Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Adren-Aline

Tailândia - Camboja - Laos - Turquia (apenas falando hot-dog em inglês)

Posts Recomendados

Começar sempre é a parte mais difícil né? Por isso vamos fingir ser uma continuação.

... bem, como eu estava falando anteriormente resolvi dá uma reviravolta na minha vida em quase 180º, e nada melhor que visitar o outro lado do mundo, o sudeste asiático. O destino principal escolhido foi a Tailândia, os demais foram consequência da influência do grupo no whatsapp que me acolheu. Inclusive esse grupo foi fecundado aqui ::otemo:: , valeu mochileiros.com, unindo pessoas desde _________ (completa aí pra mim).

 

Diferente dos meus outros relatos, creio que nesse teremos muitas dicas do que não fazer. Gastei uma grana a toa, mas vcs entenderão os motivos e, com fé em Alah, não cometerão os mesmos erros.

Disponibilizarei a planilha de custos em excel e o plano de viagem em pdf, para isso preciso atualizar algumas coisinhas, não me cobrem, não funciono sob pressão rs (brincadeira, só funciono assim). Mas resumindo em números foram: 22 dias, 4 países, 13 vôos, 7 cidades, 8000 temeres, 7 companheiros de viagem, 5 meses de planejamento, 6 moedas diferentes na doleira, 17kg nas costas e incontáveis momentos inesquecíveis.

Dessa vez sem tragédia, prometo! Qr dizer... se micro-infartos agudos do miocárdio ao tentar me comunicar em "ingrês" não contar pra vcs como tragédia.

 

Depois de papos e papos varando madrugadas a dentro, meu roteiro ficou assim:

06/03 - Deslocamento de Salvador x Guarulhos pela GOL

07/03 - Deslocamento de Guarulhos x Istambul

08/03 - Deslocamento Istambul x Bangkok

09/03 - Bangkok (Tailândia)

10/03 - Bangkok (Tailândia)

11/03 - Bangkok (Tailândia)

12/03 - Siem Reap (Camboja)

13/03 - Siem Reap (Camboja)

14/03 - Siem Reap (Camboja)

15/03 - Chiang Mai (Tailândia)

16/03 - Chiang Rai (Tailândia)

17/03 - Chiang Mai (Tailândia)

18/03 - Ao Nang (Tailândia)

19/03 - Phi phi (Tailândia)

20/03 - Phi Phi (Tailândia)

21/03 - Luang Prabang (Laos)

22/03 - Luang Prabang (Laos)

23/03 - Luang Prabang (Laos)

24/03 - Luang Prabang (Laos)

25/03 - Deslocamento Bangkok x Istambul

26/03 - Deslocamento Istambul x guarulhos

27/03 - Deslocamento Guarulhos x Salvador

 

Todas as passagens internas foram compradas pela low cost Air Asia, considerada a "queridinha" por lá, os preços eram bons e me transmitiu confiança na dificuldade com o inglês já que não vi relatos de atrasos de voos, o que eu por não entender o idioma não conseguiria identificar o aviso pelo alto falante no aeroporto e isso poderia me fazer perder o voo. Vou adiantando que não foi bem assim, um dos voos atrasou 1 hora ,me deixando louca dentro do aeroporto ::dãã2::ãã2::'> .

 

A passagem Brasil x tailândia foi comprada pela Turkish Airline, como direito a parada de aproximadamente 24 horas em Istambul, o que me permitiu fazer um city tour 0800 pela companhia aérea, totalmente gratuito mesmo, com direito ao translado, guia, café da manhã, almoço, bilhetes de entrada nas atrações, bandana e fone de ouvido rs . Existem algumas regras para usufruto dessa mamata oferecida pela Turkish. A conexão não pode ser inferior a 6 horas e nem superior a 24 horas. Mais detalhes podem ser visto aqui http://www.istanbulinhours.com/ ::cool:::'> .

 

Levei todo meu dinheiro de viagem em papel moeda, pra tentar economizar com o iof do cartão. Por lá as notas de 100 dólares tem melhor cotação que as demais. Mas caso o Camboja tb seja seu destino, leve notas menores, já que o dólar é mais usado que a moeda oficial (Riel Cambojano). O riel é apenas usada para compras ou trocos abaixo de 1 dólar. E 50 centavos de dólar equivale a 2000 riel.

 

Cuidado com o período escolhido para viajar, as monções são muito frequentes em determinadas épocas do ano. O período entre novembro e fevereiro é considerado o ideal, pois não chove e não é tão quente. Fui em março e me senti num forno ::mmm:::mmm:::mmm: , principalmente em Siem Reap.

 

Turquia e Tailândia não exigiram visto de entrada. Laos e Camboja sim, mas pode ser tirado na chegada ao aeroporto. Certificado de febre amarela é fundamental. Não esqueçam!

 

to be continued...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Chega de dicas ::hãã2:: , vamos ao relato. Conforme escrevo lembro das dicas e faço as pausas. Fiquem a vontade pra perguntar!

Os voos da Turkish saem de GRU pela madrugada, então a noite anterior foi o momento de encontrar fisicamente alguns companheiros de viagem que até então só conhecia virtualmente. Nos separamos logo em seguida, isso pq cada um comprou a passagem por uma companhia aérea diferente conforme surgiam as promoções . Eu segui viagem com o Vini. O primeiro voo era de apenas 10 horas, super turbulento, comida a vontade inclusive bebida alcoólica. Um kit é dado com meias, pantufas, protetor auricular, hidratante labial, escova e pasta de dente. Ponto top desse trecho é sobrevoar o deserto do Saara.

IMG_20170307_125814095_HDR-01.jpeg.53707416967e834cf7dc3ed16f178e7b.jpeg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

CHEGADA EM ISTAMBUL

 

Chegamos em Istambul já quase às 22h, daí era só fazer a imigração, pegar um táxi até o Express Inci Airport Hotel, localizado estrategicamente perto do aeroporto. O plano era voltar ao aeroporto bem cedo na manhã seguinte pra fazer o passeio gratuito pela Turkish Airline. Só que eu cometi um pequeno grande erro, por conta do fuso horário reservei para a data errada. O que nos deu um chá de cadeira de quase 2 horas. Não havia quarto disponível ou limpo, sei lá. Aquela noite a nossa janta foi bloquinhos de açúcar, não encontramos nenhum lugar próximo para bater uma "feijoada" a meia noite. O jeito foi passar a maior parte da noite acordados conversando, tanto pelo fuso horários quanto pelos vermes no estômago a reclamar por comida ::hahaha:: .

 

Trocamos apenas 50 dólares no aeroporto, não lembro a cotação, mas lembro que pegamos um pouco mais de 150 liras turcas, mais que suficiente para a nossa estadia.

 

Alguns custos:

Passagem Salvador x GRU x Salvador = R$ 385,31

Passagem GRU x istambul x Bangkok x Istambul x GRU = R$ 2.380,75 (comprei pela edestinos, pois queria parcelar)

Hospedagem no Express Inci Airport Hotel = 30 Euros (quarto duplo)

Táxi Aeroporto x Hotel = 10 liras turcas (o taxista se perdeu e não pagamos conforme o taxímetro)

 

Depois de uma noite mal dormida, pegamos táxi pro aeroporto as 7h da matina. A Turkish Airline oferece vários horários de tour por Istambul. Escolhemos o que partia as 9h e retornava as 18h, mais completo e tínhamos tempo de sobra pra ele. É necessário chegar no mínimo 30 minutos antes do horário de partida do tour.

IMG-20170415-WA0000.jpg.59946687f1e4d6d471d6bb75b5266e23.jpg

 

A temperatura estava bem agradável, por volta de 15ºC. Um casaco simples foi suficiente!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Resumo do dia em fotos.

IMG_20170308_101119010-01.jpeg.9bdf3eaf973a34d2e676355918cda30a.jpeg

IMG_20170308_111447483_HDR-01.jpeg.c8450a0bbdc712421e62ae974c4eeb8c.jpeg

IMG_20170308_102653543.jpg.2d584d37ff431fe235a0c4cf422ea155.jpg

IMG_20170308_110926779-01.jpeg.01f0ecc3996208dae94e2b4acacff157.jpeg

IMG_20170308_122006214_HDR.jpg.c05338a5bbf64dd87c1766629231f297.jpg

 

Por fim visitamos o Grande Bazar. Tivemos apenas 30 minutos para circular e fazer compras. Parece muito né? Mais por lá a pechincha rola solta e se perde muito tempo nela. Apenas comprei 2 espelhos e experimentei doces turcos deliciosos.

 

O almoço perfeito é servido defronte ao Estreito de Bósforo! Parabéns Turkish, me surpreendeu ::otemo:: .

 

Algumas gastos:

Táxi hotel x aeroporto = 20 liras

Espelho = 5 liras cada

Doces = 20 liras

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Retornamos mais que a tempo de pegar o segundo grande voo.

Obs.: Antes de embarcar de São Paulo para Istambul solicitei no balcão que a mala despachada fosse retirada em Istambul e não em Bangkok como o auto atendimento havia impresso na etiqueta de bagagem. Durante o tour deixei a mochila dentro do ônibus da Turkish, que deixa claro não se responsabilizar pela mala!

Despachei novamente a bagagem, agora para Bangkok e lá fui eu em direção ao oriente.

O voo foi de aproximadamente 14 horas. Com menos turbulência que o anterior porém não menos chato.

 

CHEGADA EM BANGKOK

 

Chegamos ao aeroporto de Suvarnabhum as 9h do dia seguinte. É importante frisar que Bangkok possui dois aeroportos internacionais. Daí foi só passar pelo health control para pegar a carimbada da febre amarela. Essa é a ordem do "bagulho" não invertam. Primeiro health Control depois imigração. Trocamos de novo 50 dólares para as primeiras despesas no aeroporto.

1 dólar = 33 baht

Como estávamos em 3 (eu e Vini fizemos uma amiguinha) pegamos um táxi até a rua mais badalada de Bangkok a Khao San Road, lugar onde ficamos hospedados por 2 dias.

Para quem está sozinho existe uma opção mais em conta e bem eficiente o limobus. São ônibus confortáveis que saem regularmente de ambos os aeroportos em direção à Khao San e custa 150 bahts (15 reais aproximadamente). Lembrando que para conversão em real basta correr a vírgula uma casa para esquerda.

O táxi deu 350 bahts no taxímetro, porém o motorista tb cobra os pedágios. Coisa que custamos a entender. Totalizando 450 bahts.

Ficamos hospedados no Dang Derm Hotel. Bem no miolo dá confusão. Super indico pois apesar disso não ouvi barulho dentro do quarto. A piscina na cobertura é perfeita e o café dá manhã completo. Eles pedem um calção de 500 bahts por quarto, essa é uma prática comum pela Tailândia. O valor é devolvido no check out, basta apresentar uma notinha que é entregue durante o check in.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hora de descansar né? Nã-nã-ni-nã- não

Tempo é dinheiro e dinheiro é uma coisa que mochileiro não tem e não gosta de perder.

Foi só por as malas no quarto, lavar a alma e começar a desbravar a cidade. Almoçamos no GreenHouse Hostel, localizado na Rambuttri rua paralela a Khao San. Agora éramos 6, sem querer fazer referência a novela :D , nos dividimos em 2 táxis em direção a primeira parada do dia o Grande Palácio, residência oficial do rei dá Tailândia.

Cara... Pense num lugar cheio, depois ponha mais 3000 chineses dentro, colocou? Então multiplique por 51. Agora sim vc tem uma noção aproximada da quantidade de gente dentro do complexo. Gosto de tirar fotos sem muita poluição rs, coisa impossível por lá.

Levem a sério esse lance da vestimenta. Não dá pra entrar mostrando o ombro, não adianta por lenço, tem que ser blusa de manga. Eles expulsam com certa violência quem está fora do padrão. Tb não mostrem os joelhos. Isso vale para ambos os sexos! OK?

IMG_20170310_033539.jpg.63b7009eb5fa7c9bc9cb54649483c1be.jpg

IMG_20170309_103920805.jpg.5cb56d7f1d1c48a17b01813bdd8186d9.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Grande Palácio fecha cedo, às 15:30 se liguem! Levem água, não vi vendendo lá dentro. Tem bebedouro.

 

Lá pertinho fica o Wat Pho, o Buda reclinado. Visita rápida. Logo em seguida o Wat Arun, tb fomos caminhando porém é um pouco mais distante, nada demais. Não pegamos o barco, apenas sentamos numa "budega" que fica defronte, aquela estilo copo sujo, comida duvidosa... qm comeu o pad thai disse que estava melhor que o da Khao San, eu não tive coragem. Não tivemos paciência de esperar o por do sol, até pq como o Wat Arun estava em reforma não ficaria tão bonito com aqueles andaimes circulando o templo.

Hotelzinho pra tentar dá uma relaxada e minimizar o jet lag. E por volta da meia noite RUA. Não sou de balada mas adorei a vibe daquele lugar, gente de tudo que é parte do planeta, ladyboys pela rua, cerveja barata, música pra tudo que é estilo, comércio barato, gás do riso, insetos fritos, comida apimentada... tudo no mesmo lugar e sem confusão.

Tirei essa noite para experimentar o primeiro inseto dentre os vários que comi nessa viagem ::hein: . Tem opção pra tudo que é gosto, escolham os seus favoritos. Vou adianto que não é bom nem ruim, apenas diferente.

 

598de190b74cf_WhatsAppImage2017-04-16at08_15.26(3).jpeg.e49f9fdae2a7ec8af6c569e49936d932.jpeg

598de190be867_WhatsAppImage2017-04-16at08_15.26(1).jpeg.4529b436af706398ad66463ac6372326.jpeg

598de190c5482_WhatsAppImage2017-04-16at08_15.26(2).jpeg.20ea2eecd4d3cd8b543e26958566d498.jpeg

 

Lá pelas 2h da madruga as coisas começam a "esfriar" na Khao San, a polícia chega pra dispersar a galera. E às 4h é possível ver aquela famosa cena de uma multidão de zumbis, indo na mesma direção.

 

A cotação aqui por essas bandas já é bem melhor que a do aeroporto: 1 dólar pra 35,03 bahts.

 

Alguns custos:

Táxi Hotel x Grande Palácio: 100 Bahts

Táxi Grande Palácio x Wat Arun: 100 Bahts

Táxi Wat Arun x Hotel: 100 Bahts

Entrada Grande Palácio: 500 Bahts

Entrada no Wat Pho: 100 Bahts (com direito a um garrafinha de água)

Escorpião: 40 Bahts

Cerveja na rua: 70 Bahts (pequena)

Cerveja na 7-eleven: 52 Bahts (grande)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

AYUTTHAYA

 

Depois de um café da manhã que mais parecia um almoço do Dang Derm Hotel, saímos para a estação. Decidimos fazer a viagem até Ayutthaya de trem e de lá contratar um tuk-tuk. Pelo que entendi existem duas opções de trem, um bem caro (385 bahts) e o popular (15 bahts ,baratinho assim mesmo).

A viagem é longa, o trem pára toda hora, faz um calor que fica entre o suportável e o insuportável. Mas é bacana, me senti entre os nativos. Toda hora passa alguém vendendo algo, nem sempre conseguimos identificar o que é exatamente, experimentei algumas delas.

Chegando em Ayutthaya e fechamos lá mesmo na estação de desembarque um tuk-tuk com capacidade para 6. Dessa vez eramos 5, nosso sexto cavaleiro foi abatido na noite anterior. Foi encontrado embriagado no meio do "lixo" da Khao San com 700 dólares a menos na doleira ::prestessao:: e não fazia a mínima ideia do que havia acontecido.

Como já era a hora do rango, combinamos com o tuk-tukeiro que primeiro almoçaríamos pra só depois começar o passeio que incluía acho que 6 templos e durava 4 horas. Ele não é guia e sim motorista, não esperem grandes informações.

 

IMG_20170310_155819.jpg.b15b3da4276df7fa3efad907e702b9ab.jpg

 

IMG_20170310_135513971.jpg.e58780d84acf5cfe03e2a6a13af7abf8.jpg

 

IMG_20170310_162654.jpg.1a341fc3c9407da1e37fab8ade757aae.jpg

 

Findado o passeio fomos deixados num ponto para pegar um van de volta a Bangkok, mais rápida e refrescante. A van nos deixou em um shopping e de lá pegamos um táxi.

 

Alguns custos:

 

Passagem de trem: 15 bahts

Tuk-tuk para 6: 800 bahts

Van Ayutthaya x Bangkok: 70 bahts

Ingressos Ayutthaya: por volta de 150 bahts por pessoa, não entramos em todos os templos.

Não lembro os valores dos táxis, sorry! Só sei que pegamos apenas 1 para os 5.

 

Essa noite foi o momento de fazer tudo que faltava, com essa galera seria a minha última em Bangkok. Então fiz massagem com os peixinho, massagem normal, comi mais insetos (sapo, grilo, gafanhoto, larvas...) e por fim decidimos ir ao famoso "Ping Pong Show". Por favor não me peçam pra explicar que merda é essa. Valeu pela experiência mas não recomendo, achei ruim e perigoso.

 

PING PONG SHOW

 

Primeiro tentamos contratar o PPS numa agência, o que sairia caro, desistimos. Então encontramos um taxista oferecendo o PPS no meio da rua, topamos. No nosso péssimo inglês entendemos que só pagaríamos pela corrida e chegando lá era entrar e comprar ao menos uma bebida. Só que chegando lá a coisa não era bem assim. Eles são como uma mafia, tudo já combinado com o taxista. A rua é escura, entramos por uma porta e fomos recebido por um velho carrancudo que nos pediu 700 bahts cada, nem fudendo pagaria esse valor, mas tb é provável que o taxista se recusasse a nos levar de volta ao hotel. Então o lance era negociar e por coação, pelo menos no meu caso, fechamos em 400 bahts cada cabeça. O ambiente era sinistrão e nem a cerveja gratuita tive coragem de tomar. O que rola por lá vcs podem pesquisar no google hahahah. Só vou deixar uma imagem de um desenho comprada por um companheiro de viagem. Acreditem a mulher do palco fez o mesmo na nossa frente usando a "preciosa".

 

pps.jpeg.cebdadd172352b2cadd11e33d51d7be1.jpeg

 

Dura cerca de 30 minutos, após isso é repetição. Saí antes disso e fiquei na portaria esperando meus coleguinhas que estavam se divertindo bastante rs. E vi grupos chegando e acontecendo o mesmo, o velho dá o primeiro valor, vai baixando até chegar aos 400 bahts.

 

Ufa, de volta ao hotel.

 

Alguns custos:

Táxi PPS ida e volta: 300 bahts (para 6 pessoas)

PPS: 400 bahts cada

Massagem 30 minutos: 180 bahts

Massagem 15 minuto com peixes: 150 bahts

Pratos com vários insetos: 100 bahts

Desenho: 90 bahts

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

BANGKOK

 

Havia planejado ir ao mercado flutuante de Damnoen saduak e tb aquela famosa feira que funciona sobre os trilhos de trem, mas fui convencidas pelos meus coleguinhas a fazer um mercado mais próximo de Bangkok e menos turístico, o Tailing Chan. Fomos de uber, bem rapidinho. Não é como o outro, é meio que invertido. Ao invés de sair de barco comprando as coisas, os vendedores é que estão neles. Tem a opção de fazer o passeio de barco, mas não é pelo mercado, o objetivo maior desse passeio de barco é visitar um templo, e já estávamos de saco cheio de templo rs. Então optamos por sentar por ali mesmo, beber, comer e papear. O local é Agradável, com variadas opções de comida e bebida. Não é dos mais higiênicos, mas fazer o que né...

 

IMG_20170311_115044080_HDR.jpg.8588be371bd2841f159abc6707a30efc.jpg

 

IMG_20170311_110229789.jpg.9c2fc1ae1e27250d8e240103c9e2bf60.jpg

 

Voltamos de táxi, pouco mais caro que o uber. Fizemos checkout no DDH, porém deixamos as bagagens por lá, serviço gratuito. Destino agora era um mega shopping de Bangkok, o MBK Center. Putz, vale muito tirar meio dia pra fazer compras lá. Achei as coisas super em conta, lá tem de tudo. Comprei acessórios pra gopro e outras besteirinhas. Acho que são 7 andares, cada um com sua especialidade rs.

 

A gopro hero 5 nesse shopping estava por 12500 bahts, isso preço de vitrine, pq até no shopping dá pra pechinchar na Tailândia. Me arrependi de ter comprado a minha no Brasil algumas semanas antes, 400 reais mais cara ::putz:: .

 

Voltamos pro hotel e pegamos novo táxi para o segundo aeroporto de Bangkok, do Don Muang. Os voos da Air Asia partem de lá. Por sorte saímos com muita antecedência, isso pq o nosso táxi quebrou no meio do caminho, numa pista de alta velocidade. Adrenalina pura ::hahaha:: !

Ficamos uns 20 minutos parados, o motorista já preocupado, botando água pra dentro do carro, parece que foi superaquecimento. Mas enfim voltou a funcionar e chegamos com tempo de sobra ao aeroporto internacional de DM.

 

O check in pela Air Asia deve ser feito antes pelo site ou aplicativo, acho que paga um valor a mais se chegar lá sem ter feito o checkin, só acho, não arrisquei. Foi só despachar as malas, e decolar. Voo super rápido, dá tempo nem de cochilar. Os papéis para a imigração e visto já são entregues durante o voo.

 

Dica da Aline: não façam o que eu fiz, de ir pro Camboja, voltar pra Tailândia e depois ir para o Laos. Pegue o voo direto do Laos para o Camboja. Fiz dessa forma pq quando entrei no grupo de viagem, os integrantes já havia planejado a data de ir pra Camboja e como queria companhia fui no embalo e deixei o Laos pro fim da viagem, momento que não estaria mais com eles. Porém o grupo desistiu de ir pro Camboja ::bad:: . Só nisso vc já economiza duas passagens aéreas. Além do problema de gastar dinheiro a toa tem um lance que só fiquei sabendo depois de comprar as passagens. Segundo a embaixada da Tailândia, só são permitidas 2 entradas e saídas do país durante o período de 90 dias. Fazendo da forma que fiz, dá 3 entradas. Corri risco de não conseguir entrar pela terceira vez. Nossa, foi desesperador. A terceira imigração que fiz me fez mais perguntas e pediu a comprovação de saída do país que ocorreria no dia seguinte, coisa que nas 2 primeiras não aconteceu. Mas no fim deu tudo certo!

 

Então, a imigração foi relativamente rápida. Já havia combinado com Onederz Hostel Siem Reap o translado.

 

Uber hotel x mercado: 170 Bahts (pra 4)

Táxi mercado x hotel: 200 bahts (para 4)

Acessório gopro cabeça: 50 bahts

Bastão triplo gopro: 250 bahts

pochete estanque para mergulho: 50 bahts

Táxi hotel x shopping: 200 bahts (pra 3)

Táxi shopping x hotel: 200 bahts (pra 3)

Táxi hotel x aeroporto: 500 bahts (pra 3)

Onederz Hostel: 27 USD(3 diárias) + 5 USD que seriam devolvidos no checkout

Translado aeroporto x Hotel: 4 USD

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

SIEM REAP

 

Estava muito cansada, mal dormi esses 3 dias, o jet lag me afetou bastante. Ficava tonta com frequência e com sensação de que estava o tempo todo dentro de um sonho. Essa primeira noite no Camboja foi a primeira que descansei de fato. Peguei um quarto com capacidade para 4 pessoas. Mas durante minha estadia no máximo fiquei com mais uma pessoa dividindo quarto. Era confortável, com ar-condicionado, que por lá não é artigo de luxo e sim necessidade básica. Lá não há elevador, então prepare a canela pra percorrer os 4 andares. A piscina fica no cobertura.

 

Contratamos o guia Alex para 2 dias em Angkor, o cara fala um português impecável. Para mais detalhes só entrar nesse site e contactá-lo http://guide7languages.wixsite.com/guiaemangkor/roteiros

Fechamos um tour compartilhado, nós 3 mais um casal de brasileiros.

 

Essa foi a programação que ele nos enviou, pedimos alteração no segundo dia pois queríamos ver o nascer do Sol, então a saída ocorreu as 5:20 da manhã, com término às 12h.

 

ROTEIRO: PASSEIO DE 2 DIAS (PASSEIO COMPARTILHADO)

Chegada: nos encontramos no hotel.

DIA UM: ANGKOR (ANGKOR THOM & ANGKOR WAT)

De manhã: Após café da manhã, Visita ao Angkor Thom (A Antiga Capital do império Khmer entre o século XII e XIII. Sob o reinado do rei Jayavarman VII) Seu nome atual Angkor Thom significa, traduzido da língua khmer, Grande Capital. Porém na época de sua construção era conhecida como Jayashri, que traduzido do sânscrito significa Afortunado pela Vitória. Visita ao Baphoun, Phimean Akas, Terraço dos elefantes, Terraço do rei leproso e Bayon.Tempo livre para almoço.

 

De tarde: visita ao Angkor Wat (Uma das sete maravilhas do mundo) Angkor Wat faz parte do complexo de templos construídos na zona de Angkor, a antiga capital do Império khmer durante a sua época de esplendor, entre os séculos IX e XV. Angkor abrange uma extensão em torno dos 200 km², embora recentes pesquisas estimem uma extensão de 3 000 km² e uma população de até meio milhão de habitantes, o que o tornaria no maior assentamento pré-industrial da humanidade. Pôr do sol em Phnom Bakheng. Voltar pra hotel.

DIA DOIS: ANGKOR (BANTEAY SREY & TAPHROM)

De manhã: Após café da manhã no hotel às 08:30 da manhã, visita ao templo Pre Rup na forma da montanha construido de tijolo, ao Banteay Samré e Banteay Srei, conhecido como o templo das mulheres e a jóia da Arte Khmer, situado 37 km da cidade. Tempo livre para almoço.

De tarde: Após almoço, visita ao Banteay Kdei, o antigo mosteiro budista com muitas estátuas de Buda escondidas na terra. Em seguida, explorar o templo Taphrom, o templo mais conhecido pelo filme de Tomb Raider. Voltar pra hotel.

 

SERVIÇO INCLUÍDO:

 

Serviço 2 dias (Passeio 08:30am - 17:00)

Guia falando português

Transporte/van com ar-condicionado

Água gelada e toalha durante o tour

 

O valor do bilhete não está errado não! Em fevereiro desse ano houve uma alteração absurda no valor do ingresso de 3 dias par ao complexo. Só existe a opção para 1 ou 3 dias.

Se contratar o passeio sem água inclusa, leve pelo menos 2 litros. Eu bebi 6 garrafas de 500 ml por dia de passeio e não fazia xixi. A água evaporava antes de chegar na bexiga ::lol4::::mmm: .

 

O almoço é por nossa conta, achei caro o local. Nas minhas pesquisas li que Siem Reap era um lugar barato mas não achei não. Pelo menos se comparado a vizinha Tailândia.

 

Pedi um prato de sapo de almoço, e confesso que estava muito bom, apesar dos ossos!

 

IMG_20170312_110927468.jpg.6bd6da46823a93568625f051df14b568.jpg

 

IMG_20170312_161626.jpg.f856b81fd4ea95781a2b885e98a43528.jpg

 

IMG_20170312_142913712_HDR.jpg.8599de3c5c75165305f77859504176dc.jpg

 

IMG_20170312_160125701-01.jpeg.abfa95ae92913a6d0c1eb6d4c97be691.jpeg

 

 

O Alex nos deixou no hotel conforme combinado. E mais tarde fomos conhecer a noite de Siem Reap. E que noite heim ::otemo:: . Cerveja quase de graça. Na empolgação passamos do limite e praticamente todos perderam o horário de acordar no dia seguinte. O celular não despertou pq descarregou e a hora voltou pro fuso horário de Brasília. Ou seja, acordei ressaquiada às 5:19 pra sair às 5:20. Desastre de dia, só pensava que horas aquele martírio iria acabar hahahahah.

 

598de197ec56c_WhatsAppImage2017-04-17at19_44_34.jpeg.9daf2e3d6d0bf34e2ae47ae79b7157cd.jpeg

 

Ai que alívio, hotelzinho refrescante pra relaxar. Deitei um pouco e saí sozinha lá pelas 15h pra fazer massagens (plural, pq uma não bastava rs), compras comer e beber é claro. Fiquei de encontrar a galera a noite, mas bateu maresia por já ter andado a tarde toda e me perdido dezenas de vezes.

 

 

Pela manhã mais um circulada de despedida pela cidade e fim. Adeus Siem Reap ::kiss:: .

 

Próximo destino e o mais esperado CHIANG MAI

 

Alguns custos:

Visco Camboja: 30 USD

Passeio de 2 dias compartilhado: 56 USD cada

Bilhete Angkor 3 dias: 62 USD

Café da manhã no hotel: 2 USD

Almoço: 9 USD

Copo de cerveja: 0,50 USD

Massagem a oléo: 4 USD

Massagem nos pés: 3 USD

Mochila THE NORTH FACE (sqn): 17 USD

Blusa 1: 2,5 USD

Bermudão: 3 USD

Blusa 2: 2 USD

Sorvete de rolo: 2,5 USD

Translado particular pra aeroporto: 10 USD (para 3)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Juliana Dassoler
      Ola, pessoal!
      Nos 28 dias conhecemos Bangkok, Chiang Mai, Krabi e Ko Phi Phi na Tailandia, Siem Reap no Camboja, Hanoi e Halong Bay no Vietnam e Luang Prabang no Laos.
      Tinhamos a opção de ficar mais tempo nos lugares, ou aproveitar a viagem e ver mais paises. Escolhemos conhecer varios lugares, mesmo com poucos dias. Claro que foi muito corrido, quando voce começa a acostumar com o lugar.. pá, ja pega o proximo voo. Mas vai saber quando vamos voltar, entao mesmo com os perrengues, valeu a pena!  Pra mim foi uma montanha russa de experiencia, muito intenso e surreal. Tive dias difíceis, mas faz parte do role e a experiencia vale mais que tudo.
      Nos comunicamos em ingles em todos os lugares, na maioria das vezes de boa. No Vietnam eles falam mal, meio truncado...o cara do passeio que fizemos mandou um 'ladies and GERMAN'...todo mundo rachou. Eu falo só o basico do básico e o Ederson fala melhor, entao sobrou pra ele
      Levamos apenas um mochilao cada um, pesando uns 20kg cada. Levei um pouco de roupa de calor e frio. A gente mandou lavar no Camboja, em Chiang Mai e em Krabi. 
      Bom, vou tentar ser pontual e descrever tudo resumidamente, e vou colocar os links que me ajudaram no roteiro, pra nao ficar tao repetitivo. 
      Fomos pela Ethiopian. O voo foi super tranquilo, achei o aviao e o serviço de bordo ok na ida, e na volta o serviço achei meio ruim. O aeroporto de Adis Adeba que achei bem fraquinho, eu precisei comprar um remedio e nao tinha farmacia
      Assim, nao foi uma viagem ruim, mas tudo bem basico. De qualquer forma viajaria de novo com eles.
      La voamos com a AirAsia, LaosAirlines e Vietjet. Todos os voos foram otimos, avioes novos e nao tivemos problemas com atrasos. Como as lowcost tem restrição no peso da mala, compramos bagagem extra em uma das passagens e colocamos as duas mochilas num saco protetor da deuter e fechamos no cadeado. Na bagagem de mao é legal levar uma mudinha roupa...vai que a mala extravia 
      Nosso roteiro
      12/11/2017 Saida Brasil   13/11/2017 Chegada Bangkok Volta cidade 14/11/2017 Ayuthaya Templos 15/11/2017 Bangkok/Camboja Grand Palace, Buda reclinado 16/11/2017 Camboja Angkor - circuito longo 17/11/2017 Camboja Angkor - circuito curto 18/11/2017 Camboja/Vietnam - Hanoi   19/11/2017 Vietnam - Halong Bay passeio 20/11/2017 Vietnam - Halong Bay passeio 21/11/2017 Vietnam - Hanoi/Laos museus 22/11/2017 Laos volta cidade 23/11/2017 Laos rondas das almas/cachoeiras 24/11/2017 Laos/Chiang Mai   25/11/2017 Chiang Mai tatoo 26/11/2017 Chiang Mai zoologico 27/11/2017 Chiang Mai Natural Park 28/11/2017 Chiang Mais/Ao Nang aula culinaria 29/11/2017 Ao Nang centro 30/11/2017 Ao Nang railey beach 1/12/2017 Ao Nang railey beach 2/12/2017 Ao Nang hong islan 3/12/2017 ao Nang phra nang 4/12/2017 Ko Phi Phi monkey beach 5/12/2017 Ko Phi Phi passeio 6/12/2017 Ko Phi Phi passeio privado maya bay 7/12/2017 Ko Phi Phi/Bangkok praia 8/12/2017 Bangkok shopping 9/12/2017 Brasil acabou Transportes utilizados em cada lugar
      - Bangkok - uber, taxi, tuktuk e barco. Taxi usamos poucas vezes pq eles podem nos enrolar, tem q perguntar do taximetro, explicar onde vai e etc, prefirimos usar o uber na maioria das vezes. Tuktuk é caro mas tem que andar, neh hahaha. É mto massa! O barco usamos pra ir ao shopping, pois a estação era proximo do ultimo hotel que ficamos, foi uma experiencia bem bacana e barata, custa 0,90 centavos.
      - Siem Reap - tuk tuk e bike. Fomos e voltamos do aeroporto de tuktuk. Do hotel para o centro era perto, fomos a pé. No primeiro passeio para Angkor fomos de tuktuk, e no segundo fomos de bike. 
      - Hanoi - uber
      - Laos - nao tem uber, usamos taxi pra ir ao aeroporto e voltamos de tuktuk, alugamos moto e bike pros passeios.
      - Chiang Mai - uber e moto
      - Krabi - nao tem uber, taxi (valor fixo de 50 reais do aeroporto para Ao Nang), van ou busao (valor fixo de 15 reais por pessoa do aeroporto para Ao Nang). O busao demora mais, se puder pegue a van. Alugamos moto por 20 reais o dia, mas ficamos com ela só 2 dias, no fim das contas era tudo meio perto e dava pra fazer a pé.
      - Ko phi phi - para ir ate a ilha precisa pegar um ferry, para conhecer a maioria das praias de barco, e pela ilha o só os chinelos mesmo
      Hoteis e restaurantes
      Em todos os lugares tomamos a cerveja local, mas a que mais gostamos e ate trouxemos pro Brasil foi a Angkor. Comemos muuuitos frutos do mar 
      - Bangkok - ficamos no Tara Place e no Villa Phra Sumen Bangkok. Os dois são proximos a Kao San Road e a Rambutri. Eu recomendo muito o Villa Phra, amei ficar la! Bom, comida pra mim infelizmente no começo foi um perrengue. Eles usam mto o lemon keffir, e eu odiei esse negocio rsrsr. Depois descobri os pratos que nao tinham, aí foi sucesso! Na Rambutri comemos no Villa Cha Cha e gostei bastante do pad thai deles. Comi pad thais na rua e nao gostei tanto...vai o bendito keffir. Acho que nao fizemos boas escolhas nos restaurantes de Bangkok, só gostei desse msm kkk
      - Siem Reap - ficamos no Baby Elephant Hotel. Amamos ficar la! Super acolhedores e atenciosos, tem piscina pra aquele 'calô' todo e fica proxima a Pub Street. Comemos nessa rua mesmo, tem bastante opção.
      - Hanoi - ficamos no Tu Linh. Ele é um hotel bem ok, nada de mais, bem localizado e com cafe gostoso. Alias o cafe veitnamita é muito bom!  
      - Luang Prabang - ficamos no Villa Oudomlith. La no Laos achei os hoteis meio caros, esse tinha preço bom e era bacana. Eles tem aluguel de bike e moto, e de quebra tem um catiorinho mto fofo chamado Tom. Fica bem pertinho da rua principal. Tem bastante restaurante, mas gostamos mesmo foi da comida de rua da feira nortuna. Fica meio escondido, tem que fuçar
      - Chiang Mai - Ficamos no The Peaberry. Fica no quadrante principal. Perto desse hotel comemos no Tikky Cafe, que é bem simples mas tem comida boa, e no Its Good Kitchen, The Hideout, Reform Kafe, tb bem gostoso. Alguns dias comemos nas feirinhas noturnas mesmo.
      - Krabi - ficamos no Centra by Centara Phu Pano e a gente amou! Fica proximo ao centrinho de Ao Nang, é confortavel e tem uma vista lida. Fora o café que é ótimo e fica ao lado da piscina. Recomendo fortemente os restaurantes Jungle Kitchen e o May&Zin. Ambos sao simples (mesmo!), mas a comida é otima. O Jungle precisa marcar hora, de tao cheio que é. Mas assim, tipo vc ta comendo e o gato da familia vem te dar um oi, na mesa do lado fica o bebe brincando..é bem familiar mesmo rsrs. O May&Zin fica numa praça de alimentaçao e o dono é uma figura. Precisamos ficar mais alguns dias em Ao Nang e o Centra nao tinha mais vaga, fomos para o Centara Anda Dhevi Resort and Spa.
      Bom, vamos ao relato.
      Dia  13/11 - chegamos em Bangkok e dividimos um Uber com outro casal brasileiro. Ficou uns 200 bath pra cada casal, e o aeroporto é longe da Kao San, uns 30 km. Descansamos um pouco e fomos conhecer a Kao. Gente, que loucura, nao?? kkkkk A Kao San é uma bagunça e lotadaaaa. Eu particularmente nao curti nao, preferi a Rambutri, que tb é lotada mas é mais bonitinha, entao a noite a gente sempre ia lá. Bom, massagem tem a qq esquina, e façam! 15 reais meia hora é de graça, nao dá pra perder. E é uma delicia. 
      Dia 14/11 - fomos para Ayuthaya de trem. Chegamos cedo na estação, mas nao a tempo de pegar o trem com o ar e com preço bom, só tinha o caro ou o sem ar. Resolvemos ir no simplao sem ar mesmo,  e foi de boa, tem uns ventiladores de teto, a galera vendendo uns petiscos.. Pagamos uns 2 reais e demorou 2h pra chegar. Assim que chegamos compramos a volta pra nao correr o risco de ficar sem.
      La na estação tem varios tuktuk, taxi e etc pra te levar nos templos da cidade. Nós optamos por ir de bike mesmo. Os templos mais importantes ficam depois do riozinho, precisa atravessar de barco (acho que era 5 bht), e logo do outro lado alugamos a bike por 10 reais o dia. Alguns templos precisam pagar, no total gastamos uns 50 reais os dois só de entradas. A cidade é pequena e, como todos os lugares que fomos, não é la mto limpa e é pobre. Levamos umas coisas pra beliscar, nao almoçamos por la. Na volta tomamos um smoothie numa cafeteria bem gostosinha que tem na estação. 
      Detalhe, eu tive a sorte de ter uma infecçao de urina logo que chegamos, tentamos comprar remedio perto do hotel, mas nao rolou. Na estação em Bangkok tem uma farmacia e lá fui eu tentar pedir remedio, procurei no google pra poder mostrar pro pessoal. O senhorzinho que me atendeu falava ingles e disse que tinha um remedio melhor pra minha infecção, e me deu uma cartela de antibiotico, sem receita nem nada. Foi o que me salvou! 

       
      Dia 15/11 - Fomos ao Grand Palace e no Wat Pho, pagamos uns 130 o casal. É um complexo gigante e lindo! Precisa ir de calça e as meninas com ombros cobertos. E dica, vá cedo, mais cedo possivel! Fica muuuuiiiito cheio, dá ate nervoso. Acho que chegamos la umas 9h. Demos sorte de pegar uma cerimonia com monges em um dos templos, foi bem massa. E o buda reclinado? Ele é gigante e lindo! Tive que ir duas vezes por que era tanto glamour que uma visitinha só nao ia dar. Sempre quando viajo demoro pra absorver o volume de coisa que conheço...vcs ficam assim tb? Entao das coisas q gosto mto observo por mais tempo 'internalizar' melhor rsrs   




      Saimos umas 13h, nesse dia iamos embarcar para o Camboja. Saimos do hotel as 16h, nosso voo era as 20h, e quase perdemos . Demoramos mto no transito, 3h! Entao precisa prestar bem atenção com esses horarios, pq o aeroporto é longe e o transito é uma bosta. Enfim, deu td certo e fomos para Siem Reap. 
      Chegando no hotel fomos mto bem recebidos, eles são muito prestativos e falavam bem ingles. Fomos jantar a pé, as ruas pareciam meio de praia, sem asfalto, simples, mto sujo e com mtas animais de rua. É uma país mto judiado
      Comemos na Pub Street, que é uma mini Kao San.    
       
      No outro dia fechamos de fazer o circuito longo com um tuktuk. Acho que foi a melhor opção fazer o longo primeiro, é longo devido a distancia entre um templo e outro, mas sao menores e nao tao famosos. O circuito curto que tem os bam-bam-bans.
      Dia 16/11  - Angkor circuito longo. O Tuktuk nos pegou no hotel e a primeira parada foi na bilhetria do parque, que fica numa galeria, onde inclusive tem uma loja das havainas rsrs. Lá compramos o bilhete que dá acesso a todos os templos de Angkor, e pegamos a opção de 3 dias. Custou 124 dolares o casal (carinho, neh). Nessa galeria tinha um livro guia mto legal do complexo, mas achamos que encontraríamos em outro lugar mais barato e nao compramos, só que nao achamos nunca mais  
      Para entrar nos templos precisa estar com ombros e joelhos cobertos. Tem muita gente vendendo de td, te abordam mto e insistem mto! Tenha paciencia! 
      Mas o peoooorrrr de td é o calor umido, gente! Vc sua, fica grudando e é mto abafado... foda. E como tem mta rua sem asfalto, sobe um pó danado. Perdi 2 blusas brancas. Eu levei belisco e whey pra tomar, fiquei com medo de comer na rua.  


      A noite fomos na feirinha noturna, que é uma gracinha. Pechinche td, de 50 vira 25 rsrsrs. Tem mta prata tb, mas tem que ficar de olho com os 'enrolations'.
      Dia 17/11  - Angkor circuito curto. Esse role fizemos de bike. Foram uns 30 km do total, mas valeu a pena! Andamos pela cidade tranquilo e fizemos o nosso tempo. O circuito curto tem Bayon, Ta Phrom (Tomb Raider) e Angkor Wat. A gente queria ter ido mega cedo no Angkor Wat pra ver o nascer do sol, nao deu, ai chegamos la umas 9h...cara, o que que é aquilo de gente??!! Tem chegar cedo MESMO, pq eh lotado! Bom, entramos e o negócio é gigante! A gente deve ter ficado mais de uma hora la. Tem uns macaquinhos mto fofinhos, e uns turistas babacas que ficavam provocando eles 😡 Adorei esse circuito e achei o Ta Phrom o mais massa. Aquelas arvores gigantes meio cor de prata em cima das construções, surreal. 
      Eu acho teria sido melhor dividir o circuito curto em 2 dias, pq os templos sao grandes e ficou corrido fazer td num dia. Se a gente tivesse dividido esse circuito  em 2 poderia ter curtido melhor. 

       
      Dia  18/11 - Demos umas voltas pela cidade, tomamos chopp na Pub Street - que custaram 0,50 dolares 🍻 - e a tarde seguimos para o Vietnam. Chegamos em Hanoi a noite e na imigração tivemos que passar em duas filas: uma para entregar cartinha que exigem pra gente entrar (consegui com a empresa do passeio em Halong Bay) e a outra pra pegar o visto. É meio burocratico entrar no pais, e eles tem uma carinha invocada, me deu medo kkkkk. Fomos de uber pro hotel e saimos para jantar e trocar dinheiro. La era inverno e tava um tempinho fresco, com garoa. Demos umas voltas pela cidade, compramos um negocio que parecia rolinho primavera de banana num vendedor de rua, e estava uma delicia. Eles tem costume de comer ou no chao, ou em banquetas baixinhas, parecia de criança. 
      Dia 19/11  - Fomos para Halong Bay para fazer o cruzeiro. A praia é ate perto de Hanoi, mas como eles nao tem rodovias, é td por dentro das cidades, demorou demais! Saimos as 8h e chegamos no navio as 12h. Fechamos com a empresa Secret Cuise. Achei o barco legal, comida boa, as atividades extra achei meio zuado, tipo o aula de cozinha e o tai chi. A bacia de Halong Bay é linda, tem umas montanhas incriveis, a agua é linda, mas como tava frio, meio que me arrependi de ter ido. Acho que teria valido mais a pena ter ficado mais tempo em Hanoi e ter conhecido ouras cidade, como Ho Chi Min. Fora que é caro esse cruzeiro, foi uns 900 reais o casal.

      Dia  20/11 - Na parte da manha terminamos o passeio em Halong Bay e a tarde voltamos para Hanoi. Em Hanoi saimos para jantar e fomos na rua Ta Hien. Eh tipo uma vielinha com varios restaurantes com mesas na rua. Ai sentamos num restaurante, fizemos nosso pedido, e começou um agito estranho. Logo me dei conta que era o 'rapa' da comida em Hanoi hahahaha. Nao podem colocar mesa nas ruas, ai qd a policia aparece vira essa bagunça, tipo o rapa da 25 de março mesmo. Rachei de rir, mas é de boa, apenas engraçado. Adorei a comida no Vietnam, e o café é uma delicia, trouxemos um pacotinho pra casa!
      Dia 21/11  - Passamos o dia em Hanoi. Fomos no museu da guerra que, apesar da história triste, vale muito a pena conhecer. Fomos ao museu das mulheres, que é bem legal também. Enfim, andamos pela cidade. Fomos no lago Hoan Kien e entramos no museu que tem la, mas nao vale a pena, achei feio e sem nada, mas o lago é bem bonito.  Almoçamos de novo na Ta Hien, e comprei umas louças pra trazer de presente, tem muita coisa bonita. Adoramos Hanoi, queriamos ter ficado mais um dia la! Achei que nao ia ter nada de mais, e gostamos mto. Nos divertimos com o caos e aquelas milhoes de motos pela cidade, atravessar a rua era o desafio do dia! A noite seguimos para o Laos.


      Chegamos em Luang Prabang a noite e fomos dar uma volta na cidade. Ela é super pequena e charmosinha, na rua principal tem varios restaurantes. Achei as coisas mais caras por la, incluive o visto. Chegamos meio tarde no aerporto e nao tinha nada aberto, ou seja, sem casa de cambio! Fizemso a cagada de dar nota baixa pra pagar o visto e na hora de pagar o taxi tinhamos apenas 100 dolares, ou seja, devolveram na moeda local com uma conversao pessima. 
      Dia  22/11  - Alugamos uma bike e fomos andar. Fomos em alguns templos e conhecemos o bar Utopia. Lá é super zen de manha e a noite um fervo. Almoçamos e tomei uma bebida gelada que ia cafe, oero, banana e canela e amei! Vimos o por do sol do mirante, e obviamente é lotadoooo. A vista é incrível, vale o aperto. A noite fomos na feira noturna e la tinha umas barracas de comida que vc escolhe os produtos e a moça faz na hora. Que delicia! E baratinho, acho que pagamos uns 15 reais no prato. Tinha tb uma panquequinha e umas bolachinhas de coco, comemos um monte. Fora as milhares de coisinhas lindas que eles vendem! Me arrependi de nao ter comprado um guarda-chuva de papel que só vi la, e tb uma pintura em tela dos monges. Sempre fico na duvida de comprar as coisas e me lasco 😥. 


       
      Dia 23/11  - Acordamos suuuper cedo, tipo umas 5h, pra poder ver a ronda das almas. É mto lindo! E como é incrivel a cor das tunicas dos monges! Foi mto legal de ver. E como sempre tinha uns turistas sem noçao que quase enfiavam a camera na cara dos coitados 🤦‍♀️


      Alugamos uma moto e uma bike pra ir nas cachoeiras. Eu nao dirijo moto, mas me aventurei em andar la, elas sao automaticas, deu pra ir de boa, e nao precisa de carta. A bike ficou pro Ederson, nao tive coragem de pedalar entre subidas e descidas uns bons km de ida e volta. Foi mto legal poder ir por conta, pq fomos reparando na paisagem, no dia a dia dos locais, vimos ate uns monges entrando numa casa, acredito eu, pra pegar donativos. Umas 2h depois chegamos nas cachoeiras. Que coisas mais linda aquela agua! E olha que tava nublado! Mas é uma cor de agua mto bonita, valeu a pena conhecer. Fora que no começo do parque tem um espaço onde ficam ursos resgatados, um deles nao tinha a perninha, judiação. Fizemos uma trilha pra ir no Budas Cave, mas nao valeu a pena nao, coloquei um pé na caverna e voltei. 'Deuzolivre' aquela escuridao rsrrss to fora.


      De todos os lugares o Laos foi o mais 'ocidental' que passamos, parece q tem mto europeu vivendo la. Por um lado é bom pq da uma melhorada na higiene e no capricho dos lugares, ajudam a desenvolver o local, inclusive do lado do hotel que fiquei tinha um projeto social onde os turistas ensinam ingles aos locais, achei o maximo. Por outro lado tenho um pouco de receio de perderem a identidade, sabe? Mas por enquanto parece que ta num equilibrio bom, eu adorei conhecer Luang Prabang. 
      Dia 24/11  - De manha demos mais umas voltinhas na cidade e a tarde fomos para Chiang Mai. Andamos um pouco em Chiang Mai e fechamos no hotel para ir ver uma luta de Muai Thai a noite. Pagamos uns 120 por pessoa e as lutas eram das 19h as 23h. Foi legal ver e conhecer, parece ser como o futebol pra nos, mas ficamos na duvida se as lutas foram meeeesmo verdadeiras. 
      VID_20171124_225429.mp4
      Dia 25/11   - De manha fui fazer minha tatoo de bambu com um ex monge. Eu tava um pouco cansada dos dias corridos que tivemos e a tarde ficamos no hotel. Saimos a noite para passear na feira noturna e visitamos o templo prateado.

      Dia  26/11 - Alugamos uma moto e fomos ao zoologico da cidade. Nao sou mto de zoos, mas la tem um PANDA! Amo pandinhas, nao poderia deixar de conhece-lo
      Depois andamos pela cidade meio que sem rumo, pra conhecer os arredores. Nisso passamos numa cidade vizinha que tava tendo festa das lanternas. Achei que fosse aquelas que eles soltam lanterninhas, tudo lindo e ilmuminado #sqn, ja tinha rolado no começo de novembro. Paramos pra conhecer e tava rolando uma dessas feiras noturnas, mas quase sem nenhum turista, só local. Teve apresentação de dança dos locais também, foi bem legal. Comemos varias coisas que nem sei o que eram, eles nao falavam mto bem ingles, a gente pedia na fé mesmo. Teve um doce mto doido que a moça frita uma massa numa chapa, e tinha uns fios de acuçar colorido pra colocar nessa massa e comer. 


      Dia  27/11- Fomos na reserva de elefante no Natural Park. La eles tratam de animais resgatados de circos, de passeios e etc. Foi muuuto legal, passamos o dia la. Demos comida, fizemos um passeio com eles, demos banho e etc. Valeu mto a pena! Pagamos 520 o casal pelo dia. É caro mas vale, gente! 

      Dia 28/11 - Eu fui dar uma volta na cidade e o Ederson fez um curso de culinaria pela manha, ele curtiu bastante! A tarde pegamos o voo para Krabi e, para a nossa alegria, tava chovendo
      A sorte que pegamos um hotel bom e proximo ao centro.
      Dia 29/11  - Acordamos e adivinha, chovendo! Ai que desespero....fez tempo bom a viagem toda, qd chega a tao sonhada praia, chuva! Mas ok, a gente ficou com pensamento positivo que ia passar! Alugamos uma moto e fomos dar uma voltinha na garoa mesmo...qd a chuva deu uma tregua pegamos um barco e fomos para Railay Beach, que fica a uns 10 min de Ao Nang. Chegamos la e começou uma puta chuva. Fomos tomar uma breja pra esperar passar. Breja mega cara, e chuva nao parava...por fim voltamos pra ao nang mesmo e ficamos por la. A noite a chuva parou, fomos ao centrinho e jantamos na Jungle Kitchen.
      Dia 30/11 e 01/02  - Dia nublado e com garoa...aiaiaiia, cade o soooollll! Qd melhorou um pouco  pegamos a moto e fomos pra praia. Saiu um solzinho e fomos novamente para Railay Beach. Chegamos la mas o dia ainda nao tava mto bom...garoava, parava, garoava...nao achei a praia essas coisas - talvez pela chuva - e era cara. Ficamos um pouco e voltamos pra Ao Nang. Parecia que no dia seguinte o tempo estaria melhor, ai fomos atras de um passeio e fechamos um para Hong Island, que parava em algumas praias. 
      Dia 02/12  - Fizemos o passeio para Hong Island. Tava um tempo nublado mas deu pra curtir bem. Só que tava muito cheio. O barco para numas praias mto pequenas e com mta gente...só a ultima que era maior que foi de boa. 

       
      Dia  03/12 - O tempo ainda nao estava legal e resolvemos adiar nossa ida a ko phi phi, pq la as coisas eram um pouco mais caras e os hoteis nao tao bons. Nesse dia fomos para uma praia ao lado de Railay, Phra Nang. Lugar lindo, achei melhor que Railay. Passamos o dia la! Jantamos no May&Zin, acho que foi restaurante mais gostoso que comemos.


       
      Dia 04/12- Fomos para ko phi phi. Aleluia!! De ao Nang pra la da umas 2h, entao pegamos o barco no primeiro horario, as 9h, pra dar temo de chegar e passear a tarde. Nosso hotel ficava perto do pier e da praia. Alugamos um caiaque e fomos na Monkey Beach. Amei essa praia, é cheia de macaquinhos fofos e danados, e dá pra fazer mergulho com snorkel, tem bastante peixe e corais pra ver. Pro dia seguinte fechamos um passeio que saia as 9h e voltava as 20h.

       
      Dia 05/12 - Como a gente queria fazer um passeio particular, aproveitamos esse passeio longo pra definir quais praias iriamos voltar. Foi um passeio bem legal, e deu uma volta na ilha toda, desde Bamboo Island ate Maya Bay. No fim paramos quando ja estava escuro uns 15 minutos pra fazer o mergulho com os planctons, é mto bonitinho, curti fazer. Nosso plano era fazer aquele role de dormir no barco e tals, mas nao conseguimos data, e por fim foi ate bom por causa da chuva. Mas esses minutinhos ja valeram a pena. Chegamos em Maya Bay la pelas 16h, e mare ja tava baixinha, mas era lindo de qq jeito. Pra descer em May Bay precisa pagar uns 40 reais de taxa. Outro lugar lindo que fomos nesse passeio é Bamboo Island e Pileh Lagoon. Conhecemos um casal do Rio e no dia seguinte fechamos um passeio privado com eles. 


      Dia 06/12 - Saimos umas 7h de Ko phi phi e fomos para Maya Bay. Eles falam pra chegar cedo pq lota a praia, que as 9h fica insuportavel e etc, mas eu sinceramente nao achei que ficou tao cheia assim. A gente chegou tao cedo que a mare tava baixa, entao tb na adianta. Pra mim é conversa deles pra poder chegar cedo e fazer outro passeio a tarde, sabe? Chegando em Maya Bay umas 8h acho que ta bom...umas 9, 9:30 a mare ja ta boa e tem mta gente sim, mas pra mim foi ok. Voltamos pra ko phi phi umas 14h e ficamos na praia proxima ao hotel, compramos umas brejas e uns petiscos no 7eleven e ficamos de boa la. 

       
      Dia 7/12 - Infelizmente era o ultimo dia Acordamos cedo, fomos ao mirante e depois ficamos na praia, nosso navio de volta saia as 16h. Adorei conhecer ko phi phi, é bem bonitinha, cheia de restaurantes, bares, festas..pena que é meio largado, acho q ainda sofrem com a devastação do Tsunami de 2004. Mas a praia poderia ser mais limpa, nao tem lata de lixo em nenhum lugar, e tem mto turista porco que larga tudo...isso me deixou meio triste, tanta beleza e pouco cuidado..mas enfim, la é lindo, foi mara e gostaria mto de voltar! Mas ô trem longe, neh!

      Dia 08/12  - Nosso ultimo dia em Bangkok fomos ao shopping ver eletronicos. Nosso hotel ficava perto da estacao de barco, entao fomos de barco msm. Super baratinho e em 20 minutos estavamos la! Tomamos banho no hotel, deixamos nossas malas num quartinho e fomos jantar em Rambutri e fazer as ultimas massagens rsrss
      Nosso voo saiu de madrugada e chegamos no Brasil as 17h do sabado. Eu dormi nas primeiras 8h, mas as outras 12 nao passavam nuncaaaaaa. E chegando no Brasil ainda pegamos um busao pra Ribeirao, mais 5h de viagem! Dá pra colocar as séries e filme em dia, e vai sobrar tempo rsrs
      ]
       
      Dia 09/12 -  Brasil
      Bom, espero ter ajudado, e se eu puder ajudar em mais alguma coisa, estou a disposição
      Aproveitem cada minuto!!! 
      Segue os links me ajudaram a montar meu roteiro:
      http://lalarebelo.com/krabi/
      https://www.umviajante.com.br/tailandia/3509-roteiro-de-um-dia-em-ayutthaya-saindo-de-bangkok
      http://vamosfugir.net.br/2016/07/17/o-que-fazer-em-siem-reap-no-camboja/
      https://www.eduardo-monica.com/new-blog/roteiro-do-que-fazer-em-chiang-mai
      https://www.carpemundi.com.br/o-que-fazer-em-luang-prabang/
      http://www.vounajanela.com/camboja/como-se-locomover-e-quantos-dias-ficar-em-siem-reap/
       
       
       
       
    • Por Abrahao Carla
      Neste vídeo mostro como o trânsito de Bangkok é louco!
       
  • Seja [email protected] ao Mochileiros.com

    Faça parte da maior comunidade de mochileiros e viajantes independentes do Brasil! O cadastro é fácil e rápido! 😉 

×