Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Informações sobre CHUVA NO PERU


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Quem já foi a Águas Calientes e já viu o rio de águas claras que desce da serra ??

 

Difícil imaginar que ele pode se tornar bem violento em poucos minutos.

 

machupicchu.jpg.c061d0eccceb670df5c7b0f3e87c60fb.jpg

 

Santuario Histórico Machu Picchu

Aguas Rugientes

 

O problema neurálgico de Machu Picchu segue sendo o centro do povoado de Águas Calientes.

Recente desastre é outra negligencia de suas autoridades.

 

O que aconteceu em 10 de Abril de 2004 em Águas Calientes era inevitável. Desde que esse centro povoado nasceu (uma vez que chegou o trem ao local), tem estado em uma zona de risco.

 

Três mortos e oito desaparecidos:

Dois desabamentos na cidade de Águas Calientes deixaram três mortos e oito pessoas ainda estão desaparecidas.

 

O deslizamento deixou 60 feridos, sete casas destruídas e 35 afetadas, quinze dos quais têm de ser destruídos. Eles também destruíram uma seção da estrada de ferro ligando Cusco a Machu Picchu e cerca de 1.500 turistas permaneceram incomunicáveis. Dois helicópteros começaram o transporte aéreo entre a Machu Picchu e Ollantaytambo e 150 turistas foram resgatados.

 

O desabamento ocorreu entre 13:00 e 14:30 em 10 de Abril de 2004, como resultado da correnteza forte na barragem do rio Alccamayo. O primeiro deslizamento (Águas Calientes), seis casas foram completamente destruídas e vinte casas foram inundadas. Uma grande desgraça a família Tapia. Cinco deles continuam desaparecidos, enquanto que o corpo de Carlos Tapia (27) foi encontrado em San Miguel Bridge, seis milhas a partir da cena.

 

No segundo deslizamento, a a ferrovia desabou no km 101 de Cusco-Machu Picchu, uma área onde esses eventos naturais ocorrem regularmente. Aproximadamente 150 metros da pista foi destruída pela violenta queda de pedras e lama.

 

Três das muitas obras propostas pelo plano de mitigação foram financiados pelo PROFONAMPE, administrador dos recursos da troca de dívida com a Finlândia, e executado. Defendendo Águas Calientes do Rio (se trabalhou apenas nesta bacia), defendesse a construção de barragens de energia por dissipação a meia milha acima da aldeia e da estabilização das encostas. "A dissipação de energia, diz Paniagua, permite a limpeza do rio e permite que a água passe com menos violência, utilizando um sistema de escadas, aumentando a estabilização de encostas (45 graus de formações feitas com material desprezível) e estabilizando as pedras que são capazes de vir para baixo com as inundações ".

 

Além disso, o fato é que a UNESCO alertou que Machu Picchu pode ser incluído na lista de "perigo''.

 

54-1.jpg.5b4c61beee61970ddce1e953aa69de2f.jpg

 

Vejam as fotos tiradas no Reveillon de 2008 / 2009 - Muita gente pode estar em perigo e não sabe !!

 

Fotos tiradas por minha amiga americana Caroline Peters:

 

n7003395_39866551_9596.jpg.2c1475bb38b73efb41c8fda9ec4b73cc.jpg

n7003395_39866636_2398.jpg.def169b7c346de1e968ae2778cad0e6c.jpg

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 meses depois...

  • Respostas 436
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros de Honra

::tchann::::lol4::::lol4::::lol4::

 

Isso aconteceu em 2004, mas pode acontecer novamente a qualquer momento.

 

Pode ficar tranquilo !! ::otemo::::otemo::

 

As fotos da Caroline são desse ano, o rio ficou muito forte, mas não houve deslizamentos.

 

Abraço,

Leo

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 semanas depois...
  • Colaboradores

Sim, as "cabeças d'agua" acontecem em rios ao pé de serras como esta.

Chove lá em cima e quando a água chega é aquele estrago, sem aviso...

Por isso mesmo a cidade de Aguas calientes tem marcações indicando rotas de fuga.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 8 meses depois...
  • Membros de Honra

[t1]Trem Cusco/Águas Calientes interrompindo por conta da chuva,2.000 turistas presos em Aguas Calientes[/t1]

:arrow: FONTE: Uol

http://viagem.uol.com.br/ultnot/bbc/2010/01/25/ult4549u497.jhtm

 

[align=Justify]As fortes chuvas que atingem a região de Cuzco, no Peru, bloquearam a ferrovia que dá acesso ao sítio arqueológico de Machu Picchu, deixando 2 mil turistas presos em Águas Calientes, cidade próxima ao local.

 

Segundo o Itamaraty, há relatos de que brasileiros estejam entre os turistas presos.

 

O ministro do Comércio e Turismo, Martin Perez, afirmou nesta segunda-feira que os turistas, vindos também da Europa, dos Estados Unidos e de outros países da América Latina, serão removidos por helicóptero. Eles serão levados para a cidade de Ollantaytambo.

 

Na operação de resgate, serão usados seis helicópteros policiais e militares, e as crianças e idosos terão prioridade de embarque.

 

Perez disse que os turistas estão "presos em hotéis, pousadas e na estação de trem em Águas Calientes" após os deslizamentos de terra causados pela chuva.

 

Chuvas

 

O acesso a Machu Picchu, principal destino turístico do Peru, está bloqueado desde sábado. A companhia ferroviária responsável pela via de acesso à antiga cidade inca, PeruRail, suspendeu os serviços entre Cuzco e Águas Calientes, e os voos comerciais entre Lima e Cuzco também foram cancelados.

 

De acordo com a porta-voz da Peru Rail, Soledad Caparo, a empresa já está trabalhando para limpar o trecho afetado da ferrovia e retirar a lama que cobre os trilhos.

 

Centenas de caminhões e ônibus ficaram parados em duas das principais estradas da região.

 

Nos último três dias, as chuvas que transbordaram os rios Vilcanota e Rio Blanco provocaram duas mortes, causaram inundações em cerca de 50 casas da região e destruíram centenas de hectares de plantações de milho.[/align]As chuvas danificaram as ruínas de diversos sítios arqueológicos do Peru.

 

Link no site do UOL: http://viagem.uol.com.br/ultnot/bbc/2010/01/25/ult4549u497.jhtm

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

É isso aí pessoal.

 

Acabei de falar com uma amiga cusqueña e ela me disse que está um caos em Cusco.

 

As rodovias todas alagadas, vários rios transbordando e muita gente presa em Águas Calientes mesmo.

 

Um desastre total. Fica o alerta.

 

Intééé

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Oi pessoal,

Too aqui procurando ajuda, notícias, sei lá..

 

Estou com passagens compradas, albergues reservados. Saio do Brasil dia 02/fev, com destino à Bogotá. O plano é passar 2 dias lá, e dia 04/fev pegar o vôo para Cuzco, fazer passeios tradicionais pelo centro, para o Vale Sagrado e no dia 05/fev subir até Águas Calientes, partindo de Ollantaytambo, para chegar cedinho do dia 6 em Machu Picchu.

 

O problema é que hoje tive más notícias, com esse clima de início de ano, fortes chuvas atingiram o Sul do Peru, inclusive as regiões de Cuzco e do Vale Sagrado, bloqueando a estrada de ferro que dá acesso à Machu Picchu.

 

Não sei o que fazer, se já cancelo as passagens, se espero mais notícias, se arrisco mesmo assim.. Acredito que a Perurail volte a operar na quarta feira agora, dia 27/jan, segundo informações vistas em um fórum do orkut.

 

Essa semana ficarei esperta com as notícias, mas acho que nenhum site do país, como uol e globo, vai dar mais informações, então peço que se alguém souber de novidades, poste por aqui, pois mais pessoas devem buscar ajuda e esclarecimentos sobre o ocorrido.

 

Valeu galera,

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Alguém sabe como manter algum tipo de contato com o Itamaraty ou algo do tipo?

 

Meu irmão partiu hoje bem cedinho de Cuzco pra Aguas Calientes de Van... a chuva de hoje foi a pior, segundo informações foi questão de minutos para o rio transbordar e ilhar todo mundo... Não tenho notícias dele... Não sei se conseguiu retornar, se esta no meio do caminho ou se esta ilhado em Aguas Calientes... Qualquer informação vale!

 

Para mais informações:

http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1462200-5602,00-FORTES+CHUVAS+ISOLAM+TURISTAS+E+BLOQUEIAM+ESTRADAS+NO+PERU.html

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Olá, estou na mesma situação que você Marilia, mas minha passagem é para Lima e para o dia 29! Não sei se cancelo ou mudo o roteiro deixando Cuzco, se der, pro final (lá pelo dia 10 de fevereiro). Por favor, alguém tem alguma opinião sobre o q eu deveria fazer?

 

Quanto a novas notícias, sei que será decretado 60 dias de situação de emergência (não sei o q isso significa) na região toda de cuzco e amanhã uma comissão irá para a região avaliar os estragos - acredito que eles divulgarão alguma previsão de quando os acessos voltarão a serem liberados.

 

Douglas, não acho que seu irmão esteja no meio do caminho pois não há notícias sobre isso. De qualquer forma, procurena internet alguma maneira de se informar pelo itamaraty ou pela embaixada do Brasil no Peru (tel 01 512 0830 - www.embajadabrasil.org.pe).

 

Pessoal, se informem mais pelos sites dos jornais peruanos: www.eltiempo.pe e www.larepublica.pe (este está dando mais destaque).

 

Abraços

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Douglas,

Espero que não precise desse tipo de intervenção, mas abaixo seguem as informações que busca:

 

---

 

A partir do Brasil – caso um indivíduo no Brasil queira solicitar assistência para um(a) brasileiro(a) no exterior, é necessário entrar em contato com o Núcleo de Assistência a Brasileiros (NAB), sediado em Brasília. O NAB encaminha solicitações a Embaixadas e Consulados e intermedia contatos no Brasil com familiares e conhecidos de brasileiros que se encontrem no exterior.

 

Para acionar o NAB, deve ser feito contato por telefone, e-mail ou fax, informando:

 

nome completo do(a) brasileiro(a) a ser assistido(a);

data de nascimento;

filiação;

número do passaporte (se a família souber);

breve relato do ocorrido (o que aconteceu, onde, telefones e/ou endereços de contato, mesmo que antigos);

contatos dos familiares no Brasil.

 

Núcleo de Assistência a Brasileiros - Divisão de Assistência Consular (NAB - DAC)

 

Telefones: (61) 3411-8803/ 8805/ 8808/ 8809/ 8817/ 9718

Fax: (61) 3411-8800

E-mail: [email protected]

 

OBSERVAÇÃO: Para denúncias fora do horário de expediente, e para casos de extrema urgência no exterior:

Telefone: (61) 3411-6456

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...