Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

É viável viajar usando somente Worldpackers e com um pouco de dinheiro guardado?


Posts Recomendados

  • Membros

(Fiz essa mesma pergunta na parte de Perguntas e Respostas do site, mas vou colocar aqui também.)

Bem, depois de ler uns tópicos aqui sobre viajar sem dinheiro, eu fiquei meio na dúvida se é realmente possível, ou ao menos viável viajar usando somente o Worldpackers, fazendo work exchange pra se hospedar e conseguir alimentação, só com uma reserva de emergência de tipo uns 500 reais, pra caso eu precisasse de hospital, não conseguisse comida, etc. A minha ideia era fazer um mochilão pela América do Sul desse jeito, de pelo menos uns 2 anos, viajando devagar e pedindo carona. Lugar pra ficar não é problema, a ideia é dormir em uma barraca caso eu não conseguisse o work exchange, e se eventualmente eu precisasse de mais grana eu tocaria violão na rua ou venderia água mineral na praia, mas obviamente fazer isso quando a reserva de emergência ficar abaixo dos 100 reais, e não esperar a grana acabar pra arrumar mais.

 Então eu fui ler uns posts aqui pra ver se a ideia funcionaria, mas pelo que eu vi aqui, o pessoal daqui parece meio averso a ideia de viajar com pouco dinheiro, dizem que quem vai na onda de youtuber viajante acaba mendigando, comendo lixo, e que não é bem assim como as redes sociais mostram.

 Agora eu fiquei meio desencorajado, não sei se a ideia é tão boa assim. Já tinha lido tudo quanto é dica, já tinha tudo planejado, só não tinha um rumo certo, e ainda não comprei a mochila e a barraca, só tava esperando a pandemia dar uma amenizada, sair pelo menos uma vacina, esperar um tempo e então ir.

Será que eu devo ir mesmo? ou parece furada?

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Membros

Evergreen,

Também tenho o mesmo questionamento. Cheguei numa conclusão pra mim, que pode ser útil pra ti também. É a seguinte:

- Faça um roteiro curto, tipo viajar para a capital do próximo estado e voltar.

- Separe um valor considerável, tipo uns 1500 reais, e deixe na sua conta bancária.

- Separe um outro valor, uns 250 reais, e leve consigo, na doleira ou escondido dentro da sua mochila.

- Se você estourar os 250 reais muito rápido, decida se consegue reduzir seus gastos ou não. Aí você saca um pouco do dinheiro do banco.

- Tente usar o mínimo possível do dinheiro do banco, esqueça que ele sequer existe. Mas se tiver uma emergência, ele estará lá pra te salvar.

- Se você ver que não vai rolar a trip de jeito nenhum, use uma parte do valor pra voltar pra casa e se reorganizar. 

No fim, tu vai ter a resposta se é possível viajar sem grana ou não.

Eu também não sei, mas pretendo descobrir a partir de janeiro de 21.

Boa viagem pra nós!

  • Gostei! 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

É interessante a questão do dar certo ou não. O que é "dar certo"? Vamos as analogias kkkk ... Há quem sobreviva 30 dias com um salário mínimo e há quem ganhe R$ 50.000,00 / mes acha pouco e ainda vai roubar...

A questão é, viajar para que? Vais ao Rio de Janeiro ficar tocando violão no sinal e vendendo agua em Copacabana e estará satisfeito somente pelo fato de "estar" no Rio (ou em Nova York... ou Tókio)? Então não estais em busca turismo e sim de um meio de sobrevivência... É como vir ao carnaval de Salvador vender cerveja no isopor... se considera "participar da festa"... se te satisfaz... vai fundo.

Sabendo que vai estar sujeito a privações na alimentação - Vai comer na hora que a grana pintar e o q der para pagar. Lazer reduzido, já que tem que trabalhar para se manter... outras e outras questões que podem surgir.

Gosto do exemplo da crise de apendicite! Qualquer um à qualquer hora pode sofrer desse mal... Aqui na pátria amada tem o SUS... e em Vina del Mar faz como? Bariloche? Tem que pensar nas consequências...

O romantismo da ideia é sedutor, a pratica é desafiadora!

 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
6 horas atrás, Rafael_Salvador disse:

É interessante a questão do dar certo ou não. O que é "dar certo"? Vamos as analogias kkkk ... Há quem sobreviva 30 dias com um salário mínimo e há quem ganhe R$ 50.000,00 / mes acha pouco e ainda vai roubar...

A questão é, viajar para que? Vais ao Rio de Janeiro ficar tocando violão no sinal e vendendo agua em Copacabana e estará satisfeito somente pelo fato de "estar" no Rio (ou em Nova York... ou Tókio)? Então não estais em busca turismo e sim de um meio de sobrevivência... É como vir ao carnaval de Salvador vender cerveja no isopor... se considera "participar da festa"... se te satisfaz... vai fundo.

Sabendo que vai estar sujeito a privações na alimentação - Vai comer na hora que a grana pintar e o q der para pagar. Lazer reduzido, já que tem que trabalhar para se manter... outras e outras questões que podem surgir.

Gosto do exemplo da crise de apendicite! Qualquer um à qualquer hora pode sofrer desse mal... Aqui na pátria amada tem o SUS... e em Vina del Mar faz como? Bariloche? Tem que pensar nas consequências...

O romantismo da ideia é sedutor, a pratica é desafiadora!

 

Exatamente, Rafael! A pergunta é: viajar pra que?

Pra fazer turismo? Pra tirar selfie na frente de estátua, de ponte, de morro? Pra comer no restaurante que oferece "a experiência"?Nesse caso, certamente não faz sentido viajar com pouca grana. Não mesmo.

Mas podem existir outros objetivos, outros porquês de se fazer uma viagem. Além de conhecer lugares e fazer turismo.

Eu tenho pra mim que toda viagem de longo prazo é, na verdade duas: uma exterior e uma interior. E pra fazer este tipo de viagem não precisa de muito dinheiro.. eventualmente, fazer com menos é até melhor.

  • Gostei! 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

 Primeiramente, obrigado pelas respostas, realmente ter uma visão mais realista da coisa é melhor do que romantizar cegamente ou simplesmente dizer que é impossível.

 Então, analisando bem tudo que me disseram, eu tô preferindo começar menos ousado, pelo menos só pra ver como é a experiência. Meu objetivo principal é conhecer outros lugares, nunca viajei muito, e viver com pouco não é exatamente algo que me assusta, por isso tive a ideia de vender alguma coisa (citei só água, mas na verdade já tô planejando a um tempo e muitas outras coisas me vieram a mente). O lazer e o turismo nem faz tanta diferença, mas obviamente tá envolvido.

 Acho que, pra esse início, vou juntar mais um pouco de grana (os 500 reais seriam no caso o que eu levaria na mochila, e o que eu tivesse no banco eu usaria pra emergências sérias mesmo ou então pra voltar pra casa) e vou tentar ir mais perto, tipo, até Salvador, e por menos tempo também, tipo uns 6 meses, ficando mais tempo em menos lugares pelo caminho, vou também levar menos dinheiro na mão e tô pensando em ficar só no violão mesmo, já que é algo que eu tenho um pouco mais de habilidade do que com "vendas".

 Por fim, acho que eu concordo com o que foi dito aqui:

30 minutos atrás, Wagner Hartmann Portal disse:

Mas podem existir outros objetivos, outros porquês de se fazer uma viagem. Além de conhecer lugares e fazer turismo.

Eu tenho pra mim que toda viagem de longo prazo é, na verdade duas: uma exterior e uma interior. E pra fazer este tipo de viagem não precisa de muito dinheiro.. eventualmente, fazer com menos é até melhor.

 Fazer sem dinheiro é mais que uma questão de necessidade financeira, se fosse dinheiro a questão, eu estaria feliz só de viajar nas férias, do jeito "convencional".

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Cara, existem muitas formas de sobreviver sem dinheiro e o brasileiro é um povo muito solidário, é só você não esquecer do "Quem tem boca vai a Roma" 

Não se desanime com comentários negativos, coragem e se joga! Daqui 10 anos, 10 anos vão ter se passado, você vai querer olhar pra trás e se arrepender de não ter feito as coisas que queria fazer?

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...