Use o menu Tags para buscar informações sobre destinos! - Clique aqui e confira outras mudanças!

Ir para conteúdo
nathalie.silva

Dúvidas sobre como levar dinheiro

Posts Recomendados

Oi pessoal!

Estou saindo do País em Outubro. É a primeira vez que saio do país e estou saindo sem data para voltar. Então queria saber se alguém pode me dar orientações de como levar a moeda.

 

Não gostaria de levar todo o dinheiro. Tem cartões pre pagos para indicar, recomendar?

 

Meu destino inicial é a Argentina e depois America do sul.

 

E com o aumento do dólar, alguem tem alguma dica da melhor maneira de proceder, considerando que estou saindo com dinheiro para me virar, sem transições entre minha conta aqui e lá fora, pelo menos a principio!

 

Obrigada!!!! ::Ksimno::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você pode usar o Confidence Card, que é um cartão que você abastece aqui e usa da forma que achar melhor.

Caso necessite mais dinheiro, qualquer pessoa pode 'depositar' neste cartão em qualquer casa Confidence, que tem em praticamente todas as cidades. Eu particularmente, com o valor absurdo do dólar, estou fugindo de usar cartão de crédito e levo mais em moeda mesmo. Mas o Confidence, para quem não tem cartão de crédito, é uma das opções.

::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

América Latina eu tomo como regra esta cartilha:

 

- 80% em espécie dentro de porta dólar

- 20% em cartão de crédito pré-pago

 

- Sempre tudo em dólar, não fique quebrando a cabeça para saber onde o real está mais valorizado, não vale a pena.

 

- Toda grana e cartões dentro do porta dólar e a quantia que vai usar no dia no bolso, de preferência bolso com zíper (desta forma não precisa abrir o porta dólar em locais públicos).

Pode prender o porta dólar nas coxas caso esteja em uma região com risco de assalto (fiz isso em Puno ao voltar bêbado de um bar de madrugada rsrs).

 

- Cuidado com notas falsas.

 

- Cuidado no momento do troco, malandro é o que não falta no Brasil e arredores.

 

- Aprenda a pensar em dólares, vai ficar maluco querendo converter diferentes moedas para o real.

 

Grande abraço !!!

 

Rodrigo Cavalcante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tudo depende de quando que é a tal "sem data para voltar", se for para períodos curtos, no máximo 1 ou 2 meses, valem as dicas acima de levar a maior parte em espécie, mas não é uma solução viável para quem vai ficar 6 meses ou mais viajando.

 

Nestes momentos de incerteza no câmbio o melhor na minha opinião seria fazer um cartão pré-pago em dólares e carregar todo o dinheiro que você tem lá, e pedir para alguém carregar mais caso precisa no meio da viagem, e ir sacando e usando conforme a necessidade. Lembre-se que você pagará 6.38% de IOF para carregar o cartão e depois mais uns 3% a cada saque ou compra que fizer em moeda local diferente do dólar, ou seja, de cara você perde 10% do seu dinheiro...

 

Uma outra opção interessante, é deixar o seu dinheiro aplicado aqui no Brasil, numa aplicação com boa liquidez e que pague um valor próximo do CDI, e ir sacando direto da sua conta-corrente usando o cartão de débito quando precisar. O problema disto é que você estará sujeito a variação cambial, que pode tanto lhe ajudar, se o real se valorizar, ou prejudicar, se ele continuar a se desvalorizar, alem disto só funciona bem se você tiver um cartão de débito Mastercard, os cartões Visa costumam encrencar um pouco no exterior.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal,

 

Em janeiro começarei meu Mochilão pelo Brasil/Peru/Bolívia, ficarei aproximadamente 5 meses viajando e estou com dúvidas de como levarei a grana.

 

Enquanto estiver no Brasil usarei meu cartão de débito mesmo, o problema é quando eu for para o Peru (irei de barco, a partir de Manaus).

 

Não queria ficar refém de cartão de crédito, porém levar toda a grana em espécie acho arriscado.

 

Vocês têm alguma sugestão?

 

Valeu!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu nunca sai do Brasil, em Jan/16 (21dias) vou fazer um Mochilão para Chile, Peru e Bolívia. Estou muito indeciso sobre a questão de dinheiro, muito mesmo. Tenho os cartões Platinum MasterCard e Visa do Santander. Pretendo jogar uma quantia da poupança para a conta corrente e também levar uma grana em reais e deixar na doleira(li perde-se dinheiro ao fazer a dupla conversão real/dólar). Você comentou do cartão Visa poder dar algum tipo de problema, porquê? O MasterCard nessa sentido é mais tranquilo? Qual seria, por exemplo, uma aplicação mais próxima do CDI que você comentou?

Valeu obrigado

Marcelo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Os cartões múltiplos da Visa, aqueles com a função débito e crédito no mesmo cartão são "famosos" por não conseguir sacar direto da conta corrente no exterior, você chega no caixa automático no exterior, escolhe saque direto da conta corrente, simplesmente não funciona ou quando funciona, muitas vezes o valor ao invés de sair da conta corrente, cai na fatura do cartão de crédito que tem taxas bem maiores para o saque e cobra juros e a diferença do câmbio no momento do pagamento da fatura.

 

Já se for usar o cartão visa só na função crédito, e não para saques de moeda local, costuma funcionar perfeitamente. Como a visa e os bancos lucram com isto, eles não fazem muito esforço para forçar os bancos a atualizarem os sistemas e maquinas e corrigirem o problema...

 

Não esqueça de liberar o saque e comprar no exterior tanto do cartão de débito como do crédito antes de viajar se não não funciona nada, na maioria dos bancos você faz isto pela internet, ou então pessoalmente na agência...

 

Quanto a aplicação que renda próximo do CDI, isto vai depender de qual banco você trabalha e do volume de movimentação/dinheiro que você tiver no banco, de acordo com o seu perfil os bancos oferecem aplicações diferentes.

 

As mais simples são os fundos de Investimentos DI, todo banco tem vários deles, procure um que tenha liquidez diária(que possa sacar o dinheiro a qualquer hora e dia e não tenha que esperar a aniversário da aplicação para sacar dinheiro e não perder os juros como na poupança), e que esteja rendendo acima de 85% do cdi, no próprio site do banco geralmente você consegue consultar isto.

 

Alguns bancos também oferecem algumas aplicações em CDB ou compromissadas com liquidez diária que rendem percentuais acima de 85% do CDI, mas nestas você tem que ter muito cuidado para não ficar com o dinheiro prezo por 2 anos, pois são poucas as opções com liquidez diária, a maioria você só resgata no final do período...

 

E por fim, ainda existe a aplicação no Tesouro Direto SELIC, que atualmente rende 14,25% ao ano (tem que descontar I.R. e taxas) e tem liquidez de 2 ou 3 dias, mas você tem avaliar bem as taxas cobradas pelo seu banco e corretora, dependendo dos valores estas taxas podem comer todo o seu lucro ou até mais e você sair no prejuízo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nossa que aula, obrigado. Nunca tive aplicação diferente da poupança. Sou bem conservador. Minha gerente me ligou um dia desses e me orientou a fazer um tal de Master DI com essa tal de liquidez e que renderia no final 0,8 ao mês tirando já o valor de taxas e impostos, só que disse que só renderia com valores acima de 10.000 reais. Fiquei com receio e não aceitei. Você conhece essa aplicação Adriano? E se você fosse viajar hoje levaria dólar ou real?

Valeu mesmo. Grato

Marcelo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Oi pessoal!

Estou saindo do País em Outubro. É a primeira vez que saio do país e estou saindo sem data para voltar. Então queria saber se alguém pode me dar orientações de como levar a moeda.

 

Não gostaria de levar todo o dinheiro. Tem cartões pre pagos para indicar, recomendar?

 

Meu destino inicial é a Argentina e depois America do sul.

Quanto você pretende gastar e quanto tempo? Se ficar em torno de US1.000 leve em espécie DOLAR, gardado em porta dólar na barriga , durma e tome banho com eles e leve cartão de crédito, (para pagamento a vista) apesar do imposto que não aquilo que todo mundo fala pela vantagens oferecidas é o melhor de todos afinal você não vai gastar 10.000. Se a tua viagem vai levar muito tempo neste caso um pré pago ajuda.

 

Eu normalmente uso cartão de crédito para pagar no retorno no vencimento para hotéis e despesas maiores, como minha média nunca passa de 20 dias levo em média US 1.000 e/ou euro normalmente sobra bastante. Fazem 10 anos que a minha média de gasto é US 100 dia com cartão e espécie ::hãã2::

 

Quem quer viajar esqueça em investir.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O negocio de investimentos foge um pouco do objetivo do fórum, mas se for um fundo de um banco grande, eu consideraria bem seguro, as maiores rentabilidades geralmente só se consegue aplicando ao menos uns 10.000, mas nada impede que você comece com menos, juntando na poupança até atingir um valor que lhe permita aplicar num fundo que renda um pouco mais que a poupança..

 

E neste momento de crise é a melhor hora para investir, as melhores oportunidades geralmente aparecem nestas horas, mas claro, você não deve viver unicamente para guardar dinheiro, defina metas, por exemplo estabeleça que vai guardar todo mês 5% a 10% do que ganha para lazer, viagens, etc, sendo organizado e com planejamento, isto irá lhe permitir fazer uma viagem de férias legal quase todo ano, ou a cada 2 ou 3 anos se for um destino mais caro... Se possível, guarde outros 5% a 10% para investimentos de longo prazo, pensando na aposentadoria, no começo parece que não rende nada, mas no longo prazo, em 10 ou 20 anos, que é o vc tem que pensar quando pensa em aposentadoria, começa a render, e o resto, use para ter uma vida confortável no dia a dia...

 

Quanto a ir levar dólares ou reais, se for só para cidades maiores aqui na America do Sul, dá para levar reais, já se for para cidades menores e mais afastadas é melhor levar dólares mesmo, pois ai já fica mais complicado trocar reais e a perda nestes locais mais isolados é maior do que fazer câmbio duas vezes, já dólares, você troca praticamente em qualquer lugar...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não existe milagre, o que estes artigos que abundam na internet não falam é que nestes cartões pré-pagos emitidos no exterior você ainda tem que enviar o dinheiro para uma conta no exterior, o que dependendo dos valores da sua viagem, será mais caro do que pagar IOF, a maioria dos bancos cobram taxas que variam de R$ 50 a R$ 300 por remessa, o que só faz com que valha a pena para quem for gastar bastante no exterior, acima de 2 ou 3 mil reais...

 

Para a grande maioria dos mochileiros que passa no máximo uns 30 dias fora, os custos e a burocracia simplesmente não compensam o trabalho que dá para fazer um cartão destes e economizar alguns poucos trocados, mas quem for ficar longos períodos fora, pode ser interessante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×