Guias e Troca de informações sobre viagens pelos Estados Unidos
#824062 por mystictapion
31 Mar 2013, 18:23
Vlw Edu e Mauro, é que no meu caso pretendo ir e não levar celular algum, pra trazer outro, a fim de evitar ficar com 2, daí pensei em comprar um lá, ficar usando, não declará-lo e trazer junto comigo. Achei que teria problemas se não declarasse mesmo ultrapassando o valor da cota. O relógio foi só um exemplo, caso eu compre algo de uso pessoal a mais. Então obrigado por tirarem minhas dúvidas!!

#831419 por jairslv
21 Abr 2013, 16:01
Eu pretendo ir pra NY este ano e tenho uma dúvida. Vou viajar para um determinado evento na área de áudio e provavelmente vou comprar um microfone que seu valor ($2000) ultrapassa o valor limite estabelecido pela RF. Comprei O MESMO MICROFONE há alguns meses atrás de um colega e possuo a nota fiscal mas em nome de TERCEIRO. Se eu levar essa nota, daria pra passar isento de tributação? Abs.
#831462 por MauroBr.
21 Abr 2013, 17:43
Jair eu evito dar conselho para o descaminho, mas verifique na nota se tem número referência, tem que ter a especificação do produto se for igual. Bingo , mas a peça vai ser nova não vai criar dúvida se pegarem? Livre arbítrio.
#832157 por jairslv
23 Abr 2013, 13:01
MauroBr. escreveu:Jair eu evito dar conselho para o descaminho, mas verifique na nota se tem número referência, tem que ter a especificação do produto se for igual. Bingo , mas a peça vai ser nova não vai criar dúvida se pegarem? Livre arbítrio.


Obrigado Mauro... É exatamente igual, mas resolvi pagar o imposto mesmo. Ainda sim vai sair bem mais barato e eu terei um comprovante desse equipamento para quando precisar sair novamente do país... Obrigado pelas informações.
#833252 por mateusmartins
26 Abr 2013, 09:16
Cheguei nesta última terça-feira as 7h no terminal 2 do galeão.

Todos que estava com 3 malas ou mais eram diretamente encaminhados para o raio-x.

Tentei passar pelo "Nada a Declarar" com 3 malas mas a policial me chamou e todos os demais com 3 malas para passar pelo raio-x. Tinha comprado grande parte de um enxoval para a minha filha que está para nascer. O policial queria apreender as roupinhas dizendo que caracterizava revenda. Depois de muito chorar (até mostrei a ultrassom 3D que tinha no meu celular) ele acabou acreditando em mim e não confiscou mas tarifou todas as roupas.

No fim, perdi a isenção dos 500 dólares e tive que pagar as taxas. Ficou caro... Mas mesmo assim compensou mais que comprar o enxoval no Brasil. Os policiais são bem educados e nem vistoriaram detalhadamente a mala. Acho que foi porque também fui educado e convincente com eles.

Já havia passado várias vezes pela alfandega e esta foi a primeira vez que fui parado e tarifado.

Os raio-x do terminal 2 são novos e estavam operando a todo vapor. Muita gente surpresa e com cara de desterro na fila.

Um fato curioso que observei enquanto aguardava a liberação é que eles também pararam um cara que só tinha uma mochila nas costas, mais nenhuma bagagem. A policial deve ter deconfiado de notebook. O policial que me atendeu disse que eles estão pegando uma quantidade enorme de iPhones 5. Vi muita gente implorando clemência aos policias (assim como eu :D ) mas não tinha jeito.

Fica a dica: 3 malas + vindo de miami + horário comercial + terminal 2 do galeão = pego alfândega

Eles não tinham nenhum pudor em encher a fila do raio-x. E ainda faziam questão de atender prioritariamente quem tinha entrado no "Bens a Declarar". Quem era pego ficava mofando um bom tempo na fila...
#839543 por joaohernani
13 Mai 2013, 13:47
Senhores, tenho uma dúvida aqui e talvez a experiência de vocês possa me ajudar.

Saio de Miami para Belo Horizonte em junho, com escala em Lima e depois SP em um voo da LAN.
Será que minhas bagagens irão direto pra BH, ou terei que passar na Alfândega em SP? Será que a Alfândega vai pegar mais leve por ser um voo proveniente de Lima? (pretendo ir com mochilão e outra mala, pra passar por mochileiro rsrs).
Sei que isso depende da cia. aérea, mas o meu destino final está como BH, então não sei se teria que sair do terminal internacional em GRU e ir pro terminal nacional com as malas.

Grato pela atenção,
Abs!
#839547 por beier
13 Mai 2013, 13:59
João

Apesar de seu destino final ser BH vc terá que fazer a Alfandega em GRU, pegar as malas e redespachar para BH
#839636 por diver_pe
13 Mai 2013, 17:18
Galera pratico kitesurf e queria trazer 4 kites de tamanhos diferentes na faixa de 800 dólares cada, uma prancha e um trapézio... eu usando meu passaporte europeu ajudaria na volta com essa questão da alfandega?? teria como passar sem declarar e alegar uso pessoal??

Vlw
#842812 por leandrokelly
22 Mai 2013, 21:02
Fala Backpackers!

Galera estou com duas duvidas grandes aqui, na verdade a primeira esta associada a Alfandega e a segunda nem tanto mas se voces poderem me ajudar eu agradeceria muitissimo:

1- Estou morando no Canada e pretendo voltar com pelo menos 1 mala cheia de discos de vinil, porem nao creio que o valor ira ultrapasasr os $500, por tanto isto eh possivel?
2- Meu voo de volta para o Brasil seria Vancouver-Toronto-Sao Paulo, porem estou com planos de descer em Toronto e fazer uma viagem pelos Eua e depois retornar ao Brasil, porem queria ja despachar esta minha mala, para claro nao ficar carregando ela nesta viagem, como eu faco isso, simplesmente despacho ela em Vancouver e nao pego o Voo em Toronto e algum familiar ou alguma pessoa ira poder buscar para mim la no Aeroporto de Sao Paulo ou devo fazer algo?

Valeu galera!
#843166 por MauroBr.
23 Mai 2013, 18:24
Vc pode despachar e se uma pessoa tiver um documento autorizando a retirada sem problema ou mesmo vc pode retirar na chegada, mas ela vai passar pela fiscalização, o resto é com eles, mesmo que não passe dos US$ 500 pelo número acho que vai ser considerado importação ou coisa parecida.

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes