Use o menu Tags para buscar informações sobre destinos! - Clique aqui e confira outras mudanças!

Ir para conteúdo
peter tofte

Usar bastões de trekking ou não usar?

Posts Recomendados

Usar pólo de Trekking ou não usar?

 

Muita gente se pergunta hoje se vale a pena comprar e usá-los. Quem usa normalmente não tem dúvida. Geralmente quem leva mais a sério a prática de caminhada em locais selvagens adota os bastões.

 

Do site Trail Space achei um artigo interessante com este tema. Transcrevo-o com alguns comentários meus.

 

Nos EUA a venda de bastões de trekking aumentou 75% de 2007 para 2008. De 2009 para 2010 se espera um aumento de 13%.

 

Quais as vantagens do seu uso?

 

1) FITNESS

 

O uso dos bastões representa 20% a mais de calorias consumidas durante a caminhada. Os dados provêm de um estudo do Instituto Cooper usando pólos de caminhada nórdica. Passamos a usar os músculos superiores e não só os da perna. Permite um equilíbrio mais harmônico do esforço no trekking, exercitando mais músculos. Quem gosta do trekking para manter sua forma física vê nisto um excelente argumento.

 

Usado adequadamente ele ajuda a aumentar e manter a constância do ritmo. Na subida faz uma boa diferença. É como engatar uma tração 4X4.

 

Entretanto para caminhantes de longo trajeto (long distance hikers, algo comum nos EUA, pessoas que fazem trilhas como a Appalachian Trail, a PCT e outras) 20% a mais de calorias é algo considerável! Significa que entre as paradas para suprimento eles devem carregar 20% a mais de peso em alimentos!

 

2) ESTABILIDADE E BALANÇO

 

Talvez o maior argumento pró-uso dos bastões. Transformam os caminhantes de bípedes em quadrúpedes (no bom sentido) tornando mais difícil a queda em terreno escorregadio. Mesmo que não impeça a queda, torna sua conseqüência menos danosa. Ajuda muito na travessia de cursos d’água.

 

3) MENOS STRESS NAS JUNTAS

 

Já emprestei meus bastões para quem estava sentindo o joelho numa descida e o alívio foi imediato. Os bastões, bem usados e ajustados, ajudam a reduzir a carga nas juntas das extremidades inferiores (estudo de 2007 do American College of Sports Medicine). Quanto mais íngreme a descida e o peso da mochila, maior vai ser o alívio.

 

4) SEGURANÇA

 

Acrescentei este item. Quem já não enfrentou cachorros latindo ameaçadoramente na sua passagem por uma área habitada? Normalmente basta levantar um bastão para persuadir o cão que não será bom negócio avançar sobre o caminhante.

 

5) LIGHTWEIGHT TREKKING

 

Os bastões substituem as varetas em alguns modelos de barraca e toldos, transformando-o num equipamento multipropósito, e reduzindo o peso total dos equipamentos que carregamos nas costas.

 

Desvantagens do seu uso;

 

1) IMPACTO ECOLÓGICO

 

Incrível, mas existe um impacto. Embora um pouco céptico quanto a sua extensão, temos que convir que muitas vezes o bastão arranca plantas e pisoteia mais profundamente o solo. Já tive ocasiões de ter de levantar os bastões para não arrancar flores num campo florido. Mas não acho significativo este impacto, especialmente se o usuário for responsável.

 

2) TERRENO ACIDENTADO

 

Certos terrenos tornam os bastões um estorvo, obrigando a prendê-los na mochila. Terrenos com muitos galhos, cipós, escaladas e escalaminhadas. Acho a encosta do Caratuva um bom exemplo, no PP. É necessário reconhecer quando é hora de guardá-los.

 

3) CURVA DE APRENDIZADO

 

Até aprendermos a usar os bastões com eficiência, eles serão um peso-morto, inúteis.

 

4) VIAGEM AÉREA

 

Não podem ser embarcados como bagagem de mão, devendo ser despachados como bagagem de porão. Se as ponteiras não forem protegidas, eventualmente podem furar sua sacola ou mala. É interessante sempre levar a guarda-ponteira de borracha original para evitar os furos.

 

5) CUSTO $$$

 

Bons bastões não são baratos. E eles são os itens de equipamento mais propensos a quebras e perdas (furto e esquecimento). Já tive 2 bastões quebrados e um furtado (Andes Peruanos). Se o seu orçamento é limitado e precisa escolher entre diversos equipamentos, pense nisto.

 

Particularmente levo bastões quando:

 

1) Vou sozinho e a trilha não é muito freqüentada. As conseqüências de uma entorse ou ruptura podem muito ruins!

2) Mochila pesada (trekking de vários dias);

3) Terreno montanhoso e acidentado.

 

Espero que ajude na decisão de comprá-los ou não.

 

Peter

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente tópico Peter!

 

É como engatar uma tração 4X4.

::tchann::

 

Creio que essa seja uma dúvida comum de boa parte dos trekkers (os iniciantes). Para quem tem problemas nos joelhos (eu tenho síndrome fêmuro patelar), os bastões são grandes aliados, desde que usados e ajustados corretamente, como você mesmo citou.

 

Comecei usando um bastão só, pra me acostumar. Quando passei a utilizar dois, senti muita diferença no andar. Antes dos bastões, eu usava uma joelheira de compressão pra tentar minimizar o impacto, agora aposentei ela.

 

Lembro de um comentário seu num tópico: "bastão em trilha é igual a bombril: 1001 utilidades" :lol:

 

Agora, preciso fazer um upgrade nos meus. Vou comprar em BsAs um par da BD.

 

Abraço

Edy

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

hehhe !!! eu tambem não utilizava !! usava as um cabo de enchada que eu tinha aqui que era da hora tambem !!, ai com o tempo o JOELHÃO foi dando seus recados "manera se cuida senão vai ficar em casa" ai depois disto comprei par de bastão e sempre utilizo ele !!!

só que so costumo a ir com 1 bastão gosto de ficar com uma mão livre hehehe!!!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Povo, estou enviando esta msg apenas pra acompanhar o tópico, pois isto muito me interessa!

Tenho pensado seriamente em comprar um bastão (ou dois), mas as trilhas por aqui (PR) são na grande maioria morro acima... e morro na serra do mar!!!

Ou seja, aquela observação do Peter da "encosta do Caratuva" é certeza pelas trilhas daqui.

Ainda estou pensando, vamos ver pra que lado essa prosa toma rumo... ::cool:::'>

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já havia lido estudos sobre a diminuição do impacto sobre os joelhos causada pelo uso dos bastões, então resolvi comprá-los para fazer o teste.

 

No feriado da semana santa, após ter corrido a cidade atrás de dois bastões e só ter encontrado um, segui para a Serra Fina com um bastão de fibra de carbono da aztec. Confeço que não era o que eu desejava, mas posso afirmar, com certeza, que foi muito útil.

Além da notável diminuição do esforço sobre as pernas e joelhos, o bastão foi muito útil no equilíbrio, impulso, e também na estabilização em terrenos escorregadios (lama pura). Era evidente que, em descidas de grande aclividade, onde os outros praticamente "desciam sentados", eu descia de pé, sendo que o bastão agia praticamente como um corrimão.

 

Bem, é isso, maior estabilização, diminuição do esforço, ajuda para abrir caminho por entre o capim alto e não cair em buracos, etc...

 

Não fico mais sem bastões!!! Porém tenho algumas observações a fazer:

Dois bastões devem diminuir ainda mais os esforços, porém, em terrenos mais técnicos, como com trechos de escalaminhada, provavelmente atrapalharão um pouco.

Deve-se atentar para a alça do bastão. No começo, eu fazia muita força com a mão para segurá-lo, até perceber que a transferência do peso deve ser feita através da alça em torno da região da base da palma da mão. Quando percebi esse detalhe, não tive mais a preocupação de ter que fechar a mão, fazendo força, e diminuí o atrito da mão com o bastão, que passou a ficar praticamente solto, e automaticamente empregado como, por exemplo, no caso de uma perda da estabilidade.

 

Sobre esse bastão da aztec, o que me assustou de início foi a pegada praticamente lisa, mas como dito acima, depois percebi que isso não fazia diferença. Porém, a alça é um pouco desconfortável e de difícil ajuste, além disso, como é de velcro, acredito que sua efetividade se perderá rapidamente.

 

Espero ter ajudado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom,eu sou adepto do uso,mas os meus ficam praticamente 90% do tempo amarrado na mochila.rs....

Na verdade eu uso eles apenas nas decidas e em situações especiais,como terreno escorregadio e subida nao acidentada.

Um dos motivos de carregar esse peso morto foi um curso dado pela equipe de resgate da região onde moro.Onde foi ensinado varias maneiras diferentes de uso dos bastões como por exemplo transforma-los em uma muleta ou maca.

Fora a vantagem de poder enterra-los na neve pra usar como ancoragem da barraca.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danilão

 

Esse teu bastão tem anti shock? Tenho dois da Aztec mas não com velcro na alça.

 

Abração

 

Paulo,

 

Eu tenho um par de BD com Trail Shock que são mto mto bons!! ::otemo::

112077_trail_shock_compact_tall.jpg

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Salve Peter

 

Olá a todos !!!

 

 

Achei muito legal o artigo, antes de comprar o meu bastão pesquisei na net a respeito do equipamento. Pra variar não achei muita informação de como usá-lo, só mesmo lojas vendendo, isso sim tinha um monte.

 

Pessoalmente acho um equipamento muito útil, os joelhos depois de um tempo “gritam” pra valer. Tenho somente um, e como disse o Bruno de SJC “ é bom ficar com umas das mãos livres”, mas nas descidas muito íngremes dois seria o ideal, ainda mais de mochilão.

 

Abraços ::otemo::::otemo::

 

Marcos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

bom galera,

 

comecei usando os bastoes da aztec ant shock, quebrei 3 ::lol4::::lol4::::lol4::::lol4::::putz::::putz::

hoje eu uso o da black diamond ( sem ant shock ), quando fui comprar meu black diamond fiquei um pouco com o pé atraz deviso ele nao ter sistema ant shock, hoje posso afirmar que sistema ant shock so atrapalha, pois o mesmo sempre quebra, ou eu sou destruidor ??? ::lol4::::lol4::

sempre encontro pessoas com seus bastoes com o sistema ant shock quebrado !!!!

 

e definitivamente bastao de caminhada é uma boa sim e na minha opniao indispensavel ::lol4::::otemo::::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gente:

 

Particularmente não vi nenhuma diferença significativa no bastão com e sem anti-shock. Muita gente boa de trilha tb acha isto. Seria apenas mais um ponto de falha e fragilidade.

 

Embora já tenha usado um só bastão hj penso que 2 é o ideal. Isto de deixar a mão livre é um argumento contra 2 bastões mas eles estão presos a sua mão por alças. Assim se precisar de uma mão,mesmo que rapidamente, basta largar o bastão, que ele ainda estara preso ao pulso pela alça. Só na escalada ou escalaminhada pode atrapalhar.E dois bastões aliviam muito mais os joelhos na descida.

 

Abs, peter

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu tinha um bastão mas como sempre esquecia de levá-lo, acabei dando de presente para um amigo. Gosto muito de me apoiar em subidas e descidas, então no começo das trilhas eu sempre procuro um galho de árvore caído ao longo do caminho. Uma diversão a mais nas caminhadas é encontrar aquele galho "perfeito".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

certa vez eu estava nos canions no sul do brasil e encontrei uma senhora com sua familia, ela estava com muita dor nos joelhos e emprestei meus 2 bastoes para ela, acompanhei ela na volta para dar um apoio, ela disse bem assim;

 

- se nao fosse os bastões do gabriel eu tava fudida ! ::lol4::::lol4::::lol4::::lol4::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Senhores, qual seria a ponteira ideal p/ uma caminhada em mata/barro/pedra?

Pra ser bem específico: a próxima deve ser Itupava descendo.

Vi esta aqui e achei interessante:

 

20101110091433.jpg

 

Será que serve em qualquer bastão? Estou querendo comprar um da Quechua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meus joelhos estão começando a reclamar. Acho melhor tratá-los bem, afinal só tenho dois (sem direito a reposição)! ::lol4::::tchann::

 

Vou começar a usar bastões...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Senhores, qual seria a ponteira ideal p/ uma caminhada em mata/barro/pedra?

Pra ser bem específico: a próxima deve ser Itupava descendo.

Vi esta aqui e achei interessante:

 

20101110091433.jpg

 

Será que serve em qualquer bastão? Estou querendo comprar um da Quechua...

 

eu nao uso nenhuma dessas ponteiras de borracha nao, eu ja tive bastoes da aztec que tinha essas ponteiras de borrachas, hj uso black diamond e as ponteiras da aztec nao servem nele nao;

mas nao uso ponteiras de borracha em nenhum bastao !

 

essa foto que vc postou, se eu nao me engano ja ouvi pessoas chamando elas de sapatas .

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bastões combinam muito com mochila cargueira

A decisão de usar 1 ,2 ou nenhum vai do terreno, na maioria dos casos opto por utilizar 1 e o resultado é ótimo, reduz e muito o esforço dos joelhos alem de salvar de cada tombo !!

 

Recomendo e muito, como disse no começo do tópico, até você aprender a usar ele será peso morto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Senhores, qual seria a ponteira ideal p/ uma caminhada em mata/barro/pedra?

Pra ser bem específico: a próxima deve ser Itupava descendo.

Vi esta aqui e achei interessante:

 

20101110091433.jpg

 

Será que serve em qualquer bastão? Estou querendo comprar um da Quechua...

 

eu nao uso nenhuma dessas ponteiras de borracha nao, eu ja tive bastoes da aztec que tinha essas ponteiras de borrachas, hj uso black diamond e as ponteiras da aztec nao servem nele nao;

mas nao uso ponteiras de borracha em nenhum bastao !

 

essa foto que vc postou, se eu nao me engano ja ouvi pessoas chamando elas de sapatas .

 

Pô Gabriel, só vi sua resposta agora, obrigado!

Comprei um bastão da Quechua e uso ele sem ponteira mesmo. O metal de que é feito adere bem tanto na pedra como no barro.

Depois de algumas trilhas feitas não largo mais meu novo companheiro... ::cool:::'>

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Senhores, qual seria a ponteira ideal p/ uma caminhada em mata/barro/pedra?

Pra ser bem específico: a próxima deve ser Itupava descendo.

Vi esta aqui e achei interessante:

20101110091433.jpg

Será que serve em qualquer bastão? Estou querendo comprar um da Quechua...

 

Olá Otávio Luiz, pelo que já vi, estes "pezinhos" são usados mais para a "caminhada Nórdica", muito em moda em alguns países da Europa. Porque trabalha mais o corpo, consome mais caloria. A postura de usar é diferente da trilha um pouco.

Vou colocar abaixo um texto com desenhos, sobre uso em trilhas.

A ponteira é a de metal. A ponta de borracha é mais para guardar dentro de malas, mochilas, e não furar.

Na lama coloca-se aquele acessório (basket) parecendo um chapeu de aba. Na neve coloca o mais aberto. A ponteira não muda.

abç

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente tópico, Peter.

Vou colocar algumas coisinhas.

 

[t1]COMO USAR BASTÃO DE CAMINHADA :[/t1]

 

O bastão tem que ser bem usado. ESTOREI MEUS JOELHOS por abusar dos bastões, sem treinamento adequado.

 

Anos atrás rompi parcialmente meu ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, que sarou. Ficou apenas apenas “levemente frouxo”, e não incomodava (na verdade, não existia o problema...).

 

Após mal uso dos bastões, lesionei meus joelhos. Há 4 anos desci uma serra abusando dos bastões e os joelhos incharam muito !! 15 dias depois repeti a dose, novamente inchando muito os joelhos, repousei 20 dias e desci uma serra mais leve, com dor. Vamos ao colega ortopedista, rx, tomografia: conclusão: ligamento “frouxo”, derrame, etc. Então tive que ficar no estaleiro nove meses, e depois lentamente ir recuperando as trilhas...

 

O que fiz de errado?

 

Desloquei quase todo o equilíbrio para os bastões: Com mochila leve (5 kilos), desci um zig-zag de serra, terreno de terra e cascalho escorregadio, inclinação de 45 graus. Confiante que os bastões aliviariam o peso nos joelhos, e daria mais aderência, desci super rápido, forçando nas viradas de cada zig e zag. O bastão de dentro da curva, eu o segurava com a palma virada para baixo, e o punho debaixo da axila, fazendo a virada apoiado em cima do bastão, torcendo o pé e o joelho de dentro, e o bastão de fora controlando o equilíbrio e freiando. Na verdade o bastão de dentro é que fazia a curva quase que igual um eixo de roda. E todo o equilíbrio em cima dele, para rodar rápido. E alternado as mãos nos zags e zigs..., e jogando o corpo para frente para manter a velocidade, meio agachado.

 

- AS VANTAGENS DE USAR são muitas e já foram ditas:

Andar SEGURO em terreno escorregadio (cascalho seco, lama, neve), pedras soltas e ou molhadas, travessia de riachos, fica mais fácil e seguro. Etc, etc.

 

Como utilizar o bastão de caminhadas:

 

[t3]APRENDIZADO:[/t3] Para aprender a usar, existe uma curva de aprendizado, e alguns 3 a 4 dias ou trilhas. Comece com calma e trilhas mais leves. Preste atenção no balanço dos braços com os bastões.

Para ter o benefício médico da proteção às articulações, o ideal é usar dois bastões

 

SEMPRE tente manter seu centro de equilíbrio NA COLUNA. (Lembrem no relato desloquei o equilíbrio para o bastão).

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111127000419.png 312.312312312 500 Legenda da Foto] No plano, fique ereto, com o bastão passando do seu lado...[/picturethis]

Não jogue o corpo para frente desnecessariamente. É mais fácil manter um poste em pé, se ele estiver sem inclinação. Se inclinar, faz mais força... Desbalanceia as juntas, e traz sobrecarga, desgaste, dor e inchaço !!!

Para os iniciantes: Treine com o bastão encurtado, passando do lado do corpo, sem apoiar no chão. Pode começar com um, depois passe para dois bastões.

 

 

[t3]COMO SEGURAR[/t3]: Segura com menos stress da mão.

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126203220.png 500 390.909090909 Legenda da Foto] Enfie a mão por baixo, apoie as duas tiras da alça por baixo da mão. O centro da alça por cima do punho.[/picturethis]

20111126204357.png

NEM frouxo demais, NEM apertado a ponto de ficar difícil tirar a mão

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126204824.png 500 314.946619217 Legenda da Foto]Ao mover a mão para frente, pode fazer com a mão meio frouxa, lançando o bastão para frente e firmando em seguida. (dependerá do terreno, e da sua prática).[/picturethis]

 

 

 

[t3]UM OU DOIS bastões?[/t3]: questão individual! e também técnica!

Do ponto de vista médico e de física, o ideal são dois.

Nas minhas trilhas, geralmente um bastão resolve. Mas nas descidas e lugares muito inclinados, dois bastões são melhores. Sempre levo o segundo bastão preso na mochila.

Quem já estão acostumado, no terreno plano, o uso de dois bastões pode acelerar a caminhada. Quando se usa dois bastões na caminhada, deve-se apoiar o bastão da direita à frente, com o pé da esquerda à frente, e vice versa.

 

 

 

[t3]REGULAGEM DA ALTURA no PLANO:[/t3] a altura deve ser regulada para manter seu cotovelo num ângulo de noventa graus, ou seja, seu braço paralelo ao chão.

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126222555.png 500 227.716727717 Legenda da Foto]Procure ficar com o cotovelo 90 graus do tronco, mesmo em situações de inclinações laterais, e subidas e descidas tanto quanto possível.[/picturethis]

 

[t3]NA SUBIDA:[/t3]

Na Subida TRAVE o sistema anti-choque !! (senão perde força).

Deve-se inclinar o corpo para a frente, naturalmente. Não muda seu centro de gravidade muito diferentemente do que faria sem bastão. Senão forçará todo seu sistema de sustentação. O bastão apóia seu equilíbrio NATURAL.

Na subida, use os bíceps, peitorais e músculos laterais do tronco para a impulsão. Reduzirá fadiga das pernas. Diminui pressão nas costas e quadris. Pode precisar respirar mais fundo para compensar.

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126225707.png 500 270.682148041 Legenda da Foto]Às vezes coloca-se os dois bastões à frente, simultaneamente, e move um pé. OS BASTÕES FICAM MAIS CURTOS[/picturethis]

 

[t3]NA DESCIDA:[/t3] Mantenha seu equilíbrio natural. Não se incline muito para frente apoiando no bastão! Também tente manter a coluna como se estivesse apoiando só com os pés, sem bastão...

Cuidadosamente coloque as pontas à frente, em desça tensionando levemente seus ombros. Usar a musculatura do tronco e braço absorve muito do impacto, e poupa muito as articulações das pernas, especialmente joelho.

É na descida que o sistema anti-choque absorve mais os impactos, ajudando na proteção dos quadris, joelhos e tornozelos.

Na descida você pode achar mais seguro e confortável colocar o bastão e o pé do mesmo lado, em alguns momentos.

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126210937.png 500 239.696312364 Legenda da Foto]Olhe bastões à frente, e maneira clássica de segurar. ALONGAR A ALTURA DOS BASTÕES.[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126211315.png 500 307.799442897 Legenda da Foto]Veja este desce correndo, mudou o apoio das mãos, segurando em cima.[/picturethis]

 

 

 

[t3]Andando LATERALMENTE um terreno inclinado:[/t3] Deve-se apoiar a ponta do bastão no lado mais elevado da trilha. Do lado mais baixo o bastão deve estar mais comprido, e mais curto do lado mais alto. MENTALIZE que, num escorregão, seu lado de segurança é o lado do barranco elevado. Se for do lado direito, Mentalize: “apoio lado direito, apoio na direita, apoio na direita...”

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126223309.png 401.146131805 500 Legenda da Foto]Ou se for um trecho curto, se quiser deixar os bastões iguais, segurar diferentes pontos dos bastões, como no desenho. OU mesmo ajustar as alturas diferentemente de cada bastão, também com no desenho.[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126212225.png 380.872483221 500 Legenda da Foto]Pode-se usar a técnica de um bastão segurado com duas mãos, e a “ponteira enfiada” no lado elevado da trillha, em risco ou caso de escorregão[/picturethis]

 

 

[t3]NO PLANO[/t3]: Balance os braços no ritmo normal, colocando os bastões à frente. Pisada direita com bastão Esquerdo à frente, e vice versa.

 

 

[t3]EM ROCHAS GRANÍTICAS[/t3]: encaixe cuidadosamente a ponta na rocha granitica, e teste o quanto você tem de suporte.

Cuidado se o bastão escorregar entre duas pedras, e ficar preso. Você será travado, perdendo o balanço, ou mesmo entortará ou quebrará o bastão.

 

 

[t3]ESCALAMINHADA[/t3]: Lógico, feche os bastões e guarde na mochila.

 

 

[t3]MATA FECHADA:[/t3] muitos guardam. Eu e outros usamos para afastar galhos, arbustos, espinhos, teias de aranha; e sendo um prolongamento das mãos, reduz a chance de acidentes com cobras, aranhas e outros bichos...

 

 

[t3]À NOITE:[/t3]

Segurança nunca é demais: Compre reflexivos para carros. RECORTE uma tira que faça a circunferência do bastão sobrando cerca de um centímetro à mais, e cole. Cole mais de uma tira se quiser. Lembre que o farol do carro ilumina mais em baixo, e sua lanterna ilumina mais em cima, e que visto por trás, seu cotovelo pode tampar a visão da parte superior do bastão. Então coloque uma ou 2 tiras mais baixa, e outra(s) mais alta.

Nos momentos noturnos, facilita ser visto em trechos que passem carros. Facilita de você localizar seu amigo à frente ou atrás, numa trilha ( ou mesmo ser visto por ele...).

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126235207.png 500 246.875 Legenda da Foto]Veja a foto com flash, os reflexos aparecem. E a foto no ESCURO, com uma lanterninha direcionada para o chão, aparece bem os adesivos !! É barato, e eficiente.[/picturethis]

 

 

TESTE QUEDAS: Experimente um tropeço controlado e aos seus bastões. Aprenda a confiar neles para que você possa inconscientemente confiar neles em caso de inesperadas escorregadas e quedas.

 

 

[t3]SISTEMA ANTI-CHOQUE:[/t3] Os meus têm, mas deixo travado. Mesmo assim fica levemente retrátil. Não gosto quando se retrai muito, pois acaba “tirando” parcialmente o seu apoio. Mas em trekkings longos, evitar o impacto e as vibrações nos punhos tem sua utilidade. O de fibra de carbono dá menos vibração que o de alumínio.

 

 

[t3]BASKETS:[/t3] faz diferença sim cada tipo. Nunca preocupei até que um dia, subindo um rio por quilômetros, pisando na margem arenosa, de vez em quando tinha que atravessar uma areia algo movediça. Meu amigo com o acessório de lama passava “flutuando”, com o bastão BEM apoiado, e eu atrás, atolava o bastão muito, ficando até “meio preso”...

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126213513.png 500 341.40969163 Legenda da Foto]Aqui no Brasil, se houver previsão de lama ou areial, já deixe enfiado a basket de barro.

Não atrapalha no seco !! E é fácil tirar, e guardar na pochete.[/picturethis]

 

 

 

 

 

Outras dicas:

[t3]SALTOS com companheiro:[/t3]

Ajude seus companheiros à atravessar um riacho mais largo que um salto confortável. Fique na beirada do riacho, com o bastão esticado, seu amigo(a) pega a parte da ponta, e ao saltar, segurando o bastão, VOCÊ EMPURRA ele NO AR, dando impulso !! Ele vai mais longe que o salto normal. Para você que ficou por último, às vezes uma ponta de um bastão, do lado de lá, é a diferença que te puxa, dando-lhe impulso...

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126213711.png 500 345.991561181 Legenda da Foto]Seu amigo(a) pega a parte da ponta, e ao saltar, segurando o bastão, VOCÊ EMPURRA ele NO AR, dando impulso para a outra margem !! Eu desenhei, próxima vez melhora, hahaha :lol:[/picturethis]

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126213738.png 500 398.848684211 Legenda da Foto]Para você, de cabelo ruivo, que ficou por último, às vezes uma ponta de um bastão, do lado de lá, é a diferença que te puxa, dando-lhe impulso...[/picturethis]

 

 

[t3]SALTO sozinho:[/t3] posicione os bastões à frente e coloque mais impulso no salto.[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126215233.png 500 398.734177215 Legenda da Foto]posicione os bastões à frente e coloque mais impulso no salto. Treine antes!! :o[/picturethis]

 

 

[t3]Pontes improvidadas, saltar troncos caídos, etc:[/t3] conforto, segurança, prazer.

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126220016.png 500 414.611005693 Legenda da Foto]conforto, segurança, prazer na trilha.[/picturethis]

 

 

[t3]Silver Tape, Emergências:[/t3] O bastão é um excelente lugar para guardar um metro ou mais de “silver tape” enrolado (para os reparos de emergência).

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20111126220121.png 500 329.439252336 Legenda da Foto]CARREGUE sempre um metro ou mais de Silver Tape[/picturethis]

 

[t3]COMO GUARDAR:[/t3] guarde os bastões RETRAÍDOS e “FROUXOS”, (não trave as partes) pois o mecanismo pode ressecar travado, e vc não abre mais o bastão...

LIMPO e SECO: Aprenda a limpar areia e terra e secar a umidade. Não use lubrificantes. (veja recomendações do fabricante).

Nas horas vagas, desmonte lentamente, parte por parte, olhando como montar novamente. Lave com água, enxugue com pano seco. Secar ao ar antes de remontá-lo. Guardar seco evita a oxidação que endurece os ajustes do equipamento.

 

[t3]CUIDADOS NO USO:[/t3]

“Se você tem pernas e joelhos cansados, os bastões são uma AJUDA!

Se você tem o corpo cansado, seu cardiovascular no limite, então os bastões serão mais OBSTÁCULO do que ajuda “.

 

Para carregar seu peso equipado, os bastões não dão força. Você usa mais força dos músculos de cima, e pode se esgotar mais rapidamente.

 

E abrir um mapa, limpar a testa, comer um lanche, tirar uma foto, pegar uma pedra, tudo isto fica mais desajeitado e demorado, com os bastões.

 

Com o treino você faz distâncias maiores, ou em menos tempo. E mais descansado (pés sem dor, sem fadiga ou dor no corpo).

 

É melhor uma grama de PREVENÇÃO do que um quilo de cura. Para proteger joelhos é excelente. Mesmo os tornozelos ficam menos propensos à torção, e teoricamente poderia-se aposentar pesadas botas.

 

Finalmente, o melhor jeito é sair e praticar !! Abçs ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×