Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

fabioorkut

Costa Amalfitana

Posts Recomendados

Olá ! desculpe não ter respondido antes, mas estava viajando novamente para a Itália.. desta vez aumentamos a volta .. foram 11.400km rodando pela itália (sul e norte), frança, espanha e portugal .. caso tenha interesse, posso dar mais detalhes posteriormente .. é só perguntar..

os pedágios na itália são caros .. são cobrados apenas nas auto estradas, que são muito boas e fazem a viagem render .. explicando melhor .. vc pode optar porir em super stradas, que também são boas e não tem pedágio .. ´desde que não tenha muita pressa de chegar ao destino .. porque elas tem bastante movimento e cortam cidades .. a velocidade acaba não rendendo, mas por outro lado é interessante para conhecer melhor .. nas auto estradas o visual é o mesmo (praticamente) de outras auto estradas mundo afora ..

eu e minha mulher fomos alternando .. um pouco com pedágio e um pouco sem .. apenas a título de ilustração .. o trecho entre Napoli e Roma vc vai pagar em torno de 12 a 15 euros.. bem no sul (abaixo de Napoli) não fazem cobrança, mesmo na auto estrada .. na Sicília cobram.. enfim, maiores detlahes é só perguntar .. ah ! mais uma informação importante .. vc pega o tíquete do pedágio quando entra na auto estrada e paga ao sair dela (paga proporcionalmente ao trecho utilizado..) ..é legal ficar atento ao sair para passar num local que a cobrança seja manuel e não pela máquina.. é sempre bem sinalizado ..

2. o combústível pode ser gasolina (que lá chama benzina) ou gasóleo (óleo diesel).. recomendo a segunda opção.. está o litro em torno de 1,30 a 1,40 euros.. não esqueça de pedir para a locadora o combustível gasoleo .. avle a pena ! se vc locar o carro aqui, vão te dizer que não é possível reservar o combustível .. não esquenta com isso.. lá na hora (no balcão) vc pede que o carro seja a disel .. utilizei os serviços da Hertz .. nas duas viagens .. não é mais barata, mas tb não é a mais cara .. e oserviço é de primeira !

3. estacionamentos .. sempre se consegue .. cidades grandes é aquele velho problema de sempre .. masse consegue .. nem que vc tenha que deixar perto de uma estação de metrô (como fizemos para conhecer o centro histórico de Lisboa), por exemplo, e ir de metrô.. eu e minha mulher não estávamos muito interessados em cidades grandes.. ae acabou dando certo .. mas também conseguimos estacionamento até perto da Basílica São Pedro ..enfim, não há motivo para se apavorar.. sempre se dá um jeito !

4. pode usar a carteira de motorista do Brasil sem problema.. na viagem do ano passado fui só com ela e não deu problema algum.. este ano a agente de viagens insistiu que eu fizesse a carteira internacional .. fiz e não serviu de nada .. no balcão da locadora, por exemplo, só pediram a daqui .. eu dei a internacional e o funcionário pediu a daqui ..

acho que estão respondidas suas dúvidas..

vale a pena alugar o carro.. além da liberdade de se fazer o roteiro, o carro permite procurar lugares mais baratos para dormir, o que acaba compensando outros gastos..

qq coisa é so perguntar ..

abraço

Vinicio Schumacher Santa Maria

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Vschumacher

 

Vc poderia me dar maiores detalhes sobre a travessia de carro por ferry de algum local da costa amalfitana para a sicilia e vice-versa.

Qual o melhor local para as travessias

Quanto custa o passe de carro com um casal

Quanto tempo demora

O que mais tiver para acrescentar

 

Como é a primeira vez que entro nesse site me tire uma duvida? A resposta vem para esse site e para o meu e-mail também??

 

Obrigado pela ajuda

 

Maurício

 

 

 

Oi Sueli .. é os R$ 2.400. foi o aluguel do carro .. o consumo de combústível eu não lembro .. mas posso tentar verificar porque a maior parte foi no cartão.. de qualquer modo o que posso adiantar é que o consumo não foi absurdo.. o carro é com o blue diesel que estava em torno de 3 reais .. ou seja um pouco mais caro que a gasolina aqui no Brasil (aqui em Porto Alegre está R$ 2,55) .. o aluguel do carro foi a maior dentro que demos .. pela mobilidade que proporciona (rodamos na outra aventura mais de 5.000 km) e economia mesmo .. já pensou fazer tudo que fizemos andando de trem, ônibus ou táxi .. nem teríamos conseguido .. rodamos por toda a Itália (sul e norte), a Sicília e o litoral da França e Mônaco (lá onde está preso o Cacciola..)..

o camping que ficamos é o mesmo que vc refere.. tem inclusive uma piscina ..aquela região é fanástica: Positano, Amalfi, as estradinhas, os espelhos para enxergar o carro que está vindo .. sem explicação.. mas me apaixonei pela Sicília (sou um pouco suspeito porque meus antepassados vieram de lá).. a ilha é uma fusão de muitos povos e culturas (árabe, africana, grega, até alemão de olho azul ..da normandia !) .. e tem de tudo que se possa imaginar ..praias, sítios arqueológicos (Agrigento, Selinunte, Siracusa, etc.), neve (no vulcão Etna.. que pretendo conhecer nesta próxima expedição).. enfim .. vale a pena !!! aliás, para a próxima expedição (que já está com a data de partida confirmada) em setembro, pretendemos atravessar até a Tunísia e conhecer um pouco do Saara ..era isso ! qualquer informação que eu possa ajudar é só falar ..

abraço

Vinicio Schumacher Santa Maria

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola, estarei saindo de carro já alugado aqui do Brasil, de Nice (França) fazendo toda a costeira até Amalfi, depois entregaremos o carro em Bologna, caro será entregar o carro em outro país, a taxa p/ isso é muito cara, alguem pode me confirmar se real/e chega a 500,00 euros, mas de qq. forma deve ser mais vantajoso p/ conhecermos o q. real/e queremos, alguma dica de paradas nesse percurso, será a partir de 16 de abril, faço pelo litoral ou vou pela auto estrada e perco a oportunidade de conhecer mais da região litoranea? Alguem ja realizou essa trip?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou chegando em Sorrento a noite saindo de Roma e chegando em Napoles.

Por sugestões do pessoal do site irei me hospedar no Hotel Ulisses, mas não tenho idéia de como chego da estação de trem de Sorrento até o Hotel, pois não sei onde fica a estação de Sorrento, Alguém conhece os meios de transportes em Sorrento?

Outra dúvida, irei a Capri de Sorrento bem cedo, pois terei que estar no Aeropórto de Napoles no final do dia (18:00), alguem sugere uma logistica para esse dia?

Grato,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sugiro que mande um e-mail para o hotel. Eles têm todo o trajeto que devemos fazer pra chegar até eles. Sobre como ir para o aeroporto, sugiro q faça o mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vimasore,

 

Não tem erro. Voce salta na estação de Sorrento, desce um pouquinho até cruzar com a avenida principal da cidade. Vira a esquerda nessa avenida e continua reto. Vai caminhar uns 10, 15 minutos, depois voce vira a direita já na rua do hotel.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu MarcosDM, sem problemas de ir levando mala com rodinhas??? E a abaldeação em Napoles vido de Roma de Trem vc sbe?

Grato, Vimasore.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu nao fiz essa baldeação direta, pois dormi em Napoli. As 2 estações sao proximas, questão de uns 8 minutos caminhando.

 

Mas eu nao aconselho de forma alguma uma mulher fazer esse trecho sozinha, a noite, estrangeira e com mala. A estação central de Napoli e essa areazinha em comento é bem, bem, beeeemmmmmm estranha....

 

Não sei se existe um trem interno que faça essas linhas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

MarcosDM somos um casal e devemos chegar no final da tarde, entre 7 e 8 da noite, e como é verão ainda deve estar claro, mas mesmo assim valeu pela dica, tem que ser andando mesmo....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então tá ok. Ali pelas 19, 20 horas no verão ainda tem luz. Sai da estação, vira a esquerda depois da praça e pega a avenida que vai ter a sua esquerda. Logo depois de uma curta caminhada a estação regional vai estar a sua esquerda. A região ali lembra bastante o Brasil.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por silviaamorim
      Gente, acabei de voltar de uma viagem pela Costa Amalfitana, na Itália, e estou ansiosa para compartilhar o que eu considerei a melhor descoberta da trip. Todo mundo sabe que a estonteante Costa Amalfitana não é dos lugares mais baratos da Itália. A imensa maioria dos passeios é pago, o que, às vezes, se torna inviável para quem está com o orçamento contado. Muita gente diz que os passeios de barco são a melhor maneira de ter uma ideia da grandiosidade dessa parte do litoral italiano, cenário de filmes e romances. Eu concordo que é um passeio bacanérrimo, mas descobri que não é a única maneira de ter uma vista privilegiada da região. Fica a dica: gastando menos de 10 euros, faça a trilha “Sentiero degli Dei”.
       

       
      Em português, isso quer dizer “Caminho dos Deuses”. Sem exageros, é quase assim que nos sentimos quando estamos lá em cima dos penhascos, percorrendo caminhos de terra estreitos, à beira de abismos e com uma visão total do mar azul, das casas encravadas nas montanhas, das plantações do famoso limão siciliano e do céu. Eu digo que é a vista mais privilegiada porque caminhamos bem pertinho das nuvens, em meio a muito verde e num silêncio relaxante. Às vezes, só interrompido pelos béééé de cabras ou algum pássaro.
       

       
      A trilha dura cerca de 3 horas. Ela começa num vilarejo chamado Bomerano e termina em Nocelle, um vilarejo perto de Positano. Não é de grande dificuldade, mas requer alguma familiaridade com trekkings porque há trechos em que o terreno é bem acidentado. Com cuidado e calma, pode ser feita pela maioria dos aventureiros. Posso dizer que o almoço-piquenique que fiz lá do alto, debaixo de uma árvore e soboreando um sanduíche de queijo Fior di Latte (tradicional da região) e presunto Parma, que comprei numa salumeria no vilarejo de Bomerano, onde começa a trilha, ficará para sempre na minha memória.
       
      Vamos às informações sobre a logística, porque, chegar ao paraíso, claro, exige esforço. A trilha começa na vila de Bomerano, em Agerola, uma cidadezinha da Costa Amalfitana, perto de Amalfi. Para chegar até lá, terá que pegar em Amalfi um ônibus comum urbano com destino a Pomeriggio. Os tickets são vendidos no quiosque de informações turísticas na praça principal de Amalfi e custam menos de 2 euros. A viagem dura uns 40 minutos. Peça para descer no ponto de Bomerano. Quando eu fui, o ônibus quase inteiro desceu nessa parada. Daí, você terá que caminhar (5 minutinhos) até o centro da vila, que se resume a uma praça, com padaria, café e uma salumeria divina. Tem uma placa bem grande em frente ao ponto de ônibus indicando a direção.
       
      Eu recomendo que você compre na salumeria o queijo Fior de Latte, o presunto Parma e o pão de focaccia e peça para a atendente montar o sanduíche pra você. Eles são muito gentis e fazem isso numa boa. Fatiam o quanto você quiser de queijo e do presunto e preparam o sanduíche. Sem fazer economia nos ingredientes, paguei 5 euros por dois sanduíches. Inesquecível!!!! Compre também água. Na trilha, há locais para reabastecer o cantil. Com a mochila pronta, comece a caminhada. A trilha sai dali pertinho da igreja e é bem sinalizada. De resto, é só afiar as canelas e contemplar.
       
      Quando chegar em Nocelle, tem ônibus para Positano. Há quem faça o caminho na ordem inversa, começando por Nocelle. Mas precisa saber que a trilha é mais árdua, porque é subida. Para mim, acabou sendo um passeio de dia inteiro, porque, como estava hospedade em Positano, precisei me deslocar até Amalfi (optei pelo ferry-boat a 8 euros e dura 20 minutos). Comecei a caminhar por volta do meio-dia e terminei depois de mais ou menos 3 horas. Sem pressa, parando para fotos, descanso e piquenique.
    • Por Helen Pusch
      Oi, gente!
       
      Vim contar como foi a viagem que eu e meu marido fizemos em julho de 2017 pela Itália.
      Foi nossa segunda viagem para lá, pois somos apaixonados por esse pedaço do mundo. A história, as paisagens, a gastronomia, tanta coisa nos encanta, e até aprendi a falar italiano razoavelmente (complica quando eles falam entre eles, com velocidade "metralhadora", aí é a mesma coisa que grego hahaha).
      Na primeira vez (em 2014), fomos durante o inverno e conhecemos as cidades mais turísticas: Roma, Florença, Milão e Veneza, passando por algumas menores no caminho. Optamos por não colocar no roteiro dessa viagem nenhum local que tivesse praia, pois sabíamos que muita coisa estaria fechada e não aproveitaríamos direito, mas desde aquela época ficamos com a intenção de fazer um roteiro durante o verão. Contei como foi essa viagem neste relato aqui: 
       
      Então, desta vez conseguimos três semanas para ficar por lá, mesclamos atrações turísticas com muita praia, separamos os primeiros dias para rever Roma e fazer uns programas que da primeira vez não fizemos, e acabou ficando assim:
       
      ROTEIRO:
       

      1º dia - Roma  - chegamos no final da tarde, mas ainda deu tempo de passear e rever algumas coisas;
      2º dia - Roma - Parque Savello, Terme di Caracalla, Via dei Fori Imperiali e visita noturna ao Coliseu;
      3º dia - Roma - bairro de Trastevere, visita guiada pela necrópole do Vaticano, Basílica de São Pedro, janta no Mercato Centrale;
      4º dia - Nápoles - fomos cedinho, de trem. Visitamos Quartieri Spagnoli, Piazza Plebiscito e Castel dell Uovo. E claro, jantamos a pizza do Da Michele;
      5º dia - Pompeia / Sorrento - saímos cedo de Nápoles, passamos o dia visitando o sítio arqueológico de Pompeia, e após, fomos para Sorrento;
      6º dia - Sorrento - Bagni della Regina Giovanna e praia de Sorrento;
      7º dia - Sorrento / Capri - bate-volta à Capri;
      8º dia - Minori / Ravello - fomos de Sorrento para nossa hospedagem em Minori e aproveitamos umas horas de praia lá. Mais tarde, fomos conhecer Ravello;
      9º dia - Minori - dia de muita praia, primeiramente em Castiglione e depois em Atrani, e conhecemos também Amalfi.
      10º dia - Minori - pegamos umas horas de praia em Atrani e depois fomos conhecer Positano;
      11º dia - Trem noturno - fizemos check-out do hotel e passamos o dia na praia de Minori. Final de tarde pegamos um ônibus para Salerno, depois um trem para Nápoles e de lá, um trem noturno rumo a Taormina;
      12º dia - Taormina - chegamos cedo. Passamos boa parte do dia na praia de Isola Bella, e à noite passeamos pela cidade;
      13º dia - Taormina - ficamos à toa na praia em Giardini Naxos. Mais à tardinha, visitamos Castelmola;
      14º dia - Taormina - um dia à toa, com algumas horas na praia de Isola Bella;
      15º dia - Taormina - mais alguns pontos turísticos de Taormina, como o Teatro Grego. Tarde de praia, novamente em Isola Bella;
      16º dia - Agrigento / Trapani - Ônibus cedo até o aeroporto de Catânia, onde retiramos um carro alugado e rumamos até Agrigento, para conhecer o Vale dos Templos. Seguimos para Trapani, onde pernoitamos;
      17º dia - Trapani - praia de San Giuliano, e mais tarde, fomos conhecer Erice;
      18º dia - Trapani / Favignana - bate-volta à ilha de Favignana;
      19º dia - Trapani / San Vito lo Capo - bate-volta a San Vito Lo Capo;
      20º dia - Palermo - novamente fomos a San Vito Lo Capo, mas dessa vez fizemos um passeio de barco por Scopello e pela Riserva dello Zingaro. Entregamos o carro no aeroporto de Palermo e nos hospedamos nessa cidade;
      21º dia - Palermo - Aproveitamos umas horas na praia de Mondello e, após, visitamos alguns pontos turísticos de Palermo, entre eles o Palácio dos Normandos.
      22º dia - Palermo / Cefalù - bate-volta a Cefalù;
      23º dia - Palermo / Roma - manhã na praia de Mondello. Pegamos um voo para Roma e pernoitamos ao lado do aeroporto. Cedinho do dia seguinte pegamos nossos voos e fim de viagem.
       
      Vou procurar fazer o relato de maneira mais sucinta e objetiva, pois nem todo mundo tem paciência de ler textão hahaha, mas quem tiver interesse em saber tim-tim por tim-tim como foi, está tudo relatado no meu blog: https://recordacoesdeviagens.wordpress.com/2017/08/27/roteiro-de-viagem-pela-italia/
       
      E segue aqui o vídeo da viagem, pra dar uma ideia dos lugares lindos que a gente conheceu. 
       
       
      Volto no próximo post para contar mais. Abraços!


×
×
  • Criar Novo...