Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

lojudice

A farsa de Fernando de Noronha

Posts Recomendados

Hola,

 

Caminè y nadè en Noronha, y las bellezas son increìbles,

el gasto fue reducido: comprè el pasaje con milhas y me alojè en casa de moradores,

fue difìcil para mì:

el tema de los carros: circulan 600 en un espacio reducido

Las viviendas tienen mucho cemento, jardines sòlo las posadas de altos precios, adoran el aire acondicionado.

 

 

Positivo: la abundancia de vida marina, las palestras, la visual increìble, la posibilidad de llegar a todos los locales caminando, las cabalgatas. los guìas maravillosos, tanto en Atalaia como en praia sudeste.

 

Sigo viajando y hasta la fecha no he encontrado paraiso como el lado agreste de la isla grande (donde no hay un solo carro) y donde las trilhas pràcticamente desiertas esperan a los caminantes aventureros.

Compartilhar este post


Link para o post

rlciq,

 

Concordo que a Bolívia é f*! Fui pro deserto de Uyuni e pirei com minha câmera por lá. Porém, o lugar mais bonito que eu já vi na vida (a laguna colorada) fazia um vento tão desgraçado que nem eu conseguia quase parar em pé por lá, fora o frio e a areia no olho. Ou seja, foi lindo de ver, mas as fotos ficaram pra lá de meia boca, rsrsrs. Ainda não conheço Ushuaia, mas Puerto Madryn, outro paraíso para fotógrafos, também venta que é uma barbaridade. Não há tripé que pare em pé por ali! O céu cinzento de quando estive lá também não colaborou.

 

Em Noronha você escolhe o ângulo com tranquilidade, instala o tripé, espera a melhor luz e faz 70 mil fotos pra escolher uma sem o menor problema, tudo isso embaixo de uma sombra, olhando pro mar e curtindo um calorzinho gostoso. Tudo é muito mais fácil! Eu falei sobre o buggy pq pode realmente ser útil se o seu objetivo é realmente se divertir com a câmera. Imagine a seguinte situação: você anda 10km sob um sol infernal pra fazer o pôr do sol em um determinado local e quando chega lá percebe que a foto mais legal seria em outro ponto distante. Lá se foi sua foto. Por mais que a ilha não seja grande, alugar o buggy por um ou dois dias pode gerar uma grande economia de tempo. E em Noronha a frase "tempo é dinheiro" vale mais do que na Av. Paulista, porque quanto mais tempo por lá mais cara a viagem, rs.

 

Abs

Lojudice

Compartilhar este post


Link para o post

Cara, não acredito no "elitismo às avessas" que eu li no primeiro post. Obvio que não li o tópico inteiro, depois quando tiver uma brecha de tempo maior volto pra ler e comentar...

Primeiramente, defendo seu direito de achar isso e expor, porém, achei um ponto de vista contestável, e espero que assim como defendo e respeito o seu, espero ter o mesmo respeito e debater com educação, caso vc gaste seu tempo pra "rebater".

 

Vamos lá, começando pelo seu final: "È lindo mas é chato". Será que o chato não é vc?

Por que acha que só mochileiros roots e pessoas abaixo de 60 anos (como vc mesmo citou) podem viajar pra ilha, e aproveitar do jeito que vc aproveita?

Claro, estou ignorando seus comentários sobre sujeira na Ilha.Isso é questão de educação, e independentemente de ser na Baia do Sancho, ou na praia mais poluída da Baia de Guanabara, é errado deixar lixo em qualquer lugar.

 

É um destino caro porque é um local lindo (consequentemente, muito procurado), e precisa de uma passagem aérea "exclusiva", e manter um infraestrutura no meio do Atlantico, a 300km de distancia da capital mais próxima, vc acha que é barato?

Pousadas, algumas caras e algumas baratas, como todo ponto turistico.

Não é caro pq dá status, é caro pq é dicifil de se manter. Não adianta viver em mundo de conto de fadas e achar q comida e infraestrutura aparecem lá do nada, q avião vai voar abastecido de água, e q as empresas aéreas vão levar os outros por filantropia. Tem custo. Custo que é repassado pro turista; isso é obvio e super natural. E é um ciclo, tudo fica caro, começa a elitizar o turismo, turismo elitizado, começa a cobrar mais conforto do que um quartinho na casa de alguem, com uma cama desconfortável e etc. Não vejo nada de errado nisso.

 

Eu sou um turista CVC como vcs chamam mesmo. Não tenho disposição pra trilhas enormes, e não quero passar sufoco para conhecer paisagens deslumbrantes. Porém, conheci Noronha. Vc tem algo contra?

Aluguei carro, qual é o problema? Quando os mochileiros voltam pras suas cidades, algumas vezes, grandes, por acaso não fazem uso de um carro? Ou são hipocrtias o suficiente pra falarem que não usam carro, só andam de bicicleta e têm uma vida completamente sustentável e verde?

Não foi a primeira vez que mergulhei, mas não tenho o habito.. Isso te atrapalha em que? Não tenho o direito? Por acaso se vc fosse "prefeito da ilha" vc ia cobrar horas de mergulho pra só mochileiros como vc ou mergulhadores profissionais pudessem mergulhar? Com base em que vc discrimina quem aluga um carro pq não ta afim de suar em bicas para passear?

Outro ponto, impressionar namorada/esposa/noiva/peguete ? Cara, com que propriedade vc julga os casais que vão pra lá? Quem é vc pra dizer se o cara quer impressionar a esposa, ou simplesmente está curtindo umas férias merecidas, depois de um ano de trabalho duro, com quem ama, e está curtindo dias maravilhosos de descanso num lugar paradisíaco?

 

Gente boçal, mal educada e fanfarrona tem em qualquer lugar, e Noronha INFELIZMENTE não está livre. Não é pq pagam caro que as pessoas se acham no direito de sujar... Isso é de berço, independe da condição financeira. Não acho justo formar uma opinião generalista de turista não-mochileiro tendo como base uma meia dúzia de mal educado que joga lixo na praia. Isso eu to 200% ao seu lado, acho ridículo. Fazendo um paralelo, é como se eu julgasse mochileiro como vagabundo e hippie maconheiro.. vc ia gostar? Vc é isso? Acho que não né.

 

Cara, embora esse post seja direcionado pra vc, não é nada pessoal.. mas sério, achei completamente elitista (não no sentido de dinheiro) seu ponto de vista.

Compartilhar este post


Link para o post

rodmend,

 

Honestamente já estou meio sem paciência pra esse tópico. Não imaginava que iria repercutir tanto e por vários anos depois. Mas como você quase foi educado acho que devo contrapor alguns de seus argumentos:

 

De fato os preços em Noronha são regidos, como em qualquer parte do planeta, pela oferta e demanda. Só que algumas políticas totalmente equivocadas do governo influíram consideravelmente na "oferta". Se é para deixar os nativos arrendar as pousadas para grandes grupos, então porque não se libera logo de uma vez a entrada de hotéis na ilha e deixa que essa concorrência abaixe o preço sem o intermediário?

 

Também jamais disse que a ilha tem que ser reservada para qualquer tipo de turista, mas acho que qualquer um que esteja lá tem que ter um mínimo de consciência para preservar um ecosistema que é muito frágil. E não foi isso que eu vi por lá. O que eu vi foram pessoas muito mais interessadas em voltar pra casa dizendo que foram pra Noronha. Talvez você tenha tido uma experiência diferente. Como eu frisei no primeiro tópico, essa foi a sensação que tive lá. Citei o turista farofeiro, porque esse é o primeiro a se zangar quando qualquer um lhe impõe limites em seu comportamento que não deveria ser aceito em qualquer praia, muito menos por lá.

 

O ecosistema de Noronha claramente não permite que qualquer um se comporte por lá como se comporta em sua casa, porque lá há limites para abastecimento de água, acúmulo de lixo, barulho, etc... não é porque todo mundo anda de carro em sua cidade natal que precisa de um landrover para andar 100m na ilha.

Compartilhar este post


Link para o post
Mas como você quase foi educado

 

Obrigado pela consideração.

No mais, não houve contraposição à praticamente nada, né...

Compartilhar este post


Link para o post

Rodmend,

 

Nas 2 vezes em que estive em Noronha (1994 e 2010) tive uma impressão muito diferente da do Lojudice. Porem, acho este topico muito importante, pois abre espaco para um outro olhar sobre a ilha. Reli o topico inicial e em nenhum momento vi elitismo, as avessas ou nao. O texto inicial, na minha leitura, é uma opiniao pessoal visando alertar outros viajantes independentes sobre o que o autor percebeu de sua experiencia de viagem. Cabe a cada um, avaliando as diversas dicas e opinioes sobre cada local, decidir se deseja conhece-lo. Esse é o papel de um site como o Mochileiros.com, ajudar no planejamento de viagem dos viajantes independentes, que evitam intermediarios, procuram conhecer cada local além do pontos tradicionais e fogem de programas em que o guia quer definir o que fazer e quanto tempo ficar em cada local.

 

No caso especifico de Noronha, as grandes operadoras dificultam a viagem independente. Um bom exemplo que nem todos sabem sao as pousadas domiciliares. A maioria tem parte ou todos os seus aptos reservados para essas operadoras. Recebem muito menos do que o valor pago pelo turista, mas tem uma renda fixa. Ou seja, os moradores nao sao mais os verdadeiros donos das pousadas, mas gerentes remunerados que devem fazer as coisas de acordo com as determinacoes da operadora. Neste site temos varias dicas de pousadas independentes, que nao aceitam essa regra. Desta forma o viajante independente consegue pagar menos e usufruir do mesmo conforto. E o dono da pousada é melhor remunerado. O mesmo acontece com as dicas de passeios, transporte e restaurante.

 

Eu nao me senti explorado em Noronha. Percebi turismo predatorio, mas consegui manter certa distancia. Talvez tenha tido mais sorte do que o Lojudice e outros que tiveram a mesma impressao dele. Certamente as dicas dos Mochileiros.com me ajudaram muito. Por outro lado, acabo de chegar de uma viagem e me senti explorado em Mangue Seco (BA). No topico especifico no Mochileiros.com colocarei minhas impressoes e alertas para outros viajantes independentes.

 

Abracos e Boas Trips

Compartilhar este post


Link para o post

Netuno,

 

São comentários como o seu que me fazem voltar sempre ao Mochileiros. A discordância só eleva o nível do site. Porém para discordar, primeiro é necessário saber ler e entender o que está escrito antes de sair ofendendo, mas nos dias de hoje isso é cada vez mais difícil de se ver. Já repeti várias vezes por aqui que isso se trata da visão que eu tive. Com certeza, outros como você podem ter tido uma experiência diferente. Mas achei que seria legal contar o que eu achei porque até então só lia "oba oba" sobre Noronha.

 

E o mais engraçado é que fiz uma viagem ótima pra Mangue Seco há alguns anos... paz e tranquilidade total! rsrs

 

Abs

Lojudice

Compartilhar este post


Link para o post
Mas como você quase foi educado

 

Obrigado pela consideração.

No mais, não houve contraposição à praticamente nada, né...

 

Eu até comecei a escrever, mas deu preguiça.

Compartilhar este post


Link para o post
Mas como você quase foi educado

 

Obrigado pela consideração.

No mais, não houve contraposição à praticamente nada, né...

 

Eu até comecei a escrever, mas deu preguiça.

 

Que bom hein, dessa vez não perdeu a oportunidade de guardar seu ponto de vista egoista! Tá evoluindo...

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.



×
×
  • Criar Novo...