Ir para conteúdo
Mochileiros.com
Entre para seguir isso  
Augusto

Travessias Marins-Itaguaré, Serra Fina e Serra Negra juntas em uma só caminhada

Posts Recomendados

Augusto    0

Ola pessoal.

 

Tô planejando fazer uma travessia saindo do Pico do Marins, passando pela Serra Fina e Serra Negra e terminando em Visconde de Mauá (Maromba).

Para quem não conhece, esses locais ficam na Serra da Mantiqueira (divisa de SP/MG/RJ)

 

Provavelmente farei um "reabastecimento" em Passa Quatro (MG) e talvez ficar uma noite por lá.

 

Antes, porém estarei fazendo a Travessia da Bocaina emendando com a Joatinga no dia 05.

 

Alguém quer encarar?

Já vou adiantando uma coisa: estou fazendo sem apoio e suporte nenhum.

Fico no aguardo.

 

PS: Moro em Sampa

 

Abcs

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

Eu ainda nao tenho certeza da data, porque irei fazer primeiramente a Serra da Bocaina no dia 05 e ficar uns dias em Paraty p/ depois fazer a Travessia da Joatinga. A Joatinga eu pretendo terminar lá pelo dia 17 (mais ou menos). Em seguida voltarei p/ Sampa p/ fazer o Marins-Maromba.

De quais datas vc dispoe?

 

 

 

 

Abcs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
alpinista    0

Augusto,

 

Eu e meu amigo assumimos alguns compromissos até o dia 07, depois disso estamos livres até o dia 26, quanto a planejamento o ideal seria deixar um dos carros em uma cidade e o outro em outra, em local seguro e depois irmos como pudermos para as trilhas, dependendo da programação posso combinar com uma pessoal para esperar a gente na saida do Itaguare pois eles se interessam em fazer a Serra Fina somente. Meu carro estaria disponivel para ficar em qualquer uma das cidades se vc tb tiver essa opção então está fácil deixamos um dos carros e seguimos num mesmo carro para o começo da trilha, vc tem essa possibilidade? acha que consegue encaixar algo nessas datas?

 

inte

 

Ricardo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
alpinista    0

Augusto,

 

Eu e meu amigo assumimos alguns compromissos até o dia 07, depois disso estamos livres até o dia 26, quanto a planejamento o ideal seria deixar um dos carros em uma cidade e o outro em outra, em local seguro e depois irmos como pudermos para as trilhas, dependendo da programação posso combinar com uma pessoal para esperar a gente na saida do Itaguare pois eles se interessam em fazer a Serra Fina somente. Meu carro estaria disponivel para ficar em qualquer uma das cidades se vc tb tiver essa opção então está fácil deixamos um dos carros e seguimos num mesmo carro para o começo da trilha, vc tem essa possibilidade? acha que consegue encaixar algo nessas datas?

 

inte

 

Ricardo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

Ola Ricardo.

Eu já me comprometi c/ minha namorada p/ as travessias Bocaina e Joatinga do dia 05 ao 16 ou 17/07.

Depois estarei livre p/ fazer Marins-Maromba.

Infelizmente são esses os dias q me sobraram p/ a travessia.

Abcs.

 

 

 

Augusto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

Ola pessoal.

Por problemas q surgiram c/ minha namorada, estarei antecipando a travessia Marins-Maromba em uns 3 dias.

Ficarei no máximo 1 ou 2 dias em Paraty antes de iniciar a travessia da Joatinga.

Vou iniciar a travessia Marins-Maromba lá pelo dia 15, se tudo der certo nas travessias Bocaina e Joatinga q farei antes.

É isso.

Abcs a todos.

 

 

Augusto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

Aqui é um relato de uma mega travessia pela Serra da Mantiqueira (Transmantiqueira) onde caminhei pela Marins-Itaguaré, Serra Fina e Serra Negra, todas de uma vez só, entre os dias 15/07 a 23/07/2003. As 3 eu fiz uma na sequência da outra, iniciando no Pico do Marins e terminando na Vila de Maromba, em Visconde de Mauá.

Em todas as 3 o tempo estava perfeito, mas o frio era de lascar.

 

Abaixo o link das fotos junto com as cartas topográficas, mapas e croquis:

 

Para realizar essas 3 travessias só tinha dúvidas em relação a Serra Negra, já que era a única que eu não tinha feito entre as 3.

Para essa trip consegui reunir mais 4 corajosos: Jorge Soto (Sampa), Téo, Ricardo e o Temujin (Pouso Alegre/MG) mas eles seguiram até o final da Serra Fina. A Serra Negra eu tive que completar sozinho.

 

Na manhã do dia 15/7 (Terça-feira) encontrei o Jorge na Rodoviária do Tietê em São Paulo e o resto da galera iria encontrar na base do Pico do Marins, onde iriamos acampar. Pelo nosso planejamento não iríamos ter apoio nenhum de veículo ou algum suporte durante o trajeto e pelo roteiro iríamos terminar em cerca de 10 dias.

Para a 1ª travessia (Marins-Itaguaré) eu e o Jorge pegamos o ônibus no Tietê em direção a Itajubá e descemos logo depois da divisa SP/MG, no alto da Serra da Mantiqueira, uns 5 minutos depois do Posto Policial para quem vem de Piquete.

O horário marcava 11:00 hrs e ainda teríamos que caminhar em um ritmo forte por cerca de 15 Km até para chegar no Acampamento Base Marins, onde se inicia a trilha até a base do Pico do Marins. Assim que descemos na Rodovia, seguimos por uma estrada de terra no sentido leste. Logo no início dessa estrada há uma placa de Fazenda Saiqui, como referência. Inicia-se numa parte plana e depois tendo uma subida forte.

Água não é problema, pois existem várias nascentes na estrada e depois de uma longa subida com uma bica de água do lado direito, a estrada passa por um mata-burro e aqui se inicia a descida até a sede da Fazenda, que vai estar do lado esquerdo. Depois das casas dos moradores da Fazenda à esquerda, logo a frente haverá uma bifurcação à direita indicando Pico do Marins (desse ponto já dá para ver o Marins imponente à sua frente). Seguindo por ela, logo em seguida se chegará ao Acampamento Base, que pertence ao Milton onde atualmente existe um camping estruturado e um enorme estacionamento para veículos. Daqui para frente se inicia uma subida bem íngreme em direção ao Morro do Careca. A estrada vai seguindo quase em zig zag.

Depois da longa subida pela estrada íngreme, eu e o Jorge chegamos ao descampado onde existe uma placa verde com indicações de alertas e altitudes de alguns picos até o topo do Marins. Descansamos um pouco aqui e saímos pouco depois das 15:00 hrs serra acima. Água se encontra à esquerda do descampado com a placa, descendo alguns mts por uma trilha bem demarcada. É uma pequena nascente, mas é a única até o topo.

Para a subida é só pegar a trilha ao lado da placa e ir atravessando a mata até sair em campos de altitude e dali para frente é só subida íngreme. Ela é bem desgastante, mas bem demarcada e sem problemas de navegação. Na dúvida siga os totens e as marcações de setas que estão pintadas em amarelo.

 

Sande.jpg.7a07a410e5a867299982719bab67f4d5.jpg03- Chegando na Pedra Redonda.jpg[/attachment]

É preciso tomar muito cuidado neste ponto, pois a corda estava amarrada em uma pedra que se soltou do solo, mas é possível subir sem o uso dela se agarrando na vegetação, apesar de ser um pouco íngreme. Já na crista haverá uma alternância entre subidas e descidas de pequenos morros, trilhas passando por arbustos e muitos trechos com bambuzinhos até que se chegue à Pedra Redonda e junto dela tem um local plano para descansar e onde paramos um certo tempo com um belo visual do Marins bem ao fundo.

 

Dhal_Bhat_Sangbadanda.jpg.5b4af50139b596c6d557fb4f3dc005a5.jpg07- No topo do Pico do Itaguaré.jpg[/attachment]598d9e05a463e_saltokama.JPG.326b423efeaca2ea69413e96e90674d1.JPG02- Início da caminhada na Toca do Lobo.jpg[/attachment]

Depois de uma noite bem dormida e um café da manhã no Hotel, seguimos de Toyota até a Toca do Lobo, onde chegamos as 08:30 hrs.

Aqui existe uma Toca mesmo, mas cheia de lixo e para iniciar a trilha é só voltar uns 10 mts, atravessar o rio e iniciar uma longa caminhada para vencer o desnível de praticamente 1000 metros até o alto da serra, onde se localiza o Pico Alto do Capim Amarelo. Ao cruzar o riacho, deixe para pegar água em outros pontos mais acima, junto da trilha para economizar no peso.

Quando iniciamos a subida notamos uma outra trilha bem maior, que depois fiquei sabendo tratar-se de um caminho para passagem de madeira, retirada daquela região.

 

S5030170.JPG.d78caa1cc59f8aefe7c41d9322139d7b.JPG03z- Topo do Pico Capim Amarelo.jpg[/attachment]

Olhando para leste pode-se observar imponente a Pedra da Mina e os vales e cristas que nos separam dela. Devido ao lugar já estar ocupado passamos direto por esse pico e fomos montar nosso acampamento descendo até o fundo do vale, cerca de 1h30min depois, em um descampado à direita da trilha, chamado de Maracanã.

Para se chegar nesse local é só pegar a trilha na direção norte e descendo até chegar aos bambuzinhos e ao capim elefante. Nas bifurcações siga os totens e algumas fitas. Eles serão a sua referência nos locais mais difíceis dessa trilha. Nessa noite fomos dormir com temperatura bem próxima abaixo de zero, pois fez muito frio.

 

acampamento.jpg.27fe0d33f55e2f318d81f4fb1ed2e250.jpg07- Toda a galera no topo da Pedra da Mina.jpg[/attachment]598d9e057a231_Sudaneseport.jpg.832e297c5edbacc873e7b430f9e04eae.jpg16- Sitio do filho do Sr. Anisio.jpg[/attachment]

Depois desse trecho de descida se chega no Sitio do Sr. José Rangel (filho do falecido Sr. Anísio) e aqui funciona uma Pousada, onde cheguei aqui por volta das 19:00 hrs já de noite.

 

itinerario_trem.jpg.b0fb2972819bf56190f014d9fa7c0047.jpg19- Vale do Rio Aiuruoca.JPG[/attachment]

A trilha é bem nítida e muito usada por moradores da região que vão de cavalo para Vila de Maromba levar queijo e alguns doces. Nesse trecho ela se encontra com uma outra que vem do Sitio do Sr. Anísio e daqui em diante é quase que uma estrada até chegar nas voçorocas.

 

IMG_20170806_135123126.thumb.jpg.3fd6adee03e168a086db7ea838c59550.jpg

Depois de cruzar o Rio Preto por 2 pequenas pontes, continuei descendo pela estrada até a Praça principal da Vila de Maromba, onde fiquei aguardando o circular até Resende (na verdade até o Graal) e de lá tomei um ônibus direto para SP.

 

 

Abcs

598dd107f342c_01-GaleraacampadanabasedoMarins.jpg.f9fa1cb92457e7b3e6b1e0e607e024fc.jpg

598dd108037bf_03-ChegandonaPedraRedonda.jpg.9fc258e9e062bf16c2bc18c4cc9dbf11.jpg

598dd10807f48_04-PicodoMarinsaofundo.jpg.4409243819d38d6068a0d9c1d461e3b2.jpg

598dd1080cfd0_06-AcampadosnabasedoItaguar.jpg.3e83276ca064b6c0cf5bd1adf2c7cb7f.jpg

598dd10811ca6_07-NotopodoPicodoItaguar.jpg.0f7d3d0d1257537d2f6487f452d7b458.jpg

598dd108179b0_08-SerraFinaaofundo.jpg.f3e75ab720f112afa3b39b1030e55b9b.jpg

598dd1081db57_02-InciodacaminhadanaTocadoLobo.jpg.4409f644ca420cc100a3eca329a2a96f.jpg

598dd10823ab7_03-Subindopelacrista.jpg.c27d0299ed89e7c8802fcbf39f3a2a13.jpg

598dd1082a145_03v-BasedoPicoCapimAmarelo.jpg.f5a4f6ac3199f86695e13d842dc01ddd.jpg

598dd1083032f_03z-TopodoPicoCapimAmarelo.jpg.2fe8a3ac03858299663dd60b09e0f9f2.jpg

598dd10835d05_04-CampingnabasedoCapimAmarelo.jpg.1bfab67f5c7785f1e6becfab7e67fb38.jpg

598dd1083a4bd_05-NomeiodatravessiadaSerraFina.jpg.58ae9d11b01ea0d73a77886b34dc6659.jpg

598dd1083f718_06-CachoeiraVermelha.jpg.45d1ecd6655ac20429501c59131990a8.jpg

598dd10844426_07-TodaagaleranotopodaPedradaMina.jpg.812d5b3553279f1655467c6544380d57.jpg

598dd10848dbd_08-TopodaPedradaMina.jpg.6b5be12eddd57f2604fd856fe8fdfd10.jpg

598dd1084f1c9_11-PedradaMinaaofundo.jpg.5ba78e25dfc0e7f139675324043fe8c8.jpg

598dd108555bf_13-Prateleirasaofundo.jpg.feb9cfbe0a9598f5b972a0356605fd65.jpg

598dd1085b751_14-NascerdoSolnoPico3Estados.jpg.3fd3015e81cdd01bf3f8a69c25e8d97b.jpg

598dd10862090_15-DescendoparaaRodovia.jpg.d675734eeb1e59c92b620aadf5b09aac.jpg

598dd1086883a_16-SitiodofilhodoSr.Anisio.jpg.45ec99c0d94328ee56c14a42631cd7a1.jpg

598dd1086e272_17-ChaldofilhodoSr.Ansio.JPG.c40e9a42bdc563e953791576cedd89bf.JPG

598dd1094d40a_19-ValedoRioAiuruoca.JPG.45bd8b04fae92b8aa06fcca066558e3d.JPG

598dd10951dbd_20-Pontomaisaltodatravessia.JPG.2e3f036c7caa25c746e84010dbf17b59.JPG

598dd10956a15_23-PontesobreoRioPreto.JPG.8c33536b0f4718971003e6d3552dd578.JPG

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
silvadeia    0

Cara!!! Lindas as fotos da Travessia, estão parecendo pintura!

Vi o seu relato, e venho acompanhando, muito legal! Show, essa travessia! Conhecia de nome, mas nunca tinha feito. Com certeza, vou fazer, é linda!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

E aí Silva.

Vc está falando da Serra Fina, né?

Já q foi a melhor das tres e com o visual mais legal.

Uma pena q possui muitas dificuldades, como falta de agua, trilha fechada, trechos muito ingremes e outros.

 

 

Augusto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
khumbu_    0

Quantos dias levam para fazer a travessia da Serra Fina?

Pretendo realizá-la no feriado do Corpus Christi de 2005.

E qual é o melhor visual? Saindo da Toca do Lobo?

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

E aí Khumbu.

A travessia toda, saindo da Toca do Lobo, da p/ ser completada em 4 dias, dependendo do seu pique. Ou ate em 3 dias, se vc caminhar rapido, mas nao recomendo, pois muita coisa vc deixara de ver.

O melhor visual eh o do primeiro dia, onde a maior parte do tempo vc estara caminhando no limite de SP/MG.

Iniciando na Toca do Lobo ate no maximo 09:00 ou 10:00 hrs vc chegara no topo do Pico do Capim Amarelo no final da tarde. Eh um bom ponto de acampamento e se vc ainda tiver tempo sobrando, caminhe um pouco mais p/ acampar em um vale a frente.

No segundo dia acampe no topo da Pedra da Mina ou no vale do Rio Verde, no lado leste.

No terceiro dia (na minha opiniao o mais puxado) acampe no topo do Pico 3 Estados) e no ultimo dia saindo de manha do pico vc chegara na Rodovia no maximo ate as 14:00 ou 15:00 hrs e fim da travessia.

 

Eh isso.

 

 

Augusto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

Ola pessoal.

 

Seguem algumas dicas e infos.

 

# A trilha do Pico do Marins eu plotei no google earth e tá no wikiloc:

http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=923639

 

# Outra travessia que eu plotei no google earth foi a da Serra Negra:

http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=1128560

 

# Na travessia Marins-Itaguaré cuidado com a água do riacho na base do Marins. Prefiro trazer do Morro do Careca uns 3 litros para toda a travessia. Já na Serra Fina, o ideal é levar uns 3 a 4 litros de um ponto de água a outro. Na Serra Negra a água não é problema.

 

# Em épocas de estiagem longa a nascente na base do Pico do Itaguaré pode estar seca. Atente a isso.

 

# O uso de luvas é quase obrigatório na Marins-Itaguaré e Serra Fina. O capim elefante corta facilmente as mãos. Até recomendaria também o uso de óculos, já que a vegetação é alta e os bambuzinhos fazem estrago.

 

# Na Marins-Itaguaré e Serra Fina evite deixar o isolante do lado de fora da mochila, já que os bambuzinhos vão acabar com ele.

 

# Só recomendo fazer qualquer uma dessas travessias no inverno, já que o tempo seco facilita a caminhada. No verão é comum as chuvas e tempestades que podem atrapalhar totalmente a navegação. E ainda tem o raios que são mais perigosos ainda, quando estiver na crista.

 

# Sinal de telefone celular pega sem problemas no alto dos picos e na crista dessas travessias. Só tive problemas na Serra Negra, já que próximo ao vale do Aiuruoca é difícil conseguir sinal.

 

# Na Serra Fina, próximo da Toca do Lobo agora funciona um refúgio, que é um ótimo local para pernoite se não quiser ficar na cidade de P4.

http://www.refugioserrafina.com.br

 

# Fique pelo menos uns 2 dias em Maromba. Vale a pena conhecer a Cachoeira do Escorrega, o Poção de Maromba e outras cachoeiras próximas. A oferta de campings e pousadas baratas é muito grande, principalmente na Praça Principal da Vila. Uma com preços muito bons e que eu recomendo é essa:

http://www.pousadaaguasclaras.com.br

 

# Na travessia da Serra Negra evite iniciar a caminhada depois das 14:00 hrs, senão vc vai ter de fazer em um ritmo forte para chegar no chalé do Sr. José Rangel Anísio antes do anoitecer, ou senão acampe na Cabana Cabeceiras do Aiuruoca se quiser fazer em ritmo tranquilo.

 

# Ao chegar no final da travessia Marins-Itaguaré, na Rodovia, vai encontrar uma oferta grande de ônibus para Passa Quatro/MG ou Cruzeiro/SP.

http://www.cidadedoaco.com.br

 

# No final da Serra Negra, na Vila de Maromba são poucos os horários de ônibus que saem da Praça Principal para Resende (Graal) e de lá para outras cidades: Clique aqui

 

# No final da travessia da Serra Fina, não existe linhas de ônibus regulares que passem pela Rodovia. Ali somente caronas (se for tentar alguma, é mais fácil conseguir na Garganta do Registro) ou contar com algum transporte de Itamonte ou algum que vc tenha contratado em Passa Quatro.

 

# Como Chegar no Pico do Marins:

- O caminho inicia-se na na Rodovia que liga Piquete à Itajubá. Se estiver vindo de Piquete e alguns minutos depois que terminar a subida da serra e iniciar a descida da serra, haverá um Restaurante, uma pequena vila e um trevo. Daqui são uns 2 Km até a entrada da estrada de terra que leva até a Fazenda Saiqui. Aqui há uma placa indicando a Fazenda e também um ponto de ônibus na beira da Rodovia. Do início da estrada de terra até o Acampamento Base Marins são uns 15 Km, onde a maioria deixa o carro para subir o Marins ou acampa a primeira noite ali. Outra opção é entrar pelo Bairro do Marins, mas só se você estiver vindo de carro. A bifurcação para o bairro fica pouco depois da saída da cidade de Piquete. É só seguir as placas.

 

# Como Chegar no início da trilha da Serra Fina (Toca do Lobo) na caminhada, entrando por Passa Quatro:

- Quando estiver vindo de Cruzeiro e logo após a divisa de Estado, no alto da serra, fique atento para um local conhecido como bairro do Pinheirinho uns 7 Km depois da divisa. Nesse bairro existe um enorme armazém da CIBRAZEM (é bem fácil localizá-lo, ele está junto a Rodovia, do lado esquerdo de quem vai para P4). Aqui se inicia a estrada à direita que leva até a Fazenda Toca do Lobo. Siga sempre pela estrada de terra principal até o final. Qualquer dúvida, pergunte pela Fazenda Toca do Lobo, que todos na estrada sabem informar. Estando na Fazenda Toca do Lobo, ao passar a porteira, o acesso à trilha é seguindo pela esquerda.

 

# Para quem quiser fazer a Serra Fina entrando pelo bairro do Paiolinho:

- O caminho para chegar ao bairro do Paiolinho (Passa Quatro) é pegar a estrada sentido IBAMA, logo que você sair da cidade sentido Itanhadú e depois virar em uma estrada de terra para a esquerda sentido Lixão. De lá seguir até a Fazenda Serra Fina (é chão p/ caramba), passando pelo Bairro do Paiolinho (deixe o carro na casa do Sr. José Ramos). A estrada é de terra e está relativamente boa, mas não é para qualquer carro. Se chover terá problemas. A trilha começa bem a ao lado de um placa verde com algumas recomendações e um mapa de acampamentos. Atravessando a cerca de arame, a trilha segue por algumas plantações e bifurcações para pequenos sítios. Procure sempre se manter na trilha mais demarcada e cerca de uns 20 minutos de trilha, você cruza com um afluente do Rio Verde, onde existem alguns poções. Assim que cruzar o rio e uns 20 mts depois haverá uma bifurcação para a esquerda, mas a trilha para a Pedra da Mina é a da direita, seguindo pela trilha demarcada. Depois dessa bifurcação não tem mais erro e o resto é sempre se manter na trilha principal. Não se preocupe com água, pois haverá um outro pequeno riacho a frente e o último ponto de água vai estar por volta da altitude de 2100 mts. Se você quiser chegar no topo no mesmo dia, o ideal é iniciar a trilha logo pela manhã, pois a subida é muito íngreme e desgastante.

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

E aí galera.

Mapas dessas 3 travessias vcs encontram no site:

 

http://www.trilhaecia.com.br/mapas.htm

 

É só procurar por Marins, Itaguaré, Serra Fina e Serra Negra.

 

Também coloquei os mapas e croquis que usei no album de fotos dessa trip que está no multiply.

 

São varios mapas e todos eles muito bons. Alguns estão com coordenadas geograficas, o que facilita p/ quem tem GPS.

 

 

Abc

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Caminheiro    0

Olá Augusto,

 

Eu estou planejando fazer Marins Itaguaré no feriado do dia 21 de abril e gostaria de saber se vc pode me dar umas dicas.

 

O que eu mais gostaria de saber são os seguintes tempos:

 

Da água na base dos Marins até o Itaguaré;

Do Itaguaré até a estrada Passa Quatro - Marmelópolis;

Do fim da trilha até o asfalto de Passa Quatro.

 

Se vc tiver mais alguma dica que julgar importante, agradeço muito!

 

Valeu!

 

César

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

Oi César.

 

Da Ranchonete, onde a maior parte das pessoas deixa o carro, até o Morro do Careca vc vai levar no máximo 1 hora.

Ano passado li alguns relatos de pessoas q tiveram carros arrombados por deixa-los no Careca. É melhor vc pagar p/ deixar o carro protegido lá na Ranchonete do que desprotegido no Careca.

Pegue agua saindo a esquerda de pequeno um descampado (nesse local tem algumas lixeiras). Agua só depois na base do Marins.

 

Nas vezes em que fiz a travessia do Pico do Marins ao Pico do Itaguaré ou no sentido contrário (Itaguaré-Marins) fiz em cerca de 7 horas e meia a 8 horas, no máximo.

E isso porque eu não parei na Pedra Redonda (quase no meio da travessia).

Nesse ponto é um bom lugar p/ dar uma descansada.

Lembre-se de uma coisa importante: do riacho do Marins até a Pedra Redonda são + - 3 hrs a 3 hrs e meia de caminhada. Se vc estiver com tempo acima disso, então é melhor apertar o passo, se não quiser chegar no Itaguaré a noite.

Com uma mochila pesada, parando na Pedra Redonda e com uns 2 litros de agua (já q não existe em toda essa travessia) creio q no máximo em 8 horas e meia dê p/ fazer essa travessia.

Recomendo vc sair lá do Riacho na base do Marins, no máximo até 07:30 hrs. Estourando 08:00 hrs, pois com isso vc chegará lá no Itaguaré por volta das 17:00 hrs. Ou até um pouco antes. Com isso vc tem tempo de sobra p/ montar a barraca pouco depois do Itaguaré (uns 7 minutos depois), em um pequeno vale entre 2 pequenos picos.

 

Do local de acampamento, junto ao riacho do Itaguaré até a estrada vc vai levar pouco mais de 1 hora. A trilha é bem facil de encontrar. Ela vai estar bem a norte do pequeno vale. A trilha q desce possui alguns buracos bem gdes, por isso tome muito cuidado.

Chegando na estrada, junto a um descampado, siga p/ a direita e depois de uns 40 minutos de caminhada, qdo avistar algumas casas, entre p/ a direita novamente, passando pela porteira. A partir desse ponto são mais ou menos 3 a 4 horas até a Rodovia, sendo 1 hora e meia ou mais na parte plana e o resto só de descida bem forte.

Passando a porteira e uma casas mais p/ frente pode ser q vc consiga alguma carona (não é muito dificil).

 

Veja se tem um Livro de Assinaturas na base da Pedra Redonda e deixe sua mensagem lá (a alguns anos atrás tinha).

 

É isso.

 

Qqer outra duvida...

 

 

Augusto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Caminheiro    0

Valeu Augusto!

 

Com suas informações já vai dar para eu me planejar legal! Agora só falta São Pedro cooperar com o programa!

 

Mudando um pouco de assunto, pelo que vi aqui nesse tópico, vc curte umas travessias meio animais...

 

Eu há algum tempo tenho a idéia de uma travessia pela Mantiqueira, iniciando aqui na região onde moro (São José dos Campos) e que pode ir até lá em Maromba, sendo que o seria exatamente o trecho que vc fez (desde os Marins até a Serra Negra).

 

Eu nunca tracei um roteiro certo, mas imagino que a travessia poderia iniciar em São Francisco Xavier e seguir para Monte Verde, Gonçalves, São Bento do Sapucaí (esse trecho já fiz em 99), Campos do Jordão, Delfim Moreira, Marins, Itaguaré, Passa Quatro, Serra Fina, Serra Negra e terminar em Maromba. Creio que levaria cerca de 15 a 20 dias, para andar bem.

 

Bom, é só uma idéia. De repente lançando ela aqui no site alguém se anima a fazer.

 

Até mais!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

E aí César.

Quando fiz essa travessia até pensei em sair lá de Campos do Jordão até Delfim Moreira (esse trecho é conhecido como Vista Alegre - O Beck já fez esse trecho e tá no livro Caminhos da Aventura), emendando com Marins-Itaguaré, Serra Fina e Serra Negra, mas desisti depois de saber q o referido trecho está bastante fechado.

 

Pelo q sei esse trecho sai ao lado do Horto Florestal por estrada de terra, mas chega uma hora q ela termina e aí nem existe trilha.

O problema maior mesmo é em Campos do Jordão.

 

Já saindo lá de S.F. Xavier ou Monte Verde esse trecho é todo feito em estradas de terra. Eu tenho uma planilha de todos trechos, saindo de S.F. Xavier, passando por Monte Verde, Gonçalves (ou se quiser direto p/ S. Bento do Sapucaí e dali p/ C. Jordão).

Mas qdo vc chega em C. Jordão aí a coisa complica. Pode ser q até tenha uma estrada, mas desconheço.

 

De todos, com certeza o mais tranquilo é o da Serra Negra (exceto o Subidão da Misericórdia - é bem ingreme). A trilha é bem demarcada e tem bastante agua.

 

Quem sabe um dia eu tente fazer somente esse trecho de C. Jordão-Delfim Moreira.

Não agora.

 

Abcs.

 

 

Augusto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Jorge Soto    0

Guto, o trecho de Vista Alegre nao ta fechado nao. O Bastos (trekking.sp) foi p/ la no feriado de Pascoa e levou uma penca de escoteirinhos (ele é chefe do GERaposo) p/ la e disse q ta td beleza.. tanto é q to pensando em emendar esse ai c/ Morro da Piinga e SFX/Mte Verde futuramente..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

E aí Jorjão.

 

Em 2003 qdo procurei infos sobre essa trilha (Vista Alegre) falei com uma pessoa q tinha tentado entrar por Delfim Moreira p/ sair em C. Jordão.

Ele só conseguiu ir até pouco depois de um Hotel e onde a trilha se fechava.

 

Então nem resolvi arriscar a ir lá checar como tava a trilha.

 

Mas isso então é bom.

Se essa trilha está aberta dá p/ refazer todo esse percurso, incluindo Vista Alegre.

 

E aí Jorjão, dessa vez vc não vai desistir lá no final da Serra Fina, nao?

 

Toparia ir até o fim?

 

 

Augusto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  

×