Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

renatamr8

La Paz, Copacabana, Uyuni, Ascensão ao Licancabur e Iquique.

Posts Recomendados

DIA 1

De SP para La Paz levei 18 horas para chegar (conexão em Lima - longa), mas cheguei. Tudo certo, troquei alguns reais no aeroporto (1R$ - 2,90 BOL) e peguei um taxi (60 BOL) até o centro de La Paz, me hospedei no Loki (Calle Loayza, 420).

 

Deixei minha mochila e fui andar, era cedo (+/- 15:00) e fui na famosa Calle Sagarnaga e Llampu (Bruxas). São as principais ruas para artesanato, hotéis e hostel (als), agências, algumas casas de câmbio e restaurantes.

 

Fiz novamente um câmbio, muito melhor: 1R$ - 3,15 BOL / 1USD - 6,94 BOL

 

Fechei para o dia seguinte o Downhill em Coroico, então as 7:00 da manhã eu deveria estar na porta da agência (Madness) para irmos. Paguei 450 BOL. Caro para os padrões bolivianos mas vale muito. Nesse pacote estava incluso a bicicleta mais simples deles, pq se eu quisesse uma outra com mais isso e aquilo era 100 BOL a mais. Peguei a mais barata.

 

Voltei para o Loki e encontrei umas peruanas no quarto e descemos para o bar, e no bar encontra-se todo o hostel, e no bar bebemos, e no bar ficamos até fechar, e do bar fomos para uma balada ....

 

20121102174520.jpg

La Paz

 

DIA 2

 

.... eeee claro acordei atrasada e perdi o horário para o Downhill. Cheguei na agência uma hora depois e tive que pagar uma multa para não perder todo o dinheiro já pago. Multa: 100 BOL. :(

 

Fiquei decepcionada comigo mesma por ter perdido a hora. De ressaca, voltei p o hostel quando a caminho encontrei uma galera que estava no bar do hostel indo dar uma volta no Valle de La Luna, nos juntamos e fomos todos.

Pegamos o ônibus circular (Linha 47 - Destino Mallasa), pagamos 2,50 BOL. Já era umas 10:00 da manhã, o trânsito estava caótico, então levamos cerca de 1 hora para chegar.

Pagamos 15 BOL para entrar no Valle de la Luna. Muito bonito. Gostei bastante (mas pra mim o Valle de la Luna do deserto do Atacama ainda é o mais sensacional de todos). Mas vale a visita!!!

 

Pegamos o busão de volta e pagamos 1,50 BOL (não entendi pq a volta foi mais barata, mas enfim).

 

Almocei num restaurante no centro, algo típico boliviano (com frango, batata e cebola - claro) e paguei 21 BOL com uma água inclusa. Não lembro o nome do local. Mas em relação a refeições, pagava nessa faixa ou menos e também não tenho o que reclamar. Encontrei muitas opções de restaurante por lá e não tive problemas em relação as comidas. Mas todas vinham batata, pimenta, cebola e muito frango.

 

Voltei p o hostel e fui com as peruanas num barzinho para finalizar aquele dia...

 

20121102174821.jpg

Valle de la Luna - Mallasa - La Paz

 

DIA 3

 

Acordei no horário. Cheguei na agência, peguei meus equipamentos e encontrei um brasileiro. Nossa precisava falar português....

 

O passeio durou todo o dia. Depois da "estrada da morte", almoçamos num hotel q tem em Coroico e de quebra ainda demos um mergulho na piscina do hotel. Tava um calor absurdo. Bebemos umas cervejas tb com o pessoal e voltamos p La Paz. A volta é cansativa. Mas resumidamente o passeio é bem bonito e tranquilo, nada assustador.

 

Voltamos p agência e ganhamos o cd com as fotos e uma camiseta com a rota traçada (bem bonita).

 

Voltei p o Loki e fui em outro barzinho ....

 

20121102175143.jpg

Iniciando no asfalto. A caminho da estrada da morte. Aqui cada um em sua bicileta.

 

20121102175401.jpg

No início da estrada. Linda.

 

DIA 4

Acordei cedo e fui para Copacabana. Acabei combinando com o brasileiro do Downhill que tb ia pra la e pegamos o mesmo ônibus. Saimos de La Paz as 10:00 (pegamos um transito legal para chegarmos até o cemitério de onde saem os ônibus).

 

Taxi até o cemitério: 15 BOL

Ônibus para Copacabana: 20 BOL

 

Até a balsa leva em torno 3 horas, pagamos 1,50 BOL para atravessar a balsa. Chegamos em Copacabana após 1 hora. De primeira impressão, gostei bastante de Copacabana. Fomos atrás dos tours para Isla del Sol, mas todos os barcos compartidos já tinham partido, ou seja, teriamos que esperar até o outro dia. Decididos então a ficar em Copacabana, fomos procurar um hostel, até que conversando com um boliviano q fretava os barcos, ele disse: 50 BOL privativo para a Isla, pensamos, 40 BOL então. Ok. Fechamos o barco e fomos para a Isla. Leva em torno de 1:30 para chegar. Chegamos. Eeee prepara as canelas, pq até o hostel e uma subida e tanto. Achamos um hostel por 30 BOL. Deixamos a mochila e fomos ver o pôr do sol. Bem, bem bonito.

 

Percebi que o valores dos hostels são todos nessa faixa, mas p quem é bom no choro consegue um desconto, mas ainda assim, bem em conta esse valor.

 

No fim do dia nos restou jantar e tb pagamos em torno de 20 BOL. Cerveja na Isla mesmo preço de La Paz, 18 BOL.

 

20121102175614.jpg

Saindo de Copacabana

 

20121102175652.jpg

Chegando a Isla del Sol

 

20121102175737.jpg

Subindo (Isla del Sol)

 

20121102180108.jpg

Pôr do sol (Isla del Sol)

 

DIA 5

 

Passeio de Sul a Norte da Ilha. Pagamos "caro" para os padrões bolivianos para chegar até o norte da ilha. 80 BOL/pessoa. O trajeto dura em torno de 30 minutos. Ou seja 1:30 hr de barco 40 BOL - 30 minutos - 80 BOL. Mas pagamos e fomos fazer a a trilha de 3 horas até retornarmos onde estavámos (SUL). Bem legal, casantivo, mas vale a pena.

 

Terminamos por volta da 13:00 horas, pegamos nossas mochilas e descemos para retornar a Copacaba. Porém os barcos iniciariam as partidas as 16:00. Pagamos 20 BOL para o barco. Almoçamos por ali e ficamos vendo os gringos tomarem sol.

 

Depois da travessia de barco, me despedi e peguei um ônibus de volta a La Paz. Paguei 20 BOL. Cheguei em La Paz já eram 22:00, procurei um hostel na Sagárnaga mesmo e apaguei. Hostal Sagárnaga 70 BOL (quarto privado, banheiro compartido).

 

20121102180236.jpg

Norte da Isla del Sol

 

20121102180324.jpg

Na trilha, iniciando. Titicaca marvilhoso.

 

DIA 6

 

Voltei para o Loki e fui andar na cidade, pois nesse dia ia encontrar uma amiga que chegava do Brasil. Tudo deu errado, minha amiga foi deportada (perdeu o RG, no Chile) e eu me reprogramei, pois agora tudo seria realmente sozinha. Pois mesmo eu a encontrando, não seria mais em território boliviano.

 

Fechei para o dia seguinte o Chacaltaya (60 BOL) e já fechei pela Colque Tour o tour de Uyuni + ascensão ao Licancanbur (meu maior objetivo). Tentei eliminar os tours totais de Uyuni de 3 dias, mas como o Licancabur é o último destino para quem segue da Bolívia para o Chile, tive que fazer tudo (5 dias de tour). Paguei caro, mas estava disposta pelo vulcão. Pelas informações que obtive antes de ir, sabia que ñ seria barato mesmo. Foram 200 USD sem o pagamento do guia a parte 70 USD.

 

Terminei esse dia no Loki e la encontrei um pessoal e fomos comer num restaurante mexicano e depois bar Loki até fechar.

 

20121102180901.jpg

Concurso de dança, bem bonito.

 

DIA 7

 

Acordei, sem atrasos, e fui para o tour no Chacaltaya. Foi bem legal. Estou apaixonada pela montanha Huayna Potosi. Quero fazê-la (rs). Tudo muito bonito por la. Como eu já tinha ido no Valle de la Luna, desci no centro e a van seguiu caminho, pois esse tour é incluso Chacaltaya + Valle de la Luna.

 

Comprei minha passagem para Uyuni 130 BOL. Andei mais pelo centro e fui pegar minha mochila para ir para o Terminal de ônibus.

 

20121102180553.jpg

Bem perto do fim, Chacaltaya

 

20121102180627.jpg

Huayna Potosi ... te quiero.

 

Em relação a La Paz: Gostei muito da cidade, parece um "favelão", as casas ñ são rebocadas então aquela visão "tijolistica", torna, na minha opnião, La Paz mais interessante. Tudo muito barato. Locomover-se em La Paz é muito barato (não só em La Paz).

 

Em relação ao hostel (Loki): Gostei muito. Fiquei em quarto compartilhado com 7 pessoas mas havia banheiro no quarto. Paguei 156 BOL no total. Não encontrei nenhum brasileiro, o domínio são os gringos mesmo. Encontrei poucos de nossos vizinhos hospedados. Tem um bar interno e todos os dias rola som, festas temáticas e as pessoas bebem insanamente. O bar fechava por volta das 2 da manhã (teve um dia que foi mais cedo), mas em relação a barulho, não tenho o q reclamar. Enfim, recomendo total o Loki.

 

Em relação ao hostal Copacabana (Calle Sagarnaga): Gostei. Bem tranquilo.

 

DIA 8

 

Passei a noite no busão. Foram 12 horas de La Paz até Uyuni. Cheguei e já vem uma galera perguntando se a pessoa tem tour fechado, se quer tomar café da manhã. Aquele auê. Acabei indo tomar café da manhã, com mais uma galera. Tava um puta frio.

 

Depois, fui levar minha mochila na Colque tour, mas ainda tinha 2 horas para ficar em Uyuni esperando o tour começar.

 

As 11:30 iniciamos o tour. Foi praticamente particular. Dividi o carro com um casal de suiços. Então foi o guia/motorista, eu e o casal. Conhecemos nesse dia o cemitério de trens e o Salar.

 

Paramos num alojamento de sal, bem bonito. Jantamos e apagamos.

 

20121102181047.jpg

Cemitério de trens

 

20121102181207.jpg

Isla Incahuasi

 

DIA 9

 

As 7:00 saimos e seguimos por Lagunas, Arbol de Piedra e mais Lagunas até a linda Laguna Colorada. Onde ficamos no alojamento por la.

 

20121102181329.jpg

Laguna Colorada

 

DIA 10

 

Acordamos cedo 5:00 porque era dia de Geyser. Vimos os Geysers e finalmente chegamos as 8:00 na Laguna Verde e Blanca. Vi meu querido Licancabur e pensei: Puta merda são 8:00 da manhã e vou ter que esperar até o outro dia para escalar. Vou tentar falar com o guia para subirmos hoje.

 

Uma confusão de deixa os suiços na fronteira, volta com os suiços pq a brasileira vai ficar na Bolívia. Manda a brasileira para o Chile e amanhã ela volta pra Bolívia. Que no fim deu tudo certo. Deixamos os suiços na fronteira com o Chile e voltei para o alojamento da Laguna Blanca, onde o guia estava para ascendermos. Conversei com o guia e ele disse: Vc acha que está preparada para fazer agora (já eram 9:40 +/-). Eu disse: sim, por minha conta e risco. Iniciamos a ascensão as 10:30.

 

O começo é foda, mas fica pior conforme segue os passos e conforme a altitude aumenta. Paramos a 5.500 metros para descansarmos. Após 5 horas, consegui chegar no cume do vulcão, 5.967 metros. Não tenho até hoje palavras para descrever o sentimento que tive. Foi uma das coisas mais lindas que vi na minha vida. Creio q a mais fantástica.

 

Como ja eram quase 15:30 e o sol já estava nos preparativos p ida. Fizemos os rituais a pachamama. Fizemos nossos agradecimentos e iniciamos a descida. Foram 2 horas para baixar. Desci muito feliz e enfim, estava feliz.

 

Chegamos no alojamento e fui muito bem recebida pelos moradores. Respitar a montanha, receba um belo presente. Dormi, muito feliz.

 

20121102181558.jpg

Geysersss

 

20121102181700.jpg

Laguna Verde e Licancabur

 

20121102181808.jpg

Visão desde o Licancabur a cerca de 5500 metros.

 

20121102182319.jpg

No cume do vulcão. Perfeito.

 

20121102184837.jpg

Sairecabur a esquerda e Juriques a direita.

 

DIA 11

 

Acordei cedo e fui para fronteira, pois iria a San Pedro, tentar encontrar minha amiga, quando descobri que ela coseguiu chegar em San Pedro um dia depois da confusão do aeroporto com o RG dela e ela estava fazendo o tour de Uyuni e chegaria logo mais. Nos encontramos na fronteira. Fonteira: 15 BOL.

 

Fomos juntas para San Pedro e nos hospedamos no holstel Allayu (Calle Tocoano). Deixamos nossas mochilas, fomos almoçar e passamos o resto do dia bebendo uma cerveja, pois depois de toda a confusão e todas as realizações, precisavamos comemorar.

 

Hostel: 8000 pesos chilenos/pessoa - quarto twin/banheiro compartido.

Almoço: 3500 pesos chilenos.

Cerveja: 1000 1 1500 pesos chilenos.

 

DIA 12

 

Acordei cedo, comprei minha passagem para Iquique para o fim do dia (10.500 pesos chilenos). Como ano passado nós já tinhamos feito todos os passeios do Atacama, repetimos a dose da pedalada e alugamos uma bike (4000 pesos chilenos) e fomos para o Valle de la Luna (lindo como sempre).

 

Terminamos com uma cervejinha no pub (q esqueci o nome), peguei minha mochila, me despedi e segui para Iquique.

 

20121102182720.JPG

Na metada do Valle de la Luna (Atacama)

 

20121102185122.JPG

Só para mira-lo de longe e tão perto

 

DIA 13

 

Teve uma parada em Calama para pegar outro busão e cheguei em Iquique as 4 da manhã. Tinha pego uns nomes de hostels e bati no primeiro Backpacker's Hostel Iquique. Peguei um quarto compartido e banheiro compartido por 6500 pesos/noite. Como cheguei de madrugada, paguei meia diária. Taxi do terminal de ônibus até o hostel 3000 pesos.

 

Acordei logo depois, tomei café da manhã, encontrei uns brasileiros no hostel. Sai e fui caminhar pela orla da praia e fui no centro e na Zofri. Eu muito lesada para o mundo das compras, nem sabia da existência da Zofri. E vi que o negócio é insano. Barato, principamente perfume, eltrônicos e chocolates. Mas eu queria mesmo era ver o pacífico, então f#o#d#a-s#e as compras um pouco. (rs)

 

A água tava uma pedra de gelo. Mas achei bem legal a cidade e tudo ao seu redor.

 

Voltei para o hostel e lá a galera super de boa. Gostei muito do hostel. Ambiente super agradável. Rolava uns churras a noite. Bem legal.

 

20121102183223.JPG

Cavancha - Pacífico - Gelado - Bonito

 

DIA 14

Continuei caminhando por Iquique. Fui a praia. E continuei caminhando.

Fui num tal de Agro, é como se fosse a feirinha da madrugada de SP, só que boa parte das roupas são usadas. A galera por lá se amarra nos usados. Então era possível comprar 3 calças jeans por 1000 pesos, por exemplo. Pra quem gosta, prato cheio. Andei um pouco por la e continuei andando na cidade.

 

A noite hostel! Os barzinhos e baladinhas de Iquique pegam mais aos fds. Como era uma quinta-feira ñ peguei muita animação noturna. Também confesso que ñ procurei muito. rs

 

20121102183451.JPG

Teatro Municial de Iquique

 

20121102183737.JPG

 

20121102183857.JPG

 

DIA 15

Sai bem cedo do hostel porque peguei meu voo em Iquique com conexão em Santiago e voltei para São Paulo.

 

20121102184010.JPG

Aeroporto de Iquique e um tchau a tudo. Infelizmente mas feliz!!!

 

Resumo da minha viagem: Sensacional. Bolívia é um país lindo. E o Chile, sou apaixonada. Mas confesso que a Bolívia agora es mi tierra tambem.

 

Bom qqer coisa que eu possa ajudar, estou a disposição.

 

Renata

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu Aletucs! Li seu relato tb, e parabéns tanto pela viagem como pelo pedido.

 

Eu quero muito voltar a Bolívia. Gostei muito de tudo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu joaovitor_f. Na verdade é um pouco mais do mesmo, só um pouco, mas que valeu cada pouco e mesmo (rsrs).

 

Abç

 

Renata

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que lindas imagens! Saudades dessa viagem. Faz 10 meses que voltei desses lugares que estivesse e já quero voltar. Muito bom! Parabéns!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Renata, irado seu relato.

Estive na Bolívia no final do ano passado e assim como você também achei encantandor e quero voltar muito em breve!

 

Vi a sua foto do chacaltaya e fiquei intrigada, que época do ano você foi? Estive lá em dezembro e a montanha estava inteirinha coberta de neve mesmo sendo verão! Nas minhas fotos só dá pra ver névoa e branco, achei as suas iradas! Olha só a diferença.

 

Valeu pelo relato.

 

beijos!

 

7416435042_183c41407c_b.jpg

 

7416433776_2627ba4ea7_b.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

tainazinha eu fui no chacaltaya em julho de 2011 e quase nao tinha neve, depois voltei em dezembro e tava super nevado. acontece que a época de neve lá é justamente no verão, por conta da maior humidade do ar. enquanto chove em la paz em dezembro, neva no chacaltaya.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi tainazinha, estive lá agora em outubro (3 semanas atrás). Pelo visto da foto, no Chacaltaya, não peguei nada de gelo. Só a Huayna Potosi mesmo que estava com seus picos encobertos.

Em comparação com as suas fotos é inacreditável que sejam os mesmos lugares. Fantástico.

 

20121108225801.jpg

Essa foi toda a neve que peguei no Chacaltaya pelo caminho ( tinha até o projeto de um mini boneco de neve :shock: )

 

Enfim, nossos olhos viram que tudo (independente da neve) é lindo!

 

Um abraço,

 

Renata

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...