Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

divanei

Volta ao Saco do Mamanguá e Travessia da Ponta da Joatinga - 2011

Posts Recomendados

Então deixo aqui publicamente meus agradecimentos ao grande Augusto, por ter te incentivado a escrever seus relatos no mochileiros.

Independente do conhecimento formal (aquele que se aprende na escola) você demonstra ter um grande conhecimento que a vida lhe ensinou; provavelmente através da sua família e pessoas próximas. E este conhecimento vale tanto quanto aquele que ensinam nas escolas, se não mais. Você pode não saber sobre as regras do português, ou equações matemáticas, mas sabe o que tem real valor na vida.

Talvez você não consiga escrever com um português correto (será? eu não tenho esse olho clínico do Getúlio), mas consegue passar toda a emoção, perrengue e situações de suas aventuras. Eu estudei até a faculdade, e os meus relatos não são tão bons quanto os seus...

Feliz 2012 caro colega, e que Deus derrame suas bençãos sobre você e sua família.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Otávio !!! Um dia gostaria de ter a honrra de conhecer você e o nosso amigo Getúlio.

Vou te responder usando uma frase dita pelo meu novo amigo Jony, que eu acabei de conhecer nesta travessia, quando eu perguntei pra ele de onde vinha tanto conhecimento e ele me respondeu :" É que eu tenho amigos"

E é isso mesmo, a gente acaba aprendendo as coisas com as pessoas que passamos a conhecer em nossas vidas. Metade da minha vida fui um cara introvertido, tinha vergonha de tudo, medo de falar em público. Na escola eu chegava a ter calafrios quando havia chamada oral. A minha vida só mudou depois que eu me apaixonei pelas viagens, pelas caminhadas, pelas trilhas e pelas montanhas. Foi quando eu começei a conhecer gente diferente e aí então meu horizonte se abriu. Eu pensava, se eu consigo fazer rapel em uma cahoeira de 100 metros de altura, escalar uma montanha que levava 3 ou 4 dias de caminhada, atravessar cavernas alagadas, me rastejar por buracos de tatu, porque preciso temer alguém, porque preciso ficar com medo do meu chefe,porque preciso ter medo de discursar para os meus comandados na empresa onde eu trabalhava.E foi mais ou menos assim que tranformei em outra pessoa. Viajei por vários países da América do Sul sozinho, mesmo ganhando um salário miserável e tendo mulher e filhos para sustentar.Foi com esswe conhecimento adquirido, graças aos amigos, que consegui passar em 3 concursos públicos e dei uma guinada na minha vida. Ainda ganho pouco, mas consegui o que eu mais queria, que era qualidade de vida. Hoje eu seria capaz de falar na tribuna da ONU. Claro que somente iria dizer um monte de bobagem, mas o medo se foi. BENDITOS AMIGOS !!!! rsrsrsrsr. Boa sorte a voces em 2012, meus amigos!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Divanei!

 

Algumas importantes considerações:

 

 

Getulio ,

KKKKKKKKK, você está enganado quando diz que eu as vezes peco com a digitação. Caro amigo, sou quase analfabeto de pai e mâe. As duras penas terminei o segundo grau em uma escola pública em 1.987 aqui no fim do mundo. Só começei esrever aqui porque um dia o Augusto, que já foi um dos administradores aqui do mochileiros, me disse que a galera fazia vistas grossas para as "concordâncias verbais, nominais, colocação de verbo, acentuação gráfica e outras coisas que eu nem sei o que é mais. Já sei tem o editor de texto, pra falar a verdade quase não sei usar. Mas, como você sabe quanto mais se escreve e mais se lê, você mais aprende.

...

 

 

Então deixo aqui publicamente meus agradecimentos ao grande Augusto, por ter te incentivado a escrever seus relatos no mochileiros.

Independente do conhecimento formal (aquele que se aprende na escola) você demonstra ter um grande conhecimento que a vida lhe ensinou; provavelmente através da sua família e pessoas próximas. E este conhecimento vale tanto quanto aquele que ensinam nas escolas, se não mais. Você pode não saber sobre as regras do português, ou equações matemáticas, mas sabe o que tem real valor na vida.

Talvez você não consiga escrever com um português correto (será? eu não tenho esse olho clínico do Getúlio), mas consegue passar toda a emoção, perrengue e situações de suas aventuras. Eu estudei até a faculdade, e os meus relatos não são tão bons quanto os seus...

Feliz 2012 caro colega, e que Deus derrame suas bençãos sobre você e sua família.

 

Otávio, x2 = também agradeço publicamente ao Augusto por ter incentivado o Divanei a escrever, aliás o Mestre Augusto é outra figuraça aqui do Mochileiros... Anda meio sumido, poucas pernadas acho que em razão do matrimônio, paternidade, trabalho, etc...

 

Não vou ficar fazendo ranking de relatos. Cada um tem a sua emoção, seu entusiasmo, a sua forma peculiar de expressão e a sua carga pessoal, não posso dizer se este ou aquele é melhor ou pior. Posso, contudo, afirmar que os relatos do Divanei expressam muita emoção, tesão mesmo, pela trip e pelo desafio, além do humor que lhe é característico. Gosto muito! Fico imaginando as situações que ele viveu em cada momento... ::otemo::

 

Divanei, meu caro, não liga para esse meu "olho clínico" (como disse o Otávio para ser polido - eu chamo de chatisse mesmo, confesso, e peço que me perdoe ::quilpish:: mas sou crítico sempre no intuito de incentivar os amigos a evoluírem). Só o fato de assumir que não sabe alguma coisa já é uma mostra do quanto tu és um sujeito "sangue bom". Muita gente não faz isso, prefere passar por sabido... Nós somos o que expressamos, independente do quanto de conhecimento formal recebemos. Analfabeto tu não pode dizer que é, pois analfabeto mesmo é este monte de gente "banana" que se encosta e fica esperando os outros fazerem algo por elas, que não conhece sequer o próprio bairro onde mora, não sai da "vidinha". Você, por outro lado, é um cara que correu atrás, se esforçou, aprendeu com a vida, com os amigos (que belo e humilde tributo este seu), pode não escrever com os dons de um membro da academia (o que, repito, não lhe tira em nada o brilho dos relatos), mas conhece inúmeros lugares que muito "bacana" com pós-doutorado sequer imagina que existe. Você vive a cultura e o conhecimento na prática e isso não tem preço!

 

 

Grande Otávio !!! Um dia gostaria de ter a honrra de conhecer você e o nosso amigo Getúlio.

Vou te responder usando uma frase dita pelo meu novo amigo Jony, que eu acabei de conhecer nesta travessia, quando eu perguntei pra ele de onde vinha tanto conhecimento e ele me respondeu :" É que eu tenho amigos"

...

 

Caro amigo, sem dúvida alguma será um imenso prazer e igualmente uma grande honra. Quando pretender visitar o Paraná novamente nos avise para combinarmos alguma pernada juntos. Posso falar por mim e pelo Otávio que tu tens fortes laços de amizade aqui e serás sempre bem recebido.

 

Forte abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Falae Divanei, td bom?

 

Tô pretendendo dar a volta no Saco do Mamnguá agora na Páscoa e gostaria de algumas dicas, se vc se lembras, claro...

 

1. Qts quilometros de caminhada dá de Parati-Mirim até a Praia do Engenho?

 

2. QUais os locais q vc me aconselha para pernoite, e se há opção de refeição nesses lugares.

 

Desde já agradeço.

 

Abs,

 

Rodrigo Oliveira

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí Getúlio e Otávio.

Não sou tudo isso não. rs, rs, rs, rs.

P/ vcs terem uma idéia, só agora fui ler essas últimas mensagens.

Depois da herdeira não tem jeito né. Tá com quase 3 anos e nessa fase é dedicação quase exclusiva.

Devido ao horario de trabalho da patroa, boa parte das funções sou eu que tenho que fazer.

Trips mesmo só nas férias do meio do ano e um ou outro feriado, mas bem menor de como era antes.

 

Mas o que é legal aqui no mochileiros que de tempos em tempos sempre aparecem bons usuarios que sempre estão ajudando a galera com relatos, inúmeras dicas e boas informações. Vcs dois aí na região Sul não tem p/ ninguém.

O Divanei e a Cris aqui no sudeste são outros exemplos. E ainda tem o Jorge que é hors concours.

E devo estar sendo injusto com outros que colaboram também.

 

 

Gde abc.

 

 

 

 

Grande Divanei!

 

Algumas importantes considerações:

 

Otávio, x2 = também agradeço publicamente ao Augusto por ter incentivado o Divanei a escrever, aliás o Mestre Augusto é outra figuraça aqui do Mochileiros... Anda meio sumido, poucas pernadas acho que em razão do matrimônio, paternidade, trabalho, etc...

 

Não vou ficar fazendo ranking de relatos. Cada um tem a sua emoção, seu entusiasmo, a sua forma peculiar de expressão e a sua carga pessoal, não posso dizer se este ou aquele é melhor ou pior. Posso, contudo, afirmar que os relatos do Divanei expressam muita emoção, tesão mesmo, pela trip e pelo desafio, além do humor que lhe é característico. Gosto muito! Fico imaginando as situações que ele viveu em cada momento... ::otemo::

 

Divanei, meu caro, não liga para esse meu "olho clínico" (como disse o Otávio para ser polido - eu chamo de chatisse mesmo, confesso, e peço que me perdoe ::quilpish:: mas sou crítico sempre no intuito de incentivar os amigos a evoluírem). Só o fato de assumir que não sabe alguma coisa já é uma mostra do quanto tu és um sujeito "sangue bom". Muita gente não faz isso, prefere passar por sabido... Nós somos o que expressamos, independente do quanto de conhecimento formal recebemos. Analfabeto tu não pode dizer que é, pois analfabeto mesmo é este monte de gente "banana" que se encosta e fica esperando os outros fazerem algo por elas, que não conhece sequer o próprio bairro onde mora, não sai da "vidinha". Você, por outro lado, é um cara que correu atrás, se esforçou, aprendeu com a vida, com os amigos (que belo e humilde tributo este seu), pode não escrever com os dons de um membro da academia (o que, repito, não lhe tira em nada o brilho dos relatos), mas conhece inúmeros lugares que muito "bacana" com pós-doutorado sequer imagina que existe. Você vive a cultura e o conhecimento na prática e isso não tem preço!

 

Caro amigo, sem dúvida alguma será um imenso prazer e igualmente uma grande honra. Quando pretender visitar o Paraná novamente nos avise para combinarmos alguma pernada juntos. Posso falar por mim e pelo Otávio que tu tens fortes laços de amizade aqui e serás sempre bem recebido.

 

Forte abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Augusto!

 

 

Salve! Além de tudo um cara modesto!

 

Você, Jorge Soto, Divanei, Vivi Mar, Tiago Korb, Fábio Borges, Antônio Júnior e vários outros com "curriculos" bem recheados (com certeza vou estar sendo injusto com vários que esqueci neste momento, perdoem-me :mrgreen: inclusive pelo trocadilho) estão no rol dos "Cavaleiros Jedi" do Trekking brasileiro. ::ahhhh::

 

Eu ando atualmente quase no mesmo pé que você, mas convivo com alguns agravantes: também tenho uma herdeira pequena de 4 anos que drena mesmo o tempo do papai aqui para qualquer projeto mais sério. Além disso caí numa vida sedentária há uns anos com o casamento e estou sofrendo para perder uns bons quilos de banha e minha esposa não curte trekking, o que transforma cada saída numa briga... O que tento usar para me consolar é que daqui há alguns anos quando a filhota crescer terei uma companheiraça de trilha (espero)...

 

Grande abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Falae Divanei, td bom?

 

Tô pretendendo dar a volta no Saco do Mamnguá agora na Páscoa e gostaria de algumas dicas, se vc se lembras, claro...

 

1. Qts quilometros de caminhada dá de Parati-Mirim até a Praia do Engenho?

 

2. QUais os locais q vc me aconselha para pernoite, e se há opção de refeição nesses lugares.

 

Desde já agradeço.

 

Abs,

 

Rodrigo Oliveira

 

Desculpe a demora caro amigo. Estava de férias viajando pelo Rio Grande SP/MG/MS e não tinha internet a minha disposição. Bom já te respondi em mensagem privada. Um abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...