Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

30 dias no Cáucaso (Armênia, Geórgia, Azerbaijão) + Rússia, Israel e Etiópia entre 8 e 9/2019


Posts Recomendados

  • Silnei featured this tópico

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Fora da Zona de Conforto
      Depois de visitar a Armênia no outono passado (nossa última viagem ao exterior antes da pandemia de COVID-19 ), escrevemos um loooongo artigo sobre 19 coisas para saber antes de visitar a Armênia (se você ainda não leu, aqui está o link!).
      Então, hoje, te mostramos um outro loooongo artigo sobre o que você pode realmente fazer durante sua viagem à Armênia, com algumas opções de itinerário.
       
      Lago Sevan – Imagem cortesia de David Jones
       
      E se você tem uma viagem para a Armênia já em planejamento, você tem muito o que esperar deste artigo. Incluindo:
      A chance de aprender em primeira mão sobre a notável, embora muitas vezes comovente, história desta nação do Cáucaso Milhares de mosteiros milenares tradicionais, pintados à mão (a Armênia foi, afinal, a primeira nação do mundo a adotar o cristianismo no século IV!)

      Continue lendo: Roteiro de 5, 7, 10 dias na Armênia (com Nagorno-Karabakh)
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Se você está lendo este artigo, você provavelmente já ouviu falar da Armênia. Embora ainda seja um destino um pouco incomum (a menos que você seja da Rússia), o turismo por lá certamente está crescendo!
      Dito isto, ainda pode ser um pouco difícil encontrar algumas dicas específicas sobre viagens na Armênia, e com certeza houve algumas coisas que descobrimos da maneira mais difícil ou de surpresa enquanto estávamos viajando por lá.
      Portanto, com base em nossa experiência e nas coisas que aprendemos na Armênia, reunimos esta lista como uma combinação de dicas práticas e também de conhecimentos gerais que você deve saber antes de visitar a Armênia.
      Nessa nota, vamos ao que interessa!
       
      A capital da Armênia, Yerevan, com o Monte. Ararat ao fundo
       
          1. A Armênia é considerada como estando na Europa, na Ásia, em nenhum, ou em ambos (tudo depende de para quem você pergunta!)
      Como você pode ver no mapa abaixo, geograficamente, a Armênia está suficientemente a leste para ser considerada na Ásia.

      Continue lendo: 19 Coisas para Saber Antes de Visitar a Armênia (incluindo Nagorno-Karabakh!)
    • Por rubens.manoel
      RELATO DE VIAGEM
      Em outubro/2019 realizei uma viagem por uma região pouco explorada pelos brasileiros na Europa. Como tinha poucos dias de férias, o roteiro foi enxuto mas acho que fiquei tempo suficiente em cada cidade.
      ROTEIRO
      São Petersburgo (Rússia) 3 dias
      Helsinque (Finlândia) 2 dias
      Tallinn (Estônia) 2 dias
      Moscou (Rússia) 3 dias
      Caso tenha mais dias é fácil incluir Riga (Letônia) 2 dias e Estocolmo (Suécia) 3 dias
      Como eu voei de Swiss peguei um stopover em Zurique e aproveitei para conhecer a cidade
      Outubro já faz bastante frio na região (peguei temperaturas na faixa de 0 a 10 graus), então sugiro fazer esse roteiro até setembro (caso o frio seja um problema para você)
      Eu gostei muito de todas as cidades, cada uma tem uma pegada diferente. Acredito que a mais dispensável seria Helsinque e a mais imperdível Moscou.
      CUSTOS
      Gastei aproximadamente R$6000 em toda a viagem (incluindo a passagem aérea que paguei R$2050 voando ida São Paulo – São Petersburgo (com stopover em Zurique) e volta Moscou – São Paulo (conexão em Zurique)
      Me hospedei em hostel em todas as cidades, o que torna a viagem mais econômica.
      Os deslocamentos entre cidades comprei antecipadamente, pois os preços costumam subir se deixar para comprar muito perto (ou na hora).
      O deslocamento entre São Petersburgo – Helsinque fiz de trem (paisagens lindas na região da Carélia do Sul) pagando 29 euros indo com o TAV Allegro
      O deslocamento entre Helsinque – Tallinn realizei de ferry cruzando o golfo da Finlândia (embarcação super moderna) pagando 29 euros indo com a Tallink (tem outras empresas que realizam o trajeto)
      O deslocamento entre Tallinn – Moscou realizei de avião voando pela Aeroflot pagando 140 dólares (com uma bagagem despachada)
      Eu levei apenas euro (moeda corrente na Finlândia e Estônia) e troquei por rublos para usar na Rússia.
       
      Nas próximas mensagens irei detalhar um pouco sobre cada uma das cidades que visitei:
    • Por Jeffersonsantana
      Olá amigos,
      Isto é apenas um resumo, espero ter ajudado a quem busca tais informações.
       
      ####  Informações importantes:
      • Companhia do Cruzeiro: Royal Caribbean
      • Leve dólares caso precise usar por emergência. (US$200)
      • Não compre nenhuma das moedas, o tempo de parada em cada lugar não compensa o cambio te ter Cash ao invés do cartão.
      • A maioria das cabines para 2, podem se tornar para 4, com as camas que descem do teto, ficando cada vez mais barato no total.
      • Cada pessoa por cabine pode levar 1 garrafa de espumante ou vinho. Levei 2 conforme dizia o site, mas como estávamos em 3 pessoas poderíamos ter entrado com 3 na mesma cabine conforme fomos informados na hora.
      • Não são cobrados o valor da "rolha" para toma-las no jantar "com hora marcada".
      • Bebidas inclusas no pacote básico são: Limonada, Chás gelados ou em sachê para fazer com água quente sempre disponível, café cafeinado e descafeinado, água e gelo.
      • Quanto antes você comprar a passagem poderá ganhar recompensas, no meu caso foram US$100 consumíveis.
      • Cada lugar tem um pacote turístico específico, como não pegamos nenhum não vou poder dar minha opinião, fizemos tudo sozinhos, mas aconselho a inserir os tours para os Fiordes na Noruega e Blue Lagoon, Glacier e Geisers na Islândia para facilitar os translados e tempo disponível.
      • Vale a pena ponderar que este é um cruzeiro onde 80% da tripulação tem mais de 70...75 anos e idade, e cerca de 70% são Americanos, e a outra parte era formada principalmente por Canadenses, espanhóis e italianos.
      • Leve Dramin, a travessia do mar da Noruega para Islândia pode ser bastante intensa, mesmo para um navio transatlântico.
      • Vale a pena ter em mente a licença poética de que o percurso é uma viagem transatlântica.
      • Fique espero para pegar cedo os tickets de Tenders gratuitos para as cidades que precisam de traslados onde o navio não encosta no porto.
      • Se possível, faça essa viagem em uma cabine com vista para o mar, Mesmo que seja escotilha, vale a pena.
      • Prepare-se para muitas noites de música, dança, festas e diversos eventos, além da melhor comida de navio (inclusa) que tive a oportunidade de experimentar.
      • Leve roupa de frio, de gala e de festa.
       
      • Embarque na Dinamarca: chegue pelo menos 2 dias antes, aproveite um pouco a cidade. Se for fazer bate e volta na Suécia (Vale a pena) separa um dia inteiro, vá de trem.
      • O bilhete integrado para usar o transporte público vale a pena se você estiver hospedado relativamente distante o centro, muito usual e fácil.
      • No dia do embarque verifique o horário de embarque, se esquecer de imprimir as etiquetas eles fazem uma cópia na hora.
      • Todos os portos de parada tem Wifi gratuito, normalmente logo após a saída do Navio. A velocidade costuma ser boa o suficiente para ver um vídeo no YouTube ou fazer chamadas pelo WhatsApp.
      • Nos dias que você ficar só navegando, (4 dias ao total) aproveite o navio, lave roupas, (eu lavo no quarto, com direito a varal e tudo, porque só uso praticamente dryfit pois normalmente carrego malas pequenas.
      • A internet custa em torno de 80R$ por dia a bordo.
       
      1* Parada - Dinamarca / Skagen
      Cidade pequena. Desembarque diretamente no porto.
      No próprio Porto na saída no navio dá para alugar uma bike, 10 Euros, por 1 dia. Se você for no farol e no Bunker da 2* guerra mundial aconselho alugar, a ciclofaixa é boa e torna tudo mais fácil, mesmo se na volta você parar em alguma lojinha na calçada sempre existe um lugar para colocar as bikes.
      • Costuma ventar muito no Grenen (encontro das águas do Mar Báltico e Mar do Norte) Leve uma blusa corta vento.
      • Não visitamos as dunas, mas parecem ser um bom programa também.
       
      2* Parada - Noruega  -  Stavanger
      Cidade média / Grande. Desembarque diretamente no porto.
      Não deixe de caminhas pela rua de casas coloridas, que formam a antiga vila viking e a Old City formada por quase 200 casinhas brancas de madeira.
       
      3* Parada - Escócia / Lerwick (Shetland)
      Cidade de tamanho médio. Desembarque por meio de pequenos barcos que partem do Navio para o porto (Tender).
      A cidade de arquitetura medieval de pedra vale uma caminhada da orla até o The Knab seguindo pela costa até o monumento Broch of Clickimin,  na volta passe no supermercado em frente a ele chamado Tesco caso queira comprar algum artigo de higiene faltante na mala, roupa, luva ou comprar produtos locais.
       
      4* Parada - Islândia / Akureyri
      Cidade de tamanho médio. Desembarque diretamente no porto.
      Assim como nas paradas anteriores o centro fica super perto do desembarque. Vale a pena caminhar por ali até a igreja principal e o Jardim botânico. Existe 3 ônibus gratuitos que fazem um tour pela cidade, cada um leva você a um lugar diferente, eles partem da Rua Holfsbót (endereço Google: 65,6831356, -18,0899817) peguei o número 6 que deu uma volta boa pela cidade desci perto do museu de Akureyri e voltei andando pelo centro antigo sentido o Jardim botânico e por fim ao centro novamente.
       
      5* Parada - Islândia / Reykjavik
      Cidade de tamanho médio/grande. Desembarque diretamente no porto. O Porto fica relativamente longe dos pontos turísticos e do centrinho da cidade. Do Porto parte um ônibus que custa 11$ Cada viagem. Se você não estiver afim de andar 4 km para ir ao centro da cidade terá de pagar para ir e pagar para voltar. Vale a pena ir a pé e voltar de ônibus, o caminho da orla é bonito e com ótimas paisagens (se não estiver chovendo). Se você não tem condicionamento físico, e acha que não consegue, acredite na experiência de poder ver as praias de pedra preta no caminho que é totalmente plano. Com algum esforço sim, mas dá pra fazer se NÃO estiver chovendo, para valer a pena o passeio.
       
      4* Parada - Groenlândia  / Prins Christian Sund
      Na verdade não é uma parada, o navio chega a Groenlândia e faz 1 dia de percurso por um largo braço de mar que adentra o continente, entre penhascos e icebergs, o tour que leva praticamente 1 dia inteiro, e dá direito até a um giro 360 graus do Navio inteiro em frente ao maior glaciar para todos apreciarem a vista de dentro do navio, é bom para ver (mesmo que não tão de perto) os glaciares caso você não tenha marcado nenhuma excursão.
       
       5* Parada - Groenlândia / Qaqortoq
      Cidade pequena, Desembarque por meio de pequenos barcos que partem do Navio para o porto (Tender).
      Único Porto sem Wi-Fi. Alguns cafés próximos vendem Wi-Fi de 30 min. por 6 Euros. Ande a pé, faça uma rota que pegue um morro para tirar fotos lá de cima, (2,5 horas vimos tudo e tomamos um café).
       
      6* Parada - Nova Scotia / Sydney
      Cidade de tamanho médio/grande. Desembarque diretamente no porto. O Porto fica próximo dos pontos turísticos e do centrinho da cidade. Possui lojas enormes de souvenires.
       
      7* Parada - Nova Scotia / Halifax
      Cidade de tamanho Grande. Desembarque diretamente no porto. O Porto fica próximo dos pontos turísticos e do Waterfront bem estruturado com restaurantes e lojas. Vale a pena andar pela cidade e visitar os pontos turísticos históricos.
       
      8* Estados unidos - Boston, Massachusetts
      O desembarque é feito a partir das 7h A.M. Existe uma "sugestão" de horário, (que em geral é seguido), dependendo da localização da sua cabine.
      Fique ao menos 2 dias na cidade, aproveite o centro histórico e a vida local.
       
      * Por que fazer?
      O custo beneficio para quem quer conhecer estes lugares, mesmo que tenhamos pouco tempo disponível em cada porto (em média de 8 a 12 horas) é o modo mais barato de se conhecer alguns dos países que a passagem, estadia e alimentação sairiam muito mais caras, já que café da manhã, almoço e janta estão inclusos no navio. Salvo exceções. A companhia a bordo é ótima, os serviços e atrações são excelentes e a gastronomia é incrível.
      * Porque não fazer?
      A tripulação e idosa, o que por um lado é bom se você não quer muita bagunça, ainda assim os velhinhos são um pouco sem noção, principalmente quanto a educação e comportamento. Ainda que seja um bom custo benefício, é um cruzeiro caro o suficiente para um bom mochilão pela Europa gastando €75 Euros por dia. Depende muito do que você tem intensão de ver e fazer, mas no final a experiencia destes 17 dias, valeram muito a pena.
       
      Abraços,
       
      Algumas fotos:











    • Por Anna Samille Vs
      Oi pessoal estou em planos de da uma volta no mundo de carona e com mochilão queria saber os primeiros países q eu deveria começar a minha viagem 
×
×
  • Criar Novo...