Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''poços de caldas''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
    • Cupons de Desconto
  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Companhia para Viajar
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 4 registros

  1. Eu adoro a cidade de Poços de Caldas!!! É uma delícia realmente. Vários locais turísticos, cachoeiras, teleférico até o Cristo, o tem suspenso que vai até a Rodoviária, ruas arborizadas, feiras de artesanato... Mas não deixa de ser uma cidade típica de Minas. Lembro de uma ocasião, há pouco mais de dez anos, em que estava passeando pela cidade, junto com meu compadre (sou de São Paulo e a família de minha mãe é toda da região do sul de Minas. Tenho vários parentes na cidade) e ficamos um bom tempo procurando um Mac Donalds pra almoçar até descobrirmos que isso ainda não existia na cidade naquela época (acho que 1999). E o mais curioso era o espanto das pessoas, poucos sabiam o que é o Mac Donalds...
  2. Olá Viajantes! Com cerca de 170 mil habitantes, Poços de Caldas é uma simpática e charmosa cidade no sul de Minas, bem na divisa com o estado de São Paulo. Sua proximidade e facilidade de acesso com cidades paulistas também ajuda a intensificar o turismo na região. Com atrações culturais, naturais e de aventura (a maioria delas gratuitas) além de um crescente turismo de compras, Poços não é apenas uma das cidades mais visitadas do estado, é também uma das principais estâncias termais do país. Sempre tive a vontade de conhece-la e um belo dia falei pra minha mãe: Vamos? ela disse vamos e partimos hehe Como não temos carro, fomos de ônibus msm. As empresas Cometa e Santa Cruz tem saídas de hora em hora para Poços, o que facilitou e muito nosso passeio. Para economizarmos com hotel, decidimos ir já no primeiro horário de um sábado, para aproveitarmos todo o dia e assim voltaríamos à noite. Uma dica: A empresa Santa Cruz faz menos paradas no caminho, sendo assim, a viagem é mais rápida que a Cometa. Para quem vai de carro, a viagem é bem mais rápida e nem chega a 2 hrs (é só seguir a rodovia Campinas-Mogi e depois pegar a SP 344). Campinas > Poços de Caldas: R$ 39,00, 3 horas de viagem. Acordamos super cedo, fomos para a rodoviária e ficamos esperando dar nosso horário. Olhei na passagem e vi plataforma 32. Ficamos esperando lá uns 15 minutos. Já era 7.05 hr e o bus não havia chegado ainda. Como não havia ninguém esperando nessa plataforma, achei estranho e fui olhar a passagem novamente. 32 era a poltrona e a plataforma era a 34 haha. Imagina o desespero da pessoa? Saímos correndo até a plataforma correta e por sorte o bus estava atrasado, UFFA. Pura falta de atenção Depois de uma viagem super tranquila chegamos por volta das 10 hrs em Poços. O bus faz algumas paradas pelo centro da cidade antes de ir para a rodoviária. Como nosso destino era a região central mesmo, paramos do lado do Mercado Municipal e inicíamos nosso passeio Nosso roteiro foi o seguinte: Mercado Municipal: Esse talvez seja um dos melhores lugares da cidade para se comprar lembrancinhas e os famosos queijos de Minas! São diversas espalhadas por dois grandes corredores e que vendem os mais diversos produtos por preços convidativos - comprei uma imã de geladeira escrito Poços (sempre faço isso em viagens kk) por 5,00 e uma porção de 500 gr de queijos sortidos por 20,00. O bom de visitar o mercadão é que cada lojinha que vende queijo tem degustação, ou seja, você come muitoooooo sem pagar nada kkk Feira Livre: Essa foi uma das minhas surpresas na cidade. Essa gigantesca feira livre é montada nas ruas ao redor do mercado municipal e vendem os mais diversos produtos, de frutas a roupas, caçados e brinquedos por preços bem convidativos. Praça e fonte das Rosas: Nada mais é que um chafariz em formato de flor, daí seu nome haha Igreja de São Benedito: a praça em frente a essa simpática e simples igreja proporciona uma bela vista da região central da cidade emoldurada pelos grandes morros verdes. Sede central da Igreja Metodista Praça Dom Pedro II e Fonte dos Macacos: Essa arborizada e bem cuidada praça é um dos principais convivios da cidade. Nela ficam, além de vários monumentos, a famosa Fonte dos Macacos, com suas águas termais e forte cheiro de ovo haha Basílica de Nossa Senhora da Saúde: A Matriz de Poços é uma imponente igreja modernista, com inúmeros vitrais e um bonito altar principal. Sua fachada não é uma das mais belas, mas chama a atenção pela altura da torre. Praça Monsenhor Rocha: Praça onde fica a Matriz Demos uma pausa e fomos almoçar Fomos em um restaurante self service chamado Ruth's (Rua Assis Figueiredo, em frente a Basílica Matriz). O kilo sai por 60 reais, mas o restaurante tem um ambiente bacana, uma grande variedade de comida (tinha comida japonesa )e o melhor, o sabor estava muito boom Depois fomos conhecer algumas das lojinhas da Rua Assis Figueiredo, que aparenta ser a principal rua do comércio na cidade. As próximas atrações foram: Antiga Estação Ferroviária Praça dos Imigrantes: Localizada ao lado da estação ferroviária, essa praça tem alguns monumentos, grafites e uma simpática locomotiva, ideal para tirar fotos. Espaço Cultural da Urca Relógio Floral:É um imenso relógio feito de plantas e flores no meio de uma bonita e arborizada praça. Ao lado dele ficam inúmeros cavalos e charretes para quem tiver interesse em fazer um passeio diferente pela região central (não foi o meu caso). Parque José Affonso Junqueira : Principal área de convívio de Poços, esse parque é dividido em três áreas e nele se localizam três importantes prédios históricos da cidade, o casino, o hotel e a thermas, além de inúmeros monumentos, fontes, coretos, playground e parquinhos. Cercado por um pequeno ribeirão (existem várias pontes sobre ele) o parque é super arborizado e bem cuidado e existem inúmeros vendedores ambulantes, feiras de artesanatos e artistas de ruas. É realmente o lugar mais agradável de Poços Palace Casino Fonte Luminosa Calendário Floral Thermas Antônio Carlos: Imponente construção dos anos 30, o Thermas ocupa quase uma quadra toda e seu luxuoso interior é aberto a visitação (entrada gratuita). Palace Hotel: Principal hotel, principal construção histórica e principal cartão postal de Poços, o Palace Hotel fica no coração do parque central e é em volta dele que tudo acontece na cidade. Monumento Minas ao Brasil Igreja de Santo Antônio: Essa foi a primeira igreja de Poços. Ela é super pequenininha e fica localizada atras de algumas árvores na rua São Paulo, o que infelizmente a deixa quase impercepitivel entre os visitantes da cidade , o que, claro, não diminui sua beleza e valor histórico! Coreto: nesse bonito e colorido coreto havia um grupo tocando musicas dos mais diversos generos . deixando a praça bem mais animada Ao lado do Palace Hotel, em uma das esquinas do Parque Municipal tem um ponto com táxi's turísticos. Um dos taxistas nos parou e ofereceu um passeio de cerca de 3 hrs que passava pela Fonte dos Amores, Véu das Noivas, Recanto Japonês, Fábrica de Cristais, entre outros lugares. Isso sairia pelo valor de R$ 95,00 nós dois. Não sou muito adepto de passeios guiados ou fechados com agência e etc (devido ao valor sempre alto e também por preferir passeios abertos, com mais liberdade) mas como estávamos sem muito tempo, um pouco cansados e como havia dois pontos turísticos nessa lista que eu queria muito conhecer, resolvemos fechar um passeio para a fonte e a cachoeira, por R$65,00 nós dois. Quem nos levou foi o Rovilsson, um cara super atencioso e que nos contou algmas histórias caldenses haha. Fonte dos Amores: Ponto de parada obrigatório para quem visita Poços, se trata de uma fonte de água potável localizada em meio a uma área de proteção ambiental na região central. O local tem uma boa estrutura, com lanchonete, placas informativas e sanitário. Entrando no parque, o visitante pode encontrar várias grutas, a famosa escultura dos namorados (daí o nome do lugar) e também pode se encantar com um dos inúmeros macaquinhos que ficam pulando de galho em galho Cachoeira Véu das Noivas: Uma das principais atrações da cidade, a cachoeira Véu das Noivas fica localizada a 5 minutos do centro da cidade. Se trata de uma grande castaca cercada por muito verde e por correntezas de água. Devido ao período de estiagem, a cascata estava bem fraquinha . A estrutura do parque é bem legal, com sanitários, lanchonete e uma grande casa com artesanatos Depois de ter andado horrores e ter visto lugares lindos, fomos para a rodoviária e compramos nossa passagem de volta
  3. A pouco mais de um ano, estive no Peru fazendo trabalho voluntário (Relato: Intercâmbio No Peru - Dois meses de trabalho Voluntário) e lá tive o despertar do meu destino. Porém, passado um tempo, sem muita grana pra viajar para fora do país, eu decidi que iria me dar a chance de conhecer um pouco mais do Brasil - a começar pelo lugar que parecia ter uma certa magia no ar, Minas Gerais. *IMPORTANTE: Preciso deixar claro que isto não é um roteiro de viagens sobre Minas, e sim sobre as "sensações" que essa cidade traz. Minha primeira ida foi para conhecer Poços de Caldas - MG e somente lá consegui entender a dimensão da frase: "Estamos onde devemos estar". A cada passo dado, as pessoas que me olhavam nos olhos, o carinho dos moradores, a comida, absolutamente tudo me fazia sentir que era pra eu estar ali, vendo aquelas coisas. As fotos que fiz, mostram um pouco disto: Vista do Cristo - Poços de Caldas/MG Caminho da Cachoeira Véu de Noiva - Poços de Caldas/MG Tirolesa Pedra Balão - Poços de Caldas/MG Foram três dias em busca de algo, que somente no fim da viagem eu consegui entender que havia me encontrado. A partir dali decidi que voltaria sempre que a minha mente precisasse, só não imaginei que estaria de volta no mês seguinte. E por muitos momentos, tudo o que eu conseguia pensar era no próximo lugar que estaria conhecendo... O que me trouxe a Monte Sião/MG. Desta vez, a vida queria que eu entendesse uma nova lição: "Pelos mesmos caminhos não se chega sempre aos mesmos fins." Só quem esteve comigo nessa viagem vai entender a dimensão dessa frase, pois foi motivo de debate no caminho de volta pra casa. Saímos de São Paulo com a pretensão de chegar a Águas de Lindóia/SP, mas o destino quando misturado com a energia que você esta emanando no dia, causam surpresas. Do começo ao fim, fomos levados a fazer outros caminhos e aceitamos sem revolução, porque já se sentia no ar que seria mais uma viagem transformadora. Nossa passada por Monte Sião teve transformações em todos, mas os efeitos em mim podê ser visto na mudança que as minhas fotografias sofreram. Pôr do sol na estrada - SP Morro Pelado - Águas de Lindóia/SP Morro Pelado - Águas de Lindóia/SP Morro Pelado - Águas de Lindóia/SP Morro Pelado - Águas de Lindóia/SP Aquilo tudo não era para conhecer e entender melhor o meu país, foi apenas o gatilho que me fez entender que não preciso ir para tão longe em busca de algo que tenho por aqui. Por enquanto, esse lugar me basta! #PAZ
×
×
  • Criar Novo...