Ir para conteúdo
marcelobaptista

Travessia São Francisco Xavier - Monte Verde (Jan/09)

Posts Recomendados

Já tinha ouvido falar bastante na travessia de São Francisco Xavier (distrito de São José dos Campos/SP) e Monte Verde (tb um distrito, mas da cidade mineira de Camanducaia) nesses dez anos de trekking que eu completo em 2009, mas por essas contigências da vida, nunca havia conseguido planejar essa trip anteriormente. Com dois dias de folga, finalmente tive a oportunidade de seguir em frente e fazer essa travessia famosa, talvez uma das mais clássicas da Mantiqueira.

 

Acordei ás 5h da manhã, afim de poder fazer as conexões em SJC o mais cedo possível. A passagem custou $ 17,30 e eu embarquei no ônibus das 6h15, com sono, mas empolgado com a oportunidade.

 

Desembarquei ás 7h45 na nova rodoviária de SJC, com o tempo fechado. Fiquei um pouco apreensivo quanto á possibilidade de belos visuais. O ônibus para S. Fco. Xavier sai da plataforma 16 da rodoviária; saímos ás 8h em ponto, um ônibus simples da viação Oito Irmãos. Paguei $4,60. São mais 1h40 de viagem subindo a serra da Mantiqueira, passando por Monteiro Lobato (SP), antes de chegar ao ponto inicial da travessia.

 

Cheguei a S. Fco. Xavier ás 9h36. Fui até uma padaria, um café com leite e um pão na chapa, um papo rápido com um cara que quis me empurrar um guia, e depois passei no CAT, o centro de informação turística de São Francisco Xavier. Depois de um papo com a simpática Ana, peguei um mapa e segui em direção á fazenda Monte Verde, onde de fato se inicia a trilha para Monte Verde: eram 10h.

 

Da cidade até o inicio da trilha tem cerca de cinco km, numa subida dura e sem trégua. O tempo abriu, e o sol pegou forte; junto com a subida impiedosa, causa no caminhante um desgaste muito forte. Um ponto de água, junto a uma espécie de altar para Nsa. Sra. Aparecida. E subida, subida...cheguei na porteira da fazenda Monte Verde por volta das 11h20, e cruzei com dois caras de SJC (Leonardo e Anderson) que tb estavam subindo, mas tinham como destino final o mirante (é como a galera da região chama o Pico da Onça). Como nossos ritmos estavam parecidos, fomos juntos papeando. Os caras já haviam feito a trilha algumas vezes, e passaram uns toques legais da região. Gente boa os dois.

 

A subida não pára até chegar a uma bifurcação, exatamente a que separa a trilha que leva ao mirante (Pico da Onça...) e a continuidade da trilha até Monte Verde. Até chegar ali, passei por três pontos de água muito bons. Como eu havia me distanciado dos dois colegas num determinado momento, e chegado antes na bifurcação, esperei a chegada de ambos para me despedir, e assim aproveitei para descansar um pouco. Quinze minutos depois, Leonardo e Anderson chegaram. Me despedi dos dois, e segui para Monte Verde. Eram 14h07.

 

A partir da bifurcação, o caminho aplaina e começa uma descida suave e constante. A trilha está em muitos pontos tomada pelos bambus que caíram com a recentes chuvas (afinal, é verão). Um momento interessante é quando se chega ao chamado Bosque dos Duendes, uma área dificil de descrever; parece mais com umas imagens que vi da Nova Zelândia. É bem interessante. Árvores que se espalham, o chão coberto de folhas, os raios de sol que vazam por entre a copa das árvores...paisagem agradável.

 

Caminha-se sempre em suave declive, até chegarmos ao fim da trilha, junto a uma propriedade da Horizontes América Latina, uma missão católica. Dali tomamos á esquerda e seguinos por uma estradinha de terra, cheia de belas casas, até as proximidades do centro de Monte Verde (a rua termina ao lado do banco Bradesco). Seguindo as indicações do relato de uns colegas montanhistas (Ronald e Rafael), segui para a Vila Operária, em busca de hospedagem barata. Já bem cansado, entrei na primeira que eu vi...fiquei na Pousada Dona Ana (R.da Represa, 215 tel.: 35 3438 1142 / 3438 2007), $70, com lareira. Para ficar um dia, foi uma boa escolha...além do mais, estava bem feliz e com o objetivo cumprido: a travessia de S. Fco. Xavier a Monte Verde. A noite caiu, a chuva tb caiu forte, e depois de provar uma truta muito boa no restaurante Capricho (mais uma indicação do relato Ronald/Rafael), fui para a pousada dormir um pouco e descansar para fazer uma caminhada até alguns picos ao redor de Monte Verde. Infelizmente, o tempo na manhã seguinte não estava muito confiável, então resolvi voltar para São Paulo. Mas já fazendo planos de voltar e fazer os picos cercanos a Monte Verde.

 

Dicas: Se vc for e ônibus, planeje-se para chegar o mais cedo possível a S. Fco. Xavier. Os horários dos ônibus que saem de SJC para SFX vc encontra no site http://www.guiamonteverde.com.br . No que se refere á trilha propriamente, prepare-se para os sete primeiros kms, que são os mais puxados da trip:vc começa a caminhar na cota 730m e chega á bifurcação na cota 1830m, ou seja, um desnível de 1100m!Acredite, é bem forte a subida...Água existe em bastante quantidade. Em Monte Verde, procure pela Vila Operária para conseguir hospedagem mais barata. E programe-se para conhecer os picos perto de Monte Verde, como a Pedra Partida, Pedra Redonda e o Chapéu do Bispo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

fala marcelo blz!!!

legal ai seu relato moro em são jose ,ja fiz varias vezes essa trilha ate monte verde ,fui a pe , bike e moto(moto so ate o mirante antes chegava ate monte)

super dez !!!!

se quizer fazer mais trips por aqui da um alo quem sabe não conseguimos combinar algo

eatamos sempre rodando pela regiao nos fins de semana !!!!

abços mochileiro!! :mrgreen:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá galera mochileira!

 

Bom vou contar um pouquinho sobre a trilha de SFX a Monte Verde!

 

Bom... saindo de São José as 8 hs da plataforma 16 da rodoviária, tem +- 1 e 40 hs até a praça central de SFX, eu estava acompanhado do meu amigo Anderson ( Aliás a trilha do Mirante ele não conhecia).

Arrumamos as mochilas que por sinal estavam bem pesadas, pois as barracas eram um pouco grandes, pois tinha-mos programado a trip para ficar 3 dias acampado lá, então levamos muita comida.(estavamos cada um com+- 30 Kg na mochila).

Entramos na estrada que liga São Francisco até Joanópolis e andamos uns 2 Km até chegar a ponte sobre o rio Santa Cruz (acho q é isso mesmo o nome do rio), então tomamos a nossa direita e seguimos pela estrada do bairro dos Ferreiras, para chegarmos até a fazenda Monte Verde ( Fazenda do Jorge).

Ao longo da estrada existem apenas 2 pontos de água, um logo no começo e o outro no meio do percurso onde tem uma "gruta" de Nossa Senhora Aparecida.

Nesse dia o sol pegou forte e desgastou muito na subida até a fazenda, pois são 5 Km da cidade até la.

Por volta das 11 hs, eu e Anderson paramos para descançar e nos encontramos com o Marcelo na última subida antes de chegar a fazenda, essa é a pior de todas....

Então como os nossos ritmos estavam bem parecidos o Marcelo se juntou a nós e começamos a caminhada, mas o destino dele era Monte Verde.

Pois bem, após umas 2 horas de caminhada seguindo montanha acima, o Marcelo como estava mais leve se distanciou da gente e nos esperou na bifurcação. Após uns 15 minutos chegamos a bifurcação e aproveitamos para descançar e eu mostrei a eles o marco da divisa de estados.

Após a despedida do companheiro de trilha, seguimos trilha acima, onde a mata se fecha mais e onde começam as piores subidas.A trilha nesse ponto esta um pouco fechada, mais pelo uso frequente e algumas erosões por causa das chuvas, não tem como se perder.

Após +- 30 min de subida a partir da bifurcação chegamos ao mirante ou pedra da onça, armamos acampamento e aproveitamos um pouco da vista la de cima que é incrível, isso ja era por volta de 15 h.

Com o fôlego recuperado e estômago cheio, sentamos na pedra para apreciar a paisagem quando avistei de longe uma nuvem não muito legal.... era chuva forte chegando.

Eu e o Anderson reforçamos a barraca e por coisa de 20 min a chuva forte chegou.

Era por volta de 22 hs a temperatura la em cima estava próxima aos 6 graus e a chuva ja tinha parado. Eu para ajudar ainda, comi algo que não caiu bem e fiquei mal a noite toda. Decidimos mudar o nosso destino e iriamos sair no outro dia bem cedo e seguir para Monte verde para nos encotrarmos com o Marcelo, para tentar chegar ao Pico do Selado, mas eu já estava sem forças para caminhar, então achei que era melhor voltar para casa.

Esse é um breve relato da nossa trip a SFX, que alias fazia um bom tempo que eu não fazia mais nenhuma trip.

 

Alguns toques sobre a trilha para quem vai para o mirante:

- Se for acampar la em cima, a última bica é uma que fica numa parte descampada da trilha, você verá que na saída da bica existem algumas manilhas (pois antigamente passava por ali uma estrada) antes de chegar a bifurcação, se tiver chovido um dia antes, ao longo de toda a trilha tem bicas.

- La em cima no mirante, tem uma outra "trilhazinha" que dá para uma pedra (alías cuidado la pois venta muito), essa trilha está bem fechada, ela começa um pouco antes da entrada do mirante a esquerda.

- Tem uma coisa bem legal, se você der sorte, ao longo de toda essa trilha pode ver o macaco Muriqui, o maior macaco da américa. Eu particularmente só vi ele 1 vez, durante esses 5 anos de trip.

 

Valew galera, espero ter ajudado em alguma coisa, se precisarem eu estou a disposição.

 

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, tudo bem?

 

São tantos tópicos sobre a região que eu não sei aonde tirar dúvidas, ehehehe

 

Bom, as longas férias foram para o brejo ( e a chapada diamentina fica para a próxima) e o jeito é esticar uns finais de semana por perto.

 

Bom, minha idéia é ir até SFX de carro, fazer a trilha até MV, voltar no dia seguinte ou ficar mais um dia por lá e voltar no outro.

 

Perguntas:

 

- Considerando que vou de carro, e deixarei o mesmo estacionado 1 ou 2 dias, aonde é melhor começar a trilha? Pensei em começar por SFX. Ou vocÊs recomendam esquecer o carro e ir de ônibus mesmo? Pensei no carro por poder entrar cedo na trilha da travessia, e pegar a tal subida do ínicio com MUITA calma...

 

- A trilha da travessia pelo Jorge (fazenda Monte Verde) termina exatamente aonde em MV? Em alguma atração? No pico do selado?

 

- Para voltar, as outras opções oferecem alguma atração imperdível ou posso voltar pela mesma trilha?

 

Obrigado pessoal

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

salve!!!!!!

fala edu!!!!!

então a trilha é bem legal mesmo!!!

****eu sempre fui de carro , para o carro la no estacionamento no pe da fazenda monte verde onde começa a trilha(trilha do jorge)e subo rumo a monte verde ou ate o mirante

subindo a trilha apos umas 2 horas cheg~- se na bifurcação a direita vai pra montes verde e seguindo acima vai ate o mirante(tem um marco da divisa bem ali meio escondidinho no mato)

ate monte vai mais uma s2 horas e vc vai sair perto do portal que leva ao picos ..mais uma 1 caminhando em subida vc chega no pico ou vai pra rua da igreja em montes ao lado do bradesco

se vc quiser ficar por la(monte verde) vale a pena conhecer as pedras e os picos so não esquecendo que vai ter que ser tudo a pe(pico selado/pedra partida/chapeu do bispo)

e se voltar por outra trilha santa cruz vai ter que andar esses 15 km de estrada de terra e subir novamente ate a fazenda monte verde pra pegar o carro

***existe tb a trilha do santa cruz que fica+- 15km de são xico tem tb um estacionamento mais tem que pagar $$$( ultima vez 3,00)ela é bem mais facil de subir e vc chega ao lado da pedra partida em monte!!

na minha opnião acho melhor deixar o carro na fazenda monte verde subir a trilha do jorge ir ate monte verde , ficar por la um dia e no dia seguinte de manha conhecer alguns picos em monte e começar a voltar depois do almoço

no mais é isso se precisaar de mais algum toque

em monte tem a parte alta e a vila operaria que sai um pouco do centrinho e tem opções mais baratas de hospedagem e de rango!!

falow

bruno

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Du.. essa travessia é mais facil q andar pra frente e num fds vc faz numa boa!! Comec e por SFX, onde da pra deixar o carro numa boa na praca central, q foi o q fizemos. va por ua trilha e volte por outra. La ta cheio de placa indicando onde comeca atrilha. Va pela Trilha do Jorge, passe pelo topo do Pico da Onca (se quiser acampa aqui, mas é mto farofado) e desce ate MV. La vc pode subir a serra novamente e acampar perto do Plato e Chapeu do Bispo. Ta cheio de placa indicando onde fica. No dia sgte vc vai ate a Pedra Redonda e Pedra Partida, e dali desce outra vez a SFX pela Trilha da Fazenda Sta Cruz. A trilha, no trecho final, ta meio fechada mas nada q um vara-mato light nao resolva.

 

Francamente, essa é uma trilha q dispensa qq aparelho de tao facil q é. tem sempre gente circulando la. Se alguem se perder la, certamente tb deve precisar nao so de bussola e gps como tambem de uma bengala e cão-guia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, valeu pelas infos!!!

 

Acho que decidi, vou por SFX, trilha do Jorge. (Jorge, o que você andou fazendo por estas bandas para ter uma trilha batizada com seu nome??)

 

Pego uma pousadinha em MV para curtir o frio e no dia seguinte volto para SFX.

 

Só não sei se volto pela mesma ou faço o roteirinho que o Jorge indicou. A trilha da fazenda santa cruz começa na pedra partida, né? Tem até placa????

 

Vou ver se consigo ir durante uma semana de julho, tentando pegar menos muvuca... !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

salve edu!!

então so não esqueça que se vc deixar o carro na praça em SFX vc tera que subir +- 3km ate a porteira da fazenda monte verde ai começa a trilha (de trilha ate monte +-4:30 ) e na volta decendo pela faz santa cruz vc tera mais +- 15 km de estrada de terra ate chegar na praça SFX

se der muittaaaaa sorte consegue carona da santa cruz ate a praça mais é quase impossivel.... e se for nos finais de semana o trafego de carros na estrada de terra levanta um poeirão hehehe da ate pra cuspir tijolo!! ::lol4::

o legal pelo sta cruz é que vc faz outro caminho mas pena que na volta tem que pegar o estradão de terra

no mais é isso

tem as 2 opções ai depende de vc ::otemo::

abço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Edu, acho que vou te acompanhar nessa trip ae. rs

Galera, alguma recomendação em relação ao bambuzal? E sobre a Fazenda Monte Verde, eles estão cobrando pra deixar o carro? Finalmente, se alguém tiver uma dica de hospedagem BBB naquelas bandas, é sempre bem-vinda. Normalmente eu deixo pra pegar lá pra poder negociar melhor - ainda mais agora que passarei só uma noite - mas essa época tá tudo bem lotado por lá. ::carai::

 

Valeu!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

salve punisher!!!

deixar o carro na fazenda monte verde não precisa pagar(ja fazenda santa cruz parece que paga)

o bambuzal é so dar uma abaixada e vai que vai!!!(cuidado só com coisas pra fora da mochila)

agora hospedagem vou ficar devendo pra vc! sempre que vou acampo pela trilha mesmo

subindo a trilha do jorje(faz monte verde) tem o mirante la em cima que é bem legal acampar(as vezes tem gente acampando por la tb) ,tem tambem no final da trilha quase chegando em monte verde tem um rio e depois dele tem uma clareira legal tb ou acampar no topo das pedras (é so dar uma procuradinha que vc acha um lugar legal no topo pra acampar)

se procurar por hotel mesmo acho que é mais barato vc ir ate a vila operaria e dar uma procuradinha por la(sempre é mais barato hotel/alimentação)

falow

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa, povo. (num ta na hora de criar um topico guia dessa travessia lá na area de trekking não?)

 

To pensando em juntar um povo e me jogar nessa travessia ai, subindo pela trilha do Jorge e descendo pela Santa Cruz. E to cheia de duuuuuvida!

 

Reza uma fofoca que eu vi num relato de alguem, que o dono da fazenda fechou a trilha da Santa Cruz para o público, alguem confirma essa info (ligar no CAT de SFX ajudaria ou daria na cara a má intenção hehehe?)?

Como a gente pretende por o pé na trilha por volta das 8h (vamos de carro e dormir em S. Francisco Xavier), pelo que li, dá tempo, se S. Pedro e as forças do pessoal deixarem, de acampar perto do cume do Selado? O plano inicial era ficar proximo ao Chapeu do Bispo - alias, acha-se agua por ali, ou teriamos que comprar no Café Plato?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

salve negrabela !!!!

então subir desde da praça SFX pelo subida do jorje ate o selado acho meio puxado!!mas vai do pique!!!

ao subir ate o selado pelo cafe vc encontra agua no caminho(30 min do cafe)depois chega-se no plato e a direita do segundo plato é a entrada ppara o selado(fui la a semana passada e agora não tem mais a placa indicando o selado mas a trilha é facil e bem legal o mais dificil e subir a pedra pra assinar o livro hehehe)

realmente o acesso pela faz santa cruz esta meio complicado depende do humor(e se o patrão não tiver por la ehehehe)mas se vc tiver descendo de monte verde a passagem da pra ser feita (ja desceu mesmo!!) ::otemo::

falow

 

bruno

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uma alternativa diferenciada e perrengueira 'a tradicional travessia (q é mais viavel no sentido SFX-MV pela Trilha do Jorge) é uma vez no topo do Pico da Onca, ao inves de descer p/ MV ou SFX é azimutar a bussola (precisa saber navegar, claro!) e tocar pela crista sentido a Pedra Redonda ou Pedra Partida... é menos de um dia de vara-mato razoavel, mas é possivel sim.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

SALVE!!!

boa jorjão!! a uns 4 anos fui nesse vara mato e o negocio é feio mesmo precisa saber navegar , não consegui chegar a pedra partida kkkkkk!!!!!(ja vi gente descendo crista errada e se dando mal tendo que voltar tudo kkkk)

não sei se vc ja ouviu falar que muito antigamente tinha a trilha da crista que vinha desde do queixo dánta , passando pela pedra vermelha e seguindo sempre pela crista , chegando assim na trilha do caçador(revolução)

pena a trilha do caçador estar fechada la em cima tem a cachoeira das couve(linda) , trincheiras da revolução e a cabana dos caçadores(pelo menos tinha kkkk)

um tempo atras tentei contato com o pessoal da fazenda mas sem sucesso o negocio deles agora é acabar com o solo plantando eucalipto

falow

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, estive nesse início de semana 27 e 28 de julho percorrendo com minha namorada a travessia de são Francisco Xavier a Monte Verde, segue o breve relato:

 

Chegando em São Francisco Xavier, basta seguir sentido Joanópolis, e logo após a praça principal aparece uma placa indicativa “Fazenda Monta Verde”. Segue-se então por estrada de terra até a fazenda, a km certinha eu não me lembro, mas acredito que uns 8km (pessoal, confirmem!), sem nenhum problema no meu caso, que estava de carro, mas a pé com certeza deve ser dureza!

 

Estacionamos o carro numa área grande na fazenda monte verde, como era segundona de batente não tinha mais nenhum carro por lá. Cruzamos a porteira da fazenda pontualmente às 09:00. Segue-se então uma longa subida, o tempo estava nublado e a temperatura bem agradável. Os macacos também estavam por lá! Nessa subida pelo que me lembro são 3 pontos abundandes de água, fora outros que você ouve no meio do mato. Essa parte da trilha é bem aberta, quase que um caminho na mata. 100% subida!

 

Às 11:00, chegamos na bifurcação. Subimos num ritmo bom acredito que devido ao tempo nublado, pois fomos num ritmo bem leve. Tomamos a direita, sentido Monte Verde. Logo após a bifurcação, a trilha já fica mais fechada, mas está bem tranqüila de seguir. Passa-se por umas pedras enormes no meio da mata, vem um bambuzal, depois o magnífico bosque dos duendes, e mais e mais bambuzal! Foi preciso abaixar várias vezes para passar nos bambuzais.

 

Ao meio-dia, paramos num riozinho que cruza a trilha, aonde almoçamos e descansamos. Esse trecho da trilha alterna pequenas subidas e descidas, sempre em baixo da copa das árvores e dos bambuzais.

 

Saindo do riozinho 12:30, continuamos por mais bambuzais até encontrar um outro riozinho, este com um escorregadio tronco para cruzá-lo. Nem eu nem minha namorada arriscamos o tombo, e então retiramos os calçados para atravessar o riozinho. O único problema era a água bem fria! Depois do rio, encontra-se uma cerca da empresa Melhoramentos, passa-se por ela e segue-se uma cerca de uma propriedade, chamada “Missão Horizontes.”. Chega-se então ao fim da trilha, na “rua taurus” em Monte Verde. Final da trilha às 13:30, totalizando então 04:30 desde a saída da fazenda monte verde.

 

Enfim, daí foi procurar uma pousada, aproveitar um pouco o centrinho e descansar. No outro dia caminhamos até o chapéu do bispo, 01:30 de caminhada do centrinho, subidas longas e lamacentas/poeirentas (com chuva/com sol). Dureza aqui, como era terça-feira não achamos nenhuma carona! E a hora que partimos para as pedras o pessoal que aluga os cavalos não estava lá.

 

Descemos das pedras, juntamos as mochilas e entramos na trilha de novo às 12:15. Saímos na fazenda Monte verde por volta de 16:00, o trecho da descida fomos mais rápidos pois a chuva ameaçava despencar, como de fato aconteceu nos últimos 5 minutos de trilha!

 

Gostei muito da trilha, quero voltar para conhecer o mirante que fica à esqueda da bifurcação. Quem sabe também acampar por lá, fazendo um trekking noturno!

 

Agradeço ao pessoal que mandou as infos! Foram muito úteis!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

salve edu !!!!

legal einh que vc fez a trilha !! a trilha é bem legal mesmo e o relatinho diz tudo , conseguiu tirar foto do muriqui (tem que guardar pois o bixão ta em extinção kkk)

falow

bruno

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×