Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
cissa29

Viajar Sozinho(a)

Posts Recomendados

Legal... Finalmente pessoas que pensam como eu!

Não tenho nenhum problema para viajar sozinho (na verdade, nunca viajei muito, mas vou mochilar pela Itália no início do ano que vem pela primeira vez), tanto que quando meus amigos ficaram sabendo que iria para a Itália sozinho, começaram a achar que eu estava doido e que tinha um espírito demasiadamente aventureiro, mas eu mesmo não creio nisso.

Durante meus preparativos, surgiu a oportunidade de ter três companhias diferentes para viajar, mas não deu certo... No fim, acabei optando por ir sozinho mesmo. As vantagens até que são muitas: ninguém reclamando ao seu lado, ninguém para quebrar o clima de descontração, mais liberdade para alterar o roteiro como bem entender, etc.

Fora a questão do auto-conhecimento que é mesmo o ponto alto da história... Essa é uma das diferenças elementares entre um turista e um viajante. É isso o que eu quero viver enquanto viajar. Mesmo ainda não tendo feito meu primeiro mochilão, já comecei a pensar no próximo que irei fazer em breve. Nesse momento já terei mais auto-confiança e informação para isso.

 

Boa semana para todos.

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa frase é a mais clichê possível porém é a pura realidade, em uma viagem fui com minha namorada, a trilha era de 03:00 ida e volta, putz, ela reclamava do sol, das subidas, das descidas, resumindo foi um saco !

 

Não tem coisa mais frustrante do que vc todo feliz contemplando um lago no fim de um Cannion e alguém do seu lado de acelerando pra ir embora.

 

Sozinho vc vai pra onde quer, a hora que quer e do jeito que quer, não existe companhia melhor, claro que se arrumar alguém com um pouco de espírito aventureiro ajuda

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

troque de namorada. essa daí, com ccerteza, depois de casar com vc, vai ficar dizendo que ir pro mato fazer trilha não é coisa de homem casado, e blá,blá, blá. amor é pra ser feliz, não pra ser infeliz.

 

tive várias namoradas, agora acho q achei o amor da minha vida. no começo do ano, em curitiba, topou experimentar uma cargueir a(a primeira dela) apesar de estar quase desmaiando com as cólicas. quando chegou na cidade dela, não avisou ninguém da família pra pegá-la, pois queria ir andando os 6 kms da rodoviária à casa dela (em leve ascensão, diga-se de passagem) só pra testar a cargueira nova dela nas costas. e só não tem feito trilhas + comigo pq o trampo não deixa. e ainda guarda lata de refri pra eu fazer espiriteiras... heheheheh :mrgreen:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ogum, belos posts.

 

Também acredito que existem duas viagens: uma exterior e outra, tão importante quanto a primeira, interior. E, na minha opinião, as viagens solitárias são as melhores para "viajar" por dentro também. A figura do eremita, existente há mais de três mil anos, é retrato disso. E ser um mochileiro solitário é ser um eremita dos dias atuais, só que com prazo de validade (risos).

 

E o que você disse é fato: as pessoas não vivem, elas sobrevivem. Acordam, se aprontam para o trabalho, trabalham, voltam para casa, assistem o programa da Hebe e dormem. Colocar a mochila nas costas e ir para Tabuleiro, para a Bolívia, para a Ásia ou para qualquer outro canto do mundo pode significar um rompimento com a "ordem ordinária" da vida. Incrível isso. Sempre pensei assim e quando li seu post pensei "ufa, não estou sozinho".

 

(Ah, fica a recomendação do livro Zen e a arte de manutenção de motocicletas. É basicamente isso)

 

Quanto ao tópico, reafirmo o que disse: ser um viajante solitário é, também, uma disposição espiritual. Se você em algum momento sentiu vontade de colocar a mochila nas costas e zarpar, é um sinal de disposição. São viagens diferentes - e momentos de solidão são esperados e desejáveis. No mais, viagens solitárias são ótimas para conhecer gente nova. É incrível o quanto as pessoas ficam mais receptivas (ou o quanto nós mesmos ficamos mais receptivos) quando viajamos sozinhos.

 

Para quem tem dúvidas, façam como sugerido: comecem com uma pequena viagem. Meu primeiro mochilão foi assim: pirei aqui na cidade grande e corri para o litoral do rio. Ia passar 4 dias na região dos lagos, e acabei ficando 15. Agora que já tenho mais experiência, tô indo pra Argentina, Chile, Peru e Bolívia. E para ficar bem mais que o dobro do tempo.

 

Agora, se coisas do tipo "passar um dia sozinho numa praia deserta" não te apetecem, tem sempre um pacote da CVC por aí :lol:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nunca mochilei e nunca viajei sozinha. Mas quero muuuuito!

É recomendável ter as duas experiências juntas pela primeira vez? para qualquer lugar?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sele, como a gente falou, começa aos pouquinhos: viaja sozinha para algum lugar aqui no Brasil, pra ficar pouquinho tempo. Aí cê vai vendo se gosta da coisa ou não...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

sele, tem um post anterior que eu fico filosofando sobre viajar.

 

há um cuidado a se tomar na primeira vez: nosso cotidiano é uma coisa muito alienante, que nos entorpece, fecha nossos olhos ao mundo. não podemos fazer isso ao viajar. se for pra fazer um pacote da CVC dá, vc tá com babás te carregando de um lado para o outro.

 

mas viajar, viajar mesmo, é outra coisa. e é ao viajar de verdade que a gente vira mochileiro. a mochila é a companhia inseparável do verdadeiro viajante não por uma questão de estilo, mas por uma questão de necessidade. mala não foi feita pra se carregar. :mrgreen:

 

agora, onde ir? simples, onde ainda não se foi. não sei onde mora, mas vá pra perto, aprenda a ver o mundo.

 

uma boa guia é a editora-master do fórum das mochileiras, a rosana. ela viaja muito sozinha, sabe como fazer as coisas. dá uma fuçad apor lá que vai ver muitas dicas legais.

 

inté!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lógico q com companhia é melhor, mas se não tiver, vá em frente!

 

Qdo estou sozinha, procuro escolher o destino a dedo. Locais mais seguros, onde eu possa me sentir bem e me “virar” sozinha. Pricinipal/te se for mochileiro d primeira viagem.

 

No mais, acho q as dicas valem p/ os solitários e os acompanhados tb.

 

Primeiro passo: planejar e pesquisar muito. Tem gente q não gosta d carnaval e vai p/ Ouro Preto no carnaval e reclama da muvuca?! Então, p/ evitar surpresas, pesquise sobre o destino, o calendario d eventos, qual o forte da cidade, etc. Dessa forma, vc não vai parar no local ou época inadequada. Ou se vc for ciente do q vai encontrar, vc já vai c/ o espírito preparado p/ encarar as adversidades numa boa!

 

Completando o Passo 1 do site mencionado acima. Reservar pela internet é bom, mas só com agencias conhecidas. Reservar direto com um hotel pode sair mais barato, mas se ele for completamente desconhecido (não for de uma rede conhecida) pode ser fria.

Pode acontecer do hotel ser muito ruim ou pior ele pode nem existir!

 

Cartão de credito é pratico, mas pode ser uma surpresa na hora d pagar a fatura. C/ uma subida violenta do dólar, como aconteceu há pouco tempo, vc sai daqui c/ o dólar a 1,60 e volta com ele a 2,50. Existe outra opção, q é um cartão q vc “carrega” aqui, vc paga o cambio do dia, acho q tem da Visa, mas não sei direito como funciona.

 

Leve um pouco de dinheiro na moeda local, principalmente trocado/moeda. Chegar num local s/ dinheiro nenhum é ruim, pois não se sabe se vai encontrar local p/ sacar e não é todo local q aceita cartão d credito.

 

p/ o exterior, faça seguro-saude. P/ alguns países é obrigatório, mas msm q não seja, é bom fazer. Como o nome diz, é um seguro, vc fica mais sossegado.

 

p/ o exterior o lance d levar remédio é importante. Pode ser difícil encontrar o remédio q quer, principalmente s/ receita.

 

Tire copia do passaporte, do visto e do documento d identidade e ande com as copias. Guarde o original trancado na mala ou no cofre do hotel, ou seja, em local seguro.

 

Se pesquisar, vai saber se precisa tomar alguma vacina ou tomar alguma precaução.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos,

 

viajar sozinho é bom para reflexão. Pra contemplar tudo que a natureza pode nos oferecer e nem sempre percebemos nas cidades povoadas. Vale muito a pena sim! Mesmo que seja uma experiência, duvido que não hão de gostar.

 

Costumo fazer isso sempre. Amigos duros, que trabalham demais, com filhos... Vixiiiii... Tô fora! Saí para outro destino muito louco.

 

Mas cuidado! Viajar sozinho requer muita atenção, já que sempre há espertinhos pelo caminho, tentando te enrolar e até assaltar. Se for ficar em lugar muito isolado, tente manter contato o máximo que puder com os locais. Ou, se for o caso, com pessoas que estão na região.

 

Boa viagem pra todos!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, sempre tive uma dúvida. Que sempre me perturba na hora de viajar sozinho.

 

Por acaso se eu for assaltado, roubado ou perder minhas coisas. Tipo tudo malas, dinheiro e documentos. O que fazer ? Tipo ir a delegacia e avisar, mas o q fazer depois, sem grana p voltar p casa, sem documentos nem cartao p pegar grana no banco, sem amigos p emprestar... Existe alguma solução p isso? (além de trabalhar p juntar uma grana, hehe)

 

Até mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...