Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Olá sem regra nem uma apenas se basenado em preço e custo beneficio ai vai uma lista de alimentos

que se torna barato para consumo em qualquer parte da america do sul e de facil acesso

 

1º Macarrao 1 pacote da parafazer custa em torno de R$1,50~R$2,50 é possivel alimentar em torno de 3 pessoa com uma pacote no qual se torna um almoço pratico e rapido que divido em 3 se torna muto barato porem é necessario um lugar adequada para se preparar ou nao adequada hehehe como por exemplo uma fogueira e uma panela com agua quenta e uma tomate picado paracomplementar o macarrão.. epelo fato de ser uma otima fonte de carboidrato

 

2º Arroz , o arroz é uma alimento muito barato que garante uma maior volume no prato ::otemo:: sendo acessivel em toda a américa do sul e uma otima fonte de carboidrato

 

3º Uma cebola e um tomate, muitas pessoas nao notam porem 1 cebola e 1 tomate é possivel fazer uma quantidade muito grande de Vinagrete, sendo pratico e apenas necessario corte em pequenos cubos garanto que você nao ira pagar mais do que R$ 0,20 R$0,60 por uma cebola e um tomate proporcionando uma verdadeiro prato cheio

 

4º batata a batat é otro alimento muito parado que pode ser adiquirido em muitos lugares no qual se torna apenas necessario seu cozimento e assim gartantido outra opção para o seu cardapio

 

5º Salsicha - nao poderiamos esquecer da salsicha que é encontrada em maior parte dos supermercados , feiras , boteco em fim é facil encontrar este alimento para vender proporcinando mais uma opção de alimento

 

6ªCalabresa tbm muito parada e encontrar em varios lugares devido a sua maneiro de conserva a calabresa se torna uma opçao muito requisitada

 

7º sem deixar de lado nosso querido zoião vulgo OVO que é realmente encontrado em toda america do sul e de facil alimentação

 

8º Carne Frango um poco masi sofisticado porem barato torna uma opção muito agradavel quando a disponivel

 

9º Sardinha que se torna mais uma opçãode carne e sendo muito barata na maior parte dos lugares

 

Em fim com essas 9 opção é possivel varias seu cardapio de diversas formas e uma alimentação barata que pode ser feita ao pe da fogueira

se alguem tiver masi algum opção ou sugestao posta ai ::hahaha:: Vlww rapaziada !!

  • Gostei! 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 meses depois...

  • Respostas 20
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Olá sem regra nem uma apenas se basenado em preço e custo beneficio ai vai uma lista de alimentos que se torna barato para consumo em qualquer parte da america do sul e de facil acesso   1º Macarra

Sopa Vono com farinha de mandioca.   Levar uns 3 ou 4 "sabores" diferentes, para não enjoar. Ela fica pronta super rapidamente e depois é só colocar a farinha de mandioca para dar "sustança". Cem gr

  • Membros de Honra

Olá Felipe!

 

O único senão do arroz e do macarrão tradicionais, conforme citado, são os recursos para prepará-los adequadamente. Exigem ainda uma quantidade maior de água e de combustível (gás - considerando a maioria dos fogareiros de camping em uso) a queimar para fornecer energia para o cozimento, mais lento. Neste quesito, quando se pretende racionar a carga de gás para o fogareiro, em especial quando o tempo de bivaque é mais prolongado e se deseja economizar no peso/volume das mochilas, o mais recomendado são os alimentos liofilizados ou os desidratados/esterilizados tipo Vapza, que permitem um preparo mais rápido e com economia de recursos (água e gás), sem perder sabor e propriedades nutritivas.

 

Enlatados são bacanas no sabor e pela praticidade mas pecam pelo peso da embalagem e pelo fato de não serem tão saudáveis.

 

Frutas frescas tornam-se inviáveis pelo peso e dada a dificuldade em conservá-las intactas (acondicionamento) nas mochilas, restando como opção se for possível comprá-las no local onde se acampa.

 

No mais, viva o miojão!

 

Abraços,

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 mês depois...
  • Membros
Olá Felipe!

 

O único senão do arroz e do macarrão tradicionais, conforme citado, são os recursos para prepará-los adequadamente. Exigem ainda uma quantidade maior de água e de combustível (gás - considerando a maioria dos fogareiros de camping em uso) a queimar para fornecer energia para o cozimento, mais lento. Neste quesito, quando se pretende racionar a carga de gás para o fogareiro, em especial quando o tempo de bivaque é mais prolongado e se deseja economizar no peso/volume das mochilas, o mais recomendado são os alimentos liofilizados ou os desidratados/esterilizados tipo Vapza, que permitem um preparo mais rápido e com economia de recursos (água e gás), sem perder sabor e propriedades nutritivas.

 

Enlatados são bacanas no sabor e pela praticidade mas pecam pelo peso da embalagem e pelo fato de não serem tão saudáveis.

 

Frutas frescas tornam-se inviáveis pelo peso e dada a dificuldade em conservá-las intactas (acondicionamento) nas mochilas, restando como opção se for possível comprá-las no local onde se acampa.

 

No mais, viva o miojão!

 

Abraços,

 

Acho que no caso das latas, o líquido agregado ao rango acaba pesando mais que as próprias latas, então lata ou saquinho fica na mesma, no caso dos semi-prontos.

Outra coisa, é que a lata é só abrir, tirar o rórulo e aquecer, sem precisar sujar a panela! :D

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

 

...

 

Outra coisa, é que a lata é só abrir, tirar o rórulo e aquecer, sem precisar sujar a panela! :D

 

 

Olá Luciano!

 

Não sei onde li ou ouvi isso que vou comentar, já tem bastante tempo e pode até ser um mito, mas não se deve esquentar o papá diretamente nas latinhas... Parece que o material que se desprende com o calor (verniz ou algo do tipo - aplicado internamente na lata) não faz bem à saúde. Como disse não sei se isso procede, mas sempre evitei essa conduta... :oops:

 

Abraço,

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

 

...

 

Outra coisa, é que a lata é só abrir, tirar o rórulo e aquecer, sem precisar sujar a panela! :D

 

 

Olá Luciano!

 

Não sei onde li ou ouvi isso que vou comentar, já tem bastante tempo e pode até ser um mito, mas não se deve esquentar o papá diretamente nas latinhas... Parece que o material que se desprende com o calor (verniz ou algo do tipo - aplicado internamente na lata) não faz bem à saúde. Como disse não sei se isso procede, mas sempre evitei essa conduta... :oops:

 

Abraço,

 

Vogetta,

Valeu mesmo pelos toques em vários tópicos onde deixei minhas dúvidas! ::otemo::

Tb nos seus posts fiquei conhecendo mais lojas, assim como num post do Otávio Luiz ontem. Sobre o lance do material eu tenho minhas dúvidas se faz mal, senão, como é que os caras iam jogar o alimento quente na lata antes de fechá-la durante o fabrico do rango? Afinal, aquilo é uma conserva enlatada, e como tal, os caras precisam aquecê-la antes do envase, senão a fermentação anaeróbia iria transformar a comida em metano comprimido ao longo dos meses...

Conforme o site da wikipedia:

 

"...Atualmente os alimentos enlatados passam por um processo que tem por objetivo eliminar microorganismos e outros agentes nocivos que podem comprometer a qualidade do alimento e dos consumidores destes. Entre os microorganismos nocivos que precisam ser eliminados está o Clostridium botulinum causador do botulismo.

Primeiramente os alimentos são acondicionados nas latas, que são preenchidas por água, óleo ou uma solução ácida. Em seguida, as latas são fechadas hermeticamente e expostas a altas temperaturas e pressões. Todo o processo é automatizado sendo realizado por máquinas sem requerer contato manual.[2]

Alguns tipos de alimentos podem receber alguns compostos químicos durante o processo para melhorar ainda mais o tempo de conservação ou mesmo a aparência. Carnes enlatadas recebem nitrato de sódio para preservar a sua cor...."

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Comida_enlatada

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Olá Luciano,

 

Pois é, vi que estas participando bastante...

 

Quanto à questão do aquecimento na lata, como falei no outro post, a minha recomendação não tem um fundamento técnico, ouvi há muito tempo atrás, acho que do meu avô... Provavelmente é referente a antigos processos de envase/qualidade das embalagens de outrora. Mas ficou o "costume" de não esquentar a comida direto na lata...

 

Abraço,

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 6 meses depois...
  • Colaboradores
.... senão do arroz e do macarrão tradicionais, conforme citado, são os recursos para prepará-los adequadamente. Exigem ainda uma quantidade maior de água e de combustível (gás - considerando a maioria dos fogareiros de camping em uso) a queimar para fornecer energia para o cozimento, mais lento. ....,...se o tempo de bivaque é mais prolongado e se deseja economizar no peso/volume das mochilas, ...,...

Abraços,

...,...Acho que no caso das latas, o líquido agregado ao rango acaba pesando mais que as próprias latas, então lata ou saquinho fica na mesma, no caso dos semi-prontos.

Outra coisa, é que a lata é só abrir, tirar o rórulo e aquecer, sem precisar sujar a panela! :D

 

Acho que não vou acrescentar nada na discussão.Quando é pouco tempo de mochilão, pode-se tudo. Levar sanduiche pronto, levar perecível de 2 dois (até ovo bem acondicionado). Não vai andar mais leve. Mas pode comer mais variado, e se for bom mestre cuca, mais gostoso.

A Carol Emboava, ensina PLANEJAR no site: http://www.piaventura.com.br/planejamento-de-cardapio-para-trilhas/ Mas vê-se que ela arrumou mula para transportar o "prazer".

E no site dela que ensina COZINHAR "super" variado, criativo e gostoso: http://www.cozinhanamochila.com.br/category/receitas/

 

Agora, se é para uma travessia longa (ou minimalista), a comida Tem que ser desidratada. Água se pega no caminho, senão vamos levar uma caixa d'água na mochila. Aí entra o miojão no quesito "peso" e "preço". Pode agregar variantes no tempero do miojo (queijo parmesão ralado, orégano, cuminho, dente de alho, salchicha, atum, etc). Aí de lata vai o mínimo, para não pesar...

Se não fosse o quesito preço($$), a Liofoods tem excelentes produtos nutricionais, liofilizados, saborosos. Se não quer gastar muito, pode, dependendo do tempo de viagem, deixar pelo menos um "strogonoff" de premio, quando chegar em tal lugar, a meta ou o dia do cume. Ou na noite véspera do trekking mais longo, no final do dia mais longo... (repor calorias e proteinas !).

Afinal, temos que ter e repor as forças, e usar a criatividade para não enjoar.

 

Alías, depois de um dia super pesado de exercício, é mais importante comer algo logo, rápido, do que hidratar, pois senão seu organismo começar a "buscar proteina" para alimentar o corpo, nos seus músculos. E nós queremos é RESTAURAR os músculos, com fibras lesadas. Depois repõe águas e eletrólitos...

 

Gosto do Miojão, e estou agregando um pouco de Liofoods (feijão, pelo potássio e proteínas, e sabor, lógico), etc. Não experimentei todos, mas aos poucos vou comprando e usando...

Tô com fome...

Abç.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Gente... voces falam de liofoods, mas voces já comeram isso por dois, tres dias seguidos? É horrível e enjoativo!!!!

 

Ser muito espartano com comida não dá, ainda mais em travessias mais longas. Eu encaro o peso a mais por um cardapio mais saboroso - pelo menos dá gosto em comer.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores
Gente... voces falam de liofoods, mas voces já comeram isso por dois, tres dias seguidos? É horrível e enjoativo!!!!

Ser muito espartano com comida não dá, ainda mais em travessias mais longas. Eu encaro o peso a mais por um cardapio mais saboroso - pelo menos dá gosto em comer.

Cris, imagino que deve ser enjoativo !! Meu tempero em casa é ótimo, e praticamente sem sal. O feijão do Liofoods é normal para salgado, para meu costume. Por isso que disse que estou agregando um pouco de Liofoods no cardápio ! Tem o valor NUTRITIVO inegável, junto ao baixo peso. Eles fazem sob encomenda. Quem sabe um dia vai agradar à gregos e troianos.

 

Concordo com vc. Acho que podemos colocar aqui no post a criatividade de cada um. A comida Marroquina é super falada. Usam e abusam de temperos, como cuminho, alçafrão, etc. Descobri que o cuminho em mínima quantidade muda o sabor de tudo, sem vc saber que é cuminho. Tem graus de variação.

Meu miojo fica ótimo com a farinha de milho Yoki. :D20111105175333.jpg

Todo mundo aqui gosta também de macarrão (miojo ou qualquer outro), com feijão ( por isso o liofoods).

Miojo com queijo parmesão todo mundo conhece. Miojo também com salchicha assada e cortada em rodelas. Às vezes um ajinomoto (arg... horrorizei? ::bruuu:: hahaha), mas é o mínimo que pinga. Pode levar uns saches de catchup...

 

Comida é "química pura". Tem a temperatura certa, a sequência certa de colocar, a dose...

Exemplos: 1- Comida chinesa tem que ser alto fogo, para a água não cozinhar os ingredientes. 2 - Colocar catchup no sanduiche, se colocar em cima do pão dá um gosto ruim, se colocar em cima do hamburguer, é o gosto melhor. 3 - Açucar para "dourar" o frango assado, é tão pouco que ninguém sabe que tem açucar, se colocar mais fica frango doce. (assim é o cuminho também...)

 

Não pode ter medo de inventar... Senão enjoa. O que você sugere de diferente?

Abç.

Mas sempre vai ter o espartano!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...