Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
vmesquita

Uruguai e Argentina em 7 dias!

Posts Recomendados

Essa viagem foi muito interessante! Fomos eu e minha namorada, a cada dia estavamos em um lugar diferente, foi como várias viagens em uma. Abaixo segue meu relato, com os custos no final.

Dia 1 - Quinta-feira - Chegada em Montevidéu

Chegamos na cidade por volta das 12h30, e pegamos o ônibus de linha do aeroporto de carrasco até o centro da cidade, onde ficamos hospedados no recomendado Hotel Palacio. Antes de pegar o ônibus, saquei dinheiro no caixa do aeroporto e peguei o mapa turístico. A Viagem dura cerca de 1h, é bem tranquilo. Chegando no centro, o motorista nos avisou para tomar cuidado pois o local estava um pouco perigoso. Descemos e caminhamos tranquilamente até o hotel, nada estranho além de alguns pedintes na praça principal.

O Hotel Palácio é fantástico! Um hotel antigo, mas extremamente bem mantido. O quarto possui mobiliário antigo (que é uma atração a parte), mas o banheiro é reformado (e enorme). No quarto havia também um frigobar ligado e vazio, perfeito para ir no mercado e abastecer. Wireless está disponível próximo a recepção, mas consegui pegar sinal no quarto (ainda que meio instável). O pessoal do hotel é extremamente gentil.

Deixamos nossas coisas no hotel e saímos para conhecer a cidade. Almoçamos num local que vendia pizza com suco (foi meio emergencial), vimos alguns monumentos e visitamos o museu do carro (muito bom e gratuito!) e o museu do Azulejo (também excelente e grátis). Cansados da viagem e da caminhada, optamos por retornar e descansar um pouco. Passamos antes no Supermercado Ta-ta e compramos lanche e café da manhã.

A noite fomos no El Pony Pisador, que fica na rua do Hotel. Excelente! Era dia de "música a la carte", eles dão uma tabelinha de músicas para os clientes escolherem e a banda toca. Músicos ótimos, e sem couvert artístico.

 

Dia 2-Sexta Feira - +Montevidéu

Neste dia a idéia inicial era visitar os museus da Ciudad Vieja e o mercado do Porto. Mas descobrimos que todos só iriam abrir as 20h porque era o dia de um evento chamado "Museos por la Noche", em que todos os museus da cidade abrem a noite. Então passeamos um pouco pelo centro, e pelas ramblas. As 11h fizemos a visita em portugues do Teatro Solis, foi bem interessante. Neste dia almoçamos em um restaurante muito barato e ótimo, o "La Vegetariana", o único que achamos com comida a quilo por incríveis 219 pesos (o Kg). O almoço para 2 pessoas saiu por menos de 140 pesos! E aproveitamos para ir na sorveteria uruguaia famosa (esqueci o nome agora). Muito bons os sorvetes, mas não sei bem porque parece que "enchem" mais. Passeamos um pouco pelo bairro de Pocitos também (Não vi muita graça, mas com os museus fechados...). A noite fomos no "Museos por la Noche". Foi um evento muito legal, com degustação de vinhos nos museus, músicas ao vivo... No museu do carnaval tinha até um show do carnaval deles (muito diferente). Interessante ver como os Uruguaios participam muito destes eventos culturais.

Esse dia teve um contratempo chato, meu celular caiu do bolso no taxi e eu não vi, só dei falta quando o taxi já estava longe. O pessoal do hotel foi super prestativo e ligou para as 4 maiores empresas de taxi daquela região, mas infelizmente não consegui recuperar. Embora não tivesse rede da TIM no Uruguai, eu estava usando ele para telefone VoIP para fazer chamadas pelo wireless do hotel, GPS e também dicionário de espanhol.

 

Dia 3-Sábado - Punta del Este

Pegamos o Onibus na rodoviária Três Cruces e fomos para Punta. Lá chegando, na rodoviária mesmo existem opções de City Tour por USD 25 (e andando um pouco mais achamos outro tour por USD 20). Mas optamos por alugar uma scooter, e foi a melhor coisa que fizemos. Foi super divertido andar com ela pelas cidades e rodovias de Punta. Alguém tinha comentado que seria perigoso andar de scooter na rodovia. Acontece que o transito uruguaio é completamente diferente do Brasileiro (e do argentino). Os limites na cidade são 45 km/h e na estrada 75 km/h! Ninguém fica atrás de você buzinando ou piscando faróis para sair da frente. Eu não tinha quase nenhuma experiência com moto, dirigi super tranquilo e não me senti com medo em momento nenhum. Alugamos por USD 40 na Mariño Sport, Calle 29 y Grolero. Além de ser o mais barato era o que fechava mais tarde (20h), todos os outros fechavam 19h, e isso era um ponto importante já que iriámos voltar a Montevideo no mesmo dia. Com a scooter não teríamos como ver o por do sol na Casa Pueblo, pois nesta época do ano o sol se põe quase 21h! Para alugar precisa de carteira de motorista, alguns lugares pedem carteira específica de moto, outros não. Rodamos tudo (70 km, o limite é 100km e paga acho que 0,25 por km adicional) e gastei apenas 80 pesos para reabastecer.

Almoçamos no La Passiva, deu quase 400 pesos um chivito e duas bebidas. Caro, mas em Punta não há muitas opções e não dispunhamos de tempo para procurar.

Quase no final do passeio, quando estavamos retornando da Casa Pueblo, desabou um temporal. Demorou alguns minutos até chegar no posto e ficamos ensopados. E aí, por acaso, descobrimos outra grande dica no Uruguai: lanches baratos nas lojas de conveniência de posto! Compramos 4 sanduiches pequenos por 38 pesos uruguaios! Quando a chuva deu uma trégua, retornamos da Casa Pueblo para o centro de Punta para devolver a scooter. Esperamos até 21h (eu havia comprado a passagem de volta a Montevideu com antecedencia) e aproveitamos para secar um pouco (rs). Em Montevideo estava frio, ainda mais com a roupa molhada, mas conseguimos chegar na rodoviaria e pegar o bus pro hotel. Felizmente não ficamos resfridos!

 

Dia 4-Domingo- Colonia.

Arrumamos as mochilas para partir rumo a Colonia del Sacramiento. Fizemos o check-out do hotel, e no caminho até o ponto de onibus pudemos observar um monte de jovens uruguaios que saiam da Night (eram 6h30 da manhã!). Na rodoviária compramos a passagem e 11h já estavamos em Colônia. Lá ficamos hospedados no Hotel Romi. O quarto tinha somente 1 janela baixinha virada pro corredor, que por razões de segurança não achei muito aconselhável deixar aberta, daria tranquilamente para alguem entrar por ali. Então ficou meio abafado. Paguei pelo quarto com ventilador, na verdade era um quarto com um ar condicionado que só a ventilação funcionava. O chuveiro era um pouco fraco também. Mas no geral, valeu, ainda mais porque era uma noite só. O café da manhã deles é simples mas suficiente, com um suco, uma media luna (tipo um croissant), biscoitos e café com leite.

Passeamos pela cidade e visitamos todos os museus, que são pequenininhos. Todos ficam na cidade antiga menos um que precisa pegar um onibus que passa de hora em hora aos domingos. É bom programar a visita a este ultimo pq todos os museus fecham 17h, então pode não dar tempo. Quase em frente a esse ultimo (o Palentológico) fica um outro museu privado, o Museu Naufragos e Tesoros. Esse achamos muito interessante, tem uma replica de um navio pirata e muitas informações. A única coisa chata é que quando deu 17h os funcionários apagaram a luz da maior parte do museu (mesmo sabendo que tínhamos entrado há poucos minutos). Tivemos que pedir para ligarem de novo, e fomos prontamente atendidos.

Esse dia almoçamos no Candela (Rua Ituzaingó 190), onde o menu turista estava 200 pesos com bebida, café e sem cubierto. Foi o lugar mais barato que deu para arrumar e a comida estava excelente. Existem claro opções mais baratas longe do centro histórico, acessível a quem estiver de carro.

Neste dia conhecemos um casal de argentinos super gente boa, que trocamos emails e ficamos de reencontrar em Buenos Aires.

 

Dia 5 - Segunda- Buenos Aires

Acordamos 8h, tomamos o café e fomos tranquilamente pegar o buque, com passagens compradas antecipadamente. Existe uma casa de câmbio na rodoviária de colonia com boas taxas e sem mínimo, ótimo para trocar os ultimos pesos uruguaios por argentinos ou trocar uns reaizinhos por notas baixas de peso argentino para o taxi do outro lado. Foi o que fiz.

Outra dica: existem 3 empresas que fazem a travessia de colonia para Buenos Aires: BuqueBus (mais antiga e mais cara, com barco mais barato lerdo que leva 3h e outros mais caros de 1h), Colonia Express (que possui tarifas excelentes para quem compra ida e volta, viagem de 1h) e Sea Cat Colonia (ótimas tarifas, viagem de 1h). Fui pela Secat e foi uma excelente opção, barco novinho com janelão, bancos confortáveis (deu pra ver o da colonia express e era mais antigo). Fiz a compra na internet, foi tudo tranquilo.

Chegando em Buenos Aires, a Aduana não nos deu comprovante de entrada. Achei estranho, mas um senhor dos Remis disse que era assim mesmo. Os remis são muito caros, melhor pegar o taxi no ponto da entrada do porto.

Ficamos hospedados no Hostel Parada, que na verdade é quase um hotel com cozinha. Funciona em um casarão antigo totalmente remodelado por dentro, com um visual sensacional. Funcionários super prestativos, quartos bem grandes com TV a cabo. A única coisa meio esquisita é que o banheiro (grande) não tem box, quando toma banho molha tudo e tem um rodinho pra secar. O Café da Manhã deles é somente café com leite ou chá e Media lunas a vontade (deliciosas por sinal)

Deixamos as coisas no hostel e logo do lado quase havia um mercadinho de chineses (engraçado isso, no Rio os chineses tem pastelarias, lá tem mercadinhos, vimos vários outros). Com fome e pressa, acabamos comprando uma pizza péssima numa pizzaria que fica na mesma quadra do hotel. Estava vazio quando chegamos, e nos próximos dias todas as vezes que passamos em frente a esse local não tinha ninguém ou só 1 cliente no máximo.

Fomos até o ponto do bus amarelo turístico e comprei o tícket de 48h para o próximo horario. Aquele dia ele não ia mais passar no bairro La boca (acredito que por causa de algum jogo). Valeu a pena para ter uma idéia geral da cidade, apesar de ser meio caro, como não dispunhamos de muito tempo foi útil. Mas acho que só o de 24h já tava bom, pois para se deslocar pela cidade depois é melhor usar os ônibus que custa 1,25 pesos argentinos (cerca de 60 centavos de real). O chato do onibus é que tem que pagar com moedinhas (não precisa ser valor exato pois a máquina do onibus dá troco).

Depois do tur do onibus, passeamos por Puerto Madero e parte do centro e tentamos usar os mapas que eu peguei no site do governo de Buenos Aires. Tudo errado! :( Não conseguimos nenhum mapa realmente bom, com os pontos turisticos indicados. O que mais quebrou o galho foi o mapa do onibus turistico, que não tinha os pontos marcados mas tinha o endereço dos pontos escrito.

 

Dia 6 - Terça - Buenos Aires

Esse dia minha idéia era ir na Plaza San Martin, Florida e Galeria Pacifico de manhã, e a tarde ver as atrações no Palermo (Jardim Japones etc).

Resolvi pegar o tal metro linha A. Realmente é muito interessante, os carros são muito antigos (não todos). Peguei no sentido contrário que precisava ir pois estava mais vazio e consegui tirar fotos, e depois peguei no sentido centro, que estava lotado devido ao Horário. Achei que era tranquilo, afinal para quem já andou no metro de SP e RJ, era até menos pior. Péssima idéia. Mesmo ficando apenas 2 estações, fui roubado por um pick pocket que conseguiu abrir o botão do bolso da minha bermuda e pegar a carteira, tudo isso em alguns segundos enquanto outro fazia uma confusão para descer. Felizmente só haviam cerca de 100 pesos argentinos, um cartão que cancelei em seguida e uma cópia colorida da identidade. Mas os ingressos do bus turistico estavam lá (tinha pensando em fazer só a parte do La Boca na quarta) e do Café Tortoni também. A dica de andar com cópia da identidade foi fundamental, pois se não teria prejudicado tudo, teria que perder tempo correndo atrás de consulado etc. Recomendo também levar pelo menos 2 cartões de crédito e andar somente com um, ainda mais se você optar por fazer saques de conta corrente utilizando-o.

Fui no Café Tortoni e expliquei o ocorrido, a moça imediatamente me deu outro ingresso. Já no bus turistico não teve jeito.

Passeamos pela Plaza San Martin e pela Florida. Um saco aquele pessoal oferecendo coisas. O macete para aqueles que ficam oferecendo show é dizer que vai embora no mesmo dia. Almoçamos no Mc Donalds mesmo e depois pegamos um sorvete no Freddo (muito bom!). Depois fomos de taxi até Palermo, onde fomos ao Museu de Belas Artes (quadro com mais de 400 anos lindos), Jardim Japones e Rosedal (lindo também).

A noite fomos no Café Tortoni e depois fomos encontrar o casal de argentinos que tinhamos conhecido em Colonia. Nos convidaram para ir a casal do rapaz, ele sabendo que era meu aniversário pediu uma pizza por conta deles (fizeram questão de não nos deixar pagar) e depois ainda nos acompanharam até a porta do Hostel. Tivemos oportunidade de conversar e conhecer muito mais da cultura deles, foi muito legal mesmo! Obviamente tinhamos conversado bastante antes com eles desde o dia de colonia e sentimos confiança.

 

Dia 7 - Quarta - Buenos Aires e retorno

Resolvemos ir no La Boca, pegamos o onibus e rapidinho chegamos lá. Visitamos o La Bombonera. O Museu não vi muita graça, mas a visita guiada foi bem legal, principalmente por causa do guia que era muito simpático e divertido. Depois fomos no Caminito. É um local bonito, mas a quantidade de pessoas te abordando querendo tirar foto, oferecer restaurante e tudo mais estava muito irritante. Um cara que indicava restaurante também nos convidou para conhecer um tipico cortiço de lá, que tinha uma visão boa do bairro e tudo, mas fiquei com medo de ser uma daquelas furadas que vc entra de graça e depois te extorquem para sair, recusamos.

Pegamos o onibus e retornamos ao centro para comer uma Parillada. Fomos no Restaurante Dali (recomendação do forum). É um local nem um pouco turístico (que bom!) onde realmente os argentinos almoçam. Preços ótimos: 36 pesos a Parillada livre (tinha que obrigatoriamente pedir uma bebida que custava no minimo 5 pesos, incluia sobremesa) e menu do dia (com bebida e sobremesa) por 26 pesos.

Depois resgatamos as mochilas no Hostel e pegamos o taxi para o aeroparque. Como deram a dica aqui, voltando de Buenos com conexão em Montevideo não paga taxa de embarque. Apenas a famigerada taxa de bagagem da pluna, que aumentou de USD 25 para USD 30 e ainda diminuiram o desconto de check in web para só USD 5. Optei por não fazer o check in web porque teria que imprimir o papel.

Chegamos no aeroporto com 2h de antecedencia, mas acabamos só indo fazer o check in quando faltava cerca de 1h. E aí a surpresa: precisava do tal papel carimbado que não nos deram no porto. Ficamos meio desesperados mas fomos até a imigração argentina que após alguns minutos nos entregou um papel impresso que substituía. Quando voltamos para o checkin da pluna tivemos a sorte de encontrar uma funcionaria super prestativa que agilizou tudo, pois estavamos já meio em cima da hora.

Fizemos conexão em montevideu e pegamos um avião que aparentemente estava com o ar condicionado ruim.

Chegando de volta ao Rio, descobri que o onibus Galeão Santos Dumont não funcionava mais (o ultimo tinha sido meia hora atras). Tivemos que pegar um daqueles taxis com corrida combinada. Ele deixou o taximetro ligado (segundo ele era uma exigencia do seguro) e pudemos ver que se fosse pelo taximetro ia dar menos da metade... Então fica a dica: leve sempre um telefone de radio taxi para evitar esses abusos.

 

Conclusão

Então foi isso pessoal... Fui bem detalhista (correndo o risco de ser cansativo) mas acho que quanto mais informação melhor. Falta adicionar as fotos, que farei posteriormente. :wink:

 

O que eu faria diferente: Compraria o Buenos Aires Bus somente de 24h. Não pegaria metro ou onibus cheio sob hipotese nenhuma (os caras são muito bons, eu já sabia que isso rolava mas na hora realmente não deu para perceber). Verificaria a programação no site das cidades com antecedência, não fiz isso e por isso o evento dos "Museos por la Noche", embora interessante, acabou por esvaziar o que eu tinha planejado para aquele dia.

 

Achei os uruguaios extremamente educados e pacientes. Os argentinos também. Mesmo no metro cheio as pessoas não se empurravam como ocorre no Rio e em SP. Ninguém nos destratou ou descriminou por sermos brasileiros, pelo contrário. Mesmo sem falar espanhol direito, todos que pedíamos informações se esforçaram para ajudar. Enfim, valeu muito a pena, e recomendo fortemente esses locais!

 

Custos:

Para facilitar, irei exprimir os custos em reais. Os custos são para 2 pessoas!

 

R$ 1004 - 2 Passagens de avião ida por Montevidéu, volta por Buenos Aires

R$ 106 - 2 Passagens ida pela Sea Cat Colonia

R$ 66 - 2 Seguro Viagem GTA

R$ 324 - 6 diárias nos Hoteis Palácio (MVD), Romi (Colonia) e Parada (Buenos Aires)

R$ 70 - Aluguel da Scooter em Punta

R$ 8 - Combustível Scooter

R$ 25 - Ônibus de linha em Montevidéu e Colonia

R$ 64 - 2 passagens Ônibus ida e volta Montevideu -> Punta.

R$ 38 - 2 Passagens ônibus ida Colônia

R$ 60 - Compras no mercado para Café da Manhã em Montevideu, Água e Lanches

R$ 210 - 7 Refeições

R$ 62 - Lanches

R$ 13 - Sorvete

R$ 31 - 2 Entradas dos Museus e Farol em Colônia (os Museus de Montevideu são grátis)

R$ 50 - Roubo (rsrsrsrsrs)

R$ 38 - 6 corridas de Taxi em Montevideu e Buenos Aires

R$ 25 - El Pony Pisador em Montevideu

R$ 16 - 2 Entradas Jardim Japonês

R$ 40 - 2 entradas Museu La Bombonera+Visita Guiada

R$ 18 - Taxi do centro de Buenos Aires ao Aeroparque

R$ 15 - Taxi do Porto da Sea Cat até o centro de Buenos Aires

R$ 117 - 2 taxas de Bagagem da Pluna

R$ 90 - 2 passagens Buenos Aires Bus 48h (ônibus turístico)

R$ 100 - 2 entradas Tango do Café Tortoni

R$ 60 - Taxi do Galeão

 

Total: R$ 2652

 

Eu fiz uma planilha completa dia-a-dia, mas para sintetizar aqui eu concatenei os custos. Se alguém quiser posso mandar a planilha. Com relação a levar dinheiro, saque com cartão, clique aqui para ver como eu fiz.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí vmesquita? td bem?

 

Seu relato está ótimo. Apesar de vc ter dito que ficou extenso, eu li rapidinho e não achei cansativo não! Encontrei informações que eu ainda não tinha (apesar de já ter lido quase tudo por aqui!!)

Aguardo as fotos!

Valeu.

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu pdavid! Adicionei os custos e o que eu faria diferente. Só falta mesmo as fotos!

Muito bom o relato, vc pesquisou algo sobre Cabo Polonio? pretendo fazer um bate e volta, já que terei uns 2 dias a mais...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom o relato, vc pesquisou algo sobre Cabo Polonio? pretendo fazer um bate e volta, já que terei uns 2 dias a mais...

Não cheguei a pesquisar... :oops: Mas parece interessante! ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

vmesquita, vc não tem noção do quanto seu relato me ajudou!

 

Pretendo fazer praticamente o mesmo roteiro em janeiro, vamos eu e minha mãe.

 

As passagens de barco, vc comprou pela internet né, com quanto tempo de antecedência você comprou?

 

Ônibus de Montevidéu para Punta del Leste são frequentes?

 

Apenas um dia pra andar por Montevidéu é suficiente?

 

Desde já agradeço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vmesquita, vc não tem noção do quanto seu relato me ajudou!

Que bom!

As passagens de barco, vc comprou pela internet né, com quanto tempo de antecedência você comprou?

Não lembro agora, mas acho que umas tres semanas antes

Ônibus de Montevidéu para Punta del Leste são frequentes?

Sim.

Apenas um dia pra andar por Montevidéu é suficiente?

Eu reservaria pelo menos dois, principalmente se vc gosta de museus.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...