Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

INFORMAÇÕES GERAIS (2016)

Visto: dispensa de visto por até 90 dias

Passaporte:  deve ser válido no momento de entrada; permitida entrada com RG

Vacinas: não há exigências

Quando ir: dez-mar é verão, com muitos turistas e preços mais elevados; jul-ago é inverno e as cidades ficam hibernadas; abr-jun (outono) e set-nov (primavera) as cidades praianas, como Punta del Este, ficam praticamente às moscas e muito do comércio fecha as portas até o final do ano. Entretanto, o preço dos hotéis cai consideravelmente. Nesse período, uma boa dica é visitar cidades que não tenham necessariamente relação com praias, como Montevidéu e Colonia del Sacramento.

Capital: Montevideo

Moeda: peso chileno $ (CLP)

Idioma oficial: castelhano

Cod. telefone: +598

Padrão bivolt: 220V

Tomadas: C, F, L

Passagem de ônibus: www.turil.com.uy/compra_online.php

Casas de câmbio: avenida 18 de Julio e no eixo Pocitos – Punta Carretas (a do shopping é bastante usada)

Bus Turistico: $572 24h ou $880 por 48h

 

Dia 01

Chegamos a Montevideo por volta das 18:30h. No aeroporto, o cambio estava R$1-$7,11. A van para qualquer parte da cidade custa $400 por pessoa e um táxi, algo em torno de $1500.

 

Após o check-in no Hotel Puerto Mercado (USD60 a diária em apto duplo), fomos jantar no Primuseum Restaurante ([email protected]), muito citado nos roteiros da internet, juntamente com o Bar Fun Fun, também na Ciudad Vieja.

 

De fato, o restaurante é bastante interessante. Está organizado em um pequeno ambiente e serve um farto e variado menu ao valor de USD70 por pessoa com translado. Entretanto, o restaurante dizia contar com um show de tango, mas, na verdade, oferece apenas a banda com cantores, sem dança.

 

Voltando ao hotel, tivemos tempo para descansar e começar o turismo no dia seguinte. Acerca do hotel, está muito bem localizado, a apenas uma quadra e meia do Mercado do Porto, duas quadras do Primuseum Restaurante e oito quadras da Praça da Independência.

 

Puerto Mercado Hotel

Diária: USD60 em apto duplo com café da manha

Endereço: Cerrito 262, Ciudad Vieja, Montevideo – Tel. +598 2916 6116

 

Restaurante Primuseum

Preço: USD70 por pessoa com translado

Endereço: Calle Perez Castellano 1389, 11000 Montevideo

a27d24_e476ea4d02fa43b4be506b002dfcbcf6~mv2.webp
 
 
 

Dia 02

De manhã, passamos a visitar alguns museus, entre eles Torres Garcia e Museu dos Andes. O Museu dos Andes retrata o acidente sofrido por uma equipe de Rugby uruguaia em 1972, onde 16 pessoas sobreviveram a 72 dias nas cordilheiras. A história rendeu o filme “Os Sobreviventes dos Andes” e o museu é emocionante.

 

Após visitar os museus pela manhã, almoçamos no Mercado do Porto e provamos o famoso churrasco uruguaio no El Palenque ($850 em média por pessoa). Realmente a forma como é oferecido o churrasco é bem legal, e talvez pelas resenhas da internet, todos procuram o El Palenque, apesar de um taxista ter nos afirmado que existem muitos outros bons restaurantes no local. O mercado, apesar de receber esse nome, não é um mercado de verdade; apenas um local que recebe os turistas para provar o churrasco uruguaio.

 

Depois do almoço, seguimos para a Porta da Ciudadela, Praça da Independência, Mausoléu José Gervasio Artigas, Avenida 18 de Julio e Teatro Solis. Como não tivemos tempo para fazer a visita guiada ao teatro, optamos por assistir a uma peça, à noite, ao preço de $160.

 
a27d24_39f1e280fbba4447be5075e7e445feee~mv2.webp
 
 
Porta da Ciudadela

Havíamos reservado dois dias para visitar a Ciudad Vieja, mas um dia foi suficiente.

 

Museo Torres Garcia

Horário: seg-sab de 10-18h

Preço: $100

Come chegar: ônibus com destinos; Plaza independencia, Ciudad Vieja, Aduana, Plaza España y Ciudadela.

 

Museo Andes 1972

Horário: seg-sex de 10-17h; sab de 10-15h

Preço: $100

Como chegar: uma rua acima da Plaza da Constitución

 

Mercado Del Puerto

Horário: diariamente, até as 15h

Preço: $850 (churrasco uruguaio)

 

Mausoléu José Gervasio Artigas (subsolo da Praça da Independencia)

Horáro: seg de 12-18h e ter-dom de 10-18h

Entrada gratuita

a27d24_6156623050f4423f96614d9f7ac2f9b0~mv2.webp
 
 
 

Plaza da Independencia

a27d24_15b9ccafa7974650b6af1b36470ad9a1~mv2.webp
 
 
 

Teatro Solis

Horário: ter-qui as 16h; qua-sex-sab-dom as 11, 12 e 16h

Preço: $60 (visita guiada)

 

Dia 03

De manhã, fizemos o check-out no hotel e pegamos um táxi para a Feira Tristan Narvaja, que só acontece aos domingos. A feira em nada se compara a Feira de San Telmo, em Buenos Aires. São várias ruas vendendo quinquilharias e antiquários. Pode-se encontrar de tudo.

 

Por volta das 11:30h, retornamos ao hotel para pegar as malas e partir para Colonia do Sacramento. O carro foi alugado pelo próprio hotel e entregue lá mesmo ao custo de USD55 a diária com cobertura total e km livre.

 

Chegamos a Colonia por volta das 15h da tarde e após o almoço, aproveitamos para explorar um pouco a cidade. É linda, arborizada, fantástica. Hospedamo-nos no Hotel Le Vrero, a cinco quadras do bairro histórico, mas existem hotéis mais bem localizados e este não tinha calefação (erro nosso na hora da reserva). Recomendo que se hospedem em algum lugar dentro do bairro histórico.

 

Feira Tristan Narvaja

Horário: de 9-15h

Somente aos domingos

 

Autonomia Rent a Car

Horário: diariamente de 9-18h

Preço: USD55 a diária para entrega no hotel

Endereço: José María Montero 3035, Montevideo

 

Hotel Le Vrero

Diária: USD60 diária em apto duplo

Endereço: 18 de Julio, 521, Colonia del Sacramento

Ponto positivo: possui local de estacionamento

 

Dia 04

O bairro histórico pode ser visitado a pé, entretanto, os demais pontos turísticos ficam um pouco mais afastados do centro. Por isso, a opção é o bus turístico ou o carro, que pode ser alugado tanto em Montevideo como na própria Colonia.

 

Aproveitamos o dia para visitar diversos locais, começando pelo bairro histórico: portão da ciudadela; calle de los suspiros; Basílica del Santísimo Sacramento (ou Iglesia Matriz); Convento de San Francisco Javier; Casa del Gobernador. Após, Plaza Del Toros, Iglesia San Benito, Fronton Euskaro, entre outros.

 
a27d24_c874cca6f69240028dc9e524d526cca2~mv2.webp
 
 
Portão da Ciudadela
 
a27d24_ab762a6eec504b7c938e44cf5485b308~mv2.webp
 
 
Calle de Los Suspiros
 
 
a27d24_dd37ee6bc59445f28c216726e4413f0b~mv2.webp
 
 
Ruas do Bairro Histórico

Muitos locais estavam fechados para visitação, pois só abrem aos finais de semana ou no verão, como por exemplo, o Museo Ferrocarril.

 

Ao final do dia, partimos para Punta Del Este e chegamos por volta das 19:30h. Como não havíamos feito reserva, optamos pelo Hotel Ajax, que está localizado em uma via principal. Apesar da apresentação magnífica do hotel, os quartos cheiram a mofo. No centrinho de Punta, muito bem localizado, avistamos o Albergue Planet, que pareceu ser adorável.

 

Depois do check-in, fomos jantar no Restaurante Lo De Tere, um dos mais requisitados de Punta. Realmente a comida é magnífica e o jantar para duas pessoas gira em torno de R$250 a R$300,00. Na rambla, onde está localizado este restaurante, estão todos os outros estrelados: Virazón, Isidora, Guappa, um ao lado do outro.

 

Finalizamos a noite no Casino Conrad, tido como o melhor da região.

 

Espacio Cultural y Museo del Ferrocarril de Colonia

Horário: 01/10 a 31/05 de seg-sex de 9:30-15h; sab-dom qui-dom das 10-18h; de 01/06 a 30/09 de ter-dom das 10-15h

Preço: $210

 

Museo Granja

Horário: diariamente de 08:30-18h

 

Museo Tourn – museu agrícola

Horário: de 9:30-11:30 e de 15:30-18:00h

 

Parque Florestal Ferrando (na entrada de Colonia)

 

Parque Nacional Aaron de Anchorena – um dos parques mais famosos do Uruguai

Horário: qui-dom de 13:30-15:30 (reserva prévia)

Entrada gratuita

 

EM PUNTA DEL ESTE

 

Hotel Ajax

Preço: USD40 a diária em apto duplo com café da manhã

Endereço: Rambla General Jose Artigas, 20100 Punta del Este

 

Restaurante Lo de Tere

Preço: $2.700 (entre R$200 a R$300,00 para duas pessoas)

Endereço: Rambla del Puerto c/Calle 21, Punta del Este

 

Conrad Punta del Este Resort & Casino 

Endereço: Rambla Claudio Williman Parada 7, 20100 Punta del Este

 

Albergue Planet

Preço: $40 quarto duplo privativo com banheiro

Endereço: esquina, 18 - Baupres & 30 - Las Focas, 20100 Punta del Este

 

Dia 05

Amanhecemos em Punta Del Este com uma pequena garoa, que durou quase o dia inteiro. Visitamos o Farol, a Igreja da Candelaria (que fica em frente), o iate clube, o bairro Beverly Hills, o Monumento do Afogado ou “La Mano”, Plazoleta Grã-Bretanha, Playa El Emir, Playa Brava e Mansa, e a ponte ondulada (ou Ponte Montoya). Ao final da ponte, avistamos uma placa que apontava para o Museu do Mar. Como estava garoando, decidimos que seria uma boa programação. Ao chegar em frente, pensei estar diante de um lugar onde encontraria alguns insetos mortos e só, mas o museu é simplesmente surpreendente. Absurdamente empolgante. Realmente um local imperdível. Fora o espaço que é gigante, o museu conta com alguns fósseis de verdade de baleias enormes, centenas de animas empalhados e interatividade. 

a27d24_395f0763e1304af2bb8e31993ab4e5e7~mv2.webp
 
 
Monumento "La Mano"
 
a27d24_12d2443a8ee944dca78b927a6a27b56a~mv2.webp
 
 
Ponte Ondulada

Acerca do balneário, posso dizer que é um reduto chique, mas sem grandes paisagens, como encontramos no Brasil.

 

Por volta das 16h, voltamos para a estrada e paramos no último ponto: Casapueblo, a 15km de Punta.  O local é sensacional; a história do artista, contada por ele mesmo, apaixonante. Vale muito a pena. Frise-se que o ponto alto é a visita durante o verão, para que se possa apreciar o pôr do sol.

 

Por fim, retorno a Montevidéu.  

 

Museo Del Mar

Horário: diariamente de 10:30-17:30h

Preço: $160

Endereço: Romildo Risso, 20001, La Barra, Maldonado

a27d24_9bfd6bde1ef44c3f959fb71b0365a5cf~mv2.webp
 
 
 

Museo Taller Casapueblo

Horário: no verão de 10-20h e no inverno de 10-17h

Preço: $240

Endereço: Punta Ballena, Uruguay, a 15 min de Punta Del Este

a27d24_60865626a61b4eea9b8e06bb44a5f337~mv2.webp
 
 
 

Dia 06

No retorno a Montevideu, nos hospedamos na parte moderna da cidade (Pocitos, Punta Carreta, Buceo). Todos esses bairros acompanham a rambla (calçadão beirando o Rio Del Plata) e contam com vida noturna e shoppings.

 

Visitamos o Parque Rodo, o Estadio Centenario e a Vinícola Bouza. A vinícola possui um serviço interessante, que é a apreciação de quatro vinhos, apresentados, mesa por mesa, por um sommelier e acompanhados por uma tábua de frios, onde o sommelier aponta o melhor acompanhamento.

 

After Hotel

Diária: USD80 a diária em apto duplo com café da manhã

Endereço: Arturo Prat, 3755, Montevideo

 

Parque Rodo

Entrada gratuita

Endereço: Ave Julio Herrera y Reissig

a27d24_40047c79e92d460fb1dad1a84a616641~mv2.webp
 
 
 

Estadio Centenario e Museu do Futebol

Horário: de seg-sex de 10-17h

Preço: $160

Endereço: Montevideo 11400

Entrada pelo portão 13

 

Vinícola Bouza

Horário: aberto de 9-18h; visitas guiadas de seg/sex as 11, 13:30 é 16h; sab/dom às 11 e 16h

Preço: $490 somente a visita guiada; com degustação, $1000.

 

Dia 07

Na quinta, de manhã, devolvemos o carro na loja, que fica próxima a Pocitos e fomos ao shopping, até o retorno para o Brasil.

 

Conclusão da viagem: antes de viajar ao Uruguai, li muitos posts que afirmavam que um final de semana era suficiente para conhecer Montevidéu. Duvidei. Mas descobri que os relatos estavam certos. Três dias é suficiente para conhecer a capital uruguaia e uma semana é o tempo perfeito para visitar o país: Montevidéu, Colonia do Sacramento e Punta Del Este.

  • Gostei! 2
Link para o post
  • 1 ano depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por John Nunes
      Olá galera!!
      Estou procurando dicas de economia para uma viagem à Buenos Aires e Montevideo, bem como dicas de lugares baratos ou gratuitos para visitar e curtir.
      Não achei opções de ônibus de Argentina para Uruguai.
      Data da viagem: Mês de maio, sem data fixa, se tiver alguém alguém indo pra lá nessa época, dá um salve aí!!
       
       
       
       
       
    • Por Manu Calheiros
      Olá mochileiros e viajantes, em 12/2019 eu e minha mãe fizemos um mochilão na América do sul (Uruguai, Argentina, Chile) por 18 dias e resolvi compartilhar essa experiência com vocês, gravei um vídeo no Youtube sobre o nosso roteiro e planejamento. Eu espero que ajude vocês pois foi com isso (vídeos, relatos etc) que eu consegui montar o meu roteiro e saber sobre os lugares que gostaria de ir, bom o link é https://youtu.be/s6r-fItRnTY :)
      Se gostar curta, compartilha e se inscreva para que mais pessoas tenham a informação. Vamos torcer para que essa pandemia acabe e nós possamos voltar a rodar esse mundão!! 
    • Por Marcos Felipe Oliveira
      se o que falta é companhia, bora lá..
      viagem camping carona sem data natureza 
      chama no WhatsApp 32 999585879
      só força,e proteção a todos nós moradores do mundo, viajantes despertos da ilusão 🙏🧿🔥🌬️👽💨🤭😉👊🤝✌️
    • Por luisa campos
      Somos duas amigas que estaremos em Floripa em dezembro. Procuramos carona saindo do dia 17 a diante. Podemos ajudar com a gasosa!
    • Por Jackie Erat
      Fala galera!
      Estamos em lockdown no Peru por mais de 2 meses e as coisas por aqui não estão melhorando. O isolamento obrigatório e total fica sendo extendido indeterminadamente a cada duas semanas.
      Assim, organizamos nossas fotos e vídeos de viagem, como um lazer terapêutico. Uma viagem pelas telas, uma fuga temporária da realidade.
      Meu marido e eu estamos viajando as Américas por mais de dois anos, quando a pandemia chegou sorrateiramente e suspendeu nossos planos.
      Mas foram dois anos muito bem vividos e eu gostaria de trazer nossos locais favoritos pra vocês. Temos o sonho e poder retomar a viagem no futuro e assim sabemos que tem muitos mochileiros por aí desenhando seus sonhos também, até como forma de manter a sanidade nesse momento tão difícil. Espero que esse relato lhe ajude a continuar sonhando!
       
      Imagens inspiram mais do que palavras, então para mostrar a vibe dos melhores locais, compilamos um vídeo
       
       
       
      E por escrito aqui vamos mandar os detalhes necessários para você poder fazer acontecer  
       
      Brasil, destinos mais irados:
      Lençois Maranhenses (ir no período em que as lagoas estão cheias). Valeu muito a pena cruzar o parque a pé e fazer o passeio aéreo também https://vidaitinerante.wordpress.com/2018/08/06/logistica-para-a-travessia-dos-lencois-maranhenses-a-pe/
      Chapada Diamantina - Outro parque nacional que vale a pena cruzar a pé. Indicamos o Guia Cid +55 (75) 99229-0256
      Costa dos Corais (Pernambuco à Alagoas), gostamos bastante de São Miguel dos Milagres. É menor, menos turistas, melhor qualidade da água do mar. Para quem estiver de passagem, gostamos de visitar o Canyon do Xingó. Não recomendo dirigir até lá só para isso, mas quem estiver dirigindo pelo litoral Brasileiro, vale muito a pena a parada.
      Canoa Quebrada, CE
      Jalapão: fervedouros (nosso favorito foi o fervedouro encontro das águas pois é o mais forte), cachoeira da formiga, lagoa do japonês, nascer do sol Serra do Espírito Santos
      Fernando de Noronha (caro, porém vale muito a pena)
      Cânions na divisa de SC e RS. Recomendo a trilha do Rio do Boi
      *Não conseguimos ir para a Amazônia ainda
      Vídeo para ajudar no planejamento de quem quer conhecer todo o litoral Brasileiro de carro: 
      Uruguai:
      Ver o carnaval deles, principalmente os encenarios populares no Teatro de Verano
      Colonia del Sacramento
      Cabo Polônio
       
      Argentina:
      Buenos Aires: Palermo Soho, Recoleta, Caminito
      Bariloche: é possível subir o bondinho até o topo da montanha de ski (Cerro Catedral) sem saber esquiar, caminhando. Melhor mês para curtir a neve é Agosto. Visitar a Colonia Suiza também, um charme
      Circuito Cafayate, Salta, Purmamarca, Salinas Grandes https://vidaitinerante.wordpress.com/2020/03/05/salta-preciosidade-ainda-nao-descoberta/
      *Não adentramos no coração da Patagonia pois não havía boas condições de internet e trabalhamos remoto (somos nômades digitais). Então nossas dicas não estão levando em consideração locais que não fomos
       
      Chile:
      Circuito São Pedro de Atacama à Uyuni (tentar ir em Fev ou Mar para pegar o efeito espelhado)
      Deserto do Atacama: conhecer as várias lagunas (ex: Baltinache), Valle de la Luna, Valle de Marte/Muerte, Geiser (se não foi no trajeto para Uyuni, se foi, dá para pular)
      Iquique: duna gigante junto à cidade, sandboarding
       
      Paraguai - não achamos nada de especial que valha a pena os problemas estruturais (ex: corrupção policial)
       
      Peru (não conseguimos visitar todo o país, fomos interrompidos pelo coronga)
      Arequipa (com certeza a cidade mais bonita do Peru). Sillar, Misty, centro histórico
      Puno: fiesta de la candelaria e Ilhas de Uros
      Colca Canyon
      Macchu Pichu (ir na período de seca)
       
      Quem quiser saber todas as paradas que fizemos nesses dois anos, mapeamos no tripline:
      https://www.tripline.net/trip/Trecho_j%C3%A1_percorrido-7160000020541014A251C736C09EF5CD
       
      Cada estrelinha nesse mapa foram locais que conhecemos. Não apenas de passagem, locais que ficamos um tempo, visitamos.

      O sonho continua vivo e é isso que nos mantém fortes para superar momentos difíceis. Sigam firme galera! Se cuidem e cuide do próximo, vamos sair dessa juntos!
      Abraços
×
×
  • Criar Novo...