Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Realmente, já voltei Getulio! hahahaahah

Vou aproveitar e dar meu relato da viagem...

 

Saí de Curitiba no dia 29 com o trem que vai em direção a Morretes.

Passeio maravilhoso, atendimento muito bom e ótimo pra fazer amizade com outros turistas. Dessa vez conheci um casal de Dourados e um rapaz de Porto Alegre.

 

Não sabia como fazia ao certo, mas comprei passagem pra ir à Morretes, mas conversando com o guia do vagão ele disse que descendo na estação de Marumbi a passagem era mais barata. Alguém tem informação sobre isso?

 

Saltei do trem na estação de Marumbi sozinha. Por sorte, encontrei dois homens e uma mulher nos trilhos. Eles me deram as coordenadas pra fazer a trilha.

Como estava com uma mochila imensa, pedi para que uma das moradoras da espécie de vila que se formou aos pés da montanha guardasse ela enquanto eu subia com a mochila de ataque. Ela prontamente a guardou em sua varanda (não estaria em sua casa pelo horário que eu desceria), me deixou usar seu banheiro e me deu dicas importantes pro caminho.

 

Comecei a subida faltando 20 minutos para o meio dia e pra meu espanto, não encontrei uma pessoa sequer, tanto na subida, quanto na descida. Não sei se era pelo avançar da hora, mas isso deu um ingrediente todo especial pro caminho.

O silêncio é impressionante. Deu até pra ficar meio paranoica e imaginar que a qualquer momento eu seria atacada por algum animal hahahahahah

 

O caminho de subida foi tranquilo, só é meio tenso por não conhecer o caminho e tudo o mais, mas deu pra ter um momento de reflexão sobre tudo na minha vida, aproveitando que era praticamente virada de ano!

 

Cheguei no Abrolhos com 1h20 de caminhada e meu Deus... o que é aquilo?

Acho que era necessário eu estar ali sozinha pra ver e sentir tudo aquilo.

Nem vou tentar descrever qual era a sensação, por que sei que não conseguiria!

 

Na volta o momento mais apavorante foi quando me desviei da trilha. O problema é que eu sou meio dispersa e não me lembro facilmente de lugares por onde passei, por isso, fiquei de olho grudado nas fitinhas vermelhas. Só que logo depois de sair do cume do Abrolhos as fitinhas levam pra dois caminhos diferentes e o que eu tomei dava de cara com um vácuo enorme e do outro lado, de longe, dava pra ver as fitinhas que davam pra trilha correta.

Passado isso, tudo sossegado, tirando a parte que eu demorei quase 3h na descida e que tomei milhões de tombos hahahahaahahah

 

Um dos momentos mais felizes foi quando cheguei na nascente. Minha água já estava no fim e com certeza aquela água geladinha renovou minhas energias!!

 

Completada a descida peguei minha mochila e fui pedir informação pra uma das moradoras da tal "vila", ela tava quase me oferecendo um lugar pra posar mas eu tinha que voltar pra Curitiba naquele mesmo dia.

 

Passando pela estação encontrei mais uma vez os dois rapazes e a mulher que me deram as coordenadas da trilha. Batemos um papo mas logo tive que pegar meu longo rumo até Porto de Cima.

Por sorte encontrei dois rapazes que estavam fazendo o mesmo caminho.

Fomos o percurso inteiro contando sobre o que tínhamos feito naquele dia, com direito a uma aparição inesperada de um filhote de jacaré no caminho... coisa linda!

Depois de muito tempo de caminhada chegamos ao posto do IAP das prainhas. Como eles tinham deixado o carro por lá, aproveitei e peguei uma caroninha até Porto de Cima ::otemo::

 

De lá nos despedimos e eu fui até a praça, onde encontrei um taxista.

No caminho até Morretes fomos conversando e ele me disse que é ex-montanhista. Me contou sobre roteiros da região que são imperdíveis, me deu dicas de atalho até Marumbi e até me deu um descontinho camarada na corrida!!

 

Por sorte, tinha um ônibus saindo naquele momento pra Curitiba. Acho que nunca vai ter uma poltrona de ônibus tão confortável quanto àquela!! hahahahaa

Só me arrependo de não ter comido o famoso barreado, mas fica pra próxima!

 

Tenho algumas dicas pra quem é marinheiro de primeira viagem.

- Leve luvinhas, as que eu levei são de ciclismo e funcionaram muito bem;

- Vá com calça comprida, principalmente se você for estabanada feito eu. Uma por conta dos mosquitos, outra por que é muito fácil de você se ralar feio nos joelhos e canelas;

- Leve um lanche bem leve pra você fazer no cume, nada muito doce. Tomei achocolatado lá pra ver se conseguia recuperar as energias rapidamente, mas me embrulhou o estômago;

- Vá cedo fazer a trilha por que quanto mais cedo você for, mais tempo vai poder ficar lá em cima;

- Sei que não é aconselhável fazer trilhas sozinho, ainda mais sendo desconhecida, mas digo que se eu fosse acompanhada teria fotos mais legais, só que não teria aproveitado como aproveitei;

- Vá sem preconceitos e aberto a fazer amizades. Se interesse pelo que as outras pessoas tem a te contar. Só nessa viagem fiquei sabendo de ao menos outros cinco roteiros que eram desconhecidos por mim e que com certeza um dia farei;

- E por fim... aproveite o momento!!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 176
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Está liberada, mas pra subir até a estação de Eng. Langue só 4x4, ou caminhonete alta. Carro baixo vai até o posto do IAP, aí estaciona nas casas da região e segue a pé por 6km

Posted Images

  • 1 mês depois...
  • Colaboradores

Puxa.. muito bom seu relato..

nao sabia que nesta fase de parque "fechado" se podia descer no Marumbi... o pessoal da Serra Verde me falou que nao estavam vendendo ate esta estacao ... mas como voce falou talvez falando com o pessoal do trem eles deixam...

Por nao saber deste detalhe acabei nao indo uns meses atras.. foi muito util a informacao.. valeu..

 

Outro ponto, pelo que vi da pra descer na estacao Marumbi e no maximo subir ate Abrolhos ou alguma outra... porque o trem chega depois das 9:00 nao eh?

Entao subir ate o Olimpo fica puxado... a menos que voce acampe no Morro de cima, saia cedo para fazer o cume e volte para la para acampar de novo.. mas ai fica bem chato...

 

alguem sabe se o resto das obras recomecaram?

 

valeu...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...
  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

O acesso ao PE Marumbi é de trem ou a pé a partir de Porto de Cima, localidade a 10km de Morretes.

Se conseguir um táxi em Morretes ele pode te levar até o posto do IAP ao lado do Rio Nhundiaquara, a partir daí só sobe a pé ou de jipe, são 6km até o parque.

Sinal de celular no parque é difícil, somente no alto das montanhas, e depois lá em baixo, perto de Porto de Cima.

As principais atrações de lá são as montanhas e as caminhadas, então se prepare pra andar...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Olá,

 

Li algumas dicas sobre o PE Marumbi e de como chegar até ele, mas.. como ir dele até Morretes, ou voltar para Curitiba?

Espera-se o trem, chama-se um taxi? (fiquei perdida qto a esta informação).

 

Abs

 

Então, no meu caso eu fui do conjunto até Porto de Cima a pé, pegando a trilha usada pelo pessoal que faz o caminho de Itupava. Ela começa atrás da estação de trem e leva até Porto de Cima, não tem erro.

O único problema é que é longe pra caramba e depois de subir a montanha, a distância parece dobrar.

Se você tiver bastante tempo, aproveite, no caminho você vai passar por alguns saltos que não se distanciam da trilha. Eles são ótimos pra você recarregar as energias.

 

Chegando em Porto de Cima, você vai dar de cara com a avenida principal da cidade e com um ponto de ônibus bem a vista. Tem uma sorveteria bem na esquina e eles tem todos os horários dos ônibus que param nesse ponto. Se você tiver oportunidade, pega ônibus ali, mesmo que demore, pois além de você não ter que ir até Morretes, a estrada até Curitiba é pela Graciosa, o que compensa o tempo de espera!

 

Se você não conseguir chegar a tempo de pegar esse ônibus, siga a avenida para a direita... não vai demorar muito e você chegará até a praça da cidade, onde estão os taxistas.

A corrida até a rodoviária é praticamente preço fixo (já que eles não usam taxímetro) de R$ 15,00. Aproveite pra conversar com o taxista, tenho certeza que ele terá boas histórias pra te contar.

 

Na rodoviária é só pedir uma passagem para Curitiba e tudo certo.

Não me lembro mais ou menos quanto tempo demora, mas não se preocupe, será uma das viagens de ônibus mais confortáveis que você fará depois de km de caminhada :D

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

A estrada da Graciosa está interditada por causa de um desmoronamento. A previsão de reabertura é de 90 dias, mas duvido que fique pronta nesse tempo...

A única opção é a BR277, então não vai ter ônibus passando em Porto de Cima, vai ter que ir até Morretes. Mas tem um ônibus circular que faz o trecho Porto de Cima-Morretes, tem que se informar os horários, que não são muitos. O ponto fica na pracinha em frente a igreja.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...
  • Membros de Honra
O acesso ao PE Marumbi é de trem ou a pé a partir de Porto de Cima, localidade a 10km de Morretes. [...]

 

Leia-se de trem, a partir de Curitiba (2h30min) ou de Morretes (30min). A pé, a partir de Porto de Cima.

Do jeito que ficouo escrito dá a impressão que de trem também é só por Porto de Cima o acesso... Rsrs!

 

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Silnei changed the title to Parque Estadual do Marumbi

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...