Guias e Troca de informações sobre viagens pelos Estados Unidos
#716693 por paulorco
14 Mai 2012, 22:09
dehrocker escreveu:Ola, boa noite!
Pretendia ir pra europa, e trazer da alemanha uma guitarra de 2150 euros. Instrumentos musicais desse tipo sempre são barrados ou é possivel passar direto e não pagar imposto? Pretendia levar 11mil reias, +- 4200 euros. Se eu pagar esse imposto, a guitarra iria pra 2975 e sobraria apenas 1225 euros pra ficar 10 dias, o q eu nao sei se é suficiente pra comer e dormir. Vcs acham q é um mal negocio ou vale a pena levando em conta q esssa guitarra aqui custa qse 12 mil reais?

Ficaria grato se alguem me ajudasse, Obrigado!


1200 euros dá para passar 10 dias tranquilamente: pagar o hostel ou até mesmo um hotel simples, comer, pegar metrô e ir nas atrações. O imposto é devido, não tem como escapar. Mesmo com o imposto, não justifica perder a chance de comprar lá. O imposto de importação seria uns 800 euros, na guitarra comprada aqui devem estar embutidos pelo menos 5000 reais de imposto.

#716998 por Porreca
15 Mai 2012, 17:48
longineus escreveu:Boa noite pessoal. Nunca postei no forum, mas tenho consultado muito para planejar minha primeira viagem intenacional. Agora tenho algumas dúvidas, e acho que podem me ajudar.

Minha situação é a seguinte:
Vou fazer uma viagem para Buenos Aires, e não tendo passaporte, eu tenho direito a cota de US$ 500,00?

E outra, tenho um tablet que mei pai trouxe dos EUA, com valor de 250 dólares. O único documento que eu tenho dele é uma nota da Best Buy. Meu tablet entrou da forma correta no país? Eu posso ter problemas caso leve esse tablet na viagem?

E por último, eu não posso trazer comidas na volta? Nenhum tipo??

Obrigado pela ajuda pessoal!
abraços


Independente de ter passaporte ou não o limite é o mesmo, US$500, desde que venha de avião. Por via terrestre o limite é de apenas US$300.
A única forma de garantir que o seu Tablet não será taxado é mostrar para o fiscal, caso solicitado, o comprovante de pagamento do imposto de importação. Se for parado o fiscal pode sim implicar com o seu Tablet e querer taxá-lo.

Sobre as comidas eu não tenho certeza, mas acho q se for despachado pode trazer. Mas só ACHO. Vamos ver se mais alguém se manifesta.

Qualquer dúvida é só perguntar.

Abrçs
#717326 por Porreca
16 Mai 2012, 17:09
sergio hoffman escreveu:Longineus,qdo for sair do Brasil,passe pela Pf e declare seu tablet,assim vc nao corre o risco de ter que pagar impostos na volta,pois vc esta saindo com ele.


Não existe mais essa opção. Agora a única forma de comprovar que o imposto devido já foi pago é através da Nota Fiscal ou da DARF paga.

longineus escreveu:Valeu Porreca!
Mas eu posso alegar que estou trazendo o tablet na minha cota então, certo?


Pode sim. :D

abrçs
#717361 por MarcosPereira
16 Mai 2012, 18:46
longineus escreveu:
E por último, eu não posso trazer comidas na volta? Nenhum tipo??



Teoricamente, nenhum tipo, é uma vedação do Ministério da Agricultura. Na prática, fazem vista grossa pra tudo, o cara te vê e de longe já faz sinal pra você passar. Mesmo porque se fossem rigorosos não ia passar ninguém, pois o free shop vende comida e por aí vai. Sem falar que não deve existir um único cidadão no mundo que não traga ao menos um alfajor na mala quando volta de Buenos Aires.
#720971 por Mari Verdun
27 Mai 2012, 04:24
MarcosPereira escreveu:
longineus escreveu:
E por último, eu não posso trazer comidas na volta? Nenhum tipo??



Teoricamente, nenhum tipo, é uma vedação do Ministério da Agricultura. Na prática, fazem vista grossa pra tudo, o cara te vê e de longe já faz sinal pra você passar. Mesmo porque se fossem rigorosos não ia passar ninguém, pois o free shop vende comida e por aí vai. Sem falar que não deve existir um único cidadão no mundo que não traga ao menos um alfajor na mala quando volta de Buenos Aires.



Gente,

Eu acho que o que não pode é comida in natura, devido a possibilidade de proliferação de pragas, etc. Comidas industrializadas e devidamente embaladas são ok. Da mesma forma que não se pode transportar pedaços de madeira sem que eles estejam cobertos por tinta ou verniz. (?) hahahaah
#721346 por beier
28 Mai 2012, 13:14
Mari Verdun escreveu:

Gente,

Eu acho que o que não pode é comida in natura, devido a possibilidade de proliferação de pragas, etc. Comidas industrializadas e devidamente embaladas são ok. Da mesma forma que não se pode transportar pedaços de madeira sem que eles estejam cobertos por tinta ou verniz. (?) hahahaah


Minha sobrinha teve apreendido os Dulce de Leche que trazia de Buenos Aires. Era produto industrializado em embalagem lacrada.... vai saber ::dãã2::
#721360 por pauloBR
28 Mai 2012, 13:40
Está escrito no site da Receita Federal:

Bagagem Acompanhada – Procedimentos na chegada ao Brasil

O viajante deve obrigatoriamente preencher a Declaração de Bagagem Acompanhada (DBA) e dirigir-se à fiscalização aduaneira, no setor de "BENS A DECLARAR", quando estiver trazendo:

I - animais, vegetais ou suas partes, sementes, produtos de origem animal ou vegetal, produtos veterinários ou agrotóxicos;

II - produtos médicos, produtos para diagnóstico in vitro, produtos para limpeza ou materiais biológicos;

III - medicamentos, exceto os de uso pessoal, ou alimentos de qualquer tipo;

IV - armas ou munições;

V - bens sujeitos a restrições ou proibições ou ao regime comum de importação;

V - bens aos quais será dada destinação comercial ou industrial, ou outros bens que não sejam passíveis de enquadramento como bagagem;

VI - bens que devam ser submetidos a armazenamento para posterior despacho no regime comum de importação,

VII - bens sujeitos ao regime aduaneiro especial de admissão temporáriaquando sua discriminação na DBA for obrigatória;

VIII - bens cujo valor global ultrapasse o limite de isenção para a via de transporte,
IX - bens que excederem limite quantitativo para fruição da isenção; ou

X - valores em espécie em montante superior a R$ 10.000,00 (dez mil reais) ou seu equivalente em outra moeda.

Nos demais casos, a partir de 1º de janeiro de 2012, o viajante não necessita preencher a DBA e pode dirigir-se ao setor "NADA A DECLARAR".


http://www.receita.fazenda.gov.br/Aduan ... aber.htm#O que o viajante NÃO pode trazer do exterior como bagagem

Em resumo, quem traz produtos de origem de origem vegetal ou animal, indepedente de ser in natura ou industrializado, deve obrigatoriamente declarar o que está trazendo.

Se o fiscal da Aduana encontrar na bagagem qualquer item que exija declaração (por estar na lista acima ou por ultrapassar a quota de US$ 300 ou US$ 500), e se os itens não forem declarados, é aplicada a pena de apreensão do produto.
#723594 por Patrícia Vet
03 Jun 2012, 13:14
Alguém voltou recentemente pelo Rio de Janeiro? Sabe se estão realmente escaneando todas as malas de vôos internacionais? Penso em ir a miami em setembro e queria saber a situação. Afinal, mesmo com o dólar alto, acho que vou acabar gastando um pouquinho mais que 500 doláres.
#723739 por biavismara
03 Jun 2012, 19:47
Gente eu tenho algumas dúvidas em relação a levar os bens aqui do Brasil, a primeira é se Iphone e Ipod entra nessa de ter que levar nota fiscal para provar a compra e a outra é se pode levar o notebook com a nota fiscal em nome de terceiros (no caso com o nome do meu namorado).
#723815 por Porreca
03 Jun 2012, 21:48
biavismara escreveu:Gente eu tenho algumas dúvidas em relação a levar os bens aqui do Brasil, a primeira é se Iphone e Ipod entra nessa de ter que levar nota fiscal para provar a compra e a outra é se pode levar o notebook com a nota fiscal em nome de terceiros (no caso com o nome do meu namorado).


Olá bia.

O iPhone está livre, já o iPad precisa de nota. O notebook tbm precisa e a nota no nome do seu namorado vai servir desde que se refira claramente ao notebook.

Qualquer dúvida veja esse vídeo q é bem legal e explicativo.

http://www.receita.fazenda.gov.br/Aduana/viajantes/Videos/regras_bagagem.html

Abrçs

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes