Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Micheli Cruz

Ilha de Boipeba- BA

Posts Recomendados

179761_426965734053075_1972580136_n.jpg.107a53204aa49433e423e01ba618870a.jpg

Para quem gosta de curtir um final de semana, férias, feriadão super tranquilo com a família em uma ilha paradisíaca localizada no baixo sul da Bahia irá se surpreender com os encantos naturais em que essa ilha nos proporciona.

A idéia dessa viagem surgiu através do meu pai que é nativo e sempre convidou a família pra passar as férias e enfim concordei também a partir de 2008 em conhecer os encantos da ilha.

A ilha de Boipeba é inserida no Arquipélago de Tinharé e é cercada de um lado pelo oceano e de outro pelo estuário do Rio do Inferno.

Contemplada por uma floresta densa da Mata Atlântica, restinga, dunas, extensos manguezais e praias paradisíacas com coqueirais e recifes de grande valor ecológico e paisagístico.

537129_426926844056964_2093849424_n.jpg.977c2e2e88060ded036b69b8ab2f5006.jpg

Quem for de Salvador enfrenta uns 300 km, a viagem é demorada. Sempre quando eu viajo vou pelo Ferryboat. Você pega uma estrada pela BA001 até a cidade de valença baixo sul da Bahia. E por Valença tem mais um trecho pela frente. A caminho você vai encontrar placas indicando Morro de São Paulo, Boipeba. Você segue o caminho onde tem escrito Boipeba, ainda vai passar por uma estrada de Barro até Torrinhas, onde você vai pegar um barco ou lancha se preferir.

O bom de viajar pelo rio é ir descobrindo aqueles lugares que estão fora dos roteiros oficiais de turismo. Por exemplo, bares, restaurantes, flutuando no rio, frequentados pelos nativos. A dica aqui é comer ostra crua, cultivada aqui mesmo no rio.

A maior atração de Boipeba está mesmo no mar. As piscinas naturais são de um azul tão forte e limpo que você tem a sensação de estar mergulhando num aquário. As piscinas ficam a mais de um quilômetro da praia.

542870_277012442381739_1039052238_n.jpg.85b833b9980c55f1f3b6b16a84f30780.jpg

291923_151321381617513_1814020_n.jpg.42252657f8a4d03904f95fad025db40a.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

estive neste paraíso agora em setembro, e concordo com você, Boipeba é sensacional !! ::cool:::'> ::cool:::'> ::cool:::'>

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estive em Boipeba com minha namorada em julho e curtimos muito. O perrengue é chegar na ilha, mas compensa!

 

Fizemos uma viagem não muito mochileira, digamos assim... rs

Tínhamos um crédito num site de hospedagem e investimos ele na Pousada Mangabeiras, que é sensacional. Lugar pra casal, mesmo. Falo mais sobre a pousada à frente.

 

1º dia: Rio-Salvador-Mar Grande-Valença-Boipeba

Saímos do Rio bem cedo. Reservamos um dos primeiros voos do dia pela TAM, mas não tivemos muita sorte e enfrentamos um atraso de mais de uma hora. Isso fez toda diferença, porque o acesso para Boipeba é bem difícil e tem hora certa pra última lancha que sai de Valença. O ideal é acordar em Salvador e partir cedo pro terminal marítimo. Nessa, dá pra economizar muito tempo.

 

Há muitas maneiras de chegar a Boipeba. A boa é pesquisar bastante e pedir ajuda da sua pousada, inclusive para fazer a reserva da lancha que leva até a ilha. Além disso, se surgir um imprevisto é o contato que você tem para te orientar a chegar lá de outra maneira.

 

Depois de desembarcar no aeroporto de Salvador, fomos de táxi até o terminal (que fica no entorno do Mercado Modelo). Pegamos um barco num terminal que não consigo lembrar o nome de jeito nenhum. ACHO que é Terminal Marítimo Mercado Modelo, mas não tenho certeza. Fomos até Mar Grande, num percurso tranquilo de pouco mais de 40 minutos. Desembarcamos e entramos logo num táxi depois de negociar rapidamente o preço. Foi nossa sorte, pois nosso barco (o último do dia!) sairia de Valença em poucas horas.

 

O táxi nos deixou na entrada do terminal marítimo de Valença e nosso nome já estava reservado, o que garantiu que teríamos espaço na embarcação. De lá foram mais 1 hora em lancha rápida.

 

Quando chegamos na vila de pescadores de Boipeba, já tinha gente da pousada esperando a gente. Pra vocês terem uma ideia, chegamos em Boipeba depois das 17h, sendo que embarcarmos no Rio para um voo programado para as 9h!

 

Fizemos o check-in na Mangabeiras depois de uma boa caminhada pela praia. Em Boipeba não transitam veículos e tudo tem que ser feito a pé. A pousada fica "escondida" no caminho para Moreré, que é do lado de Boipeba. Caminhávamos uns 20 minutos para chegar até o "centro" da ilha.

 

Fomos muito bem recebidos, com direito a suco de mangaba e quarto já gelado pelo ar condicionado e cheiroso! :D A pousada faz parte do Roteiros de Charme, uma associação que reúne hotéis e pousada com serviço diferenciado (e caro), o que acaba sendo ideal para casal e para quem quer investir mais um pouco num bom banho, boa cama e bom café da manhã.

 

Estávamos muito cansados da viagem e só tivemos tempo para tomar banho, arrumar as coisas no quarto. Jantamos na pousada mesmo. Na área do café da manhã funciona um restaurante que é bem caro. Comemos ali porque (além do cansaço), já estava escuro. O restaurante é bom, mas repito: caro. Quem não está hospedado na pousada pode ir lá conhecer também.

 

Facadas no bolso

Táxi aeroporto-Terminal Marítimo Mercado Modelo: R$80

Barco para Mar Grande: R$4,20 por pessoa

Táxi Mar Grande-Valença: R$120

Lancha rápida Valença-Boipeba: R$38 por pessoa

Taxa de embarque em Valença: R$1 por pessoa

Salada simples (que não valeu a pena): R$28

2 cervejas: R$16

Prato individual: R$49

 

Total: R$428,40

Total por pessoa: R$214,20

 

2º dia: chuva em Boipeba! :cry:

Quando acordamos, vimos que o tempo estava fechado. Fomos tomar café e logo depois começou a chover.

 

O café era muito bom, tipo o melhor que já tomei estando hospedado. Além de servirem diferentes sucos naturais da fruta todo dia, o cardápio sempre mudava. Era bolo, omelete, salada de fruta, pão de queijo... Muita coisa mesmo! Arrisco dizer que o café pagou boa parte da nossa diária.

 

Quando eram umas 11h resolvemos sair da pousada. a chuva parou de leve e fomos até a vila. Tudo muito simples e pacato, pra fugir de qualquer estresse e preocupação. Nem sinal de celular pega - só Vivo que às vezes funcionava segundo os moradores. Paramos num bar e pedimos umas cervejas e um peixe frito de tira-gosto. Nada demais. Esperava mais por se tratar de uma vila de pescadores.

 

Voltamos à pousada e aproveitamos a piscina num momento em que o sol apareceu de leve. Já era umas 15h e aproveitamos o pouco de sol que apareceu com uns drinks maneiros na beira da piscina.

 

No começo da noite (por volta das 18h) já estávamos indo novamente à vila. Pegamos dicas dos lugares onde comer e paramos num muito simples, daqueles que a família trabalha. Estava vazio, só nós estávamos sendo servidos e as crianças brincando na rua.

 

Seguimos a dica do rapaz que nos atendeu e provamos o aratu, um tipo de caranguejo. A porção era muito bem servida e valeu a pena!

 

De lá, demos mais umas voltas pela ilha e minha namorada ligou pra casa de uma dessas lojas que fazem ligação de cabine. Não lembro o preço disso. :D Depois, passamos num mercadinho pra comprar um vinho e água e voltamos pra pousada.

 

Facadas no bolso

Peixe e umas cervejas: R$34

2 drinks: R$18 (cada)

Aratu delícia com umas cervejas: R$70

Água e vinho: R$24

 

Total: R$164

Total por pessoa: R$82

 

3º dia: o mais maneiro, com passeio! ::otemo::

 

Acordamos com o tempo bom, finalmente! :)

 

Tomamos banho, fomos pro café-da-manhã e às 9h já estávamos na praia esperando a lancha que iria fazer o passeio "Volta à ilha". Como era baixa temporada e Boipeba estava vazia, fomos no barco com três gringas tranquilonas e tivemos um passeio quase que exclusivo.

 

Paramos na piscina natural, na Praia dos Castelhanos e mais em uns lugares que não lembro o nome. Sensacional!!! Almoçamos em outra vila de pescadores e só de escrever aqui dá vontade de voltar pra comer a lagosta! rs Vale muito a pena!!! O passeio dura a manhã toda e boa parte da tarde. Tem que reservar um dia só pra ele, vale demais!

 

Depois de chegar na pousada, descansamos e acordamos para o pôr-do-sol - FODARAÇO!!! O nosso bangalô tinha uma varanda irada com rede e a vista perfeita. Altas fotos do sol se pondo...

 

Jantamos novamente na pousada e depois tomamos vinho no mirante que fica para o outro lado da ilha. Foi o melhor dia, claro!

 

Facadas no bolso

Passeio: R$60 (por pessoa)

Almoço boladão com lagosta: R$100 (para dois)

Jantar na pousada: uns R$100 (para dois)

 

Total: R$320

Total por pessoa: R$160

 

4º dia: voltar pra casa, o segundo perrengue

Acordamos cedo e 7h30 já estávamos indo tomar café. A viagem de volta seria longa e não queríamos passar sufoco para chegar ao aeroporto. Nosso receio era o trânsito em Salvador na hora do rush. Como tínhamos que chegar no aeroporto às 17h30, não queríamos correr risco. Parece exagero, mas se for pra contar com ônibus e barco não-exclusivo, é pra botar 9h de viagem pra cima.

 

Não lembro o caminho que fizemos porque não anotamos, demos mole. :| ACHO que pegamos uma lancha até Graciosa, mas essa informação não deve ser correta.

 

Paramos em uma cidade que servia de passagem pra muita gente que ia pra Salvador. Logo que saímos da lancha, tivemos a sorte de entrar num ônibus. Fomos nele por mais de 2 horas até Bom Despacho, onde pegamos o ferry boat. Mais de uma hora de viagem.

 

Às 14h30 estávamos chegando em Salvador. Como disse, nossa preocupação era chegar tranquilo no aeroporto.

 

Pegamos um táxi e fomos direto pro aeroporto. Apesar da preocupação, tudo correu bem.

 

A viagem foi irada demais e temos vontade de voltar!

 

Facadas no bolso

Lancha Boipeba-cidade que não lembro o nome: uns R$100

Ônibus para Bom Despacho: uns R$20 (por pessoa)

Ferry boat Bom Despacho-Salvador: R$5,20 (por pessoa)

Táxi para aeroporto: R$80

 

Total: R$230

Total por pessoa: R$115

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Por casal100
      Realizamos no periodo de 05 a 17 de Julho de 2015 a Volta completa da ilha de florianopolis a pé. Foram 12 dias e 251 quilometros.
      Somente a trilha entre ponta de canas e lagoinha que estava fechada, as outras estavam abertas.
      Em breve relato completo.
    • Por casal100
      Realizamos no período de 01 a 30 de janeiro de 2016 o CRER, foram mais de 800 quilômetros de caminhada.
       
      O circuito começa no morro da piedade a uns 15 kms de Caeté -MG e termina no santuário de Aparecida no estado de São Paulo.
       
      Esse circuito ainda está em fase de implantação, no escritório da igreja da piedade não disponibilizam nenhuma informação sobre o roteiro.
      Fornecem somente um pequeno mapa de uma parte do roteiro, não consta nele nenhuma informação sobre hospedagem, refeições, quilometragem.......
      Tem que seguir os marcos , que em alguns lugares foram destruídos dificultando sobremaneira o prosseguimento.
      Mais de 80% deste roteiro seguem o mesmo percurso da Estrada Real, no nosso caso ajudou bastante, pois em caso de dúvida seguíamos os da ER.
       
      Esse é uma demonstração de parte do CRER.

      Em algumas cidades tem essas placas informativa sobre o caminho CRER

      Essas placas informam as distâncias entre cidades..

      O morro da piedade é aquele morro no fundo da foto, é ali que oficialmente começa do caminho CRER

      Essa é a portaria que dá acesso a igreja da Piedade início oficial do CRER

    • Por casal100
      O relato a seguir faz parte da viagem realizada entre dez e fev/2010 a américa do sul de carro, as fotos, bem como o restante do relato, está em:http://www.mochileiros.com/america-do-sul-de-carro-no-verao-t25689-210.html
       
       
      18/01/2010 - SEGUNDA-FEIRA
      Puerto Natales
      Preparativos para enfrentar o circuito "O" de torres del paine.
      Telefone para o brasil: Pcl$550 por minuto.
       
      Acordamos bem cedo, nosso hostel ficava um pouco distante do pequeno centro, então tinhamos que comprar os mantimentos e descer prá guardar e voltar, estávamos indecisos se compravamos barraca, saco, fogareiro.... ou alugavamos, decidimos comprar o fogareiro e as panelas e alugar o resto, era o primeiro grande trekking, imagina comprar tudo e não gostar do "esporte".
      Aqui tivemos uma péssima surpresa: NÃO ACHEI EM PUERTO NATALES UM CARTÃO PARA MINHA MÁQUINA, PORTANTO, IREI SOMENTE COM UM CARTÃO, SERÃO POUCAS FOTOS DAQUELE PARAÍSO.....faz parte.
      Fizemos pesquisa de preços para alugar, decidimos alugar tudo no mesmo lugar, num hostel na praça principal, vou ficar devendo o nome, mas vou procurar, o pessoal é muito atencioso, e, melhor, eles montam a barraca na tua frente, se tiver problema eles arrumam outra, faz isso com o saco de dormir.... quando vc retornar, eles conferem tudo, então muito cuidado, senão vai ter que pagar os estragos, isso é muito justo.
      A lista dos produtos, com preços, quantidades(alimentícos, remédios, roupas,.....), informarei na mensagem seguinte, pois tenho que procurar as anotações.
       
       
      Fiquei devendo o endereço do pessoal que aluga equipamento de trekking em Puerto Natales, segue:
       
      Marisa Pugliese & Jorge Ruiz
      Hostel, agência de viajes, restaurante, aluguel de equipamentos.
      Calle Tomas Rogers, 179 Puerto Natales - PRAÇA PRINCIPAL
      Contato: [email protected]
      fone: (56-61) 411028
       
      Eles alugam tudo: saco de dormir, barracas(doite/north face), bastão, isolante, mochila(doite), panelas, talheres, copos, protetor mochila, copos..........
      A vantagem deles é que montam a barraca antes de entregar, na tua frente, se tiver algum problema é resolvido na hora, mas quando vc for devolver, vão fazer o mesmo processo, portanto, se houver algum estrago terá que pagar.
       
      São ruins de negociãção, não dão desconto se alugar, por exemplo por dez dia.
      a diária vence as 22 horas, se por acaso deixar para entregar no outro dia cedo, pagará outra diária.
       
       
      TORRES DEL PAINE - ROUPAS, EQUIPAMENTOS, ALIMENTOS, REMÉDIOS.....
       
      EQUIPAMENTOS:
      COMPRADOS(Loja Balfer - filial Puerto Natalaes):
      Fogareiro Doite a gás...: Pcl$13.750,00 bem pequeno e prático, deu conta do recado.
      Jogo de cozinha Doite...: Pcl$20.700,00 (panela, frigideira, 2 pratos, copo, chaleira, espátula), muito prático.
      Gás butano 230 grs doite: Pcl$ 3.300,00 cada (levamos dois)
      capa mochila
       
      ALUGADOS (Calle Roggers, 179 - Praça principal Puerto Natales:
      Barraca 2 pessoas ......: pcl$4.500,00 por dia - Marca doite, modelo himalaya - ÓTIMA
      Saco dormir ......: pcl$2.000,00 por dia - marca doite - ÒTIMO
      Isolante térmico .......: Pcl$ 500,00 por dia
      Bastão ......: Pcl$1.500,00 por dia o par
      Mochila doite 70 lts ...: Pcl$1.800,00 por dia
      Polainas ...............: Pcl$ 800,00 por dia o par - muito útil
       
      Máquina fotográfica sony, compacta, 7.1 mpx.
       
      Restante: talheres, luva de borracha(muito útil), faca, saco lixo, repelente, protetor solar/labial, sabo pó, esponja, cordão, isqueiro, fósforo....comprados em puerto natales.
       
      ALIMENTOS:
      JANTAR:
      Macarrão instantâneo, sopa, atum, sardinha, salmão defumado, salaminho, sal, óregano, queijo ralado, azeite,
       
      Café da manhã/meio da tarde:
      Barra cereal, bolacha, suco em pó, chocolate, castanhas e nozes, frutas cristalizadas, café instantâneo, chás, adoçante, açúcar, doce de leite.
       
       
      REMÉDIOS:
      pessoais,relaxante muscular(não esqueçam), anti-ácido, pastilha garganta(útil), mertiolate, band-id, esparadrapo, ataduras, faixas, arnica.
       
      Para os pés: creme hidratante + glicerina(para dores nos pés) receita ótima
       
      ROUPAS:
      Bota Snake alpinist, aguentou bem
      2 calças que reverte prá bermuda;
      1 corta vento(blusa e calça);
      1 flecce 200;
      3 camisetas - manga comprida;
      1 par luva, gorro;
      1 sandália;
      meias, roupas íntimas
      capa chuva
      boné(importante)
      óculos sol
       
      DIVERSOS:
      Tolha rosto(p/banho); sabonete, shampoo, desodorante, creme hidratante, repelente(importante), pasta dente, escova cabelo, papel higiênico...
      ÍTEM INDISPENSÁVELLLL: TOALHAS EMUDECIDAS, AQUELAS DE LIMPEZA DE BEBÊ........, três dias sem banho, sem ela não dá.....
    • Por casal100
      Após conclusão da volta a ilha de florianópolis e logo a seguir o caminho do vale Europeu, decidimos fazer a pé todo o norte de santa catarina. De bombinhas-SC até praias do Paraná.
      em breve relato detalhado.
    • Por casal100
      Realizamos no período de 19 a 28 de julho de 2015, o circuito completo do Vale europeu em Santa Catarina. Foram 10 dias contemplando e vivienciando lugares, pessoas maravilhosas.
      Destaco alguns locais incriveis: Pomerode, blumemau, fazenda campo do zinco e sua maravilhosa cachoeira, lindos mirantes, estradas encantadoras, pessoas hospitaleiras e cordiais. Nāo tivemos nenhum incidente.
       
      Começamos antes do circuito, fazendo o caminho entre blumenau e pomerode a pé, e no final fizemos do mesmo modo a rota enxaimel em Pomerode, por isso o roteiro foi concluido em 10 dias.
       
      Brevemente relato completo.
×