Relatos de Viagens na Região Nordeste do Brasil (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe)
#1156024 por ana-clara.r
20 Jan 2016, 12:47
Olá pessoal! Comecei a programar minha viagem efetivamente em outubro, mas comprei e reservei tudo em novembro. Consegui pegar duas passagens por milhas pela Gol, então fiz uma economia nesse ponto, gastando apenas $100,00 de taxas de embarque. Cheguei no dia 09/01/2016 e retornaria de Salvador no dia 16/01/2016, conto no final.

PS: Infelizmente nunca lembro de tirar muitas fotos, então não terá muitas imagens no meu relato... :|

A Chegada

Com muitas pesquisas aqui no mochileiros vi que teria que escolher bem os horários de chegada e saída do aeroporto e provavelmente pernoitar em Salvador em um dos trajetos para não perder a lancha rápida. Com isso consegui achar uma passagem com ida as 6:15 da manha e chegada as 6:55 em Salvador (devido a diferença no fuso horário), o que me daria uma certa folga.

Minha viajem começou então com minha saída de BH pelo aeroporto de Confins. Meu voo tinha previsão de saída para as 6:15, mas teve um atraso de 30min pois o piloto teve que ser substituído. Chegando em SSA as 7:30, fui recebida pelo motorista da Baiano Turismo. Resolvi fechar um transfer particular pq cheguei em um sábado, e os Táxis especiais cobravam $127 até o Terminal Marítimo, e não queria arriscar o taxímetro na bandeira 2 dos táxis normais. E foi a minha melhor decisão (o trânsito de Salvador é infernal, engarrafamento nos dois trajetos que fiz, isso em dois sábados), paguei $100,00 pelo serviço e gastei cerca de 30 minutos na corrida, o que compensou o atraso do voo. Super indico o pessoal da Baiano Turismo, atendimento e serviço de primeira.

Cheguei com o Terminal bem cheio, creio que fiquei cerca de 30min na fila para comprar as passagens ($5,60 no fim de semana), conseguindo pegar o Ferry das 9:00. Achei super tranquila a viajem (levando em consideração que aqui eu já tinha tomado meu belo Dramin, rsrs). Assim chegando em Bom Despacho, eram cerca de 10:20, fui primeiro no guichê da Águia Branca, não sei se é o normal, mas a empresa tinha pouquíssimos horários e o próximo seria apenas 12:30. Resolvemos pegar o da Cidade Sol mesmo, que sairia as 11:00 ($21,26). O ônibus não tinha ar e fez algumas paradas, mas achei melhor do que gastar 200 reais com táxi, pois não achei vans por lá. A viajem foi tranquila e as paradas rápidas. Chegamos em Valença era por volta de 13:20. O pessoal da empresa avisa o ponto mais próximo do Cais, então foi tranquilo.

Como chegamos as 13:20 e nossa lancha era as 14:40 tentei trocar para um horário anterior, mas já não havia nenhuma vaga para o resto do dia. Lembrando que reservei a lancha rápida uma semana antes de viajar, com a empresa Dátoli. Então, POR FAVOR, reservem a lancha rápida se forem em alta temporada. Vi muitas pessoas dando de cara na porta e tendo que pegar um coisa que chamam de ônibus, que leva a Cidade de Torrinhas, e é a alternativa para pegar outras lanchas. Os ônibus são esqueletos de ferrugem, não corram esse risco. Depois disso fomos almoçar na cidade, não vou lembrar o nome do lugar, mas era bem ruim a comida, então nem vale indicar. Nesse tempo caiu um temporal e ficamos receosos da lancha não sair.

A chuva passou, e na entrada para o Cais tivemos que pagar uma taxa de 1,50 por pessoa. Esperamos um tempo, e depois do processo de embarque das malas e passageiros nossa lancha saiu as 14:45. Achei a viagem de lancha tranquila, pensei que seria pior. Estava chuviscando e as vezes a lancha batia muito, principalmente quando outras embarcações passavam e davam ondulações na água. A paisagem é muito bonita, mangue dos dois lados, achei bem legal. Por fim chegamos em Velha Boipeba as 16:00.



Continua...
Editado pela última vez por ana-clara.r em 15 Fev 2016, 12:16, em um total de 3 vezes.

#1156059 por ana-clara.r
20 Jan 2016, 14:02
Hospedagem

Pesquisei algumas pousadas e acabei optando pela Pousada Casa Verde, que fica na Pracinha central da vila. É uma das primeiras chegando pela rua a direita do cais. Paguei $1200,00 por seis noites, no Hotel Urbano. Gostei muito e condisse com as fotos e opiniões que vi no TripAdvisor. Dona Maria é super agradável e como estava lotado os quartos comuns acabou nos acomodando no quarto maior, uma espécie de Kit-Net, com sala, cozinha, quarto e banheiro. No fim não precisamos retornar para um quarto comum e passamos toda a estadia nele.

A pousada fica próxima da feirinha de artesanato e comidas típicas, além de vários restaurantes. Este foi um ponto para decidir ficar na praça, pois pousadas mais distantes não permitiria essa comodidade de ter alimentação tão perto. O café da manhã era bem legal e variava alguns itens a cada dia. As toalhas e roupas de cama eram simples mas todas 100% algodão. Limparam o quarto todos os dias, apenas no ultimo que precisei ficar no quarto que não. O ar condicionado era forte e silencioso e o WI-FI funcionou bem todos os dias. Sinceramente não tenho nada do que reclamar da Pousada.

Gastávamos cerca de 5/10 minutos para chegar na praia, super tranquilo.

VISTA DA VARANDA (Feirinha ao fundo)
Imagem

VISTA VARANDO A NOITE
Imagem

CAFÉ DA MANHÃ
Imagem



Continua...
#1156135 por ana-clara.r
20 Jan 2016, 17:35
Alimentação

Eu e meu marido sempre tentamos economizar nessa parte, e costumamos caprichar em apenas uma das refeições. Tomávamos café caprichado na pousada e evitávamos gastar na praia, até pq apenas as primeiras praias tem barracas.

O que fizemos foi comprar cerveja e petiscos no mercadinho, levamos uma bolsa térmica em que congelamos tb duas garrafinhas de água, ficava tudo geladinho até a hora de almoçarmos. O mercadinho que comprávamos as coisas fica na rua da feirinha, do lado direito, logo após o restaurante Carioca. A lata de Skol e a água de 1,5l eram $3,00, achei os preços bem bons nos mercadinhos.

- No dia 09 chegamos tarde então apenas lanchamos na feirinha mesmo, comi acarajé $7,00 e tapioca $5,00, a lata de refri costumava ser entre $3,50 a $4,00.

- No domingo dia 10 almoçamos moqueca de camarão rosa (2 pessoas, apesar de achar que serve 3, muitos acompanhamentos) no Jorge do Som na praça da vila, $70,00, refri lata $4,00. Como almoçamos tarde esse dia só comi uma tapioca no jantar.

- Segunda comemos no Zumbi dos Palmares, pegamos Peixe com purê, achei muiiiito bom o purê com gostinho de parmesão (foi a refeição que mais gostei), acho que foi $60,00. A maioria dos pratos seguem essa faixa de preço, na praia costuma ser bem mais caro.

- Terça almoçamos peixe frito com farofa e vinagrete na barraca da praia, acho que foi cerca de $50,00 ou $60,00, mas vinha pouca coisa, nao compensou muito. Esse dia no jantar comemos empada e tapioca na feirinha, não lembro o preço da empada, mas era barata.

- Quarta comemos no restaurante Família na Boca da Barra, que dizem ser o mais em conta. Infelizmente não lembro o preço da refeição, mas era mais barato que os outros e podemos escolher duas carnes diferentes na guarnição. No jantar quis pegar uma massa pq já não estava aguentando tanto peixe e tempero baiano, rsrs. Fomos ao Azul, um restaurante de um senhor italiano, muito bom. Pedimos espaguete com molho vermelho e calabresa, estava divino e o prato muito bem servido, foi $25,00 por prato. Fica descendo a rua do Jorge do Som.

- Quinta foi o dia do meu PT, já vinha ficando doente desde terça-feira e nesse dia não consegui sair do quarto, apenas tomei café na pousada e saí para comer pizza no jantar,$40,00 perto da feirinha. Uma bela virose me pegou e estragou com o final da viagem...rsrs.

- Sexta tomamos café e já pegamos a lancha para o retorno



PS: Coco gelado foi $5,00 reais em todos os lugares que tomamos.



Continua...
#1156492 por ana-clara.r
21 Jan 2016, 14:30
Praias

No sábado chegamos as 16:00 mortos com farofa, saímos de BH as 3:30 da manhã, então estávamos muito cansados. Fizemos check-in na pousada e saímos para comprar coisas no mercadinho. Voltamos, dormimos e saímos apenas para jantar.

No domingo fizemos uma caminhada mais leve indo da Boca da Barra até a praia de Tassimirim, quase chegando em Cueira. Fomos pela orla contornando as pedras, já que estava na maré baixa. Mas essa transição pode ser feita tb através de uma trilha na mata (fizemos em outros dias). A entrada é em uma escadaria de pedras, que leva tb a Pousada Mangabeiras.

Boca da Barra
Imagem

Repuxo do mar com maré baixa - Boca da Barra
Imagem

Repuxa com a maré enchendo (tomem cuidado, apesar de ter guarda vidas vimos uma italiana quase se afogando)
Imagem

Pedras entre Tassimirim e Cueira
Imagem

Cueira
Imagem

Cueira
Imagem

Trilha para Moreré
Imagem

Moreré
Imagem

Moreré
Imagem

Moreré
Imagem


Infelizmente não conhecemos nem Bainema e nem Ponta dos Castelhanos. Na terça-feira comecei a ficar doente, com uma virose horrível. Iríamos fazer o passeio em volta da ilha mas na quarta fui me arrastando para a praia, e ficamos na Boca da Barra mesmo. Na quinta não consegui mais levantar. Ficará para um próxima visita, que certamente irá acontecer.

Continua...
#1156926 por ana-clara.r
22 Jan 2016, 18:19
O retorno

Bom, nosso retorno foi programado para a sexta 15/01, o voo seria no dia 16/01 ás 05:30 da manhã, então teríamos que pernoitar em Salvador.

Resolvemos reservar a lancha rápida logo no domingo posterior a nossa chegada, foi o que nos indicaram a fazer por lá. Em alta temporada a procura fica muito alta e vc pode ficar sem passagens. Tanto que no dia em que estávamos comprando tinha um casal de franceses implorando por passagens no mesmo dia, e não tinha mais. Pegamos o horário das 09:00 da manha, para ter tranquilidade na volta.

Assim sendo, embarcamos sem grandes problemas (fora o meu mal estar da virose,rsrs). Mas a lancha foi muiiiito cheia, o que diminuiu a potencia do motor. O lancheiro chegou a dar umas paradas para descansar o motor, e na primeira lancha que nos ultrapassou tiveram que remanejar passageiros. O esforço da lancha foi tanto que tivemos que parar para abastecer tb, com isso a viagem ficou mais longa e chegamos em Valença umas 10:30.

Chegando no cais já pegamos um táxi para nos levar a rodoviária, como estava doente não conseguiria ir andando, e na verdade não tive muita noção em perceber se fica longe para isso. Pagamos um preço salgadinho, $20,00 na corrida, mas eu não estava em condições tb.

Ocorreu o mesmo quando chegamos, fomos ao guichê da Águia Branca, mas os horários eram péssimos. Optamos novamente pela Cidade Sol, em que o ônibus sairia as 11:30. O bom que pegamos o expresso, ele faz só uma parada e tem Ar e Wifi, além de ser mais confortável. A passagem é pouca coisa mais cara, cerca de $23,00 e alguns centavos.

A viagem foi tranquila, descemos e já fomos ao guichê do Ferry. Estava bem mais tranquilo do que quando chegamos, pq era sexta e ainda não era hora do rush. Pagamos $4,30 por pessoa. Chegando em Salvador pegamos o táxi para nos levar para Stella Maris, onde eu havia reservado uma diária na Pousada Maristella, pagamos na corrida $85,00 (carooo). Pesquisei hotéis próximos ao aeroporto e essa foi o melhor custo benefício, tanto no preço quanto na localização. Hotéis tipo Ibis eram mais caros e longe da praia, então essa foi de longe a melhor opção. Gostamos muito de lá, e foi super recomendado no TripAdvisor e não nos arrependemos. Fomos almoçar no restaurante Touro Louco, meu marido gostou muito, eu não estava muito disposta,rsrs. Tanto que acabamos nem indo conhecer a praia do Flamengo, ficou para a próxima tb.

O próprio atendente da pousada se dispôs a reservar o táxi que nos levaria ao aeroporto. Assim sendo, dormimos e levantamos as 03:30 pois o táxi nos pegaria as 04:00. A corrida ficou em $25,00.

Depois de tudo isso pensamos que estávamos nos despedindo da Bahia, ledo engano. Com a chuva em BH, Confins estava totalmente instável, passando boa parte do tempo fechado. Voo cancelado, esperamos até o horário do almoço, quando nos encaminharam para um hotel. Conseguimos voltar para casa só no domingo as 19:00 da noite,rsrs.Tirando esses percalços, doença e cancelamento de voo, a viagem foi demais. Com certeza Boipeba é um lugar para se voltar mais vezes, ainda mais no meu caso...rsrs.

Enfim, espero muito que meu relato ajude em algum ponto, assim como muitos tópicos do Mochileiros já me ajudaram.Abração galera! Até a próxima...(gostei dessa brincadeira! :D )
#1157385 por ana-clara.r
24 Jan 2016, 17:35
Nem me fala Leu...não ter ido a Bainema foi o meu maior pesar nessa viagem, eu estava sonhando com esse caminho de flores que todo mundo falava. Devia ter feito o passeio nos primeiros dias antes de ficar doente.

Pelo menos agora eu tenho uma boa desculpa para voltar o quanto antes a ilha.

PS: Linda foto!!!
#1157395 por Letícia Sacchi
24 Jan 2016, 18:23
Ana, adorei seu relato. Obrigada por dividir sua viagem conosco! = )
Que chato essa virose hein? Fiquei com raiva por você, me fez lembrar minha intoxicação alimentar em Jericoacoara no último dia da viagem... troquei o passeio à Pedra Furada pelo quarto da pousada. Mas vamos pensar que é um motivo a mais para voltar né? rs

Pegou chuva por lá? Ou só na chegada mesmo?
#1157441 por ana-clara.r
24 Jan 2016, 20:33
Nem me faleeee Letícia...triste...haha. EJeri está forte candidata pra meu próximo destino de praia, ainda não conheço.

Dei sorte e choveu só no sábado que cheguei, de domingo a sexta fez um sol absurdo. Lá é muiiiito quente, e a maioria das praias não tem sombra...haha...se prepare. Fui andando de Velha Boipeba para Moreré e fiquei com a pele tostada (usando filtro 60), estou aqui toda descascando, coisa que nunca acontece comigo.Mas choveu no sábado e domingo que fiquei esperando meu voo.

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante