Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Gabriel Damasio

Eurotrip Invernal: 31 dias de Alemanha, Áustria, Croácia, Eslováquia, Eslovênia, Hungria, Polônia e República Tcheca. Dez-Jan 2016/2017

Posts Recomendados


Brother,

Teu relato ficou sensacional. Já fui à algumas destas cidades que falou, como Berlim, Praga, Viena e Budapeste, e realmente são sensacionais, mas, quando estive lá, era verão.

Estou planejando uma nova em Janeiro, de Lua de Mel. Acha que rola mesmo no inverno?

Abraços,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@JetroAntunes Com certeza rola sim! Só não rola se algum de vocês odiar muito o frio. A gente aproveitou muito, mesmo sendo inverno. Só precisa estar bem agasalhado que vocês vão aproveitar bem. E também lembrar que o dia escurece bem mais cedo, mas isso não atrapalhou a gente. Dá pra deixar atividades internas como museu etc para tarde, que aí não faz diferença se é dia ou noite. Outra coisa que muda do verão para o inverno é que não terão aquelas mesas de restaurante e bares na calçada, como tem no verão. Mas considerando tudo isso, valeu bem a pena!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por WMFlores
      Prezados, boa tarde!
      Eu e minha esposa iremos em maio/19 para Europa, entraremos e sairemos por Roma, mas gostarias de fazer o seguinte roteiro, Roma > Viena > Cracóvia > Praga > Berlin (talvez) > Roma.
       
      Gostaria de dicas e orientações sobre esses lugares.
      Oque levar? Onde ir? Onde ficar? Como ir de um lugar ao outro? Desde já agradeço a todos
       
      Obs.: Passagens já compradas de GRU>FCO - 04/05/19 e FCO>GRU 24/05/2019 
       
       
       
    • Por Jessica Cezar
      Nosso (intenso) último mês no Brasil antes da mudança para Polônia
      Começa hoje a série “Diário da mudança – Rumo à Polônia”! Ao longo dos próximos meses contaremos todo nosso trajeto desde o momento que decidimos morar fora, passando por todos os preparativos para a mudança, até nossa chegada em território polaco. A série não está em forma cronológica. Nesse primeiro post vamos contar para vocês como foi o intenso último mês no Brasil.
      Recebida a oferta de emprego e aceitada a proposta, nossa vida virou um turbilhão de emoções e decisões. Independente disso, vale dizer que nunca pensamos em “morar para sempre” fora do Brasil. (Ainda não conseguimos imaginar uma vida inteira longe da nossa família e amigos). Por isso, a meta que traçamos é morar de 3 a 5 anos fora e depois voltar para a Cidade Maravilhosa, na Pátria Amada (salve, salve!). 🇧🇷  👉 Leia mais.
      Veja no post:
       
      O que fizemos com todas as nossas coisas antes de migrar? Hora de desapegar do que é material e focar no objetivo final! Quer levar mais bagagem na sua mudança? Vai precisar pagar por isso! Terminando os preparativos para a mudança Correria sem fim para dar conta de tudo antes da viagem Hora das despedidas das comidas, dos lugares e das pessoas amadas 👉 Confira a primeira parte do "Diário da mudança" acessando o post completo do blog "Batendo Asa".
       
      Acompanhe o blog também no Instagram e no Facebook – tem sempre dicas fresquinhas por lá para você!
      Aproveita e salva esse post no Pinterest para lembrar das nossas dicas! 

    • Por Jessica Cezar
      Zakrzówek: o oásis escondido da Cracóvia
      Sei que a Cracóvia (e a Polônia, de modo geral) não é um destino que está nos sonhos da maioria dos brasileiros. Muita gente não tem ideia da quantidade de belezas que há nesse país que vem nos conquistando, dia após dia, desde que nos mudamos para cá. Como o principal estereótipo polonês é de muito, muuuuito frio o ano todo , decidimos estrear a categoria “Polônia” aqui no blog fugindo dos tradicionais roteiros turísticos, e mostrar que nem tudo aqui é neve. Vamos falar de um lugar em Cracóvia que é tipicamente local e particularmente popular no verão: o deslumbrante lago Zakrzówek.
      O lago artificial Zakrzówek (se pronuncia “zaqui-jú-vec”) é uma joia escondida em meio a cidade. Esse fantástico reservatório foi criado quando a pedreira de calcário que operava no local acidentalmente perfurou o lençol freático em 1990. O local foi inundando e se tornou esse oásis, a pouco mais de 3 quilômetros do centro.
      Uma imensidão azul de águas cristalinas!
      Hoje ele é uma das alternativas que os moradores de Cracóvia têm para a falta de praia na cidade – afinal, não é todo o fim de semana que se consegue ir para o norte da Polônia, para as praia em Gdansk, Sopot e Gdynia. Quem está acostumado com um bom banho de mar (como eu! ), estranha o primeiro mergulho, pois a água é doce (como é de se esperar😉). Mas a imensidão cristalina conquista até os corações cariocas.
      E para ajudar você a aproveitar esse passeio quando vier à Cracóvia (ou quem sabe você não decide visitar a cidade já pensando em ir em Zakrzówek!), contaremos nossas experiências no lago e daremos dicas de como aproveitar o lugar de diversas formas. 👉 Leia mais.
      Vamos mostrar:
      como chegar lá de transporte público; como faz para mergulhar nas profundezas do lago (e descobrir várias atrações submersas, como um navio “naufragado”); ou como se refrescar e tomar um banho de sol; e também quanto custa cada coisa. Enfim, tudo que você precisa saber antes de ir em Zakrzówek. 👉 Confira o guia acessando o post completo do blog "Batendo Asa".
       
      Acompanhe o blog também no Instagram e no Facebook – tem sempre dicas fresquinhas por lá para você!
      Aproveita e salva esse post no Pinterest para lembrar das nossas dicas! 



×