Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Mochinelo

Arquivo - Londres - Perguntas e Respostas

Posts Recomendados

[info][align=justify]Tópico sobre os hotéis , albergues e assuntos diversos no Reino Unido.

 

Caso você já tenha se hospedado no Reino Unido deixe aqui as dicas sobre o local onde ficou. Diga se gostou ou não e porquê.

 

Se você vai ao Reino Unido tire aqui as suas dúvidas sobre onde ficar.

 

Para buscar hospedagem acesse o Portal Mochila Brasil[/align][/info]

 

 

 

Lisbe,

 

eu não moro em Londres, e realmente são milhares de albergue no bugeurope.

 

Por etapas, você pode ver o mapa do metrô no google "london underground map". Estações centrais são, Oxford, Holborn, Tottenham C.Road, Piccadilly Circus, Leicester Sq, naquela área. Aí na lista dos albergues veja a parada de metrô, tube, undergound (como estiver lá) e veja o que é perto.

Fiquei na Oxford street. Ali é muito central mesmo, perto de muita coisa.

Compartilhar este post


Link para o post

Oi Lisbe,

 

estive em Londres no começo do mes passado e fiquei no Astor Quest, em Queensway ou Bayswater (as estações ficam na mesma rua, distantes uns 400m). É bem central, fácil de chegar e sair. Fiquei num quarto para 6 pessoas com banheiro no quarto. Custou 15 libras e tem um café da manhã pobre, mas honesto. Pelo preço, achei bem legal. A Astor é uma cadeia de albergues independentes em Londres. vá em http://www.astorhostels.com e veja os outros.

Compartilhar este post


Link para o post

Se voce chegar em Londres sem conhecer os requisitos dos oficiais da Imigração, estará correndo o risco de ser mandado de volta ao Brasil sem sequer chegar a ver o Big Ben.

O importante é estar atento e não paranóico, pois a grande maioria dos estudantes e turistas brasileiros que vêm ao Reino Unido ainda não encontra problemas para entrar.

No entanto, os que são rejeitados perdem o dinheiro que pagaram pela passagem, que não é reembolsado, e ser barrado é uma experiência bastante traumatizante.

Como você pode minimizar as chances de passar por ela: (seguem abaixo)

Compartilhar este post


Link para o post

PASSAGEM DE VOLTA

É a prova de que você pretende retornar e você deve estar sempre pronto a apresentá-la. Observe para quando seu retorno está marcado, pois muitas vezes eles perguntam quando você pretende voltar e se a sua resposta não condiz com a data da passagem, você terá que esclarecer a divergência e dar todos os detalhes da sua trajetória. Ainda há agências no Brasil que quando vendem uma passagem com retorno aberto, marcam uma data de volta fictícia por exigência da companhia aérea.

Por distração, muitos brasileiros disseram que voltariam antes ou depois daquela data por saber que a passagem poderia ser mudada e, não conseguindo convencer as autoridades de que o retorno estava em aberto, acabaram não sendo aceitos

Compartilhar este post


Link para o post

DINHEIRO

É essencial ter dinheiro suficiente para se manter durante a sua estadia sem ter que trabalhar. Nunca diga que vai ficar mais tempo do que o seu dinheiro possa cobrir, a menos que você possa provar que irá receber ordens de pagamento do Brasil. Se não tiver como provar, é bem provável que será rejeitado, já que o método deles é "if in doubt, keep them out". Espera-se que um turista tenha US$75 para cada dia que pretenda ficar no Reino Unido

Compartilhar este post


Link para o post

BAGAGEM

Nunca traga nada de terceiros sem saber o que é, incluindo bilhetes e cartas. Quando decidem checar a sua bagagem, eles investigam tudo e às vezes até traduzem cartas pessoais. Qualquer menção a trabalho ou cursos (se você não disse que pretendia estudar) levantará suspeitas. No caso de drogas, a situação é mais grave. Caso encontrem drogas na sua bagagem, você vai tomar chá de canequinha por um bom tempo. Mesmo que seu vôo esteja apenas fazendo escala em Londres, o julgamento é na Inglaterra e se for condenado, a pena (de 6 a 12 anos) é cumprida em penitenciária britânica

Compartilhar este post


Link para o post

ENTREVISTA

O fato de ter preenchido as condições acima ainda não garante a sua admissão. O oficial de imigração pode querer saber os motivos de sua viagem e ainda existe a possibilidade de rejeitá-lo apenas por achar que o seu comportamento não é conveniente para o país. Não existe um padrão para essa avaliação.

Se o oficial suspeitar, mesmo não tendo provas, ele tem autonomia para barrá-lo.

Se você não sabe exatamente quanto tempo precisa, seja pragmático: é mais seguro pedir pouco tempo e mais tarde requerer uma extensão de visto caso você decida fazer um curso mais longo. Ao contrário dos oficiais do aeroporto, os funcionários do Home Office (Ministério do Interior) têm que justificar suas decisões e não lidam com o seu caso de maneira arbitrária.

Outra pergunta comum é sobre as suas atividades no Brasil e eles esperam que elas sejam relacionadas à sua viagem. Se, por exemplo, você é estudante no Brasil e está viajando fora do período de férias escolares, eles vão querer saber por que. Antes de dizer que tem conhecidos na Inglaterra, esteja certo de que eles saibam da sua vinda, pois eles podem ser contatados para confirmar suas intenções. Ter amigos ou parentes no Reino Unido nem sempre ajuda. Muitos oficiais suspeitam de que se você tem contatos com residentes aqui, você veio para ficar e vão fazer várias perguntas sobre essa pessoa. Caso alguém vá esperá-lo no aeroporto, eles podem chamar essa pessoa para confirmar o que você disse antes de carimbarem o visto no seu passaporte. Se você disser que não conhece ninguém e tiver alguém à sua espera é bem provável que eles não o deixem entrar. Já aconteceu de um oficial da imigração chamar o nome de um recém-chegado pelos falantes do aeroporto para ver se havia alguém esperando. A pessoa foi ao guichê da imigração, o turista tinha dito que não conhecia ninguém e foi mandado de volta

Compartilhar este post


Link para o post

ESCOLA

Se você pretende estudar, é necessário comprovar que além de ter pago pelo curso, você tem como se manter durante a sua estadia. Embora os estudantes possam trabalhar até 20 horas por semana, os oficiais da Imigração esperam que você não conte com um emprego de meio período para se manter. Na prática, esse emprego seria um extra e não uma fonte de renda para pagar por transporte, acomodação e outras necessidades básicas. Alguns brasileiros tiveram problemas em 2003 por terem deixado implícito que dependeriam desse emprego para se manter. Se você não tem muito dinheiro mas seus pais o ajudarão no decorrer do curso, esteja preparado para esclarecer como o dinheiro será enviado.

Um outro problema que alguns brasileiros tiveram no ano passado foi com matrículas em escolas muito baratas.

Não há nenhuma recomendação oficial para que o estudante se matricule numa escola reconhecida, mas você tem que estudar 15 horas por semana, em horário diurno, numa escola legítima

Compartilhar este post


Link para o post

Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens



×
×
  • Criar Novo...