Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Quem Vive Em kombi motorhome?

Quero conhecer um de verdade.

Pois tenho vontade de transformar uma kombi em casa mais nunca entrei em uma de verdade ou viajei em uma apenas vejo relatos e fotos na internet.

Quero.ter essa experiência, antes de dar esse passo..

Sou solteira e to.disponível para viajar qualquer momento ajudo no.que for preciso :)

Obs: sou Fotógrafa então posso trocar a viagem de um fim de semana ou uma semana ou um mês rs em troca ... ou ajudar wm algo da trip , agente pode trocar idéia aprendo rápido !

Amo viajar ,o mar ..

Estar em qualquer litoral seria top!

 

God Bless😍

PicsArt_11-24-02.37.56.jpg

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • 5 semanas depois...
  • Membros

ola Gabriela , tudo bem ?

 

planejo viajar de kombi 30 dias pela América do sul, irei fazer isso em setembro ou outubro, se tiver interesse podemos negociar. 

para mim sera um previa pois futuramente quero viver sobre rodas, gostei da parte de que vc é fotografa da pra fazer uns post legal.

tiver interesse chama no whatzapp : 49 99937 4435

 

att,

 

Tiago Genevro

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Veja os vídeos do casal Luid Monsores e Stefane Monsores do canal no YouTube chamado "Turismo Pé de Chinelo".

Eles viajaram primeiro de bike da cidade de Vassouras - RJ pelo restante do Sudeste e Sul do BR, até passarem por Paraguai, Uruguai e Argentina.

Hoje eles possuem uma kombihome e todo o processo de construção da kombihome tá lá no canal.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 ano depois...
  • 1 mês depois...
  • Membros

em pensar que meu pai tinha uma kombi antiga com 50mil km e tava estrovando a garagem, vendi apreço de banana... Se arrependimento matasse eu ja tava morto faz tempo.. Hoje em dia kombis antigas sao bem valorizadas....

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 meses depois...
  • 4 semanas depois...
  • 9 meses depois...
  • Membros

Eu já viajo a bastante tempo mas só agora veio o interesse em morar em uma Kombihome ou um veleiro futuramente mais pra frente pois o custo e manutenção de um barco é muito alto então a construção de uma Kombihome se tornou mais viável e quero viajar por todo o Brasil e depois por toda a América e estou me preparando para isso é tem um grupo no Telegram que tem muitos donos de Kombihome e várias dicas de quem está na estrada faz tempo.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Wagner Marques
      Pessoal, que tal em tempos de pandemia poder manter o espírito de aventura sem perder a segurança e tranquilidade em todos os sentidos, inclusive com a saúde ? Alugue o motorhome da Fifty MotorHome:  https://www.fiftymotorhome.com.br e aventure-se !
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Você sonha em viajar, mas não sabe como fazer isso e manter uma renda? Quer mudar de profissão e ter um estilo de vida mais livre? Conheça aqui algumas dicas para se tornar um nômade digital, uma área que cresce cada vez mais entre os sonhadores.
       
      ----------------------------------------
      [ Este post foi editado e parte de seu conteúdo foi removido por violar os Termos do Serviço e Política de Privacidade do Mochileiros.com] em acordo com a LEI Nº 12.965/14.
      Motivo: A imagem não é de autoria do autor do tópico e foi publicada sem os devidos créditos, violando assim os Termos  do Serviço e a Política de Privacidade do Mochileiros.com
      ----------------------------------------
       
      O mundo em que vivemos é incrível, e devemos usar cada oportunidade para explorá-lo.
      Isso pode significar trabalhar das 9 às 5 e viajar nos finais de semana e feriados. Ou talvez, escolhendo o estilo de vida nômade digital e visitando novos lugares todos os dias.
      Se você está interessado na vida de nômade digital, a seguir falaremos sobre 20 habilidades úteis que você pode aprender hoje para começar.
       
      Continue lendo: 20 Habilidades que Você Precisa p/ se Tornar um Nômade Digital
    • Por luisnabuco
      Olá, Mochileiros(as) Programadores,sou novo aqui! 
      Sou estudante Full stack ead  e quero ser nômade digital. Não gostaria de esperar o curso terminar  para começar a mochilar.  Pretendo meter o pé na estrada em dezembro. Podem me dar dicas? 
      HELP ME!
    • Por Malubackpacker
      Olá estou realizando uma pesquisa para elaboração do meu tcc sobre mochileiros que são influenciadores nas mídias sociais. São apenas 15 perguntas! Acessando o LINK você vai direto ao questionário para responder. Agradecemos muito sua contribuição em nosso projeto. No brasil não há um número alto de dados bibliográficos sobre viajar nesse estilo, queremos mudar isso! Nos ajude respondendo :))) ❤️ 
       https://forms.gle/TGsPxUp1v14XMX4X6  
    • Por Birigui
      Fala galera!! Gostaria de relatar uma viagem que eu e uma amiga fizemos pela Tasmania agora em Março de 2020!
      Foi uma viagem de 10 dias com aproximadamente 2.400 Kms percorridos de Campervan (para quem não conhece é um tipo de Motorhome montado no chassi de uma Van).
      No relato vou dar meu roteiro e algumas dicas que para mim funcionou muito bem!
      O roteiro
      Hobart Bruny Island Port Arthur / Eaglehawk Neck / Blow Hole / Devils Kitchen / Remarkable Cave Mount Field National Park Strathgordon / Dam Cradle Mountain National Park(North gate) Stanley / The Nut Penguin / Bakers Beach / Greens Beach Launceston Freycinet National Park Triabunna / Orford Hobart
      Como moro na Australia fiz uma pesquisa de preços nas CIAs aéreas de baixo custo e fechei a passagem com a Tigerair (Gold Coast - Hobart ida e volta AUD$293). A Campervan usei o Site/ APP da Motorhome Republic que é estilo a Skyscanner que checa todas as lojas de locação de Campervan - AUD$ 1,723 para 2 pessoas, já com seguro total e Km livre). 

      Antes de iniciar o relato da viagem gostaria de deixar algumas dicas que fizeram diferença para mim na viagem.
      Dicas:
      As locadoras de campervan tem tipos de seguros diferentes que variam de seguro básico a seguro total. A vantagem do seguro total é que a maioria das locadoras diminuem o bond (que é uma especie de cheque calção que tem no Brasil, onde o valor é debitado do seu cartão de crédito). No meu caso tive que autorizar um débito de AUD$5000 no meu cartão que foi devolvido após 14 dias úteis do retorno da Campervan (já que não tive nenhum problema). Todos os National Parks cobram uma taxa de visitação e ela é cobrada por pessoa. Porém existe um Passe que dá direito a entrar em todos os parques que vale para um automóvel e até 6 passageiros. O passe custa AUD$60 e é válido por 3 meses. Já os tickets individuais custam em média de AUD$ 16 por pessoa. Então se tiver em 2 pessoas e visitar 2 parques o Pass vale bem mais a pena. site para emitir o Park Pass - https://passes.parks.tas.gov.au/ Para comer eu fazia uma pesquisa em Tavern pelo caminho e dava prioridade para comer neste lugares já que o preço normalmente é bem melhor que restaurantes e os pratos são bem servidos e saborosos. Em média eu pagava AUD$20 a AUD$25 por prato. Muita atenção com o horário de funcionamento de restaurantes, camperpaks, etc., porque os lugares fecham bem cedo para quem está acostumado com as coisas no Brasil. Restaurantes fechavam por volta das 20:00 hs. Camperparks também costumam fechar cedo então se quiserem dormir nos Camperparks é bom ligar antes das 16:00 hrs para reservar (alguns aceitam self-check-in). Existem vários camperparks free porém sem nenhuma estrutura (banheiro, cozinha, etc.) e normalmente estes camperparks ficam nos parks ou na estrada. Para usar o GPS do telefone eu sugiro um APP que possa utilizar o mapa Offline como o Sygic ou para aqueles que quiserem usar o mapa do Google eu sugiro pegar um chip telefônico da Telstra que é a principal operadora de celular da Australia e que me deixava com sinal praticamente 95% do tempo. Os APP para procurar locais para passar a noite com a Campervan (Free ou pago) eu usava o CamperMate ou o Motorhome Republic Trave. Quando for programar a rota e o sentido de como irá fazer o trajeto, indico fazer no sentido horário. Isto porque quando você estiver descendo do Norte para o Sul pela costa você estará de frente para o mar, o que te dá a oportunidade de ver várias paisagens lindas. As estradas tem uma pavimentação perfeita porém são bem estreitas e com muitas curvas, subidas e descidas. As velocidades não são altas o que acaba tornando a locomoção um pouco mais lenta. Tomar muito cuidado ao dirigir ao amanhecer, anoitecer e a noite. Isto porque são os horários que muitos animais vem para perto das estradas se alimentar e com isto o risco de atropelar os bichinhos é muito grande (infelizmente você vê muitos mortos pelo caminho). Levar capa de chuva ou roupa a prova d'água porque o clima na Tasmania muda muito rápido e chove bastante pela região. Entre um lugar e outro, é possível parar em vários pequenos lugares e lookouts que são indicados na estrada e não estavam no roteiro.   Agora vamos para a parte que realmente importa que é a viagem.
      1° dia - Hobart
      CDB - Centro da cidade Porto Wellington Park Cheguei por volta das 15:00 hrs horário local e fui direto pegar a Campervan. As empresas de Campervan ficam ao arredor do aeroporto e a que eu loquei não disponibilizava o serviço de pegar o cliente no aeroporto. Por isto, tive que pegar um Taxi até o local que ficava aproximadamente 5 Km de distancia e paguei AUD$ 16.
      Na locadora fiz todo o procedimento e já fui direto para o Camperpark que já havia reservado e ficava bem próximo do aeroporto para fazer o check in e em seguida já fui para o centro de Hobart que fica a 20 Km do aeroporto.
      Estacionei e dei uma volta pela área do Porto e CBD (CBD é como é chamado o centro das cidades). Aproveitei e já parei em um restaurante para almoçar porque já era umas 17:00 hrs.
      Após o almoço resolvi passar no mercado para fazer umas compras e abastecer a Campervan com comida, bebida e água potável.
      Do mercado resolvi subir para o Mount Wellington para ver a cidade de cima! 
      2° dia - Port Arthur 
      Seven Miles Beach Eaglehank Neck Blow Hole Devil Kitchen Port Arthur Historic Site Remarkable Cave Acordei cedo tomei meu café da manha na Campervan e fui caminhando até a Seven Miles Beach já que ficava muito próximo do Camperpark.
      Fiquei um tempo na praia apenas contemplando porque estava frio e chuviscando.
      No caminho para o Port Arthur fui parando em alguns pontos para tirar fotos e conhecer (Eaglehank Neck, Blow Hole, Devil Kitchen).
      De lá já peguei a estrada em direção a Port Arthur Historic Site que é onde tudo começou aqui na Australia. Era o presidio que a Inglaterra enviava os presos para cumprir suas penas que variavam de anos à perpétua (perpétua - porque o preso não poderia mais voltar para a Inglaterra).
      O ticket para entrar no Site é AUD$40 que dá direito a uma visita guiada de 40 min e um passeio de barco pela baia.
      E por ultimo parei no Remarkable Cave.
      3° dia - Bruny Island
      Salamanca Market - feirinha que só ocorre todos os Sábados das 8:00 as 15:00 hrs em Hobart Acordei cedo para pegar o inicio da feira. É uma feirinha com muitas barraquinhas de produtos variados (comida, artesanatos, bebidas, etc). 
      Depois de 2 horas de feira, peguei a estrada sentido Bruny Island. Para chegar na ilha tem que pegar um ferry que custa AUD$ 60 (ida e volta) para carros acima de 6m.
      Chegando na ilha peguei a direção do farol parando no The Neck lookout onde você consegue ver o mar dos dois lados.
      De lá fui para a Lighthouse que tem uma vista muito bonita na extremidade da ilha.
      Iria fazer um outro tracking mas tive um pequeno problema com o freio de mão da minha Campervan o que me consumiu um tempo precioso e tive que desistir e retornar para o continente.
      4° dia - Mount Field
      Trilhas Strathgordon / Gordon Dam Como fui direto da Bruny Island para Mount Field consegui dormir no camping que tem dentro do park nacional o que me economizou tempo para as trilhas do dia seguinte.
      Ao acordar fui pegar informação no centro turístico do park para definir quais trilhas iria fazer e decidi por uma que leva em média 3 horas ida e volta.
      Depois das trilhas peguei o carro em direção ao Gordon Dam que é uma barragem de uma usina hidrelétrica de 1974.

      5° dia - Cradle Mountain 
      Dormi em um Camping Park a 2 km da entrada do parque nacional o que foi muito bom para ganhar tempo de deslocamento.
      No parque visitei o centro turístico para definir qual trilha fazer e acabei fazendo duas delas.
      O legal neste parque que você deixa o carro no centro turístico e pega o ônibus do park que te deixa no inicio de cada trilha.
      Neste park é fácil ver alguns animais peculiares da Australia como os Wallabes (que são os cangurus menores) e o Wombat.

      6° dia - The Nut
      The Nut Stanley Penguin Brakes Beach Greens Beach Iniciei o dia visitando The Nut. É um park nacional que fica em cima de uma grande rocha que tem acesso ou por trilha ou por teleférico e que dá uma visão bem bonita do mar.
      A cidadezinha de Stanley é bem pitoresca e nela foi filmado o "The Light Between Oceans".
      Novamente na estrada fui sentindo Penguin que é uma cidade que tem varias estatuas e desenhos de pinguins (nada alem disto....mas é bem engraçado).
      Não demorei muito na cidade e já fui em direção as duas praias que queria visitar. Nesta duas praias tem vários pontos para fotos e algumas trilhas.
      7° dia - Launceston
      Cataract Gorge St Helens Launceston é a segunda maior cidade da Tasmania com um CBD com muitos prédios históricos que vale a visita.
      Do CBD fui para o Cataract Gorge Park fazer algumas trilhas e ver uma hidrelétrica de 1895.

      Após o park peguei a estrada para St Helens onde visitei alguns dunas de areia e suas praias.
      8° dia - Freycinet National Park
      Bay of Fire Binalong Freycinet Bay of fire é uma baia de aproximadamente 25 milhas que ganhou este nome porque os colonizadores Ingleses viam, à noite, as fogueiras feitas pelos Aborigines.
      Também nesta região as pedras tem uma coloração alaranjada devido a simbiose entre um fungo e uma alga.

      Saindo de Binalong fui para Freycinet, que dentro de todos os parks visitados, é o que tem uma estrutura maior com restaurante e camperpaks.
      Passei no centro turístico para pegar informações das trilhas e acabei fazendo 3 delas (Wineglass Bay, Honeymoon e Cape Tourville).
      9° dia - Hobart
      Triabunna Orford Triabunna e Orford tem saídas para o park nacional Maria Island. Não tive tempo para fazer este passeio já que além do tempo do ferry as trilhas são grande e não entra carro na ilha. Apenas dei uma volta nas cidades e peguei o caminho de volta para Hobart.
      Em Hobart visitei o Tasmanian Museum and Art Gallery que tem entrada free. Subi novamente no Wellington Mount e por fim dei uma volta no porto.
      10° dia - Gold Coast
      No 10° dia apenas devolvi a Campervan e retornei para casa.
       
      Espero poder ajudar o pessoal que está montando seus roteiros de viagem.
      Nos vemos na minha próxima viagem.
       
       
×
×
  • Criar Novo...