Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Gabriela Lohn

Europa sem passagem de volta?

Posts Recomendados

escolher entre uma passagem Flex mais cara que permite alteração ou cancelamento e uma promocional mais barata que você pode acabar perdendo, é uma escolha pessoal de cada pessoa, não saberia dizer o que é melhor...

 

Só uma observação sobre os Balcãs, lá em cada país que você vai passar você terá que fazer imigração, não sei se eu tive azar, mas no meu caso, a imigração foi muito mais chata nos países dos Balçãs do que para entrar no Espaço Schengen, não chegaram a pedir comprovante de passagem indo embora de cada país, mas via de regra me faziam muito mais perguntas, queriam saber para onde eu iria, o que pretenderia fazer, quando iria embora, etc...

 

Então não relaxe só por que está saindo do Espaço Schengen, também vá bem preparado para passar nas imigrações dos Balcãs, para não acabar sendo deportado ou barrado numa Sérvia ou Romênia da vida...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nos países balcãs eu também tive muito problema na imigração. Ainda que estava com um visto de residência europeu, me perguntavam tudo. Quando viam que era Brasil, já me perguntavam se eu estava lá para futebol. Amiga minha quase foi barrada na Sérvia porque o agente ainda achava que a gente precisava de visto para entrar. Ela precisou chamar o "chefe" lá para conseguir. Acho que no seu caso seria um poouco mais fácil por ser casal.

 

Ainda assim, garante sua passagem de volta!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Me contaram a respeito desta história do futebol lá na Croácia, o pessoal fala que estão tendo problemas com brasileiros que chegam lá sem um tostão furado no bolso, iludidos por algum "olheiro" que lhe prometeu uma chance de jogar na Europa.

 

Mas quando chegam lá, é um clube amador de quinta divisão da Croácia ou Sérvia, o olheiro tomou todo o dinheiro que o pessoal levou para cobrir os custos, e eles acabam ficando lá sem ter onde morar, alguns passando até fome, ficam dependendo de caridade ou do governo.

 

Mas estando em casal, acho que é menor a chance de implicarem por causa disto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Reativando a discussão.

No próxima ano estou planejando fazer um ano sabático entre europa e ásia. Os três primeiros meses vou ficar em Portugal, Espanha e França, depois estava planejando sair para Irlanda e fazer o Workaway. Aí ficam algumas questões:

 

- preciso de visto específico para trabalho voluntário? Só vi vistos de trabalho ou de estudo e não me encaixo nesse quesito. Pelo que entendi o visto de turista serve se você não for trabalhar em hostel e outras instituições com fins lucrativos.

- passagem de saída (Precisa ser de volta para o Brasil?). Entendo que depois desses três meses na irlanda eu posso voltar aos países do tratado de schengen ou peninsula balcânica, certo?

 

::mmm:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Reativando a discussão.

 

- passagem de saída (Precisa ser de volta para o Brasil?). Entendo que depois desses três meses na irlanda eu posso voltar aos países do tratado de schengen ou peninsula balcânica, certo?

 

::mmm:

 

Oi, nós iremos fazer o mesmo. Nossa saída do brasil é dia 08/11/17 e chegamos em Lisboa. De lá seguimos viagem durante 12 meses, também usando o workaway em alguns pontos. Li recentemente que a frança está cobrando visto sim, o que é uma pena, pois a maioria das ofertas que recebemos são lá.

 

E quanto a passagem de volta, essa é exatamente minha dúvida, vou sair para a croácia, será que preciso comprar uma passagem pro brasil ou poderia ser uma de saída de portugal ou de algum país para a croácia? Alguém que já tenha passado por isso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Workaway, tecnicamente é proibido em todos os países que você entra com visto de turista.

 

O que na prática acontece, é que em alguns locais a imigração finge que não viu nada e deixa passar, ou então o pessoal entra e não comenta nada a respeito de workaway na imigração, simplesmente fala que vai fazer turismo.

 

A imigração costuma querer ver o comprovante de uma passagem comprada e marcada indo embora de lá, não interessa para onde.

 

Mas se eles entenderem que você está tentando o esquema de ficar alternando 3 meses no Espaço Schengen e 3 meses na Irlanda, a qualquer passagem na imigração que você fizer, mesmo que esteja dentro dos prazos, o policial pode decidir negar a sua entrada e lhe deportar, por achar que você está tentando dar um "jeitinho" de burlar as regras.

 

Sabendo que workaway é tecnicamente irregular com visto de turismo, e que se você tiver o azar de pegar um policial mais chato ou implicante na imigração, se ele resolver investigar melhor o seu caso, workaway é motivo mais que suficiente para ser barrado na imigração, então faça por sua conta e risco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Considerando que estou na "zona de risco" da imigração (solteiro, sem filhos, sem trabalho), mas leve minha passagem de saída da Europa, comprovante financeiro e reservas de hospedagem para os primeiros dias, é provável - considerando ainda a subjetividade do assunto - que eu consiga entrada na Europa para uma viagem de 3 meses, saindo para um país "não-Schengen" no continente?

Minha intenção é mochilar usando o workaway, mas como não pretendo mencioná-lo, é arriscado apresentar uma carta-convite de um alguém que se conhece só pela internet?

Além disso, a data de saída marcada no meu passaporte é equivalente àquela que informei como minha data de saída, ou é concedido o período inteiro de 3 meses independente do caso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Gabriel Ericson disse:

Considerando que estou na "zona de risco" da imigração (solteiro, sem filhos, sem trabalho), mas leve minha passagem de saída da Europa, comprovante financeiro e reservas de hospedagem para os primeiros dias, é provável - considerando ainda a subjetividade do assunto - que eu consiga entrada na Europa para uma viagem de 3 meses, saindo para um país "não-Schengen" no continente?

Minha intenção é mochilar usando o workaway, mas como não pretendo mencioná-lo, é arriscado apresentar uma carta-convite de um alguém que se conhece só pela internet?

Além disso, a data de saída marcada no meu passaporte é equivalente àquela que informei como minha data de saída, ou é concedido o período inteiro de 3 meses independente do caso?

Todo mundo que é admitido no Espaço Schengen recebe automaticamente permissão para ficar 90 dias.

Se você for admitido, eles carimbam a data de entrada no Espaço Schengen, e no momento que você sair, eles conferem as datas de entrada e saída, e se estiver dentro dos limites, lhe desejam boa viagem e breve retorno, mas se tiver excedido os 90 dias permitidos, você pode ser multado em até 2 mil Euros e ser impedido de retornar por vários anos.

Como você mesmo falou, tudo isto é algo muito subjetivo, e não tem resposta, pois vai depender da sua sorte, ou do bom humor do policial que lhe atender na imigração, então se quiser fazer algo assim, faça por sua conta e risco, mas sabendo que pode dar certo ou não.

Eu me preocuparia mesmo é se vou conseguir convencer alguém a escrever uma carta-convite, colocando endereço, telefone, profissão, números dos documentos pessoais, anexe cópias dos documentos pessoais, gastar tempo e dinheiro para registrar a carta-convite na prefeitura caso o país dela exija isto, e enviar para alguém de outro país que ela conheceu pela internet...

Pessoalmente eu acho que eu não tenho este poder de convencimento, mas se você conseguir convencer alguém a fazer isto, não tem problema em ser uma carta-convite de alguém que você conheceu pela internet, desde que a pessoa seja contatável caso a imigração resolver ligar para conferir os dados e informações...

Por isto que muitas pessoas que querem tentar algo assim, reservam um hostel para a primeira semana, e cancelam depois que tiverem passado na imigração, você paga a primeira noite, mas acaba sendo menos custoso que correr atras de toda a burocracia de registrar um carta-convite na prefeitura.

 

PS. A tal carta-convite, além dos dados que citei, tem que especificar claramente os dias em que você vai ficar hospedado na casa do seu anfitrião, não pode ser algo em aberto e sem especificar datas.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito obrigado pelo esclarecimento.

Disseram acima que "uma passagem só de ida para a Europa é muito mais cara do que uma de ida e volta. Então se você não vai voltar ao brasil e não tem um próximo destino definido, geralmente é muito mais barato "perder" a passagem de volta ao Brasil do que comprar uma passagem só de ida." O que isso quer dizer exatamente? Pergunto porque encontrei passagens de ida que eram simplesmente praticamente metade de uma passagem de ida e volta, e portanto "ida e volta" bem mais caro que só ida. Existe algum site com promoções, ou de pesquisa de preços de passagens aéreas que me possa indicar?

Também queria saber sobre como é visto um viajante que diz na imigração que pretende ficar 3 meses na europa (respeitando o prazo). Se esse tipo de informação reduz as chances de conseguir entrada por algum motivo... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que somente a TAP e a Air Marroc vendem trechos avulsos (só ida ou só volta) sem cobrar o dobro do preço, mas eles começaram a vender assim bem recentemente, a menos de 6 meses se não me engano, e não sei quanto tempo eles vão continuar vendendo assim.

Faça uma cotação de uma passagem só de ida na KLM, Air France, Lufthansa, Swiss, British, etc... Você vai ver que uma passagem só de ida geralmente cuta mais caro do que uma passagem de ida e volta na mesma empresa.

Eu utilizo o www.google.com.br/flights ou o decolar.com para pesquisar preços, e depois vou  direto no site da empresa conferir se não é um pouquinho mais barato. Também tem o www.melhoresdestinos.com.br que fica divulgando quando tem promoções.

Ao chegar em qualquer país lá na Europa, a imigração não está interessada para onde você vai depois que sair de lá, o importante é que você vá embora, não interessa para onde, desde que seja indo embora, você não é mais bem vindo lá depois do prazo de permanência permitido.

E a melhor forma de provar as suas intenções de ir embora dentro do prazo, é ter comprado uma passagem indo embora de lá, não interessa para onde, desde seja indo embora. Se não tiver estas passagens indo embora, vai ficar na dependência da boa vontade do policial acreditar em você de que você vai embora no prazo e não vai fazer nada ilegal.

Sendo sincero e realista, quem que ficar viajando 6 meses ou mais? Só alguém que não trabalha, não estuda, e não tem nenhum compromisso de voltar ao Brasil, então você sempre vai ser visto como parte do grupo de alto-risco de ficar ilegal lá.

E o policial muito provavelmente vai querer saber como que você está custeando tudo isto, e provavelmente queira conferir quanto dinheiro você tem para ver se você realmente tem condições se se sustentar por todo este tempo sem trabalhar.

O policial provavelmente também vai querer saber que raios de turismo você vai fazer e que precisa de 90 dias, então é bom você saber explicar um roteiro de viagem que pretenda fazer durante este tempo, como por exemplo quais as cidades que você pretende visitar, saber citar algumas atrações turísticas em algumas das cidades pretendidas, etc...

 

 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...