Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Carola_RJ

Nova Zelândia - Roteiro com dicas e valores gastos (De Motorhome, ilha sul e ilha norte) Queenstown, Wanaka, Tekapo, Rotorua, Taupo, Auckland

Posts Recomendados


Muito bom o relato, me ajudou bastante!

Vou pra NZ dia 26/8 e vou rodar o país em um campervan por 15 dias.

Você acha que vale a pena fazer os passeios ao Te Puia e ao Waiotapu? Se tivesse que escolher entre um e outro qual escolheria?

Você se lembra dos nomes dos campings que ficou em Rotorua, Wanaka e Mount Cook Village? Você os recomenda?

O processo de abastecimento do veículo é por conta própria?

Agradeço se puder responder aos meus questionamentos.😃

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@iaosp Muito obrigada!
 

Te Puia ou Wai o Tapu -> Poxa, não dá para cortar outras coisas? Os dois são imperdíveis. E o passeio ao Parque Te Puia pode ser feito à noite, então dá para encaixar mais fácil. Olha, meu sonho era conhecer aquelas piscinas coloridas de Wai o Tapu, então esse é o meu preferido. Mas o Geyser é um show da natureza impressionante. Os dois parques têm coisas que você não vai ver em nenhum outro lugar do mundo, pensa nisso. Dá para fazer uma visita rápida, chegar cedinho, ou ir no fim do dia.

Campings -> lembro dos nomes sim! Mas, é bom baixar o aplicativo do Campermate! Esse app te diz todos os campings disponíveis, preço, pode fazer reserva, é ótimo!

  • Camping em Wanaka - Wanaka Lake View Holiday Park: é bem bom, pertinho do centro. Custa $50
  • Camping em Rotorua - Holdens Bay Holiday Park: é longe do centro, tem um Mc Donalds na esquina. A estrutura é meio ruim, banheiro meio feio, mas nada demais. Pegamos uma promoção no app e custou $20 a diária com internet.
  • Camping em Mount Cook - Em Mount Cook Village só tem um camping free, ele é público! Você paga um preço símbólico, mas não tem recepção, você deposita em uma caixa. Não tem lugar para tomar banho, cozinha, nada disso. Achamos MUITO no meio do nada. O local perfeito para uma cena de filme de terror, rs. Preferimos voltar 20 km e ficar no Glentanner Holiday Park Mount Cook, custou uns $50. O lugar é surreal de lindo.

Abastecimento do Motorhome -> Você diz abastecer o diesel? A maioria dos postos é self service, você chega abastece e depois paga no caixa. Tem que entregar o carro com tanque cheio. Na segunda locadora nós pagamos uma taxa de $90 onde podíamos entregar o carro sem estar com tanque cheio.

Se tiver mais alguma dúvida, tamo aê!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito obrigado pela resposta!

Só mais uma coisa... você reservava os campings com antecedência ou chegava na hora mesmo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@iaosp Olá!
Reservei só o de Rotorua.
Mas, é melhor reservar sim. Em Auckland, simplesmente não tinha mais vaga. Acredito que dependendo da época do ano podem ficar cheios sim.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por vfmarques
      Vou deixar aqui algumas informacoes da minha viagem para Nova Zelandia, passei quase 1 mes la.
       
      Roteiro:
      Dia 24 -> Toronto - Queenstown
      Dia 26 -> Queenstown
      Dia 27 -> Queenstown
      Dia 28 -> Queenstown
      Dia 29 -> Queenstown
      Dia 30 -> Queenstown
      Dia 31 -> Queenstown to Wanaka
      Dia 01 -> Wanaka
      Dia 02 -> Wanaka to Fox Glacier
      Dia 03 -> Fox Glacier
      Dia 04 -> Fox Glacier to Arthur Pass
      Dia 05 -> Arthur Pass
      Dia 06 -> Arthur Pass to Christchurch
      Dia 07 -> Christchurch to Nelson
      Dia 08 -> Nelson
      Dia 09-> Nelson
      Dia 10-> Nelson to Wellington
      Dia 11-> Wellington to Taupo
      Dia 12-> Taupo
      Dia 13-> Taupo to Rotorua
      Dia 14-> Rotorua
      Dia 15-> Rotorua
      Dia 16-> Rotorua to Whitianga
      Dia 17-> Whitianga
      Dia 18-> Whitainga to Paihia
      Dia 19 -> Paihia
      Dia 20 -> Paihia
      Dia 21 -> Paihia - Auckland
      Dia 22-> Auckland
      Dia 23 -> Auckland - Toronto
       
      Antes de comecar a descrever meu roteiro, vai algumas dicas da Nova Zelandia:
       
      1. Dinheiro
      - O que eu achei melhor eh tirar dinheiro do caixa eletronico quando chegar la
       
      2. Transporte
      - Eu viajei bastante de onibus: Intercity (http://www.intercity.co.nz/), a maioria dos onibus dessa companhia tem free WIFI, no sul da ilha os motoristas explicam as cidades que a gente passa. Tambem usei Naked bus (https://nakedbus.com/) . Usei West Coast Shuttle (http://www.westcoastshuttle.co.nz/) para fazer a viagem de Arthur's Pass to Christchurch. Se vc planejar com antecedencia e nao se incomodar em ter um roteiro fixo, vc consegue achar passagens de $1 dolar na Intercity and Nakedbus, so apenas 1 passagem eu nao consegui comprar passagem de $1 dolar
      - E usei ferry para ir da ilha do sul para o norte. Bluebridge - https://www.bluebridge.co.nz/
       
      3. Comida:
      - Pavlova- eh um tipo de merengue
      - Kumera - batata doce - muito bom
      - Hangi - comida tradicional dos Maori onde eles fazem um buraco no chao e cozinham carne e vegetais. Delicioso
      - Mince - uma torta de carne moida
      - Chocolate - experimente whittakers marca.
      - L&P - eh um refrigerante que eles tem la
      - Hockey pokey sorvete
      - Lamb
      - mariscos - eles um com casca verde que sao gigantes e deliciosos
      - em Queenstown tem o famoso Ferg burger - se prepare para ficar uns 45 minutos na esperando pelo hamburger
       
      4. Temperatura
      - peguei dia super quentes em Queenstown and Auckaland, alguns dias de chuva em Fox e Nelson... nao esqueca de levar um casaco para te esquentar, mas o mais importante de todos eh um casaco que te proteja de chuva e vento.
       
      5. Acomodacao
      Darei as dicas nas cidades que eu passei, mas eu sempre peguei quartos privados em albergues.
       
      6. Outras informacoes
      - as estradas sao todas apertadinhas, parece que vc esta subindo e descendo serra toda hora. So quando vc chegar em cidades como Welligton e Auckland que vc vai ver estradas com 2 ou 3 pistas
      - acho que so passei por 2 pontes que cabem 2 carros, todas as outras pontes so cabem 1 carro
      - tudo fecha as 5, so em Auckland e Queenstown que nao. A maioria das cidades parece deserta depois das 5, vc gente em restaurantes, bares, mas fora isso... tudo deserto.
      - 95% das trilhas sao super bem sinalizadas
       
      Bom, agora vou descrever um pouco do meu roteiro:
       
      Dia 26 - Queenstown
       
      Finalmente cheguei em Queenstown depois de quase 2 dias viajando. Chegar de aviao em Queenstown eh simplesmente maravilhoso... a gente passa pelo MT. Cook, chegando na cidade parece que o aviao para no ar...
      Peguei o onibus do aeroporto que leva para cidade (http://www.connectabus.com/), paguei 12 dolares.
      Cheguei no hotel as 11 da manha mas so podia fazer check-in as 2pm, entao deixei a mala la e fui andar por volta do lago.
      La pelas 3pm voltei para o hotel, tomei um banho e sair de novo para andar pela cidadezinha que eh uma graca.
      Para quem esta a pe, so tem 2 supermercados perto e se prepare, as coisas nao sao tao baratos. Tudo em Queenstown eh caro.
       
      Eu consegui uma super promocao no Expedia e acabei ficando no Rydes Lakeshore.


       
      Dia 27 - Queenstown
       
      Hoje era para eu tirar o dia para relaxar, mas como a previsao do tempo para o meu ultimo dia em Queenstown era de chuva, eu resolvi ir fazer as caminhadas que eu queria fazer na cidade. Comecei com Queenstown Hill trail, levei quase 1 hora para chegar la... a vista eh linda de la.
      Depois fui para Gondola e de la eu fiz a Ben Lomond track... nossa quase morri... levei quase 2 horas para subir, um calor infernal (no dia seguinte descobri que estava 36 graus), os ultimos 45 minutos sao terriveis... a montanha eh bem inclinada e vc tem que passar por pedras... Quase nao cheguei la, todo mundo que passava por mim que estava descendo me motivava. Quando vc chega no topo, a vista eh incrivel. Vc tem uma vista 360... vale a pena ir la.
      Voltei para o hotel, nadei um pouco na piscina, e fui descansar...
       


       
      Dia 28 - Queenstown
       
      Ainda bem que eu reservei a viagem para Milford Sound para o dia 28... estou toda dolorida das caminhadas de ontem.
      A viagem eh longa, mas muito linda... o tour para em alguns lugares, Te Anau, Eglinton valley, mirror lakes e glaciers. Em Milford Sound eu fiz um passeio de barco de 1.5 horas nos fiords... que lugar lindo... cachoeiras... muito magico. Chegamos em Queenstown as 9:30 da noite. O bom do verao na Nova Zelandia eh que escurece la pelas 10 da noite.
       
      Milford Tour - Juicy Cruize (http://www.jucycruize.co.nz/default.aspx)
       


       
      Dia 29 - Queenstown
       
      Hoje eh o dia de aventuras. Comecei com o Nevis bungy jump... de 11 pessoas fui a ultima a pular pois era a unica melhor do grupo e eles fazem pular por peso. No comeco estava super nervosa e dai vendo o pessoal pular comecei a relaxar, principalmente depois que um nao conseguiu puxar a corda e teve que se puxado de ponta cabeca. A sensacao de pular eh muito boa.
       
      Depois voltei para cidade, comi alguma coisa e fui fazer o shotover jet, um barco em alta velocidade que da 360 perto das pedras... muito legal. Depois que eu fiz, fiquei um pouco la para tirar umas fotos... um barco bateu nas pedras....ainda bem que nada grave aconteceu.
       
      O resto do dia eu fui ate Frankton andando pelo lago. A noite, eu finalmente experimentei o famoso Ferg burger.
       
      Note: Reservei o bungy jump and shotover jet atraves desse site: http://www.combos.co.nz
       


       
      Dia 30 - Queenstown
       
      Hoje era para eu pular de paraquedas, mas o dia amanehceu feio e choveu um pouco de manha. Entao tive que cancelar e a tarde fui para Glenorchy com um pessoal que conheci no hotel. O passeio foi legal, mas eu nao sou tao fa dos Senhor dos Aneis entao nao reconheci muito dos lugares.
       


       
      Dia 31 - Queenstown - Wanaka
       
      Meu onibus para Wanaka saiu as 8 da manha. Bem, nao foi um onibus e sim uma mini-van. Uma coisa que vc tem que se preprar para viajar na Nova Zelandia sao as estradas, todas apertadinhas e cheia de morros, mas as vistas sao incriveis. A viagem levou 1 hora mais ou menos e meu quarto ia estar pronto em 1 hora. Fui dar uma volta na cidadezinha e voltei para o hostel para fazer o check-in. Dai comecei minha caminhada por volta do lago e parte da estrada ate chegar no Mt. Roy para comecar minha caminhada ate o topo. A caminhada nao eh dificil, mas longa pois vc faz zig-zag na montanha. No caminho concheci uma americana e fizemos o resto da caminhada juntas. A vista do topo e cartao postal de Wanaka... simplesmente incrivel. A descida eh longa tambem... a americana me deu carona ate a cidade...
      A noite tinha uma banda tocando no centrinho e fogos na virada...
       
      Hostel: Purple Cow (muito boa localizacao e fica pertinho de um supermercado)
       


       
      Dia 01 - Wanaka
       
      Feliz Ano Novo!!! Acordei cedo pois tinha marcado um transporte para me levar ate Rob Roy Glacier para eu fazer a caminhada. A viagem ate la leva quase 1 hora e depois mais 1 hora e pouco de caminhada. A caminhada eh super tranquila, com cenarios maravilhosos, blue river, waterfalls, mountain with ice... eu fiquei la por um tempo, acabei conhecendo uma familia da nova zelandia que na caminhada da volta foi me explicando bastante coisas e me dando dicas de outros lugares.
       
      De volta em Wanaka, eu subi no Mt. Iron para ter a vista da cidade e depois fui andar por volta do lago na outra direcao que eu nao tinha andado no dia anterior.
       
      Transporte para Rob Roy Glacier: http://www.alpineconnexions.co.nz
       


       
      Dia 02 - Wanaka - Fox Glacier
       
      Meu onibus para Fox Glacier saiu as 9:15, no meio do caminho comecou a chover bastante. Foram 4 horas de viagem.
      Em Fox, a chuva parava e comecava - resolvi ir andando ate o Fox Glacier, tem uma trilha da vila ate la pela floresta, leva pro volta de 1 hora. Quando cheguei no glacier parou de chover, fui ate onde eh permitido e votei para o hostel.
      Choveu a noite inteira.
       
      Hostel - Fox Glacier Inn - nao gostei do albergue
       

       
      Dia 03 - Fox Glacier
       
      O dia amanheceu nublado e achei que o meu passeio no gelo ia ser cancelado, ainda bem que reservei o das 11 da manha, pois o tempo melhorou um pouco e acabou sendo o unico passeio do dia. Eu fiz o Helihike, vc vai de helicoptero ate o glacier e la vc faz a caminhada. A viagem de helicoptero eh super rapida, uns 5 minutos so. A caminhada no gelo eh mito legal.
       
      Depois do passeio, comi alguma coisa e fui andando ate o Lake Matheson, leva uma hora mais ou menos. O tempo ja estava bem melhor, mas infelizmente o Mt. Cook estava coberto por nuvens e nao deu para ve-lo. Eu andei por volta da area do lake Matheson e voltei para vilazinha.
       

       
      Dia 04 - Fox Glacier - Arthur's Pass
       
      O dia amanheceu lindo, mas era hora de partir. A viagem de hoje foi feita em 2 partes. A primeira foi de onibus ate Greymouth, no caminho paramos numa cidade super legal, Hokitika, vc tem as montanhas com geleiras, o mar, muito legal. A segunda parte foi de trem de Greymouth para Arthur's pass. O ultimo vagao do trem eh aberto e vc consegue tirar fotos super legais. No final da tarde fiz a trilha para ir na Devil Punch Bowl Creek onde tem uma cachoeira, a trilha eh tranquila e leva mais ou menos 30 minutos da vila. Alias, a vila nao tem nada, apenas 2 restaurantes, onde 1 eh supermercado, posto de gasolina e fecha as 5.
       
      Hostel: YHA Arthur's pass (gostei, cozinha grande). Nao tem internet
       


       
      Dia 05 - Arthur's Pass
       
      Hoje eh o dia de fazer a trilha Avalanche Peak. Estava com um pouco de medo pois ja teve gente que morreu fazendo essa caminhada e uma moca da Nova Zelandia falou que era perigoso e eu fiquei com medo. Acordei cedo, tomei cafe e fui para o centro de informacao para verificar a previsao do tempo. Previsao de sol, perfeito para fazer o Avalanche Peak. Descobri que vc pode chegar no topo atraves de uma outra trilha (Scott's track) que nao eh tao dificil... eu ia fazer essa, mas quando estava no centro de informacao tinha dois rapazes da malasia que eu vi no albergue na noite passada e eles me chamaram para eu fazer a caminha com eles. Se preparem, a trilha nao ef facil... nao para de subir, tem que subir por varias pedras, quando vc esta quase no topo, vc passa por areas bem estreitas. Levamos 2:30 para subir, a vista la de cima eh simplesmente linda.... chegando la em cima tinha 2 passaros, KIA - parecem papagaios grandes - so de olho na comida dos turistas. A descida nao eh facil nao, cheia de pedrinhas, escorreguei duas vezes.
      Depois de um sorvete para refrescar, fui fazer a trilha Bealy Valley track.
       


       
      Dia 06 - Arthur's Pass - Christchurch
       
      Hoje peguei o onibus para Christchurch. O onibus da West coast shuttle cheirava xixi... Em Christchurch, vc ainda ve a destruicao do terremoto. Eles usam agora muito containers de navio para segurar as paredes de predio e construiram lojas, bancos, restaurantes em containers, de uma olhada no re-start mall. Andei a cidade inteira, new regent street, cathedral square, Worcester boulevard, a igreja nova, botanic gardens. So nao fui na gondola, pois fica longe da cidade e quando percebi a hora ja nao tinha mais onibus para la.
       
      Hotel: Break free cashel - muito legal o hotel
       


       
      Dia 07 - Christchurch - Nelson
       
      A viagem para Nelson levou o dia inteiro, mas passamos por lugares bem legais. Paramos em Kaikora, famosa pelos passeio para ver baleias e golfinhos. Passamos pela regiao de Marlborough, cheia de vinhedos. Chegando em Nelson, o tempo comecou a virar e nuvens pesadas apareceram. Ainda deu tempo de dar uma andada pela cidade, mas a noite comecou a chover bastante.
      Hostel: Prince Albert Backpackers and bar (eu gostei, mas eh um pouquinho longe do centro e cozinha bem pequena. Eles tem cafe da manha de graca, torradas, cereal e waffles. Ah!! A dona eh brasileira)
       


       
      Dia 08 - Abel Tasman
       
      O dia amanheceu chovendo e fiquei meio em duvida se deveria ir ou nao. Resolvi ir porque nao queria ficar no hotel de manha e a previsao era de melhorar na hora do almoco. Leva quase 1 hora ate Kaiteriteri e de la vc pega um barco e vai para o lugar do parque que vc quer. Hoje eu ia fazer a caminhada de Medlands bay ate Anchorage. Chovia e ventava bastante e eu me senti no filme Perfect Storm... passei muito mal no barco. Acabei conhecendo um casal de alemaes que iam fazer a mesma caminhada que eu e acabamos fazendo juntos. Foi um alivio descer na praia, mesmo embaixo de chuva. Comecamos a trilha e la pelas 11 da manha, a chuva parou e ao meio dia estava sol e ceu clarinho. As praias sao lindas...
      Na volta, nao passeio mal, mas o barco quebrou, tivemos parar em uma praia e um outro barco veio nos buscar. Ja de volta a Nelson, andei pela cidade para tirar umas fotos do centrinho.
       
      Transporte (barco e van de Nelson) - http://www.abeltasmanseshuttles.co.nz
       


       
      Dia 09 - Abel Tasman
       
      Outro dia no parque Abel Tasman, dessa vez andei de Awora ate Medlands Bay. O dia estava maravilhoso, e passei por praias lindas, Onetakuti, tonga quarrey, Bark Bay. Que pena que a agua eh super gelada....
      De volta a Nelson, eu subi ate Centre of NZ, onde vc tem a vista da cidade. Leva uns 30 minutos para subir la... super tranquilo.
       


       
      Dia 10 - Nelson - Wellington
       
      Outro dia longo pela frente. Peguei o onibus ate Picton, onde peguei a ferry para Wellington. A ferry levou 3 horas e o passeio foi super tranquilo, que pena que o tempo estava fechado, pois o passeio eh super bonito. Depois de fazer o check-in, comecei a andar pela cidade: Parlament, civic center, cuba street, parte do harbourfront.
       
      Hostel: Set up Dixon (boa localizacao, gostei bastante)
       

       
      Dia 11 - Wellington - Taupo
       
      Acordei cedo e fui ver mais um pouco da cidade ja que meu onibus saia as 11 da manha. Eu andei do outro lado do waterfront que eu nao tinha andado o dia seguinte. E depois subi on Mt. Victoria onde tem uma vista legal da cidade. Deu tempo direitinho de voltar para o hostel, pegar minha mala e ir pegar o onibus. A viagem foi longa, cheguei em Taupo la pelas 6 da tarde. O tempo fechou no caminho, uma pena pois tinha uma vista linda de montanhas. Ainda bem que o onibus tinha WI-FI, pois mudei o dia de ir no tongariro park por causa da previsao do tempo.
      Dei uma andada pela cidade de Taupo, mas estava tudo fechado...
       
      Hostel: Rainbow Lodge Backpackers (gostei bastante, mas nao tinha free wi-fi)
       

       
      Dia 12 - Taupo
       
      O tempo amanheceu feio e chovia e parava toda hora. Esperava que o tenho melhorasse a tarde pois queria pular de paraquedas. Fui andando ate Hulka falls e tarde o tempo ainda estava bem nublado e o paraquedas foi cancelado. O sol so saiu as 7 da noite, um por do sol bem bonito alias. So espero que o dia seguinte seje maravilhoso.
       


       
      Dia 13 - Taupo - Rotorua
       
      Acordei as 4:30 da manha para pegar o onibus e ir fazer o tao esperado Tongariro Alpine Crossing. Leva 1 hora e meia ate chegar ao parque. No albergue tinha uma menina na Austria que tambem ia fazer a caminhada e acabamos fazer juntas. Os 19.4km sao demais.... a parte mais dificil eh quando vc chega no topo do Red Crater, venta muito e faz frio. Quando falam que vc vai de uma temperatura de 35 graus a -5 graus, acredite... senti muito frio la em cima... as descida para os lagos foi a mais dificil pois era bem inclinada e tinha que ir bem devagar. As cores dos lagos com o vulcao perto... eh coisa espetacular...simplesmente maravilhoso. Fizemos em menos de 7 horas e consegui pegar o primeiro onibus as 3 de volta para Taupo ja que tinha que pegar o onibus para Rotorua as 5:30 da tarde.
      Cheguei em Rotorua, comi alguma coisa e fui dormir... estava acabada.
       
      Tongariro transport: Tongariro Expeditions - [email protected]
      Hostel: Rock Solid Backpackers (bem localizado, recomendo)
       


       
      Dia 14 - Rotorua
       
      Tive que acordar cedo de novo, pois estava fazendo o passeio para Waitomo Cave para fazer o Black Abyssys. Li uns relatos aqui no mochileiros falando desse passeio e realmente eh muito bom. Vale a pena fazer.
      A niote fui no Tamaki Maori Village, estava em duvida se iria ou nao, mas consegui um ingresso com 50% de disconto. Fiquem de olho no site https://www.bookme.co.nz/ Achei a villa mais ou menos... o show que eles fazem eh bem legal e a famosa comida, Hangi, eh muito boa.
       
      Black Abyssys: Waitomo caves tour - Black Abyss Tour (Black Water Rafting Co.) - http://booking.travelheadfirst.com/packages/show/724
       

       
      Dia 15 - Rotorua
       
      Hoje eu fui nos 2 parques, Wai-O-Tapu e Waimangu. O primeiro eh muito legal, mas o segundo nao eh la grande coisa. De volta na cidade, fiquei andando pela cidade, perto do lago, Government gardens onde tem um jardim lindo e o predio do museu maravilhoso.
       
      Wai-O-Tapo and Waimangu tour -> http://travelheadfirst.com/local-legends/geyser-link-shuttle/
       


       
      Dia 16 - Rotorua - Whitianga
       
      Outro dia de viagem longa. Meu onibus so saiu as 11:30, deu para descasar um pouco e andar mais um pouco pela cidade antes do onibus sair. Cheguei em Whitianga las pelas 6 da tarde... dei uma volta pela cidade, que graca...
       
      Hostel: On the Beach Backpackers (adorei, eh so atravesar a rua e vc esta na praia. Uns 15 minutos andando do centrinho)
       

       
      Dia 17 - Whitianga
       
      O tempo nao amanheceu legal, nublado, com cara de que ia chover... Peguei a ferry para o outro lado da pensinsula e la tem onibus que te leva para os outras praias. Fui direto para Cathedral Cove, de la vc anda uns 45 minutos ate chegar na praia. o Lugar eh lindo, areia branquinha, com agua azulzinha... Na volta fui andando ate Hahei, onde sentei na praia e comi alguma coisa... andei um pouco pela praia e depois esperei um pouco para pegar o onibus para Hot Water Beach. Como cheguei um pouco cedo la, andei a praia do lado e descasei um pouco. Las pelas 5, o pessoal comecou a cavar para achar a agua quente, eu nao lavei nada. Mas so cavando com o pe, vc sentia a agua super quente no pe.
       


       
      Dia 18 - Whitianga - Paihia
       
      Viagem mais longa... sai as 7 da manha e cheguei as 6 da tarde em Paihia. Ainda bem que estava malhando agua em todos os lugares que passamos. Chegando em Paihia, fui no supermecado e so, estava chovendo bastante.
       
      Hostel: Haka Lodge Paihia (melhor lugar que eu fiquei. Excelente localizacao, cozinha grande com uma vista linda, free wi-fi)
       

       
      Dia 19 - Paihia
       
      Hoje peguei um tour e fui para Ninety MIles beach and Cape Reinga, onde os oceano paficco e mar da tasmania se encontram. No Ninety miles beach, o onibus entra na praia e anda quase a praia inteira pela areia. Dai paramos num lugar la para descer nas dunas de prancha... que delicia. De la fomos para uma praia, onde almocamos e depois fomos para Cape Reinga.
      De volta aPaihia, andei pelas cidadezinha....
       
      day trip for Ninety Mile Beach / cape reinga -> http://www.awesomenz.com
       


       
      Dia 20 -Paihia
       
      O dia amanheceu nublado. Resolvi para fazer a caminha Paihia - Opua - Okiato - Russell. Foi bem legal, vc comeca andando pela costa at Opua. Dai tem que pegar uma ferry e atravessar para Okiato, o comeco aqui que fica um pouco chatinho, pois vc anda quase 1 hora no meio do mato... nao ve nada e ninguem. Dai, vc passa por uma fazendo de ostras, uma regiao que parece mangue. Quando estava chegando em Russel, eu meio que me perdi e acabei entrando em uma propriedade privada e saindo numa praia super bonita em Russell. Russell, eh uma graca. Antes de ir embora, andei ate um look out, que pena que o tempo estava fechando. Na hora que cheguei para pegar a ferry de volta para Paihia, comecou a chover de novo.
       


       
      Dia 21 - Paihia - Auckland
       
      De manha fui para Auckland. Chegando la, fui para o hotel e fui encontrar com uma amiga da minha mae que queria me conhecer. Ela me levou de carro para conhecer as areas de praia de Auckland. Fiquei em Mission Bay e voltei andando, passando por Britomart, Viaduct Habour e Wynyard quarter.
       
      Hotel: Ascotia off Queen (esse eh um hotel, um pouco longe do centro... )
       


       
      Dia 22 - Waiheke
       
      Peguei a ferry de 30 minutos e fui para ilha de Wiheke. Uma ilha cheia de vinhedos. O tempo estava meio nublado ate umas 2 da tarde. Eu comecei o dia com uma caminhada, andando da ferry ate a praia de Oneroa Bay, que tem uma loginhas e restaurantes. A caminhada eh bem legal, vc passa por praias, vinhedos e lugares com vistas lindas. Dai peguei um onibus ate a praia de Onetangi, uma praia longa, bem gostosa. De volta, a Oneroa, fiz umas caminhadas por la e peguei a ferry de volta para Auckland ja que ia jantar na casa da amiga da minha mae.
       


       
      Dia 23 Auckland
       
      Dia de ir embora, mas como meu voo so era a noite, fui andando nuns lugares que ficavam perto do Hotel. Mas acabei voltando para o centro ) Comecei com o Mt. Eden, que tem uma vista legal da cidade, depois andei ate o Museu para tirar umas fotos, nao entrei. De la andei nos bairros Newmarket, que tem algumas lojas, e Parnell, com galerias e cafes. Acabei voltando para o centro, comi alguma coisa, voltei para o hotel com lagrimas nos olhos pois nao queria ir embora.
       
      Nova Zelandia eh simplesmente maravilhosa e com as pessoas mais simpaticas que eu ja conheci.
       


    • Por alegtoons
      Fala galera!
       
      Devido à falta de informações que encontrei quando estava fazendo minhas pesquisas antes de viajar resolvi contribuir com o relato da minha viagem, para ajudar todos aqueles que estão interessados.
       
      Eu viajei sozinho para a Nova Zelândia e fechei o pacote com a Kiwi Experince. Para quem não conhece é uma empresa de Ônibus que te leva de uma cidade para outra e você pode optar ficar um pouco mais em cada cidade e pegar o ônibus no outro dia se curtir o lugar. Eles garantem a estadia mínima no hostel (depende da cidade, porém a maioria é 1 dia) e o resto, caso você queira ficar mais pode fechar por conta.
       

       
      Apesar de a empresa vender como sendo fácil, vi que muita gente tinha problema quando decidia mudar de roteiro, pois se você decidia ficar mais tempo em algum lugar poderia não ter vaga no ônibus do dia seguinte. E aí você teria que esperar no lugar até ter Ônibus com vaga.
       
      Recomendo a empresa pra quem já tem toda a viagem estruturada ou quer fazer o roteiro mínimo que eles oferecem, pois se for mudar as coisas pode ter problemas em achar vaga em hostel e lugar no Ônibus pra seguir viagem, o que pode atrasar seu roteiro.
       
      A maioria das pessoas que está no Ônibus é mais jovem, em torno de 18 a 25, mas você pode encontrar de tudo. A maioria é Europeu e Principalmente Inglês.
       
      Como eu estava viajando sozinho, foi muito legal a experiência por conhecer bastante gente e fazer parte de uma galera, sem falar que te levam para lugares muito legais. Mas muitos destes lugares não valem a pena se você não estiver com a empresa. E se você seguir o roteiro mínimo, pode achar meio cansativo, pois você fica um dia em cada lugar e a viagem em alguns pontos se torna muito cansativa. Também achei que algumas vezes fiquei muito engessado no roteiro deles, para quem quer liberdade, não é uma boa opção.
       
      Primeiro segue um videozinho que eu fiz e depois o relato dos dias!
       

       
      AUCKLAND 07/03/2016
      Hostel: YHA international
      Tempo na cidade: 1 dia
       
      Voei pela TAM e LAN, indo de São Paulo para o Chile (3 hrs) e de lá para Auckland (13 hrs).
       
      Eu havia lido na internet que a solução para o Jet Leg seria fazer um jejum de 16 horas antes da viagem e ao chegar lá tomar um café da manhã, enganando assim o corpo e se acostumando com o novo horário. Eu estava meio desconfiado mas fiz isso e deu super certo! No primeiro dia já fui dormir no horário correto e acordei na hora certa.
       
      Vale tentar visto que a diferença de horário é muito grande e geralmente leva em torno de 1 semana para se acostumar com o fuso.
       
      Cheguei em Auckland e após o café da manhã eu fui para o Hostel, como cheguei antes do horário de check in deixei a mala lá e fui andar pela cidade. Dei umas voltas pela Queen Street de ponta à ponta, subi a Sky tower para ver Auckland lá de cima, e depois de um tempo voltei para o hostel.
       


       
      Fiz o check in e depois de tarde fui caminhando até o parque Auckland Domain e entrei no museu que tem lá, o Auckland Museum, que possui algumas exposições sobre as guerras que ocorreram no país, é bem grande e vale a pena pra quem curte. Além de guerra tem um pouco sobre fauna e flora do país, vulcões, cultura Maori, entre outros.
       
      O Hostel que fiquei foi muito bom, cozinha grande e espaçosa, quarto espaçoso e bem limpo e o pessoal bem simpático na recepção.
       
      HOT WATER BEACH 08/03/2016
      Hostel: Top 10 Holidey Park
       
      Peguei o Ônibus da Kiwi Experience e fomos para o primeiro destino, a Hot Weather Beach.
       
      O hostel é incrível, muito bonito e bem localizado, bem pertinho da praia. Totalmente recomendado.
       
      A Hot weather Beach é uma praia que fica próxima de um vulcão então quando você cava na areia a água que sai é extremamente quente. Quase todo mundo vai lá com pá, cava buraco e fica dentro dele na água quente. Porém isto deve ser feito durante a maré baixa, até o meio dia.
       

       
      Haviam duas opções de atividade para a tarde, ir a pé ou de kayak até o Cathedral Cove. Fui de Kayak e foi sensacional, a paisagem é incrível e como estava sol o passeio valeu muito a pena.
       
      Quando deu meia noite toda a galera foi para a praia com as pás para cavar seus buracos.
       

       
       
      WAITOMO 09/03/2016
      Hostel: Kiwi Paka Hostel
       
      A grande atração de Waitomo são as cavernas que tem lá. A black water rafting é uma das principais empresas que oferece passeios de explorar as cavernas e é tudo bem seguro. Dentro das cavernas é possível ver os glowworms que são bichinhos que ficam brilhando no teto e parecem estrelas.
       
      Eu optei pela opção mais longa, de 5 horas na carvena e foi um dos melhores passeios que fiz. A água é extremamente gelada dentro da caverna mas eles possuem todo o equipamento necessário, incluindo os wet suits.
       
      O Hostel também é bem bacana. O quarto e banheiro são bem grandes e há vários lugares pra sentar, relaxar e trocar uma idéia com a galera.
       



       
      ROTORUA 10/03/2016
      Acomodação: Tamaki Maori Village
       
      Saindo de Rotorua passamos por Hobitton no caminho de Rotorua. Para quem não conhece, é o condado, local onde habitam os Hobbits, cenário que foi utilizado para a gravação dos filmes do Senhor dos Anéis e Hobbit. O passeio vale muito a pena, principalmente pra quem é fã. O local é muito bem cuidado e os guias são super simpáticos e cheios de histórias legais sobre o local e as gravações do filme.
       


       
      Não conheci a cidade pois eu fiquei o dia todo no Tamaki Maori Villagi, que é um Vilarejo Maori em que oferecem uma experiência incrível de imersão na cultura deles. Foi uma excelente opção de ter passado o dia e a noite lá, me surpreendeu bastante. De dia os maoris nos receberam, mostraram os quartos, serviram um lanche da tarde e nos apresentaram seus Deus. Depois jogamos alguns jogos e aprendemos a cantar uma musica na linguagem deles, ensaiamos pois nós apresentaríamos a música no jantar da noite, para todos os convidados.
       
      De noite chegam todos os convidados e ai eles fazem um ritual para aceitar a entrada dos turistas no vilarejo, todos os Ônibus que chegam lá devem escolher um chefe. Os chefes são desafiados e ninguém pode rir durante este ritual. Quando eles aceitam nossa entrada somos convidados a conhecer um pouco de sua cultura com diversas apresentações e demonstrações e depois nós comemos a comida que eles prepararam.
       
      No video que postei lá encima dá pra ver bastante como funciona
       
      Para quem dorme lá, quando todo mundo que veio só pra jantar vai embora eles ligam duas hot tubes e a galera fica toda lá dentro tomando cerveja. Muito bom!
       
      Recomendo muito! Eles são extremamente preocupados com a sua estadia lá, sempre garantindo que todos estejam se divertindo.
       
      TAUPO 11/03/2016
      Hostel: Rainbow Lodge
       
      Chegando em Taupo fui conferir o jet boat... o barco é extremamente veloz e toda hora parece que vai bater nas pedra e arvores que estão no caminho, de tão perto que o cara passa. Achei que não valeu a pena, pois foi caro e nada demais.
       
      No mesmo dia pulei no Bungy jump, e infelizmente o passeio de barco Sail Barbary que eu havia marcado foi cancelado, devido às condições climáticas. Estava ventando muito e foi um dos dias que mais senti frio lá.
       

       
      Bom que pude dormir cedo e me preparar para o Tongariro Crossing no dia seguinte. Para fazer esta caminhada acordei 5 da manhã. Uma van buscou o grupo na frente do Hostel e nos deixou no início da trilha... Estava extremamente frio durante a manhã e muito calor durante a tarde. É necessário estar preparado para estas condições.
       
      A caminhada valeu muito a pena pois as paisagens são deslumbrantes, o ponto alto é a subida do monte Ngauhuroe. Este é o vulcão que foi utilizado no filme Senhor dos Anéis como o Mt. Doom, o local onde é destruído o anel. A caminhada dura aproximadamente umas 8 horas e vale muito a pena, recomendo totalmente se o tempo estiver bom!
       



       
      O Hostel é pequeno porém bem aconchegante e bem localizado.
       
      RIVER VALLEY 12/03/2016
      Hostel: River Valley Lodge
       
      Este é um hostel no estilho rancho que fica no meio do nada, entre uns vales. Não há muito que se fazer por lá e o sinal de celular não pega.
       
      O unico lugar que tem pra ficar é o salão principal, onde tem um bar e de noite eles servem um jantar, depois todo mundo fica por lábebendo cerveja e conversando, jogando baralho e etc...
       
      No dia seguinte existem duas opções, andar à cavalo ou fazer rafting... Como estava chovendo e eu queria acordar um pouco mais tarde optei por não fazer nenhuma das duas...
       
      WELLINGTON 13/03/2016
      Hostel: Base Wellington
       
      O ônibus só chega aqui no final da tarde e não dá tempo pra fazer nada, nem conhecer a cidade. Como eu estava seguindo o roteiro mínimo fiquei apenas 1 noite, mas recomendo ficar duas. Quem ficou me recomendou bastante o museu Te papa.
       
      No mais, o que pude perceber é que a cidade é grande, diferente das últimas que eu havia passado, e de noite venta muito! O hostel é de uma das maiores redes de lá e é grande e muito bem estruturado.
       
      KAITERITERI 14/03/2016
      Hostel: Kaiteriteri Lodge
       
      Saí de Wellington de ferry, rumo à Ilha sul. Chegando lá, mais uma dose boa de buzão até Kaiteriteri.
       
      Em kaiteriteri tem apenas uma prainha e alguns estabelecimentos, tudo bem pequeno e tranquilo, mas não tem muito o que fazer. O hostel é na frente da praia e isso foi bom por que de noite deu pra ficar tomando cerveja e trocando idéia com a galera na praia.
       
      No dia seguinte fui de Aqua taxi fazer uma trilha no Abel Tasman park e passei por umas praias bem desertas, só não foi tão bom por que estava chovendo.
       

      Praia de Kaiteriteri
       
      WESTPORT 15/03/2016
      Hostel: Bazils surf school
       
      Chegamos no hostel durante a tarde e estava chovendo, não deu pra fazer nada. É outra cidade praiana, bem pequena e acredito que não vale muito a pena passar por lá, nada demais.
       
      O quarto que eu peguei no hostel tinha umas 14 pessoas, mas era extremamente aconchegante, me senti em casa. Muito recomendado, foi um dos melhores lugares que dormi por lá, me senti em casa de tão aconchegante que era.
       
      LAKE MAHINAPUA 16/03/2016
      Hostel: Lake mahiunapua Lodge
       
      É mais um lugar no meio do nada. Tem o hostel, o lago, uma praia... acredito que é legal pra descansar, mas como chegamos tarde não da pra curtir muito a praia. De noite rola uma janta e depois uma festa fantasia com o pessoal da kiwi experience. Valeu pela festa.
       
      FRANZ JOSEPH 17/03/2016 e 18/03/2016
      Hostel: Sir Cedrics Chateau Franz Backpacker and Motel
       
      Dei azar com o tempo e peguei dois dias de chuva lá! Chovia e parava o tempo todo.
       
      A cidade tem um glacial do mesmo nome, e o passeio principal da cidade é o tour de helicóptero desce no glacial e fica um tempo por lá explorando o lugar. Como o tempo estava ruim não consegui fazer. Também é possível fazer algumas trilhas para chegar perto do glacial, mas eu também não consegui com a chuva.
       
      A "cidade" tem 2 ruas, onde existem varios hostels, restaurantes, bares e lojinhas...
       
      O hostel é bom e oferece uma estadia confortável e é um dos únicos que tem Wifi grátis na NZ.
       
      WANAKA 19/03/2016
      Hostel: Base Wanaka
       
      Cidade bem pequena, e muito bonita! É um pouco mais movimentada, tem um lago grande e fica envolta de diversas montanhas.
       
      O Hostel é muito bem estruturado, peguei um quarto de 4 pessoas com banheiro privativo que era muito bom. O foda dessa noite foi que tocou o alarme de incêndio as 2 da manhã por causa de uma torradeira e todo mundo teve que ir lá pra fora num puta frio até chegar os bombeiros e liberar pra voltar...
       
      No dia seguinte passei no puzzling world, que é um museu de ilusionismo e é muito legal. Vale a pena ir!
       


       
      QUEENSTOWN 20,21,22 e 23/03/2016
      Hostel: Nomads Queenstown
       
      Aqui começa a verdadeira diversão na Ilha Sul. Queenstown é uma cidade maravilhosa, e cheia de atrativos, uma cidade extremamente turística. A cidade também é bem pequena, mas muito movimentada! Quase tudo que tem lá é feito pra turistas.
       
      No primeiro dia eu dei uma volta pela cidade, comi no famoso FERGBURGUER, um x-burguer muito bom e famoso. São oferecidos vários sabores que variam entre 12 e 15 dólares (extremamente barato se comparar com outros lugares), o local quase sempre tem fila, principalmente nos horários de almoço e janta.
       
      De noite fiz um PUB CRAWL com o pessoal do ônibus e foi bem legal, a cidade possui diversos bares (que são meio baladas) legais pra quem curte aproveitar a noite.
       
      O hostel é muito bem localizado, tem estrutura grande e é organizado. O quarto que eu peguei foi com 6 pessoas e banheiro privativo. O único ponto ruim é que o quarto é muito apertado.
       
      No segundo dia finalmente consegui descansar um pouco e acordar mais tarde após todos os dias de correria. De manhã dei mais uma volta pela cidade e de tarde fui pular do Nevis, é um Bungy Jump gigante de 134m que fica no meio de um vale. Apesar de caro (250 NZ Dolars + os videos e fotos) é uma baita experiência, e se você tiver coragem vale a pena.
       
      Pra finalizar o dia subi no Skyline Gondola que é um teleférico que te leva pro topo da montanha ali de Queenstown, lá tem o luge, que são uns carrinhos mais ou menos no estilo rolemã, e tem uma pista muito legal pra descer o morro com eles... Apostando corrida com os amigos fica muito legal.
       
      Mais uma noite aproveitei os bares da cidade, vale ressaltar que tem várias opções legais.
       
      No terceiro dia eu fiz um passeio de quad bike de 4 horas que envolveu subir montanha e passar por alguns obstaculos naturais no meio da floresta, foi bem legal e a vista da cidade era deslumbrante do lugar de onde subimos.
       
      No quarto dia fiz o passeio de um dia para Milford Sounds, onde fiz um passeio de barco. É um vale com montanhas e cachoeiras, bem bonito, mas eu esperava mais. De noite voltei pra queenstown e conheci um bar muito legal chamado Cowboys... tem um toro mecânico lá e um copo de cerveja de 1 litro bem barato. O bar é todo decorado no estilo cowboy.
       





       
      MOUNT COOK 24/03/2016
      Hostel: YHA
       
      No dia seguinte que sai de Queenstown fui para Twizel e de lá peguei uma van para o mount cook. É um vilarejo bem pequeno, próximo à montanha de mesmo nome, que é a mais alta da NZ e está quase sempre coberta por gelo no topo. Lá é bem pequeno mesmo e na cidade não tem quase nada, o legal são as opções de trilhas que tem, principalmente as que passam próximas ao mt.cook.
       
      Eu só passei um dia e dei muito azar com o tempo pois estava nublado e eu não consegui ver o monte. Teria sido um dos lugares mais bonitos com o tempo bom.
       
      O hostel é muito aconchegante!! vale a pena pra descansar também!!
       

      tirei essa foto no dia seguinte, de longe, indo pra lake tekapo. este é o lake pukaki
       
      LAKE TEKAPO 25/03/2016
      Hostel: Lake takepo lodge
       
      Como eu voltei pro onibus apenas em twizel, e a galera já tinha chegado de queenstown, todo mundo já tinha pego quarto no hostel de lake takepo. Desta forma, eu tive que dormir onde tinha, que era em uma barraca... A barraca era grande e tinha 5 camas... o problema mesmo foi o frio de noite, 2 casacos e 3 cobertores e mesmo assim eu sentia frio!
       
      O hostel é na frente do lago, que é bem bonito, de dia e de noite, quando é possível ver um dos céus mais estrelados do hemisfério sul!
       
      Bom pra descansar.
       



       
      CHRISTCHURCH 26 e 27/03/2016
      Hostel: YMCA
       
      Cidade grande de novo! Mas apesar de ser grande é bem parada e tediosa, pois não tem muito o que fazer. A grande atração da cidade é a destruição do terremoto que aconteceu lá em 2011. Você pode ver alguns rastros de destruição, e visitar o museu onde eles contam toda a história do terremoto e é bem interessante.
       
      Também tem o jardim botânico que é famoso e bem grande, e diversos museus e artes de rua pra se observar.
       
      No mais, foi bem difícil ficar lá dois dias, pois não tem muito o que se fazer.
       
      O Hostel é muito bom, peguei um quarto com 3 camas, e como estava com 2 amigas, ficou parecendo um quarto de hotel. Finalmente sem beliches!
       

       
      AUCKLAND 28/03/2016
      Hostel: Nomads
       
      De volta a auckland para pegar o avião de volta pro Brasil. Fiquei 3 dias por lá...
       
      Por lá vale a pena ir no mount Eden e conhecer as ruas no entorno da Queen Street.. Como eu estava mais querendo descansar, não fiz muita coisa.
       
      O hostel que fiquei é muito ruim, não vá! Apesar da localização perfeita, é possível encontrar hostels melhores também com localização boa. Esse tem um quarto extremamente pequeno com beliches encostadas, acho que mal cabe uma cama de casal e eles colocaram duas beliches... Uma delas ocupava metade da entrada do banheiro. Enfim, péssimo.
       
      Bom é isso ai galera.
       
      Escrevi na correria, mas espero que tenha bastante informação pra quem estiver afim de ir pra lá também.
       
      Estou à disposição pra responder dúvidas!!
       
      Tentei não botar muita foto, mas o video tá bem completo!
       
      abraços
×