Ir para conteúdo

Aracaju, Canindé de São Francisco, Maceió e Maragogi - Casal - 2 semanas - com fotos


Posts Recomendados

  • Membros

10º dia (26/04 – 3ª feira – Maceió):

. Manhã e Tarde → Fomos fazer o Passeio p/ as Praias do sul de Maceió: Francês, Barra de São Miguel e Gunga. Fechamos com a empresa Jaraguá Turismo (tel: (82) 3337-2780 / 3337-2781 / 9931-2323 / 9992-9111), no próprio hotel (R$25,00 cada um), saindo às 8h30. Destaque-se que há empresas, na rua, próximas aos centros de artesanato, oferecendo o mesmo passeio por R$20,00, mas acabamos ficando com a Jaraguá, que parecia ter uma estrutura um pouco melhor. O guia Rinaldo é bem divertido. A parada no Francês é rápida, dura 20mins. A praia não me pareceu ter nada d+. Apenas ser um pouco “badalada”, ter um certo movimento, com vários quiosques com mesas pela areia. Após, o ônibus partiu p/ Barra de São Miguel. Mais 15mins de parada. A praia é mais tranquila e mar bem calmo, pelos recifes que a protegem. De lá saem pequenas lanchas q levam p/ a Praia do Gunga, com parada nos recifes, que tem aquários naturais, e num banco de areia no meio do mar. Esse passeio de lancha dura cerca de 50min e custa R$20,00 p/ cada um. Quem quiser pode seguir no ônibus p/o Gunga, viagem q dura 20mins. Optamos por ir de lancha. Esse passeio vale a pena. Bonito e divertido. O Gunga também é maravilhoso. Muito bonito. Achei o melhor passeio de toda a viagem! Tem um lado mais calmo (laguna) e outro q é a praia mesmo, com mar mais agitado. Assim que chegamos, resolvemos fazer o passeio de buggy (R$30,00 p/ cada um, reservado com nosso guia). Entretanto, acabei fazendo uma besteira: só raciocinei depois q deveria ter negociado diretamente com os bugueiros, q, com certeza, sairia mais barato... mas já era... O passeio surpreendeu de tão bonito. Vai até grandes falésias. Dá p/ tirar ótimas fotos de cima delas. Em uma parada, você pega a areia das falésias e se pinta e toma banho numa nascente de água doce que se encontra com o mar. Muuuito bom. Na volta, sentamos numa das barracas da laguna (Beach's Bar). Importante destacar que não se paga nada p/ sentar. Contudo, deve-se tomar cuidado p/ não ser cobrado por algo, como as cadeiras. Se isso ocorrer, é bom procurar o gerente e o guia do seu receptivo, porque fomos orientados de que essa cobrança não é p/ ser feita. Só tomei duas águas (R$2,50 cada uma). Comi um pastel de carne-seca com requeijão (R$5,00) com as vendedoras que ficam circulando pelas mesas. Achamos q não valia a pena almoçar lá e perder tempo de curtir aquela praia linda. A laguna tem vários peixinhos q ficam atrás dos seus pés. No Gunga, fica-se até 15h15 (+- 4hs lá). Há, várias barraquinhas com comida e artesanato, um pouco mais p/ dentro da orla, no mesmo local de onde saem os buggys. Na volta, saltamos na Feirinha da Pajuçara e fomos direto almoçar no Parmegiano, pois havíamos gostado de lá. Comi um parmegiana de filet + 1 água e a Gabi 1 filet a moraes + 1 água (R$42,24 – R$21,12 p/ cada um). Após, fomos até a Feirinha e ao Pavilhão de artesanato. Comprei um lápis talhado p/ meu irmão (R$8,00), um quadrinho com uma pintura p/ um amigo (R$8,00), bolsa p/ minha mãe e p/ uma amiga (R$14,00 cada). Passamos numa farmácia e voltamos p/o hotel.

. Noite → Fomos ao conhecido Forró Lampião (Virgulino), q é o mais indicado aos turistas e está localizado na Praia da Jatiuca. É um quiosque na beira da praia. Então, cuidado com os dias chuvosos. Legalzinho, mas estava meio vazio. Disseram q funcionaria até umas 2hs, mas meia-noite só tinha a gente. Como sempre, a noite lá acabando cedo... Além da banda de forró ao vivo, teve a apresentação da personagem Nega-Maluca (disseram q ela participou do programa Praça é Nossa e Jô Soares) fazendo um pequeno show com piadas e música/dança. Cada cerveja lá (skol lata pequena – 273ml) custava R$2,50 e há couvert artístico de R$8,00. Assim, consumimos 6 cervejas, uma isca de peixe e mais o couvert artístico, no total de R$50,00 (R$25,00 p/ cada um). Táxi de ida e volta custou R$14,00 cada um.

 

CUSTOS:

68,00 – hotel em Maceió (do pacote da CVC) - http://www.hotelverdemar.com.br

25,00 – passeio praias do sul (francês, gunga, etc.)

20,00 – passeio de lancha Barra de São Miguel-Gunga

30,00 – buggy no Gunga

5,00 – 2 águas no Gunga

5,00 – pastel no Gunga

21,12 – almoço no Parmegiano

25,00 – forró no Lampião

14,00 – táxi de ida e volta do Lampião

TOTAL INDIVIDUAL DO DIA: 213,12

 

20110524031144.JPG

Na piscina natural de Barra de São Miguel

 

20110524031325.JPG

Banco de areia entre Barra de São Miguel e Gunga

 

20110524031458.JPG

Vista de cima das Falésias do Gunga

 

20110524031627.JPG

Laguna no Gunga

 

20110524031800.JPG

Forró no Lampião

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 23
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

11º dia (27/04 – 4ª feira – Maceió/Maragogi):

. Manhã → Acordamos e fomos tomar um café reforçado, porque decidimos só almoçar em Maragogi. Depois ficamos na piscina do hotel e jogando sinuca. Saímos 12hs, quando terminava a diária. Gastamos mais R$8,41 cada no hotel, além da diária, com ligações, 10%, taxa de turismo... Fomos de táxi p/ a rodoviária (14,00 – 7,00 p/ cada um). A empresa de ônibus escolhida p/ ir p/ Maragogi foi a DEF (R$12,50), mais barata e q tinha mais horários, inclusive oq queríamos, às 13hs. Além dela, tem a Real Alagoas. Comprei dois biscoitos na rodoviária (R$2,00).

. Tarde → A viagem durou 3hs e chegamos em Maragogi às 16hs, saltando no centro. A pousada Olho d'Água é perto do ponto, que fica na praça central. A pousada é boa e pegamos um quarto novíssimo, muito espaçoso, com decoração moderna, ar split silencioso, TV lcd... Melhor quarto da viagem! Depois de nos instalarmos, fui procurar fechar o passeio p/ o dia seguinte. Perdi um tempo com isso, porque estava difícil arranjar um passeio que fosse até Barra de Santo Antônio/Carro Quebrado, como eu queria. Falei na pousada, liguei p/ uns contatos e dei uma volta pela cidade p/ ver se tinha melhor opção. Acabei fechando com o Gilson (Paulista), oq será melhor discorrido a seguir. Comprei uma água de 1,5l por R$2,00 no mercadinho da praça central.

. Noite → Sem ter almoçado, só com o café da manhã e biscoitos, fomos comer no único restaurante japonês da cidade e q nos disseram ser o único do litoral até Maceió. É o Vila Sushi, q fica na pousada Vila Maragogi. Pequeno, mas acolhedor, com decoração bonita, ótimo atendimento e comida boa. O preço é de restaurante japonês normal de qualquer lugar... logo, não é barato. Entretanto, se gostar de comida japonesa, a visita vale muito a pena. Comemos dois temakis filadelfia (R$11,90 cada), uma porção de hot filadelfia crocante com 12 peças (R$15,90), uma porção de filadelfia com 8 peças (R$11,90), dois sucos (R$3,50 cada), uma porção de hot filadelfia normal com 10 peças (R$14,90) e um refri (R$3,50). Total de R$84,70 com o serviço. Paguei R$52,47, porque consumi mais. Voltamos p/ o hotel, porque começou a chover.

 

CUSTOS:

8,41 - extras hotel maceio (ligações, 10%, taxa de turismo...)

54,50 – hotel em Maragogi - http://www.pousadaolhodagua.com/

7,00 – taxi p/ rodoviária

12,50 – ônibus p/ Maragogi

2,00 – biscoito

2,00 – água

52,47 – Jantar Japonês

TOTAL INDIVIDUAL DO DIA: 138,88

 

20110524032503.JPG

Restaurante Japonês Vila Sushi

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

12º dia (28/04 – 5ª – Maragogi):

. Manhã e Tarde → Conforme decidido e já marcado no dia anterior, resolvemos fazer passeio praias do sul de Maragogi, de carro (R$200,00 pelo carro – R$100,00 p/cada um, mas o valor era pelo carro). O passeio foi com o Paulista (Gilson – tel.: (82) 9663-8900 / 9174-5231 / 3296-2182), motorista/guia extraoficial muito gente boa. Nesse ponto, destaque-se que entendo q não acredito q valeria a pena alugar um carro, pois, só o carro já custaria um R$100,00. Um guia, q seria necessário, principalmente, p/ chegar à praia de Carro Quebrado, já custaria mais uns R$70,00 a R$80,00. E ainda tem a gasolina. Além disso, o carro de nosso transporte era muito mais confortável do q qualquer um q poderíamos alugar... E lá fomos nós. O tempo não ajudou muito. Iríamos iniciar por Japaratinga e seguir passando pelas praias até Barra de Santo Antonio. Então, pelo tempo ruim, resolvemos passar direto e começar por Barra de Santo Antonio, fazendo o caminho voltando. Antes, demos uma passada em Paripueira, p/ ver como era. Parece q lá só é interessante p/ fazer o passeio de catamarã até as piscinas naturais. A praia não é muito bonita. Após, fomos p/ Barra de Santo Antonio, passamos pela ponte nova (q existe há um ano +-) e chegamos à Ilha de Crôa. O local não tem muita estrutura. Da Ilha da Crôa, inicia-se o caminho p/ chegar na Praia de Carro Quebrado. Acho q é necessário um guia a partir desse momento. O guia Vanderson nos auxiliou a partir dali. Nos contou q a água do mar avançou e destruiu casas e a estradinha q contornava a ilha. Seguimos p/ a praia de Carro Quebrado. Não parecia haver passeio de jipe mais, conforme informações q recebemos. O Vanderson falou q as pessoas só tem chegado de lancha. Fomos de carro pelo caminho q o Vanderson foi indicando, passando por uma caminho cheio de lama e pelo meio do mato em alguns momentos, até chegarmos à praia de Carro Quebrado. Muito cuidado p/ não atolar se tiver chovido recentemente. Andamos umas 2 horas pela praia, por mirantes e pelo meio do canavial. A praia é muito linda. Totalmente deserta. As falésias são gigantescas e a combinação com a praia é d+. Há ainda mais cores de areia nessas falésias do q no Gunga. Após curtirmos o local, pegamos o carro e continuamos o caminho, entrando na chamada Rota Ecológica, após Barra de Santo Antonio. Passamos primeiro em Barra do Camaragipe, que é uma praia bonita e de águas claras. Seguimos p/ São Miguel dos Milagres. A praia também é bem bonita. A maioria das praias lá é assim: lindas, com águas muito claras e desertas. Algumas menos desertas, porque próximas às cidadezinhas. De lá, passamos na praia de Porto da Rua, que é no meio de uma cidadezinha. E, depois, chegamos à praia do Patacho, uma das cinco praias mais bonitas do Brasil, segundo o guia 4 rodas. Praia muito bonita e deserta, água clara e cheia de coqueiros. Contudo, ainda preferi a de Carro Quebrado. No caminho p/ o Patacho, acabamos pegando uma poça no meio do coqueiral q causou problemas no carro q era eletrônico, atrasando um pouco a viagem. Com o ritmo lento, chegamos à Porto de Pedras. Não visitamos o peixe-boi, q era no caminho, porque achamos muito sem graça pagar R$30,00 só p/ ver o peixe-boi. P/ isso, melhor ir no zoológico né... De lá, pegamos a balsa (paguei os R$8,00 da balsa), q nos levou até Barra de alguma coisa... não me lembro o nome... Chegando, logo após, em Japaratinga, q tem uma bela praia, na qual a faixa de areia fica gigantesca com a maré baixa. O tempo piorou e resolvemos almoçar por ali, pois já eram por volta de 16hs. Comemos no restaurante Mamma alguma coisa, na orla de Japaratinga. Dividimos uma jarrona de suco de 1,5ml (R$10,00) e um prato de file com fritas (36,00). Com o serviço, ficou R$25,30 p cada um. Debaixo de um temporal gigantesco, não deu p fazer mais nada e pegamos o carro p o hotel.

. Noite → O planejamento era ir p/ o Vibe Pub, mas esse não existe mais, conforme conversei com no centro de informações turísticas de Maragogi. Os donos desse Pub, abriram um espaço chamado “De Boa”, q teria um forró, no qual pensamos em ir, só q o temporal foi tanto, q não dava nem p sair do quarto. Então, tivemos q ficar por lá mesmo e pedir apenas uma pizza no quarto. Saiu R$37,00 (R$18,50 p cada um) uma pizza grande (8 pedaços) meio mussarela, meio Regina Especial (calabresa, presunto, catupiry e palmito), mais duas latas de refri, na pizzaria Regina, q já haviam nos indicado como a melhor. Na madrugada, com o temporal, chegou a acabar a luz da cidade.

 

CUSTOS:

54,50 – hotel em Maragogi - http://www.pousadaolhodagua.com/

25,30 – almoço

100,00 – passeio de carro pelas praias desertas do sul de maragogi

8,00 – balsa

18,50 – pizza no quarto

TOTAL INDIVIDUAL DO DIA: 206,30

 

20110524033236.JPG

Cores das areias das Falésias de Carro Quebrado

 

20110524033413.JPG

Mirante na Praia de Carro Quebrado

 

20110524033729.JPG

Praia do Patacho

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

13º dia (29/04 – 6ª – Maragogi):

. Manhã → Tempo nublado novamente, infelizmente. Hora de conhecer as praias de Maragogi. Resolvemos seguir a pé p/ o Norte de Maragogi, em busca de piscinas naturais que estariam próximas da orla. Fomos andando, pela praia do Centro até passar pelo Rio dos Paus com água nas canelas (só dá p passar com a maré baixa) e, assim, chegamos à praia do Bugalhau. Andamos mais até Barra Grande, passando, ainda, por mais um riozinho. Todas essas praias são bem bonitas, com águas muito claras e pouco movimento, tirando alguns hotéis q existem na orla. Pelo menos, quando passamos, estava assim... Paramos algumas vezes p/ banhos. Fomos até o fim de Barra Grande, mas a maré já estava enchendo. Nos falaram q havia algumas piscinas por ali, mas não avistamos. Já era quase 13hs e resolvemos almoçar no restaurante Sabor D´Maragogi, q fica na beira da estrada AL-101. Comemos um salmão à moda do cheff, com uma jarra de suco e uma bola de sorvete (R$26,00 p cada um).

. Tarde → Saindo do almoço, pegamos uma van (R$1,50 p cada um) até a Praia da Ponta de Mangue, p/ conhecê-la, mas com a maré alta, não tinha nem faixa de areia, muito menos piscina natural, q eu havia lido no fórum dos Mochileiros. Pegamos nova van de volta p o Centro (R$2,50 p cada um). Tomei um picolé de brigadeiro (R$2,25). Após rápida passada no hotel, andamos, então, p/ o lado sul da praia de Maragogi, com a maré já descendo no fim de tarde, a faixa de areia crescendo, gente jogando futebol na beira do mar... estava bonito. Fomos só até a frente do Salinas de Maragogi. Ficamos um pouco por lá até anoitecer. Na volta passamos por um mercadinho, no qual comprei biscoitos e água (R$7,00) e, depois, nas lojas de artesanato (comprei um ima R$2,00, dois chaveiros R$2,00 cada e uma camiseta R$22,00). Passamos pela Tapioca da Martha, indicada pelo Guia 4 rodas, q é na orla mesmo, próxima ao nosso hotel. Dividimos uma de queijo com presunto, porque é bem grande (R$8,00 – R$4 p cada um). Realmente, é gostosa e bem servida.

. Noite → Iríamos sair p/ jantar, mas, novamente, desabou um temporal e ficamos no quarto mesmo, dormindo cedo e comemos apenas biscoitos.

 

CUSTOS:

54,50 – hotel em Maragogi - http://www.pousadaolhodagua.com/

26,00 – almoço

4,00 – vans

2,25 – picolé

7,00 – mercado

TOTAL INDIVIDUAL DO DIA: 93,75

 

20110524034105.JPG

Praia do Bugalhau

 

20110524034328.JPG

Por do Sol em Maragogi

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

14º e 15º dia (30/04 e 01/05 – sábado e domingo – Maragogi/Maceió/Aracaju/RJ):

. Manhã → O planejamento era fazer o Passeio às Galés, porque era o dia com a melhor maré em que estaríamos em Maragogi, de acordo com a tábua (0,5, contra 0,6 no dia anterior), e, ainda com saída um pouco mais tarde (7:30, contra 6:45 no dia anterior), não perdendo o café do hotel, além da esperança de um tempo melhor. O passeio foi marcado na própria pousada, q tem convênio com o restaurante Corais de Maragogi, custando R$10,00 mais barato que o normal, ou seja, R$40,00. É necessário ficar atento se o passeio vai mesmo p/ as Galés principais, pois várias pessoas comentaram pela cidade q existem empresas q levam p/ Galés alternativas q não são tão boas. Entretanto, p/ nossa grande tristeza e surpresa, não foi possível fazer o passeio. Houve um grande temporal durante toda a noite e madrugada. Junto com a falta de vento na manhã, as piscinas ficaram turvas e não era possível ver nada. O tempo ainda estava horrível. Então, o pessoal do receptivo do restaurante veio nos avisar sobre isso, p/ deixar claro q não daria p/ ver nada (porque haviam acabado de ir lá de lancha) e q todos já haviam cancelado. Não havia oq fazer. Infelizmente, perdemos a principal atração de Maragogi... Devido ao tempo ruim e à tristeza pela falta das Galés, resolvemos absorver o prejuízo e relaxar o resto do dia. Cortamos, também, o passeio q faríamos após as Galés, pelo tempo ruim. Iríamos dar uma passadinha em Japaratinga e seguir p/ passar toda a tarde na Praia de Carneiros. Esse passeio iria custar R$90,00 (R$45,00 p/ cada um) com o Gilson (Paulista) de carro, com o qual já havíamos feito passeio p/ as praias do Sul, mas cancelamos. Fomos descansar.

. Tarde → Almoçamos no restaurante Corais de Maragogi um frango recheado e com molho branco + 2 sucos (R$26,40 p/ cada um). Após o almoço, ficamos um pouco nas espreguiçadeiras do restaurante na beira da praia e, depois, fomos tomar um sorvete (R$1,00 p/ cada um – duas bolas – não lembro o nome da sorveteria, mas é bem no centro, próximo à igreja). Depois, o Gilson fez o favor de nos levar em uns lugares de carro p/ comprar uns doces q estávamos interessados, mas não encontramos oq queríamos. Então, compramos sequilhos, q são tradicionais de Maragogi (R$1,50 cada saquinho de 100g – comprei 4 R$6,00).

. Noite -> Após análise de nossas possibilidades, durante nossa estada em Aracaju e após pesquisas, avaliamos q era melhor ficar mais meia diária em Maragogi e comprar um vôo de Maceió-Aracaju, p/ não se desgastar com mais 5/6hs de ônibus e não chegar tão cansado no fim de férias. Afinal, a diferença não era tão grande assim (um ônibus Maceió-Aracaju pela Bonfim estava R$60,00 e nosso vôo com taxas custou R$90,00 p/ cada um). Além disso, os horários de ônibus não eram muito favoráveis e ficaríamos muito tempo no aeroporto p/ pegar nosso vôo p/ o RJ em Aracaju, q seria às 5hs da manhã (o último ônibus da Bonfim Maceió-Aracaju era às 18hs). No mesmo sentido, por horários desfavoráveis no trecho Maragogi-Maceió (todos os ônibus eram de manhã/início da tarde) e buscando relaxar depois das economias durante a viagem, negociamos um transfer com o Gilson (Paulista) nosso motorista em outras oportunidades. O preço, q entendi ser justo, foi de R$150,00 (R$75,00 p/ cada um). E assim pudemos sair às 22hs da noite de Maragogi como queríamos, chegando meia-noite e pouco em Maceió, p/ nosso vôo p/ Aracaju pela Azul q era 2hs e pouco. Antes de sair de Maragogi, comprei mais dois chaveiros (R$2,00 – R$1,00 cada) e comemos no Vila Sushi mais uma vez, porque é bem gostoso e p/ nos despedirmos do casal q trabalha lá sozinho e cuida de sua bebezinha linda. Gastei lá R$33,37 (um koni filadelphia, metade de uma porçao de hot filadelphia, metade de porção de filadelphia e um refri). Voltamos p/ o quarto e aguardamos o Gilson, saindo por volta de 22hs (horário escolhido também devido ao medo das condições das estradas após os temporais).

 

CUSTOS:

27,25 – meia-diária hotel Maragogi

26,40 – almoço

1,00 – sorvete

33,37 – Vila Sushi

75,00 – transfer Maragogi-Maceió

89,00 – vôo Maceió-Aracaju

TOTAL INDIVIDUAL DO DIA: 252,02

 

 

TOTAL DA VIAGEM P/ PESSOA (sem vôo): R$2.285,07

 

VÔO P/ PESSOA: R$275,30

 

TOTAL DA VIAGEM P/ PESSOA COM VÔO: R$2.560,37

 

CONCLUSÃO:

A viagem foi ótima, apesar de ter perdido a principal atração de Maragogi. Pelo menos aprendi a lição: nunca mais um passeio principal ficará p/ o último dia. Isso ocorreu, também, porque, uma vez por mês (acho é uma vez por mês, mas não tenho certeza, talvez sejam duas), existem dois dias seguidos nos quais não há passeios p/ as Galés, pela maré ruim. Esses dois dias foram justamente, no dia de nossa chegada em Maragogi e no dia seguinte. Logo, sobraram dois dias p/ fazer o passeio e eu resolvi pegar o que tinha a maré melhor. Acabei me dando mal... Então, atenção na tábua das marés!

Todos os lugares da viagem são lindos. A cor do mar é única. Vale muito a pena, ainda mais p/ viajar com a namorada, como eu fui. Vale um destaque especial p/ as pessoas conhecidas durante a viagem. Em todos os lugares, fomos tratados bem demais! Pessoas humildes e muito simpáticas! Em cada lugar, uma pessoa diferente e marcante.

A viagem saiu um pouquinho mais caro do que eu imaginava. Contudo, há que se destacar que todos os hotéis (exceto o de Canindé) foram de muito bom nível.

Tivemos um pouco de problema com o mau tempo no fim da viagem. Então, se puderem, optem por viajar p/ esses lugares antes de abril, apesar de o período normal de chuvas mais fortes ser a partir de maio.

É isso... espero ter ajudado com meu relato! Qualquer dúvida, estou à disposição.

Abs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Pedro,

 

Seu relato está show de bola!!!! Muito bacana mesmo!!! ::otemo::

 

Esses contratempos em viagens sempre acontecem mas como vc mesmo falou, serviu de lição e experiência para a próxima!!!

 

A sua foto na Passarela do Carangueijo está massa, aliás vc tá parecendo um carangueijo !!!! ::lol4::::lol4:: ahuahuahuahuahua

 

Parabéns pela trip!!!!! nosso país é lindo, né??? ::love::

abraços!!! ::otemo::

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 semanas depois...
  • Colaboradores

Parabéns pelo relato!

Eu visitei alguns destes lugares mas em dezembro do ano passado e foi uma viagem maravilhosa.

DAcabamos deixando para uma próxima viagem para fazer o mergulho de cilindro.

Foi interessante a idéia de alugar um carro com guia...naquelas regiões tem trechos complicados pra quem não conhece.

A Praia de Carneiros é linda mas é meio que "reservada", pra ir por terra tem que entrar num dos restaurantes, dizem que é melhor de lancha. A gente tava de carro, daí entramos por um restaurante, mas não foi tão fácil.

Eu não sabia que tinha aquele passeio onde Lampião e Maria Bonita morreram....gostaria de ter ido. Achei Piranhas uma cidade bem bonitinha. E São Chico então......maravilhosos né?

 

Abraço

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Vivi_couto,

 

A viagem foi perfeita! E ver o Rio São Francisco, com todo seu tamanho e beleza, foi maravilhoso mesmo!

 

Só uma coisa: Maragogi tb vale a pena se vc ficar só com o snorkel! Não é só o mergulho com cilindro não... P/ falar a verdade, nem sei se vale tanto a pena assim o mergulho com cilindro nas galés, pq seria bem rápido... o passeio das galés iria ficar tão corrido q não sei se daria p/ aproveitar direito... Mas não deu p/ confirmar esse pensamento, pq o mau tempo me impediu né...rs

 

Obrigado pelos parabéns!

 

Bjs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...
  • Membros

Vlw aih Pedro. Suas dicas a respeito de Canindé do São francisco ajudaram muito no planejamento da nossa viagem, o lugar é realmente lindo, uma viagem q vale muito à pena. Mas tenho umas dicas também, pra quem estiver planejando fazer a viagem aos câniores do São Francisco:

 

1. Como o Pedro, também fiquei hospedado em canindé do São Francisco, a hospedagem lá é bem mais barata que em Piranhas, mas quem puder gastar uma graninha a mais, aconselho ficar hospedado em Piranhas mesmo, a noite em Caninndé do São Francisco mal tem um lugar para se comer, tivemos que ficar no hotel nas noites que ficamos lá, já em Piranhas tem lugares bem legais, aliás a cidade inteira é muito charmosa, à noite dá pra sair e tomar uma cervejinha, dando uma voltinha pela cidade, afinal é bem pequena e dá pra ver tudo sem necessidade alguma de carro;

 

2. O passeio à trilha de Angicos custa bem menos se você resolver ir em um dos barquinhos que sai de Piranhas. Assim como o Pedro, também fui de catamarã, que sai da margem do lado de Canindé e custa R$ 50, mas pelo que me informei, saindo de um dos barcos da margem de Piranhas, esse preço pode ser reduzido á metade;

 

3. Se puderem Dêem um pulo até Paulo Afonso, a cerca de 80 km de Canindé, tem paisagens maravilhosas lá também...

 

Bem, é só isso que queria acrescentar, a descrição e as dicas do Pedro já são bem completas...

 

Como já disse é uma viagem q vale mt a pena...

 

abraços. ::otemo::

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...