Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

  • 0

Cartão de crédito pré-pago


Pergunta

  • Respostas 30
  • Criado
  • Última resposta

Quem participou mais

Quem participou mais

Postagens Populares

Sim, pode fazer as reservas no cartão de outra pessoa e pagar o resto em espécie.   Mas tenha cuidado que alguns locais cobram sempre a primeira diária no cartão informado na reserva. Toda manhã, el

Posts Recomendados

  • 0
  • Colaboradores

Camila,

Esses países,que conheço muito bem e vivo neles,tem pouquíssima aceitação de cartão,exceto Chile,que é 1 mundo.

Os outros não estão nesta tecnologia,são muito atrasados.

Leve um cartão de débito e retire da sua conta quando precisar,só não pode ser BB,que também tem um pré bloqueio em Peru e Paraguay.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • 0
  • Membros

gente, eu acho isso tãooo absurdo! como pode isso ser possível? rsrsrs esse monte de taxa, esses bloqueios!! (tô aprendendo sobre tudo isso agora) ele bloqueou o seu dinheiro mesmo vc devolvendo a bike sem nenhum problema? ou seja, posso usar o cartão e depois vão bloquear o cartão num período de 7 a 30 dias?

 

desde já, gratidão pela disponibilidade de ajudar!

 

Um dos maiores problemas dos cartões pré-pagos é com as "cauções" que alguns locais exigem.

 

Por exemplo, quando você vai alugar um carro, uma bicicleta, ou mesmo fazer uma reserva de hospedagem em alguns hotéis ou pousadas, o estabelecimento exige uma garantia para cobrir eventuais danos, esta garantia geralmente é feita via cartão de crédito.

 

Eles não chegam a efetivamente cobrar algum valor do cartão, só bloqueiam o valor no limite do cartão, se você devolver tudo em ordem e sem danos, eles liberam o bloqueio e você não paga nada, mas se tiver algum danos, eles efetivam a cobrança.

 

O problema é que esta liberação pode levar 7 a 30 dias para ocorrer, e se você usar o cartão pré-pago, ficará com este dinheiro bloqueado por todo este tempo sem poder usar o dinheiro.

 

Uma vez eu aluguei uma bicicleta no Rio, daquelas que ficam na rua, o custo era de R$ 10 por dia, mas tinha que fornecer os dados do cartão de crédito como garantia pela bicicleta.

 

Ao retirar a bicicleta foi bloqueado R$ 500 do limite do meu cartão, quando devolvi a bike, foi cobrado os R$ 10, mas os R$ 500 da caução ficaram bloqueados por quase 30 dias depois de eu devolver a bicicleta em ordem até finalmente ser liberado.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

Sim, o valor fica bloqueado por 7 a 30 dias depois é liberado.

 

Isto é necessário por que tem muito malandro por ai que pega as coisas e não devolve mais, ou então devolve tudo quebrado e detonado. Ai o que a empresa via fazer o que se cara aparecer lá para devolver o objeto locado todo quebrado e detonado e sem dinheiro para pagar o prejuízo?

 

A única forma de a empresa não ter prejuízo, é exigir uma garantia vi cartão de crédito, isto diminui o risco da locação e permite que seja cobrado uma taxa de locação muito mais barata, pois tem garantia de que o eventual prejuízo será pago por quem causou ele.

 

Sem estas garantias e bloqueios de valores no cartão, o valor da locação seria muito mais caro, não iria por exemplo custar R$ 10 para alugar uma bike, iria custar R$ 20 ou R$ 30, pois a empresa teria que incluir no preço os custos dos danos e furtos e dividir isto com todo mundo e não só com quem foi responsável pelo dano ou furto.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

gente, no meu caso irei viajar por 40 dias para europa.

Estou providenciando meu VTM pois meu cartão de crédito tem pouco limite e levarei uma parte em especie. Verei a possibilidade de um cartão de crédito dependente para esses possíveis cauções, pois até então iria comprar minhas passagens internas e pagar as hospedagens com o cartão pré pago, mas depois desses relatos, fiquei tensa... :| chegar no hostel e eles pedirem cartao de crédito, estou lascada! :o rsrsrsrs

Posso efetuar as reservas com cartão de outra pessoa? e pagar o restante no local pelo pré pago?

 

Sobre as taxas do cartão de débito, são só as de saques realizados de acordo com o câmbio?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

Sim, pode fazer as reservas no cartão de outra pessoa e pagar o resto em espécie.

 

Mas tenha cuidado que alguns locais cobram sempre a primeira diária no cartão informado na reserva. Toda manhã, eles olham as reservas do dia e cobram a primeira noite no cartão informado, ao fazer check-in, eles descontam esta primeira noite já cobrada e você só paga o restante..

 

Não é todo local que faz isto, mas já aconteceu isto comigo várias vezes.

 

Também fique atenta quando comprar passagens no cartão, leia com muita atenção as regras das letrinhas pequenas, algumas empresas exigem que você apresente o cartão usado para fazer a compra para poder viajar.

 

 

Ao usar cartão de débito, você paga a cotação do dia + 6.38% de IOF mais a taxa de saque do banco, que varia de R$ 9.60 no Itau até R$ 30 em alguns outros bancos.

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

A única forma de a empresa não ter prejuízo, é exigir uma garantia vi cartão de crédito, isto diminui o risco da locação e permite que seja cobrado uma taxa de locação muito mais barata, pois tem garantia de que o eventual prejuízo será pago por quem causou ele.

 

Sem estas garantias e bloqueios de valores no cartão, o valor da locação seria muito mais caro, não iria por exemplo custar R$ 10 para alugar uma bike, iria custar R$ 20 ou R$ 30, pois a empresa teria que incluir no preço os custos dos danos e furtos e dividir isto com todo mundo e não só com quem foi responsável pelo dano ou furto.

 

Há outras formas, como caução em dinheiro ou seguro. Mas são "menos práticas" para a empresa. O problema maior neste tipo de bloqueio é que o desbloqueio não é feito imediatamente após a devolução do bem (deveria!), prejudicando o cliente. Assim, esta solução é ótima para o empresário, mas ruim para o consumidor.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

Não sejamos ingênuos, tudo isto tem custo ou risco muito mais alto, e você acha que este custo ou risco vai para onde? Claro que vai ser embutido em preços mais altos para todos os clientes.

 

Tomando como exemplo a reserva de hospedagem com garantia ou caução com cartão:

 

Caução em dinheiro é horrível para o cliente, pois como que você paga caução para um hotel em outra cidade ou mesmo pais? Transferência ou deposito em conta não é uma solução, pois TED custa dinheiro, ou depende do cliente ir até a agência bancária, muitas vezes o banco não tem agência na cidade, tem que enviar comprovante de depósito por fax, e-mail, whats, etc. Isto sem contar que o cliente desembolsaria dinheiro antecipado, e depois teria toda a complicação da devolução do dinheiro caso o cliente desista da reserva

 

Seguro custa dinheiro para o hotel, e não é pouco dinheiro, e de onde você acha que este dinheiro sairia? Obvio que seria das diárias mais caras para todo mundo.

 

Então garantia de hospedagem por cartão de crédito ainda é a melhor opção tanto para o cliente, que pode fazer tudo do conforto do sofá da sala, sem desembolsar dinheiro antecipadamente na maioria dos casos, bem como para o hotel, que tem uma garantia de que não vai estar 100% lotado de reservas, mas os hospedes sacanas não resolvam aparecer e nem cancelem as reservas, ou então quebrem um monte de coisas e escondam e eles só descubram depois que forem limpar o quarto e o hospede já está longe, o que por sua vez permite cobrar diárias mais baratas o que volta a beneficiar o hospede...

 

Posso falar por experiência própria, os meus pais tiveram uma pousada em Foz do Iguaçu por quase 20 anos até uns 7 anos atras quando o terreno foi comprado por uma grande rede de hotéis e eles resolveram se aposentar.

 

Antes de se popularizar a garantia da hospedagem com cartão, quando você só ligava no hotel e pedia para reservar um quarto, nós tínhamos muito problema com a pousada estar 100% reservada e estarmos recusando reservas por que estava lotado, mas ai chegava o dia, e nada de os hospede aparecer, mas o quarto tinha que ficar vazio, pois vai que o hospede resolve aparecer as 23:55, já tínhamos contrato ajudantes e camareira extra para ajudar...

 

Antigamente, nos feriados a média era de uns 15 a 20% de não comparecimento e reservas não canceladas, e como que se lida com isto? Simples, Aumenta-se o preço das diárias para todo mundo, para que assim você consiga diluir o "prejuízo" dos quartos vazios e custo dos ajudantes extras contratados para atender o pessoal que resolveu não aparecer.

 

Depois que a garantia de reserva por cartão ficou mais popular, e nós também começamos a usar ela na pousada, e "milagrosamente" o índice de não comparecimento passou a ser praticamente zero, quando o pessoal não podia viajar, passou a cancelar 1 ou 2 dias antes e podíamos passar o quarto para outro hóspede de última hora.

 

E como não precisávamos mais contar com os 15% a 20% de hospedes que ficavam travando quarto mas não apareciam, foi possível cobrar menos nas diárias.

 

 

Mas concordo, que ficar com o dinheiro bloqueado no cartão por 20 ou 30 dias é muito tempo e ruim, mas isto na maioria das vezes é limitação da administradora do cartão e não do comércio.

 

Lembro que lá na pousada nós liberávamos a caução no mesmo dia, ou no máximo no dia seguinte, mas alguns cartões, especialmente os da Visa, demoravam até 10 ou 15 dias para retornar a confirmação da liberação.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

> Não sejamos ingênuos, tudo isto tem custo ou risco muito mais alto, e você acha que este custo ou risco vai para onde? Claro que vai ser embutido em preços mais altos para todos os clientes.

 

Custo ou risco mais alto? Você poderia demonstrar isto? A escolha não deveria ser do consumidor, para decidir o melhor para o seu caso específico?

 

Faltou mencionar que cartão de crédito tem custo sim, e alto. Usando suas próprias palavras: "Não sejamos ingênuos". " Você acha que este custo vai para onde?"

 

> Então garantia de hospedagem por cartão de crédito ainda é a melhor opção tanto para o cliente, que pode fazer tudo do conforto do sofá da sala, sem desembolsar dinheiro antecipadamente na maioria dos casos, bem como para o hotel, que tem uma garantia de que não vai estar 100% lotado de reservas, ...

 

Você esqueceu de mencionar que o cartão de crédito cobra taxa do empresário para seu uso. Isto também é embutido na diária do hotel. Resultado: o consumidor paga mais caro usando (ou não) e tendo (ou não) cartão de crédito. Injusto àqueles que não o têm.

 

Além disso, para fazer a reserva com cartão de crédito, o consumidor pagou a anuidade do mesmo. Isto não entrou no cálculo da diária do hotel, mas entra como custo ao consumidor. Em resumo: para aumentar a taxa de ocupação e portanto diminuir o custo da diária, o comerciante exige que seu consumidor adquira/possua um cartão de crédito.

 

Assim, o argumento de que o cartão de crédito barateia a hospedagem não é realmente verdadeiro. Ou melhor, não do ponto de vista de todo consumidor. Para isto seria necessário fazer as contas do quanto custa o uso do cartão de crédito para ele.

 

Saudações "ingênuas"! ::otemo::

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...