Ir para conteúdo

Expedição Fotográfica à Patagônia Chilena e Argentina de 05 a 27 janeiro 2011.


Posts Recomendados

  • Colaboradores

Expedição Fotográfica à Patagônia Chilena e Argentina – 05/01 a 27/01/11

 

 

Mais uma vez com a ajuda de muitos amigos aqui do site Mochileiros programei minha viagem à Patagonia e agradeço a todos pela boa vontade em tirar minhas duvidas para elaborar meu roteiro.

Diferentemente do Relato anterior , onde priorizei postar minhas impressões da trip, neste relato, vou dividir em 3 partes distintas:

01- Ficha técnica (com preços de hospedagens, passeios, transporte, etc) –

02- Impressoes pessoais da trip

03- Fotos

 

Roteiro:

05/01- Saída de Vitoria-ES as 13:40, chegada em Punta Arenas às 2h da manhã.

06/01- Punta Arenas – Zona Franca

07/01- Ida para Ushuaia

08/01- Canal Beagle e Museu Presidio

09/01- Trekking Parque Terra do Fogo -

10/01- Manha livre – Ida avião para El Calafate as 19h

11/01- Comprar Big Ice – passagens e Perito Moreno Passarelas (à tarde)

12/01- Trekking Big Ice

13/01- Ida para El Chalten as 8h – Trekking Laguna Torre à tarde

14/01- Ida Laguna Del Desierto (passeio barco) e Trekking Glaciar Huemul

15/01- Trekking Laguna de Los Tres

16/01- Trekkig Chorillo – Mirador de los Condores e Mirador de las Águias

17/01- Volta para El Calafate.

18/01- Dia off – Deveria ir para P. Natales – Com o paro no Chile – fronteira fechada

19/01-Fim do paro – Ida as 8:30 para Puerto Natales

20/01- Inicio circuito “W” – Chegada a Paine Grande as 13h e Trekking ida e volta ate Glaciar Grey

21/01- Trekking Paine Grande x Italianos x Vale Frances x Refugio Cuernos

22/01- Trekking Cuernos x Torre Central

23/01- Ida para Laguna Amarga (fim trekking – sem Mirador Torres)

24/01- Ida Fantastico Sur e ida para Punta Arenas

25/01- Zona Franca - OFF

26/01- Dia OFF – Esperando vôo às 22 h

27/01- Chegada em Vitoria às 18:45

 

PUNTA ARENAS:

Transfer Aeroporto x Hotel = 3000 pesos

Hostel Independencia = 6000 diária

Bus para Ushuaia = 30.000

 

USHUAIA:

Hostel Free Style = AR$ 70 x 3 = 210

Canal Beagle = AR$ 189

Museu (Carteira Estudante) AR$ 35

Entrada Parque Terra do Fogo = AR$ 65

Tx embarque para El Calafate = AR$ 28

 

EL CALAFATE:

Van Aeroporto = AR$ 33

Hostel Glaciar Libertador AR$ 60 x 3 = 180

Bus para Perito Moreno = 100 (ida e volta)

Entrada Perito Moreno (primeiro dia) AR$ 70

Big Ice – AR$ 720

Entrada Perito Morenos (segundo dia) AR$ 70

Bus para El Chalten AR$ 75

 

EL CHALTEN

Hospedagem Pioneiros Del Vale AR$ 55 x 4 = AR$ 220(promoção Caltur 4 noites + bus)

Entrada Glaciar Huelmul= AR$ 18

 

EL CALAFATE:

Hostel Glaciar Libertador AR$ 60 x 2 = 120

Bus para Puerto Natales = AR$ 80

 

PUERTO NATALES:

Hospedagem Hostel patagônia Adventure 8000 (1 noite)

Bus para Torres Del Paine = 12.000

 

TORRES DEL PAINE

Hospedagem Refugio Paine Grande + jantar = U$ 61 (dólares)

Hospedagem Refugio Cuernos + jantar = U$ 56

Hospedagem Refugio Torres Central + jantar = U$ 60

Entrada parque= 15.000

Transfer Torres Central a Laguna Amarga = 2.500

 

PUERTO NATALES:

Hospedagem Hostel Patagonia Adventure = 8000

Bus para Punta Arenas = 4000

 

PUNTA ARENAS:

Hospedagem Hostel Fitz Roy = 8000 1 noite

Hospedagem B&B = Cortesia

Taxi para aeroporto = 6000

 

 

Gastos com alimentação não computei mas uma media de R$ 40,00 por dia (sempre fazia as refeições em restaurante e reforçava o café da manha com alguma compra de supermercado)

Total: R$ 900,00

 

A VIAGEM:

 

Meu vôo de Vitoria, saiu no horário previsto, no RJ atrasou por uma hora o que refletiu na minha conexão em Santiago, que por muito pouco não perdi o ultimo vôo para Punta Arenas, mas deu tudo certo e foi o tempo de embarcar.

 

Cheguei em Punta Arenas às 2:55 da manhã. A primeira impressão me agradou, aeroporto pequeno, mas novo, bem cuidado!!! De imediato contratei o serviço de van até o Hostel previamente reservado.

 

Ao sair do Aeroporto , percebi que estava muito frio e o vento aumentava esta sensação. Apesar de estarmos no verão, não dá pra menosprezar o frio na Patagonia...

 

No percurso ate o Hostel, fomos margeando o Estreito de Magalhães. Fiquei observando o horizonte. Apesar do horário (3 horas da manhã), se via no horizonte uma parte bem clara no céu sem nenhuma nuvem, denotando que o sol, não devia estar muito longe. Ali me dei conta de que esta realmente seria diferente de todas as outras...

 

O Hostel Independencia é bem caidinho, mas o atendimento pelo proprietário, Eduardo, é muito simpático e cordial,mesmo assim, quando retornei a P. Arenas para pegar vôo para o Brasil, preferi escolher outro.

 

Tinha uma espectativa grande em relação a Zona Franca, fiquei decepcionado, os preços de eletrônicos, bem mais caros que no Brasil, roupas técnicas inexistiam, tênis pareciam todos falsificados e de marca desconhecida... enfim, não vale a pena deixar para comprar as coisas por lá, talvez produtos de camping, estes como eu não tinha uma base de preços não posso opinar.

 

Dia seguinte ida para Ushuaia. Escolhi ir de ônibus para apreciar melhor a paisagem e cruzar o Estreito de Magalhães. A viagem durou 10 horas e não achei cansativa, ainda estava no inicio da minha viagem...

 

Em Ushuaia, fiquei no Free Style, hostel muito bacana, instalações novas, um andar inteiro para convivência com uma super vista... mas achei as pessoas menos receptivas, cada um no seu Notebook, livro ou xícara de café, abrindo pouco espaço para novas amizades.

 

O primeiro passeio foi ao Canal de Beagle, achei bastante turístico, mas necessário, já que Ushuaia realmente não te oferece muitas opções... Você tiras fotos de leões marinhos, pingüins e uma outra ave bem parecida com pingüim que frequentemente as pessoas as confundem. O odor não e muito agradável, quando o barco chegar perto destas ilhas povoadas pelos bichos patagônicos...

 

A tarde fiz a visita guiada ao Museu do Presidio, recomendo fazer a guiada, é muito interessante conhecer um pouco da historia daquele lugar tão remoto...

 

O primeiro trekking foi ao Parque Tierra Del Fuego. Fui de van logo cedo e fiz o Sendero Costero.

Caminhei o dia inteiro, paisagens muito lindas iam descortinando a sua frente e era impossivel não parar para sacar umas fotos. Fiz todo o percurso com uma garota de Shangai que conheci, fomos tentando manter um certo dialogo, apesar de os dois terem um inglês bem fraquinho...

Terminei o trekking por volta das 17 h, achei um pouco cansativo, mas compensou todo o esforço!!!

 

Cheguei em El Calafate as 20h. Senti outro astral no Hostel. No meu quarto conheci Rebeca (americana), Daniel (Colombia), Bill (Suecia) e mais 3 chicas de Santiago. Logo estávamos todos conversando e combinamos de sair. Foi muito divertido, galera animada, muitas cervejas, quando o bar fechou compramos mais algumas e fomos beber no Hostel, já que não rua por lá é proibido beber. Ficamos ate alta madrugada num papo divertido.

Dia seguinte fechei o Big Ice e fiz um passeio as passarelas do Perito Moreno. Uau!!! O que é aquilo meu!!! Impressiona tanta beleza. Não me arrependi de ter reservado umas 5 horas só para apreciar aqueles glaciares, tirar muitas fotos e presenciar muitas rupturas de gelo, fazendo um barulho que mais parecia um trovão e formando muitos icebergs.

Também neste dia conheci Paula e Cristina de Buenos Aires, passamos a tarde toda passeando pelas passarelas, hora subindo ao Restaurante para tomar um café com alfajores. Depois voltei a reencontra-las em El Chalten no mesmo Hostel... essas coincidências de viagem...

 

Dia seguinte o tão esperado Big Ice. O ônibus da Hielo e Aventura foi lotado, 45 pessaos fariam o BIG ICE naquele dia!!!

Ao chegarmos na cabana, já próximo ao Glaciar, fomos divididos em grupos menores para Receber as instruções. O meu grupo foi formado somente por brasileiros e portugueses. Ao todo 12 pessoas.

Estava apreensivo com este Trekking, com medo de não conseguir fazer e assim atrapalhar todo o grupo.

Achei muito tranqüilo, ate abaixo da minha espectativa, não foi cansativo, apesar de termos caminhado 15 km no total, sendo 4 h sobre o gelo. Esperava ver muitas lagunas azuis, grutas no gelo, mas o guia nos explicou que dependo da época do ano... segundo ele é mais comum em novembro... vai saber... se fosse hoje faria o trekking em El Chalten no Viedma com certeza, mais barato com pequenas escaladas no gelo!!!

 

Cheguei em El Chalten pela manhã e logo após o almoço fiz o Treking Laguna Torre. Achei bem fácil, mas o visual que você encontra no final não achei dos mais bonitos. Estava um pouco nublado, a Laguna de água coloração cinza... Conheci Cristofer, alemão que esta estudando em Buenos Aires, conseguimos fazer todo o percurso no mesmo ritmo, e estavamos no mesmo Hostel.

 

No outro dia, resolvi fazer algo mais light. Fiz o tour a Laguna Del Desierto. É um passeio de barco de 1:30m, bem legal, La mesmo fiz o treking ate o Glaciar Huemul, fica numa área particular e você tem que pagar AR$ 18. Vale muito a pena, a Laguna La no todo é linda, uma coloração incrível e ainda tem a vista de cima do lago Del dieserto, imenso, de cor muiito verde. Lindo!!!!

 

Dia 15 era o mais puxado, estava com uma expectativa, pois a subida final é realmente muito vertical. Seguindo dicas aqui do Mochileiros, fui até a Hosteria Pilar e iniciei o Trekking.

Foi o dia todo de muita caminhada, ate Poincenot, depois subir todo aquele Sendero de muita pedra, o cansaço bateu forte. A recompensa foi grande. Chegar ao topo e poder apreciar Laguna de Los Tres com o Glaciar ao fundo, andar um pouco mais e ver a Laguna Sucia e o Fitz Roy ao fundo, realmente não tem preço. A paisagem é única e vale todo o esforço gasto ate aquele momento!!!!!

Na volta, ainda conheci a Laguna Capri. Cheguei bastante cansado aquele dia ao Hostel, so queria um bom banho e descansar...

 

No ultimo daí em El Chalten, fui conhecer a Cachoeira Chorillo Del Salto e também o Mirador de los Condores (vista da cidade ) e também o Mirador de las Águias, este sim, muito lindo, se tem uma vista panoramica do Lago Argentino....... e de todo o maciço do Fitz Roy.

 

De volta a Calafate, grande espectativa para atravessar a fronteira para o Chile. Os protestos pelo aumento do preço do gás já aconteciam a quase uma semana e ainda estava indefinido. Tive que ficar esperando na cidade, sem alternativas de passeios legais. Por sorte no dia seguinte, chegou-se a um acordo e fui no primeiro ônibus para Puerto Natales, assim que foi aberta a fronteira. Vale relembrar de fato semelhante, quando, ano passado eu estava no Chile em San Pedro Atacama e a fronteira com a Bolivia fechada por conta de um paro em Potosi e Oruro... Felizmente nos dois casos acabou não prejudicando a viagem, grande coincidencia...

 

Torres Del Paine seria o ponto alto da trip. Muita espectativa para este trekking.

Logo cedo o bus nos pegou no Hostel e as 11h já estávamos no cais para o catamarã. Fui o único a segui ate Salto Grande. Muito legal esta cachoeira e o tempo foi suficiente para registrar umas fotos de lá antes de seguir para Paine Grande.

 

Chegamos em Paine Grande e agilizei meu check in no Refugio, saindo logo para o trekking ate Glaciar Grey, teria 22 km pela frente e já eram 13h.

 

Durante o percurso, muitas paisagens maravilhosas, mas ao chega ao mirador Grey começou uma chuva fraca, que logo foi aumentando, resolvi voltar... cheguei todo molhado no Refugio e a chuva não deu uma trégua ate o dia seguinte choveu direto...

 

Este Refugio mais parece um Hotel. Muito Grande e bonito, o jantar foi ótimo, serviram um ceviche de mariscos delicioso!!! A noite durante o jantar, reencontrei Eduardo, venezuelano, que também estava viajando sozinho, e havia feito o passeio ate a Antartica de 9 dias, mostou as fotos de lá, impressionante!!

Fomos tomar umas cervejas no bar e conversar um pouco, estava ainda claro o dia e já eram 22h, essa Patagonia...

 

Dia seguinte seria o mais puxado de todos. Saí cedo e com chuva de Paine Grande ate Italianos, deixei minha mochila cargueira e segui apenas com a de ataque ate o Campamento Britanico.

Percurso dificil de muita pedra, ora chovendo, pensei em desistir por algumas vezes. Na volta ainda tive uma boa caminhada ate Cuernos!!! Uau, que dia!!!

 

Quando cheguei ao Refúgio em Cuernos, pediram que deixasse minha bota na entrada. Achei estranho, mas percebi que todos faziam isto. Deixei minhas botas por La, entrei, fui tomar um banho. Quando voltei pra tirar umas fotos, tinha apenas um PE direito e um PE esquerdo tamanho 40 (o meu é 44). De imediato, falei com a recepção que me tranqüilizou, dizendo que no dia seguinte a pessoa que havia se enganado, iria perceber o equivoco e faria a troca. Fui dormir preocupado, não tinha outro calçado... NO outro dia cedo, fui observando as pessoas se preparando e saindo do Refúgio e minha bota nada... Fale com a recepção que eles teriam que resolver aquele problema já que ao chegar deixei a bota sob a responsabilidade do Refugio. Ele tentou se esquivar e depois de muito reclamar, a solução que me propuseram era que ele cortaria a frente da bota 40 para servir no meu pé e me dar condições de seguir meu treking. Fiz isto. Caminhei 11 Km ate Torre Central, pé (esquerdo)molhado pela chuva, desconforto pelo tamanho da bota, enfim, o maior perrengue!!!

 

Cheguei logo querendo falar com o gerente, depois de muita conversa mais uma vez me disseram que nada poderiam fazer por mim, uma “p. s.”.

 

No domingo deveria completar o “W” fazendo o treking ate Mirador Torres, mas... com aquela bota, sem nenhuma chance. Fui logo cedo ate a Laguna Amarga para reclamar com o CONAF responsável pelo Parque Nacional Torres Del Paine.Me disseram que nada poderiam fazer, pois o Refugio fica em uma área privada, fora dos domínios do Parque, mais ma vez sai fustrado, mas não desisti. Estava seguro que estava dentro dos meus “direitos”.

Na segunda antes de seguir viagem para Punta Arenas, fui ao escritório da Fantastico Sur, expliquei tudo novamente e mais uma vez negaram, dizendo que nada poderiam fazer. Aquilo me irritou, disse para eles que se fosse no Brasil, além de terem que me dar outro par de botas, seguramente pagariam uma multa de danos morais por me obrigar a andar 11km, sem meus calçados. Como nada se resolveu, já bastante irritado mandei que eles chamassem os Carabineros. Quando chegaram, expliquei mais uma vez e...muito educadamente me disseram que pelas leis do Chile, o que eu poderia fazer era contratar um advogado para abrir um processo contra a Fantastico Sur , não me ausentar do país enquanto corresse o processo, ou seja, me mandaram comprar outra bota nova e deixar de reclamar...nesta hora você vê o valor de um Codigo de Defesa do Consumidor Brasileiro, um dos mais avançados do mundo!!

 

Fui para Punta Arenas com minhas botas furadas e o povo tá que olha pra você te achando com cara de maluco. Quando me perguntavam, eu ainda explicava kkkkkkk senao ficava por isso mesmo...

 

Desta vez tinha feito reserva no Fitz Roy para duas noites, haviam confundido e feito apenas para a primeira noite, dia seguinte o hostel estava todo reservado e sai por perto para fazer outra reserva. Reservei no B&B, bem pertinho dali. Quando voltei no dia seguinte, Rodrigo, dono do Hostel, me pediu mil desculpas e disse que havia se equivocado com o mapa das reservas e não havia vaga para ficar ali. Muito educadamente, me convidou a ficar em um hostel em frente e a título de reparação, não pagaria nada, seria uma cortesia. Aceitei.

 

Tive um dia totalmente off, nada para fazer em Punta Arenas, passei o dia inteiro na internet ate a hora do meu embarque para o Brasil às 22h ufff, o “tempo não para”, o tempo não passa.

Volta tranqüila, cheguei em Vitoria as 18:45 como estava previsto.

 

Para aqueles que acompanharam o meu Relato “26 dias sozinho, Chile, Bolivia, Peru”, devem ter notado muitas diferenças a considerar.

 

Nesta trip, acredito ter conhecido até mais pessoas que na trip anterior, mas os contatos foram rápidos, um dia, máximo dois. Este foi um passeio basicamente de trekiing, então cada qual faz seu percurso, no seu ritmo, enfim, foi uma viagem mais introspectiva, mas não menos interessante. Vi paisagens únicas, tirei muitas fotos, conheci muitas pessoas, mas se tivesse que comparar definitivamente ficaria com Atacama – Uyuni – M. Picchu.

 

Em 22 dias de viagem apenas 10 dias foram de efetivo lazer, os outros foram para vôos, transfers, ou sem programação nenhuma.

 

Quando fui ao Atacama dos 26 dias da viagem , tive somente 4 dias de transfer, ida, volta Brasil, trecho Uyuni x Oruro (noturno) e Copacabana x Cuzco (dia inteiro, mas muito agradável).

 

Acredito que o mais importante numa trip são as experiências únicas que você vivencia, boas ou ruins, perrengues,ou não enfim, cada uma contribui de alguma forma para você, sempre deixando um gostinho de mergulhar novamente em uma nova viagem!!!

 

20110204163736.jpg

 

20110204163807.jpg

 

20110204163908.jpg

 

20110204163933.jpg

 

20110204163958.jpg

 

20110204164037.jpg

 

20110204164111.jpg

 

20110204164146.jpg

 

20110204164216.jpg

 

20110204164249.jpg

 

20110204164323.jpg

 

20110204164351.jpg

 

20110204164430.jpg

 

20110204164503.jpg

 

20110204164536.jpg

 

20110204164641.jpg

 

20110204164712.jpg

 

20110204165100.jpg

 

20110204165141.jpg

 

20110204165237.jpg

 

20110204165313.jpg

 

20110204165353.jpg

 

20110204165507.jpg

 

20110204165534.jpg

 

20110204165743.jpg

 

20110204165849.jpg

 

20110204165940.jpg

 

20110205151151.jpg

 

20110205151236.jpg

 

20110205151302.jpg

 

20110205151334.jpg

 

20110205151406.jpg

 

20110205151440.jpg

 

20110205151503.jpg

 

20110205151526.jpg

 

20110205151553.jpg

 

20110205151634.jpg

 

20110205151715.jpg

 

20110205151742.jpg

 

20110205152300.jpg

 

20110205152351.jpg

 

20110217090033.jpg

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 101
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Colaboradores

Wesley!

Fotos fantásticas!!

Um belo relato e cada um tem uma impressão diferente de um lugar, mas uma coisa, meu amigo, tenho considerado semelhante na grande maioria dos relatos que tenho visto e da qual compartilhamos também: o atendimento do pessoal do Fantástico Sur é algo indescritivelmente antipático!!! Fiquei com uma impressão horrorosa também!

Devíamos montar um fórum específico "anti Fantástico Sur", sei lá.rsrsrs

No mais, parabéns pela trip e pelo relato e peço licença para indicar seu relato para Ushuaia que têm gente perguntando sobre Ushuaia, mas como nós não passamos por lá, não tenho idéia do que comentar...

Um grande abraço!

Marcia, João e Júlia

Os caminhantes

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Parabéns pela viagem e pelo relato Wesley...

 

Só alguns pitacos:

 

1- A Zona Franca de Pta Arenas realmente não é tudo isso... eu achei que vale a pena pra comprar produtos de trekking/camping na Balfer que vende coisas da Doite e nada mais! Achei estranho você ter achado os preços mais caros que no Brasil dos eletrônicos... como tinha te dito, não é nenhum preço barato como EUA/Paraguai, mas do pouco que vi quando fui lá os preços eram melhores que no Brasil (até pq não tem como ficar pior!!)

 

2- Incrível o fato da bota! Eu também fiquei com medo de deixar as minhas botas quando fiquei no Cuernos! Pra me tranquilizar eu sempre pensava "Ninguém vai pegar minha bota Quechua afinal a maioria das botas era salomon, asolo, timberland,..." :D

 

Enfim, apesar de tudo, uma viagem é sempre marcante e a Patagônia é um lugar incrível como se pode ver pelas suas belas fotos!

 

Abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Ola Jose Luiz!!

Em relação aos preços, eu busquei mais os produtso q eu tava precisando. Material da Canon, muito pouco e carissimo. La tem muito Nikon e Sony, mas os preços nada convidativos. Levei os preços daqui e realmente nao eram vantajosos. Agora em março to indo pra BUenso Aires e Foz do Iguaçu, la sim, espero conseguir produtos a preços bacanas.

Eu tambem pensei como voce, muita Asolo e Salomon, mas... no meio daquele montao de bota num tinha logo alguem com uma Timberland... fui premiado uff

 

No balanço geral d trip, foi perfeita, um pouco cansativa é verdade... sem balada, mas os lugares são incriveis e somente passando por algum esforço pra se deliciar com a vista da Laguna de Los Tres e Sucia, por exemplo.

 

Valeu pela força.

Abrs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Show de bola Wesley!!! Belas fotos e otimo relato. ::otemo::

 

A parada das Botas se não fosse tragico é muito engraçado.. ::lol4:: .. Isso é o bom de nossas trips... Historias pra contar! Pense nos seus filhos e netos ouvindo sua Historia de como andou 11km por TDP com uma semi-bota.. isso não tem preço! Certeza que vão te achar o "véio" mais doido da face da terra!! ::dãã2::ãã2::'> ..

 

Abs

::cool:::'> ::cool:::'>

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Wesley, mais um relato excelente!! Quem leu o teu outro relato com atenção percebe bastante diferença na maneira como vc escreve um e outro. Os dois refletem bastante o clima da viagem (um mais descontraído, outro mais introspectivo). Isso é muito legal, pq quem lê entra tb no clima!!

As fotos realmente estão ótimas! (e olha que nem teve bundalelê no gelo.... kkkkkkkkkkkk)

Parabéns cara!

Abraço.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Ola Andre!!

Se prepara por que junho, julho a Patagonia deve ser realmente muito mais frio. Agora em Janeiro o clima durante o dia era agradável, mas constantemente ventava muito, aquele vento gelado, polar, assim sim a sensação de frio triplicava. A noite, ficava sempre em locais com calefação e neste caso é tranquilo.

Acho que o maior frio mesmo foi na Laguna de Los Tres e Sucia. Ventava sem parar, por sorte tem uma pedra bem grande la, quase um bunker que amenizava o frio!!

Abrs!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...