Ir para conteúdo

Mochilão 1 ano - passagem de volta


cvoption

Posts Recomendados

  • Membros

Olá....vou ficar mochilando 1 ano pela europa e é complicado comprar a passagem de ida e volta porque as datas de volta não são exatas

tb não queria comprar pra duas semanas e perder o dinheiro da passagem de volta

qual melhor alternativa já que sei que não posso embarcar sem o retorno? e os valores das passagem que permitem remarcação são proibitivos e só permitem prazo de 1 ano?

pensei em comprar as pernas separadas ....mas deixar pra comprar a volta em cima e cancelar dentro dos 7 dias de arrependimento da compra...assim não perderia o valor da volta...e depois quando fosse voltar compraria outra passagem

 

obrigado pela atenção de todos

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Realmente, mochilão de 1 ano pela Europa sem permanecer ilegal eu acho muito difícil, a não ser que tenha um planejamento perfeito de entrada e saída no espaço Schengen, o que eu não acredito. E por falar em espaço Schengen, a regra para entrar é ter uma passagem que comprove quando você vai sair do país ou retornar para a sua origem. Sem planos de retorno ou saída do país (uma passagem) com toda certeza do mundo você vai ser impedido de entrar.  

Editado por Luka Izzo
  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores
4 horas atrás, cvoption disse:

Olá....vou ficar mochilando 1 ano pela europa e é complicado comprar a passagem de ida e volta porque as datas de volta não são exatas

tb não queria comprar pra duas semanas e perder o dinheiro da passagem de volta

qual melhor alternativa já que sei que não posso embarcar sem o retorno? e os valores das passagem que permitem remarcação são proibitivos e só permitem prazo de 1 ano?

pensei em comprar as pernas separadas ....mas deixar pra comprar a volta em cima e cancelar dentro dos 7 dias de arrependimento da compra...assim não perderia o valor da volta...e depois quando fosse voltar compraria outra passagem

 

obrigado pela atenção de todos

Jovem gafanhoto, se você tem grana para se sustentar na Europa por um ano, porque está fazendo conta em papel de pão do valor da passagem? Não entendi...

De duas uma, ou anda com escorpião dentro do bolso ou está querendo trabalhar para "mochilar". Se a primeira opção é verdadeira, tira o bicho do bolso e compra a passagem.

Se a segunda opção é verdadeira, não tem que se preocupar com "perder a passagem". Compre para duas semanas após sua chegada e suma no meio da Europa. Só reze para não ser pego como ilegal, seja num ônibus, num trem ou mesmo na rua. A deportação acontece em 48 horas e ainda terá que pagar a conta para o governo brasileiro :)

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Não tem mistério, não. A melhor alternativa é comprar uma passagem pra fora da Europa "Schengen" dentro do prazo máximo estabelecido (90 dias), vai pra Romênia, Turquia, Inglaterra, Sérvia, Armênia, Rússia, etc. Após o prazo, pode voltar e passar mais 90 dias, de novo com a passagem de saída. Vai ficar pulando da Europa "Schengen" para a "não Schengen". Só tem que estudar os países e os prazos pra não se "perder" no tempo e no espaço. ::lol3::

De qualquer forma, a passagem de saída é apenas um dos itens analisados pela imigração, não é garantia de entrada.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores
2 horas atrás, Taciano Bahia disse:

Não tem mistério, não. A melhor alternativa é comprar uma passagem pra fora da Europa "Schengen" dentro do prazo máximo estabelecido (90 dias), vai pra Romênia, Turquia, Inglaterra, Sérvia, Armênia, Rússia, etc. Após o prazo, pode voltar e passar mais 90 dias, de novo com a passagem de saída. Vai ficar pulando da Europa "Schengen" para a "não Schengen". Só tem que estudar os países e os prazos pra não se "perder" no tempo e no espaço. ::lol3::

De qualquer forma, a passagem de saída é apenas um dos itens analisados pela imigração, não é garantia de entrada.

Equivoca-se.

A lei é "a short-stay visa issued by one of the Schengen States entitles its holder to travel throughout the 26 Schengen States for up to 90 days in any 180-day period"

https://ec.europa.eu/home-affairs/policies/schengen-borders-and-visa/visa-policy_en

O máximos seriam seis meses dentro de um ano.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
12 horas atrás, FCRO disse:

Você sabe que dentro da união europeia não pode ficar 1 ano né?

Planeje bem o que vai fazer, bater na imigração com uma história que vai ficar viajando 1 ano e sem saber quando vai embora pode te criar problemas 

certo.....realmente...tenho uma estimativa....mas queria ficar mais aberto para algumas possibilidades

sim....já pesquisei em diversos blogs e distribui mais ou menos o periodo para não estourar os 90 dias do espaço visitando outros paises fora da ue e permanecendo o prazo necessário..obrigado pela resposta

10 horas atrás, pmichelazzo disse:

Jovem gafanhoto, se você tem grana para se sustentar na Europa por um ano, porque está fazendo conta em papel de pão do valor da passagem? Não entendi...

De duas uma, ou anda com escorpião dentro do bolso ou está querendo trabalhar para "mochilar". Se a primeira opção é verdadeira, tira o bicho do bolso e compra a passagem.

Se a segunda opção é verdadeira, não tem que se preocupar com "perder a passagem". Compre para duas semanas após sua chegada e suma no meio da Europa. Só reze para não ser pego como ilegal, seja num ônibus, num trem ou mesmo na rua. A deportação acontece em 48 horas e ainda terá que pagar a conta para o governo brasileiro :)

cara....não gosto de perder dinheiro..vc gosta? ainda mais valores relevantes...talvez eu tenha dinheiro pra mochilar 1 ano exatamente por não ficar desperdiçando milhares de reais em toda oportunidade como uma coisa irrelevante

não pretendo ficar em nenhum momento na ilegalidade.....não preciso rezar não....de qualquer forma obrigado

9 horas atrás, Taciano Bahia disse:

Não tem mistério, não. A melhor alternativa é comprar uma passagem pra fora da Europa "Schengen" dentro do prazo máximo estabelecido (90 dias), vai pra Romênia, Turquia, Inglaterra, Sérvia, Armênia, Rússia, etc. Após o prazo, pode voltar e passar mais 90 dias, de novo com a passagem de saída. Vai ficar pulando da Europa "Schengen" para a "não Schengen". Só tem que estudar os países e os prazos pra não se "perder" no tempo e no espaço. ::lol3::

De qualquer forma, a passagem de saída é apenas um dos itens analisados pela imigração, não é garantia de entrada.

Obrigado pela resposta.....

 

11 horas atrás, Luka Izzo disse:

Realmente, mochilão de 1 ano pela Europa sem permanecer ilegal eu acho muito difícil, a não ser que tenha um planejamento perfeito de entrada e saída no espaço Schengen, o que eu não acredito. E por falar em espaço Schengen, a regra para entrar é ter uma passagem que comprove quando você vai sair do país ou retornar para a sua origem. Sem planos de retorno ou saída do país (uma passagem) com toda certeza do mundo você vai ser impedido de entrar.  

sim..mas eu iria com a passagem comprada...só ia cancelar 7 dias depois pelo direito do arrependimento......sobre a questão dos 90 dias....já tenho os destinos que já queria conhecer fora da ue meio planejados...então acho que neste ponto ok..obrigado pelo feedback

minha questão foi mais ver se tinham alternativas

 

e se a comunidade considera válida esta estratégia dos 7 dias de arrependimento

Editado por cvoption
erro
  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores
5 horas atrás, cvoption disse:

se a comunidade considera válida

"a comunidade" é a o Espaço Schengen, correto?

Vamos lá, funciona assim:

"Border officials in EU countries may ask for other supporting documents such as an invitation letter, proof of lodging, return or round-trip ticket. For the precise requirements contact the local consular services of the EU country in question."

Isso é a lei, porém observe a redação: "Border officials in EU countries MAY ASK" ou seja, você pode pegar um cara bacana na imigração que simplesmente olha para sua cara, bate o carimbo e manda você sumir dali, como você pode pegar um cara de ovo virado que vai te pedir até para tirar a roupa na salinha e, se não ficar convencido, ele simplesmente manda você de volta, tenha você todos os documentos ou não. A última palavra é sempre do oficial de imigração pois ele simplesmente pode dizer que você "é um risco para a sociedade".

Dito isso, o que acontece "na real": a Europa, com raras exceções, é um lugar muito diferente do resto do mundo. Aqui as pessoas acreditam que as outras estão fazendo sua parte na sociedade, seja andando na linha, seja pagando impostos, seja não fazendo merda. Exemplos: é raro um país que possua cobradores dentro de transporte público, pois todos acreditam que você está pagando sua passagem. Supermercados com caixas onde você mesmo passa suas compras é comum e acreditam que você escaneou todos os seus produtos e assim por diante. É o paraíso? Não, não é. Existe xenofobia, existe preconceito, existe racismo, existe corrupção e etc. Mas a diferença para o "lado bom" é brutal quando se compara com outros lugares.

Então, se você quiser ficar aqui 10, 12 meses, é problema seu pois ninguém vai "dar geral" em você ou te parar numa blitz mandando tu levantar as mãos e encostar na parede (exceto se você der azar de estar numa rave que chamaram a polícia por causa do barulho e resolveram "controlar" todo mundo). Isso é uma gigante e rara exceção até mesmo em lugares "complicados" como o sul da França ou as fronteiras com países que não fazem parte do acordo.

Se você cancelar sua passagem depois de 5 dias (ou 7, que seja), ninguém quer saber porque, na hora que você for sair e o cara bater seu passaporte na maquininha, ele vai saber que ficou além do permitido e tenha certeza, seu nome vai ficar com uma flag para que, na próxima vez que aparecer no velho continente, ficarão de olho.

Então, minha sugestão é: aceite as regras e jogue o jogo com elas. Você não tem nada a perder assim, seja na Europa, seja onde for.

Sds

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
1 hora atrás, RicardoRM disse:

Sinceramente, se eu tivesse todo esse tempo para viajar, ficaria 90 dias na Europa, de lá iria para alguns lugares na Africa, depois oriente médio, depois Russia, e outros locais da Asia. gastaria o tempo em outros lugares do mundo.

nao tenho interesse na asia no momento mas norte da africa, oriente médio entre outros estão nos planos sim...só que pretendo ficar os 180 previstos com intervalo na europa 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...