Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

Olá pessoal, tenho 22 anos e sou do interior de São Paulo.

Resolvi fazer a minha viagem há uns 2 meses atrás, e estava decidido que ficaria 10 dias na Costa Rica, escolhi sair de São Paulo no dia 21/03/2017 e voltar dia 30/03/2017, e logo já fui correndo atrás das passagens. Pesquisei primeiro no site Decolar.com para saber quais seriam as melhores companhias aéreas e então cheguei à COPA AIRLINES. Depois fui ao site da companhia e comprei direto deles, paguei aproximadamente R$2.200,00 com saída de Guarulhos, escala no Panamá e destino final Alajuela, na Costa Rica.

Como eu queria conhecer alguns lugares que sempre tive vontade, decidi reservar 3 Hostels em lugares distintos, para eu não me sentir muito "preso", então meu itinerário ficou assim:

Dia 01: BRA - Alajuela

Dia 02: Alajuela – Jacó

Dia 03: Jacó - Jacó

Dia 04: Jacó - Jacó

Dia 05: Jacó – San José

Dia 06: San José – San José

Dia 07: San José - Alajuela

Dia 08: Alajuela - Alajuela

Dia 09: Alajuela - Alajuela

Dia 10: Alajuela – BRA

 

- Escreverei todos os horários como se fossem o de Brasília, mas se vocês quiserem saber qual era o horário no Panamá subtraiam 2 horas, e na Costa Rica subtraiam 3 hora

- Todos os quartos dos Hostels e Hotel que fiquei foram privativos com banheiro/chuveiro privativo.

 

DIA 01: No primeiro dia sem novidades. Cheguei no Aeroporto e logo vi uma fila gigantesca nos guichês da Copa, mas vi que tinha um senhor dando informações e ele me perguntou se já tinha feito o check-in online e se estava com o meu cartão de embarque impresso, e respondi que sim, logo ele me indicou uma outra fila com apenas 1 casal na minha frente. Então já fica a primeira dica para vocês: façam o check-in online, além de já escolherem o assento, na hora de despachar a mala, tu terás preferência.

Como tenho conta no Banco do Brasil eu fiz o saque em dólar direto no caixa eletrônico, paguei mais ou menos R$ 3,14.

Como tenho facilidade de dormir, eu fui dormindo nos dois voos e não consegui pegar nenhuma das refeições.

Tive que esperar umas 2 horas no Panamá, a partir daqui recomendo a desligarem a chave do Português e ligarem a chave do Espanhol. Eu, que nunca tinha viajado para nenhum país de fora, fui testar o meu espanhol de vídeo game comprando, no próprio aeroporto do Panamá, aqueles travesseiros de pescoço, e até que fui bem, consegui comprar por $10 um belo de um travesseiro de pescoço que tornou as minhas sonecas muito mais confortáveis (segunda dica).

O avião do Brasil para Panamá tem uma televisão onde tu consegue escolher alguns filmes (dublados) para ir assistindo, ou músicas para ir ouvindo, e você também consegue reproduzir fotos, músicas e vídeos que você tem em seu pendrive.

Em Alajuela fiquei em um Hostel que foi projetado para Estadunidenses, mas como tinha gostado das fotos, preço e localização, resolvi ficar la, até porque eles não iriam impedir a minha estadia porque sou BR né! Reservei por e-mail, e paguei $200 pelas 4 noites.

HOSTEL: Alajuela Backpackers ([email protected])

 

monitorfrenteassento.jpg.68d573c422594fef990dc11b0bd75a3b.jpg

 

DIA 02: No meu segundo dia, fui para Jacó, uma cidade litorânea que é banhada pelo Oceano Pacífico. Fui de ônibus mesmo, paguei uns 1000 colones (a conversão grosseira pode ser feita 500 colones=1 dolar). Neste dia visitei só a praia da própria cidade mesmo, que tem uma areia grossa e água um pouco mais escura do que estamos acostumados. Em Jácó fiquei em um outro Hostel chamado El Crucero, reservei pelo chat do Facebook, que paguei $130 pelas 3 noites.

HOSTEL: El Crucero (https://www.facebook.com/elcrucerolodge/)

 

praiajaco.jpg.810b385c442f0b18e717bba58ce16ad7.jpg

 

DIA 03: No outro dia acordei cedo e fui para o Parque Manuel Antônio. Peguei o ônibus em frente a uma loja chamada EKONO, é um ônibus verde que passa a cada hora ímpar, que vai para a cidade de Quepos, de lá tu pega um circular e vai para o Parque Manuel Antônio. O ônibus para Quepos vai LOTADO, então tente pegar o mais cedo possível. Quem visitar a Costa Rica e não for visitar este parque, certamente perdeu uma grande oportunidade, inclua este local no seu roteiro! Estrangeiros pagam $16 para entrar, no parque. No caminho encontra-se vários animais, como bicho preguiça, uns macaquinhos, ..., mas não vá lá com o intuito de ver animais, pois este é só um “bônus”, o principal mesmo é a praia de Manuel Antônio.

Praia lindíssima, e com uma bela trilha para se fazer, onde, no meio do percurso, tu encontras alguns mirantes para o mar, não perca a oportunidade de tirar várias fotos nestes mirantes.

Neste parque não se pode entrar com alimento, o guarda faz uma vistoria na sua bolsa antes de tu entrar, mas pode-se, e deve levar maquinas fotográficas.

Em frente ao local onde compra-se as entradas ficam vários guias oferecendo serviços, mas eu fui sem nenhum guia e consegui ver todos os animais, fazer as trilhas e ir à praia tranquilamente, então eu não recomendo guia não.

Além disso o parque é super bem estruturado, tem local para você se banhar depois de sair da praia.

Tome cuidado pois na praia há muitas pedras e tu pode se machucar, além disto, a praia é funda, então se não souber nadar, fique bem no cantinho.

 

mirante1.jpg.591b3c2140e78c71024aa6ea3aa53041.jpg

 

mirante2.jpg.b039af1f5959a46129e6192be7bec508.jpg

 

praiamanuelantonio.jpg.4e31735d06aaf8bdc2586327c2c06ae5.jpg

 

praiamanuelantonio2.jpg.68320699cdfcc6a0afc8aa0f2e91525e.jpg

 

DIA 04: Fiquei só na praia de Jacó mesmo, sem inventar muita coisa.

O que tem para jantar que já conhecemos la é KFC, Pizza Hut e McDonalds. Como não sou muito fã de McDonalds eu acabei comendo mais no Pizza Hut e no Pollolandia, que é um concorrente direto do KFC, e eu o gostei mais do frango da Pollolandia.

 

DIA 05: Neste dia eu saí de Jacó para a capital San José, neste dia eu fui ao Castros’s Bar. Este é outro lugar que também recomendo para terem uma ideia dos ritmos e das danças da Costa Rica. Neste lugar rola um DJ todo sábado, então se for, vá em algum sábado. La vão pessoas sozinhas também, e creio que, se tu pedir para elas te ensinarem um passinho ou outro, creio que elas te ensinarão, eu não tentei, hehehehehe.

Para se locomover dentro da própria cidade, qualquer cidade, vá de Uber, é muito barato e eficiente (Dica 03).

Hotel: Hotel Novo ([email protected])

 

DIA 06: Acordei cedo mais uma vez e fui para o Parque Diversiones, fica em San José também e dá para ir de Uber, tu paga para entrar 8mil colones e desfruta de todas as atrações do parque. Recomendo irem com roupa leve e que seca rápido, porque la tem brinquedos que são na água, brinquedos mais tranquilos e também alguns com mais adrenalina. Tem como você alugar um guarda volumes la também. Dentro do parque também tem uma praça de alimentação muito boa com opções de frango, pizza e lanches. Vá cedo para que não pegue muita fila nos brinquedos, então tu vais em todos os brinquedos que queira de manhã, almoça, dá uma descansada, e a tarde vai mais uma vez.

No parque há também uma mini fazenda com alguns animais, nada muito diferente da nossa realidade: vacas, galinhas, cabritos, ...

 

montanharussa1.jpg.f289dd73bd4317d3f86f2ce664c1c360.jpg

 

montanharussa2.jpg.7c03dbeb0ecd71eeec90c6ca923b14c6.jpg

 

fazenda.jpg.fa07887229089f028ab9463548f3acba.jpg

 

 

DIA 07: Fiz isto também para que ficasse fácil para que eu fosse ao aeroporto no meu último dia também. Voltando para Alajuela, neste dia estava programado para eu ir visitar a Basílica de Nossa Senhora dos Anjos, mas acabei chegando tarde em Alajuela e perdi o horário do trem que ia para Cartago, cidade que fica a Basilica, então resolvi deixar para o dia 09.

 

DIA 08: Talvez este tenha sido o segundo dia mais aguardado por mim (depois de Manuel Antônio), o dia de conhecer o tão famoso Vulcão Poás. Aqui não vou detalhar muito, mas neste outro post (vulcao-poas-costa-rica-t142506.html) eu conto os detalhes só deste dia. Mas adiantando: coloque este destino também na sua lista.

Acabei jantando no Subway perto do Hostel mesmo.

 

DIA 09: Como dito acima, no dia 08 eu jantei um lanche do Subway, foi a pior coisa que fiz em toda esta minha viagem. Eu peguei uma intoxicação alimentar que não saía do banheiro! Fiquei todo o dia tomando soro e comendo banana e maçã no Hostel e, por conta disto, não consegui visitar a Basílica em Cartago.

 

DIA 10: Depois de 2 litros de soro ingerido, 1 cacho de banana e algumas maçãs no dia anterior acordei melhor para pegar o meu voo para o Brasil.

Como já tinha feito o check-in online e já tinha impresso o cartão de embarque foi só despachar a minha mala, mas desta vez sem fila preferencial porque tinham pouquíssimas pessoas na fila.

Cheguei na minha escala no Panamá e fui direto ao meu portão de embarque para o Brasil, e, para minha surpresa, só estava faltando eu. Mas não foi culpa minha o atraso, é que o avião que eu estava vindo da CR tinha pousado mas não tinha finger para que nós pudéssemos desembarcar, então tivemos que ficar esperando uns 20 minutos dentro do avião.

No avião do Panamá para o Brasil você já começa a se sentir mais familiarizado com as pessoas, porque a maioria são brasileiras e estão vindo dos EUA, México, República Dominicana e também fizeram escala no Panamá, mas mesmo assim é melhor tu não desligar a chavezinha do Espanhol para tu se comunicar com as aeromoças.

Nestes voos, diferentemente dos da ida, eu consegui ficar acordado e pegar as refeições que eles serviram. De CR para Panamá eles serviram um pão com uma salada este da foto abaixo; e do Panamá para BR eles serviram uma macarronada que você podia escolher o molho, de carne moída ou frango, eu peguei de frango e uma CocaCola, mas tinham várias outras opções como Schweppes, vinho, vodka, água, CocaZero.

Depois eles passam mais umas duas vezes oferecendo bebidas.

Chegando em GRU, peguei a minha mala despachada e na primeira andada já percebi que tinha algo errado, então sentei e fui conferir se não tinha enroscado nenhum plástico ou nada nas rodinhas, foi aí que vi que a companhia tinha quebrado a rodinha da minha mala.

 

comidaaviao.jpg.112351ac71c12038c72002438cf84033.jpg

 

  • • Eles são muito patriotas; nos dias que eu fiquei lá a seleção de futebol deles iria jogar, e muitos homens e mulheres só andavam com a camiseta da seleção deles.
    • A comida deles é um pouco diferente das nossas, eles gostam muito de frango e mariscos. Eu que não gosto muito de mariscos resolvi ficar só no frango e pizza mesmo.
    • Eu me identifiquei mais com o reggaeton deles, com a salsa, merengue, bachata, eu não gostei muito não.
    • Acostume-se em fazer contas rapidamente para tu converter de colones para dólar e depois para Real. A maioria dos lugares fazer a seguinte conversão: 500 colones = 1 dólar = R$ 3,14 (em março/2017).
    • As coisas são muito caras lá, vá preparado!
    • Há muitos ATM e ATH para você realizar saques em todas as cidades, pelo menos nas que eu passei: San José, Alajuela e Jacó.
    • Ande de Uber tranquilamente.
    • Lá eles gostam muito de brasileiros, porque creio que uns 70% dos visitantes de lá são estadunidenses, então tu falas que é do Brasil, eles piram.
    • Respeite a cultura deles, pois o estranho lá é você.

 

Então é isto pessoal, esta foi a minha visita à Costa Rica.

Quem ainda tiver dúvida ou quiser alguma dica, é só escrever depois nos comentários que, se eu puder e/ou souber, eu vou ajudar sim.

Obrigado pessoal!

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal o seu relato. Uma curiosidade, na sua foto a montanha russa com trilhos vermelhos pertencia ao Playcenter de São Paulo, após o fechamento ela foi vendida para este parque.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí, Marcial! Beleza?

Tenho uma dúvida em relação ao clima. Pelas fotos que você postou, fizeram dias de sol...

Foi isso mesmo?

Como estava o clima durante esses seus dias de viagem (março)?

Abraços,

Cadu

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Jadson Mello Santos
      Pessoal , moro em Salvador e estarei indo para Costa Rica em Março ano que vem , alguém sabe dizer quanto custa uma prancha de lomgboard em Jacó? 
      Prefiro ir de mochila , não quero alugar carro , fora o valor do carro , tem o valor do caução, prefiro pegar ônibus . Não sei como é o trânsito por lá. Outra coisa as despesas com taxas de transporte de prancha sairia muito caro e depois poderia vender a prancha lá mesmo. 
      Alguém poderia me dar uma dica ?
    • Por Jadson Mello Santos
      Boa tarde , 
      Tenho 2 dúvidas: 
      Vale a pena ir para Costa Rica como mochileiro e comprar a prancha de lomgboard lá e depois revende-la ? 
      Moro no Nordeste e estou querendo fazer um pacote turístico , mas achei que poderia usar meu dinheiro lá,  usufruindo de mais coisas lá , prefiro ficar em hostel e não em hotel caro e ainda por cima alugar carro com seguro caro . Acredito que pegando onibus , vou economizar bastante !  Quanto será que custa um lomgboard na Costa Rica usado ou novo ? Não sou marinheiro de primeira viagem , mas é sempre bom pesquisar já que o País é novo para mim . Já morei em alguns paises na Europa e sei como a banda toca por lá , mas América Central é como pisar em ovos para mim . Agradeço pelas dicas .
      Obs : o porque da ideia de comprar o lomgboard lá:  teria primeiro que comprar uma viagem trecho salvador - são Paulo,  não sei quanto seria a taxa desse percurso para a prancha , depois um percurso pagando 100 dólares de ida e volta da mesma , teria que alugar um carro,  fora o trabalhão que ia dar . A melhor coisa saltar do avião e pé na estrada .  Sabe dizer se lá tem aluguel de moto ? Seria também uma ótima pedida !
      Saudações,  
      Jadson Santos.
    • Por pqd91391
      Salve comunidade!!
      Vou passar 10 dias (Dezembro 2019) das minhas férias em algumas cidades da Costa Rica. Meu projeto é curtir a natureza fazendo trail running pelas diversas trilhas nos parques naturais que tem por lá. Principalmente, porque acredito que vivenciar a natureza de maneira intensa e através da prática de esportes nos ajuda a nos auto-conhecer e curtir o melhor da vida. Não tenho nenhum roteiro fechado ainda, mas tenho um esboço das corridas, trilhas e travessias que pretendo fazer. Se tiver alguém na área que curtiu a ideia, vamos conversar e se tudo der certo partir junto! Vai ser irado demais compartilhar essa experiência de vida.
      Valeuu!!
    • Por TZocas
      Olá a todos!
      Em Janeiro irei fazer um mochilão mas surgiu um problema! Soube agora que nessa época o Brasil fica completamente lotado de turistas e o tempo entre sítios aumenta muito.
      Tenho um mês para partir do Rio de Janeiro em destino do México. Queria passar pela Amazónia e entrar pela Colômbia. Alguém tem dicas de percursos?
      Ajudaria MUITO!!!!!!!!!
      Muito obrigada! 😊😊
    • Por Marcos A
      Passamos 6 dias na Costa Rica. Foi o nosso primeiro país na nossa viagem pela América Central em 2017. Deixamos muito por fazer, admito. A Costa Rica requer muito mais dias pra aproveitar cada atração desse país maravilhoso. Confere aí embaixo um  resumo do que fizemos nesse país incrível.
      San José
      Não ficamos nenhum dia inteiro em San José, capital da Costa Rica. Resolvemos usá-la como ponto de conexão entre outras localidades como o rio Pacuare, Puerto Viejo e o Parque Manuel Antônio.
      Como chegamos
      Voo de Montreal com escala na cidade do Panamá, tudo pela Copa Airlines. Do aeroporto, pegamos um ônibus comum que passava pelo centro de San José. O terminal de ônibus do aeroporto fica uns 20 metros logo após a saída do aeroporto. A empresa de ônibus mais famosa é a Tuasa. Os ônibus são vermelhos e tem um pequeno letreiro com o destino. Entretanto, sempre pergunte pro motorista se o destino final é realmente San José.
      Onde nos hospedamos
      Ficamos hospedados no Aldea Hostel San Jose, em um quarto compartilhado sem café da manhã inclusos. O banheiro não estava limpo e o hostel no geral era bem velho. Recomendo somente pela localização e preço acessível.
      Rio Pacuare
      Fechamos tudo com a agencia Exploradores Outdoors. Eles te pegam no hostel e levam para fazer o rafting. O truque aqui é pedir para ser deixado no final do passeio em outra cidade, como por exemplo, Puerto Viejo. Foi o que a gente fez. Pagamos cerca de 200 dólares para duas pessoas, com direito a transporte, café da manhã e almoço e, é claro, o próprio rafting. Leia mais

      Puerto Viejo
      Ficamos 4 dias em Puerto Viejo e achamos o suficiente. Para explorar o caribe costa-riquenho, existem duas opções: ficar em Cahuita ou Puerto Viejo. Cahuita é conhecida pelo sossego. Já Puerto Viejo, pelas festas, bares e a vida ativa. Resolvemos arriscar e nos hospedamos em Puerto Viejo. Não poderíamos ter acertado mais.

      A cidade é realmente bem movimentada, muitos restaurantes e bares e gente de todas as idades nas ruas. A cultura reggae é muito presente. Gostamos muito de lá! Além do que, Puerto Viejo fica bem localizado se você quiser usá-la como ponto de conexão para conhecer outros locais próximos como o Parque Nacional Cahuita e as praias mais ao sul.
      Como chegamos
      O transporte para Puerto Viejo já estava incluso no pacote de rafting pelo rio Pacuare. Sugiro fazer a mesma coisa, você ganha tempo e salva alguns dólares com isso.
      Onde nos hospedamos
      Ficamos hospedados no Hostel Pagalú. Esse hostel não aceita reserva. Pagamos 26 dólares por noite (o preço na alta temporada muda). Super calmo, bem localizado e bem arrumadinho. O café da manhã não era incluso, mas tinha uma cozinha onde a gente preparava o nosso café da manhã. Único problema era que não tinha ar-condicionado no quarto (lá faz muitoooo calor!).
      O que fizemos
      PLAYA COCLES, PLAYA CHIQUITA E PUNTA UVA
      As principais praias do caribe da Costa Rica. Pra mim a melhor foi Playa Uva. Ela é a mais distante das três, mas pra chegar nela, fomos parando em cada uma das praias intermediárias pra tirar fotos e apreciar a vista. Fizemos todo o percurso de bicicleta, que alugamos por 10 dólares em um hostel qualquer de Puerto Viejo.

      JAGUAR RESCUE CENTER
      Se você que deixar uma pequena mais importante contribuição pra ajudar o meio ambiente, sugiro dar uma passada no Jaguar Rescue Center. Você pode até trabalhar como voluntário, cuidando dos bichos e dos afazeres do centro. O local funciona como um santuário de reabilitação da fauna local. Todo o dinheiro arrecadado vai para o cuidado dos animais. A entrada é de 20 dólares por pessoa, mas pense como uma doação. Leia mais.

      PARQUE NACIONAL CAHUITA
      Ponto obrigatório se você vai à Costa Rica. É um daqueles lugares que reúnem tudo em um só local. Praia, mar, natureza, animais, floresta, trilhas, descanso, etc. Pagamos 5 dólares por pessoa para entrar (é facultativo). Fizemos um bate e volta de Puerto Viejo (30 minutos de ônibus cada trecho), todos com a empresa MEPE. 

      Aproveitamos o dia na Playa Branca, entre entrar no mar (que é bem quentinho e cor azul turquesa) e ficar na sombra vendo os animais (macacos, quatis, lagartos, etc.). No final, fizemos uma trilha, ou parte dela, pra fechar o passeio com chave de ouro. 
      Onde comemos
      Todos os restaurantes que visitamos foram escolhidos através do TripAdvisor. Eles são:
      Café Rico Sobre las Olas Madre Tierra Como en mi Casa Art Café Lidia's Place Bread & Chocolate Parque Nacional Manuel Antônio
      O menor parque nacional da Costa Rica, é também o mais visitado, e posso dizer, um dos mais lindos que visitamos. O Parque Nacional Manuel Antônio vai te surpreender em vários aspectos. Cada praia guarda suas próprias características, animais e plantas. A sua praia principal, Manuel Antônio, é perfeita para um banho de mar. Lá, você vai também poder fazer alguns esportes radicais, ver cachoeiras e desfrutar da natureza a todo minuto.

      Como chegamos
      Saímos de Puerto Viejo de manhãzinha com destino à San José. Usamos a companhia Mepe. A viagem durou cerca de 4 horas. Chegamos no terminal da empresa em San José e logo pegamos um táxi para o terminal da outra empresa, Tracopa, que nos levaria ao Parque Manuel Antônio. Novamente umas 4 horas de viagem. Todos os ônibus eram novos e super confortáveis.
      Onde nos hospedamos
      Ficamos hospedados no Hostel Plinio. Super recomendo esse lugar. Fica bem no meio entre Quepos e Manuel Antônio com parada de ônibus bem na porta. Pagamos uma bagatela por uma noite em uma suite super chique com café da manhã incluso, sem contar que os funcionários era super simpáticos e prestativos.
      Conclusão sobre a Costa Rica
      Definitivamente um país que vamos voltar um dia, nem que seja para passar uma semaninha ou quem sabe se aposentar. A Costa Rica nos surpreendeu muito. Possui uma excelente estrutura turística, é seguro, comida deliciosa e natureza por toda a parte. A Costa Rica deixou saudades!
       
      Quer ler mais sobre as nossas viagens? É só acessar o nosso site: www.feriascontadas.com
       


×
×
  • Criar Novo...