Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Turquia - Rotas e Meios de Transporte


Posts Recomendados

  • Membros

Olha Alex,

 

Não me lembro os nomes, mas pelo que vi, todos os passeios da Capadócia obedecem aos mesmos critérios, ou seja, passeio nos vales (cada tour opta por um, o que eu falei aqui valem muito a pena), vilas gregas e cidade subterrânea. Os que fiz pelo Kelebek não tinham estes nomes de verde e vermelho, mas, praticamente, obedeciam os mesmos roteiros, alternando uma coisa ou outra. Veja no site do Kelebek, eles tem 3 tours, dos quais eu fiz 2 que valeram muito a pena. Só não fiz o que ia o vale de Ihlara.

 

Como os tours partem entre 9:30 e 10:00 horas (e você tem que fazer check-in, deixar malas, etc), pode ser que você não consiga chegar a tempo no primeiro dia. Então, sugiro que aproveite este dia para ir ao museu a céu aberto que não precisa de tour. Fica a 1 km do Kelebek e tem que pagar (se me lembro bem acho que são 15 liras).

 

Espero que isso ajude.

Link para o post

  • Respostas 247
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • 2 semanas depois...
  • Membros

Olá pessoal, boa noite!

 

Eu e uma amiga estamos com um roteiro fechado de 25 dias pela Europa, da seguinte forma:

 

01 a 04/06 - Istambul

04/06 a 06/06 - Capadocia

07/06 - Pamukkale

07/06 a 10/06 - Antalya

10/06 a 13/06 - Atenas

13/06 a 16/06 - Mykonos

16/06 a 19/06 - Santorini

19/06 a 22/06 - Irlanda

22/06 a 25/06 - Londres

 

Já fechamos praticamente tudo, nossa grande dúvida é quanto os ônibus. Como as passagens entre Capadocia e Pamukkale e de Pamukale para Antalya de avião estão caras, queremos economizar e ir de ônibus, já encontramos algumas empresas que fazem este serviço, mas por exemplo, o ônibus que saiu de Goreme, sai de um terminal rodoviário perto? Queria entender melhor como funcionam as rodoviárias destes lugares (Capadocia - Goreme -, Pamukkale e Antalya)

 

Muito obrigada.

Beijo

Link para o post
  • Membros de Honra

danilima15, os ônibus de Goreme saem bem do centrinho da cidade. Sem erro.

 

Não há (ao menos não havia há um ano) ônibus direto para Pamukkale, vc tem de ir para Denizli e pegar outro transporte. Mais fácil é ver com uma agência local assim que vc chegar na cidade -- eles geralmente tratam do trajeto todo pra vc.

Link para o post
  • 1 ano depois...
  • Membros

Olá pessoal,

 

Minha dúvida é sobre alugar carro e dirigir por conta própria na Turquia.

 

Gastei um bom tempo lendo as 14 páginas de postagens porque gostaria de informações sobre as condições das estradas na Turquia, se alguém já rodou grandes distância e qual foi a experiência.

 

Li em vários outros sites que, de maneira geral, as estradas são boas, algumas duplicadas com pedágio, mas a forma de dirigir dos turcos é considerada perigosa, fazem ultrapassagem pela direita, jogam luz alta atrás de você... enfim, coisas que os brasileiros estão um pouco habituados (e não os americanos, alemães, franceses etc.).

 

Estou indo em novembro, vou passar 17 dias e meu roteiro está quase montado (aquele padrão: Istambul - Ankara - Göreme - Pamukkale - Izmir (Efesus) - Çanakkale e retorno a Istambul via estreito de Dardanelos). São aproximadamente 2.300 km e pretendo fazer o trajeto de carro. Existe a possibilidade, em tese, de voar de Istambul para a Capadócia, ou então de Kusadasi para Istambul para ganhar tempo, mas gosto mesmo é de ver o interior do país, a mudança de cenário e de vegetação.

 

A princípio, eu só pegaria excursão (day tours) para fazer os passeios na Capadócia (sou avesso a excursão, como muitos aqui).

 

Tenho experiência em dirigir no exterior (inclusive em países cuja língua não falo e o alfabeto é meio diferente, p.ex., no leste europeu), sempre com GPS, naturalmente! Vi um comentário sobre a dificuldade das placas de sinalização, das informações em turco na estrada.

 

O que gostaria mesmo de saber é se alguém já fez esse trajeto em carro alugado e qual foi a experiência, o grau de dificuldade, o custo dos pedágios etc.

 

Saudações a todos!

Link para o post
  • Membros

Para ajudar quem tem as mesmas dúvidas que estou tendo, segue trecho que retirei do relato de um amigo mochileiro aqui do site. Com isso, encorajo-me a fazer o roteiro de carro, viajando sempre de dia, pois creio que a experiência muda MUITO em relação a viajar de avião ou em ônibus noturno.

 

"3. Dirigir na Turquia

Nenhum problema em dirigir na turquia. Para os nossos padrões as estradas são boas e não tem buraco. São todas asfaltadas e boa parte já é de mão única com duas pistas. A Turquia é bem montanhosa (ao menos em boa parte do trecho que eu andei) e é um sobe desce constante. Quando a pista é de mão dupla, normalmente existem duas faixas para quem sobe. Os visuais são muito bonitos, muito pinheiros no sul, mais vegetação e plantações na direção de Istambul. Em alguns trechos existem muitos carros da polícia fazendo vistorias e é normal te pararem.

Você pode pegar trânsito ruim nos pedaços em que as rodovias estão sendo duplicadas, e são muitos, estão investindo muito em rodovias nesta região que eu dirigi. Em alguns anos todas as rodovias serão de mão única.

Em nenhum momento vi “loucuras” no trânsito (com exceção de Istambul, que é uma loucura, até para nós, mas lá eu entreguei o carro). Não recomendo a ninguem dirigir em Istambul até porque em nenhuma grande cidade vale a pena. Claro que eles dirigem mais como nós do que como os alemãos, logo é preciso o mesmo cuidado ao dirigir como temos por aqui, nem sempre eles sinalizam e portanto é bom estar sempre alerta, principalmente nas áreas urbanas.

Não existe muita sinalização nas estradas em relação a velocidade. Adotei o costume que tenho de andar na mesma velocidade dos motoristas locais, mas acabei descobrindo que todas elas são 90 km, com 10% de tolerância (excecão nas freeway, onde é 120), o que é um problema, pois as estradas são boas e peguei pouco trânsito. Dava para andar a mais tranquilo. Como descobri isto? Sendo multado. Minha primeira multa, depois de mais de 20.000 km rodados na Europa. Para mim, andar a 90 é um martírio.

Outro problema é que as estradas passam dentro das cidades e vilas. Não que atrapalhe muito, mas existem diversos sinais. Normalmente existem luzes amarelas piscando antes de situações que exijam mais cuidados ou dos sinais de trânsito. O sinal fica com o verde piscando, quando vai fechar, depois fica amarelo e finalmente vermelho.

Como um cidadão politicamente correto que sou, na primeira vez que vi o sinal piscar o verde e depois amarelo, pisei no freio e parei. O cara que vinha atrás de mim cortou-me pela esquerda e pareceu falar algo que não entendi,quando me passou e foi embora, parecia relacionado a mãe, mas devo ter me enganado. Com este episódio concluí que ser politicamente correto é louvável mas pode fazer mal a saúde. Conhece algum lugar assim?

Olhe sempre no retrovisor quando for parar, que nem no Brasil. Em relação a isto e a velocidade, faça o que a sua consciência mandar. Eu não aconselho nada. Em tempo, a multa foi de 100 euros, com desconto, paga no banco. A gasolina é mais cara que na Grécia, 1, 9 euros, aproximadamente.

Cuidado com o GPS. O meu mapa foi comprado antes da viagem e está desatualizado (tom tom) mas todos devem ter a mesma fonte. Em uma outra situação, quando estava no interior, em Iznick, e sai faltando pouco para escurecer, parti para Istambul – 250 km, ele me jogou na estrada mas curta, só que era uma estrada de interior, para apenas um carro, cheia de curvas e buracos cruzando montanhas desertas, numa região agrícola, teria sido legal se não estivesse escurecendo e o GPS não se perde-se as vezes. Em algumas situações fui pelo meu mapa, que peguei numa agência de turismo em Bodrum, ao lado da entrada do castelo.

Se você vai pegar o carro em uma cidade e devolver em outra, a oferta se reduz. Só as grandes companhias aceitam esta situação e os preços até dobram. A Avis pediu de Marmaris à Istambul o dobro que a Hertz pediu. O problema é que a Hertz só tinha em Bodrum. Fui obrigado a alugar um em Marmaris, e devolver lá, e ir para Bodrum pegar o carro da Hertz, até Istambul. Uma semana por 300 euros. Era o econômico, mas ganhei um up-grade e peguei um Focus.

Concluindo, quem gostar de dirigir, não tem problema, e existem lugares lindo para se conhecer nos caminhos."

 

Fonte: turquia-marmaris-bodrum-pamukkale-efeso-kusadasi-bergama-canakkale-e-bursa-t44515.html

Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...