Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Dani B

Cobras - Como Evitar?

Posts Recomendados

Bom dia.

 

Comprei o livro "Serpentes da Mata Atlântica. Guia Ilustrado para a Serra do Mar." indicado pelo Guma, na Livraria Cultura (R$ 45,00).

 

Recomendo, um trabalho científico. Muito bem feito e nos ajuda a conhecer melhor esses animais.

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O único perigo que eu vejo é voce pisar acidentalmente em uma cobra, isso pode ser bem amenizado utilizando um bastão de caminhada. Fora isso pode ficar despreoculpado pois assim que ela sentir as vibrações de sua caminhada ela irá se esconder. A cobra utiliza o veneno para se alimentar, ela não tem intenção nenhuma de gastar o veneno dela atoa em algo que ela não poderá comer, além do medo que ela sente ser maior que o seu, imagine se voce fosse uma cobra e desse de cara com uma pessoa, voce não ficaria com medo?

 

Qual foi o dia em que voce viu uma cobra preseguindo um homem?

 

Em minha última caminhada eu vi 11 cobras, 1 jaguatirica e 2 aranhas. Isso porque eu estava sozinho então minha atenção foi redobrada, caminhava olhando com bastante atenção para a mata em volta de mim, e qualquer barulho eu ia verificar. O problema é que voce acaba ficando paranóico e sentindo medo.

 

No entanto o perigo existe, e se eu fosse picado por uma cobra peçonhenta eu não saberia como agir. Certamente eu iria mata-la ou, o que é mais fácil, tiraria uma foto para saber qual o tipo de soro que eu deveria tomar, eu iria lavar o ferimento, tentar manter a calma, eu iria ligar para os bombeiros e para minha família, e se eu conseguir suportar a dor eu iria procurar ajuda. Acho que é isso que eu faria.

 

Aqui tem algumas dicas:

http://www.butantan.gov.br/perguntas.htm

 

Bye

Wyllo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu acho que o medo atrai. Ao entrar "no mato" peço às energias do local que cuidem de mim. Até agora deu certo porque acredito nessas "energias".

Nas poucas vezes em que vi , elas passaram rapidinho meio que com medo de mim conforme comentado em um post , elas não querem enfrentar o ser humano, querem é passar e seguir o caminho delas.

Na Chapada Diamantina, descendo o Morro Pai João, o guia avistou uma caninãna e nos contou que essa cobra, apesar de não ter veneno, é muito agressiva. Segundo ele, ela se enrrosca no tornozelo da vítima e fica batendo com a cauda na perna do coitado. Dizem que essa "surra" , além de muito dolorosa, provoca inflamação no local. Alguém pode confirmar, ou não, essa informação?

 

Vibrações positivas!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Wyllo,

 

É exatamente por por essa característica das cobras que quando há uma picada o correto é ser chamado de "acidente" ofídico.

 

Márcia. Até onde sei, a Caninana é uma cobra "mansa" . a tendência dela .....como da maioria das cobras é afastar-se das pessoas.

 

A Cotiara..já postei aqui anteriormente, tbém tem fama de "correr atras das pessoas" mas isso não passa de lenda..rs ela corre das pessoas. (só que essa é venenosa).

 

Paticularmente ..tenho muito medo de cobra..mas quando estou aqui..em ambiente urbano...Quando entre na mata...alguns minutos depois de "climatar" me sinto parte daquilo....

 

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A cobra é o terror das trilhas rsrsrs...mais o que mata milhares de pessoas mesmo é o mosquito e ninguém tem medo.

 

As cobras peçonhentas, se voce não for brincar com elas, ela irá fugir, mais se for incomodadas, ficam enrroladas em posição de ataque.

 

As cobras não peçonhentas costumam fugir sempre, mesmo sendo incomodadas.

 

Bye

Wyllo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tirando as preocupaçoes que devemos ter com cobras, eu tenho mais medo é de abelha mesmo

 

Essas vêm pra cima e não adianta correr, a desvantagem do trilheiro é enorme

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando fiz a trilha do Ouro...uns 15 dias depois caí de cama...Dengue!!!!!!!!!!!!

 

Mosquitinho "maledeto". rs nem vi ele....

 

O legal é que na descida destro da Mata...pisei numa cobra...pra minha sorte a cascavel estava fazendo digestão....

 

abração...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cascavel fazendo a digestão ::lol4::::lol4::::lol4::::lol4::::lol4::

piacitelli vc pisou em outra coisa ::Cold::::lol4::::lol4::::lol4:: brincadeira viu

 

esta de manter cobra longe de uma caminhada, só mesmo comendo um kilo de alho e uns dez caras na frente limpando a trilha. ::lol4::::lol4::::lol4::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

VAREJA, concordo contigo, o primeiro ser vivo em destaque em grau de periculosidade em trilhas de mata são as abelhas e quase ninguém pensa nisso.......... Já tomei mais de 30 picadas numa ocasião, e olha que a colméia era pequena pois não ouvi qualquer barulho de alerta, imagina se fosse grande, provavelmente eu não estaria mais aqui pois estava sozinho em uma travessia de Itajubá ao parque de Campos do Jordão, inseto do inferno!!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá,

a dica de se manter sempre na trilha principal é boa. Acredito que as serpentes devem ter mais medo de vc do que vc delas. O próprio impacto da sua caminhada deixa ela alerta de que tem gente passando no local, o que faz com que ela saia da passagem.

Geralmente as pessoas que trabalham nas fazendas e os biólogos usam aquelas botas tipo sete léguas até o joelho, elas impedem as mordidas, mas ninguém que faz trekking usa essas botas (pelo menos nunca vi)!

Geralmente as mordidas ocorrem entre o calcanhar e os joelhos e o bote das serpentes brasileiras pode chegar a até um metro de distância, por isso, mantenha esta distância mínima.

Ande com atenção e,caso veja alguma, tente se afastar de frente para ela (nunca lhe dando as costas) com movimentos suaves e com calma. Nunca a deixe encurralada, nem vá para local onde você não tenha saída.

Você pode pesquisar também os hábitos das serpentes do local onde você vai. A época da reprodução é importante, pois, é quando elas saem mais.

Também evite meter a mão em pedras (aquelas que são cheias de buracos escuros).

Em todas as minhas caminhadas só vi até hoje duas serpentes (devo ter passado por muitas outras).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...