Ir para conteúdo
Bruno Marinho

Machu Picchu saindo de Rio Branco/AC

Posts Recomendados

A viagem a ser relatada foi feita no carnaval de 2014.

Primeiro dia

 

Na verdade, saímos de Manaus, num voo com escala em Porto Velho, com destino a Rio Branco, onde chegamos perto da hora do almoço.

Em Rio Branco, um amigo nos buscou no aeroporto e nos levou até onde ficam os táxis lotação que levam até Assis Brasil, na fronteira com o Peru, em uma viagem de 4 horas, que nos custou R$ 300,00. A estrada até Brasiléia está boa, no entanto, de Brasiléia até Assis Brasil existem alguns buracos gigantes na pista.

Chegamos em Assis Brasil pouco antes de a alfândega fechar, mas conseguimos fazer todos os trâmites ainda neste dia. Logo na fronteira pegamos um táxi peruano, que nos levaria até Puerto Maldonado.

Troquei dólares e Reais por Soles numa tenda bem em frente à alfândega.

De lá seguimos até Puerto Maldonado em uma viagem de aproximadamente 3 horas, que nos custou 130 Soles.

Chegando lá, fomos para o hotel Puerto Amazonico, onde passamos a noite.

 

1743619_657731810955171_1103198253_n.jpg.aed95bbe45b6e52f7fb26da888821367.jpg

 

 

Segundo dia

 

Pela manhã passeamos por Puerto Maldonado, apesar de não haver muitas atrações na cidade. Fazia um calor típico da Amazônia.

 

P1040501.JPG.856a310fcb0656bc077d9183ae862dce.JPG

 

Perto da hora do almoço, pegamos o avião da TACA que nos levou até Cusco.

Chegando em Cusco e já começamos a sentir os efeitos da altitude. Não teve jeito, tivemos que tomar o famoso chá de coca, oferecido no hotel. E funciona mesmo! Aliviou bastante os efeitos, pelo menos para mim. O pior era o coração muito acelerado e o cansaço frente ao mínimo esforço.

Fomos para o hotel Royal Inca II, que fica bem próximo à Praça D'Armas. Valeu a pena ter pago um pouco mais pelo hotel, pois foi realmente excelente localização e serviços.

Nesse primeiro dia escutamos os conselhos de descansar pra ver se o corpo se acostumava à altitude. Mas mesmo assim, fizemos alguns passeios nas redondezas e aproveitamos para ir à Praça D'Armas e ao Qoricancha.

 

_MG_9099.JPG.34a31b8a96654c3899e4a00985b6b752.JPG

 

IMG_0120.JPG.c73144dabb396964e398293178e9577e.JPG

 

De volta ao hotel, pedimos o contato de algum guia que vendesse pacotes para Machu Picchu e Vale Sagrado. Nos indicaram a Sra Juana, de quem disponibilizarei o telefone em breve. Ela nos vendeu o pacote para Machu Picchu, composto de ônibus, saindo do hotel às 04:00h. Foi uma viagem de 1:40h de ônibus, mais 1:40h de trem e mais 0:30h de ônibus para chegar no topo da montanha. Já para o Vale Sagrado ela nos indicou o Sr Hector, de quem também disponibilizarei o telefone. Este guia nos levou em seu próprio automóvel, espaçoso e confortável, para todos os pontos do Vale Sagrado, indo na contramão dos ônibus turísticos e só nos custou pouco mais que o pacote no ônibus.

 

 

Terceiro dia

 

Cedo, no horário combinado, o Sr Hector foi ao hotel para nos buscar. Seguimos para o passeio pelo Vale Sagrado. Começamos por Chinchero, o local de maior altitude por onde passamos. Lá pudemos ver vários resquícios da civilização Inca e observar como a população local mantém os traços físicos e a cultura indígena.

 

IMG_0182.JPG.a5f90d71fdec5cfb1207b2915b31a604.JPG

 

De lá, seguimos para Ollantaytambo, onde existe um templo gigantesco, com centenas de degraus para chegar até sua parte superior. Muito cansativo, mas vale a pela.

 

IMG_0269.JPG.b7e2c0fc3b06dd2f168240ede6ea39b1.JPG

 

Depois fomos para Pisac, onde observamos o maior número de terraços onde eram feitas as plantações, nas encostas dos morros, em forma de degrau.

 

IMG_0306.JPG.360db15c1de6e6dc5798d37fc04b3a78.JPG

 

Saindo de Pisac, ficamos parados um tempo na estrada, pois estava ocorrendo um desfile de carnaval típico da região. O interessante foi conhecer um pouco da cultura local, mesmo sem planejar.

 

IMG_0354.JPG.361d62c4c73b4511c94b299555ba9b19.JPG

 

De lá fomos para Tambomachay e Saqsaywaman, onde não pudemos ver muitas coisas, devido ao atraso causado pelo desfile da carnaval.

 

IMG_0392.JPG.16c0d00b604733bbf9a3c24a102f1511.JPG

 

IMG_0425.JPG.d5116f46b3976de6a783924014ed992c.JPG

 

O ponto forte do passeio foi o guia, que sabia muito da história e pode nos passar várias informações importantes.

 

A noite saímos para comer um ceviche, próximo à Plaza D'Armas e voltamos para o hotel.

 

 

Quarto dia

 

Esse foi o dia de conhecer Machu Picchu!

Saímos do hotel às 4:00 da madruga, para uma viagem longa, mas muito compensadora. O ônibus turístico veio nos buscar no hotel e seguimos no mesmo por aproximadamente 1:40h até Ollantaitambo, onde pegamos o trem para uma viagem de mais 1:40h até Águas Calientes. Durante o percurso de trem pudemos admirar a paisagem composta de montanhas nevadas e rios durante quase todo o trajeto. Em Águas Calientes, pegamos um ônibus até o topo da montanha, em um trajeto de 0:30h que nos deixou na porta de Machu Picchu.

O local dispensa comentários. Realmente é impressionante ver a perfeição das construções Incas. Tudo calculado e funcionando até hoje! Mais impressionante ainda é imaginar como eles conseguiram transportar tantas pedras gigantescas sem a ajuda de máquinas. Um guia nos conduziu no local, em uma visita de 2 horas, a meu ver, muito corrida. No final tivemos bastante tempo livre para passear pelo local e tirar várias fotos!

Na volta foi a mesma viagem de ida, longa e cansativa, mas aproveitamos pra dormir um pouco.

Chegando em Cusco, jantamos alguma coisa e fomos dormir.

 

 

Quinto dia

 

No último dia em Cusco aproveitamos para passear pela cidade e comprar algumas lembranças (o melhor local para comprar é no Centro de Artesanato), já que nosso voo era perto de meio dia e não teríamos muito o que fazer mesmo.

Pegamos o avião em um voo assustador, onde o avião despencou em uma turbulência sem qualquer aviso por parte do piloto. Ainda bem que estávamos com o cinto de segurança e ninguém se machucou.

Chegamos em Puerto Maldonado e pegamos logo um táxi para a fronteira com o Brasil.

Fizemos o desembaraço na fronteira e seguimos em um táxi brasileiro até Epitaciolândia, onde tivemos uma grande dificuldade para achar um hotel limpo pra dormir. Por sorte encontramos o Vila das Orquídeas, que é excelente!

Comemos algo no hotel mesmo e dormimos.

 

 

Sexto dia

 

No último dia de viagem fomos até Cobija na Bolívia, onde comprei uma câmera fotográfica muito mais barata que no Brasil e seguimos de carro para Rio Branco, onde pegamos o voo de volta para Manaus.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá querido eu gostei do seu post e é de muita ajuda visto que moro em manaus e gostaria de fazer essa mesma aventura, porém tenho dúvidas e gostaria de pedir sua ajuda, obrigada e fico ansiosa no aguardo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia a todos!

Vou repassar agora os custos aproximados da viagem:

 

Taxi de Rio Branco até Assis Brasil - R$ 300,00 (4 horas de viagem)

Taxi de Iñapari (Fronteira com Assis Brasil) até Puerto Maldonado - 130 Soles (3 horas de viagem)

 

Hotel em Puerto Maldonado - Puerto Amazonico, Avenida Leon Velarde n° 1080, 0051. Puerto Maldonado

R$211,00 casal e R$144,00 indiv. com café da manhã incluído, wi-fi e estacionamento.

 

Puerto Maldonado x Cusco R$ 842,00 (ida e volta) pela Avianca (acabei pagando caro, pois tive que comprar a passagem muito próximo da viagem, já que o planejamento inicial era ir de carro alugado desde Rio Branco)

 

Hotel em Cusco - Hotel Royal Inka I - Diária de casal US$ 72.20

 

Vale Sagrado - Em vez de comprarmos o pacote convencional, pagamos um guia que nos levou de carro por todos os locais. Ele nos cobrou 250 Soles pleo dia inteiro de passeio, o que, dividido pelos 3 ficou muito barato.

 

Machu Picchu - 220 Dólares por pessoa (inclui o transporte e as entradas. São umas quatro horas pra ir e outras quatro pra voltar até Cusco.

 

Cusco x Puerto Maldonado de Avianca

 

Puerto Maldonado x Iñapari 130 Soles

 

Assis Brasil x Rio Branco R$ 300,00

 

Boas viagens!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando eu fui eu troquei cada Real por 1,10 Soles. O melhor câmbio foi na fronteira, em Iñapari, em uma loja bem na frente de onde você vai carimbar o passaporte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


  • Conteúdo Similar

    • Por wwagner
      Bom, antes de ir li muito aqui no forum, me ajudou muito! Mas ja queria desmistificar o maior mito, que é que precisamos de muitos dias para fazer essa viagem, principalmente sobre machu picchu.
       
      Mitos e verdades:
      - Troque real por soles na Plaza de Armas em Cusco, é a melhor cotação. Se vc quer soles antes da cidade, troque no aeroporto de Lima. A casa de cambio do aeroporto de Cusco é disparadamente a pior escolha para trocar reais por soles.
       
      - Guia nos passeios é ESSENCIAL. Sinceramente tive pena de quem fez os passeios sem guias e tudo não passou de uma paisagem bonita ou pedras. Existe muita historia, curiosidade e mistica em cada ponto dos passeios que simplesmente voce não vai ver sem um guia.
       
      - Eu comprei todas as coisas na hora como as dicas do forum, não precisa de reservas ou pagamento adiantado no Brasil. Mas pelo menos reserve a hospedagem para garantir!
       
      - Faca o City Tour com guia particular: é garantido que voce vai conhecer todas as ruinas de Cusco e não perde horas vendo a catedral ou o tempo do sol em Cusco. Esses 2 passeios voce pode fazer sozinho.
       
      - Compre o boleto turistico SIM. De preferencia o de 130 soles, ja que nao da pra fazer todos os passeios em 1 dia so.
       
      - Principalmente em Cusco, a economia é em volta do turismo. A maioria dos empregos é em volta disso. Então as pessoas vão sempre pedir para fazer passeios, comerem nos restaurantes deles, e as vezes é chato falar toda hora No Gracias. Seja paciente e entendam que eles precisam disso. Os taxistas então nem se fala, teve uma hora que ficou um clima chato, de eu falar que não tinha dinheiro para fazer o passeio com ele , e ele ainda dizer que pararia perto de um Cajero para sacar dinheiro! hahah, mas aprenda a dizer NAO (gracias!) que eles vão respeitar. Não ceda aos pedidos. A cidade é super segura, praticamente não ha criminalidade, apenas vi 1 pessoa pedindo dinheiro no tempo todo que fiquei la (e era em frente a igreja). Todas as pessoas, inclusive crianças que voce ve que estão precarias, passando fome, elas NUNCAM TE PEDEM DINHEIRO, elas vão vender algo ou um serviço (como tirar foto).
       
      Voce ve que ali como as coisas são mais precarias (viver nas montanhas), não so os Incas foram criativos para sobreviver, como ate hoje os Cusquenos são um povo MUITO CRIATIVO para sobreviver e tirar leite de pedra, e todos são MUITO BATALHADORES, dava ate um sentimento estranho ver um guia dedicado, apaixonado que estudou muito (os guias são obrigados a fazer faculdade), ficando horas com voce por poucos soles, e nao ver vagabundagem nenhuma, TODO MUNDO TRABALHANDO. No dia que voltei no brasil, ao comprar bilhete do metro, ver gente pedindo dinheiro, ver esquemas de gente vendendo bilhete mais barato, serio deu um desgosto tremendo e uma vontade de sair daqui de imediato, que contraste de cultura
       
      - Não precisa mais do que 5 horas em Machu Picchu. N˜o sei porque a maioria das pessoas insistem em falar para dormir em Aguas Calientes para aproveitar o dia todo. Eu fiz o passeio de 1 dia com trem (vai e volta no mesmo dia), chegando em Machu Picchu umas 10hrs, fiquei 2hrs com o guia, explorei a cidade inteira, e de quebra ainda visitei o templo do sol em Machu Picchu (ida e volta foi pelo menos 1h30). Fiz tudo, ja tava esgotado, desci a montanha de ape (eh muito desgastante e leva 1h30) e ainda assim eu cheguei em Aguas Calientes muito cedo, tendo que esperar horas para o meu trem de volta.
       
      - Não precisa mais de 5 dias para fazer TUDO em cusco. Em 3 dias eu fiz as ruinas de cusco, machu picchu, vale sagrado (Ollantaytambo, Pisac, Chinchero, etc..), deu para explorar a cidade de Cusco, compras, ver os locais fazerem trabalho com la de alpaca, tintura. Foi um pouco desgastante fazer em 3 dias, dormi pouco sem dias de descanso mas da. Fiz isso em um final de semana + feriado emendado, apenas pedi 1 dia no meu trabalho para fazer a viagem de ida, ja que so tem horarios de voo de manhazinha.
       
      - Banhos termais em Aguas Calientes são dispensáveis: para não dizer que é nojento e voce deva evitar!! É simplesmente piscinas comunitarias, de agua quase parada, onde todo mundo entra do jeito que ta (depois de umas 6hrs fazendo Machu Picchu entrei la direto). Os vestiarios e a limpeza sao precarios, nao foi feito para turistas apenas para moradores locais. O bom foi que lá eu interagi bastante com os peruanos ,e ate demais, no outro dia tive sangramento na urina,  se daqui um tempo não aparecer nada de doença, nem uma micose, vai ser milagre. (Edit de um ano depois 08/2017: não tive!)
       
      - Compre o almoço embutido no passeio do vale sagrado. Sim, vai parecer caro USD $15, mas vale a pena, o buffet é prato avonts, e comida e restaurante de qualidade. Se vc não comprar na hora as outras opções são restaurantizinhos beira de esrada
       
      O que eu fiz em 3 dias:
      Dia 1 - Sai de SP 5h00 e Cheguei em Cusco as 10h30 , havia marcado com o hostel para me pegar no aeroporto. Como nao apareceram eu peguei um taxi com David, que eles estao no aeroporto com colete preto. La ele tbm trabalhava com turismo e fechei com ele para me buscar as 14h00 no hostel para fazer os passeios de Sacsayhuaman, Q’enqo, Tambomachay e Puka Pukara. Ele nao era guia, apenas ia levar, mas indicou um guia que fizemos o transporte + guia com ele (Raul). O transporte para esses 4 passeios foi 100 soles, e o guia foi 50 soles. Ate antes do passeio deu para guardar as coisas no Hostel, conhecer a cidade de Cusco e almocar. Voltamos do passeio no inicio da noite, jantei e fiz o briefing do passeio de Machu Picchu para o proximo dia. Fui no mercado comprar mantimentos para viagem e deu tempo de dormir cedo.
      Dia 2 - Saida as 4h00 do hostel para pegar o trem em Ollantaytambo. Sim, os perueiros sao doidos nas estradas haha, as 5h30 o trem saiu para aguas calientes e assim que chegamos o guia ja estava esperando para subirmos para Machu Picchu. Uma dica: muita gente nao entende que o templo do sol eh bem distante da cidade, pensam que o templo do sol eh apenas a parte de cima. Eu fui para ver a parte de cima, mas errei o caminho e fui para o templo do sol, eh quase 1h de caminhada, mas nao desista! A vista la eh recompensadora, e vc ve Machu Picchu de longe! Depois desci para Aguas Calientes, faltavam ainda 5 horas para o trem de volta. Para ocupar o tempo fui para os Banhos termais (nao recomendo muito pois nao eh higienico, mas ajudou a relaxar depois de tanta caminhada em MP), e jantei. Depois fiquei mais 2hrs esperando o trem na estacao. Cheguei de volta no meu Hostel em cusco as 1h30.
      Dia 3 - Saida as 7h30 para fazer o passeio do vale sagrado, que sao varias coisas, Pisac, Ollantaytambo, ai varias cidadezinhas, o final foi em Chinchero numa cooperativa la de mulheres que trabalham com la, artesanato, mostra varias curiosidades, bem legal, cheguei de volta em cusco no inicio da noite, deu para jantar e dormir bem.
      Dia 4 - Saida as 7h30 para o aeroporto, para voltar para casa!
       
      Espero ter ajudado alguem, e ver que não precisa tirar ferias para conhecer as maravilhas do entorno de Cusco e o passeio de Machu Picchu, negocie 1 dia a mais no seu trabalho junto com algum feriadão, e faça você tbm!
       
      - Passagens: ida e volta uns 2200 reais
      - Hospedagem: 38 soles a diaria ( uns 45 reais) de um quarto compartilhado com 6 pessoas com banheiro privativo no Loki Hostel
      - City tour particular: 150 soles
      - Machu Picchu 1 dia por trem feito na Loki Tour (dentro do Loki Hostel): 225 dolares
      - Vale sagrado feito pela Loki Tour: 18 dolares + 14 dolares de almoco incluso
       
      Alimentação: Barato, mas veja os precos antes de entrar. Comi 2 pecas suculentas de T-Bone, com batatas por apenas 28 soles!! Ja uma pizza eh uns 38 soles, questão de andar um pouco e ver as opções. Mas entre, pois esse restaurante do TBone parecia ser muito chique, ficava ali na Plaza de Armas com uma excelente vista e foi baratissimo!
       
      Comprem agua no mercado, 2.5 litros por 2 soles. Durante os passeios vao ser de 5 a 8 soles a garrafinha pequena!
       
       
      Melhor viagem da minha vida por enquanto! Conheci um australiano que fizemos juntos o passeio de MP, ele estava 8 meses fazendo europa, depois do mexico descendo ate o Brasil, e ele mesmo falou que foi um dos melhores. Aproveitem pq uma maravilha dessas tao perto do nosso pais eh de se apreciar! Cidade linda, com uma historia fantastica (por isso falo VA COM GUIA NOS PASSEIOS, tem muita curiosidade e historia que vc nao percebe apenas olhando), e de quebra com um povo educado, hospitaleiro, prestativo, e com a violencia praticamente zero. Encontrei varias mulheres sozinhas o tempo todo, inclusive descendo a montanha de Machu Picchu sozinha a noite, da pra ver na cara que os turistas estao distraidos, com muitos dolares, equipamentos caros a mostra, sem falar 1 pingo de espanhol... e mesmo assim nao tem ninguem para assaltar ou pedir dinheiro!!! pra mim que sou de Sao Paulo um lugar tao violento, ver que existe muita paz de um pais vizinho foi inacreditável.
       
      Espero ter ajudado, qualquer pergunta estou ai!
    • Por Pedro Luiz Laus Simas
      MachuPicchu Terrestre:
      .
      Um Roteiro mais barato (para os amigos que querem ir à Machupicchu).
      Saída de Cuiabá-MT (ou de qualquer outra cidade brasileira com aeroporto):
      .
      1 - Aéreo Cuiabá-MT X Rio Branco-AC X Cuiabá-MT, somente com pontos do Smilles cartão de afinidade GOL, ou a companhia de sua preferência.
      .
      2 - Terreste Rio Branco X Assis Brasil-AC, 330 km, fronteira com Perú. R$ 54,00 ônibus diário, saída de Rio Branco às 06:00 hrs, chegada na fronteira 13:00 hrs, estradas asfaltadas ruins;
      .
      3 - Terrestre Assis Brasil-AC X Puerto Maldonado-Perú - Ao chegar na fronteira já existem Vans peruanas esperando para levar passageiros para Puerto Maldonado. cerca de 230 km de Iñapari (pequena cidade na fronteira com Assis Brasil). R$ 36,00. Duração 3 horas de viagem em estradas asfaltadas muito boas.
      .
      4 - Terrestre Puerto Maldonado X Cusco-Perú - 465 km; Viagem noturna, com ônibus leito, R$ 72,00. Várias empresas e horários. Preferi sair mais tarde para chegar com dia claro em Cusco. 11 horas de viagem. Subida da Cordilheira dos Andes. Estradas com asfalto muito bom, mas muitas curvas acentuadas. Possibilidade de sentir efeitos da altitude que, num ponto da rodovia, chega aos 4.500 metros.
      .
      5 - Terrestre Cusco X Aguas Calientes, também chamado de "Machupicchu Pueblo",vai-se de van por 186 km de estradas asfaltadas em bom estado, mas com muitas curvas acentuadas, até a localidade de Santa Maria. de lá, por estradas de terras em condições ruins e perigosas por cerca de 30 km até um lugar conhecido com Hidroelétrica. Da hidroelétrica se vai a pé pelos trilhos por 9 km até Aguas Calientes, ou de trem US$ 21,00.
      A outra alternartiva é ir de trem todo o trajeto US$ 230,00
      Ao se chegar na rodoviária de Cusco já se deparam com inúmeros guias oferecendo pacotes para Machupicchu.
      Escolhi as pressas um pacote por R$ 900,00 com translado ida e volta de Van, almoço e jantar no primeiro dia, Hostel incluído, subida à montanha de Van, retorno à hidroelétrica de trem e ingresso no Parque Santuário Inca de Machupicchu. Paguei a descida de van R$ 49,00. As vans demoram cerca de 10 minutos na subida/descida da montanha e 6 horas para fazer o trajeto entre Cusco e a Hidroelétrica. Não existe possibilidade de ir de carro até Águas Calientes. Não existe tráfego nem estradas de acesso no local. Somente as vans que levam os visitantes da cidade, ao pé da montanha (2.200 m), até a portaria de entrada do Santuário de Machupicchu no alto da montanha (3.000 m).
      .
      RETORNO
      .
      6 - para evitar as 11 horas de ônibus de Cusco até Puerto Maldonado, há a opção de avião, Star Perú, 45 minutos de vôo, US$ 65,50, diariamente às 10:00 da manhã.
      7 - Puerto Maldonado X Assis Brasil, mesma van de ida por R$ 36,00
      .
      8 - Assis Brasil X Rio Branco, ônibus ou táxi lotação que cobra R$ 40,00 até Brasiléia e R$ 70,00 de Brasiléia até Rio Branco (há troca de táxi).
      .
      9 - Tempo de ida Rio Branco X Cusco: 25 horas toda terrestre.
      Tempo de volta Cusco X Rio Branco com aéreo: 12 horas
    • Por Danielex
      Olá pessoal … estou voltando de Cusco .. Algumas informações interessantes e atualizadas para os próximos viajantes :
       
      – Recomendo procurar pacotes a machu picchu lá em Cusco, na Plaza de las Armas, pois lá existem muitas agencias e uma cobre o preço da outra .. vale a pena pechinchar !
       
      - O preço do ingresso de Machu Piccu tambem é mais barato quando comprado em CUSCO !! Na internet pagasse em dólares .. em media 37 dólares , em Cusco o preço gira em torno de 70 reais ! (60, 65 soles .. ) O preço de 37 dolares é de Machu Picchu para Estudante , fiz a carteirinha internacional ISIC .
       
      – Conseguimos por 95 soles por pessoa somente a IDA ate a Hidrelétrica, de Van , que demorou umas 8h e durante o trajeto parou em um restaurante onde pagamos 15 soles (em torno de 20 reais) o almoço.Incluso também uma noite no hotel com cafe da manhã.
       
      – Apos a van , teve uma caminhada de mais ou menos 2 horas , pelo trilho do trem, que dava acesso a então cidade de Aguas Calientes .
       
      No dia seguinte :
      – Para subir a Machu Picchu voce pode subir de onibus , custa 25 DOLARES ! subida e descida .. ou a pé ( Aviso : Uma subida muito íngreme e pessada ! )
       
      – Quando retornamos de Aguas Calientes, optamos pelo Trem ( AVISO 2 : Quando comprado na hora , o trem é muuuuito mais barato! ) Paguei 155 soles ( uns 170 reais hoje) ;
       
      – O trem nos levou ate Ollantaytambo, pegamos uma van a 10 soles por pessoa ( uns 15 reais) e voltamos ate Cusco .
       

    • Por michele.ketruin
      Olá, galeraaaaaa...
      Demorei mais cheguei pra deixar meu relato...
      Viajamos no dia 8/8/15 e retornamos no dia 16/8/15 - Grupo de 5 pessoas
      Bora lá...
      1º dia
      Aeroporto Galeão x Aeroporto de Lima...
      Chegamos em Lima e mesmo com tantos relatos para barganhar estávamos cansados e pegamos o primeiro que ofereceu...iriamos direto para Rodoviária da Cruz del Sur, trocamos somente um pouco de dinheiro para pagar o táxi, pois a cotação do aeroporto não é boa. Perguntamos para o motorista se próximo a rodoviária teria casas de câmbio e o mesmo disse que havia. Pagamos 70 soles em um carro grande para cinco pessoas. Sem barganha!
      Eis que surge nosso primeiro perrengue...os bancos próximos a rodoviária e as "casas de câmbio" só trocavam dólar....pronto andamos uns 4km atras de trocar reais e nada e a hora passando, pois o ultimo ônibus sairia as 13:30.
      Ainda tínhamos um pouco de soles então decidimos conversar com um taxista pra levar na av do sol para trocar mais dinheiro. Ficou eu e mais uma na rodoviária e os outros três foram trocar o dinheiro...
      Para nosso sofrimento eles chegaram as 13:45 ja haviamos perdido o ônibus, e a bondosa da menina me fala, senhora tem o ultimo onibus as 14, pulei de alegria e ja pedi as cinco passagens, e ela me diz sorrindo, mas senhora não temos mais vaga..kkkkkkk juro que ãã2::'> ãã2::'> ãã2::'>
      Porém ela nos ajudou dizendo que poderíamos pegar um ônibus de lima pra Pisco e um taxi para Paracas na rodoviária da Soyus (PeruBus) que sai muitíssimo mais barato que ir de Cruz del Sur
      Foi uma redução de quase uns 50% na tarifa Incluindo já o taxi.
       
      OBS: Nos táxis sempre andamos os cincos. O que barateava ainda mais...rsrs
       
      Enfim chegamos em Paracas onde nos hospedamos no Hostel Kokopelli...por sinal divinoooooo amei... Primeira coisa que gostaria de fazer, pois ja chegamos e estava escuro era fechar o passeio para as Ilhas Ballestas, porém devido ao El niño todas as embarcações estavam canceladas Sofri esse dia viu...rsrsrs o passeio mais esperado não iria se realizar, mas ja deixamos um taxi agendado para fazer o passeio na reserva no outro dia cedo...
      Saímos e comemos uma pizza, depois ficamos no hostel jogando pebolim e saboreando umas bebidinhas hehehe
      2º Dia
      Passeio na reserva, só tenho uma coisa a dizer....Váaaaaaaaaaaaaaaa!!! Que lugar espetacular
      Nosso guia falou que lá pode se acampar, e que é comum no verão...fiquei tentadíssima a voltar lá e acampar rsrs
      Acabamos o passeio por volta de 11:30 sendo que saímos do hostel umas 9:00 voltamos e só pegamos as mochilas e fomos para Pisco, já que descobrimos uma forma mais barata de viajar hehehe, chegamos em lima ja noite a volta desses ônibus são chatinhas, pois eles vão parando pra deixar pessoas e subirem mais....é um entra e sai de gente vendendo as coisas... enfim, mas foi mais em conta srrs
      Em Lima ficamos hospedados no Hostel Condor's House, muito bacana tb...galera animada...rolou até xurras rsrs
      Tomamos um banho e fomos ver o Circuito mágico das águas...
      Saímos de lá e pedimos para o taxista nos levar até o barranco...todos aqui falavam muito do lugar...
      Mas acho que ele não nos deixou no lugar certo, estava numa má vontade...ficamos em uma praça e acabamos parando no primeiro restaurante com musica ao vivo...
      3º dia
      Levantamos cedo e fomos passear por miraflores...passamos pelo Shopping Larcomar maioria das lojas fechadas devido ao horário, fomos até o Parque Del Amor e continuando a caminhada fomos até a Huaca Pucllana...não foi tão longe assim, só demos o mole de esquecer a carteirinha de estudante no hostel...
      Como já estava no horário de almoço...voltamos pro hostel de táxi pedimos pra aguardar pois queríamos almoçar perto do Monastério de San Francisco, nossa próxima atração. Eu simplesmente enlouqueci com a biblioteca...tudo lá dentro é perfeito...quem for a Lima tem que visitar...
      Ficamos rodando pelo Centro e acabamos em uma rua Estilo Saara para os Cariocas e 25 de março para os Paulistas rsrs queriamos achar um transformador pq as bonecas levaram secador e chapinha td 110 e lá a voltagem é 220.
      Enfim achamos, voltamos para o hostel pois seria dia de bbk e nessa vida de não entender nada de nada, quase colocamos fogo no hostel O secador era mais potente que o transformador e simplesmente pegou fogo que susto viu...mas td foi resolvido e só ficou o fedor e as cabeleiras rebeldes...hahaha
       
      Proximo dia será a ida para Cusco...volto contando mais um pouco depois do almoço...hehehe Beijos galera







    • Por IVANILSON PS
      Bem, essa é minha terceira viagem pra fora do Brasil ( em 2014 fui pra Argentina e Uruguai)... Vou tentar ser bem sucinto no meu relato e passar o máximo de informações possíveis...
      *só pra constar eu moro em Porto Velho - RO peguei um Voo daqui a Rio Branco (45 min. / comprei com milhas).
       
      Minha viagem começou no dia 09/02 peguei um Ônibus de Rio Branco a Brasileia (R$ 42,00) no fim da tarde, pois queria ir a Cobija-Bolívia a noite (foi bem legal)...
       
      Acordei cedinho no dia 10/02 e peguei o Bus de Brasiléia a Assis Brasil (R$ 17,00) esse trecho está horrível, há partes em que não tem como escapar dos buracos. Cheguei em Assis Brasil por volta das 10h, fui direto na PF dar saída do país e já atravessei a fronteira a pé (tem os carrinhos peruanos que atravessam, o valor fica uns 4 soles)
       
      Atravessando a fronteira (ponte) já tem umas "Vans" que ficam na praça esperando os turistas o valor varia de 30 a 35 soles (pode pegar tranquilo), de lá elas partem pra Puerto Maldonado... Obs.: não esqueça de dar entrada no Peru (A Van para pra você fazer isso)... aproveite e troque dinheiro nas vendinhas do lado ou mesmo na praça, o valor lá foi o maior que eu encontrei durante toda a viagem (S 0,92 = R$ 1,00)
       
      De Iñapari (fronteira) a Puerto Maldonado (30 soles) são umas 4h... Ah! se prepare pq eu contei e são 64 lombadas, além dos 2 pedágios... Chegando em Puerto Maldonado fui dar uma volta, fiz um lanche, comprei as folhas de coca e o remédio pro mal da altitude, depois fui pra Rodoviária comprar a passagem e aguardar... Todos os ônibus saem das 15h em diante, exceto um que sai de manhã.
       
      Peguei o ônibus das 20h de Puerto a Cusco (50 soles básico / de 70 a 90 cama), são cerca de 10h de viagem então deu pra ir dormindo já economizei uma diária e cheguei as 6h em Cusco, nesse dia tava um pouco frio, acho que uns 10 graus... Ah! quando o Ônibus chegou perto dos 4000 de altitude eu acordei com falta de ar e muita dor de cabeça... mas depois passou
       
      Um resumo da estadia em Cusco:
       
      A cidade é linda... incrível... Fiquei num Hostel chamado Puriwasi, muito bem localizado, preço muito em conta (café normal) e com um pessoal super gente boa!!!

       
      Dá pra fazer tudoooo a pé na cidade. Se você for ficar muitos dias ou se pretende fazer todos os passeios compre o boleto turístico, ele saiu por 140 soles... só a entrada em um dos passeios era 70 soles...

       
      Existe um passeio que não está incluso no boleto e que eu aconselho a fazer independente de sua religião (ou de você não ter)... LA CATEDRAL é um lugar magnífico, lindo, indescritível... infelizmente não se pode fazer fotos lá... mas digo uma coisa se você for a Cusco e não adentrar La Catedral você não conheceu a cidade direito.

       
      Quanto a Machu Picchu:
      Como minha estadia era curta comprei logo o pacote fechado (Ônibus - Trem - Ticket) saiu por 850 soles, mas dá pra comprar mais barato, ou comprar separado (mais barato ainda), ou comprar o passeio de ônibus e van, ou ainda fazer as trilhas... Se a viagem de Trem compensa? depende, pois é a parte mais cara de todo o passeio a Machu Picchu... A viagem é realmente muito bonita quanto a isso não há o que discutir...

       
      Sobre Machu Picch... não tem nem como descrever aquilo, quando vi eu simplesmente me sentei e esperei a respiração voltar porque é de tirar o fôlego... é muita história, muita sabedoria, muitas indagações, os caras foram incríveis... eu pretendo voltar porque não consegui escalar Huayna (Wayna) Picchu...

      Bendito é o fruto... rsrsrs

       
      Esse foi um resumão da viagem, bem resumido mesmo... os preços são bem parecidos com os praticados aqui na minha cidade (Porto Velho) então não achei nada tão caro... Dancei Salsa e Bachata, experimentei comidas diferentes, fiz muitas amizades, andei bastante, conheci muitos lugares, etc...
       
      Dicas:
      1 - Se for a Machu Picchu de trem compre as passagens econômicas (PERURAIN), pois é um pouquinho mais apertada, mas muito melhor, o Trem executivo é horrível (pelo menos na minha opinião) balança demais, é confortável, mas balança demais;
      2 - Não esqueça o protetor solar quando for a Machu Picchu... não pode entrar com comida nem bebida, exceto água;
      3 - Pergunte e negocie sempre;
      4 - Dê um intervalo entre os passeios do boleto turísticos, pois é muita coisa;
      5 - Tome chá da coca é fantástico, depois que eu tomei não senti mais nada durante toda a viagem;
      6 - Faça as coisas, se possível, a pé!!! você conhece a cidade melhor;
      7 - Cusco não se resume a "ir à Machu Picchu", é patrimônio universal da humanidade... então explore a cidade;
       
      Ah! a volta foi:
      Cusco x Puerto Maldonado das 20:00 as 06:00
      Puerto Maldonado x Assis Brasil das 08:00 as 11:00
      Assis Brasil x Brasiléia das 11:00 as 13:00
      Brasiléia x Rio Branco das 14:30 as 18:00
       
      Em menos de 24 horas
       
      Só pra deixar claro, é possível ir de Rio Branco a Cusco de Ônibus todos os dias e vice-versa...
      Ônibus direto de RB a Cusco só 2 vezes na semana (uma delas na sexta) pela empresa ORMEÑO que tem um guiche na rodoviaria de RB, compras só no guiche da empresa.
       
      Se tiver alguma dúvida ou quiser saber alguma coisa é só deixar mensagem no facebook, "ivanilson ps", que assim que puder eu respondo.
       
      Dia 15 de julho estou indo Peru (novamente) só que agora de carro \o/ Lima e depois volto parando em outras cidades até chegar a Cusco ( de 15 a 30 de julho)
       
      *voltei novamente ao Peru... dessa vez fui para as bandas de Lima e Arequipa (na volta passei em Cusco). Segue as informações atualizadas de julho:
      Ônibus direto da empresa Ormeño
      1 - Rio Branco a Lima = R$ 332,00
      a Cusco = R$ 222,00
      a Puerto Maldonado = R$ 177,00
      *saída: sábados 06:00
       
      2 - Porto Velho a Lima = R$ 450,00
      a Cusco = 335,00
      *saída: sexta-feira 21h00
       
      Obs.: O ônibus não demora muito em nenhuma das duas cidades e é bom ir pelo menos um dia antes comprar a passagem.
       
      Passagem de Rio Branco a Assis ônibus direto R$ 54,00 saída as 06:00 (o ônibus vai lotadooo)


×