Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
_maya

É possível viver mochileiro?

Posts Recomendados

Na verdade acho que essa "crise existencial" atinge quase todas as pessoas, principalmente nós mochileiros, pq depois que conseguimos realizar o "sonho americano" de estudar e ter um emprego estável, percebemos que a felicidade não está nisso, entrando em conflito com o que a sociedade sempre nos vendeu como modelo de felicidade...

 

Tenho reparado que essa vontade de se libertar das "obrigações" que a sociedade nos impõe atinge a galera entre 25 e 35 anos, que acaba caindo a ficha que a vida é muito curta para passarmos dias, meses e anos dentro de uma empresa, escola, com dívidas de carro e casa, e vendo a vida passar sem realmente viver!

 

Acho que independente de largar tudo para viajar ou apenas mochilar nas férias e feriados, o importante é ter na mente e coração esse espírito mochileiro de que bens materiais não importam, que o melhor investimento da vida é viajar, ganhar o mundo! Não podemos deixar a rotina abafar nossa essência!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade acho que essa "crise existencial" atinge quase todas as pessoas, principalmente nós mochileiros, pq depois que conseguimos realizar o "sonho americano" de estudar e ter um emprego estável, percebemos que a felicidade não está nisso, entrando em conflito com o que a sociedade sempre nos vendeu como modelo de felicidade...

 

Tenho reparado que essa vontade de se libertar das "obrigações" que a sociedade nos impõe atinge a galera entre 25 e 35 anos, que acaba caindo a ficha que a vida é muito curta para passarmos dias, meses e anos dentro de uma empresa, escola, com dívidas de carro e casa, e vendo a vida passar sem realmente viver!

 

Acho que independente de largar tudo para viajar ou apenas mochilar nas férias e feriados, o importante é ter na mente e coração esse espírito mochileiro de que bens materiais não importam, que o melhor investimento da vida é viajar, ganhar o mundo! Não podemos deixar a rotina abafar nossa essência!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou muito perto de começar a viver meu sonho.

Não seria "viver mochileiro" pois me considero um "viajante". Não sou de jogar a mochila nas costas (embora o faça às vezes), sou mais de carregar minha mala... já fui de camping, hoje sou de hotel (e como curto isso!), mas tudo isso são apenas rótulos. O importante é o "espírito" de ir em frente (e de voltar às vezes) e descobrir o novo, viver o novo, nunca esquecendo de onde já passou.

 

Um resumo da minha história é que sou formado em Eng. Elétrica a 9 anos e cheguei a trabalhar na maior construtora do país, era feliz, ou achava que era. Depois passei por outros empregos mas fui ficando desmotivado... neste meio tempo fiz inúmeras viagens, são 10 países visitados, morei 3 anos na África, voltei ao Brasil a 6 anos e pronto ! Simplesmente não consigo me adaptar por aqui! Juro que tentei... o bom da volta foi conhecer minha namorada e futura esposa... este ano, tudo dando certo, cairemos no mundo. Não para ficar pulando de país em país, pois ela irá para estudar, porém pretendemos conhecer algum lugar novo sempre que possível.

A novidade é que agora sou "trader", trabalho com mercado financeiro, ou seja, hoje já me considero um Nômade Digital, pois, posso trabalhar literalmente de qualquer lugar do mundo que tenha uma boa conexão com internet.

 

Incentivo a todos a buscarem seus sonhos... obstáculos serão muitos, planos terão que ser mudados, novos caminhos explorados mas tenham certeza que com perseverança, honestidade e se puderem, com alguém que sonhe junto tudo dará certo.

 

Termino por aqui pedindo a todos "irmãos" mochileiros que me desejem sorte pois desejo muito mais que isso a todos vocês!

 

Que a prosperidade (em todos os sentidos) entre na vida de cada um de forma surpreendente!

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo com tudo o que a Ana Paula disse. Eu sou "viajante" iniciante, comecei esse ano a ter em mente e em alma esse espírito livre que sempre pairou sobre mim e hj posso dizer que estou muito feliz em vista de antes, quando trabalhava 8 horas por dia, no estresse coorporativo, com preocupações desnecessárias...enfim; hj trabalho em outra área, com menos carga horária, ganho menos mas sou feliz e consigo planejar minhas trips e ser leve...coisa que eu não consiguia fazer antes por estar preocupada demais com o que não valia a pena! :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal, ótimo dia a todos! Sou Rodrigo, 22, de Botucatu - SP

Estou por volta de 7 meses pensando muito sobre sair de casa. Na verdade eu sempre me via pensando em coisas assim (desde a adolescência), em viver de forma diferente à esta que estamos condicionados, ao povo alienado pelo sistema, fome e muitos outros problemas do nosso mundo etc.

Não tenho emprego desde dezembro, que quando foi que eu decidi, digamos assim fazer uma viagem experimental. Então botei minha mochilas nas costas e fui com pouca grana me aventurar pelo sul do Brasil...

Meu objetivo era cruzar SP-PR-SC e RS!!!

E deu tudo certo!!! Conheci coisas incríveis como a tal da carona e o couchsurfing, não ter medo do desconhecido, fiz amigos argentinos, malucos de br, malabaristas! E esse úniverso dos artistas de rua me encantou de uma forma tão mágica. Por onde eu passava eu tentava me colocar na cultura das pessoas a minha volta, e vi muita coisa passando um tempo com os artesãos e os malabaristas, inclusive um era palhaço de rua, tipo vivênciei o trabalho deles no semáforo, tive que pedir comida pela primeira vez na vida, entre muitas coisas que passei com eles! E mesmo nessas condições, que seria um tanto quanto desconfortável para uma pessoa que vive o senso comum, eu me sentia plenamente feliz!!! Eu chorei de felicidade em muitos momentos do mochilão, era como se eu estivesse realmente vivendo e isso me trazia muita paz interior e com tudo a minha volta!!! Eu me senti pela primeira vez confortável vivendo. Como é bom só pensar no hoje e viver sentimentos ótimos! Ainda mais pra mim que era depressivo e tomava por volta de 10 comprimidos de tarjas pretas diários, cheguei a ficar internado e também tentei suícidio 3 vezes.

A viagem foi uma experiência incrivel e me fiz uma nova pessoa. Fiquei apenas 40 dias fora e hoje faz 5 dias que voltei pra casa. Mas aqui está tudo estranho... Não sinto mais como se aqui fosse minha casa e estou sentindo um vázio enorme querendo sair mochilar, mas não sei como dizer tudo isso para minha mãe de alguma forma que não pareça que eu enlouqueci, é o único laço que ta me segurando de não cair na estrada da vida por uns bons anos.

Não tenho mais vontade de arrumar nenhum trabalho convêncionalque gaste as horas e os dias da minha vida, 8 horas por dia, 5 dias por semana ou 6 e assim o resto do ano, muita rotina me deixa triste demais, esse é um pensamento ao qual não consigo me adaptar mais. Estudava engenharia mecânica e parei no terceiro ano, quando a minha mente começou a se desenvolver mais, comecei a estudar de tudo um pouco, por minha conta, documentários, relatos, livros, inglês, conheci pessoas como Eduardo Marinho, que me fez abrir um leque de pensamentos na minha cabeça e passei a entender melhor as músicas de autores como Raul Seixas, que agora sinto que tenho e já tinha tantos ideais refletidos nos sons dele e nunca tinha percebido...

Desculpa se o texto foi muito longo, mas foi mais uma questão de desabafo mesmo ou também se alguém puder me ajudar com algumas palavras de conforto, ficarei grato. Enquanto isso fica minha mente pulsando: "Pegue suas coisas e vá..."

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
karolyne.souza disse:
Ei pessoal meu nome e karolyne, eu estava lendo aqui e ta todo mundo querendo sabe do maya, então eu fui da uma de detetive e acabei achando o facebok dele só peço que algum corajoso fale com ele e escreva aqui no tópico oque ele fez afinal :D :D

 

Olá Karolyne, o Maya já voltou e já nos deu retorno, dá uma olhadinha na página 39 do tópico ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal meu nome é Joyce tenho muita vontade de "mochilar mas sou leiga no assunto rsrs. Quanto se gasta em média? Como faremos pra comer, dormir, lavar roupas. .. alguém poder explicar melhor agradeço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Joyce, bem vinda ao fórum!

Aqui neste tópico estamos debatendo aquelas inquietações que levam alguém a largar o emprego, a família, a rotina... e se aventurar mundo a fora, rumo ao desconhecido.

 

Já que vc está chegando agora e não tem ainda experiência com "mochilar", sugiro começar pela leitura do excelente tópico: manual-do-mochileiro-de-1-viagem-t38211.html

 

Vc encontra montes de dicas e guias aqui : guia-do-mochileiro-f95.html

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 



×
×
  • Criar Novo...