Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Everest - Perguntas e Respostas


Posts Recomendados

  • Membros

Androc,

 

Sugiro que voce faca a leitura de dois livros:

 

"O Meu Everest" (Luciano Pires) - trekking acampando.

 

"A Estrada do Everest" (Airton Ortiz) ou "Na morada dos Deuses"(Carlos Tramontina) - trekking "tea house style"

 

Eles descrevem exatamente como e' um e o outro.

Pelo que pude perceber, acampar so' faz sentido em algumas poucas localidades, (como no proprio Base Camp) e talvez em alguns pontos das trilhas alternativas, pois a oferta de lodges e' farta ao longo de todo o caminho. E acampar significa entre outras coisas um aumento consideravel no peso (a nao ser que voce tenha porters).

 

Tambem acho que fica meio sem proposito levantar acampamento no quintal de um lodge (parece brincadeira de crianca...), sem falar que eles vao cobrar por isso, afinal voce provavelmente vai usar parta das instalacoes: banheiros (ou algo proximo disso), e cozinha.

 

Mas cada um, e' cada um... ...faca a sua escolha!

 

Abracos,

 

Vinicius

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 184
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Bom ja' que estamos todos correndo atras, deixa eu colocar uma informacao que recebi hoje. Vou fazer o ultimo trecho antes de Katmandu, a partir de Nova Delhi. Descobri que mesmo estando em transito, ha' necessidade de um visto especifico para tal (Visto de Transito, R$36,00, 3 dias uteis para ser emitido, + 20R$ se for solicitado o envio via SEDEX).

Sugiro que todos verifiquem a necessidade de visto dos paises onde farao conexao, pra evitar imprevistos.

 

O visto nepales e' bico, 35USD, no proprio aeroporto de Katmandu.

Por sinal, quem quiser adiantar o servico pode baixar o formulario do visto e leva-lo preenchido (tem pra download no www.trekinfo.com )

 

E' isso ai...

 

Vinicius

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Ôpa, André,

 

Eu e meu irmão não pretendemos contratar nenhuma agência e/ou "guide and porter". Estivemos lendo os guias, relatos, fóruns (www.yetizone.com e www.trekinfo.com ) e os livros do Tramontina, Ortiz e Luciano, já citados pelo Vinícius. Fora isso visitamos sites do Nepal (pra ver de papelada), de hotéis locais (prá ver os preços) e da Yeti Airlines (http://www.yetiairlines.com ) (também pra ver preço e horários). Baseados nisso fizemos um palnejamento meio capenga, mas tenho esperanças que irá funcionar. Só que estamos fazendo isso há já um ano.

 

Pelo que li, em guias e relatos, até bem perto do EBC não faz muito sentido acampar, pois os únicos locais prá acampar são nos quintais das pessoas ou dos lodges, o que é pago tanto quanto um quarto. Mas como me sinto meio nu sem barraca e planejo alguns treks secundários, levarei uma. Tenho esperanças que haja lugares não-pagos e não-quintal de lodges onde possa acampar.

 

No início planejava total independência, levando todo suprimento que iria necessitar, mas cedo me convenci que não sou o Máximo (do www.gentedemontanha.com - que inclusive esteve duas vezes no Nepal recentemente) e não consigo carregar muitos quilos, logo me valerei dos quartos e comidas dos lodges pelo caminho, carregando apenas comida para alguns dias (talvez 10), para os treks secundários em regiões menos habitadas ou para eventuais perdidas na trilha.

 

Como já li no trekinfo, trek no Nepal há para todos os bolsos. Tem hotel de 6 dólares e hotel de 200 dólares. Tem prato de 1.5 dólar e prato de vários dólares. Eu defini assim meus gastos (em Euros e para duas pessoas):

 

1) Passagens: 1.300

2) Alimentação: 600

3) Vistos de entrada no país: 70

4) Permissões oficiais (pro Parque Sagarmatha e talvez Namgpa la): 60

5) Permissões dos maoístas, caso os encontre: 10

6) Vôos internos (Lukla-Kathmandu - andarei de Jiri até o EBC): 200

7) Transporte interno (riquixás, ônibus, taxis...): 50

8) Alojamento: 100

9) Taxas de aeroporto: 30

10) Emergência: 500

11) Equipamento: sem conta, adquirido aos poucos e algo será comprado em Kathmandu, principalmente casacos

 

Eu desconfio que seja incompleto e apertado, mas estou juntando grana já faz um ano (estou bancando meu irmão) e TEM de ser suficiente.

 

Outra coisa: você disse que chegava lá dia 05. De que mês? qual seu trek? quando pretende começa-lo? que rota?

 

Eu e meu irmão partimos de Paris dia 06/10 e chegamos em Kathmandu dia 07/10. Planejo começar o trek dia 10/10 ou 11/10, em Jiri, até o EBC, depois, se tudo correr bem, atravessar o Cho la até o vale do Gokyo e depois, se tudo correr muito bem e tiver tempo suficiente, ir até o Namgpa la e de lá regressar para Lukla e pegra teco-teco até Kathmandu.

 

----------------------------------------------------------------------

 

Vinícius, você recebeu meu último e-mail? você tinha me dito que a câmera era boa, mas fiquei na dúvida se se referia à Minolta Z2. Era essa? a de 10x zoom e 4MP.

 

Agora que cê falou... teremos de fazer escala em Abu Dhabi, dos Emirados Árabes Unidos. Verei se será necessário visto. Não sabia que era preciso visto quando se estava em trânsito. Achei que era apenas caso fosse entrar no país (saisse da zona de trânsito do aeroporto).

 

FALTAM 66 DIAS!!!

 

[]'s

 

Hendrik

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Fala Hendrik,

 

Estou em outro computador portanto nao tenho acesso ao e-mail que voce me mandou, mas me referi a camera que voce mandou o link (nao me recordo se era a Minolta...).

 

O lance do visto de transito me pegou de surpresa tambem. Mas liguei pra embaixada da India, e e' verdade. O visto normal custa aproximadamente 100 USD (270,00R$), o de transito 36R$, e deixa que voce saia do aeroporto por ate' tres dias.

 

De qualquer forma, pra Nova Delhi o visto de transito e' obrigatorio, mesmo para poucas horas de intervalo. Isso nao e' uma regra universal, afinal toda vez que estive em transito nao precisei deste tipo de visto, dando entrada somente no meu pais de destino. Mas tendo em conta que ha' um precedente famoso, o dos brasileiros que vao para o Japao e precisam do visto americano para fazer a conexao, nao e' de todo sem sentido.

 

Felizmente a Embaixada da India e' aqui em Sampa mesmo, (na Paulista) e sexta feira vou comprar umas muambas no StandCenter e levar o papele pra tirar esse visto.

 

Agora outro topico relevante e' a questao da vacina contra febre amarela. Talvez voce com cidadania belga, nao esteja sujeito, mas quem estiver saindo do Brasil tem que ter a carteira internacional de vacinacao (a amarela) em dia, e a ultima atualizacao feita a pelo menos 10 dias (tempo necessario para o efeito).

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Namastê, Vinícius!

 

É, a câmera que te falei era a do link ( http://www.dpreview.com/reviews/specs/Konica_Minolta/konicaminolta_dimagez2.asp ). Está bem dentro do que meu bolso permite. Agosto, que está em cima, é minha "deadline" para comprar (se comprar) uma digital prá mim levar. Afinal, como você mesmo disse, terei de me acostumar com ela, senão o objeto da foto já terá passado quando eu terminar de ajusta-la...

 

Vi o site dos Emirados Árabes Unidos, cuja membro e capital é Abu Dhabi, que o visa para trânsito existe, mas, se bem entendi, é feito via a companhia aérea, é grátis e válido por 96 horas:

 

http://www.government.ae/gov/en/visitors/uae/visas.jsp

 

"Transit Visa

 

If you are flying to or from Europe or the United States, to Asia or Africa and passing through UAE airports, you can obtain a special 96-hour transit visa. You must be sponsored by an airline operating in the UAE and you must have a valid ticket for your onward flight. Your travel documents will be stamped with an entry seal and there is no charge for this visa."

 

A vacina contra febre amarela é obrigaória aqui na Suíça, quando vamos para algum país onde tal esteja presente, então teremos de tomar uma injeção antes de saírmos. Pelo que me disseram, é uma injeção-pacote, contra um "mói" de coisa. Custa em torno dos 70 Francos Suíços.

 

O que mais me preocupa no momento, tirando a grana curta e o quanto o tempo demora a passar, é meu passaporte belga, que vai vencer em Agosto. Só agora recebi um papel da Bélgica que terei de anexar à outro monte de papéis, enviar pro consulado, esperar 4 semanas e, se tudo estiver OK, receber o passaporte novo. O brasileiro está vencido à décadas. Mas já disse ao meu irmao que se der encrenca por causa disso, faremos uns bons treks por aqui mesmo.

 

---------------------------------------------------------------------

 

schwertner, gut tag!

 

Pelo que li, há pensão e hotel pra todos os gostos. Só que no trek os lodges são mais básicos, embora acima de Namche haja o Everest View Hotel, com diárias de 175 dólares para um quarto simples e 270 USD para quartos duplos ( http://www.s-h-systems.co.uk/nepal/khumjung18161.html ). Pelo que li dá para chegar lá de helicóptero e eles têm um balão de pressão, pra simular pressões atmosféricas maiores e assim socorrer os turistas que voam até lá, passam mal e tem de regressar na carreira. De resto, novamente pelo que li, na trilha há pouca ou nenhuma diferênça entre lodge, hotel, tea house ou guest house. No fim tudo se resumirá à quartos com um estrado de madeira servindo de cama, onde deverá estender seu isolante e saco-de-dormir. Os mais luxuosos oferecem algum tipo de colchão e, no luxo dos luxos, uma manta pro frio. Acho que o que os distinguirá mais é a comida.

 

[]'s

 

Hendrik

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Ontem fui lá em Congonhas tomar a tal da vacina... ...bom pelo menos são dez anos sem aporrinhação com esse assunto (até 2015!).

Agora as contraindicações e efeitos adversos são bem trash. Tinha uma figura lá que tomou a uns três dias e tava reclamando horrores com a atendente...

 

...amanhã vou no consulado indiano e vou solicitar o visto de trânsito. Depois disso, papelada só chegando em Katmandu.

 

Você deve estar agoniado com esse lance do passaporte hein?

Não dá pra pagar alguma taxa de urgência? Bom. Tenho certeza de que tudo vai dar certo ai com a tua papelada.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Acabou que não respondi.

 

Para o EBC trek, o mais popular, mais feito, é pegar bimotor de Kathmandu até Lukla, caminhar até o EBC ou Kala Pattar, regressar à Lukla, pegar o avião até Kathmandu e... pronto.

 

O que faremos, que não é tão popular, menos feito, é pegar busão de Kathmandu até Jiri, fazer um 8 dias trekking até Namche, ir até o EBC, ou Kala Pattar, voltar pra Lukla, pegar o bimotor até Kathmandu. Alguns, raros, caminham de volta prá Jiri e pegão o busão de volta.

 

Outros incluem o vale do Gokyo antes ou após o EBC. Eu planejo fazer após.

 

O terminal de vôos internos ficam ao lado do aeroporto internacional e o busão, perto de Thamel. Agências locais podem tratar das passagens e despachar as malas, caso queira.

 

Para o Anapurna, não sei.

 

[]'s

 

Hendrik

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

hey,

me diz uma coisa vcs dois!! Tenho ouvido muitas histroias a respeito dos maoistas no nepal e dos atques a turistas!! Algumas pessoas me disseram que esta perigoso ir para la agora!! O qvcs tem a dizer sobre isso? Verdade ou mentira? Tao sabendo de alguma coisa? Abraco, Andre

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Oi pessoal,

 

fico contente em saber q a trip de vcs tá chegando, parabéns a todos. Com exceção do Hendrik q eu sabia q iria, os outros eu não sabia.

 

Pessoal, sei q cada um é cada um mas não precisa de guia nem porter. As trilhas no geral são relativamente bem marcadas e mesmo pra um perdido como eu não há muito problema. Mas confesso q no fim do trekking (ABC) tive sorte de me encaixar num grupo de israelenses q tinha um porter/guia... além do mais, como vcs vão em alta temporada, mesmo com a queda do turismo praqueles lados ainda vai uma galera, qqr coisa cola em um (umas, de preferência...) e um abraço.

 

Esse lance de maoísta tá lá faz tempo. Acho esquema levar um dindin trocado para caso apareça algum na sua frente vc poder pagar um pedágio, não vejo motivos pra problemas. Mas é bom ficar esperto em trechos menos utilizados. Eu fiz meu trekking praticamente sozinho e nao tive problemas mas já ouvi casos de tentativa de assalto. Só um toque.

 

Hendrik, tua grana para acomodação e alimentação tô achando meio apertada pra vc q vai ficar uns "trocentos" dias. Sei q numa hora dessas vc já leu tudo sobre isso mas mesmo assim, além do mais vão vc e seu irmão. Lá é barato mas nao vamos exagerar, qto mais sobe mais caro as coisas ficam.

 

Falando em grana, pra galera q tá saindo do Brasil (Stink e Androc), posso perguntar qto ficou a psg aérea ? Androc, vc vai passar pela Índia só de passagem, né ? Supondo q vc vai pela South African Airways, como fica esse lance do visto de trânsito ? Precisa de dois (ida e volta) ? Melhor se informar. E ouvi dizer q esse trânsito é uma zona. Mas é India, então não podia ser diferente...

 

Era isso, bom planejamento e boa trip para todos.

 

Abraços,

 

Zeba

 

 

id="Verdana">

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Beleza Zeba?

Pois é, lembro que conversamos sobre essa trip faz um bom tempo (2004), e agora tá virando mesmo.

 

Minha passagem eu consegui com as taxas por aproximadamente 1900USD.

São Paulo-Paris-Nova Delhi-Katmandu. Na volta é o mesmo caminho.

 

Pois é esse lance do visto de trânsito tinha me deixado cabreiro. Na verdade não é nada de mais (pelo menos pra quem pode ir ao Consulado Indiano, que fica aqui na Paulista). Um par de fotos 3X4, 36R$ e dois formulários preenchidos, (1 em Português e outro em Inglês), e você tem o seu visto de trânsito concedido em três dias úteis. Com ele você pode deixar o aeroporto e ficar até 3 dias na Índia. Eu ia hoje ao Consulado mas tive problemas, então segunda-feira se tudo der certo eu consigo informações mais detalhadas a respeito do assunto.

 

Quanto aos Maoístas Androc, há pouquíssimos relatos de insurgentes na região do Kumbhu, onde está a trilha do EBC. A ocorrência de encontros é mais frequente na trilha do Annapurna. Só que a coisa já virou até uma instituição. Há quem tire foto com os ditos, e ao fazer a sua "doação" pra causa, você recebe um recibo (com o busto do Lenin,Mao, foice e o Martelo e o escambau!), que pode ser apresentado caso outras milícias maoístas cruzem o seu caminho. Com isso você não precisa pagar duas vezes... organizado né? Em geral a requisição é de 1000 rúpias (15USD). Os tais recibos já são encarados como souvenirs.

 

Em miúdos. A insurgência existe. Há momentos onde a coisa pega, como no começo do ano onde por alguns dias tava difícil de falar com as pessoas por lá, mas em geral a última coisa que tanto governo (monarquia) quanto maoístas querem é abalar o turismo. Afinal, este item é responsável por um percentual generoso do PIB local (aproximadamente 18%). Portanto no atual panorama, não há por que esquentar a cabeça.

 

Abraços,

 

Vinicius

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...