Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados


Gastei por volta de $4,500 dolares para 3 pessoas com hotel, comida, aluguel do carro e gasolina.

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá. Parabéns!! Seu dia rende muitooo!!

Queria saber se os hotéis vc reservou antes, procurava na hora ou reservava um dia antes? obrigada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por deborar
      Em minha primeira viagem a Las Vegas, cheguei obstinada em desvendar as baladas, encontrar as melhores gastando o mínimo possível, mas não tinha a menor ideia de como fazer isso. Se identifica? 

      Se você quiser aproveitar a balada, night, festas, noitada, boates, clubes, enfim, as festas em Las Vegas sem cair em roubadas ou gastar seu rico dinheirinho todas as noites com entradas, vem comigo aqui que eu te conto uma descoberta que fiz e vai te ajudar a entrar nessa economizando muito.
       
       
    • Por JeffSantos
      Buenas!
       
      Faço a Appalachian Trail nos Estados Unidos a partir do final de abril de 2017. A trilha, para quem não conhece, tem 2189.8 milhas (3540 quilômetros) e cruza 14 estados na costa leste americana. Saio no finalzinho de abril da Georgia e a previsão é chegar em Maine, quase na divisa com o Canadá, em setembro (se tudo correr como o planejado no dia 7).
       
      Vou tentar escrever nesse tópico sempre que possível durante a trilha para todos irem acompanhando. Enquanto isso vocês pode ir acompanhando o planejamento no blog longadistancia.com
       
      Quem tiver alguma dica/sugestão e quiser comentar aqui agradeço muito. E quem souber de outra pessoa que já tenha feito essa trilha ou parte dela também ajudaria muito.
       
      Até!
    • Por markcnbrj
      Estou iniciando hoje mais uma viagem de férias e como de costume vou postar on line dentro do possível,
      Iniciei ontem num voô da TAM saindo do Rio, escala em Nova York no JFK e depois mais 1:30 até Toronto. Ele chega as 7:30 da manha no JFK, tem aquela enorme burocracia americana que te consome umas 2 hrs, e cheguei em Toronto as 12:40 de domingo. A imigração canadense é super tranquila. Apenas as perguntas básicas e pronto.
       

       
      Reservei pelo booking.com o hotel Isabella Suites, afastado do centro mas bem próximo a estação Sherbourne do Metro. Ja neste primeiro dia percebo que Toronto é uma cidade cara. Este hotel 2 estrelas afastado do centro custou 489 CAD para 5 noites. É bonzinho, mas é 2 estrelas.
       

       
      O Aeroporto não tem metrô. Então as opções são o trem da UP que custa CAD 27 ou comprar o Token, que são umas moedinhas de transporte que valem para 1 viagem, com uma extensão de trem, metro ou Streetcar, que é o tram deles aqui. Tipo bilhete único custa 2,95CAD. No Aeroporto não achei agencia da TTC, que é o orgão de transporte local, mas comprei 5 moedinhas na casa de câmbio Trevellers que as vende por ali. Saia do terminal e procure o Õnibus 192 Airport Rocket para estação de Metrô Kippling. Leva 10 minutos.
       

      Chegando em Kippling temos acesso ao Metrô de Toronto e me perguntei? Estou no Canadá mesmo? Eta metrozinho safado. Sujo, com gente pedindo dentro da plataforma, sem indicação de nada...um lixo. Dos piores que já conheci. E pra comlpletar uma obra neste fim de semana interrompeu um trecho que passou a ser de ônibus. Aí eu chorei....com minhas 2 malas pesadas....subindo estação sem escada rolante....não consegui sentar e fiz todo o trecho em pé, Se soubesse pagava os 27 do trem....E o trecho do ônibus passava por cada gueto de assustar...mas depois de 1 hora cheguei no hotel...detalhe -4 graus celsius,,,Andar os 100 metros até a estação foi um suplício.
       
       
      Depois pra completar o dia peguei o metro até a Union Station e fui andar aleatoriamente....pelo undergraund que é uma serie de passarelas por baixo da cidade, que eles chamanPATH. Como era domingo, tava tudo fechado então resolvi meter a cara na rua e pagar um bondinho para ir a Chinatown cumprir a etapa das quinquilharias.
      Para ir lá pegue na estação Union Station o Street car SPADINA STREET, salte em um dos vários pontos na Chinatown e boas compras. Mas já adianto que para Chinatown é caro em relação a outras similares. Mesmo assim é ponto obrigatório na visita. Se pesquisar acha buginganga legal a preço bom.
       

       
      Depois começou a nevar então cheguei ao fim do dia...Não foi um começo dos melhores...mas estou esperançoso,,,amanhã comento mais....
    • Por rogerioramires
      Mount Whitney
       
       
      Mount Whitney estava na minha lista desde que eu comecei a me aventurar na California. No dia que eu decesidi escalar o Everest eu pencei, bom tenho que comecar de alguma forma. Primeiro a mais alta de Santa Monica, mais alta de Los Angeles County, Extremo no Death Valley, o mesmo agora com camping na neve, e assim indo ate mais alta dos 48 estados. Sem falar dos planos futuros como Rainner e Denali.
      Na primeira vez que estive no Summit do Telescope Peak, 11.048 pes, eu fiquei olhando na direcao de Whitney e imaginando como seria a subida para la, eu mau tinha conceguido escalar o Telescope Peak, que era 7 milhas e 3.000 pes, agora Whitney 11 milhas 6.000 de gain, como seria?
      Logo que cheguei a Lone Pine, fui direto ao Visitor Center para pegar o meu Permit, eu estava super cansado e nervoso, depois de 4 horas dirigindo sem parar, para ter a certeza que eu chegaria la a tempo de pegar o Visitor Center aberto, cheguei as 5:00, o visitor center fechava as 5:30.. ufa! 30 min para preencher a papelada e ouvir o sermao sobre No Trace e bla, bla, bla.
      5:20, eu ja estava fora de la, com meu permite e uma vontade imenca de por o pe no trail.
      Entrei no carro e resolvi dar a, que talvez seria a ultima palavra de meu fim de semana a com a minha esposa.
      Resolvi que deveria ir direto para o trail Head para comecar minha aclimatizacao, pois nao teria muito tempo para aclimatizar de nivel do mar para 12.000 pes que seria meu proximo acampamento na montanha.
       
      http://everestdestination.blogspot.com/
      Chegando ao Trail head, resolvi que nao iria dormir no carro pois la havia um Camping bem organizado para Backpaker, e achei que seia mais vantajoso montar minha barraca grande e dormir confortavelmente a merce dos ursos.
      Fiz um lanche rapiro, montei minha barraca e fui dormir por volta de 9:00....
       
      No portal
      Lembrei que tinha deixado a minha mochila dentro do carro, tive que desfazer toda minha mochila, para tirar o container aprova de urso de dentro dela, esqueci que ,se eu deixa-se minha mochila com tudo dentro, dentro do carro eu corria o risco de um urso quebrar meu vidro para pegar a comido de dentro.
      Coloquei o container nas caixas aprova de urso que tem no estacionamento e finalmete fui dormir.
      Durante a noite ouvi muitas pessoas chegando no trail head, quando acordei havia por volte de uns 10 carros, todos com pessoas dormindo dentro, fiquei mais aliviado, pois eu nao era o unico que iria se aventurar naquele dia.
      Enquanto eu preparava meu cafe da manham fui desmontado minha barraca e montanto minha mochila.
      7:15, peh no Trail, tirei uma foto no Whitney portal, guardei a camera e vamos la.
       
       
      Logo que voce comeca o trail, voce ja pode observar a grandiosidade deste lugar, trail fica em um valley estreito com varios pinnacles de granito e de cara voce confronta uma subida de 30 graus no meio das arvores.
      O trail inicia a 8300 pes e o proximo ponto de Referencia, Lone Pine Lake, fica a 2.8 milhas e a 10000 pes de altura. Enquanto voce nao chega no lago, da para observar varias cachoeiras que se formam com o lago transbordando. Para chegar ate o lago eu teria que desviar meu caminho 0.6 milhas, resolvi deixar para ver o lago outro dia e inciei minha subida para o proximo ponto de referencia que seria o Outpost Camping que fica a 1 milha de distancia e 300 pes de altura do lago.
       
      O caminho para o Outpost e feito por uma trilha que faz um Zig Zag com pouca inclinacao entre pedras e arvores, ela termina em uma pedra bem grande com pequena inclinacao, onde voce pode andar encima, e lah tem uma vista maravilhosa do Lone Pine Lake.
      Quando chegei a este ponto, resolvi para e fazer meu primeiro lanche. Achei um lugar onde estava batendo sol e me sentei, comi umas barras de cereal te eu tinha levado, estavam horriveis... hehehehe, me abasteci de agua e resolvi tirar uma soneca. O silencio era incomparavel! acordei uma hora depois achando que estava dormindo em minha cama em casa.
      Pe na trilha novamente. Ainda faltava muito.
      Outpost Camping eh um lugar que fica no meio do vale, diferente de toda a paisagem que se ve na trilha, este lugar eh plano, com varios corregos cruzando um gramado verde bem escuro, com arvores somente proximo as montanhas.Acredito que de um lado ao ele mede 500 metros de lagura por 800 de comprimento.
      O trail segue berando a montanha e as vezes para desviar dos corregos, segue por cima de perdras bem grandes.
      Chegando a area de camping, fiquei com muita vontade de ficar por la mesmo, pois era muito bonito, tinha muita neve e varios lugares bons para armar a barraca , mas resolvi que estaria muito longe do summite no outro dia, e alem do mais nao era oque eu havia planejado.
      Fiz mais uma pequena parada para descancar minhas costas da mochila, comi um pedaco de queijo que eu tinha em meu bolco.
      O Outpost Camping fica a 10300 pes e meu objetivo de hoje era chegar no High Trail Camp que fica a 12000 pes e 2.2 milhas.
      Ja era por volta de 12:00 quando inicie minha subida para o High Camp, de cara para sair do Outpost voce ja ve o uma montanha imensa com no minimo uns 500 pes a sua frente e la em cima voce pode obsevar o parecia ser a saida do trail para um outro valley, ufaa, ja comecei desanimado em ver o quanto ainda tinha que subir. Varios zig zages, onde ,quando voce faz um zag voce pode obeservar logo abaixo de voce o zig que acabou de fazer, e isso continuou por 2 horas, parecia que nunca iria terminar, fora que a condicao do trail foi ficando cada vez pior pois agora, nesta parte do trail o sol ja nao pegava mais, e oque era neve derretendo, estava virando gelo.
      Olhei para baixo e pude ver o Outpost Camping, ficando cada vez menor. logo nao podia mais ver o Camping e os valley abaixo, pois o valley onde eu estava agora estava indo em outra direcao. Resolvir conferir no mapa aonde eu estava agora. Ainda faltava por volta de 1.2 milhas para o High Camping mas agora a inclinacao iria diminuir, ufa!
       
       
      A paisagem agora era completamente diferente, duas montanhas com mais de 12500 pes, uma de cada lado, sem arvore nenhuma e muitas pedras gigantes que pareciam estar desequilibradas, prontas para rolar morro abaixo, o sol aquecia o valley, mas ainda sim tinha muita neve e gelo, resolvi ver em meu termometro qual era a temperatura, e para minha surpresa apesar do calor que eu estava , a temperatura era de 2 graus celsios! Nesta parte do trail eu ja estava muito cansado e mal andava 100 metros antes de parar por 30 ou 40 segundos, minhas costas estavam doendo por causa do peso da mochila.
      Em uma de minhas paradas resolvi que ira tirar a mochila das costas para descancar, abasteci minha agua, eu tinha bebido por volta de 3 litros de agua. Chequei meu altimetro, 11.700 pes, o mais alto que ja havia chegado era 11.043, isso me motivo a continuar, fiquei por ali uns 10 minutos descansando. No mapa, parecia que eu estava proximo do camping, porem eu sabia que ainda tinha 300 pes para subir.
      Continuei andando, o terreno ficou plano, e parecia que o trail iria acabar em uma parede vertical, mas logo quanto estava chegando no final do trail vi que tinha um zig zag que ia montanha a cima.
      O trail agora era bem estreito e comecei a encontrar com algumas pessoas descendo, toda vez que encontrava com alguem eu tinha que me encostar contra a parade para a pessoa me passar, os zig zags eram longos e com uma enclinacao nao muito forte, mas logo depois do terceiro voce podia ver que ja tinha subido muito.
      Quando eu estava no ultimo pedaco dos zig zags, eu vi de longe um cara sentado em uma pedra, fiquei observando-o enquanto eu andava e reparei que ele nao ia para frente nem para traz. Quando cheguei nele, ele estava com uma aparencia de muito cansado e dor, resolvi parar para ver se estava tudo bem com ele. Ele me disse que estava com muita dor de cabeca, tontura e com vontade de vomitar. Bom nesta altitude so teria um diagnostico para isso AMS, accute mountain sickness.
      AMS acontece quando seu corpo nao concegue, ou nao teve tempo suficiente para se aclimatizar com a altitude.
      Perguntei para ele se ele quando ele tinha comecado a passar mal, ele me disse que ja estava perto do Trail Crest a quase 13600 pes, quando ele resolveu que, se ele continuasse ele iria vomitar, ai ele resolver voltar, perguntei se ele estava sozinho, ele me disse nao, e que estava com alguns amigos que haviam continuado no escalada, e ele me disse tambem que havia chegado no trail head as 2:00 da manham, e tinha vindo de San Diego, que fica ao nivel do mar, tinha dormido apenas 3 horas antes de iniciar a subida... Pencei comigo, Otima Idea ha! Ofereci a ele remedio para dor de cabeca, e ele me disse que havia tomado, perguntei se ele havia se hidratado e comido, ele me falou que toda vez que tentava come ou tomar agua ele quase vomitava... ( A AMS eh calsada tambem pela mah Hidratacao e nutricao na montanha..) sugeri que ele descesse o mais rapido possivel ou ele iria ficar cada vez pior, perguntei a ele se ele necessitava de ajuda, ele me disse que nao. Bom nesse caso boa sorte meu amigo.
       
      Continuei minha caminhada, ja podia ver o que eu achava que era o Summit, fiquei muito animado e aumentei meu passo, mas logo diminui, a altitude estava me pegando, comecei a ficar com um pouco de dor de cabeca, que droga pencei.., e ainda bem que terei uma noite inteira para me aclimatizar a 12000 pes.
      3:30, 8 horas de caminha, finalmete cheguei a um lugar onde parecia ser o High Camp, um lugar razuavelmente plano com um lago congelado, e muita neve e gelo.
      Havia apenas umas 6 barracas montadas, no camping, e algumas pessoas chegando e indo embora.
      Os lugares para acampar nao estavam bem definidos pois a neve e o gelo havia cobrido tudo, procurei um lugar plano e protegido do vento para colocar minha barraca.
      Depois de muita briga com o solo, que estava congelado e minhas estacas nao entravam no chao, concegui armar minha barraca, esvaziei minha mochila dentro da barraca, so deixei as coisas para cozinhar para fora, e comecei a preparar minha comida, atum, frio memos, e salmao em conserva, este quente, e Gatoraid, quente tambem.
      Logo depois de comer resolvir fazer algumas amizades, convercei com um cara que era da Florida, ele estava de ferias e havia acabado de mudar para California, ele tinha se separado de sua esposa, ache que ele estava tentando esvaziar a cabeca. Ficamos falando de equipamento e imaginando como seria o fria a noite e como seria o dia seguinte de escalada.
       
       
       
      Fiquei esperando o sol se por, e logo comecei a ver as estrela aparendo no ceu que estava sem nenhuma nuvem, havia zero de vento, um silencio incrivel que as vezes era interrompido por alguem tossindo dentro da barraca.
      *Fiquei fora de minha barraca ate as 9:00 da noite observando as estrelas e imaginando oque as pessoas que eu conheco estavam fazendo. Apesar do frio, a noite estava agravel, e eu nao podia perder a oportunidade de observar o ceu as 12000, pois nao eh todo dia que vc esta a esta altitude.
      A noite demorou muito para passar, devido a altitude e falta de aclimatizacao, nao concegui dormir, acordava a cada 15 minutos achando que ja havia passado horas. Comecei a fazer um jogo de adivinhar que hora era toda fez que eu acorva, incrivel, chequei a dormir 5 minutos e achar que ja havia passado mais de 3 horas..
      Acordei as 5:00, ainda estava escuro, e muito frio, olhei no teto de minha barraca e notei que a condensacao havia congelado, abri a porta de minha barracae por alguns minutos fiquei olhando para fora, olhando o ceu e as estrelas, coloquei minha luga e a parte interna de minha bota dentro do saco de dormir para ver se esquentava.
      Coloquei minha jaqueta, minhas luvas e comecei a briga para calcar minha bota. A bota que eu estava usando eh composta de duas partes, a interna e a extena, sendo que , a interna eh de teceido e neoprene, e a externa eh de plastido. A parte extena estava tao dura por causa do frio que era quase impossivel de vertir por cima da parte interna. Depois de 10 min de luta, eu concegui ficar de peh.
      Preparei meu cafe da manham, atum, uma barra de proteina e Gatoraid quente apra tomar. Derreti mais neve para colocar em minhas garrafas de agua, que eu tinha que carregar dentro de minha jaqueta ou a agua congelava antes de eu poder tomar, preparei minha mochila para o summmit , lanterna ascesa na cabeca e comecei meu Hike. O ceu ja nao estava mais preto e sim vermelho pois o sol estava a ponto de nascer.
      Ninguem no camping havia acordado ainda, cruzei o camping e iniciei os zig zag, agora eu tinha 86 pela frente e 1600pes de gain.
      Nao havia vento, estava frio, eu estava muito bem vestido, mas meu rosto parecia que ia congelar, meu nariz estava escorrendo, nao de gripe mas acredito de condensacao ou algo assim, mas praticamente nao sentia, pois estava adormecido.
      Depois de 30 minutos andando o sol comecou a iluminar o ceu, o vermelho virou laranja e logo o ceu estava azul, mas um azul que eu nunca vi...
      O trail comecou a ficar cada vez mais estreito e a cada Zig zag que passava minha barraca ficava mais e mais longe ate o ponte de eu nao conceguir mais ver. Em alguns pontos do trail, voce anda praticamente em 40cm de chao e se voce escorregar, nao ha nada para parar sua queda...
      Resolvi parar e colocar meus Grampons, (equipamento que voce instala na bota, como se fosse uns pregos para nao escorregar) pois o trail estava cada vez mais gelo do que neve e em alguns lugares escorregava muito.
      13000, resolvi parar para descancar e tirar umas fotos, ja fazia 1:30 que eu estava andando, ja tinha varias pessoas no trail, bem la em baixo dava para ver uns pontinhos se mexendo.
      Agora o sol ja havia saido de traz das montanhas e me aquecia em alguns pontos do trail, todas as montanhas que estavam assima de mim agora estavam la em baixo, incrivel aonde nosso corpo pode nos levar.
      13500, so mais 100 pes e estarei dentro do Secoia National Park, casa de Mount Whitney, teoricamente agora estou mo meio do caminho do meu 2 segundo dia de escalada. Comecei a imaginar como iria ser o chegada no summit, agora parecia estar tao perto. Mais 900 pes e 2.8 milhas.. facil agora..
      13600, 10:30 da manham, agora dentro so SNP, dei uma parada para tomar uma agua e ver por onde o trail seguia....
      HAAA nao acredito, agora terei que descer por volta de 300 pes por de traz da montanha e depois continuar subindo.
      A ultima coisa que eu queria fazer agora era ter que descer 300 pes... pois eu teria que, la na frente, subir este 300 pes.. que frustracao!
      O trail desce bem inclinado, com muitas pedras no caminho e degraus altos, gelo, neve, e um prescipicio, quase vertical, de uns 500 pes... Quase que eu volto para traz. Juro que pencei, Que merda eu estou fazendo aqui?
      O medo foi substituido adrenalina e continuei em frente, descendo. Passei por de traz de varios picos, que antes eu via la do vale, descobri que oque eu achava que era Mount Whitney era Mount Muier com 14.012 pes, e Whitney parecia estar perto, mas ainda longe.. Cada vez que eu passava atraz de um dos picos o trail ficava estreito com penhasco de um lado, e algumas veses penhasco dos dois lados.
      As ultimas 2.8 milhas, foram as 2.8 mais dificeis de toda minha vida. Mistura de medo, cansaco, desapontamento, e dor.
      Ja eram 12:00 quando chegei ao Trail Crest, iniciei novamente a subida, logo de cara encontrei com um cara sentado em uma pedra, ele estava sofrendo muito com AMS, este era outro caso de alguem que nao tinha aclimatizado, com ele , ele carregava uma garrafa de agua e mais nada. Ele me pediu remedio para dor de cabeca: Cara infelizmente eu nao tenho, porem se voce quiser tenho aqui comida extra.. ele nao aceitou... Bom nao posso fazer nada.. continuei minha caminha. O trail tinha uma inclinacao razuavel, com um ou dois Zig Zag, e as vezes umas pedras bem grande no meio do trail, e eu tinha que passar por cima. Comecei a fazer paradas cara vez mais frequentes, ao ponto de conceguir dar somente dar de 10 a 15 passos antes de parar por 30 seg a 1 min para descansar, meu coracao parecia que ira sair pela boca. Minhas duas garrafas de agua ja estavam quase vazias, eu estava completamente sem apetite e minha cobeca estava comecando a doer. Resolvi dar uma parada um pouco mais prolongada para descancar. Sentei em uma pedra bem confortavem e relaxei. Pencei comigo mesmo vou ficar aqui uns 10 minutos e ai eu continuo. Tirei minha camera do bolso e comecei a fotografar. Bom 10 min se foram, eu estava me sentindo outra pessoa, acho que agora estou bem.. Comecei a andar novamente, mais 2 minutos e estava de volta ao meu estado deploravel de cancaso e dor de cabeca. Sentei novamente e comecei a pensar na possibilidade de Voltar para traz.
       
      Guitar Lake
      Guitar Lake, tirei uma foto do lago e continuei andando, contra vontade de minhas pernas, mas agora motivado a chegar ao Summit da montanha mais alta dos USA.
      Coloquei em minha cabeca que um pe na frente do outro me levaria ao summit, comecei a andar bem devagar e constante, tentei me concentrar em minha respiracao, e assim fui.
      Ja podia ver o abrigo que tem no Summit, uma cazinha feita de pedra que abriga as pessoas que ficam presas na montanha em dia de mah sorte com o clima, mais um Zig e um Zag e a casinha sumiu atras de uma subida que parecia ser a ultima, agora uma subida em linha reta, com alguns degrais, minhas pernas estavam em fogo quando finalmete crusei com um cara que estava descendo, que, com um sorrizo do tamanho de seu rosto disse, “Esta logo ali.... Parabems!”. Meu olhos encheram de lagrima, so conceguia pensar em voltar para casa e dar um abraco na minha esposa.
      Chegando no summit, sentei no chao, abri minha mochila, tirei a foto de minha esposa ,que eu carreguei o tempo todo comigo, sorri e pencei, Cheguei, concegui, nao acreditava que estava lah.
       
      Milena no Summit
      Havia umas 15 pessoas no Summit, mas uma pessoa me chamou a atencao, era garota que aparentava ter por volta de 25 anos, ela e seus amigos estavam muito emocionados, reparei que ela nao tinha cabelo enem sobrancelhas, mais tarde descobri que ela estava com cancer e estava em tratamento. Fiquei impressionado com a determinacao dela, eu em boa saude havia sofrido muito para chegar lah e ela doente, estava lah.
      Tirei algumas fotos assinei o livro de Summit, curti por pouco tempo.
      Bom como todos os Montanhistas sempre falam, o summit eh so a metade do caminho, derreti neve para encher minhas garrafas de agua, separei uma delas para trazer para casa, Agua do Summit da montanhas mais alta dos USA, para a Milena, comi e iniciei minha descida com o sentimento de dever comprido.
      A descida foi muito cansativa, porem mais facil que a subida, logico.
      Ao chegar ao, reparei que havia umas 30 pessoas a mais do que quando eu sai de lah, muita gente tinha chegado naquele dia para fazer o summit no domingo.
      Cheguei a minha barraca muito cansado e mau humorado, eu estava com muita fome e cede, fui logo derretendo neve e preparando minha comida, um grupo tentou falar comigo e eu mau respondi de tanto mau humor.. depois de minha janta, resolvi falar com eles, pedi desculpa por ter cido rude, eu estava com fome.. eles deram risada.
      Ficamos conversando sofre a escalada, e passei algumas informacoes para eles, e logo comecou a escurecer. Ficamos conversando ate as 9:30 da noite, olhando as estrelas e contando quantas estrelas cadentes nos viamos, foram 6. Fui para minha barraca por volta de 10:00 pois tinha que arrumar minhas coisas para partir no dia seguinte. Quando entrei em minha barraca e tirei minha bota, percebi que eu nao estava sentindo meus dedos do peh, tirei minha e meia e para minha surpresa, a meia estava congela e arancou pele de meu dedo. Tentei esquentar meus dedos com a mao e logo coloquei um par de meias secas, mas ainda nao sentia meus dedos.Percebi tambem que na ponta de meu nariz havia uma bolha, e estava descascando, resultado de ter congelado em algum ponto da viagem.
      Nao concegui dormir muito novamente, mas um pouco mais do que na noite passada.
      4:30 eu ja estava acordado, mas resolvi que so iria sair da barraca as 6:00 e por volta das 7:00 eu estaria partindo.
      7:00 eu ja estava descendo, crusei com muita gente subindo, muitas destas pessoas nao tinha equipamento adequado e muito provavelmente estariam voltando para traz em menos de uma hora.
      Nas ultimas milhas antes de chegar ao carro meus pehs estavam tao doloridos que parecia que eu nao cenceguiria chegar ao carro , nao parei nem para agua, pois sabia que quando meus pehs esfriasem eu teria que tirar a bota e nao por mais.
      4 horas depois de sair do High Camp eu estava chegando ao meu carro. Tirei uma foto no portal com lagrimas nos olhos, aliviado de estar em uma so peca.
      Na quarta-feira concecutiva, dois grupos de pessoas, 3 amigos e um pai e filho ficaram pressos no Summit de Mount Whitney por 3 dias, eles julgaram mal o clima.
       
      Todas as fotos


×