficando... maneiríssimo... amei o lugar... balada show... decidi que no dia seguinte mudaria pra lá...

 

10º dia La Paz

 

Acordei cedo deixei um bilhetinho para minhas queridas companheiras de trip (esse dia elas retornariam para o Brasil) e fui para o Loki... já estava tão bem que fechei o passeio para o Chalcataya e as 9:00 já estava indo rumo a essa aventura...

Lugar fascinante... frio demais... uma vista única... vá preparado, é de congelar os ossos...rsrsrs e depois fui para o Valle de La Luna.... a noite mais uma baladinha no Loki, que estava comemorando algo da Irlanda (não me lembro mais o motivo da festa)... mas estava completamente bem de saúde e feliz por poder completar minha trip...

 

20091110115811.jpg

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

11º dia La Paz - Oruro – Uyuni

 

Acordamos cedo acertamos as contas no Loki e fomos para o terminal pegar um bus para Oruro... cuidado com as ofertas de ônibus, tem vários preços, mas tem cada bus caquético que vc nem acredita... por 15 soles compramos as passagens (eu e o Lê). Chegamos em Oruro bem em cima da hora de sair o trem para Uyuni, mas compramos as passagens e fomos comer algo bem rápido... tava com muita fome..rsrs

A viagem de trem vale muito a pena... a paisagem é fantástica...

 

chegamos em Uyuni a meia noite... um frio de lascar... fomos procurar um hotel... bem pertinho da estação tem alguns... não quis rodar muito e fiquei no hotel Avenida, tava morta..

 

20091110131531.jpg

20091110131711.jpg

20091110131813.jpg

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

12º dia Salar de Uyuni

Acordei cedo e tomei aquele café da manhã..rsrsrs pão, manteiga, café e leite... e fui dar uma andada pela cidade... realmente Uyuni não tem muita coisa, somente agencias por todo o lado... depois de pesquisar algumas fechei com a Cordillera... 550 bolivianos e incluído o trajeto para San Pedro de Atacama. Tudo pronto, mochilas no 4x4, bastante água, lenços umedecidos e lanchinhos... a aventura começou... no jipe viajaram eu, o Lê, dois argentinos, um mexicano e uma israelense... o motorista, Elias era gente muita fina... um cozinheiro de mão cheia... passamos muito bem com o rango.. tava incluído no pacote com a cordillera bikes para dar um giro pelo salar... fomos de bike até o hotel de sal... paramos para fazer nossa primeira refeição... continuamos o trajeto e fomos parando nos lugares mais bacanas de toda a trip... paisagens facinantes... e um frio de matar...

 

20091110135424.jpg

20091110135611.jpg

 

13º dia Salar de Uyuni

 

Depois de uma boa noite de sono em pleno deserto rsrsrsrs acordamos as 07:00 para continuar a viagem... um bom café da manhã e pé na estrada... mais lugares fascinantes... as lagunas, o vulcão ollague... enfim, tudo imperdível... a noite fomos para um alojamento bem “rústico”... quase morri de tanto frio, e olha que lembrei até de alugar o saco de dormir... fiquei sem assunto com a galera... o frio tava demais... jantamos no alojamento e fui pra cama cedo, não era nem 21:30... coloquei tudo que podia, mas mesmo assim foi difícil pegar no sono...

 

 

20091110142522.jpg

20091110142610.jpg

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

14º dia salar de Uyuni e San Pedro de Atacama

 

O Elias nos acordou as 04:00 da matina... tínhamos que chegar cedo nos gêiseres... pé na estrada... chegando lá fiquei pasma com tudo que vi... é realmente único aquilo... fomos para umas águas termais, mas nem pensei em entrar pois o frio tava congelante... mas vários malucos se arriscaram...

20091110145354.jpg

 

a caminho do Chile mais laguna... essa parecia mais cartão postal...

 

20091110150133.jpg

 

O Elias nos deixou em uma van para continuarmos até San Pedro (eu, Lê, o mexicano e a israelense, os argentinos iam voltar para Uyuni). Passamos pela imigração e chegamos a San Pedro...

fui procurar um hotel... a diferença de preço comparado com Bolívia e Peru é gritante... o Chile é bem mais caro. Fiquei em um hostel que não guardei o nome... mas o preço tava menos ruim...rsrsrs e sem café da manhã... paguei 7000 pesos para ficar sozinha em um quarto sem banheiro. Andei pela vila, e acabei encontrando com alguns brasileiros que havia feito o Chalcataya comigo em La Paz... a única coisa que pensamos foi tomar mais pisco sour... fomos em um bar bem maneiro...

 

15º dia San Pedro de Atacama

 

Acho que foi o primeiro dia que acordei tarde... fazia tempos que só madrugava... levantei e fui tomar um bom café da manhã pela vila... fui dar umas voltas, saí pela estrada e fui fazer umas fotos... decidi comprar minha passagem para Arica para aquela mesma noite... percebi que meu tempo tava acabando e que ainda faltava muito para chegar a Lima novamente... e foi isso que fiz... comprei o boleto de bus por 14000 pesos com saída as 22:30. Outra dica: se comprar o bus para Calama e de lá para Arica sai mais barato.

 

 

20091111173247.jpg

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

16º dia Arica- Tacna – Arequipa

 

Cheguei cedo em Arica, ... fiquei em dúvida se valia apena passar o dia na cidade ou ir direto para Arequipa... no terminal fui da uma olhada nos preços de bus e tava tudo muito caro... negociei com o taxi com mais pessoas e fomos para Tacna, que é muito perto mas tem que passar novamente pela imigração... chegando lá, aproveitei que já tava no pique total e resolvi ir logo para Arequipa... partindo de Tacna fica bem mais barato.

Arequipa é uma cidade muito linda... valeu muito ter reservado mais tempo pra ela... fiquei em um hostel de nome La Casa de Jerusalém, um dos mais bacanas que fiquei em toda a trip... 30 soles a diária com café da manhã em um quarto com banheiro e uma linda varanda que dava pra rua... perto da Plaza Del Armas... passei o resto do dia rodando pelo centro histórico e fechei um rafting para o dia seguinte... a noite fui jantar... gostei bastante dos restaurantes de Arequipa, existe muitas opções...

 

17º dia Arequipa

 

Logo pela manhã a agência mandou alguém para me apanhar no hostel e o Lê tbm animou fazer a aventura (o Lê reapareceu depois de um tempo.. rs)... fomos para o rio Chile e o rafting teve a duração de 01:30 (de decida do rio)... foi muito show e valeu muito a pena o preço que pagamos de 60 soles por pessoa... com direito até lanchinho no final. Eu e o Lê fomos no terminal olhar passagem para Ica e depois de ponderar todas as hipóteses, decidimos sair no dia seguinte as 16:30 da tarde com previsão de chegada em Ica as 04:30 da manhã seguinte. Negociamos tbm um bom preço no bus que saiu a 40 soles por pessoa (bus cama). No passeio de rafting conheci a Priscila, uma brasileira que tbm tava fazendo uma trip... a noite nos encontramos e fomos tomar uns piscos em um Pub (vcs perceberam que amei esse drink rs).

 

20091110160756.jpg

 

18º dia Arequipa – Ica

Acordei e tomei aquele belo café rsrsrsrs igual a todos da trip inteira... fechei a conta no hostel, deixei a mochila com eles e fui as compras.. rsrsrs lá tem muito lugar para comprar artesanato... aproveitei o resto do dia em Arequipa para fazer algumas fotos. Embarcamos no bus cama rumo a Ica.

 

19º dia Ica

 

O bus parou de madrugada e o motorisca gritou se havia alguém para descer ali... dei um pulo da poltrona e catei minhas coisas e desci... um frio de lascar, Arequipa tava bem mais quente... com o end do hostel em Huacachina “La Casa de Arena” fomos para lá... (segundo a lenda, Huacachina era uma mulher que atraia os homens que caminhavam pelas dunas e eles desapareciam, perdiam-se no deserto. Em ICA a lenda de Huacachina deu nome as imensas dunas e a um oasis que fica nos pés das dunas, no meio do deserto...) ..acordamos o vigia do hostel e negociamos com ele as diárias e os passeios... queríamos ir para as ilhas ballestas, mas o passeio sairia dentro de uma hora e meia... eu e o Lê topamos ir de virada para aproveitar o tempo... o passeio foi lindo

 

20091110161025.jpg

 

vimos pinguins, leões marinhos, pelicanos... enfim... é um paraíso... se alguém pensou que depois fomos descansar... hahaha resolvemos encarar o tão famoso San Bourn nas dunas incríveis que tinha por lá... os dois passeios, o da ilha (incluido a van para levar até paracas, o passeio de barco) e o San Bourn, (que tem incluido o bugge as pranchas e tudo mais) saiu por 60 soles por pessoa... o hostel foi 25 soles e tinha uma bela piscina e uma balada maneira.

20091110161737.jpg

20091110161846.jpg

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...